Ericsson | HM220d | Guia do Utente do modem HM220d ADSL

Guia do Utente do modem HM220d ADSL
Guia do Utente do modem HM220d
ADSL
© Ericsson Mobile Communications AB 2000
All rights reserved
Direitos de autor (Copyright)
Este manual é publicado, sem garantia, por Ericsson Mobile Communications AB. A Ericsson Mobile Communications AB
reserva-se o direito de introduzir, sem aviso prévio, alterações e melhoramentos neste manual, resultantes de erros tipográficos, falta
de rigor na informação corrente, aperfeiçoamento de programas e/ou equipamento. Contudo, estas alterações serão integradas em
reedições do manual.
Reservados todos os direitos.
© Ericsson Mobile Communications AB
Declaração de identificação de marcas registadas
ACROBAT é uma marca registada de Adobe Systems Incorporated.
ACROBAT READER é uma marca registada de Adobe Systems Incorporated.
MICROSOFT INTERNET EXPLORER é uma marca registada de Microsoft Corporation.
ERICSSON é uma marca registada de Telefonaktiebolaget L M Ericsson.
MICROSOFT, MICROSOFT WINDOWS e MICROSOFT WINDOWS NT NT são marcas registadas de Microsoft Corporation.
NETSCAPE é uma marca registada de Netscape Communications Corporation.
WINDOWS CE, WINDOWS e WINDOWS NT são marcas registadas de Microsoft Corporation.
VIRATA é uma marca registada de Virata Corporation. Todas as restantes marcas registadas, designações de produtos e serviços são
propriedade de Virata ou de terceiros.
2 (90)
PT/LZT 1083982 R4
2000-12-07
PT/LZT 1083982 R4
2000-12-07
3 (90)
Contents
page
1
Introdução
1.1
Sobre este Guia do Utente
1.1.1 Convenções tipográficas
1.2
Sobre o modem HM220d ADSL
1.3
Conteúdo
1.4
Localização do modem
1.4.1 Instruções para montagem na parede
1.5
Instalação do filtro
2
Instalação com Ethernet (para PC Windows 95 ou superior)
2.1
Requisitos do sistema
2.2
Equipamento de ligação
2.3
Configuração do PC
10
10
11
12
3
Instalação com USB (para PC Windows 98)
3.1
Requisitos do sistema
3.2
Equipamento de ligação
3.3
Instalação de unidades driver USB
3.4
Configuração do PC
14
14
15
16
22
4
Instalação com USB (para PC Windows 2000)
4.1
Requisitos do sistema
4.2
Equipamento de ligação
4.3
Instalação de unidades driver USB
4.4
Configuração do PC
24
24
25
26
32
5
Configuração do modem
5.1
Accessar as páginas web do modem
5.2
Configuração automática
5.3
Configuração manual
5.3.1 Modo encaminhado/PPPoA
5.3.2 Modo encaminhado/RFC1483
5.3.3 Modo em ponte/RFC1483
5.4
Alterar configuração
5.5
Ajustes avançados
34
34
38
43
44
51
57
61
62
4 (90)
7
7
7
7
8
9
9
9
PT/LZT 1083982 R4
2000-12-07
5.5.1 LAN
5.5.2 Encaminhado (Routed)
5.5.3 DHCP
5.5.4 Em ponte (Bridged)
5.5.5 Individualizado
5.5.6 Gerenciamento
Informação sobre o produto
Estado
Actualizar o software
63
63
64
65
65
66
67
68
68
6
Funcionamento
6.1
Descrição do indicador LED do modem
6.2
PipeLock
6.3
Modos operacionais
6.3.1 Diagnóstico de potenciação
6.3.2 Inicialização
6.3.3 Operacional
6.3.4 Modo PipeLock
6.3.5 Accesso restrito
6.3.6 Ciclo energético
69
69
70
71
71
71
72
72
72
72
7
Referências técnicas
7.1
Configuração normal de fábrica
7.2
Especificação do modem HM220d ADSL
73
73
73
8
Lidar com problemas
8.1
Configuração do PC quando o DHCP não está em uso
8.2
Reposição do modem na configuração normal de fábrica
75
75
76
9
Informações importantes
9.1
Cuidados com o produto e manutenção
9.2
Acordo de licença
9.2.1 Licença
9.2.2 Validade
9.2.3 Garantia limitada
9.2.4 Utilização prevista
9.2.5 Limitação de responsabilidade
9.2.6 Legislação aplicável
9.3
Informações regulamentares
9.3.1 Normas de segurança
9.3.2 Fontes de energia
78
78
78
79
79
79
80
80
80
80
80
80
5.6
5.7
5.8
PT/LZT 1083982 R4
2000-12-07
5 (90)
9.3.3
9.3.4
Glossário
6 (90)
Requisitos da CE
EUA
80
81
83
PT/LZT 1083982 R4
2000-12-07
Introdução
1
Introdução
1.1
Sobre este Guia do Utente
Este guia do utente descreve a maneira de ligar, instalar e configurar o modem HM220d
ADSL num ambiente PC/Windows. O guia também informa sobre o modo de
funcionamento do modem e contém alguma informação técnica e de segurança.
1.1.1
Convenções tipográficas
Este guia do utente utiliza as seguintes convenções tipográficas:
Exemplo
Convenção
Visualizar
Menus são representados em letra gorda.
Modelos de fonte de
mensagens
Alternativas de menu são representadas em letra gorda.
"Browser de mensagens"
Janelas são assinaladas entre aspas.
Desenho GUI
Alternativas de janelas são representadas em letra gorda.
Seguinte
Botões (em windows) são representados em letra gorda Arial.
Administração de assinaturas
As hiperligações (hyperlinks) são sublinhadas.
<principal>
Nomes entre aspas angulares (<...>) significam que deve substituir esta
parte pelo que está representado entre as aspas.
Note:
Texto escrito desta forma assinala que o que se segue é um
esclarecimento, uma instrução específica, comentário ou
informação complementar interessante.
1.2
Sobre o modem HM220d ADSL
O modem Ericsson HM220d ADSL (Asymmetric Digital Subscriber Line ou linha digital
assimétrica de assinante) fornece serviços de banda larga ao seu domicílio mediante a
utilização da linha telefónica existente.
Os modems Ericsson HM220d ADSL são fornecidos em duas versões: HM220dp e
HM220di. Ambas as versões têm características idênticas mas baseiam-se em tipos de
linhas de telefone diferentes para fornecer o serviço ADSL. O HM220dp oferece serviço
PT/LZT 1083982 R4
2000-12-07
7 (90)
Introdução
ADSL através de linhas analógicas convencionais (Plain Old Telephone System) ou
POTS, enquanto o HM220di utiliza linhas de redes digitais (Integrated Services Digital
Network) ou ISDN para fornecer o serviço ADSL. A grande maioria das linhas
telefónicas no mundo são do tipo POTS. Se tiver um telefone analógico "normal", o
modem indicado para si é o HM220dp. Contudo, se tiver um telefone digital ou ISDN,
precisa dum modem HM220di. Se não estiver seguro sobre a versão apropriada ao seu
caso, informe-se com o seu operador (provedor de serviço).
O modem envia e recebe sinais a alta velocidade pela rede telefónica normal, mediante
transmissão discreta multi-tom (DMT) em linha de assinante digital (DSL). O HM220d
utiliza a maior capacidade das linhas telefónicas preparadas para ADSL para processar
dados de Internet e multimedia, permitindo fazer e receber chamadas ao mesmo tempo.
Ao instalar o modem HM220d ADSL, pode ligá-lo ao seu computador através duma
ligação USB (se for suportada pelo computador) ou Ethernet. A característica "ligar e
usar" plug-and-play do USB facilita a instalação, uma vez que só necessita duma tomada
para cabo e da instalação dum driver (fornecido no CD-ROM). Uma ligação via
Ethernet, requer a instalação no seu computador dum cartão de interface de rede
(Network Interface Card) (NIC), mas permite ligar vários computadores a um único
modem.
Uma vez que esteja ligado, uma simples pressão no botao PipeLock (localizado na parte
de cima do modem) garante a segurança do seu computador. Quando o PipeLock é
activado, o modem permanece ligado à rede, mas a comunicação entre o seu computador
e o mundo exterior é bloqueada. Deste modo, estranhos não têm acesso a qualquer
informação que se encontre no seu computador, mesmo que você não esteja presente.
Para acessar novamente o Internet, basta premir o botão PipeLock novamente.
Contudo, o tempo e o desenvolvimento tecnológico nunca param. Nós na Ericsson
mantê-lo-emos actualizado com a tecnologia mais avançada, e permitiremos que
transfira o software mais recente.
1.3
Conteúdo
No conjunto devem estar todos os componentes listados abaixo. Se faltar ou estiver
danificado algum componente, entre em contacto com o revendedor/operador (provedor
de serviço em que o equipamento foi adquirido.
•
•
•
•
•
•
•
8 (90)
O modem HM220d ADSL
Um adaptador de rede com cabo de ligação
Cabo de telefone/ADSL
Cabo de ethernet
Cabo de USB
Guia rápido
CD-ROM com o Guia do Utente, próprio para imprimir, e outros utilitários.
PT/LZT 1083982 R4
2000-12-07
Introdução
1.4
Localização do modem
O modem HM220d ADSL pode ser montado na parede ou simplesmente colocado sobre
uma superfície lisa.
Escolha uma localização do modem HM220d ADSL que:
1.4.1
•
•
•
permita ver os LEDs na parte de cima do modem
permita acesso fácil para premir o botão PipeLock na parte de cima do modem
esteja próximo de uma tomada de energia, de uma tomada de telefone e do
computador
•
•
não dificulte a circulação de ar em volta do modem
deixe espaço amplamente suficiente para que os cabos sejam conduzidos da parte de
trás do modem sem ficarem entalados.
Instruções para montagem na parede
O modem é preso à parede por meio de dois parafusos que encaixam em duas ranhuras de
fixação no fundo da unidade.
Siga as instruções passo a passo seguintes para montar o modem na parede:
1
2
1.5
Prenda os parafusos na parede a uma distância de 100 mm (3,9"). Se necessário, abra
primeiro furos e coloque buchas de plástico.
Os parafusos não devem ser apertados a fundo na parede. Diexe uma folga de cerca
de 1/4" da face da parede ao fundo da cabeça do parafuso.
Passe as ranhuras do modem HM220d ADSL sobre as cabeças dos parafusos e
desloque a unidade para baixo até ficar bem assente e segura. Pode ser necessário
reajustar levemente os parafusos para que o encosto à parede fique perfeito.
Instalação do filtro
Para manter um serviço telefónico normal, pode ser necessário instalar um filtro especial
no domicílio. O filtro, por vezes denominado de divisor, separa o sinal acústico (telefone)
do sinal ADSL (dados).
Normalmente, o preço de montagem e instalação do serviço ADSL inclui a instalação do
filtro. Se tiver dúvidas sobre a necessidade de instalação dum filtro, entre em contacto
com o seu operador (provedor de serviço).
PT/LZT 1083982 R4
2000-12-07
9 (90)
Instalação com Ethernet (para PC Windows 95 ou superior)
2
Instalação com Ethernet (para PC Windows 95 ou
superior)
Este capítulo descreve a instalação e o processo de configuração com o interface Ethernet
em PC Windows 95 (ou superior).
O interface Ethernet é usado nos computadores que não tenham interface USB, ou então
para ligar à rede vários computadores na mesma linha de banda larga.
Para ligar, é necessário ter um Cartão de interface de rede (NIC). O cartão NIC tem que
ser instalado no computador, que tem que ser configurado para TCP/IP. Quando se aplica
esta solução, um cabo normal de Ethernet transfere os dados entre o modem e o
computador. Um interface Ethernet em conjunto com um centro hub, permite ligar vários
computadores a um único modem HM220d ADSL.
2.1
Requisitos do sistema
Para ligar e instalar com bons resultados o modem HM220d ADSL na ligação ao Ethernet
vai precisar de:
•
•
•
•
•
•
Uma linha de telefone preparada para ADSL
um processador de 133 MHz com RAM de 16 MB
Cartão Interface de base10 —rede T (10Base-T Network)
uma unidade CD-ROM
Windows® 95 ou superior
Browser Internet (Internet Explorer 4.06 ou superior, Netscape Navigator 4.5 ou
superior)
Terá que usar o material seguinte do conjunto:
•
•
•
•
10 (90)
O modem
Cabo de telefone/ADSL
Cabo de ethernet
O adaptador de rede com cabo de ligação.
PT/LZT 1083982 R4
2000-12-07
Instalação com Ethernet (para PC Windows 95 ou superior)
2.2
Equipamento de ligação
Para ligar o seu modem HM220d ADSL através do interface Ethernet, prossiga da
maneira seguinte:
1
2
Ligue uma extremidade do cabo de telefone/ADSL à porta ADSL do modem e a
outra extremidade à porta de serviço ADSL (ficha de parede ou divisor/filtro).
Ligue uma extremidade do Cabo de ethernet à porta ETHERNET na parte de trás
do modem e ligue a outra extremidade ao cartão Ethernet 10Base-T network (base
10-rede T) do seu computador.
3
Ligue o Cabo de ligação de energia à ficha POWER (Rede) na parte de trás do
modem. Ligue o adaptador de rede a uma fonte de energia.
Figure 1: Ligação via interface de Ethernet
xxxxxx
Se o modem foi correctamente ligado, o modem entra no modo de diagnóstico de
potenciação e verifica a integridade do hardware e do software. Consulte o capítulo 6.3
Modos operacionais para mais informação. Quando isto acontece, todos os LEDs (díodos
luminescentes) da parte de cima do modem ACENDEM brevemente.
Quando os LEDs de Power (Rede), Ethernet e ADSL tiverem ficado amarelo permanente,
o modem está pronto a entrar em funcionamento.
Figure 2: Símbolos dos LEDs para Sector, Ethernet e ADSL
Se não ficarem, verifique se os cabos ficaram bem ligados ao modem, ao PC, à porta de
serviço e à fonte de energia.
PT/LZT 1083982 R4
2000-12-07
11 (90)
Instalação com Ethernet (para PC Windows 95 ou superior)
2.3
Configuração do PC
Para poder acessar as páginas web integradas no modem, o endereço IP do PC tem que
estar no mesmo IP que o modem. Um processo recomendado consiste em configurar o
PC como cliente DHCP e usar o servidor DHCP do modem para obter um endereço IP
correcto.
Se não estiver seguro da forma como o seu PC está configurado, pode aplicar as
instruções seguintes para verificar, e eventualmente modificar a configuração.
Verificação dos ajustes TCP/IP:
1
2
No menu Iniciar, seleccione Definições depois Painel de controlo.
