Transmissor de Temperatura Rosemount 3144P com Protocolo HART ® Guia de Início Rápido

Transmissor de Temperatura Rosemount 3144P com Protocolo HART ® Guia de Início Rápido
Guia de Início Rápido
00825-0113-4021, Rev JA
Janeiro de 2014
Transmissor de Temperatura
Rosemount 3144P com Protocolo HART®
Janeiro de 2014
Guia de Início Rápido
NOTA
Este guia de instalação fornece as directrizes básicas para o Rosemount 3144P. O mesmo
não fornece instruções detalhadas para a configuração, diagnóstico, manutenção, serviços,
diagnóstico de problemas, nem para as instalações À Prova de Explosão, À Prova de Chamas
ou intrinsecamente seguras (I.S.) Consulte o manual de referência do 3144P (documento
número 00809-0113-4021) para obter mais instruções.
O manual e este guia de instalação rápida estão também disponíveis electronicamente
através do website www.emersonprocess.com.
ADVERTÊNCIA
Explosões podem causar mortes ou ferimentos graves:
A instalação deste transmissor em ambientes onde existe risco de explosão deve ser
efectuada de acordo com as normas, códigos e práticas locais, nacionais e internacionais
aplicáveis. Reveja a secção das certificações deste manual para obter mais informações
sobre as restrições associadas a uma instalação segura.
As fugas do processo podem causar ferimentos ou morte.
 Instale e aperte as bainhas termométricas ou os sensores antes de aplicar pressão.
 Não retire a bainha termométrica durante o funcionamento.
Choques eléctricos podem causar morte ou ferimentos graves.
 Evite o contacto com os condutores e terminais. A alta tensão, que poderá estar presente
nos condutores, pode provocar choques eléctricos.
Entradas de /condutas/cabos
 As entradas de condutas/cabos na caixa do transmissor utilizam um tipo de rosca
1/2-14 NPT.
 Ao proceder à instalação num Local de Perigo, utilize apenas fichas, bucins ou adaptadores
em entradas de cabos/condutas devidamente listados ou Ex certificados.
Índice
Preparação do sistema . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 3
Verificar a configuração . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 3
Configurar os interruptores . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 6
Montagem do transmissor . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 7
Ligar os fios e fornecer alimentação . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 8
Efectuar um teste de circuito . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .12
Sistema de Instrumentos de Segurança (SIS) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .13
Certificações do Produto . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .14
2
Guia de Início Rápido
Janeiro de 2014
Passo 1: Preparação do sistema
Confirmar a capacidade de revisão HART


Caso esteja a utilizar sistemas de controlo ou de gestão de bens baseados em
HART, confirme a capacidade HART desses sistemas antes de proceder à
instalação do transmissor. Nem todos os sistemas são capazes de comunicar
com o protocolo HART Revisão 7. Este transmissor pode ser configurado para
o HART Revisão 5 ou 7.
Para obter instruções sobre como alterar a revisão HART do seu transmissor,
consulte a página 4.
Identificar o dispositivo
Driver de dispositivo de
campo
Revisão do
Software
NAMUR
Revisão do
Software
HART
Revisão
Universal
HART
Revisão do
Dispositivo
7
6
Mar-2012
1.1.1
2
5
5
Fev-2007
N/D
1
5
4
Data de
lançamento
do software
Consultar instruções
Manual, Número do
Documento
00809-0100-4021
00809-0100-4021
Passo 2: Verificar a configuração
O Rosemount 3144P efectua a comunicação utilizando um Comunicador de
Campo (a comunicação requer uma resistência de circuito entre 250 e
1100 ohms) ou um AMS Device Manager. Não o utilize quando a fonte de
alimentação for inferior a 12 V CC no terminal do transmissor. Consulte o Manual
de Referência do 3144P (documento número 00809-0100-4021) e o Manual de
Referência do Comunicador de Campo (documento 00809-0100-4276) para
obter mais informações.
Actualizar o Software do Comunicador de Campo
É necessária a revisão Dev v5 ou v6, DD v1 ou superior do Dispositivo de Campo
do Comunicador de Campo para se obter uma comunicação completa com o
3144P. Os Descritores do Dispositivo estão disponíveis com os comunicadores
novos no website www.emersonprocess.com ou podem ser carregados em
comunicadores existentes em qualquer Centro de Assistência da Emerson
Process Management.
Os Descritores do Dispositivo são os seguintes:
Dispositivo no modo HART 5: Dispositivo v5 DD v1
Dispositivo no modo HART 7: Dispositivo v6 DD v1
Execute os passos a seguir para determinar se a actualização é necessária.
Consulte a Figura 1.
1. Ligue o sensor (consulte o diagrama de ligações localizado na parte interior da
tampa da caixa).
3
Janeiro de 2014
Guia de Início Rápido
2. Ligue a fonte de alimentação de bancada aos terminais de alimentação
(“+” ou “–”).
3. Ligue um Comunicador de Campo ao circuito através da resistência do
circuito ou através dos terminais de alimentação/sinal no transmissor.
4. A seguinte mensagem aparecerá se o comunicador tiver uma versão anterior
dos descritores do dispositivo (DDs):
NOTICE: Upgrade the communicator software to access new XMTR functions.
Continue with old description? (AVISO: Faça a actualização do software do
comunicador para aceder às novas funções XMTR. Deseja continuar com a
descrição antiga?)
Nota:
Se este aviso não aparecer, o DD mais recente está instalado.
Se a versão mais recente não estiver disponível, o comunicador comunicará
devidamente, mas quando o transmissor for configurado, algumas das
capacidades novas podem não estar visíveis.
Para evitar que isto aconteça, actualize o transmissor com o DD mais recente ou
responda NO (Não) à pergunta e restabeleça a configuração de funcionamento
genérico do transmissor.
Figura 1. Para ligar um Comunicador a um Circuito de Bancada.
