Breves instruções
V-AMP
Versão 1.2
setembro 2002
PORTUGUEIS
Breves instruções
INSTRUÇÕES DE SEGURANÇA
PRECAUÇÃO:
Para reduzir o risco de descargas eléctricas, não retire a
cobertura (ou a parte posterior). No interior do aparelho não
existem peças que possam ser reparadas pelo utilizador; em
caso de necessidade de reparação dirija-se a pessoal
qualificado.
ADVERTÊNCIA: Para reduzir o risco de incêndios ou de descargas eléctricas
não exponha este aparelho à chuva ou à humidade.
Este símbolo, sempre que aparece,
alerta-o para a presença de voltagem
perigosa não isolada dentro da caixa
que pode ser suficiente para constituir
um risco de choque.
Este símbolo, sempre que aparece, alertao para instruções de utilização e de
manutenção importantes nos documentos
fornecidos. Leia o manual.
INSTRUÇÕES DETALHADAS DE SEGURANÇA:
Todas as instruções de segurança e de utilização devem ser cuidadosamente lidas antes de utilizar o aparelho.
Conservação das instruções:
As instruções de segurança e de utilização devem ser conservadas para referências futuras.
Cuidado com as advertências: Todas as advertências sobre o aparelho e sobre as instruções de utilização
devem ser rigorosamente observadas.
Seguir as instruções:
Todas as instruções de utilização e do utilizador devem ser seguidas.
Água e humidade:
O aparelho não deve ser utilizado na proximidade de água (p. ex. junto de uma banheira, lavatório, banca de
cozinha, tanque de lavar, sobre pavimento molhado ou junto de uma piscina, etc.).
Ventilação:
O aparelho deve ser posicionado de forma a que a sua localização ou posição não interfira com uma ventilação
adequada. Por exemplo, o aparelho não deve ser colocado numa cama, sobre um sofá ou sobre uma superfície
similar que possa bloquear as aberturas de ventilação ou ainda ser colocado numa instalação embutida, tal
como numa estante ou num armário que possa impedir o fluxo de ar através das aberturas de ventilação.
Calor:
O aparelho deve ser colocado afastado de fontes de calor, tais como radiadores, aquecedores, fornos e outros
aparelhos (incluindo amplificadores) que possam produzir calor.
Fonte de energia:
O aparelho só deve ser ligado a uma fonte de energia do tipo descrito nas instruções de utilização ou conforme
indicado no próprio aparelho.
Ligação terra ou polarização:
Devem ser tomadas precauções, de forma a não anular os meios de ligação terra ou de polarização.
Protecção do cabo de alimentação:
Os cabos de alimentação de energia devem ser posicionados, de forma a não poderem ser pisados ou
esmagados por elementos colocados sobre ou contra eles, dando especial atenção aos cabos e fichas,
tomadas de corrente e aos pontos em que estas saem do aparelho.
Limpeza:
O aparelho só deve ser limpo em conformidade com as instruções fornecidas pelo fabricante.
Períodos de não utilização:
O cabo de alimentação de energia do aparelho deve ser desligado da tomada quando este não for utilizado
durante um longo período de tempo.
Entrada de objectos e líquidos
Deve-se ter cuidado para que não caiam objectos, nem se derramem líquidos na caixa através das aberturas.
Danos que requerem reparação:
O aparelho deve ser reparado pelo pessoal técnico qualificado, quando:
- o cabo de alimentação de energia ou a ficha estiverem danificados; ou
- tenham caído objectos ou se tenham derramado líquidos para dentro do aparelho; ou
- o aparelho tenha sido exposto à chuva; ou
- parecer que o aparelho não está a funcionar normalmente ou apresenta uma clara alteração do rendimento;
ou
- o aparelho tenha sido deixado cair ou a caixa esteja danificada.
Reparação:
O utilizador não deve tentar realizar a reparação do aparelho, para além do descrito nas Instruções de Utilização.
Todas as outras reparações deverão ser realizadas por pessoal qualificado.
Estas instruções estão protegidas pelos direitos de autor. Toda a reprodução ou reimpressão, tanto integral como parcial, e toda a reprodução das figuras, mesmo quando alteradas, está proibida,
excepto quando especificamente autorizada por escrito pela empresa BEHRINGER Spezielle Studiotechnik GmbH. BEHRINGER, V-AMP e BLUE DEVIL são marcas registadas.
Todas as marcas, nomes de músicos e grupos musicais são propriedade registada dos respectivos proprietários e não possuem qualquer relação com a BEHRINGER.
BEHRINGER Instrument Amplification constitui uma divisão da BEHRINGER. © 2002 BEHRINGER Spezielle Studiotechnik GmbH.