Marque com um duplo clique o ícone Rede, e aparece a caixa de diálogo “Rede”.
Figure 3: Caixa de diálogo da Rede
3
Seleccione o protocolo TCP/IP (junto com o nome do tipo de adaptador de rede
concreto instalado no seu PC). Veja o exemplo acima.
4
Marque o botão Propriedades com um clique e aparece a caixa de diálogo
“Propriedadesde TCP/IP”.
Escolha Endereço IP e verifique se “Obterautomaticamente um endereço IP”fica
seleccionado. Se não ficar, escolha este botão. Marque com um clique OK.
Encontra-se agora novamente na caixa de diálogo “Rede”.Marque com um clique
OK.
Feche a janela Painel de controlo.
5
6
7
12 (90)
PT/LZT 1083982 R4
2000-12-07
Instalação com Ethernet (para PC Windows 95 ou superior)
8
Se introduziu alterações, alguns ficheiros de configuração podem estar copiados no
seu disco duro e, se uma mensagem “Alteraçãode ajustes”perguntar se deve
reinicializar-se o computador, deve responder Sim.
Se seguir os passos da página seguinte, verificará que o seu PC tem agora um novo
endereço IP, do servidor DHCP do modem.
Verificação da configuração IP:
Os passos que seguem ajudam-no a verificar se o seu PC recebeu do modem um
endereço IP novo:
1
No menu Iniciar escolha Executar... .
2
Digite winipcfg e marque com um clique OK. Aparece a caixa de diálogo
“ConfiguraçãoIP”.
Figure 4: Caixa de diálogo Configuração IP
3
4
5
6
Escolha no menu scroll, no topo, escolha o adaptador Ethernet como no exemplo
acima.
Verifique se o “EndereçoIP”fica dentro de faixa de 192.168.254.1
até192.168.254.253.
Se o campo do “EndereçoIP”estiver vazio ou fora da faixa especificada, marque
primeiro o botão Libertar todos e depois o botão Renovar todos com um clique.
Verifique novamente o “EndereçoIP”como se indica na alínea 4.
Marque com um clique OK para fechar a caixa de diálogo “ConfiguraçãoIP”.
Está agora pronto para configurar o seu modem, como descrito no capítulo 5 Configuração do modem.
PT/LZT 1083982 R4
2000-12-07
13 (90)
Instalação com USB (para PC Windows 98)
3
Instalação com USB (para PC Windows 98)
Este capítulo descreve a instalação e o processo de configuração com o interface USB em
PC Windows 98.
Muitos computadores modernos são fornecidos com uma porta USB (Universal Serial
Bus, ou barramento universal seriado). Com uma porta USB, não é necessário ter um
cartão de interface de rede, mas tem que ser instalado um driver específico USB no
computador. O driver USB necessário para o modem HM220d ADSL é fornecido no
CD-ROM e é instalado na fase de instalação. Este driver simplifica a comunicação entre
o modem e o computador. A ligação USB distingue-se da ligação Ethernet por não
permitir a ligação de mais que um computador ao modem.
3.1
Requisitos do sistema
Para ligar e instalar com bons resultados o modem HM220d ADSL na ligação USB vai
precisar de:
•
•
•
•
•
Uma linha de telefone preparada para ADSL
um processador de 133 MHz com RAM de 16 MB
Porta USB
uma unidade CD-ROM
Windows® 98 (Pode ser necessário o CD de instalação Windows para instalar a
unidade USB)
•
Browser Internet (Internet Explorer 4.06 ou superior, Netscape Navigator 4.5 ou
superior).
Terá que usar o material seguinte do conjunto:
•
•
•
•
•
14 (90)
O modem
Cabo de telefone/ADSL
Cabo de USB
O adaptador de rede com cabo de ligação
O disco CD-ROM
PT/LZT 1083982 R4
2000-12-07
Instalação com USB (para PC Windows 98)
3.2
Equipamento de ligação
Para ligar o seu modem HM220d ADSL através do interface USB, prossiga da maneira
seguinte:
1
2
3
Ligue uma extremidade do cabo de telefone/ADSL à porta ADSL do modem e a
outra extremidade à porta de serviço ADSL (ficha de parede ou divisor/filtro).
Ligue a ficha quadrada do cabo USB à porta USB na parte de trás do modem. Ligue
a outra extremidade (ficha rectangular) à porta USB da parte de trás do seu PC.
Ligue uma extremidade do Cabo de ligação de energia à ficha POWER (Rede) na
parte de trás do modem. Ligue o adaptador de rede a uma fonte de energia.
Figure 5: Ligação via interface de USB
4
Depois de os cabos estarem ligados, o PC procura automaticamente o driver USB
correcto, específico para o seu sistema operativo.
Note:
As unidades driver USB encontram-se no CD-ROM
fornecido com o conjunto do modem. Introduza o disco no
drive CD-ROM do seu PC.
Siga as instruções da secção seguinte para instalar os drivers USB.
PT/LZT 1083982 R4
2000-12-07
15 (90)
Instalação com USB (para PC Windows 98)
3.3
Instalação de unidades driver USB
São instalados dois drivers USB em duas fases sucessivas; um para USB e outro para a
emulação Ethernet de USB. Siga este procedimento para instalar as unidades driver USB:
16 (90)
1
Depois de ligar os cabos, aparece o diálogo “Detectadohardware novo”durante
alguns segundos e depois aparece Assistente Adicionar Novo Hardware:
2
Marque com um clique Seguinte. Aparece o diálogo seguinte:
3
Escolha “Procuraro melhor controlador para o dispositivo”e marque com um clique
Seguinte.
PT/LZT 1083982 R4
2000-12-07
Instalação com USB (para PC Windows 98)
4
Escolha “Unidadede CD-ROM” e certifique-se de que o CD-ROM fornecido está
no drive CD-ROM do PC. Marque com um clique Seguinte.
5
Windows vai agora localizar os ficheiros adequados e mostrará o caminho respectivo.
Marque com um clique Seguinte para iniciar a instalação do software.
Quando os ficheiros em questão estiverem copiados, aparece a mensagem instalação
concluída:
6
PT/LZT 1083982 R4
2000-12-07
17 (90)
Instalação com USB (para PC Windows 98)
8
Marque o botão Concluir com um clique. Windows 98 prosseguirá agora com a fase
seguinte da instalação.
Aparece durante alguns segundos o diálogo “Detectadohardware novo”e depois o
Assistente Adicionar Novo Hardware recomeça a procurar o novo controladores
para “EricssonHM220d Virtual NIC”:
9
Marque com um clique Seguinte. Aparece o diálogo seguinte:
7
18 (90)
PT/LZT 1083982 R4
2000-12-07
Instalação com USB (para PC Windows 98)
10 Escolha “Procuraro melhor controlador para o dispositivo”e marque com um clique
Seguinte.
11 Escolha “Unidadede CD-ROM” e certifique-se de que o CD-ROM fornecido está
no drive CD-ROM do PC. Marque com um clique Seguinte.
12 Windows vai agora localizar os ficheiros adequados e mostrará o caminho respectivo:
PT/LZT 1083982 R4
2000-12-07
19 (90)
Instalação com USB (para PC Windows 98)
13 Marque com um clique Seguinte para iniciar a instalação do software.
Note:
Pode agora ser necessário introduzir o CD de instalação
Windows. Este CD estava incluído no conjunto original do
seu PC e foi usado para instalar o seu sistema. Pode ser
necessário instalar alguns componentes de rede Microsoft
no PC, a partir do CD de instalação Windows. Introduza o
CD na unidade de disco, se estiver aprontado.
14 Quando todos os ficheiros estiverem copiados, aparece a mensagem instalação
concluída:
20 (90)
PT/LZT 1083982 R4
2000-12-07
Instalação com USB (para PC Windows 98)
15 Marque o botão Concluir com um clique. Vai aparecer o diálogo “Alteraçãodas
definições do sistema”.
16 Marque como um clique Sim para reinicializar o seu computador.
Concluída a instalação do driver e de os LEDs de Power (Rede) , USB e ADSL terem
ficado amarelo permanente, o modem está pronto para entrar em funcionamento.
Figure 16: Símbolos dos LEDs para Sector, USB e ADSL
PT/LZT 1083982 R4
2000-12-07
21 (90)
Instalação com USB (para PC Windows 98)
3.4
Configuração do PC
Para poder acessar as páginas web integradas no modem, o endereço IP do PC tem que
estar no mesmo IP que o modem. Um processo recomendado consiste em configurar o
PC como cliente DHCP e usar o servidor DHCP do modem para obter um endereço IP
correcto.
Se não estiver seguro da forma como o seu PC está configurado, pode aplicar as
instruções seguintes para verificar, e eventualmente modificar a configuração.
Verificação dos ajustes TCP/IP:
1
2
No menu Iniciar, seleccione Definições depois Painel de controlo.
Marque com um duplo clique o ícone Rede, e aparece a caixa de diálogo “Rede”.
Figure 17: Caixa de diálogo da Rede
3
Escolha o protocolo TCP/IP com o driver para Ericsson HM220d Virtual NIC
como se mostra no exemplo acima.
4
Marque o botão Propriedades com um clique e aparece a caixa de diálogo
“Propriedadesde TCP/IP”.
Escolha Endereço IP e verifique se “Obterautomaticamente um endereço IP”fica
seleccionado. Se não ficar, escolha este botão. Marque com um clique OK.
Encontra-se agora novamente na caixa de diálogo “Rede”.Marque com um clique
OK.
Feche a janela Painel de controlo.
5
6
7
22 (90)
PT/LZT 1083982 R4
2000-12-07
Instalação com USB (para PC Windows 98)
8
Se introduziu alterações, alguns ficheiros de configuração podem estar copiados no
seu disco duro e, se uma mensagem “Alteraçãode ajustes”perguntar se deve
reinicializar-se o computador, deve responder Sim.
Se seguir os passos da página seguinte, verificará que o seu PC tem agora um novo
endereço IP, do servidor DHCP do modem.
Verificação da configuração IP:
1
No menu Iniciar escolha Executar... .
2
Digite winipcfg e marque com um clique OK. Aparece a caixa de diálogo
“ConfiguraçãoIP":
Figure 18: Caixa de diálogo Configuração IP
3
4
5
6
Escolha no menu scroll, no topo “VirataVirtual Bus Ethernet driver”como no
exemplo acima.
Verifique se o “EndereçoIP”fica dentro de faixa de 192.168.254.1
até192.168.254.253.
Se o campo do “EndereçoIP”estiver vazio ou fora da faixa especificada, marque
primeiro o botão Libertar todos e depois o botão Renovar todos com um clique.
Verifique novamente o “EndereçoIP”como se indica na alínea 4.
Marque com um clique OK para fechar a caixa de diálogo “ConfiguraçãoIP”.
Está agora pronto para configurar o seu modem, como descrito no capítulo 5 Configuração do modem.
PT/LZT 1083982 R4
2000-12-07
23 (90)
Instalação com USB (para PC Windows 2000)
4
Instalação com USB (para PC Windows 2000)
Este capítulo descreve a instalação e o processo de configuração com o interface USB em
PC Windows 2000.
Note:
A Ericsson lamenta que, à data da elaboração deste guia
rápido, a versão em português de Windows 2000 ainda não
estava disponível. Por este motivo, e para maior
conveniência dos nossos clientes, publicamos esta secção
em inglês.
Muitos computadores modernos são fornecidos com uma porta USB (Universal Serial
Bus, ou barramento universal seriado). Com uma porta USB, não é necessário ter um
cartão de interface de rede, mas tem que ser instalado um driver específico USB no
computador. O driver USB necessário para o modem HM220d ADSL é fornecido no
CD-ROM e é instalado na fase de instalação. Este driver simplifica a comunicação entre
o modem e o computador. A ligação USB distingue-se da ligação Ethernet por não
permitir a ligação de mais que um computador ao modem.
4.1
Requisitos do sistema
Para ligar e instalar com bons resultados o modem HM220d ADSL na ligação USB vai
precisar de:
•
•
•
•
•
•
Uma linha de telefone preparada para ADSL
um processador de 133 MHz com RAM de 16 MB
Porta USB
uma unidade CD-ROM
Windows® 2000
Browser Internet (Internet Explorer 4.06 ou superior, Netscape Navigator 4.5 ou
superior).
Terá que usar o material seguinte do conjunto:
•
•
•
•
•
24 (90)
O modem
Cabo de telefone/ADSL
Cabo de USB
O adaptador de rede com cabo de ligação
O disco CD-ROM.
PT/LZT 1083982 R4
2000-12-07
Instalação com USB (para PC Windows 2000)
4.2
Equipamento de ligação
Para ligar o seu modem HM220d ADSL através do interface USB, prossiga da maneira
seguinte:
1
2
3
Ligue uma extremidade do cabo de telefone/ADSL à porta ADSL do modem e a
outra extremidade à porta de serviço ADSL (ficha de parede ou divisor/filtro).
Ligue a ficha quadrada do cabo USB à porta USB na parte de trás do modem. Ligue
a outra extremidade (ficha rectangular) à porta USB da parte de trás do seu PC.
Ligue uma extremidade do Cabo de ligação de energia à ficha POWER (Rede) na
parte de trás do modem. Ligue o adaptador de rede a uma fonte de energia.
Figure 19: Ligação via interface de USB
4
Depois de os cabos estarem ligados, o PC procura automaticamente o driver USB
correcto, específico para o seu sistema operativo.
Note:
As unidades driver USB encontram-se no CD-ROM
fornecido com o conjunto do modem. Introduza o disco no
drive CD-ROM do seu PC.
Siga as instruções da secção seguinte para instalar os drivers USB.
PT/LZT 1083982 R4
2000-12-07
25 (90)
Instalação com USB (para PC Windows 2000)
4.3
Instalação de unidades driver USB
São instalados dois drivers USB em duas fases sucessivas; um para USB e outro para a
emulação Ethernet de USB. Siga este procedimento para instalar as unidades driver USB:
26 (90)
1
Depois de ligar os cabos, aparece o diálogo “Detectadohardware novo”durante
alguns segundos e depois aparece Wizard para adicionar hardware novo:
2
Marque com um clique Seguinte. Aparece o diálogo seguinte:
3
Escolha “Procureum driver adequado para o seu equipamento”e marque com um
clique Seguinte.
PT/LZT 1083982 R4
2000-12-07
Instalação com USB (para PC Windows 2000)
4
Escolha “DriveCD-ROM” e certifique-se de que o CD-ROM fornecido está no
drive CD-ROM do PC. Marque com um clique Seguinte.
5
Windows vai agora localizar os ficheiros adequados e mostrará o caminho respectivo.