Terminais de Alimentação/Sinal
250  RL  1100 Fonte de
Alimentação
Alterar o modo de revisão HART
Se a ferramenta de configuração HART for incapaz de comunicar com o HART
Revisão 7, o 3144P irá carregar um Menu Generic (Genérico) com capacidade
limitada. Os procedimentos que se seguem irão alterar o modo de revisão HART
do Menu Generic:
1. Manual Setup>Device Information>Identification>Message (Configuração
Manual>Informações sobre o Dispositivo>Identificação>Mensagem)
a. Para alterar para HART Revisão 5, introduza: “HART5” no campo Message
(Mensagem)
b. Para alterar para HART Revisão 7, introduza: “HART7” no campo Message
4
Guia de Início Rápido
Janeiro de 2014
Função
Teclas rápidas HART 5
Teclas rápidas HART 7
Alerta de Desvio do Sensor
2, 2, 4, 2
2, 2, 4, 2
Bloqueio HART
2, 2, 9, 2
Calibração Analógica
3, 4, 5
3, 4, 5
Configuração da Primeira
Temperatura Correcta
2, 2, 3, 2
2, 2, 3, 2
Configuração da Temperatura do
Diferencial
2, 2, 3, 1
2, 2, 3, 1
Configuração da Temperatura
Média
2, 2, 3, 3
2, 2, 3, 3
Configuração do Sensor 1
2, 2, 1
2, 2, 2
Configuração do Sensor 1
2, 2, 1
2, 2, 1
Configuração do Sensor 2
2, 2, 2
2, 2, 2
Configuração do Sensor 2
2, 2, 2
2, 2, 2
Configurar Hot Backup
2, 2, 4, 1, 3
2, 2, 4, 1, 3
Configurar mensagens adicionais
2, 2, 8, 4, 7
Controlo Mín./Máx.
2, 1, 7, 2
2, 1, 7, 2
Data
2, 2, 7, 1, 2
2, 2, 7, 1, 3
Descritor
2, 2, 7, 1, 3
2, 2, 7, 1, 4
Detecção do Sensor Intermitente
2, 2, 7, 5, 2
2, 2, 7, 5, 2
Diagnóstico do Termopar
2, 1, 7, 1
2, 1, 7, 1
Estado de Comunicação
1, 2
Estado do Bloqueio
1, 11, 3, 7
Estado do Sensor 1
2, 2, 1, 2
Estado do Sensor 2
2, 2, 2, 2
Filtro de 50/60 Hz
2, 2, 7, 5, 1
2, 2, 7, 5, 1
Informações sobre o Dispositivo
2, 2, 7, 1
2, 2, 7, 1
Localizar Dispositivo
3, 4, 6, 2
LRV (Valor de Range Inferior)
2, 2, 5, 5, 3
2, 2, 5, 5, 3
Mapeamento das Variáveis
2, 2, 8, 5
2, 2, 8, 5
Mensagem
2, 2, 7, 1, 4
2, 2, 7, 1, 5
Modo de Rajada
Número de Série do Sensor 1
2, 2, 8, 4
2, 2, 1, 7
2, 2, 1, 8
5
Janeiro de 2014
Guia de Início Rápido
Função
Teclas rápidas HART 5
Teclas rápidas HART 7
Número de Série do Sensor 2
2, 2, 2, 7
2, 2, 2, 8
Range Percentual
2, 2, 5, 4
2, 2, 5, 4
Revisão do Hardware
1, 8, 2, 3
1, 11, 2, 3
Revisão do Software
1, 8, 2, 4
1, 11, 2, 4
Saída Analógica
2, 2, 5
2, 2, 5
Sensor 1 do Desvio de 2 Fios
2, 2, 1, 5
2, 2, 1, 6
Sensor 2 do Desvio de 2 Fios
2, 2, 2, 5
2, 2, 2, 6
Simular Variáveis do Dispositivo
3, 5, 2
Suspensão do Sensor Aberto
2, 2, 7, 4
2, 2, 7, 4
Tag
2, 2, 7, 1, 1
2, 2, 7, 1, 1
Tag Longo
2, 2, 7, 2
Teste de Circuito
3, 5, 1
3, 5, 1
Tipo de Sensor 1
2, 2, 1, 2
2, 2, 1, 3
Tipo de Sensor 2
2, 2, 2, 2
2, 2, 2, 3
Unidade do Sensor 1
2, 2, 1, 4
2, 2, 1, 5
Unidade do Sensor 2
2, 2, 2, 4
2, 2, 2, 5
Unidades da Temperatura do
Terminal
2, 2, 7, 3
2, 2, 7, 3
URV (Valor de Range Superior)
2, 2, 5, 5, 2
2, 2, 5, 5, 2
Valores de Alarme
2, 2, 5, 6
2, 2, 5, 6
Passo 3: Configurar os interruptores
Alterar o modo de revisão HART
O 3144P é fornecido com interruptores de hardware para configurar alarmes e
bloquear o dispositivo. Utilize o seguinte procedimento para ajustar os
interruptores.
Sem um mostrador LCD
1. Ajuste o circuito para controlo manual (se aplicável) e desligue a alimentação.
2. Retire a tampa da caixa dos componentes electrónicos.
3. Ajuste o alarme e os interruptores de segurança para a posição desejada.
Volte a encaixar a tampa da caixa.
4. Ligue o equipamento e ajuste o circuito para controlo automático.
6
Guia de Início Rápido
Janeiro de 2014
Com um mostrador LCD
1. Ajuste o circuito para controlo manual (se aplicável) e desligue a alimentação.
2. Retire a tampa da caixa dos componentes electrónicos.
3. Enrosque os parafusos do mostrador LCD e faça o medidor deslizar
directamente para fora.
4. Ajuste o alarme e os interruptores de segurança para a posição desejada.
5. Volte a encaixar o mostrador LCD e a tampa da caixa dos componentes
electrónicos (observe a orientação do mostrador LCD – rode em incrementos
de 90 graus).
6. Ligue o equipamento e ajuste o circuito para controlo automático.
Passo 4: Montagem do transmissor
Monte o transmissor num ponto alto do percurso da conduta para evitar a
infiltração de humidade na caixa do transmissor.
Instalação de montagem no campo típica
1. Monte a bainha termométrica na parede do recipiente do processo. Instale e
aperte as bainhas termométricas. Verifique se existem fugas.
2. Ligue as juntas, os acoplamentos e os encaixes de extensão necessários. Vede
as roscas de ligação com um vedante de roscas aprovado, tal como silicone ou
com uma fita de PTFE (se necessário).
3. Enrosque o sensor dentro da bainha termométrica ou directamente dentro do
processo (dependendo dos requisitos de instalação).
4. Verifique todos os requisitos de vedação.
5. Ligue o transmissor ao conjunto da bainha termométrica/sensor. Vede todas
as roscas com um vedante de roscas aprovado, tal como silicone ou com uma
fita de PTFE (se necessário).
6. Instale a conduta dos fios de campo dentro da entrada da conduta aberta do
transmissor (para montagem remota) e coloque os fios dentro da caixa do
transmissor.
7. Puxe os condutores dos fios de campo para dentro do lado do terminal da
caixa.
8. Ligue os condutores do sensor aos terminais do sensor do transmissor
(o diagrama de ligações está localizado dentro da tampa da caixa).