BEHRINGER Spezielle Studiotechnik GmbH, Hanns-Martin-Schleyer-Str. 36-38, 47877 Willich-Münchheide II, Deutschland
Tel. +49 (0) 21 54 / 92 06-0, Fax +49 (0) 21 54 / 92 06-30
V-AMP 2
1. INTRODUÇÃO
Muitos parabéns! No V-AMP 2 possui uma versão aperfeiçoada do V-AMP – um amplificador de guitarra
moderno e virtual, que estabeleceu novas marcas logo que foi introduzido no mercado. O objectivo principal do
seu desenvolvimento consistiu em produzir o som autêntico dos amplificadores clássicos através do sistema
“Physical Modeling”, misturando-os com os últimos efeitos DSP. O V-AMP 2 é um modelo universal, que lhe
oferece 32 sons de amplificador autênticos - até mesmo sons especiais de altifalante – e tudo isto sem
quaisquer problemas de transporte! Além disso ele está equipado com todas as variantes sonoras permitidas
pela mais moderna tecnologia de processadores multi-efeitos.
1.1
Antes de começar
O V-AMP 2 foi devidamente embalado na fábrica de modo a garantir um transporte seguro. No caso da
embalagem apresentar danos, verifique imediatamente se o aparelho apresenta danos exteriores.
+
Em caso de eventuais danos NÃO nos envie o aparelho, mas contacte primeiro o vendedor e
a empresa transportadora. Caso contrário corre o risco de perder o direito a indemnização.
A ligação à rede é efectuada por meio de um equipamento de alimentação fornecido conjuntamente com o
aparelho, que corresponde às normas de segurança exigidas. O V-AMP 2 fica automaticamente ligado, quando
o equipamento de alimentação é ligado à rede.
+
Nunca ligue o V-AMP 2 ao equipamento de alimentação, se este já estiver ligado à rede! Em
vez disso deve ligar primeiro o V-AMP 2 ao equipamento de alimentação e só depois deve
efectuar a ligação à rede.
1.1.1 Número de série
Encontra o número de série na parte traseira do V-AMP 2. Envie-nos o cartão de garantia, completamente
preenchido, dentro de 14 dias após a compra. Em caso contrário perde o direito à garantia. Em alternativa
também pode efectuar o registo online (www.behringer.com).
1.2
Elementos de Comando
1.2.1 Superfície
Fig. 1.1: Elementos de comando na superfície
1
Com o regulador MASTER define o volume de som global do V-AMP 2.
1. INTRODUÇÃO
3
V-AMP 2
+
2
Para além do regulador AUX LEVEL
este é o único regulador “convencional” do V-AMP 2.
Todos os outros são reguladores rotativos.
O regulador VOLUME controla o volume de som dos presets seleccionados.
3
O regulador BASS da secção EQ permite uma acentuação ou diminuição das frequências de graves.
4
Com o regulador MID pode acentuar ou diminuir as frequências médias.
5
O regulador TREBLE controla a gama de frequências superior do preset activado.Com a tecla TAP
premida este regulador transforma-se em regulador PRESENCE. Isto permite uma acentuação/diminuição
de um filtro, ajustado ao respectivo modelo de amplificador activo, no campo de frequências superior.
6
Com o regulador de GANHO pode definir o grau de distorção.
7
O regulador AMPS permite seleccionar um dos 32 simuladores de amplificação. Em torno do regulador
existe uma coroa de LED com 16 díodos luminosos. A cada dois tipos de amplficação está atribuído um
LED (díodo luminoso). Rode o regulador AMPS para seleccionar uma das 16 simulações (Marcação na
caixa: branca). Para seleccionar as simulações 17 - 32 (Marcação na caixa: cinzenta) mantenha por favor a
tecla TAP premida e depois faça a sua escolha através do regulador AMPS. O LED “17 - 32” no canto inferior
esquerdo do DISPLAY indica que foi seleccionada uma das simulações de amplificação 17 - 32. Tem ainda
a possibilidade de activar um PREAMP BYPASS através da combinação das teclas TAP e TUNER. Em
caso de estar seleccionado o PREAMP BYPASS, os LED no regulador AMPS não se iluminam.
8
Estas cinco teclas servem para a selecção Preset (A - E) dentro de um banco.
No modo EDIT (que é activado, premindo ao mesmo tempo as duas teclas de cursor descritas sob
) a função das teclas corresponde às legendas que se encontram imediatamente acima delas:
s
A: activa a função MIDI. Agora o canal MIDI, para recepção e transmissão, pode ser ajustado com
ajuda das teclas com seta (1 a 16).