Marque com um clique Seguinte para iniciar a instalação do software.
Quando os ficheiros em questão estiverem copiados, aparece a mensagem instalação
concluída:
6
PT/LZT 1083982 R4
2000-12-07
27 (90)
Instalação com USB (para PC Windows 2000)
7
8
9
28 (90)
Marque o botão Finalizar com um clique. Windows 2000 prosseguirá agora com a
fase seguinte da instalação.
Aparece agora o diálogo “Detectadohardware novo”durante alguns segundos e
depois, o Wizard para localizar hardware novo é reinicializado:
Marque com um clique Seguinte. Aparece o diálogo seguinte:
PT/LZT 1083982 R4
2000-12-07
Instalação com USB (para PC Windows 2000)
10 Escolha “Procureum driver adequado para o seu equipamento”e marque com um
clique Seguinte.
11 Escolha “DriveCD-ROM” e certifique-se de que o CD-ROM fornecido está no
drive CD-ROM do PC. Marque com um clique Seguinte.
12 Windows vai agora localizar os ficheiros adequados e mostrará o caminho respectivo:
PT/LZT 1083982 R4
2000-12-07
29 (90)
Instalação com USB (para PC Windows 2000)
13 Marque com um clique Seguinte e aparece o diálogo seguinte:
14 Marque como um clique Sim para iniciar a instalação. Quando terminar a instalação,
aparece a mensagem respectiva:
30 (90)
PT/LZT 1083982 R4
2000-12-07
Instalação com USB (para PC Windows 2000)
15 Marque o botão Finalizar com um clique.
Concluída a instalação do driver e de os LEDs de Power (Rede) , USB e ADSL terem
ficado amarelo permanente, o modem está pronto para entrar em funcionamento.
Figure 31: Símbolos dos LEDs para Sector, USB e ADSL
PT/LZT 1083982 R4
2000-12-07
31 (90)
Instalação com USB (para PC Windows 2000)
4.4
Configuração do PC
Para poder acessar as páginas web integradas no modem, o endereço IP do PC tem que
estar no mesmo IP que o modem. Um processo recomendado consiste em configurar o
PC como cliente DHCP e usar o servidor DHCP do modem para obter um endereço IP
correcto.
Se não estiver seguro da forma como o seu PC está configurado, pode aplicar as
instruções seguintes para verificar, e eventualmente modificar a configuração.
Verificação dos ajustes TCP/IP:
1
2
3
4
No menu Iniciar, seleccione Ajustese depois Painel de controlo.
Marque com um duplo clique Ligações à rede para fazer chamada. Aparece uma
vista nova com ícones para ligações de rede local.
Marque com um duplo clique o ícone Ligações de rede local do Driver para
Ericsson HM220d Virtual NIC. Se tiver mais que um ícone, escolha o correcto.
Aparece a caixa de diálogo “Estadoda ligação da rede local”.
Marque o botão Propriedades com um clique para abrir a caixa de diálogo
“Propriedadesda ligação da rede local”:
Figure 32: Caixa de diálogo Propriedades da ligação da rede local
5
Escolha “ProtocoloInternet (TCP/IP)”como no exemplo acima.
6
Marque o botão Propriedades com um clique e aparece a caixa de diálogo
“Propriedadesdo protocolo internet TCP/IP”.
Verifique se “Obterautomaticamente um endereço IP”fica seleccionado. Se não ficar,
escolha este botão e marque com um clique OK.
7
32 (90)
PT/LZT 1083982 R4
2000-12-07
Instalação com USB (para PC Windows 2000)
8
9
Encontra-se agora novamente na caixa de diálogo “Propriedadesda ligação da rede
local”.Marque com um clique OK.
Marque com um clique Fechar na caixa de diálogo “Estadoda ligação da rede local”
e feche a janela de Ligações à rede para fazer chamada.
Se seguir os passos da página seguinte, verificará que o seu PC tem agora um novo
endereço IP, do servidor DHCP do modem.
Verificação da configuração IP:
1
2
3
4
No menu Iniciar escolha Programas —> Acessórios —>Prompt de comando.
Aparece a janela “Promptde comando”.
Digite ipconfig e verifique se o “EndereçoIP”fica dentro da faixa de
192.168.254.1 até 192.168.254.253.
Se o “EndereçoIP”não ficar dentro da faixa especificada, digite
ipconfig/libertar e, quando aparecer novamente C:\, digite
ipconfig/renovar. Verifique novamente o “EndereçoIP”como na alínea 2.
Feche a janela “Promptde comando”.
Está agora pronto para configurar o seu modem, como descrito no capítulo 5 Configuração do modem.
PT/LZT 1083982 R4
2000-12-07
33 (90)
Configuração do modem
5
Configuração do modem
A configuração do modem HM220d ADSL é feita com a ajuda do Wizard de
configuração ou manualmente. O Wizard de configuração está disponível em cinco
idiomas: English, Français, Deutsch, Español e Português. A configuração é feita com a
ajuda dum browser de web (Internet Explorer 4.01 ou superior / Netscape Navigator 4.5
ou superior) e mediante acesso ao interface gráfico, baseado no web, quie já está
instalado no próprio modem.
O modem HM220d ADSL é fornecido de fábrica com ajustes normais próprios. Pode,
contudo, ser necessário modificar alguns desses ajustes, em função dos serviços prestados
pelo seu operador (provedor de serviço)(ISP).
5.1
Accessar as páginas web do modem
Acesse as páginas web do modem inicializando o seu browser de web e introduzindo o
endereço IP do modem - http://192.168.254.254 -no campo "Localização" ou
"Endereço" em que introduz os endereços das páginas web.
Figure 33: Introduza o endereço IP do modem
Aparece a página "Bemvindo" do modem HM220d ADSL.
34 (90)
PT/LZT 1083982 R4
2000-12-07
Configuração do modem
Figure 34: Página Bemvindo
Esta é a página de abertura das páginas locais web do modem HM220d ADSL.
Use o botão Wizard da coluna da esquerda para iniciar o Wizard de Configuração que o
conduzirá através do processo de configuração passo a passo (recomendado ao utilizar
pela primeira cez)
Use os botões Product Info (Info Produto) e Status (Estado) buttons para visualizar o
estado presente do modem e outras informações sobre o produto. Descrito nas secções 5.6
- Informação sobre o produto e 5.7 - Estado
O botão Advanced Settings (Ajustes Avançados) vai abrir uma nova janela com todos
os parâmetros que podem ser ajustados. Esta vista pode ser usada para reconfigurar o
modem ou para verificar os ajustes. Descrito na secção 5.5 - Ajustes Avançados.
•
Marque o botão Wizard com um clique para entrar no Wizard de Configuração.
Escolha do idioma
PT/LZT 1083982 R4
2000-12-07
35 (90)
Configuração do modem
Figure 35: Wizard de configuração - Escolha do idioma
Esdta é a primeira página do Wizard de Configuração, em que escolhe o idioma English, Français, Deutsch, Español ou Português - em que prefere reveber a informação.
Todas as páginas do Wizard de configuração contêm os mesmos botões ao fundo.
Ajuda - abre uma janela de ajuda
Anterior - transfere-o para a página anterior do wizard
Seguinte - transfere-o para a página seguinte do wizard
Cancelar - fecha o wizard sem guardar ajustes feitos.
Note:
Se tiver recebido documentação do seu operador (provedor
de serviço)/ISP, deve tê-la à mão durante o processo de
configuração.
•
Escolha o idioma desejado marcando.
O processo de configuração está disponível em dois modos de configuração diferentes,
como se mostra na página seguinte do wizard.
Selecção do modo de configuração
36 (90)
PT/LZT 1083982 R4
2000-12-07
Configuração do modem
Figure 36: Wizard de configuração - Selecção do modo de configuração
Configuração automática significa que recebeu sequências de configuração automática
do seu operador (provedor de serviço)/ISP. As sequências de configuração automática
têm o aspecto XXXX-XXXX-XXXX-XXXX e são fornecidas aos pares, uma sequência
A e uma sequência B. Estas sequências contêm toda a informação de pormenor para o
funcionamento correcto do seu modem, reduzindo ao mínimo os restantes ajustes a fazer.
Configuração manual deve ser escolhido se não tiver recebido sequências de
configuração. Neste caso, a configuração é feita de forma não automática. Neste modo, é
necessário introduzir, ou alterar, mais ajustes que no anterior.
•
Escolha o modo de configuração desejado marcando com um clique Seguinte.
A configuração automática está descrita na secção seguinte e a configuração manuel
encontra-se na secção 5.3 - Configuração manual.
PT/LZT 1083982 R4
2000-12-07
37 (90)
Configuração do modem
5.2
Configuração automática
Figure 37: Wizard de configuração - Introduza as sequências de configuração
Só pode usar o modo Configuração automática se o seu operador (provedor de
serviço)/ISP lhe tiver fornecido as sequências de configuração automática (uma sequência
A e uma sequência B). As figura seguintes vão guiá-lo através do wizard e explicar os
ajustes.
•
Introduza as suas sequências de configuração automática, A e B.
Note:
Tem que introduzir as sequências exactamente como estão
escritas na informação do seu operador (provedor de
serviço)/ISP. P. ex., os caracteres '-' devem ser digitados.
As letras 'l' e 'O' não se encontram nas sequências. Um
caractere parecido com zero na sequência é, portanto, o
algarismo zero e um caractere parecido com um é o
algarismo um.
•
38 (90)
Marque com um clique Seguinte.
PT/LZT 1083982 R4
2000-12-07
Configuração do modem
Introdução da informação de conta
Note:
Esta página pode não ser mostrada, dependendo do modo
operacional usado pelo seu provedor de serviço.
Figure 38: Wizard de configuração - Introdução da informação de conta
O Protocolo passo a passol (PPP) é usado pelo modem para estabelecer ligações pela rede
ADSL ATM. Quando se estabelece uma ligação, a sua conta é identificada pela sua
Identidade de utente e pela Senha. Estas informações são fornecidas pelo seu operador
(provedor de serviço) de Internet.
•
Introduza a sua identidade de utente e a sua senha.
Note:
Tem que introduzir a sua identidade de utente e senha
exactamente como lhe foram fornecidas, ou seja,
distinguindo entre maiúsculas e minúsculas.
•
PT/LZT 1083982 R4
2000-12-07
Marque com um clique Seguinte.
39 (90)
Configuração do modem
Finalização da configuração do modem
Figure 39: Wizard de configuração - Finalização da configuração do modem
Esta é a última página do wizard e contém todos os valores de configuração. Verifique a
lista e:
•
marque o botão Anterior com um clique para modificar páginas anteriores
•
marque o botão Finalizar com um clique para confirmar os ajustes feitos
•
marque o botão Cancelar com um clique para sair do wizard de configuração sem
guardar ajustes feitos.
Depois de confirmar os ajustes (marcando com um clique o botão Finalizar), os
parâmetros serão validados e será feita uma verificação da correcção dos valores
respectivos.
Note:
Esta verificação demora algum tempo. Terá que esperar até
que apareça a “Mensagemde estado”.
Se algum ajuste estiver incorrecto, será notificado com a mensagem seguinte: "Não foi
possível alterar os parâmetros conforme as suas modificações. Verifique os ajustes e
consulte a documentação para obter ajuda".
Neste caso, use o botão Anterior para retornar às páginas antecedentes e modificar o que
for necessário.
40 (90)
PT/LZT 1083982 R4
2000-12-07
Configuração do modem
Uma vez que os seus ajustes tenham sido aceites, aparece a mensagem de estado (figura
da página seguinte): "Os parâmetros foram ajustados. Carregue em 'Reinicializar' para
reinicializar o modem".
PT/LZT 1083982 R4
2000-12-07
41 (90)
Configuração do modem
Mensagem de estado
Figure 40: Wizard de configuração - Mensagem de estado
•
Marque o botão Reinicializar com um clique.
O wizard fevcha e o modem é reinicializado. Este processo demora aproximadamente um
minuto.
Quando os LEDs de Power (Rede), Ethernet e ADSL tiverem ficado amarelo permanente,
o modem está pronto a entrar em funcionamento.
42 (90)
PT/LZT 1083982 R4
2000-12-07
Configuração do modem
5.3
Configuração manual
Configuração manual debve ser usado se não tiver recebido sequências de configuração
automática. As figura seguintes vão guiá-lo através do wizard e explicar os ajustes.
Selecção do modo de operação
Figure 41: Wizard de configuração - Escolha do modo de operação
Modo de operação
Os modemsADSL funcionam num de vários modos possíveis, determinados pelo
DSLAM (equipmento do lado do ISP da linha ADSL), ajustados pelo escritório central e
pelo serviço oferecido. O modem HM2209d ADSL pode ser configurado para funcionar
em três modos diferentes: Encaminhado/PPPoA (normal), Encaminhado/RFC1483 ou
Em ponte/RFC1483. O modo indicado depende da configuração especificada pelo seu
operador (provedor de serviço)/ISP.
Modo ADSL
O modem HM220dp pode funcionar em quatro modos ADSL: Multimode (normal),
T1.413, G.Dmt e G.Lite. O modelo HM220di pode funcionar em dois modos ADSL:
G.Dmt e DTAG. O modo ADSL depende dos serviços oferecidos e o seu operador
(provedor de serviço)/ISP deve fornecer esta informação.
Endereço IP e Máscara da subrede
Estes endereços IP pertencem ao próprio modem e têm valores normais de fábrica.
Podem ser alterados se não forem adequados no seu LAN.
Fazer ajustes individualizados
PT/LZT 1083982 R4
2000-12-07
43 (90)
Configuração do modem
Se o quadrado "Fazer ajustes individualizados?" for marcado com um visto, aparece mais
tarde no Wizard uma página com os ajustes passíveis de modificação. Estes ajustes não
precisam de ser feitos para que o modem funcione.
•
Introduza os seus ajustes e marque com um clique Seguinte.
Se tiver escolhido o modo Encaminhado/PPPoA, continue com a secção seguinte. Para o
modo Encaminhado/RFC1483, continue com a secção 5.3.2 e para o modo Em
ponte/RFC183, continue com a secção 5.3.3.
5.3.1
Modo encaminhado/PPPoA
Figure 42: Wizard de configuração - Modo encaminhado/PPPoA
Configuração do modem no Modo encaminhado/PPPoA
Para o modo encaminhado/PPPoA, tem que ser ajustada informação sobre os
identificadores VP/VC bem como alguma informação sobre a rede local. Consulte a
documentação do seu operador (provedor de serviço)/ISP para introduzir valores ou
modificar ajustes normais.