9. Encaixe e aperte ambas as tampas do transmissor.
A
C
B
E
D
A. Bainha Termométrica
B. Extensão (Nipple)
C. União ou Acoplamento
D. Conduta para os Fios de Campo (alimentação de CC)
E. Comprimento do Encaixe de Extensão
7
Janeiro de 2014
Guia de Início Rápido
Instalação de montagem remota típica
1. Monte a bainha termométrica na parede do recipiente do processo. Instale e
aperte as bainhas termométricas. Verifique se existem fugas.
2. Ligue a cabeça de ligação à bainha termométrica.
3. Insira o sensor dentro da bainha termométrica e ligue os fios do sensor à
cabeça de ligação (o diagrama de ligações está localizado dentro da cabeça de
ligação).
4. Monte o transmissor num tubo de 50 mm (2 in.) ou num painel utilizando um
dos suportes de montagem opcional (o suporte B4 é mostrado abaixo).
5. Insira os bucins no cabo blindado da cabeça de ligação à entrada da conduta
do transmissor.
6. Passe o cabo blindado da entrada da conduta oposta na parte posterior do
transmissor até à sala de controlo.
7. Insira os condutores do cabo blindado através das entradas de cabo dentro da
cabeça de ligação/transmissor. Ligue e aperte os bucins do cabo.
8. Ligue os condutores do cabo blindado aos terminais da cabeça de ligação
(localizados dentro da cabeça de ligação) e também aos terminais do
transmissor, destinados ao sensor (localizados dentro da caixa do
transmissor).
A
D
E
B
C
A. Bucim do Cabo
B. Cabo Blindado do Sensor ao Transmissor
C. Cabo Blindado do Transmissor à Sala de Controlo
D. Tubo de 50 mm (2 in.)
E. Suporte de Montagem B4
Passo 5: Ligar os fios e fornecer alimentação
Ligar o transmissor

Os diagramas de ligações dos fios estão localizados dentro da tampa do bloco
de terminais. Consulte Sensor Único 3144P abaixo.
Sensor Único 3144P
Termoresistência Termoresistência Termoresistência
T/Cs e
de 2 fios e Ohms de 3 fios e Ohms** de 4 fios e Ohms Milivolts
Termoresistência
com Circuito de
Compensação*
* O transmissor deve ser configurado para uma termoresistência de 3 fios para reconhecer uma
termoresistência com um circuito de compensação.
** A Rosemount fornece sensores de 4 fios para termoresistências de um único elemento. Estas termoresistências
podem ser utilizadas em configurações de 3 fios deixando os condutores desnecessários desligados e isolados
com fita isolante.
8
Guia de Início Rápido
Janeiro de 2014
Sensor Duplo 3144P
T/Hot Backup/
T/Hot Backup/
T/Hot Backup/
T/Hot Backup/
T/Hot Backup/
Sensor Duplo com 2 Sensor Duplo com 2 Sensor Duplo com Sensor Duplo com Sensor Duplo com 2
Termoresistências/
termoresistências*
termopares*
Termoresistências/ Termoresistências
Termopares*
com Circuito de
Termopares*
Compensação *
* A Rosemount fornece sensores de 4 fios para termoresistências de um único elemento. Estas termoresistências
podem ser utilizadas em configurações de 3 fios deixando os condutores desnecessários desligados e isolados com
fita isolante.
Activar o transmissor

É necessária uma fonte de alimentação externa para que o transmissor
funcione.
Terminais do Sensor (1- 5)
“—”
“+”
Teste
Ligação à Terra
1. Retire a tampa do bloco de terminais.
2. Ligue o condutor positivo de alimentação ao terminal “+”.
3. Ligue o condutor negativo de alimentação ao terminal “–”.
4. Aperte os parafusos dos terminais.
5. Volte a encaixar e aperte a tampa.
6. Ligue o aparelho.
9
Janeiro de 2014
Guia de Início Rápido
Limitações de carga

Os terminais de alimentação do transmissor necessitam de uma corrente
entre 12 e 42,4 V CC (os terminais de alimentação são classificados como
42,4 V CC). Para prevenir a possibilidade de danos no transmissor, não
permita que a tensão dos terminais caia abaixo de 12,0 V CC quando estiver a
mudar os parâmetros de configuração.
Carga (Ohms)
Carga Máxima = 40,8 X (Tensão de Alimentação — 12,0)1
4 — 20 mA CC
1240
1100
1000
750
Range de Operação
HART e Analógica
500
250
0
Range de Operação
Analógica Apenas
10
18,1 30
42,4
12,0 Mín.
Tensão de Alimentação (V CC)
1. Sem protecção contra transitórios (opcional)
Ligar o transmissor à terra
Termopar sem ligação à terra, mV, e entradas de
termoresistência/Ohm
Cada processo de instalação tem requisitos de ligação à terra diferentes. Use as
opções de ligação à terra recomendadas pela instituição para o tipo de sensor
específico, ou comece com a Opção 1 de ligação à terra (a mais comum).
Opção 1 (recomendada para a caixa do transmissor sem ligação à terra):
1. Ligue a blindagem dos fios de sinal à blindagem dos fios do sensor.
2. Certifique-se de que as duas blindagens estão presas uma à outra e isoladas
electricamente da caixa do transmissor.
3. Ligue a blindagem à terra apenas na extremidade da fonte de alimentação.

Certifique-se de que a blindagem do sensor está isolada electricamente das
peças adjacentes ligadas à terra.
Caixa do Sensor
Remoto
Sensor
10
Transmissor
Pontos de Ligação à
Terra da Blindagem
Guia de Início Rápido
Janeiro de 2014
Opção 2 (recomendada para a caixa do transmissor com ligação à terra):
1. Ligue a blindagem dos fios do sensor à caixa do transmissor (apenas se a caixa
tiver uma ligação à terra).
2. Certifique-se de que a blindagem do sensor está isolada electricamente das
peças adjacentes que possam estar ligadas à terra.
3. Ligue a blindagem dos fios de sinal à terra na extremidade da fonte de
alimentação.
Transmissor
Caixa do Sensor
Remoto
Ponto de Ligação à
Terra da Blindagem
Sensor
Opção 3:
1. Ligue a blindagem dos fios do sensor à terra no sensor, se possível.
2. Certifique-se de que as blindagens dos fios do sensor e dos fios de sinal estão
isoladas electricamente da caixa do transmissor e outras peças que possam
estar ligadas à terra.
3. Ligue a blindagem dos fios de sinal à terra na extremidade da fonte de
alimentação.
Transmissor
Sensor
Ponto de
Ligação à Terra
da Blindagem
Entradas dos termopares ligados à terra
1. Ligue a blindagem dos fios do sensor à terra no sensor.
2. Certifique-se de que as blindagens dos fios do sensor e dos fios de sinal estão
isoladas electricamente da caixa do transmissor e outras peças que possam
estar ligadas à terra.