Caso tenha seleccionado a função MIDI no modo EDIT através da tecla A e se, de seguida, premir a
tecla TAP, a tomada MIDI Out é comutada para MIDI Thru. Com esta regulação o V-AMP 2 não envia
quaisquer informações MIDI próprias, mas transmite apenas os sinais existentes junto a MIDI In.
s
B: Liga e desliga a função DRIVE. Deste modo a distorção é significativamente acentuada. A função
DRIVE precede o regulador de GANHO. Com a função DRIVE ligada também se pode activar o efeito
Wah Wah, rodando o regulador EFFECTS. Os LED, em volta do regulador EFFECTS, indicam a posição
do pedal. Se nenhum LED estiver iluminado o efeito Wah Wah não está activado.
s
C: Com esta tecla é activado o modo CABINETS. Com as teclas seta selecciona o tipo de altifalantes
ou uma combinação de vários altifalantes. Também pode desactivar completamente a simulação de
altifalantes (“-”).
s
D: Com esta tecla selecciona a função REVERB. Com ajuda das teclas de cursor pode carregar
adicionalmente um dos três tipos de reverberação no processador de efeitos. No capítulo 5 pode encontrar
mais informações.
s
E: Aqui activa a função NOISE GATE. Ao premir as teclas com setas altera a intensidade do sistema
de redução de ruído.
9
Quando um efeito é seleccionado através de
, a sua quota-parte no som global pode ser ajustada
com este regulador EFFECTS. Se foi seleccionado o efeito “Compressor”, o regulador EFFECTS ajusta
a intensidade do compressor. Não são introduzidos quaisquer efeitos, se rodar o regulador para a
esquerda e não se verificarem LEDs luminosos. Também se chama a isto um Effekt-Bypass.
Com a tecla TAP premida, o regulador EFFECTS permite ajustar um segundo parâmetro de
efeitos (ver capítulo 5).
Este regulador permite seleccionar um efeito ou uma combinação de efeitos. Este regulador rotativo
também tem um circulo de 16 LED. A cada LED está atribuido um efeito.
+
10
11
+
4
Com o regulador REVERB pode aplicar ao seu som global o grau de ressonância pretendido. Se rodar
o regulador para o lado esquerdo até todos os LED ficarem apagados, a reverberação é desactivada.
Em contrapartida, se rodar o regulador para o lado direito até que o último LED fique iluminado, o sinal
original é emitido na sua plenitude.
Os círculos de luzes em volta dos reguladores VOLUME, BASS, MID, TREBLE, GANHO, EFEITOS
e REVERB possuem 9 LED cada. Em cada circulo ilumina-se um LED isolado ou dois LED
vizinhos. Isto acontece quando o regulador se encontra numa posição intermédia. Desta forma
podem ser indicadas 17 posições.
1. INTRODUÇÃO
V-AMP 2
12
A tecla TAP realiza 5 funções:
s
“Tap”: Ao ritmo de uma peça musical toque na tecla TAP e o efeito seleccionado ajusta-se
automaticamente à respectiva velocidade.
s
“Presence”: Se mantiver a tecla TAP premida pode alterar, através do regulador TREBLE, o ajuste
PRESENCE da simulação de amplificação.
s
“2nd parameter”: Consegue chegar igualmente ao segundo parâmetro de efeitos, ajustado através do
regulador EFFECTS, mantendo a tecla TAP premida (ver Tab. 5.1).
s
“Simulações de amplificação 17 - 32”: Para seleccionar as simulações de amplificação 17 - 32
(marcação no aparelho: cinzenta) mantenha premida a tecla TAP e só depois faça a sua escolha
através do regulador AMPS.
s
“MIDI Thru”: Caso tenha seleccionado a função MIDI no modo EDIT através da tecla A e se, de
seguida, premir a tecla TAP, a tomada MIDI Out é comutada para MIDI Thru.
13
A tecla TUNER serve para ligar o aparelho de voz. Além disso também pode utilizar esta tecla para sair
do modo EDIT.
14
As duas teclas com setas servem para seleccionar o próximo banco (BANK DOWN e BANK UP). Se
as premir prolongadamente passa rapidamente os bancos. Se premir estas duas teclas ao mesmo
tempo liga o modo EDIT. Se premir depois uma das teclas A - E (
), as teclas de cursor servem para
ajustar os respectivos parâmetros.
15
O DISPLAY indica-lhe o banco Preset seleccionado e fornece-lhe informações sobre as suas alterações
quando fizer a edição. Em modo TUNER o DISPLAY indica a sintonização do instrumento conectado.
Quando seleccionar as simulações de amplificação 17 - 32 ilumina-se um LED no canto inferior esquerdo
do DISPLAY.