Identificadores VP e VC
Modo de transferência assíncrono (ATM ou Asynchronous Transfer Mode) é a tecnologia
usada para a transmissão de dados. Os dados, transmitidos por canais virtuais, são
assinalados por identificadores específicos e exclusivos (identificadores de canal virtual,
ou VCIs). Num caminho virtual, podem existir múltiplos VCIs, e o caminho virtual
também pode possuir um identificador (VPI) exclusivo. Os parâmetros de VP e VC
devem constituir um par que identifica o DSLAM (Equipamento do lado do ISP da linha
ADSL) e o encaminhador ISP. Este par é fornecido pelo operador da rede de acesso.
Tipo de encapsulamento
44 (90)
PT/LZT 1083982 R4
2000-12-07
Configuração do modem
Quando os dados são transferidos por canais virtuais ATM, são encapsulated por um
método específico. Normalmente, o modo Encaminhado/PPPoA aplica VC Mux (VC
Multiplex), que utiliza um VC separado para cada protocolo transportado. O outro
método disponível é o LLC (Logical Link Control ou Controlo Lógico da Ligação), que
permite multiplexar protocolos múltiplos por um circuito virtual ATM único. Consulte a
documentação do seu operador (provedor de serviço)/ISP.
Processamento da senha
O protocolo ponto a ponto (PPP) é usado pelo modem para estabelecer ligações pela rede
ADSL ATM. Para identificar o seu modem (processamento da senha), utiliza-se um
protocolo de authenticação, que pode ser PAP (Password Authentication Protocol ou
protocolo de autenticação de senha) ou CHAP (Challenge Handshake Authentication
Protocol, ou protocolo de autenticação por “desafiode aperto de mão”).Consulte a
documentação do seu operador (provedor de serviço)/ISP.
Habilitação do servidor DHCP
O modem fornece um protocolo Protocolo dinâmico principal de configuração (DHCP ou
Dynamic Host Configuration Protocol) o que significa que o modem funciona como
servidor DHCP, atribuindo de forma dinâmica endereços IP aos nodes LAN. O servidor
DHCP suporta clientes principais DHCP só no lado LAN, ignorando todos os pedidos
DHCP chegados do interface WAN. Consulte a documentação do seu operador (provedor
de serviço)/ISP.
Habilitação do NAT
O modem também suporta Tradução do endereço de rede (NAT ou Network Address
Translation), que traduz endereços IP internos para endereços externos de validez
exclusiva à escala universal.
A maioria dos utentes devem ser habilitados para NAT. Utentes que tenham um endereço
público IP, podem não estar habilitados para NAT. Se não estiver seguro, informe-se
com o seu operador (provedor de serviço)/ISP.
•
Introduza os seus ajustes e marque com um clique Seguinte.
Configuração do servidor DHCP
Note:
Esta página só aparece se tiver seleccionado "Habilitação
do servidor DHCP" na página anterior do wizard.
PT/LZT 1083982 R4
2000-12-07
45 (90)
Configuração do modem
Figure 43: Wizard de configuração - Configuração do servidor DHCP
O servidor DHCP fornece endereços IP à sua rede local. Terá que fornecer ao modem
uma série de números que este pode atribuir ao seu computador.
Começo de endereço IP e Terminação de endereço IP
Altere os valores normais se não forem adequados no seu LAN.
Note:
O "Endereço IP do modem" NÃO DEVE ficar dentro da
faixa especificada, mas TEM QUE estar na mesma subrede
IP.
DNS do seu ISP
O endereço IP da nomenclatura do domínio ou Domain Name System (DNS) é fornecido
pelo seu operador (provedor de serviço)/ISP.
•
Introduza os seus ajustes e marque com um clique Seguinte.
Introdução da informação de conta
46 (90)
PT/LZT 1083982 R4
2000-12-07
Configuração do modem
Figure 44: Wizard de configuração - Introdução da informação de conta
O Protocolo passo a passol (PPP) é usado pelo modem para estabelecer ligações pela rede
ADSL ATM. Quando se estabelece uma ligação, a sua conta é identificada pela sua
Identidade de utente e pela Senha. Estas informações são fornecidas pelo seu operador
(provedor de serviço) de Internet.
•
Introduza a sua identidade de utente e a sua senha.
Note:
Tem que introduzir a sua identidade de utente e senha
exactamente como lhe foram fornecidas, ou seja,
distinguindo entre maiúsculas e minúsculas.
•
Marque com um clique Seguinte.
Alteração dos ajustes individualizados
Note:
Esta página só aparece se tiver marcado com um visto o
quadrado "Fazer ajustes individualizados?" numa página
anterior do wizard.
PT/LZT 1083982 R4
2000-12-07
47 (90)
Configuração do modem
Figure 45: Wizard de configuração - Alteração dos ajustes individualizados
Designação do sistema, Localização e Pessoa a contactar
A informação sobre o sistema serve para identificar o seu modem, quando pretende ter o
acesso remoto ao mesmo, p. ex. quando recebe apoio do seu operador (provedor de
serviço)/ISP.
•
48 (90)
Introduza os seus parâmetros de identificação e marque com um clique Seguinte.
PT/LZT 1083982 R4
2000-12-07
Configuração do modem
Finalização da configuração do modem
Figure 46: Wizard de configuração - Finalização da configuração do modem
Esta é a última página do wizard e contém todos os valores de configuração. Verifique a
lista e:
•
marque o botão Anterior com um clique para modificar páginas anteriores
•
marque o botão Finalizar com um clique para confirmar os ajustes feitos
•
marque o botão Cancelar com um clique para sair do wizard de configuração sem
guardar ajustes feitos.
Depois de confirmar os ajustes (marcando com um clique o botão Finalizar), os
parâmetros serão validados e será feita uma verificação da correcção dos valores
respectivos.
Note:
Esta verificação demora algum tempo. Terá que esperar até
que apareça a “Mensagemde estado”.
Se algum ajuste estiver incorrecto, será notificado com a mensagem seguinte: "Não foi
possível alterar os parâmetros conforme as suas modificações. Verifique os ajustes e
consulte a documentação para obter ajuda".
Neste caso, use o botão Anterior para retornar às páginas antecedentes e modificar o que
for necessário.
PT/LZT 1083982 R4
2000-12-07
49 (90)
Configuração do modem
Uma vez que os seus ajustes tenham sido aceites, aparece a mensagem de estado (figura
da página seguinte): "Os parâmetros foram ajustados. Carregue em 'Reinicializar' para
reinicializar o modem".
50 (90)
PT/LZT 1083982 R4
2000-12-07
Configuração do modem
Mensagem de estado
Figure 47: Wizard de configuração - Mensagem de estado
•
Marque o botão Reinicializar com um clique.
O wizard fevcha e o modem é reinicializado. Este processo demora aproximadamente um
minuto.
Quando os LEDs de Power (Rede), Ethernet e ADSL tiverem ficado amarelo permanente,
o modem está pronto a entrar em funcionamento.
5.3.2
Modo encaminhado/RFC1483
Figure 48: Wizard de configuração - Modo encaminhado/RFC1483
PT/LZT 1083982 R4
2000-12-07
51 (90)
Configuração do modem
Configuração do modem no Modo encaminhado/RFC1483
Para o modo encaminhado/RFC1483, tem que ser ajustada informação sobre os
identificadores VP/VC bem como alguma informação sobre a rede local. Consulte a
documentação do seu operador (provedor de serviço)/ISP para introduzir valores ou
modificar ajustes normais.
Identificadores VP e VC
Modo de transferência assíncrono (ATM ou Asynchronous Transfer Mode) é a tecnologia
usada para a transmissão de dados. Os dados, transmitidos por canais virtuais, são
assinalados por identificadores específicos e exclusivos (identificadores de canal virtual,
ou VCIs). Num caminho virtual, podem existir múltiplos VCIs, e o caminho virtual
também pode possuir um identificador (VPI) exclusivo. Os parâmetros de VP e VC
devem constituir um par que identifica o DSLAM (Equipamento do lado do ISP da linha
ADSL) e o encaminhador ISP. Este par é fornecido pelo operador da rede de acesso.
Tipo de encapsulamento
Quando os dados são transferidos por canais virtuais ATM, são encapsulated por um
método específico. Normalmente, o modo Encaminhado/RFC1483 aplica o
encapsulamento LLC (Logical Link Control ou Controlo Lógico da Ligação), que permite
multiplexar protocolos múltiplos por um circuito virtual ATM único. O outro método
disponível, VC Mux (VC Multiplex), usa um VC separado para cada protocolo
transportado. Consulte a documentação do seu operador (provedor de serviço)/ISP.
Habilitação do servidor DHCP
O modem fornece um protocolo Protocolo dinâmico principal de configuração (DHCP ou
Dynamic Host Configuration Protocol) o que significa que o modem funciona como
servidor DHCP, atribuindo de forma dinâmica endereços IP aos nodes LAN. O servidor
DHCP suporta clientes principais DHCP só no lado LAN, ignorando todos os pedidos
DHCP chegados do interface WAN. Consulte a documentação do seu operador (provedor
de serviço)/ISP.
Habilitação do NAT
O modem também suporta Tradução do endereço de rede (NAT ou Network Address
Translation), que traduz endereços IP internos para endereços externos de validez
exclusiva à escala universal.
A maioria dos utentes devem ser habilitados para NAT. Utentes que tenham um endereço
público IP, podem não estar habilitados para NAT. Se não estiver seguro, informe-se
com o seu operador (provedor de serviço)/ISP.
Habilitação do cliente DHCP
Se o cliente DHCP estiver habilitado, o cliente DHCP do modem vai pedir o endereço IP
e a máscara da subrede do interface WAN do modem.
Endereço IP e máscara da subrede do WAN
52 (90)
PT/LZT 1083982 R4
2000-12-07
Configuração do modem
O endereço IP e a máscara da subrede do interface WAN do modem. Os valores devem
ser definidos pelo operador (provedor de serviço)/ISP. (Se o cliente DHCP estiver
habilitado, estes parâmetros são ajustados automaticamente pelo modem).
•
Introduza os seus ajustes e marque com um clique Seguinte.
Configuração do servidor DHCP
Note:
Esta página só aparece se tiver seleccionado "Habilitação
do servidor DHCP" na página anterior do wizard.
Figure 49: Wizard de configuração - Configuração do servidor DHCP
O servidor DHCP fornece endereços IP à sua rede local. Terá que fornecer ao modem
uma série de números que este pode atribuir ao seu computador.
Começo de endereço IP e Terminação de endereço IP
Altere os valores normais se não forem adequados no seu LAN.
PT/LZT 1083982 R4
2000-12-07
53 (90)
Configuração do modem
Note:
O "Endereço IP do modem" NÃO DEVE ficar dentro da
faixa especificada, mas TEM QUE estar na mesma subrede
IP.
DNS do seu ISP
O endereço IP da nomenclatura do domínio ou Domain Name System (DNS) é fornecido
pelo seu operador (provedor de serviço)/ISP.
•
Introduza os seus ajustes e marque com um clique Seguinte.
Alteração dos ajustes individualizados
Note:
Esta página só aparece se tiver marcado com um visto o
quadrado "Fazer ajustes individualizados?" numa página
anterior do wizard.
Figure 50: Wizard de configuração - Alteração dos ajustes individualizados
Designação do sistema, Localização e Pessoa a contactar
54 (90)
PT/LZT 1083982 R4
2000-12-07
Configuração do modem
A informação sobre o sistema serve para identificar o seu modem, quando pretende ter o
acesso remoto ao mesmo, p. ex. quando recebe apoio do seu operador (provedor de
serviço)/ISP.
•
Introduza os seus parâmetros de identificação e marque com um clique Seguinte.
Finalização da configuração do modem
Figure 51: Wizard de configuração - Finalização da configuração do modem
Esta é a última página do wizard e contém todos os valores de configuração. Verifique a
lista e:
•
marque o botão Anterior com um clique para modificar páginas anteriores
•
marque o botão Finalizar com um clique para confirmar os ajustes feitos
•
marque o botão Cancelar com um clique para sair do wizard de configuração sem
guardar ajustes feitos.
Depois de confirmar os ajustes (marcando com um clique o botão Finalizar), os
parâmetros serão validados e será feita uma verificação da correcção dos valores
respectivos.
PT/LZT 1083982 R4
2000-12-07
55 (90)
Configuração do modem
Note:
Esta verificação demora algum tempo. Terá que esperar até
que apareça a “Mensagemde estado”.
Se algum ajuste estiver incorrecto, será notificado com a mensagem seguinte: "Não foi
possível alterar os parâmetros conforme as suas modificações. Verifique os ajustes e
consulte a documentação para obter ajuda".
Neste caso, use o botão Anterior para retornar às páginas antecedentes e modificar o que
for necessário.
Uma vez que os seus ajustes tenham sido aceites, aparece a mensagem de estado (figura
da página seguinte): "Os parâmetros foram ajustados. Carregue em 'Reinicializar' para
reinicializar o modem".
Mensagem de estado
Figure 52: Wizard de configuração - Mensagem de estado
•
Marque o botão Reinicializar com um clique.
O wizard fevcha e o modem é reinicializado. Este processo demora aproximadamente um
minuto.
Quando os LEDs de Power (Rede), Ethernet e ADSL tiverem ficado amarelo permanente,
o modem está pronto a entrar em funcionamento.
56 (90)
PT/LZT 1083982 R4
2000-12-07
Configuração do modem
5.3.3
Modo em ponte/RFC1483
Figure 53: Wizard de configuração - Modo em ponte/RFC1483
Configuração do modem no Modo em ponte/RFC1483
No modo Em ponte/RFC1483 a quantidade de ajustamentos a fazer é minimizada.
Identificadores VP e VC
A tecnologia usada para a transmissão de dados é designada de Modo de Transferência
Assíncrono (ATM ou Asynchcronous Transfer Mode). Os dados, transmitidos por canais
virtuais, são assinalados por identificadores específicos e exclusivos (identificadores de
canal virtual, ou VCIs). Num caminho virtual, podem existir múltiplos VCIs, e o caminho
virtual também pode possuir um identificador (VPI) exclusivo. Os parâmetros de VP e
VC devem constituir um par que identifica o DSLAM (Equipamento do lado do ISP da
linha ADSL) e o encaminhador ISP. Este par é fornecido pelo operador da rede de acesso.
Tipo de encapsulamento
Quando os dados são transferidos por canais virtuais ATM, são encapsulated por um
método específico. Normalmente, o modo Em ponte/RFC1483 aplica o encapsulamento
LLC (Logical Link Control ou Controlo Lógico da Ligação), que permite multiplexar
protocolos múltiplos por um circuito virtual ATM único. O outro método disponível, VC
Mux (VC Multiplex), usa um VC separado para cada protocolo transportado. Consulte a
documentação do seu operador (provedor de serviço)/ISP.