3. Ligue a blindagem dos fios de sinal à terra na extremidade da fonte de
alimentação.
Transmissor
Circuito de 4-20 mA
Fios do Sensor
Ponto de ligação à terra da blindagem
11
Guia de Início Rápido
Janeiro de 2014
Passo 6: Efectuar um teste de circuito
O Loop Test (Teste do Circuito) verifica a saída do transmissor, a integridade do
circuito e o funcionamento de quaisquer registadores ou dispositivos
semelhantes instalados no circuito.
Painel de Instrumentos do Dispositivo - Revisão do
Dispositivo 5 e 6, DD v1
Iniciar um teste de circuito
1. Ligue um amperímetro externo em série ao circuito do transmissor (de modo
a que a alimentação do transmissor passe através do amperímetro num ponto
qualquer do circuito).
2. No ecrã Inicial, seleccione 3 Service Tools (Ferramentas de Manutenção),
5 Simulate (Simular), 1 Perform Loop Test (Efectuar Teste do Circuito).
O comunicador exibe o menu de teste do circuito.
3. Seleccione um nível de miliamperes discreto para a saída do transmissor. Em
Choose Analog Output (Escolher Saída Analógica) seleccione 1 4 mA, 2 20 mA
ou seleccione 4 Other (Outro) para introduzir manualmente um valor entre
4 e 20 miliamperes. Seleccione Enter para exibir a saída fixa. Seleccione OK.
4. No circuito de teste, verifique se a saída real em mA do transmissor e a leitura
em mA do comunicador HART têm o mesmo valor. Se as leituras diferirem,
o transmissor requer um ajuste de saída ou o medidor de corrente está
avariado.
5. Depois de concluído o teste, o mostrador volta para o ecrã de teste do circuito
e permite ao utilizador escolher outro valor de saída. Para finalizar o Teste do
Circuito, seleccione 5 End (Finalizar) e Enter.
Iniciar o alarme de simulação
1. No ecrã Inicial, seleccione 3 Service Tools (Ferramentas de Manutenção),
5 Simulate (Simular), 1 Perform Loop Test (Efectuar Teste do Circuito),
3 Simulate Alarm (Simular Alarme)
2. O transmissor produzirá o nível de corrente de alarme de acordo com a
configuração do parâmetro de alarme e ajustes do interruptor.
3. Seleccione 5 End (Finalizar) para repor o transmissor nas condições normais.
12
Janeiro de 2014
Guia de Início Rápido
Sistema de Instrumentos de
Segurança (SIS)
Para instalações com Certificação de Segurança, consulte o manual de referência
do Rosemount 3144P (número de documento 00809-0100-4021). O manual
pode ser obtido electronicamente através do endereço www.rosemount.com ou
contactando um representante da Emerson Process Management.
13
Guia de Início Rápido
Janeiro de 2014
Certificações do Produto
Informações acerca da Directiva Europeia
Poderá encontrar uma cópia da Declaração de Conformidade CE no final do Guia
de Início Rápido. A revisão mais recente da Declaração de Conformidade CE
encontra-se disponível em www.rosemount.com.
Certificação para Locais Comuns da FM Approvals
De acordo com o procedimento de norma, o transmissor foi examinado e testado
para se determinar se o design satisfaz os requisitos eléctricos, mecânicos e de
protecção contra incêndio básicos da FM Approvals, um laboratório reconhecido
a nível nacional nos EUA (NRTL) e acreditado pela Federal Occupational Safety
and Health Administration (OSHA).
América do Norte
E5 À Prova de Explosão, à Prova de Pós Inflamáveis e à Prova de Incêndio FM
Certificação: 3012752
Normas Usadas: FM Classe 3600: 1998, FM Classe 3611: 2004, FM Classe 3615: 1989,
FM Classe 3810: 2005, NEMA-250: 1991, ANSI/ISA 60079-0: 2009,
ANSI/ISA 60079-11: 2009
Marcas: XP CL I, DIV 1, GP A, B, C, D; T5 (-50 °C Ta +85 °C); DIP CL II/III, DIV 1, GP E,
F, G; T5 (-50 °C Ta +75 °C); T6 (-50 °C Ta +60 °C); quando instalado de acordo
com o esquema Rosemount 03144-0320; NI CL I, DIV 2, GP A, B, C, D; T5 (-60 °C Ta
 +75 °C); T6 (-60 °C Ta +50 °C); quando instalado de acordo com o esquema
Rosemount 03144-0321, 03144-5075;
I5 Intrinsecamente Seguro e à Prova de Incêndio FM
Certificação: 3012752
Normas Usadas: FM Classe 3600: 1998, FM Classe 3610: 2010, FM Classe 3611: 2004,
FM Classe 3810: 2005, NEMA-250: 1991, ANSI/ISA 60079-0: 2009,
ANSI/ISA 60079-11: 2009
Marcas: IS CL I / II / III, DIV 1, GP A, B, C, D, E, F, G; T4 (-60 °C Ta +60 °C); IS [Entidade]
CL I, Zona 0, AEx ia IIC T4 (-60 °C Ta +60 °C); NI CL I, DIV 2, GP A, B, C, D; T5 (-60 °C
 Ta +75 °C); T6 (-60 °C  Ta +50 °C); quando instalado de acordo com o esquema
Rosemount 03144-0321, 03144-5075;
I6 Intrinsecamente Seguro e Divisão 2 CSA
Certificação: 1242650
Normas Usadas: CAN/CSA C22.2 N.º 0-M91 (R2001), CAN/CSA-C22.2 N.º 94-M91, CSA
Std C22.2 N.º 142-M1987, CAN/CSA-C22.2 N.º 157-92, CSA Std C22.2 N.º 213-M1987;
Marcas:Intrinsecamente Seguro para Classe I Grupos A, B, C, D; Classe II, Grupos E, F, G;
Classe III;
Intrinsecamente Seguro para Classe I Zona 0 Grupo IIC; T4 (-50 °C Ta +60 °C);
Tipo 4X;
Adequado para Classe I, Div. 2, Grupos A, B, C e D;
Adequado para Classe I Zona 2 Grupo IIC; T6 (-60 °C Ta +60 °C); T5 (-60 °C Ta
 +85 °C); quando instalado de acordo com o esquema Rosemount 03144-5076;
14
Janeiro de 2014
Guia de Início Rápido
K6 À Prova de Explosão, Intrinsecamente Seguro e Divisão 2 CSA
Certificação: 1242650
Normas Usadas: CAN/CSA C22.2 N.º 0-M91 (R2001), CSA Std C22.2 N.º 30-M1986;
CAN/CSA-C22.2 N.º 94-M91, CSA Std C22.2 N.º 142-M1987, CAN/CSA-C22.2 N.º 157-92,
CSA Std C22.2 N.º 213-M1987;
Marcas: À Prova de Explosão para Classe I, Grupos A, B, C, D; Classe II, Grupos E, F, G;
Classe III;
Adequado para Classe I Zona 1 Grupo IIC;
Intrinsecamente Seguro para Classe I Grupos A, B, C, D; Classe II, Grupos E, F, G;
Classe III;
Adequado para Classe I Zona 0 Grupo IIC; T4 (-50 °C Ta +60 °C); Tipo 4X;
Adequado para Classe I, Div. 2, Grupos A, B, C e D;
Adequado para Classe I Zona 2 Grupo IIC; T6 (-60 °C Ta +60 °C); T5 (-60 °C Ta
 +85 °C); quando instalado de acordo com o esquema Rosemount 03144-5076;
Europa
E1 À Prova de Chamas ATEX
Certificação: FM12ATEX0065X
Normas Usadas: EN 60079-0: 2012, EN 60079-1: 2007, EN 60529:1991 +A1:2000
Marcas:
II 2 G Ex d IIC T6…T1 Gb, T6 (-50 °C  Ta +40 °C), T5…T1 (-50 °C  Ta 
+60 °C);
Consulte as Temperaturas do Processo no Quadro 1 que se encontra no final da secção
das Certificações do Produto
Condições Especiais para uma Utilização Segura (X):
