ACORDO DE QUALIDADE ASSEGURADA AUTOMOTIVA

ACORDO DE QUALIDADE ASSEGURADA AUTOMOTIVA
ACORDO DE QUALIDADE ASSEGURADA
AUTOMOTIVA
1. Prefácio
O presente acordo de qualidade assegurada (QSV) define as exigências de qualidade para os fornecedores da REHAU. Assim, o
acordo de qualidade assegurada REHAU QSV é a norma que garante a qualidade de produtos adquiridos de terceiros. Tomando
como objetivo o princípio de zero erros na cadeia de fornecedores, são definidas as interfaces básicas, as definições, as tarefas
resultantes, assim como os reflexos das normas, leis e exigências para clientes finais da REHAU.
Alterações para casos específicos ou complementos do acordo REHAU QSV poderão ser realizados em comum acordo entre a
REHAU e o fornecedor.
2. Sistema de gestão de qualidade
O fornecedor obriga-se a manter um sistema de gestão de qualidade, certificado de acordo com a ISO 9001 e conforme as
exigências da ISO / TS 16949 em sua respectiva versão mais recente.
Se um certificado ISO 9001 não for preservado ou for perdido, o fornecedor deverá informar imediatamente a REHAU.
No caso de fusões, aquisições, apropriações e medidas semelhantes, que poderão possivelmente ter efeito para a estrutura da
empresa ou suas operações, o fornecedor deverá realizar uma verificação do sistema de gestão de qualidade, informando a
REHAU imediatamente sobre o conteúdo e o resultado da verificação.
3. Auditoria / verificação do sistema de gestão de qualidade
O fornecedor permitirá que a REHAU realize auditorias. A REHAU reserva-se o direito de realizar medidas de auditoria mesmo no
caso de comprovantes de terceiros já existentes. Para isso, o fornecedor disponibiliza todos os documentos / dados necessários,
permitindo o acesso às áreas relevantes para a REHAU.
Medidas de auditoria e a avaliação são realizadas preferencialmente com base nas definições da VDA (por exemplo, auditoria de
processo VDA 6.3) em combinação com a ISO / TS 16949. Quando necessário, medidas de melhorias com responsabilidades e
metas serão acordadas com o fornecedor. A eficiência das correções é monitorada em auditorias subsequentes, quando
necessário.
4. Avaliação de fornecedores / acordo de meta
O fornecedor obriga-se a prestar o serviço livre de defeitos (meta de zero erros). Se não houver acordos de metas específicos (por
exemplo, na condição técnica de fornecimento para as compras, no acordo marco TLE, normas na gestão de startup), é
considerada a meta zero ppm.
Um acordo específico sobre valores ppm não implica em um nível de qualidade aceito pela REHAU. O acordo de metas e medidas
de qualidade não reduz a responsabilidade civil do fornecedor no caso de direitos de garantia e ressarcimento de danos por
defeitos no fornecimento. Fornecimentos / serviços incorretos não são aceitos pela REHAU e deverão ser custeados pelo
fornecedor.
O fornecimento constante é parte da avaliação de fornecedores da REHAU. Na concessão e prorrogação de contratos a REHAU
dará prioridade aos fornecedores avaliados pela REHAU como fornecedores com boa capacidade de fornecimento.
No caso de metas de qualidade acordadas entre a REHAU e o fornecedor (por exemplo, targets ppm) estas são delegadas para
uma instância mais alta se a meta não for cumprida. O fornecedor é, portanto, obrigado a apresentar um plano de ação com
medidas corretivas para a estabilização do fornecimento e a melhoria constante do desempenho para a REHAU e também
acordando os passos posteriores com a REHAU.
5. Concessão de contratos a terceiros / gestão de subfornecedores
Se houver concessão de contratos a terceiros, o fornecedor fica obrigado a transferir as condições definidas para garantia de
qualidade de forma adequada aos subfornecedores e conferir comprovadamente a observação das definições. Aqui faz parte a
7019PT 05.13
Página 1 de 4
ACORDO DE QUALIDADE ASSEGURADA
AUTOMOTIVA
apresentação dos fornecedores à REHAU, a transferência das exigências específicas dos clientes (REHAU e clientes finais),
rastreabilidade plena de dados e documentos, assim como outras exigências necessárias a critério do fornecedor.
Em caso de necessidade e em comum acordo com o fornecedor a REHAU pode consultar os documentos de teste de
subfornecedores e realizar auditorias nos subfornecedores (caso se aplique com o cliente final).
Se o fornecedor objetivar a troca de subfornecedores, a REHAU deverá ser informada previamente para combinar o processo de
amostragem e liberação.