1.2.2 Ligações na parte lateral do V-AMP 2
Fig. 1.2: Ligações na parte lateral do V-AMP 2
16
Deve ligar à tomada FOOTSWITCH a ficha jack stereo do interruptor de pé FS112V. Deste modo tem
a possibilidade de comutar os presets dentro de um banco. Se premir a tecla DOWN-Taster do interruptor
de pé durante mais de 2 segundos o tuner é activado. Também pode desactivar o tuner com a mesma tecla.
17
O V-AMP 2 dispõe de entradas e saídas MIDI. Pode ligar aqui um pedal MIDI, por exemplo o
MIDI FOOT CONTROLLER FCB1010 da BEHRINGER. A tomada MIDI OUT pode ser comutada para
THRU (consulte
A).
+
Tenha atenção para que a função MIDI THRU esteja desligada no caso de pretender operar o
V-AMP 2 através do editor de PC V-AMP Design.
18
Através da ligação AC IN liga o cabo de alimentação fornecido em conjunto.
19
Nas saídas jack LINE OUT pode interceptar o sinal audio do V-AMP 2 em stereo, para o gravar por
exemplo.
1. INTRODUÇÃO
5
V-AMP 2
+
Pode ligar as saídas LINE OUT tanto com fichas jack simétricas como com assimétricas. Utilize
a saída Line esquerda do V-AMP 2 para ligar o sinal audio e um amplificador de guitarra com
entrada mono. Por favor tenha em atenção, que depois o sinal do processador multiefeitos
não pode ser interceptado em stereo.
20
Através do regulador AUX LEVEL define o volume de som do sinal carregado na entrada AUX IN.
21
A entrada jack AUX IN permite alimentar um sinal stereo suplementar no V-AMP 2. Deste modo pode,
por exemplo, tocar em simultâneo com um computador de drum ou um Playback.
22
Através da tomada PHONES pode ouvir o sinal áudio com uns auscultadores comuns.
+
23
Quando liga os auscultadores ao V-AMP 2 ele activa automaticamente o modo Studio 1 (S1).
Ao utilizar auscultadores e não proceder à selecção de um tipo de auscultadores, o V-AMP 2
também selecciona automaticamente a simulação de auscultadores.
O conector designado por INPUT é a entrada jack de 6,3 mm do V-AMP 2, à qual pode ligar a sua
guitarra. Utilize para isso um cabo jack mono comum de 6,3 mm.
2. EXEMPLOS DE UTILIZAÇÃO / MODOS DE FUNCIONAMENTO
(CONFIGURAÇÃO)
Para adaptar o V-AMP 2 de forma adequada às várias situações em estúdio ou ao vivo, tem possibilidade de
escolher entre cinco modos de funcionamento (CONFIGURAÇÃO). Independentemente dos ajustes efectuados
no aparelho, estes modos de funcionamento definem como é que o sinal de saída do V-AMP 2 é interceptado.
Neste caso os sinais de saída esquerdo e direito podem ser utilizados de formas diferentes. A seguinte tabela
elucida melhor como pode interceptar o sinal na saída do V-AMP 2, optando ou não pela simulação Speaker,
ou seja, pelo ajuste sonoro. Além disso o sinal de efeitos da saída não precisa necessariamente de ser
idêntico em ambos os lados:
0RGRGHIXQ
FLRQDPHQWR
&DUDFWHUtVWLFD
/,1(287/
/,1(2875
Studio 1 (S1)
0RGR6WHUHR com efeitos seleccionados e
simulações de altifalantes.
'LUHLWR
(VTXHUGR
Studio 2 (S2)
(sinal seco, só com
compressor e Auto Wah).
V V-AMP 2 ligado com um amplificador de guitarra com
entrada stereo. O EQ suplementar (Regulador BASS,
MID e TREBLE) permite adaptar correctamente o som ao
amplificador. A definição de som do seu Preset não está
dependente do EQ suplementar.
V Também aqui pode ser utilizado o V-AMP 2 ligado a um
+ suplem. EQ de 3 bandas,
mas VHP simulação Cabinet.
(VTXHUGR
Live 3 (L3)
o meio de gravação. A saída direita serve apenas para
auscultar (com efeito). Vantagem: durante a gravação
ainda não é necessário definir qual o efeito que é utilizado
no Mix, apesar de se utilizarem efeitos.
+ suplem. EQ de 3 bandas,
(ajustar em modo CONFIGURAÇÃO).
0RGR6WHUHR
Live 2 (L2)
V V-AMP 2 como amplificador de ensaio, p. ex., em modo
de auscultadores.
V Situação de gravação (o V-AMP 2 é ligado com o canal
Stereo-Line da mesa de mistura).
V Situação de gravação, sendo a saída esquerda ligada com
(com efeitos de
modulação, delay e
reverberação).
0RGR6WHUHR
Live 1 (L1)
([HPSORVGH8WLOL]DomR
+ suplem. EQ 3 bandas
FRP efeitos de
modulação, delay e
reverberação, mas sem
simulação Cabinet.