1. Consulte a certificação para a amplitude de temperaturas ambientes.
2. A etiqueta não metálica pode armazenar carga electrostática e tornar-se numa
fonte de ignição em ambientes de Grupo III.
3. Proteja a tampa do LCD contra energias de impacto superiores a 4 joules.
4. Consulte o fabricante, caso sejam necessárias informações sobre as dimensões das
juntas à prova de chamas.
I1 Intrinsecamente Seguro ATEX
Certificação: BAS01ATEX1431X;
Normas Usadas: EN 60079-0: 2012; EN 60079-11:2012;
Marcas:
II 1 G Ex ia IIC T5/T6 Ga; T6 (-60 °C Ta +50 °C), T5 (-60 °C Ta +75 °C);
Consulte os Parâmetros da Entidade no Quadro 2 que se encontra no final da secção das
Certificações do Produto
Condições Especiais para uma Utilização Segura (X):
1. Quando equipado com as opções de terminal de protecção contra transitórios,
o equipamento não passa no teste de isolamento de 500 V. Isto deve ser tido em
conta durante a instalação.
2. A caixa pode ser composta por liga de alumínio, com um acabamento de protecção
em tinta de poliuretano; no entanto, deverá tomar as devidas precauções para a
proteger contra impactos ou abrasão caso esteja localizada numa Zona 0.
N1 Tipo n ATEX
Certificação: BAS01ATEX3432X
Normas: EN 60079-0:2012, EN 60079-15:2010
Marcas:
II 3 G Ex nA IIC T5/T6 Gc; T6 (-40 °C  Ta  +50 °C), T5 (-40 °C  Ta  +75 °C);
15
Guia de Início Rápido
Janeiro de 2014
Condições Especiais para uma Utilização Segura (X):
1. Quando equipado com as opções de terminal de protecção contra transitórios, o
aparelho não é capaz de suportar o teste de potência eléctrica de 500 V
estabelecido pela cláusula 6.5.1 da norma EN 60079-15: 2010. Isto deve ser tido em
conta durante a instalação.
ND À Prova de Pós ATEX
Certificação: FM12ATEX0065X
Normas Usadas: EN 60079-0: 2012, EN 60079-31: 2009, EN 60529:1991 +A1:2000
Marcas:
II 2 D Ex tb IIIC T130 °C Db, (-40 °C  Ta +70 °C); IP66
Consulte as Temperaturas do Processo no Quadro 1 que se encontra no final da secção
das Certificações do Produto
Condições Especiais para uma Utilização Segura (X):
1. Consulte a certificação para a amplitude de temperaturas ambientes.
2. A etiqueta não metálica pode armazenar carga electrostática e tornar-se numa
fonte de ignição em ambientes de Grupo III.
3. Proteja a tampa do LCD contra energias de impacto superiores a 4 joules.
4. Consulte o fabricante, caso sejam necessárias informações sobre as dimensões das
juntas à prova de chamas.
Internacional
E7 À Prova de Chamas IECEx
Certificação: IECEx FMG 12.0022X
Normas Usadas: IEC 60079-0:2011, IEC 60079-1:2007-04, IEC 60079-31:2008
Marcas: Ex d IIC T6…T1 Gb, T6 (-50 °C  Ta +40 °C), T5…T1 (-50 °C  Ta  +60 °C);
Ex tb IIIC T1 30 °C Db, (-40 °C  Ta  +70 °C); IP66;
Consulte as Temperaturas do Processo no Quadro 1 que se encontra no final da secção
das Certificações do Produto
Condições Especiais para uma Utilização Segura (X):
1. Consulte a certificação para a amplitude de temperaturas ambientes.
2. A etiqueta não metálica pode armazenar carga electrostática e tornar-se numa
fonte de ignição em ambientes de Grupo III.
3. Proteja a tampa do LCD contra energias de impacto superiores a 4 joules.
4. Consulte o fabricante, caso sejam necessárias informações sobre as dimensões das
juntas à prova de chamas.
I7 Segurança Intrínseca IECEx
Certificação: IECEx BAS 07.0002X
Normas Usadas: IEC 60079-0: 2011; IEC 60079-11: 2011;
Marcas: Ex ia IIC T5/T6 Ga; T6 (-60 °C Ta +50 °C), T5 (-60 °C Ta +75 °C);
Consulte os Parâmetros da Entidade no Quadro 2 que se encontra no final da secção das
Certificações do Produto
Condições Especiais para uma Utilização Segura (X):
1. Quando equipado com as opções de terminal de protecção contra transitórios,
o aparelho não é capaz de suportar o teste de potência eléctrica de 500 V
estabelecido pela Cláusula 6.3.13 da directiva IEC 60079-11: 2011. Isto deve ser tido
em conta durante a instalação.
16
Janeiro de 2014
Guia de Início Rápido
2. A caixa pode ser composta por liga de alumínio, com um acabamento de protecção
em tinta de poliuretano; no entanto, deverá tomar as devidas precauções para a
proteger contra impactos ou abrasão caso esteja localizada numa Zona 0.