•
PT/LZT 1083982 R4
2000-12-07
Introduza os seus ajustes e marque com um clique Seguinte.
57 (90)
Configuração do modem
Alteração dos ajustes individualizados
Note:
Esta página só aparece se tiver marcado com um visto o
quadrado "Fazer ajustes individualizados?" numa página
anterior do wizard.
Figure 54: Wizard de configuração - Alteração dos ajustes individualizados
Designação do sistema, Localização e Pessoa a contactar
A informação sobre o sistema serve para identificar o seu modem, quando pretende ter o
acesso remoto ao mesmo, p. ex. quando recebe apoio do seu operador (provedor de
serviço)/ISP.
•
58 (90)
Introduza os seus parâmetros de identificação e marque com um clique Seguinte.
PT/LZT 1083982 R4
2000-12-07
Configuração do modem
Finalização da configuração do modem
Figure 55: Wizard de configuração - Finalização da configuração do modem
Esta é a última página do wizard e contém todos os valores de configuração. Verifique a
lista e:
•
marque o botão Anterior com um clique para modificar páginas anteriores
•
marque o botão Finalizar com um clique para confirmar os ajustes feitos
•
marque o botão Cancelar com um clique para sair do wizard de configuração sem
guardar ajustes feitos.
Depois de confirmar os ajustes (marcando com um clique o botão Finalizar), os
parâmetros serão validados e será feita uma verificação da correcção dos valores
respectivos.
Note:
Esta verificação demora algum tempo. Terá que esperar até
que apareça a “Mensagemde estado”.
Se algum ajuste estiver incorrecto, será notificado com a mensagem seguinte: "Não foi
possível alterar os parâmetros conforme as suas modificações. Verifique os ajustes e
consulte a documentação para obter ajuda".
Neste caso, use o botão Anterior para retornar às páginas antecedentes e modificar o que
for necessário.
PT/LZT 1083982 R4
2000-12-07
59 (90)
Configuração do modem
Uma vez que os seus ajustes tenham sido aceites, aparece a mensagem de estado (figura
da página seguinte): "Os parâmetros foram ajustados. Carregue em 'Reinicializar' para
reinicializar o modem".
60 (90)
PT/LZT 1083982 R4
2000-12-07
Configuração do modem
Mensagem de estado
Figure 56: Wizard de configuração - Mensagem de estado
•
Marque o botão Reinicializar com um clique.
O wizard fevcha e o modem é reinicializado. Este processo demora aproximadamente um
minuto.
Quando os LEDs de Power (Rede), Ethernet e ADSL tiverem ficado amarelo permanente,
o modem está pronto a entrar em funcionamento.
5.4
Alterar configuração
Se pretender alterar a configuração do seu modem, basta acessar novamente as páginas
web do mesmo. Para isso, inicialize o browser de web e introduza o endereço IP do
modem, http://192.168.254.254 no campo "Localização" ou "Endereço" em que introduz
um endereço das páginas web.
Figure 57: Introduza o endereço IP do modem
Aparece a página "Bemvindo" do modem HM220d ADSL.
PT/LZT 1083982 R4
2000-12-07
61 (90)
Configuração do modem
Note:
Se modificou o endereço IP normal do modem, terá que
introduzir o novo endereço IP para acessar as páginas web
do modem.
Para alterar a configuração do modem, pode usar o Wizard de Configuração (marque o
botão Wizard com um clique) ou escolher o botão Advanced Settings (Ajustes
avançados). Os ajustes avançados são descritos na secção seguinte.
5.5
Ajustes avançados
Em vez de passar pelo Wizard de Configuração, pode optar por visualizar todos os
parâmetros configuráveis numa só vista. Começando pela página "Bemvindo" do modem,
marque o botão Advanced Settings (Ajustes avançados) com um clique e aparece a
imagem seguinte:
Figure 58: Ajustes avançados
62 (90)
PT/LZT 1083982 R4
2000-12-07
Configuração do modem
Nesta figura existem dois botões novos - Save (Gravar) e Cancel (Cancelar). Depois de
ter modificado dados, se quizer gravar as alteraçõesfeitas, use o botão Save (Gravar). O
botão Cancel (Cancelar) repõe os ajustes aos valores anteriores e nenhumas alterações
são gravadas.
A informação é dividida em secções, conforme a descrição abaixo.
5.5.1
LAN
O "Endereço IP do modem e a "Máscara da subrede" pertencem ao modem. Os
parâmetros têm ajustes normais que só devem ser modificados se não forem adequados
no seu LAN.
Os modems ADSL funcionam num de vários modos possíveis, determinados pelo
DSLAM (equipmento do lado do ISP da linha ADSL), ajustados pelo escritório central e
pelo serviço oferecido. O modem HM220d ADSL pode ser configurado para funcionar
em três "Modos de operação" diferentes: Encaminhado/PPPoA (normal),
Encaminhado/RFC1483 ou Em ponte/RFC1483. O modo indicado depende da
configuração especificada pelo seu operador (provedor de serviço)/ISP.
O "Modo ADSL" depende dos serviços oferecidos e o seu operador (provedor de
serviço)/ISP deve fornecer esta informação. O modelo HM220dp pode funcionar em
quatro modos ADSL diferentes, Multimode (normal), T1.413, G.Dmt, e G.Lite. O
modelo HM220di pode funcionar em dois modos ADSL diferentes, G.Dmt e DTAG.
5.5.2
Encaminhado (Routed)
Esta secção só aparece se tiver escolhido o modo de operação "Encaminhado/PPPoA" ou
"Encaminhado/RFC1483" na secção LAN, anterior.
A informação é um pouco diferente nos modos Encaminhado/PPPoA e
Encaminhado/RFC1483. Processamento da senha, Identidade (nome) de utente e senha só
são válidos para o modo Encaminhado/PPPoA. Cliente DHCP, endereço WAN IP e
máscara WAN da subrede são usados no modo Encaminhado/RFC1483.
Quando o modem funciona no modo Encaminhado, manda "pacotes" de um nodo para
outro, baseado em Endereços IP. Um endereço IP pode ser visto como sendo um
identificador alterável, registado no endereço MAC do nodo da rede. O endereço IP dum
nodo pode mudar de forma dinâmica ou por configuração de utente. Por este motivo,
existem na rede protocolos e bases de dados que têm que manter o controlo dos endereços
IP atribuidos aos nodos da rede local (LAN).
Para o modo Encaminhado, tem que ser ajustada informação sobre os identificadores
VP/VC bem como alguma informação sobre a rede local.
Os "identificadores VP e VC" referem-se à tecnologia, desiganada de Modo de
transferência assíncrona, ATM (Asynchronous Transfer Mode), usada para a transmissão
de dados. Os dados, transmitidos por canais virtuais, são assinalados por identificadores
específicos e exclusivos (identificadores de canal virtual, ou VCIs). Num caminho virtual,
podem existir múltiplos VCIs, e o caminho virtual também pode possuir um identificador
PT/LZT 1083982 R4
2000-12-07
63 (90)
Configuração do modem
(VPI) exclusivo. Os parâmetros de VP e VC devem constituir um par que identifica o
DSLAM (Equipamento do lado do ISP da linha ADSL) e o encaminhador ISP. Este par é
fornecido pelo operador da rede de acesso.
"Tipo de Encapsulamento " é o método específico usado para transferir dados através de
cabais virtuais ATM. Para o modo de operação Encaminhado/PPPoA, o normal do
modem é VC Mux (VC Multiplex), que usa um VC separado para cada protocolo
transportado. O modo de operação Encaminhado/RFC1483 aplica o valor normal LLC
(Logical Link Control ou Controlo Lógico da Ligação), que permite multiplexar
protocolos múltiplos por um circuito virtual ATM único. Consulte a documentação do
seu operador (provedor de serviço)/ISP.
O processamento de senhas refere-se ao protocolo ponto a ponto (PPP) que é usado pelo
modem para estabelecer ligações pela rede ADSL ATM. Para identificar o seu modem
(processamento da senha), utiliza-se um protocolo de authenticação, que pode ser PAP
(Password Authentication Protocol ou protocolo de autenticação de senha) ou CHAP
(Challenge Handshake Authentication Protocol, ou protocolo de autenticação por “desafio
de aperto de mão”).Consulte a documentação do seu operador (provedor de serviço)/ISP.
O modem também suporta Tradução do endereço de rede (NAT ou Network Address
Translation), que traduz endereços IP internos para endereços externos de validez
exclusiva à escala universal. A maioria dos utentes devem ser habilitados para NAT.
Utentes que tenham um endereço público IP, podem não estar habilitados para NAT. Se
não estiver seguro, informe-se com o seu operador (provedor de serviço)/ISP.
Se o "cliente DHCP" estiver habilitado, o cliente DHCP do modem vai pedir o endereço
IP e a máscara da subrede do interface WAN. Evitar a necessidade de configuar estes
parâmetros manualmente.
Se o "cliente DHCP" não estiver habilitado, o endereço IP WAN e a máscara da subrede
têm que ser ajustados manualmente. Os valores devem ser fornecidos pelo operador
(provedor de serviço)/ISP.
"Identidade do utente" e "Senha" são fornecidos pelo seu operador (provedor de
serviço)/ISP. Esta é a informação sobre a sua conta que identifica o seu modem quando é
estabelecida uma ligação.
5.5.3
64 (90)
DHCP
Esta secção só aparece se tiver escolhido o modo de operação "Encaminhado/PPPoA" ou
"Encaminhado/RFC1483" na secção LAN, anterior.
O modem fornece um protocolodinâmico principal de configuração (DHCP ou Dynamic
Host Configuration Protocol) o que significa que o modem funciona como servidor
DHCP, atribuindo de forma dinâmica endereços IP aos nodos LAN. O servidor DHCP
suporta clientes principais DHCP só no lado LAN, ignorando todos os pedidos DHCP
chegados do interface WAN.
Terá que fornecer uma série de endereços (Começo de endereço IP e Terminação de
endereço IP) que o modem pode distribuir ao seu computador.
PT/LZT 1083982 R4
2000-12-07
Configuração do modem
Note:
O "Endereço IP do modem" NÃO DEVE ficar dentro da
faixa especificada, mas TEM QUE estar na mesma subrede
IP.
O endereço IP da nomenclatura do domínio ou Domain Name System (DNS) é fornecido
pelo seu operador (provedor de serviço)/ISP.
5.5.4
Em ponte (Bridged)
Esta secção só aparece se tiver escolhido o modo de operação "Em ponte/RFC1483" na
secção LAN, anterior.
Quando o modem funciona no modo Em ponte, o endereço MAC do computador emissor
ou receptor, ou dispositivos (nodos) da rede determinam para onde vão ser manadados os
"pacotes" de dados, entre segmentos LAN. O endereço MAC é um identificador
exclusivo que está programado no cartão de interface da rede, instalado num nodo de
rede. Em ponte é um esquema de ttransmissão simplificado, que envolve pouco
gerenciamento de software para mandar "pacotes" de dados. Os pacotes avançam
simplesmente dum nodo para o seguinte.
No modo Em ponte/RFC1483 a quantidade de parâmetros a ajustar é minimizada.
Os "identificadores VP e VC" referem-se à tecnologia, desiganada de Modo de
transferência assíncrona, ATM (Asynchronous Transfer Mode), usada para a transmissão
de dados. Os dados, transmitidos por canais virtuais, são assinalados por identificadores
específicos e exclusivos (identificadores de canal virtual, ou VCIs). Num caminho virtual,
podem existir múltiplos VCIs, e o caminho virtual também pode possuir um identificador
(VPI) exclusivo. Os parâmetros de VP e VC devem constituir um par que identifica o
DSLAM (Equipamento do lado do ISP da linha ADSL) e o encaminhador ISP. Este par é
fornecido pelo operador da rede de acesso.
"Tipo de encapsulamento" é o método específico usado para transferir dados através de
cabais virtuais ATM. O modo de operação Em ponte/RFC1483 aplica o valor normal para
o modem LLC (Logical Link Control ou Controlo Lógico da Ligação), que permite
multiplexar protocolos múltiplos por um circuito virtual ATM único. O outro método
disponível, VC Mux (VC Multiplex), usa um VC separado para cada protocolo
transportado. Consulte a documentação do seu operador (provedor de serviço)/ISP.
5.5.5
Individualizado
Os ajustes individualizados contêm informação sobre a "Designação do sistema",
"Localização do sistema" e "Pessoa a contactar no sistema". Esta informação sobre o
sistema serve para identificar o seu modem, quando pretende ter o acesso remoto ao
mesmo, p. ex. quando recebe apoio do seu operador (provedor de serviço)/ISP.
PT/LZT 1083982 R4
2000-12-07
65 (90)
Configuração do modem
5.5.6
66 (90)
Gerenciamento
A capacidade OAM (Operation and Maintenance ou Operação e Manutenção) do modem
fornece gerenciamento de desempenho e falhas das ligações à rede ATM. O modem
HM220d ADSL fornece suporte para as células de auto-retorno OAM, para o
gerenciamento de falhas e a monitorização permanente da continuidade. O suporte OAM
é fornecido tanto em caminhos virtuais (Mesa OAM F4 ) como em canais virtuais (Mesa
OAM F5). Os ajustes dos parâmetros OAM devem ser definidos pelo operador (provedor
de serviço)/ISP.
O protocolo do fórum ATM, ILMI apoia o intercâmbio de informação de configuração
entre dispositivos ATM, como entre o modem ADSL e um DSLAM. O ajuste deste
parâmetro deve ser definido pelo operador (provedor de serviço)/ISP.
O IP de destino imprevisto (trap destination) é o endereço IP para o qual o modem deve
enviar as mensagens imprevistas SNMP. O ajuste deste parâmetro deve ser definido pelo
operador (provedor de serviço)/ISP.
PT/LZT 1083982 R4
2000-12-07
Configuração do modem
5.6
Informação sobre o produto
Começando pela página "Bemvindo" do modem, marque o botão Product Info (Info
Produto) com um clique para obter a imagem seguinte:
Figure 59: Info produto
Esta página contém informação sobre o seu modem HM220d e o site ADSL no ISP.
PT/LZT 1083982 R4
2000-12-07
67 (90)
Configuração do modem
5.7
Estado
Começando pela página "Bemvindo" do modem, marque o botão Status (Estado) com
um clique para obter a imagem seguinte:
Figure 60: Estado
Aqui pode ver o estado actual do interface ADSL. Marque com um clique as ligações
abaixo da tanela para visualizar o estado dos diferentes interfaces do modem. Os
parâmetros exibidos e as diferentes vistas de interface são actualizados a cada 10
segundos.