'LUHLWR
FRPCabinet eFRP
efeitos de modulação,
delay e reverberação,
masVHPsuplem.
EQ de 3 bandas.
V
amplificador de guitarra com entrada stereo. O EQ suplem.
(Regulador BASS, MID e TREBLE) permite adaptar o som
correctamente ao amplificador. Mas como não há
simulação Cabinet activa, é o amplificador de guitarra
que determina o som de altifalante.
V-AMP 2 como amplificador de palco, sendo a saída
esquerda ligada à entrada Line do amplificador de monitor.
O EQ suplem. (Regulador BASS, MID e TREBLE) permite
adaptar o som correctamente ao amplificador de monitor. A
saída direita é ligada à mesa de mistura ou eventualmente
stagebox como DI Out e utilizada para o mix de sala ou
F.O.H.
Tab. 2.1: Modos de operação do V-AMP 2 com exemplos de utilização
+
6
Nos modos de funcionamento L1, L2 e L3 é ajustado o EQ (Equalizador) de 3 bandas através
dos reguladores BASS, MID e TREBLE. Dado que este EQ trabalha de forma global, não
influencia os ajustes efectuados pelos três reguladores para a programação Preset.
2. EXEMPLOS DE UTILIZAÇÃO / MODOS DE FUNCIONAMENTO (CONFIGURAÇÃO)
+
2.1
V-AMP 2
Quando liga os auscultadores o V-AMP 2 faz a comutação automática para o modo de
funcionamento S1.
Selecção de um modo de funcionamento em modo CONFIGURAÇÃO
O V-AMP 2 vem ajustado de fábrica para o modo de funcionamento Studio 1 (S1). Para alterar o modo de
funcionamento, tem de mudar para o modo CONFIGURAÇÃO. Para isso é necessário premir as teclas B e D
ao mesmo tempo. As teclas de cursor permitem-lhe comutar entre os vários modos de funcionamento. Para
sair novamente deste modo deve premir TUNER.
+
Nas versões integrais em inglês e alemão encontra gráficos sobre as possibilidades de ligação
do V-AMP 2.
3. PRESETS (PRÉ-DEFINIÇÕES) DO V-AMP 2
O V-AMP 2 dispõem de 125 presets alteráveis, distribuidos por 25 bancos. Assim cada banco possui 5 preset
e cada preset é composto por cinco “componentes” no máximo:
s da simulação de um amplificador,
s do som base ajustado do amplificador (depende da posição dos reguladores
a
),
s da edição no modo EDIT (Função Drive, Speaker-Simulation, Reverb, Noise Gate),
s da selecção de um efeito e
s (só controlado através de MIDI): do efeito Wah Wah.
Em anexo a este manual de instruções encontra um quadro geral de todos os Presets do V-AMP 2.
3.1
Chamada de Presets
Depois de ligar o aparelho é carregado automaticamente o preset utilizado da última vez. Pode aceder a um
preset do mesmo banco se premir um das teclas A - E. As duas teclas com setas (BANK UP e BANK DOWN)
permitem mudar o banco. O mostrador do V-AMP 2 indica sempre, qual o banco que foi seleccionado. Depois
de mudar o banco, o preset só é chamado ao premir uma das teclas A - E. As teclas LED iluminadas
permitem-lhe verificar quais os Preset do respectivo banco que estão activos no momento.
3.2
Editar Presets
Com o V-AMP 2 é muito fácil e rápido proceder à edição de Presets. Depois de chamar um Preset pode iniciar
a sua edição. Será mais lógico começar por seleccionar o modelo Amp desejado, accionando o regulador
rotativo AMPS. O LED da tecla Preset pisca (p. ex., D) e sinaliza que foram efectuadas alterações.
Altere agora os ajustes dos reguladores VOLUME, BASS, MID, TREBLE e GAIN conforme desejar. Depois de
seleccionar o efeito pretendido, pode ajustar a quota-parte deste efeito no som global, através do regulador
EFFECTS. Depois deve mudar para o modo EDIT, premindo as teclas de cursor ao mesmo tempo. Se activar
com as teclas B - E as respectivas funções DRIVE, CABINETS, REVERB e NOISE GATE e fizer depois a
edição com ajuda das teclas de cursor, o Display indica o valor do respectivo parâmetro. Para sair novamente
do modo EDIT, deve premir brevemente as teclas TAP ou TUNER.
Pode accionar o regulador TREBLE com a tecla TAP premida, para acentuar ou diminuir (PRESENCE) um
filtro suplementar no campo de frequências superior. Isto simula, em função das frequências, o feedback
inverso de amplificadores de tubos.