N7 IECEx Tipo n
Certificação: IECEx BAS 070003X
Normas Usadas: IEC 60079-0:2011, IEC 60079-15:2010
Marcas: Ex nA IIC T5/T6 Gc; T6 (-40 °C  Ta  +50 °C), T5 (-40 °C  Ta  +75 °C);
Brasil
E2 À Prova de Chamas INMETRO
Certificação: CEPEL 04.0307X
Normas Usadas: ABNT NBR IEC 60079-0:2008, ABNT NBR IEC 60079-1:2009,
ABNT NBR IEC 60079-26:2008, ABNT NBR IEC 60529:2009
Marcas: Ex d IIC T* Gb; T6 (-40 °C Ta +65 °C), T5 (-40 °C Ta +80 °C)
Condições Especiais para uma Utilização Segura (X):
1. Os acessórios para entradas de cabos ou condutas têm de possuir a certificação à
prova de chamas e têm de ser adequados às condições de utilização.
2. Para temperaturas ambiente acima de 60 °C, os cabos deverão ter uma temperatura
mínima de isolamento de 90 °C, para estar em conformidade com a temperatura de
funcionamento do equipamento.
3. Sempre que a entrada de cabos eléctricos se fizer através de uma conduta,
o dispositivo de vedação necessário deve ser montado muito próximo da caixa.
I2 Segurança Intrínseca INMETRO
Certificação: CEPEL 05.0723X
Normas Usadas: ABNT NBR IEC 60079-0:2008, ABNT NBR IEC 60079-11:2009,
ABNT NBR IEC 60079-26:2008, ABNT NBR IEC 60529:2009
Marcas: Ex ia IIC T* Ga; T6 (-60 °C Ta +50 °C), T5 (-60 °C Ta +75 °C), T4 (-60 °C Ta
+60 °C); IP66 (Caixas de Alumínio), IP66W (Caixas de Aço Inoxidável)
Consulte os Parâmetros da Entidade no Quadro 2 que se encontra no final da secção das
Certificações do Produto
Condições Especiais para uma Utilização Segura (X):
1. A caixa do aparelho poderá conter metais leves. O aparelho deve ser instalado de
forma a minimizar o risco de impacto ou fricção com outras superfícies de metal.
2. Poderá ser montado um dispositivo de protecção contra transitórios como opção,
o qual não permitirá ao equipamento passar o teste de 500 V.
China
E3 À Prova de Chamas na China
Certificação: GYJ11.1650X
Normas Usadas: GB3836.1-2000, GB3836.2-2010
Marcas: Ex d IIC T5/T6 Gb
Condições Especiais para uma Utilização Segura (X):
1. O símbolo “X” é utilizado para indicar condições específicas de utilização: Para obter
informações relativamente às dimensões das juntas à prova de chamas, contacte o
fabricante. Isto será mencionado no manual.
17
Janeiro de 2014
Guia de Início Rápido
2. A relação entre o código T e a amplitude de temperaturas ambientes é:
Código T
Temperatura Ambiente
T6
-40 °C Ta +70 °C
T5
-40 °C Ta +80 °C
3. A ligação à terra na caixa deve ser feita em segurança.
4. Durante a instalação, não deve haver misturas perigosas para a caixa à prova de
chamas.
5. Durante a instalação em locais de perigo. Devem ser utilizados bucins de cabo,
condutas e tampões de vedação, certificados por entidades de inspecção nomeadas
com classificação Ex d IIC Gb.
6. Durante a instalação, utilização e manutenção em ambientes de gases explosivos,
cumpra o aviso “Não abrir quando energizado”.
7. Não é permitido aos utilizadores finais alterar quaisquer componentes internos,
mas devem solucionar o problema em conjunto com o fabricante para evitar danos
no produto.
8. Durante a instalação, utilização e manutenção deste produto, deve cumprir as
seguintes normas:
GB3836.13-1997 “Aparelhos eléctricos para atmosferas com gases explosivos
Parte 13: Reparação e revisão para aparelhos utilizados em atmosferas com gases
explosivos”
GB3836.15-2000 “Aparelhos eléctricos para atmosferas com gases explosivos
Parte 15: Instalações eléctricas em área de perigo (que não minas)”
GB3836.16-2006 “Aparelhos eléctricos para atmosferas com gases explosivos
Parte 16: Inspecção e manutenção de instalação eléctrica (que não minas)”
GB50257-1996 “Código para construção e aceitação de dispositivo eléctrico para
atmosferas explosivas e engenharia de equipamentos eléctricos com risco de
incêndio”
I3 Segurança Intrínseca na China
Certificação: GYJ11.1536X
Normas Usadas: GB3836.1-2000, GB3836.4-2010
Marcas: Ex ia IIC T4/T5/T6
Condições Especiais para uma Utilização Segura (X):
1. O símbolo “X” é utilizado para indicar condições específicas de utilização:
a. A caixa pode conter metal leve, devendo ser prestada atenção para evitar o perigo
de ignição devido a impacto ou fricção quando utilizado na Zona 0.
b. Quando equipado com a opção de terminal de protecção contra transitórios,
o aparelho não é capaz de suportar o teste de isolamento de 500 V r.m.s exigido
pela Cláusula 6.3.12 da norma GB3836.4-2010.
2. A relação entre o código T e a amplitude de temperaturas ambientes é:
Código T
T6
T5
18
Temperatura Ambiente
-60 °C Ta +50 °C
-60 °C Ta +70 °C
Guia de Início Rápido
Janeiro de 2014
3. Parâmetros:
Terminais de alimentação/circuito (+ e -)
Voltagem
de Entrada
Máxima:
Ui (V)
Corrente de
Entrada
Máxima:
li (mA)
Corrente de
Entrada
Máxima:
Pi (W)
30
300
1
Parâmetros Internos
Máximos:
Ci (nF)
Li (H)
5
0
Terminais do sensor (1 a 5)
Voltagem
de Entrada
Máxima:
Uo (V)
Corrente de
Entrada
Máxima:
lo (mA)
Corrente de
Entrada
Máxima:
Po (W)
13,6
56
0,19
Parâmetros Internos
Máximos:
Ci (nF)
Li (H
78
0
Carga ligada aos terminais do sensor (1 a 5)
Parâmetros Externos Máximos
Grupo
IIC
IIB
IIA
Co (F)
Lo (mH)
0,74
5,12
18,52
11,7
44
94
Os transmissores de temperatura cumprem os requisitos dos dispositivos de campo
FISCO especificados na norma GB3836.19-2010. Os parâmetros FISCO são os seguintes:
Voltagem
de Entrada
Máxima:
Ui (V)
Corrente de
Entrada
Máxima:
Ii (mA)
Corrente de
Entrada
Máxima:
Pi (W)
17,5
380
5,32
Parâmetros Internos
Máximos:
Ci (nF)
Li (H)
2,1
0
4. O produto deve ser utilizado com aparelhos associados com a marca Ex-certificado
para confirmar um sistema de protecção contra explosões que possa ser utilizado
em ambientes de gases explosivos. As ligações dos fios e os terminais devem
cumprir as instruções nos manuais do produto e aparelhos associados.