5.8
Actualizar o software
Nós na Ericsson mantê-lo-emos actualizado com a tecnologia mais avançada, e
permitiremos que transfira o software mais recente.
68 (90)
PT/LZT 1083982 R4
2000-12-07
Funcionamento
6
Funcionamento
Depois de ligar correctamente e configurar o modem HM220d ADSL, basta abrir o seu
browser Internet para ficar em linha imediatamente. Não são necessários quaisquer
procedimentos de entrada no sistema (logon). O modem deve ficar sempre ligado; nao é
preciso ligar e desligar, uma vez que, quando não está a usar o Internet, o PipeLock
assegura a segurança do seu computador.
O modem HM220d ADSL funciona de forma automática e praticamente nunca precisa de
qualquer intervenção da sua parte. Contudo, deve estar familiarizado com algumas
características do modem, tais como o PipeLock. Provavelmente também quererá saber
mais sobre os LEDs do modem, que indicam o estado operacional presente e fornecem
informações úteis para o diagnóstico.
6.1
Descrição do indicador LED do modem
Olhando para a parte de cima do modem HM220d ADSL, vêem-se cinco díodos
luminescentes (LEDs) na extremidade esquerda da unidade.
Figure 61: LEDs do modem HM220d ADSL
Estes LEDs indicam o estado actual do modem e fornecem informações úteis para o
diagnóstico. Apesar de as funções dos LEDs serem dependentes do estado operacional do
modem, a finalidade genérica de cada um deles está descrita na tabela abaixo. Cada LED
pode estar ACESO, APAGADO, piscar a um ritmo determinado ou piscar
periodicamente para indicar actividade.
A finalidade genérica de cada LED está descrita na tabela da página seguinte.
PT/LZT 1083982 R4
2000-12-07
69 (90)
Funcionamento
Símbolo
Designação
Descrição
Power
(Rede)
O LED de rede indica se o modem recebe ou não energia da rede
USB
O LED USB indica o estado da ligação (USB) entre o modem e o seu
computador. Concluído o diagnóstico de potenciação e a inicialização, o
LED avcende com luz permanente anarela, ficando a piscar com cor
amarela sempre que haja actividade na ligação.
Ethernet
O LED Ethernet indica o estado da ligação (Ethernet) entre o modem e o
seu computador. Concluído o diagnóstico de potenciação e a
inicialização, o LED avcende com luz permanente anarela, ficando a
piscar com cor amarela sempre que haja trânsito no Ethernet.
ADSL
O LED ADSL pisca amarelo enquanto a linha DSL estiver a aprimorar-se
para uma taxa de transmissão optimizada. Logo que a linha esteja
aprimorada, o LED fica amarelo permanente.
PipeLock
O LED PipeLock indica se este dispositivo está activado.
Table 2: Descrição dos LEDs do modem HM220d ADSL
6.2
PipeLock
A tecnologia PipeLock, exclusiva da Ericsson, permite suspender a comunicação entre o
modem e o seu computador com uma simples pressão de um botão. Este facto aumenta a
segurança quando o modem não está em uso. Quando o PipeLock é activado, o modem
permanece no sistema, mas a comunicação entre o seu computador e o seu operador
(provedor de serviço) é bloqueada. Uma vez que o PipeLock não interrompe a
comunicação entre o modem e a rede do operador (provedor de serviço), a ligação é
restabelecida imediatamente quando o botão for novamente premido.
Para activar o PipleLock, basta premir o PipeLock botão do lado direito em cima do
modem.
Figure 62: Botão PipeLock
Prima novamente o botão para restabelecer imediatamente o acesso ao Internet. O LED
do PipeLock indica a qualquer momento se o PipeLock está ligado (LED aceso) ou não
(LED apagado).
70 (90)
PT/LZT 1083982 R4
2000-12-07
Funcionamento
Figure 63: Símbolo do LED do PipeLock
O estado de PipeLock será retido se o modem for reposto ou se o abastecimento de
energia for interrompido. Por outras palavras, se o PipeLock for activado imediatamente
antes duma interrupção ou reposição, retornará ao estado activo logo que o diagnóstico de
potenciação esteja completo.
6.3
Modos operacionais
O modem HM220d ADSL passa por vários estados operacionais durante as fases de
potenciação, inicialização e funcionamento. Cada um destes estados e os LEDs a eles
associados estão descritos nas secções seguintes.
6.3.1
Diagnóstico de potenciação
No estado de diagnósticio de potenciação, o modem HM220d ADSL faz diagnósticos
para verificar a integridade do hardware e do software. Entra-se neste estado quando o
modem é potenciado após um ciclo energético.
Sempre que o diagnóstico de potenciação começa, todos os LEDs ACENDEM
brevemente. Deste modo, pode verificar se os LEDs estão a funcionar devidamente. O
LED do sector fica ACESO e os restantes LEDs ficam APAGADOS até que a rotina de
diagnóstico esteja concluída.
Figure 64: Símbolos dos LEDs para Power (Rede), USB, Ethernet, ADSL e PipeLock
6.3.2
Inicialização
Durante o estado de inicialização, o modem HM220d ADSL executa todos os passos
necessários para entrar no sistema, inclusive localizar um canal a jusante, registar-se no
operador (provedor de serviço), etc. Entra-se neste estado logo que o estado de
diagnóstico de potenciação esteja concluído e bem sucedido, ou se o canal a jusante
desaparecer.
Durante este estado, o LED DASL pisca lentamente. O LED USB ou Ethernet está
normalmente ACESO, e pisca sempre que se verifique activifdade.
Figure 65: Símbolos dos LEDs para USB, Ethernet e ADSL
PT/LZT 1083982 R4
2000-12-07
71 (90)
Funcionamento
6.3.3
Operacional
Entra-se no estado operacional quando o modem HM220d ADSL concluir o processo de
inicialização e estiver pronto a enviar ou receber dados. Este é o estado operacional
normal do modem.
Neste estado, os LEDs ADSL e USB/Ethernet estão normalmente ACESOS, piscando
quando se registar actividade na ligação respectiva.
Figure 66: Símbolos dos LEDs para USB, Ethernet e ADSL
6.3.4
Modo PipeLock
Quamndo o PipeLock está activado, a comunicação entre o computador e o operador
(provedor de serviço) é bloqueada, evitando que terceiros possam ter acesso a informação
que se encontra no seu computador.
O LED do PipeLock está ACESO sempre que o PipeLock esteja activado e está
APAGADO, sempre que o PipeLock esteja desactivado.
Figure 67: Símbolo do LED do PipeLock
6.3.5
Accesso restrito
Quando o modem HM220d ADSL está no estado de acesso restrito, conclui a
inicialização e responde ao trânsito de gerenciamento, mas não permite a transferência de
dados entre o computador e o operador (provedor de serviço). Isto é uma indicação de
que o operador (provedor de serviço) não está a damitir o acesso do modem ao sistema.
Se os LEDs indicarem o estado de acesso restrito, entre em contacto com o seu operador
(provedor de serbiço).
Durante este estado, o LED DASL pisca lentamente. O LED USB/Ethernet está
normalmente ACESO, e pisca sempre que se verifique actividade.
6.3.6
Ciclo energético
Se tiver ocorrido um erro fatal, deve executar um ciclo energético, desligando a tomada
do sector e ligando novamente passados 30 segundos.
72 (90)
PT/LZT 1083982 R4
2000-12-07
Referências técnicas
7
Referências técnicas
7.1
Configuração normal de fábrica
A tabela abaixo mostra os ajustes normais do seu modem.
Item configurável
Ajuste normal
Modo de operação
Encaminhado/PPPoA
Interface Ethernet
Endereço IP:192.168.254.254
Máscara da subrede 255.255.255.0
Identificadores VP/VC
Nenhum (específico do operador)
Tipo de encapsulamento
VC Mux
Processamento da senha
CHAP
Servidor DHCP
Habilitado
Endereço IP inicial 192.168.254.1
Endereço IP inicial 192.168.254.253
NAT
Habilitado
DNS
Nenhum (específico do operador)
Modo ADSL
Multimode (HM220dp)
G.Dmt (HM220di)
7.2
Especificação do modem HM220d ADSL
Descrição
Dimensões
Altura: 47 mmLargura: 168 mmProfundidade: 205 mm
Ambiente (clima)
Condições normais de operação: Temperatura &plusminus;0 até +40oC. Humidade 5 até 90% RH
Transporte: Temperatura -40 até +70oC. Humidade 5 até 100% RH
Armazenagem: Temperatura -25 até +55oC. Humidade 5 até 100% RH
Consumo de energia
9 Watt
Cor
Branco "Off"
PT/LZT 1083982 R4
2000-12-07
73 (90)
Referências técnicas
Descrição
Padrões ADSL
HM220dp (POTS) - Multimode, T1.413, G.Dmt e G.Lite.
HM220di (ISDN) - G.Dmt e DTAG
Caudal de Bits
Para jusante: Até 8 Mb/s
Para montante: até 864 kb/s
Note:
O operador (provedor de serviço) pode limitar a largura da
banda disponível.
Interfaces
Ethernet: Conector 10 Base-T RJ45
USB: Conector USB Série B
ADSL: Conector de telefone normal RJ11
74 (90)
PT/LZT 1083982 R4
2000-12-07
Lidar com problemas
8
Lidar com problemas
8.1
Configuração do PC quando o DHCP não está em uso
Para acessar as páginas web integradas no modem e o Wizard de Configuração, o
computador deve ser configurado para usar DHCP, tal como se descreve nas secções
anteriores.
Se na sua configuração, segundo informação do seu operador (provedor de serviço)/ISP
não estiver previsto o uso de DHCP, terá que configurar novamente o seu PC antes de
poder acessar o modem.
Siga as instruções passo a passo abaixo, para configurar o seu computador para não usar
DHCP.
Instalação mediante uso de Ethernet em Windows 95 (ou superior) ou USB em
Windows 98:
1
2
No menu Iniciar, seleccione Definições -> Painel de controlo. Aparece a caixa de
diálogo "Painel de controlo".
Marque com um duplo clique o ícone Rede, e aparece a caixa de diálogo ”Rede”.
Instalação de Ethernet
Instalação de USB (Windows 98)
3
Escolha o protocolo TCP/IP de acordo com as figuras acima.
4
Marque o botão Propriedades com um clique e aparece a caixa de diálogo
“PropriedadesTCP/IP”.
PT/LZT 1083982 R4
2000-12-07
75 (90)
Lidar com problemas
5
Escolha Endereço IP e depois escolha Especificar e endereço IP.
6
7
Introduza Endereço IP e Máscara da subrede e marque com um clique OK.
Encontra-se agora novamente na caixa de diálogo ”Rede”.Marque com um clique
OK.
Feche a janela Painel de controlo.
Alguns ficheiros de configuração podem estar copiados no seu disco duro e, se uma
mensagem "Alteração de ajustes" perguntar se deve reinicializar-se o computador,
responda Sim.
8
9
Instalação de USB em Windows 2000:
1
2
3
4
5
6
7
8
9
8.2
No menu Iniciar, seleccione Definições -> Painel de controlo.
Marque com um duplo clique Ligações à rede para fazer chamada. Aparece uma
vista nova com ícones para ligações de rede local.
Marque com um duplo clique o ícone Ligações de rede local do Driver para
Ericsson HM220d Virtual NIC. Se tiver mais que um ícone, escolha o correcto.
Aparece a caixa de diálogo "Estado da ligação da rede local".
Marque o botão Propriedades com um clique para abrir a caixa de diálogo
“Propriedadesda ligação da rede local”:
bild - Propriedades da ligação à rede local
Escolha “ProtocoloInternet (TCP/IP)”como no exemplo acima.
Marque o botão Propriedades com um clique e aparece a caixa de diálogo
“PropriedadesProtocolo Internet TCP/IP".
Seleccione "Especificar e endereço IP" e introduza os endereços IP especificados
pelo seu operador (provedor de serviço)/ISP. Marque com um clique OK.
Encontra-se agora novamente na caixa de diálogo ”Propriedadesda ligação da rede
local”.Marque com um clique OK.
Marque com um clique Fechar na caixa de diálogo "Estado da ligação da rede local"
e feche a janela de Ligações à rede para fazer chamada.
Reposição do modem na configuração normal de fábrica
Pode ser impossível acessar o seu modem HM220d ADSL se estiver mal configurado ou
se esquecer o endereço IP pré-configurado. Pode chegar a uma situação em que a única
solução seja restaurar os ajustes normais.
O procedimento seguinte repõe TODOS os valores do modem susceptíveis de serem
configurados nos seus ajustes originais, inclusive o endereço IP.
76 (90)
1
Desligue o cabo de ligação de energia da ficha POWER (Sector) na parte de trás do
modem.
2
Prima o botão PipeLock na parte de cima do modem e mantenha-o premido.
PT/LZT 1083982 R4
2000-12-07
Lidar com problemas
3
4
5
6
PT/LZT 1083982 R4
2000-12-07
Ligue novamente o cabo de rede e mantenha o botão PipeLock premido durante,
pelo menos, 5 segundos .
O modem vai reinicializar acabando por ficar em linha com os ajustes normais
originais.
Configure novamente o modem com os dados fornecidos pelo seu operador
(provedor de serviço)/ISP.
Grave a nova configuração e reinicialize o modem.
77 (90)
Informações importantes
9
Informações importantes
9.1
Cuidados com o produto e manutenção
Note:
Conselhos para uma utilização eficaz e segura. Leia esta
informação antes de usar o seu modem HM220d ADSL.
O seu modem HM220d ADSL é um aparelho electrónico altamente sofisticado. Para
obter os melhores resultados com o seu modem, leia estas recomendações referentes a
cuidados com o produto, segurança e utilização eficiente.
Não exponha o seu modem a líquidos ou humidade.
Não exponha o seu modem a temperaturas extremas (altas ou baixas).
Não exponha o seu modem a velas acesas, cigarros, charutos, chamas etc.
Não deixe cair, atire ou tente dobrar o modem, uma vez que tratamentos intempestivos
podem danificá-lo.
Não tente desmontar o modem, um selo quebrado anula a garantia. O modem não contém
componentes que possam ser assistidos pelo copnsumidor. Qualquer assistência só deve
ser prestada por Centros de Serviço Certificados.
Não use acessórios que não sejam originais da Ericsson. Caso contrário, arrisca-se a
afectar o desempenho, danificar o produto, provocar incêndio, choque eléctrico ou outros
danos, além de anular a garantia.
Não deixe crianças brincar com o modem. Pequenos componentes que se soltem podem
provocar acidentes graves.
Evite usar este equipamento telefónico durante trovoadas. Embora diminuto, existe
sempre o risco de choque provocado por relâmpagos.