6. Sustentabilidade, meio-ambiente e segurança
O fornecedor garante a observação de todas as disposições legais aplicáveis para a segurança de trabalho e proteção ambiental na
fabricação e no manuseio dos produtos / serviços contratados. Isso se refere aos materiais, instalações, equipamentos, locais de
trabalho, organização de almoxarifado e serviços de transporte necessários.
Aqui deve-se garantir um manuseio responsável dos recursos naturais. Medidas para aumentar a salubridade nos locais de trabalho
deverão ser apoiadas.
7. Norma para veículos velhos / IMDS
No caso de produtos destinados aos membros da UE o fornecedor confirma a observação da Diretriz 2000/53/EG (Norma para
veículos velhos UE) e as normas relevantes da UE, especialmente a 67/548/EWG, 2002/525EG, assim como a R76/769EWG e
2003/11/EG.
Todos os dados sobre a composição dos produtos fornecidos deverão constar no IMDS (www.mdsystem.com) em REHAU AG +
Co, ID da empresa 210. O objetivo é um registro IMDS aceito pela REHAU o mais tardar 4 semanas antes da data de amostra
acordada.
Possíveis disposições nacionais válidas além das Diretrizes UE deverão ser observadas pelo fornecedor e as definições sobre a
troca de dados necessária deverão ser combinadas com a REHAU conforme o caso.
8. Testes de qualidade / medição, análise e melhoria
O fornecedor obriga-se realizar os testes de qualidade para a colocar em prática e observar a especificação acordada nas
respectivas definições, comprovando esta mediante a documentação / condução de dados adequada (por exemplo, plano de
teste, protocolos de teste).
Mediante solicitação, os planos de teste e os processos estatísticos aplicados como, por exemplo, análises de capacidade deverão
ser fornecidas pelo fornecedor e possivelmente acordadas com a REHAU (veja também processo de amostragem).
A produção deverá ser monitorada durante o processo. Se não forem informadas características específicas sobre a regulagem
estatística do processo e os respectivos valores limite de viabilidade por parte da REHAU (por exemplo, no desenho, TLE), o
fornecedor responde pela definição e avaliação e características de produto e parâmetros de processo especiais e importantes
para o uso conforme as disposições.
A qualidade do produto deverá ser certificada mediante solicitação. Características exigidas, comprovantes necessários e tipo da
disponibilização (por exemplo, anexo de certificados / comprovantes de teste para cada lote / fornecimento) são definidos pela
REHAU na TLE.
O fornecedor responsabiliza-se por garantir um arquivamento adequado e a rastreabilidade da documentação relevante (registros
de produção e qualidade). O prazo mínimo de arquivamento é de 5 anos.
No caso de produtos com a classificação de risco REHAU (conforme TLE), o prazo de arquivamento é de 15 anos após o último
pedido da REHAU.
A REHAU deverá poder consultar a documentação relevante mediante solicitação.
7019PT 05.13
Página 2 de 4
ACORDO DE QUALIDADE ASSEGURADA
AUTOMOTIVA
9. Desenvolvimento / amostragem
No caso de contratos de desenvolvimento o fornecedor responsabiliza-se em utilizar métodos fundamentados (entre outros gestão
de projetos definida, planos de marcos, os mecanismos de monitoramento aplicáveis). O respectivo progresso de desenvolvimento
deverá ser informado à REHAU. A REHAU reserva-se o direito de realizar uma verificação / aprovação do desenvolvimento,
inclusive na empresa do fornecedor.
O processo formal de amostragem serve para a verificação técnica de graus de amadurecimento e como comprovante de
adequação de produtos adquiridos / serviços a serem prestados.
Com base nas especificações de produto e processo deve-se realizar antes do início do fornecimento em série uma apresentação
da amostra à REHAU.
A base da amostragem são definições conforme a VDA 2 ou processos PPAP. Eventuais processos de amostragem alternativos
ou alterações no processo de amostragem são informados pela REHAU e combinados com o fornecedor.
Os lotes / embalagens com as respectivas identificações sobre o fornecimento, processamento e rastreabilidade conforme os
critérios de qualidade são sugeridos pelo fornecedor e apresentados à REHAU, se não forem definidas especificamente pela
REHAU. A coordenação e liberação da identificação de produto e lote são realizados no âmbito do planejamento de testes e
processo de amostragem.
Peças, semi-acabados e sua embalagem deverão ser identificadas com a informação da geração conforme a vida útil da peça da
REHAU (REHAU Dr.nº 7600).
Até a liberação final da amostra (Nota 1) pela REHAU, cada fornecimento deverá ser acompanhado de uma impressão da vida útil
atual da peça.
Um respectivo modelo do formato pode ser solicitado à REHAU em caso de necessidade.
Outras coordenações e liberação são realizados no âmbito do planejamento e do teste e processo de amostragem.