5. Os cabos entre este produto e o aparelho associado devem ser cabos blindados
(os cabos devem ter uma blindagem isolada). O cabo blindado deve ser ligado à
terra em segurança numa área não perigosa.
6. Não é permitido aos utilizadores finais alterar quaisquer componentes internos, mas
devem solucionar o problema em conjunto com o fabricante para evitar danos no
produto.
7. Durante a instalação, utilização e manutenção deste produto, deve cumprir as
seguintes normas:
19
Janeiro de 2014
Guia de Início Rápido
GB3836.13-1997 “Aparelhos eléctricos para atmosferas com gases explosivos
Parte 13: Reparação e revisão para aparelhos utilizados em atmosferas com gases
explosivos”
GB3836.15-2000 “Aparelhos eléctricos para atmosferas com gases explosivos
Parte 15: Instalações eléctricas em área de perigo (que não minas)”
GB3836.6-2006 “Aparelhos eléctricos para atmosferas com gases explosivos
Parte 16: Inspecção e manutenção de instalação eléctrica (que não minas)”
GB50257-1996 “Código para construção e aceitação de dispositivo eléctrico para
atmosferas explosivas e engenharia de equipamentos eléctricos com risco de
incêndio”
Japão
E4 À Prova de Chamas TIIS
Certificação: TC16120, TC16121
Marcas: Ex d IIB T6 (-20 °C  Ta +55 °C)
Certificação: TC16127, TC16128, TC16129, TC16130
Marcas: Ex d IIB T4 (-20 °C Ta +55 °C)
Combinações
K1
K2
K5
K7
KA
KB
Combinação de E1, I1, N1 e ND
Combinação de E2 e I2
Combinação de E5 e I5
Combinação de E7, I7 e N7
Combinação de K1 e K6
Combinação de K5, I6 e K6
Quadros
Quadro 1. Temperaturas do Processo
Classe de
Temperatura
Temperatura
Ambiente
T6
T5
T4
T3
T2
T1
-50 °C a +40 °C
-50 °C a +60 °C
-50 °C a +60 °C
-50 °C a +60 °C
-50 °C a +60 °C
-50 °C a +60 °C
Temperatura do Processo sem Tampa de LCD (°C)
Sem ext.
3 pol.
6 pol.
9 pol.
55
70
100
170
280
440
55
70
110
190
300
450
60
70
120
200
300
450
65
75
130
200
300
450
Quadro 2. Parâmetros da Entidade
Tensão Ui (V)
Corrente Ii (mA)
Alimentação Pi (W)
Capacitância Ci (nF)
Indutância Li (mH)
20
Fieldbus/Profibus
HART 5
30
300
1
5
0
30
300
1,3
2,1
0
Guia de Início Rápido
Janeiro de 2014
EC Declaration of Conformity
No: RMD 1045 Rev. G
We,
Rosemount Inc.
8200 Market Boulevard
Chanhassen, MN 55317-9685
USA
declare under our sole responsibility that the product,
Model 3144P Temperature Transmitter
manufactured by,
Rosemount Inc.
8200 Market Boulevard
Chanhassen, MN 55317-9685
USA
to which this declaration relates, is in conformity with the provisions of the European
Community Directives, including the latest amendments, as shown in the attached schedule.
Assumption of conformity is based on the application of the harmonized standards and, when
applicable or required, a European Community notified body certification, as shown in the
attached schedule.
Vice President of Global Quality
(function name - printed)
(signature)
Kelly Klein
(name - printed)
(date of issue)
Page 1 of 3
Document Rev: 2013_A
21
Janeiro de 2014
Guia de Início Rápido
EC Declaration of Conformity
No: RMD 1045 Rev. G
EMC Directive (2004/108/EC)
All Models
Harmonized Standards: EN61326-1:2006, EN61326-2-3: 2006
ATEX Directive (94/9/EC)
Model 3144P Temperature Transmitter (4-20mA/Hart Output)
BAS01ATEX1431X – Intrinsic Safety Certificate
Equipment Group II, Category 1 G (Ex ia IIC T6/T5 Ga)
Harmonized Standards Used:
EN60079-0:2012, EN60079-11:2012
BAS01ATEX3432X – Type n Certificate
Equipment Group II, Category 3 G (Ex nA IIC T6/T5 Gc)
Harmonized Standards Used:
EN60079-0:2012, EN60079-15:2010
Model 3144P Temperature Transmitter (Fieldbus Output)
Baseefa03ATEX0708X – Intrinsic Safety Certificate
Equipment Group II, Category 1 G (Ex ia IIC T4 Ga)
Harmonized Standards Used:
EN60079-0:2012, EN60079-11:2012
Baseefa03ATEX0709 – Type n Certificate
Equipment Group II, Category 3 G (Ex nA IIC T5 Gc)
Harmonized Standards Used:
EN60079-0:2012, EN60079-15:2010
Page 2 of 3
22
Document Rev: 2013_A
Guia de Início Rápido
Janeiro de 2014
EC Declaration of Conformity
No: RMD 1045 Rev. G
Model 3144P Temperature Transmitter (all Output Protocols)
FM12ATEX0065X – Dust Certificate
Equipment Group II, Category 2 D (Ex tb IIIC T130°C Db)
Harmonized Standards Used:
EN 60079-0:2012, EN 60079-31:2009
FM12ATEX0065X – Flameproof Certificate
Equipment Group II, Category 2 G (Ex d IIC T6…T1)
Harmonized Standards Used:
EN 60079-0:2012, EN 60079-1:2007
ATEX Notified Bodies for EC Type Examination Certificate
BASEEFA Limited [Notified Body Number: 1180]
Rockhead Business Park
Staden Lane
Buxton, Derbyshire SK17 9RZ
United Kingdom
FM Approvals Ltd. [Notified Body Number: 1725]
1 Windsor Dials
Windsor, Berkshire, SL4 1RS
United Kingdom
ATEX Notified Body for Quality Assurance
BASEEFA Limited [Notified Body Number: 1180]
Rockhead Business Park
Staden Lane
Buxton, Derbyshire SK17 9RZ
United Kingdom
Page 3 of 3
Document Rev: 2013_A
23
Janeiro de 2014
Guia de Início Rápido
Declaração de Conformidade CE
N.º: RMD 1045 Rev. G
Nós,
Rosemount Inc.