Use somente o transformador fornecido com o equipamento. Podem ser obtidos
transformadores sobresselentes na Ericsson.
Trate o equipamento com cuidade e mantenha-o em local limpo e isento de poeira.
Limpe somente com um pano macio e húmido.
9.2
Acordo de licença
Este acordo é um documento legal. É um acordo entre V. Exa., como Licenciado,
receptor do software incluso (sob forma de CD, disquete ou outro suporte) e quaisquer
actualizações do mesmo, e a Ericsson Mobile Communications AB, como vendedor. A
abertura da embalagem do software e/ou o uso respectivo representa a sua aceitação dos
termos deste acordo.
78 (90)
PT/LZT 1083982 R4
2000-12-07
Informações importantes
9.2.1
Licença
Por este meio garante-se ao licenciado o direito intransferível, não exclusivo, restrito e a
licença para usar o software incluso, designado de "Software". Contudo, o licenciado
abaixo mencionado pode receber um conjunto indivisível que contenha mais programas
de software que o "Software".
É permitido: (a) usar o "Software" incluso para um único produto Ericsson; (b) copiar o
"Software" exclusivamente para efeitos de backup. A informação de direitos de autor
deve ser reproduzida e incluída na etiqueta de todas as cópias de backup.
Não é permitido: quando aplicável, e conforme a directiva do Conselho da CE de 14 de
Maio de 1991 referente à protecção legal de programas de computador (91/250/EEG)
("Software Directive" Artigo 6), distribuir cópias deste "Software" ou da documentação
respectiva a outros; modificar, alugar, arrendar ou de qualquer forma ceder os seus
direitos sobre este "Software" a terceiros (excepto se o produto Ericsson que contenha
uma parte do "Software" for transferido para terceiros e então somente se o receptor, por
escrito, se considerar obrigado aos termos deste acordo de licença; traduzir, reconstruir de
forma retroactiva, descompilar, desmontar ou de qualquer outra forma alterar o
"Software" ou a documentação respectiva; revelar qualquer informação classificada de
confidencial ou inerente que, no momento da revelação, seja por natureza de tipo
confidencial ou inerente.
9.2.2
Validade
A licença permanece válida desde a data de recepção até que seja rescindida. V. Exa.
pode rescindi-la a qualquer momento destruindo o "Software" e todas as cópias do
mesmo, seja qual for a forma respectiva. Também ficará automaticamente rescindida,
sem aviso prévio, se V. Exa. deixar de cumprir com qualquer termo ou condição deste
acordo. Qualquer que seja a causa de rescisão terá que destruir o "Software" e todas as
cópias do mesmo, seja qual for a forma respectiva.
9.2.3
Garantia limitada
O vendedor garante que a media em que fornece o "Software" é fornecido é isento de
defeitos de material ou mão de obra, em condições de uso normais, nos noventa (90) dias
a partir da data de recepção. A única responsabilidade aceite pelo vendedor e o único
ressarcimento do comprador durante esta garantia (sujeito à devolução do "Software" e
duma cópia do recibo respectivo a um revendedor autorizado) será, à opção do vendedor,
a substituição do(s) disco(s)/disquete(s) ou o reembolso do preço de compra do
"Software" com a rescisão do acordo.
À excepção da garantia limitada acima expressa, o vendedor e os fornecedores não não
cometem e o comprador não recebe garantias, sejam elas explícitas, implícitas,
estatutárias ou outras. O vendedor e os fornecedores explicitamente declinam qualquer
garantia subentendida de vendabilidade ou adequação para um fim específico. O
vendedor não garante que o "Software" seja ininterrupto ou isento de erros. O comprador
assume a responsabilidade pela escolha dos programas e do hardware necessário para
atingir os resultados pretendidos, bem como pela instalação, utilização e resultados
obtidos por intermédio do "Software".
PT/LZT 1083982 R4
2000-12-07
79 (90)
Informações importantes
A legislação de alguns países permite actualmente limitar a duração duma garantia
implícita, de forma que a limitação acima pode não ser aplicável ao seu caso.
9.2.4
Utilização prevista
O "Software" só deve ser usado de acordo com as instruções e para a finalidade e
aplicação previstas. O software ou partes do mesmo não são autorizados para utilização
em sistemas de suporte de vida, aplicação em instalações nucleares, tecnologia de
mísseis, indústris química ou bioquímica, equipamento de suporte à navegação aérea, de
comunicação aérea ou terrestre e outras actividades semelhantes, em que uma interrupção
do funcionamento devida ao software possa provocar acidentes pessoais, mortais ou não,
danos materiais ou ambientais.
9.2.5
Limitação de responsabilidade
Em nenhum caso, o vendedor ou os fornecedores serão responsáveis por quaisquer perdas
ou danos indirectos ou consequentes, inclusive a perda de dados, tarnsacções ou lucros
cessantes ou danos pessoais resultantes do uso ou da incapacidade de usar este
"Software". A responsabilidade máxima do vendedor e dos seus fornecedores é limitada à
quantia que o licenciado pagou pelo "Software".
9.2.6
Legislação aplicável
A legislação aplicável a este acordo, na sua elaboração e na prática, é a legislação da
Suécia.
9.3
Informações regulamentares
9.3.1
Normas de segurança
O modem de alta velocidade HM220d ADSL é aprovado cULus segundo UL 1950.
9.3.2
Fontes de energia
O modem de alta velocidade HM220d ADSL está equipado com um adaptador para fonte
de energia externa de 120 V CA/60 Hz que transforma para 12 V CC/1A de saída, não
regulada.
O adaptador fornecido tem as características de saída seguintes:
•
•
9.3.3
80 (90)
Tensão de saída 12 V CC, não regulada.
Corrente máxima de saída 1 A.
Requisitos da CE
Por este meio, Ericsson Mobile Communications AB declara que este modem de alta
velocidade HM220d ADSL está em conformidade com os requisitos essenciais e outras
disposições relevantes da directiva R&TTE, 1999/5/EC.
PT/LZT 1083982 R4
2000-12-07
Informações importantes
9.3.4
EUA
Esta informação só se aplica a unidades vendidas nos EUA.
Note:
O modem de alta velocidade HM220d ADSL só se destina
a ser usado com o adaptador de CA/CC Ericsson Model
BML 901 92/2 e o cabo mínimo AWG 26 necessário para
ligações de telecomunicações.
Note:
No caso de funcionamento deficiente, substitua unicamente
por um adaptador CA/CC da Ericsson, modelo BML 901
92/2.
9.3.4.1
Declaração de conformidade
9.3.4.1.1
FCC Parte 15
Este equipamento cumpre com a Parte 15 das regras FCC. A sua operação está sujeita às
duas condições seguintes: (1) Este equipamento não pode provocar interferências nocivas
e (2) este equipamento tem que aceitar qualquer interferência a que seja sujeito, inclusive
interferências que possam provocar funcionamento indesejado.
Este equipamento foi testado e aprovado, cumprindo com os limites de equipamento
digital da Classe B, conforme parte 15 das regras FCC (Código de regulamentos federais
dos EUA, Título 47, Telecomunicações, (CFR 47)). Estes limites destinam-se a fornecer
protecção razoável contra interferências nocivas quando o equipamento funciona em
instalação doméstica. Este equipamento gera, utiliza e pode irradiar energia sob forma de
raidofrequência e, se não for instalado e usado em conformidade com estas instruções,
pode provocar interferências nocivas na recepção de rádio ou televisão. No entanto, nem
todas as instalações são afectadas por estas interferências Se este equipamento interferir
com a recepção de rádio ou televisão (pode ser verificado ligando e desligando o
equipamento), o utente pode aplicar uma ou mais das medidas seguintes para a eliminar:
•
•
•
Reorientar ou recolocar a antena do equipamento afectado.
Aumentar a distância entre o modem HM220d ADSL e o equipamento afectado.
Ligar a fonte de energia do modem HM220d ADSL a uma tomada doutro circuito
(outra fase) que o equipamento afectado.
•
Consultar o operador (provedor de serviço) ou um técnico experiente de rádio/TV.
PT/LZT 1083982 R4
2000-12-07
81 (90)
Informações importantes
9.3.4.1.2
FCC Parte 68
A Comissão federal de comunicações dos EUA (FCC) estabeleceu regras que permitem a
ligação directa deste equipamento à rede telefónica. Esta ligação é feita usando fichas
normalizadas. Este equipamento não deve ser usado em linhas compartilhadas ou em
telefones com pagamento por moedas.
Se o equipamento estiver a funcionar mal, pode causar dano à rede telefónica; neste caso,
deve ser desligado até que a causa da anomalia esteja identificada e a mesma esteja
reparada. Caso contrário, a companhia telefónica pode desligar temporariamente a linha
afectada.
A companhia telefónica pode alterar as características técnicas e procedimentos da sua
rede. Se estaas alterações afectarem a compatibilidade ou o funcionamento do
equipamento, a companhia telefónica tem que notificar convenientemente as
modificações. Receberá ums notificação do seu direito de se queixar junto de FCC.
Se a companhia telefónica pedir informações sobre o equipamento que está ligado às suas
linhas, forneça a informação seguinte:
•
•
•
82 (90)
O número do telefone ao qual a unidade está ligada.
A ficha USOC necessária.
O número de registo FCC (indicado na etiqueta).
PT/LZT 1083982 R4
2000-12-07
Glossário
Glossário
ADSL
Abreviatura de Asymmetric Digital Subscriber Line ou linha assimétrica de assinante
digital, uma tecnologia nova que permite o envio de mais dados através de linhas
telefónicas de cobre existentes (POTS). ADSL supporta caudais de dados de 1.5 até 9
Mb/s para a recepção de dados (ou fluxo a jusante) e de 16 até 640 Kb/s para a emissão
de dados (ou fluxo a montante). ADSL requere um modem ADSL especial.
ATM
Abreviatura de Asynchronous Transfer Mode ou modo de transferência assíncrono, uma
tecnologia de redes baseada natransferência de células ou pacotes de dados de tamanho
constante e fixo. A célula usada com ATM é relativamente pequena, comparada a
unidades usadas em tecnologias menos avançadas. A dimensão das células, pequena e
constante, permite a transmissão de dados de vídeo, áudio e computador pela mesma
rede, assegurando que nenhum tipo de dados por si só interfira com a linha. ATM cria um
canal fixo ou caminho entre dois pontos logo que se inicie a transferência de dados. Esta
é a diferença com TCP/IP, em que as mensagens são divididas em pacotes, podendo cada
pacote seguir um encaminhamento diferente da fonte até ao destino.
Autenticação
Processo de identificação individual, normalmente baseado na identidade do utente e na
senha. A autenticação só assegura que o indivíduo seja realmente quem afirma ser, mas
nada afirma sobre os seus direitos de acesso.
Browser de web
Um programa de computador usado para acessar o World Wide Web.
Centro (Hub)
Um ponto de ligação conjunto para equipamentos duma rede. Os centros são
normalmente usados para ligar segmentos dum LAN. Um centro tem múltiplas portas.
CHAP
Abreviatura de Challenge Handshake Authentication Protocol ou protocolo de
autenticação por "desafio de aperto de mão", um tipo de autenticação em que o agente
autenticador (normalmente um servidor de rede) manda uma chave ao programa cliente
para descodificar a identidade e a senha do utente. Assim, a identidade e a senha do
utente podem ser transmitidas codificadas, protegidas contra violações.
Configuração
O modo como um sistema é montado, ou seja, o conjunto de componentes que compõem
o sistema. Configuração pode referir-se a hardware, a software ou a uma combinação de
ambos. Quando se instala um equipamento ou programa novo, por vezes é preciso
configurá-lo, ou seja, definir os valores dos parâmetros (no caso do software).
DHCP
Abreviatura de Dynamic Host Configuration Protocol ou protocolo dinâmico principal de
configuração, um protocolo que atribui de forma dinâmica endereços IP aos
equipamentos duma rede. Com o endereçamento dinâmico, um equipamento pode ter um
PT/LZT 1083982 R4
2000-12-07
83 (90)
Glossário
endereço IP diferente de cada vez que é ligado à rede. DHCP também suporta uma
mistura de endereços IP estáticos e dinâmicos. O endereçamento dinâmico simplifica a
admisnistração da rede, porque o software mantém o controlo dos endereços IP,
dispensando um administrador para este efeito. Isto significa que se pode acrescentar um
novo computador à rede sem necessidade de lhe consignar um endereço IP exclusivo.
Muitos ISP usam o endereçamento dinâmico IP para utentes móveis.
DNS
Abreviatura de Domain Name System (or Service) ou nomenclatura do domínio, um
serviço Internet que traduz denominações de domínio para endereços IP. As designações
de domínio são alfabéticas, sendo mais fáceis de lembrar. Contudo, o Internet baseia-se
em endereços IP. Cada vez que usa a designação de domínio, um equipamento DNS tem
que traduzir a identidade para o endereço IP correspondente. De facto, o sistema DNS é
uma rede por si. Se um servidor DNS não souber traduzir uma determinada designação de
domínio, pede a ajuda doutro, etc., até receber devolvido o endereço IP correcto.
Driver
Um programa que comanda e controla um equipamento. Um driver funciona com se fosse
um tradutor entre o equipamento e os programas que utilizam o mesmo equipamento.
DSL
xDSL é uma referência colectiva a todos os tipos de linhas de assinante digitais, em que
as categorias principais são ADSL e SDSL. A tecnologia DSL usa esquemas de
modulação sofisticados para carregar fios de cobre com dados. Por vezes são desigandas
de tecnologias do último quilómetro porque só são usadas para ligações entre uma central
telefónica e um domicílio ou escritório, e não entre centrais telefónicas. xDSL, à
semelhança de ISDN utiliza linhas telefónicas de cobre existentes (POTS), e em ambos os
casos é necessário um atalho à central telefónica. No entanto, a velocidade de transmissão
de xDSL é muito maior.
DSLAM
Abreviatura de Digital Subscriber Line Access Multiplexer ou Multiplexador de acesso a
linha de assinante digital, um mecanismo da central da companhia telefónica que liga
muitas ligações DSL de clientes a uma única linha ATM de alta velocidade. Quando a
companhia telefónica recebe um sinal DSL, um modem ADSL com divisor POTS detecta
se uma chamada é de telefone ou de transferência de dados.. As chamadas telefónicas são
enviadas ao PSTN, e as detransferência de dados são mandadas ao DSLAM, onde passa
pelo ATM para o Internet, retornando pelo DSLAM e pelo modem ADSL antes de voltar
ao PC do cliente.
DTAG
Um dos dois modos ADSL em que o modem HM220di ADSL pode funcionar. DTAG é
um modo exclusivo ADSL usado em linhas ISDN, principalmente na Alemanha.