+
Com excepção do compressor e do Auto Wah, todos os parâmetros dos efeitos internos baseiamse na velocidade. Por exemplo, deseja regular o respectivo efeito pelo tempo do seu playback:
Toque duas vezes na tecla TAP e o tempo do efeito ajusta-se ao tempo do seu material
musical.
3. PRESETS (PRÉ-DEFINIÇÕES) DO V-AMP 2
7
V-AMP 2
3.3 Memorização de Presets
Para memorizar a sua edição premiu a tecla preset desejada durante aproximadamente 2 segundos e sobrepõe
assim o preset (o LED da tecla ilumina-se).
+
Evidentemente que não tem de memorizar a sua edição no local de memória do Preset
seleccionado originalmente. Caso pretenda seleccionar outro local de memória, pode fazê-lo
premindo as teclas de cursor (BANK UP e BANK DOWN) e seleccionar assim o respectivo
banco Preset. Depois pode memorizar as suas alterações, premindo a tecla Preset desejada
durante aproximadamente dois segundos. Deste modo é possível, p. ex., editar um Preset
originalmente seleccionado do banco cinco e do local de memória D para o memorizar de
seguida no banco seis e no local de memória A.
3.4 Rejeitar uma Edição / Recuperar um Preset Individual Definido de Fábrica
Caso tenha efectuado alterações num Preset e verificar depois, que a edição não lhe agrada, pode evidentemente
rejeitá-la. Partimos do princípio de que seleccionou o Preset C e depois editou-o (as teclas LED piscam), mas
agora pretende voltar à configuração inicial: Seleccione brevemente um outro Preset. Quando chamar o Preset
da próxima vez as edições temporárias encontram-se rejeitadas. Mas se, após a edição, premir ambas as
teclas de cursor até aparecer no Display “Pr”, vai buscar novamente o Preset original, que estava memorizado
neste local. Necessitará apenas de o memorizar novamente, premindo a respectiva tecla preset durante
aproximadamente dois segundos.
3.5 Recuperar Todos os Presets Definidos de Fábrica
Todos os presets memorizados de fábrica podem ser novamente recuperados: Mantenha as teclas D e E
premidas e ligue só depois o V-AMP 2. No mostrador aparece “CL”. Solte agora ambas as teclas e prima
ambas as teclas com setas ao mesmo tempo. Deste modo todas as memorizações efectuadas pelo próprio
são sobrescritas e os presets originais recuperados.
4. SIMULAÇÃO AMP-/SPEAKER
Um dos pontos máximos do seu V-AMP 2 é a simulação Amp-/Speaker. Os 32 modelos de simulação podem
facilitar significativamente o trabalho em estúdio, dado que se contorna desta forma a saída do amplificador
com um microfone. Além disso tem toda a liberdade para configurar o som do respectivo Amp conforme
desejar e ligar virtualmente um dos 15 simuladores Speaker (“Cabinets”). Por fim, tem ainda a possibilidade de
seleccionar um efeito digital bem como um tipo de reverberação para o seu Amp virtual.
Quando liga o V-AMP 2, é carregado automaticamente o último Preset acedido. A coroa LED no regulador
rotativo AMPS indica qual o Amp que foi seleccionado: O respectivo LED fica iluminado. Pode seleccionar
outro Amp se rodar o regulador. Utilize o regulador VOLUME, BASS, MID, TREBLE e GAIN, para alterar o
som base do amplificador. Se mantiver a tecla TAP premida e rodar o regulador TREBLE consegue acentuar
ou diminuir um filtro PRESENCE suplementar no campo de frequências superior (ver
).
+
8
Quando selecciona uma simulação Amp, é activada automaticamente uma simulação Speaker
adequada. De outro modo, a autenticidade do som poderia ser influenciada por um Cabinet
inadequado – especialmente quando utiliza auscultadores. De acordo com a sua sensibilidade
pode evidentemente atribuir outros Cabinets às simulações Amp ou desligar completamente
a simulação de altifalantes (“-”).