8200 Market Boulevard
Chanhassen, MN 55317-9685
EUA
declaramos sob nossa única responsabilidade que o produto
Transmissor de Temperatura Modelo 3144P
fabricado pela
Rosemount Inc.
8200 Market Boulevard
Chanhassen, MN 55317-9685
EUA
relacionado com esta declaração, está em conformidade com as provisões das Directivas da
Comunidade Europeia, incluindo as mais recentes alterações, conforme indicado na lista em
anexo.
A presunção da conformidade baseia-se na aplicação das normas harmonizadas e, quando
aplicável ou necessário, na certificação de um organismo notificado da Comunidade Europeia,
conforme indicado na lista em anexo.
Vice-presidente de Qualidade Global
(nome do cargo - letra de imprensa)
(assinatura)
Kelly Klein
(nome - letra de imprensa)
(data de emissão)
Página 1 de 3
24
Documento Rev: 2013_A
Guia de Início Rápido
Janeiro de 2014
Declaração de Conformidade CE
N.º: RMD 1045 Rev. G
Directiva CEM (2004/108/CE)
Todos os Modelos
Normas Harmonizadas: EN61326-1:2006, EN61326-2-3: 2006
Directiva ATEX (94/9/CE)
Transmissor de Temperatura Modelo 3144P (Saída Hart de 4–20 mA)
BAS01ATEX1431X – Certificado de Segurança Intrínseca
Equipamento Grupo II, Categoria 1 G (Ex ia IIC T6/T5 Ga)
Normas Harmonizadas Usadas:
EN60079-0:2012, EN60079-11:2012
BAS01ATEX3432X – Certificado Tipo n
Equipamento Grupo II, Categoria 3 G (Ex nA IIC T6/T5 Gc)
Normas Harmonizadas Usadas:
EN60079-0:2012, EN60079-15:2010
Transmissor de Temperatura Modelo 3144P (Saída Fieldbus)
Baseefa03ATEX0708X – Certificado Intrinsecamente Seguro
Equipamento Grupo II, Categoria 1 G (Ex ia IIC T4 Ga)
Normas Harmonizadas Usadas:
EN60079-0:2012, EN60079-11:2012
Baseefa03ATEX0709 – Certificado Tipo n
Equipamento Grupo II, Categoria 3 G (Ex nA IIC T5 Gc)
Normas Harmonizadas Usadas:
EN60079-0:2012, EN60079-15:2010
Página 2 de 3
Documento Rev: 2013_A
25
Janeiro de 2014
Guia de Início Rápido
Declaração de Conformidade CE
N.º: RMD 1045 Rev. G
Transmissor de Temperatura Modelo 3144P (todos os Protocolos de Saída)
FM12ATEX0065X – Certificado à Prova de Pós
Equipamento Grupo II, Categoria 2 D (Ex tb IIIC T130 °C Db)
Normas Harmonizadas Usadas:
EN 60079-0:2012, EN 60079-31:2009
FM12ATEX0065X – Certificado à Prova de Chamas
Equipamento Grupo II, Categoria 2 G (Ex d IIC T6…T1)
Normas Harmonizadas Usadas:
EN 60079-0:2012, EN 60079-1:2007
Organismos Notificados pela ATEX para o Certificado de Exame de Tipo CE
BASEEFA Limited [Número do Organismo Notificado: 1180]
Rockhead Business Park
Staden Lane
Buxton, Derbyshire SK17 9RZ
Reino Unido
FM Approvals Ltd. [Número do Organismo Notificado: 1725]
1 Windsor Dials
Windsor, Berkshire, SL4 1RS
Reino Unido
Organismo Notificado pela ATEX para Garantia de Qualidade
BASEEFA Limited [Número do Organismo Notificado: 1180]
Rockhead Business Park
Staden Lane
Buxton, Derbyshire SK17 9RZ
Reino Unido
Página 3 de 3
26
Documento Rev: 2013_A
Janeiro de 2014
Guia de Início Rápido
27
Guia de Início Rápido
00825-0113-4021, Rev JA
Janeiro de 2014
Rosemount Inc.
Emerson Process Management,
Lda.
Emerson Process Management,
Dubai
Emerson Process Management
Asia Pacific Private Limited
Emerson Process Management
(India) Private Ltd.
Emerson Process Management
Latin America
Emerson Process Management
GmbH & Co. OHG
Emerson Process Management,
Brasil
Beijing Rosemount Far East
Instrument Co., Limited
Emerson Process Management,
Rússia
8200 Market Boulevard
Chanhassen, MN EUA 55317
Tel. (EUA): (800) 999-9307
Tel. (Internacional): (952) 906-8888
Fax: (952) 906-8889
1 Pandan Crescent
Singapura 128461
Tel.: (65) 6777 8211
Fax: (65) 6777 0947/(65) 6777 0743
Argelsrieder Feld 3
82234 Wessling, Alemanha
Tel.: 49 (8153) 9390,
Fax: 49 (8153) 939172
No. 6 North Street, Hepingli,
Dong Cheng District
Pequim 100013, China
Tel.: (86) (10) 6428 2233
Fax: (86) (10) 6422 8586
Edifício Eça de Queiroz
Rua General Ferreira Martins 8 - 10ºB
Miraflores
1495-137 Algés
Portugal
Tel.: + (351) 214 134 610
Fax: + (351) 214 134 615
Delphi Building, B Wing, 6th Floor
Hiranandani Gardens, Powai
Mumbai 400076, Índia
Tel.: (91) 22 6662-0566
Fax: (91) 22 6662-0500
Emerson FZE
P.O. Box 17033,
Jebel Ali Free Zone - South 2
Dubai, E.A.U.
Tel.: (971) 4 8118100
Fax: (971) 4 8865465
1300 Concord Terrace, Suite 400
Sunrise Florida 33323 EUA
Tel.: +1 954 846 5030
Av. Hollingsworth, 325 - Iporanga
Sorocaba, SP – 18087-000, Brasil
Tel.: (55) 15 3238 -3788
Fax: (55) 15 3228-3300
29 Komsomolsky prospekt
Chelyabinsk, 454138
Rússia
Tel.: (7) 351 798 8510
Fax: (7) 351 741 8432
© 2014 Rosemount Inc. Todos os direitos reservados. Todas as marcas mencionadas neste documento pertencem aos seus
proprietários.
O logótipo Emerson é uma marca comercial e uma marca de serviço da Emerson Electric Co.
Rosemount e o logótipo da Rosemount são marcas registadas da Rosemount Inc.
Was this manual useful for you? yes no
Thank you for your participation!

* Your assessment is very important for improving the work of artificial intelligence, which forms the content of this project

Download PDF

advertisement