Encapsulamento
Uma tecnologia que permite a uma rede mandar os seus dados através das ligações doutra
rede.
84 (90)
PT/LZT 1083982 R4
2000-12-07
Glossário
Endereço IP
Um identificador dum computador ou equipamento numa rede TCP/IP. Redes que usem
mensagens do protocolo de encaminhamento TCP/IP baseadas no endereço IP de destino.
O formato dum endereço IP é um endereço numérico de 32 bit representado em quatro
números, separados por pontos finais. Cada número pode ser de zero até 255. Por
exemplo, 1.160.10.240 é um endereço IP possível. No âmbito duma rede isolada, pode
assignar endereços IP de forma aleatória, desde que cada qual seja exclusivo. No entanto,
ao ligar uma rede particular ao Internet, têm que ser usados endereços IP registados
(designados de endereços IP), para evitar repetições.
Endereço MAC
Abreviatura de Media Access Control address ou endereço de controlo de acesso a media,
um endereço de hardware que identifica em exclusivo cada nodo duma rede.
Equipamento
Qualquer máquina ou componente ligada a um computador. Exemplos de equipamento:
unidades de discos, impressoras, rato, modems.
Ethernet
Um protocolo de rede local (LAN) que é um dos padrões LAN com mais ampla
implantação.
G.Dmt/ISDN
Um dos dois modos ADSL em que o modem HM220di ADSL pode funcionar Linha
digital assimétrica de assinante plena segundo a norma ITU G992.1 Anexo B, que
permite que a linha ADSL suporte até 8 Mb/s para jusante e 864 kb/s para montante.
G.Dmt/ISDN ADSL é usado para cooperar com uma linha telefónica ISDN e requer a
instalação dum divisor ISDN no domicílio ou escritório.
G.Dmt/POTS
Um dos quatro ADSL em que o modem HM220dp ADSL pode funcionar. Linha digital
assimétrica de assinante plena segundo a norma ITU G992.1 Anexo A, que permite que a
linha ADSL suporte até 8 Mb/s para jusante e 864 kb/s para montante. G.Dmt/POTS
ADSL é usado para cooperar com uma linha telefónica POTS e requer a instalação dum
divisor POTS no domicílio ou escritório.
G.Lite
Um dos quatro modos ADSL em que o modem HM220dp ADSL pode funcionar. Linha
digital assimétrica de assinante segundo a norma ITU G992.2 Anexo A. Uma versão de
ADSL com menos velocidade mas que evita a necessidade de a companhia telefónica
instalar e fazer a manutenção a domicílio dum divisor POTS .
Identidade do utente
Uma designação usada para acessar um sistema de computador. As identidades de utente
(e muitas vezes as senhas) são necessárias para sistemas com mais que um utente.
PT/LZT 1083982 R4
2000-12-07
85 (90)
Glossário
Internet
Uma rede mundial que interliga milhões de computadores. O acesso ao Internet pode ser
feito de muitgas formas, e uma das mais comuns é acessar por intermédio dum Provedor
de Serviço Internet (ISP).
IP
Abreviatura de Internet Protocol ou protocolo de Internet, pronunciado com duas letras
separadas. IP especifica o formato dos pacotes, também denominados de datagramas e o
esquema de endereçamento. A maioria das redes combina IP com um protocolo de nível
mais alto designado de Transport Control Protocol ou protocolo de controlo de transporte
(TCP), que estabelece uma ligação virtual entre um destino e uma origem. IP, em si, é
algo parecido a um sistema postal. Permite endereçar um pacote e deixá-lo por conta do
sistema, sem que haja uma ligação directa entre o emissor e o receptor. TCP/IP, por outro
lado, estabelece a ligação entre dois principais (hosts) de modo que possam mandar
mensagens nos dois sentidos durante algum tempo.
ISDN
Abreviatura de Integrated Services Digital Network ou Rede digital de serviços
integrados, um padrão internacional de telecomunicações para transportar sinais de voz,
vídeo ou dados por linhas telefónicas digitais ou normais.
ISP
Abreviatura de Internet Service Provider ou provedor de serviço Internet, uma empresa
que fornece acesso ao Internet. Além de serviços a indivíduos, os ISP também fornecem
serviços a grandes empresas, estabelecendo uma ligação directa da rede particular da
empresa com o Internet. Os ISP estão ligados entre si através de pontos de acesso a redes
ou Network Access Points (NAPs).
LAN
Abreviatura de Local Area Network ou rede local, que é uma rede de computadores
concentrados numa área limitada. A maioria dos LAN limitam-se a um edifício ou
conjunto de edifícios. A maioria dos LAN ligam postos de trabalho e computadores
pessoais e cada nodo (computador individual) possui o seu proprio CPU, com o qual
executa programas. Existem muitos tipos de LAN, dos quais Ethernet é o mais comum
para PC.
Largura da banda
Quantidade de dados que podem ser transmitidos num tempo determinado. Em
equipamento digital, a largura da banda é normalmente expressa em bits por segundo
(b/s) ou em bytes por segundo.
LED
Abreviatura de Light Emitting Diode ou díodo luminescente, um dispositivo electrónico
se torna luminescente quando é percorrido por corrente eléctrica.
Ligação do Interface de Dados
A ligação que fornece o canal de comunicação entre dois ou mais equipamentos,
permitindo a transferência de dados de uns para outros.
86 (90)
PT/LZT 1083982 R4
2000-12-07
Glossário
Ligar e usar (Plug and play)
Diz respeito à capacidade dum sistema de computadores de configurar automaticamente
cartões de expansão e outros equipamentos. Permite ligar um equipamento e usá-lo
directamente, sem ter necessidade de se preocupar com os elementos de configuração.
Modem
Contracção de MOdulator-DEModulator (MOdulador-DEsModulador). Um modem é
um equipamento ou um programa que permite que um computador transmita dados
através de linhas telefónicas. A informação, nos computadores, é gravada de modo digital
ao passo que nas linhas telefónicas, a informação é transportada em forma de ondas
analógicas. Um modem converte os sinais entre estas duas formas.
Multimode
Um dos quatro modos ADSL em que o modem HM220dp ADSL pode funcionar. Em
multimode, o modem detecta automaticamente o modo ADSL (T1.413, G.Dmt ou G.Lite)
mediante "aperto de mão" com o equipamento DSLAM.
NAT
Abreviatura de Network Address Translation ou tradução do endereço de rede, um padrão
Internet que possibilita que uma rede local (LAN) use uma série de endereços IP para o
trânsito interno e outra série de endereços para o trânsito externo. Uma caixa NAT,
localizada no pknto em que a LAN liga ao Internet gfaza as traduções de endereços IP
necessárias.
NIC
Abreviatura de Network Interface Card ou cartão de interface de rede, um cartão de
expansão inserido num computador para que este possa ser ligado a uma rede. A maioria
dos NIC são feitos para um tipo específico de rede, protocolo ou media, mas alguns
servem várias redes.
Nodo
Um nodo pode ser um computador ou outro equioamento, tal como uma impressora.
Cada nodo tem o seu endereço de rede exclusivo, por vezes designado de endereço de
controlo de ligação de dados ou Data Link Control (DLC) ou de endereço de controlo de
caesso a media ou Media Access Control (MAC).
Normal (Default)
Um valor ou ajuste seleccionado de forma automática por um equipamento ou programa,
se não receber instruções em contrário.
NSP
Abreviatura de Network Service Provider ou provedor de serviço de rede, uma empresa
que fornece acesso a ISPs. Por vezes denominados de provedores de coluna vertebral, os
NSP oferecem acesso directo ao cerne do Internet e aos pontos de acesso de rede ou
Network Access Points (NAPs).
PT/LZT 1083982 R4
2000-12-07
87 (90)
Glossário
PAP
Abreviatura de Password Authentication Protocol ou protocolo de autenticação de senha,
a forma mais básica de autenticação, em que a designação de utente e a senha são
transmitidas por uma rede e conferidas numa tabela com os pares designação-senha.
Para jusante
Um sinal para jusante vai da cabeça terminal para o computador do utente.
Para montante
Um sinal para montante vai do computador do utente para a cabeça terminal.
PipeLock
Uma característica de segurança do modem HM220d ADSL, que bloqueia
temporariamente a comunicação entre o computador e o operador (provedor de serviço).
Ponte
Um equipamento que liga duas redes locais (LANs), ou dois segmentos da mesma LAN.
À diferença com os encaminhadores, as pontes são independentes de protocolo.
Simplesmente fazem os pacotes avançar sem analisar e reencaminhar mensagens.
Porta (Gateway)
Uma combinação de hardware e software que liga dois tipos de rede diferentes.
POTS
Abreviatura de Plain Old Telephone Service ou serviço telefónico convencional, que se
refere ao serviço telefónico usado na maioria dos domicílios. Os serviços telefónicos de
alta velocidade, baeados em linhas de comunicações digitais como ISDN, não são POTS.
As diferenças mais importantes entre serviços POTS e não POTS estão na velocidade e
na largura da banda. A rede POTS também é designada de rede telefónica pública
comutada ou Public Switched Telephone Network (PSTN).
PPP
Abreviatura de Protocolo Ponto a Ponto, um modo de ligar um computador ao Internet.
PPP é estável e tem características que permitem verificar erros.
Protocolo
Um formato acordado para transmitir dados entre dois equipamentos. Do ponto de vista
do utente, a única faceta interessante dos protocolos é que o equipamento do seu
computador tem que suportar os protocolos correctos, se quiser comunicar com outros
computadores. O protocolo pode ser implementado em hardware ou em software.
PSTN
Abreviatura de Public Switched Telephone Network ou rede telefónica de serviço
público, que se refere ao sistema telefónico internacional, baseado em fios de cobre
portadores de dados analógicos em forma de voz. As redes telefónicas mais modernas,
tais como ISDN, são baseadas em tecnologias digitais. O serviço telefónico através de
PSTN é muitas vezes designado de serviço telefónico convencional (POTS).
88 (90)
PT/LZT 1083982 R4
2000-12-07
Glossário
Remoto
Remoto refere-se a ficheiros, equipamentos e outros recursos que não estão directamente
ligados ao seu posto de trabalho. Os recursos ligados directamente ao seu posto de
trabalho são considerados locais.
SDSL
Abreviatura de Symmetric Digital Subscriber Line ou linha simétrica de assinante digital,
uma tecnologia nova que permite o envio de mais dados através de linhas telefónicas de
cobre existentes (POTS). SDSL é designado de simétrico por suportar caudais de dados
iguais para montante e para jusante. Uma tecnologia semelhante, que suporta caudais
diferentes para montante e para jusante é designada de assimétrica (ADSL).
Senha
Um agrupamento secreto de caracteres que permite o acesso dum utente a um ficheiro,
computador ou programa. Em sistemas com mais que um utente, cada qual tem que usar a
sua senha para que o computador responda a comandos seus.
SNMP
Abreviatura de Simple Network Management Protocol ou protocolo de gerenciamento de
redes simples, um conjunto de protocolos para gerenciar redes complexas.
10Base-T
Uma de muitas adaptações do padrão Ethernet para redes locais (LANs). O padrão
10Base-T (também designado de Ethernet de fios torcidos entre si) osa cabos com dois
fios torcidos entre si, com um comprimento máximo de 100 metros. Os cabos do sistema
10Base-T são ligados por conectores RJ-45.
T1.413
Um dos dois quiatroADSL em que o modem HM220dp ADSL pode funcionar. Linha
digital assimétrica de assinante plena segundo a norma ANSI T1.413 Edição 2 , que
permite que a linha ADSL suporte até 8 Mb/s para jusante e 864 kb/s para montante.
T1.413 ADSL é usado para cooperar com uma linha telefónica POTS e requer a
instalação dum divisor POTS no domicílio ou escritório.
TCP
Abreviatura de Transmission Control Protocol ou protocolo de controlo de transmissão,
propnunciado como letras separadas. TCP é um dos protocolos principais de redes
TCP/IP. Enquanto o protocolo IP só processa pacotes, TCP permite que dois principais
(hosts) estabeleçam uma ligação e intercambiem caudais de dados. TCP assegura não só a
entrega de dados mas ainda que a entrega seja feita pela mesma ordem por que os dados
foram emitidos.
TCP/IP
Abreviatura de Transmission Control Protocol/Internet Protocol ou Protocolo de controlo
de transmissão/Protocolo Internet, a sequência de protocolos de comunicação usada para
ligar principais (hosts) no Internet. TCP/IP usa vários protocolos, dos quais os dois mais
importantes são TCP e IP. TCP/IP está integrado no sistema operativo UNIX e é usado
pelo Internet, fazendop com que seja o padrão "de facto" para transmitir dados através de
redes.
PT/LZT 1083982 R4
2000-12-07
89 (90)
Glossário
URL
Abreviatura de Uniform Resource Locator ou localizador uniforme de recursos, o
endereço global de documentos e outros recursos no World Wide Web. A primeira parte
do endereço indica o protocolo a usar, ao passo que a segunda parte especifica o endereço
IP ou o nome do domínio em que se encontra o recurso.
USB
Abreviatura de Universal Serial Bus ou barramento universal seriado, um novo padrão
para barramentos externos que suporta taxas de transferência de dados de 12 Mb/s. Uma
só porta USB pode ser usada para ligar 127 equipamentos periféricos, tais como ratos,
modems e teclados. USB também suporta instalação de Ligar e usar e "ligações a
quente".
VPN
Abreviatura de Virtual Private Network ou rede privativa virtual, uma rede que usa linhas
públicas para ligar os seus nodos. Por exemplo, alguns sistemas permitem a criação de
redes mediante o uso do Internet como meio para transportar dados. Estes sistemas usam
codificação e outros mecanismos de segurança para garantir que só utentes autorizados
tenham acesso à rede e que os dados não sejam interceptados.
WAN
Abreviatura de Wide Area Network ou rede de grande área. Uma rede de computadores
que ocupa uma área geográfica de extensão razoável. Normalmente, uma WAN é
composta por duas ou mais redes locais (LAN). Os computadores ligados a uma WAN
usam geralmente redes públicas, tais como o sistema telefónico.
World Wide Web
World Wide Web (WWW) é um sistema de servidores Internet que suportam documentos
especialmente formatados. Os documentos são formatados numa linguagem chamada
HTML (HyperText Markup Language) que suporte ligação a outros documentos bem
como ficheiros gráficos, de áudio e de vídeo. Isto significa que pode passar de um
documento para outro marcando simplesmente com um clique as hiperligações
(hyperlinks).
90 (90)
PT/LZT 1083982 R4
2000-12-07
Download PDF