4. SIMULAÇÃO AMP/SPEAKER
V-AMP 2
$PSV
EUDQFR
6LPXODomR&DELQHW
3UHGHILQLomR
$PSV
FLQ]D
6LPXODomR&DELQHW
3UHGHILQLomR
AMERICAN BLUES
[9,17$*(%$66
AND DELUXE
[9,17$*(%$66
MODERN CLASS A
[86&/$66$
CUSTOM CLASS A
[86&/$66$
TWEED COMBO
[9,17$*(7:(('
SMALL COMBO
[9,17$*(7:(('
CLASSIC CLEAN
[7:,1&20%2
BLACK TWIN
[7:,1&20%2
BRIT. BLUES
[9,17$*(
AND CUSTOM
[9,17$*(
BRIT. CLASS A
[%5,7
NON TOP BOOST
[%5,7
BRIT. CLASSIC
[9,17$*(
CLASSIC 50 W
[67$1'$5'
BRIT. HI GAIN
[9,17$*(
BRIT. CLASS A 15 W
[%5,7
RECTIFIED HI GAIN
[9$03&86720
RECTIFIED HEAD
[9$03&86720
MODERN HI GAIN
[9$03&86720
SAVAGE BEAST
[67$1'$5'
FUZZ BOX
[2))$;,6
CUSTOM HI GAIN
[9$03&86720
ULTIMATE V-AMP
[9$03&86720
ULTIMATE PLUS
[9$03&86720
DRIVE V-AMP
[9$03&86720
CALIF. DRIVE
[0,'&20%2
CRUNCH V-AMP
[9$03&86720
CUSTOM DRIVE
[%/$&.)$&(
CLEAN V-AMP
[9$03&86720
6HPVLPXODomR&DELQHWSDUD
XWLOL]DomRGHFDQWR
CALIF. CLEAN
[0,'&20%2
CUSTOM CLEAN
[%/$&.)$&(
TUBE PREAMP
Tab. 4.1: Combinação de Amps e Cabinets
5. PROCESSADOR DE EFEITOS / EFEITOS DE REVERBERAÇÃO
RLW
IH(
ž
1
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
(IHLWR
5HJXODGRU
())(&76
5HJXODGRU
())(&76
FRPWHFOD7$3
SUHPLGD
7HFOD7$3
ECHO
DELAY
PING PONG
PHASER/DELAY
FLANGER/DELAY 1
FLANGER/DELAY 2
CHORUS/DELAY 1
CHORUS/DELAY 2
CHORUS/COMPRESSOR
COMPRESSOR
AUTO WAH
PHASER
CHORUS
FLANGER
TREMOLO
ROTARY
Mix
Mix
Mix
Delay Mix
Delay Mix
Delay Mix
Delay Mix
Delay Mix
Sense
Sense
Depth
Mix
Mix
Mix
Mix
Mix
Feedback
Feedback
Feedback
Mod. Mix
Mod. Mix
Mod. Mix
Mod. Mix
Mod. Mix
Mod. Mix
Attack
Speed
Feedback
Depth
Feedback
Depth
Delay Time
Delay Time
Delay Time
Delay Time
Delay Time
Delay Time
Delay Time
Delay Time
Modulation Speed
Modulation Speed
Modulation Speed
Modulation Speed
Modulation Speed
Modulation Speed
Tab. 5.1: Efeitos do V-AMP 2
Os efeitos do V-AMP 2 podem ser alterados em três parâmetros: Rodando o regulador EFFECTS, rodando o
regulador EFFECTS com a tecla TAP premida e premindo somente a tecla TAP ao ritmo da música. O efeito
de reverberação do V-AMP 2 pode ser misturado independentemente do processador de efeitos. Para isso
deve activar o modo EDIT, premindo a tecla D da função REVERB e seleccionar com a ajuda das teclas de
cursor um tipo de reverberação. Tem à sua disposição um total de nove tipos de reverberação diferentes:
5. PROCESSADOR DE EFEITOS / EFEITOS DE REVERBERAÇÃO
9
5HYHUEQž
V-AMP 2
7LSR
UHYHUEHUDomR
&DUDFWHUtVWLFD
1
2
3
4
Tiny Room
Small Room
Medium Room
Large Room
Simulações de espaço clássicas em
diferentes dimensões (desde a casa de
banho até à catedral).
5
Ultra Room
6
7
8
9
Small Spring
Medium Spring
Short Ambience
Long Ambience
Efeito especial, que faz dos sinais de
guitarra verdadeiros sons ambiente.
Simulações de ressonância
de efeito mola típicas.
O efeito ambience simula as primeiras
reflexões de um espaço sem ressonância.
Tab. 5.2: Os efeitos de reverberação diferentes do V-AMP 2
6. TUNER
O Tuner cromático tem a capacidade de reconhecer a frequência dos tons base de guitarra correntes. Para a
corda La isto significa uma frequência de 220 Hz. Se tocar uma corda vazia da sua guitarra é indicado o tom
no Display. O Tuner também reconhece meios-tons. Estes são assinalados no Display através de um “b”.
Quando um tom se desvia um pouco do tom ideal, é assinalado na margem inferior do Display com o piscar de
pelo menos uma das teclas de cursor com LED. Em casos especiais também se podem iluminar dois LEDs.
Isto acontece sempre quando o tom se insere nas diferenças assinaladas pelos vários LED. Quando o LED
intermédio do tuner se ilumina significa que o tom está afinado.