Os escopos do teste (características, número de amostras, limites de capacidade e outros) deverão ser definidos pelo fornecedor
sob sua própria responsabilidade. Em casos individuais (por exemplo, produtos de maior risco) os escopos de teste podem ser
definidos pela REHAU (por exemplo, na TLE). Os testes que acompanham a produção em série deverão ser adequados para
comprovar a qualquer momento a conformidade dos produtos com as especificações.
No mais, o fornecedor obriga-se a realizar periodicamente, salvo disposição contrária na TLE anualmente, uma avaliação de
requalificação (teste de medição e função completo com base nas respectivas definições /especificações) dos produtos
contratados.
O resultado do teste de requalificação é informado pelo fornecedor mediante solicitação da REHAU analogamente à apresentação
da primeira amostragem.
Qualquer tipo de alteração em componentes, processo e local de fabricação, que possa influenciar a especificação acordada ou a
qualidade do produto, deverá ser indicada em uma nova amostragem. A realização e o escopo de novas amostragens deverá ser
combinada previamente com a REHAU.
Mediante solicitação da REHAU o fornecedor disponibiliza documentos comprobatórios do plano de teste.
O fornecimento em série só pode ser realizado após liberação por escrito da REHAU.
10. Rastreabilidade, embalagem
A identificação de produto e lote, inclusive etiquetagem, constam nas especificações (por exemplo, desenho, TLE).
Se conforme a avaliação do fornecedor houver necessidade de dados complementares sobre a rastreabilidade / limitação de
eventuais lotes de produção e fornecimento incorretos, o fornecedor esclarecerá o fato com a REHAU.
7019PT 05.13
Página 3 de 4
ACORDO DE QUALIDADE ASSEGURADA
AUTOMOTIVA
Alterações planejadas pelo fornecedor em relação às especificações acordadas deverão ser previamente discutidas e combinadas
com a REHAU (veja também amostragem)
11. Controles de entrada de mercadorias na REHAU
A responsabilidade por um fornecimento incorreto é do fornecedor. Por isso, a REHAU está empenhada em minimizar o serviço na
entrada de mercadorias. Salvo acordo contrário, os controles de entrada de mercadoria na REHAU implicam somente em teste de
identificação e quantidade, assim como danos de transporte e embalagem que possam ser reconhecidos externamente. A REHAU
não tem outras obrigações de teste.
Os resultados do teste de entrada de mercadoria e o serviço de fornecimento influencia a avaliação de fornecedores da REHAU
(veja acima).
12. Divergências de qualidade
Se forem constatadas divergências de qualidade pelo fornecedor ou se estas forem suspeitadas em produtos já fornecidos /
serviços prestados, a REHAU deverá ser informada imediatamente e o procedimento posterior deverá ser combinado com a
REHAU para minimizar danos subsequentes.
13. Reclamações
Se houver reclamações sobre os produtos fornecidos / serviços prestados por parte da REHAU, o fornecedor deverá entregar
imediatamente, o mais tardar dentro de 24 horas, um primeiro posicionamento à REHAU. O mais tardar após três dias úteis o
fornecedor deverá fornecer um relatório intermediário em forma de um relatório 8D na REHAU.
Se não houver acordo contrário em caso individual, o fornecedor disponibilizará à REHAU o mais tardar duas semanas após a
entrada da reclamação um relatório 8D complementar / conclusivo.
A REHAU reserva-se o direito de realizar medidas emergenciais se o fornecedor não observar os prazos para posicionamento por
escrito (por exemplo, separação ou retorno da mercadoria reclamada) mesmo sem a sua aprovação expressa, para minimizar
possíveis danos posteriores (por exemplo, parada da linha / parada de produção no OEM ou na REHAU).
O fornecedor avalia a eficiência das correções realizadas para excluir reclamações de repetição realizando um aviso formal de
conclusão na REHAU para o processamento 8D. Em casos individuais a REHAU reserva-se o direito de verificar a eficiência das
correções comunicadas ao fornecedor no local.
14. Serviço de qualidade
Se os serviços de fornecimento, a situação de qualidade ou dúvidas (justificadas) nas medidas de garantia de qualidade do
fornecedor acarretarem em despesas adicionais no teste de entrada de mercadoria, processamento e fornecimento ao mercado
pela REHAU, essas despesas podem ser cobradas do fornecedor, depois que isso for informado ao fornecedor, dando a
possibilidade de se pronunciar.
Se um cliente final (OEM) da indústria automobilística retirar de um fornecedor um certificado de qualidade ou um status de
fornecedor formal conforme as regras de OEM, o fornecedor está obrigado a informar imediatamente a REHAU (por exemplo, Ford
Q1 revoked / Daimler Q-Help 3).
7019PT 05.13
Página 4 de 4
Was this manual useful for you? yes no
Thank you for your participation!

* Your assessment is very important for improving the work of artificial intelligence, which forms the content of this project

Download PDF

advertisement