O tom de referência “La” do V-AMP 2 foi definido de fábrica em 440 Hz. Caso pretenda realizar uma actividade
musical com uma grande orquestra, que afina o “Tom de câmara La” para 444 Hz, necessita de uma função,
através da qual possa ser alterado o tom de referência “La” . Esta função é activada da seguinte maneira:
Prima a tecla TUNER para ligar o Tuner e depois mude para o modo EDIT, premindo ambas as teclas de
cursor: O Display indica “40”, que significa 440 Hz. Ao premir as teclas de cursor pode ajustar o tom de
referência “La” para respectivamente 15 Hz para baixo ou para cima. Saia do modo EDIT, premindo a tecla
TUNER ou TAP.
7. RECEBER/ENVIAR DADOS MIDI-SYSEX
MIDI IN: Serve para receber os dados de comando MIDI. O canal de recepção é regulado no modo EDIT,
premindo a tecla A e activando posteriormente as teclas com setas. MIDI OUT/THRU: Através de MIDI OUT
pode transmitir dados a um computador ou quaisquer outros aparelhos conectados. São transmitidos dados
preset, bem como outras alterações de parâmetros. (MIDI THRU): Com esta regulação o V-AMP 2 não envia
quaisquer informações MIDI próprias, mas transmite apenas os sinais existentes junto a MIDI IN.
O V-AMP 2 pode receber um SysEx-Dump de outro aparelho MIDI, logo que esteja activada a função MIDI
(tecla A) no modo EDIT. Deste modo os Presets do V-AMP 2 são todos sobrepostos automaticamente.
Também pode enviar a partir do V-AMP 2 dados MIDI para outro aparelho (Total Dump), basta manter premida
a tecla MIDI em modo EDIT até aparecer “d” no Display. No caso de um Total Dump é possível, p. ex.,
transmitir o conteúdo de memória completo do V-AMP 2 para um MIDI-Sequencer, onde pode ser memorizado.
Também pode enviar um Preset seleccionado para outro aparelho: Para isso mude para o modo EDIT, premindo
ambas as teclas de cursor ao mesmo tempo, active a função MIDI e toque brevemente na tecla MIDI. As
informações Preset situam-se primeiramente no Temp Buffer e podem ser atribuídas a um Preset qualquer
através da função de memorização.
10
7. RECEBER/ENVIAR DADOS MIDI-SYSEX
V-AMP 2
8. LIGAÇÕES DE AUDIO
+
Ter impreterivelmente em conta que a instalação e a operação do aparelho apenas sejam
efectuadas por pessoal especializado. Durante e após a instalação deve assegurar-se uma
ligação à terra suficiente das pessoas que trabalham com o aparelho, caso contrário, é possível
que devido a descargas electrostáticas ou outros, as características de funcionamento sejam
prejudicadas.
Fig 8.1: Os diversos tipos de fichas em comparação
Fig. 8.2: Cablagem de uma ficha Jack para auscultadores stereo
8. LIGAÇÕES DE AUDIO
11
V-AMP 2
9. DADOS TÉCNICOS
ENTRADAS AUDIO
Entrada de guitarra
Impedância de entrada
Entradas Aux In
Impedância de entrada
Tomada jack mono de 6,3 mm assimétrica
aprox. 1 MΩ
Tomada jack stereo de 6,3 mm simétrica
aprox. 50 kΩ
SAÍDAS AUDIO
Saídas Line Out
Impedância de saída
Proporção Sinal-a-Ruído
Ligação de auscultadores
Tomada jack stereo de 6,3 mm simétrica
aprox. 2 kΩ
90 dB @ preamp bypass
Tomada jack stereo de 6,3 mm
INTERFACE MIDI
Tipo
Conectores DIN de 5 pinos IN / OUT
PROCESSAMENTO DIGITAL
Transformador
Taxa de exploração
DSP
Delay Time
24-Bit Sigma-Delta, oversampling 64/128
31,250 kHz
100 Mips
máx. 1933 ms
MOSTRADOR
Tipo
Indicação LED numérica de 2 posições
ALIMENTAÇÃO
Consumo
13 W
DIMENSÕES / PESO
Dimensões (A x L x P)
Peso
aprox. 2 1/2" (63 mm) x 9 1/4" (236 mm) x 7 1/8" (180 mm)
aprox. 1,2 kg
É preocupação constante da empresa BEHRINGER assegurar o maior nível de qualidade. As modificações necessárias são
efectuadas sem aviso prévio. Por conseguinte, os dados técnicos e a aparência do aparelho podem ser diferentes das indicações
e das figuras do manual.
12
9. DADOS TÉCNICOS
Was this manual useful for you? yes no
Thank you for your participation!

* Your assessment is very important for improving the work of artificial intelligence, which forms the content of this project

Download PDF

advertising