Electrolux EHY900K, EHY900 User manual

Electrolux EHY900K, EHY900 User manual
LIBRO DE INSTRUCCIONES - MANUAL DE INSTRUÇÕES
ENCIMERA
VITROCERAMICA
A GAS
PLACA
VITROCERÂMICA A
GÁS
Aparato de clase 3
Aparelho Classe 3
EHY 900
EHY 900 K
ES PT
PORTUGUÊS
ADVERTÊNCIAS
É bastante importante a conservação deste manual de instrucções junto do aparelho, para qualquer consulta
posterior. Se o aparelho fôr vendido ou transferido para outra pessoa, assegure-se que este manual
acompanhe o aparelho, por forma a que o novo utilizador possa usufruir das instrucções de funcionamento e
ter conhecimento das advertências.
ESTAS ADVERTÊNCIAS DIZEM RESPEITO À SUA SEGURANÇA E À DAS OUTRAS PESSOAS.
PEDIMOS-LHE ASSIM QUE POR ESTA RAZÃO, AS LEIA ATENTAMENTE ANTES DE INSTALAR OU
UTILIZAR O SEU APARELHO.
Este aparelho foi concebido para ser utilizado por
adultos. Assegure-se que as crianças não se aproximam
com o objectivo de brincar com o mesmo.
A instalação do aparelho deve ser efectuada por técnicos
competentes e qualificados, seguindo as normas em
vigor.
Qualquer modificação que seja necessária fazer na
instalação eléctrica da casa para instalar o aparelho,
deve ser apenas efectuada por técnicos especializados.
Para possíveis reparações deverá dirigir-se ao Centro
Técnico autorizado e exigir sempre peças originais.
É perigoso alterar as características do aparelho.
Vigilar atentamente a fervura com azeites ou gorduras.
A placa vitrocerâmica e os recipientes permanecem
quentes durante muito tempo, uma vez desligada a
placa. Vigiar as crianças para que não toquem nas
superfícies quentes nem se aproximem, enquanto a
placa estiver acesa ou ainda quente.
Recomenda-se manter afastados da placa objectos
susceptíveis de derreter com o calor: Objectos de
plástico, papel de alumínio, açucar ou produtos muito
doces.
Verifique sempre, que a posição ‘0’ (zero), marcada
sobre o disco giratório do comando, coincide com a
posição “●” marcada sobre o painel, por cima de cada
comando, quando os discos estão acesos.
Assegure-se que existe uma boa circulação de ar ao
redor do aparelho a gás. Uma ventilação insuficiente
produz falta de oxigénio.
Alimentar a placa com o tipo de gás indicado na etiqueta
adesiva, colocando esta junto do tubo para a ligação à
rede de gás.
Antes de qualquer operação de limpeza ao aparelho,
desligar o mesmo e deixar arrefecer.
Em caso de reparações, evite fazê-las você mesmo.
Reparações efectuadas por pessoas não qualificadas
podem provocar danos.
Contacte o Centro de Assitência mais próximo da sua
residência e apenas utilize peças originais.
27
INDÍCE
Advertências Gerais
Características Técnicas
Painel de Comandos
Instrucções para o Utilizador
Instrucções para o Técnico Instalador
Ligação Eléctrica
Adaptação dos queimadores aos diferentes tipos de gás
Montagem
Encastre nos móveis de cozinha
Conselhos para a utilização
Regulação das placas
Conselhos para a preparação de alimentos
Conselhos prácticos (recipientes a utilizar)
Limpeza geral
Se...algo não funcionar
Assistência Técnica, Garantia
Pág.
Pág.
Pág.
Pág.
Pág.
Pág.
Pág.
Pág.
Pág.
Pág.
Pág.
Pág.
Pág.
Pág.
Pág.
Pág.
27
28
29
30
31
32
33
34
35
36
37
38
40
41
42
43
CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS
DIMENSÕES DO CORTE
(Ver capítulo ‘Montagem’)
Largura
560
Profundidade
490
Potência dos queimadores
Foco anterior esquerdo
2500 W
Foco anterior direito
1700 W
Foco posterior direito
1700 W
Potência total
5900 W
Categoria
II 2H3+
Pressão
Gás butano 28-30 mbar
Gás propano
37 mbar
Entrada de gás
G 1/2
Tensão de alimentação do painel
230 V
FABRICANTE:
ELECTROLUX ZANUSSI ELETTRODOMESTICI S.p.A.
Viale Bologna, 298
47100 FORLÌ (Itália)
Esta máquina com o símbolo CE cumpre com as Directivas da
CEE seguintes:
• 73/23 - 90/683 (sobre material eléctrico destinado à utilização
com determinados limites de tensão)
• 89/336 (sobre a Compatibilidade Electromagnética)
• 90/396 (sobre a Directiva para máquinas a gás)
• 93/68 (sobre Directiva Geral)
E alterações seguintes.
Estas instrucções são válidas apenas para os países a que o aparelho é destinado, cujos simbolos de
identificação figuram na frente do livro de instrucções, bem como no próprio aparelho.
28
PAINEL DE COMANDOS
EHY 900
EHY 900 K
5
2
1
2
3
1
1
3
2
1
3
3
2
Mod.:
4
Fig. 1
1 - Luz de funcionamento geral
2 - Comando do foco anterior esquerdo
3 - Comando do foco posterior direito
4 - Comando do foco anterior direito
5 - Luz de sinalização de bloqueio de gás
0
3
2
FO 1023
Detalhe botão
29
INSTRUÇÕES PARA O UTILIZADOR
INSTALAÇÃO
É necessário que todas as operações de instalação, regulação e adequação ao tipo de gás disponível, sejam
efectuadas por técnicos qualificados, seguindo as normas em vigor.
As instrucções específicas encontram-se descritas nas notas reservadas aos instaladores.
UTILIZAÇÃO
ADVERTÊNCIA
Comandos da placa
Se ao girar o comando de um queimador este não
acender (por anomalia do gás), acende-se o sinal
luminoso correspondente no painel que assinala o
bloqueio de gás. Para eliminar o bloqueio, rodar o
comando para a posição ‘0’, e depois rodar até à
posição desejada.
No painel da caixa de comandos ou do forno encontramse os comandos para o funcionamento dos queimadores
infravermelhos a gás da placa. (part. 2, 3, 4 Fig. 1).
Os comandos permitem a regulação contínua da
potência dos queimadores de 5% a 70% e a posição de
potência máxima.
As posições, estão indicadas nos gráficos do disco
giratório correspondente a cada queimador, com os
números de 0 (apagado) - 1 - 2 - 3 (máx.), e as posições
intermédias.
Queimadores infravermelhos a gás
Para ligar o queimador infra-vermelho, rodar o comando, no sentido horário ou anti-horário, até à posição de
potência desejada.
O queimador acende-se e apaga-se automáticamente,
mantendo a potência na posição seleccionada.
Quando se acende pela primeira vez a placa à rede
de gás, pode ser necessário repetir a operação de
ligar os queimadores, da forma mencionada em
‘ADVERTÊNCIA’, devido à possível presença de ar
na conduta que une a placa à rede de gás.
30
Como garantia de segurança, as placas vitrocerâmicas
têm incorporado um sistema electrónico que controla
constantemente o fluxo de iões gerados pela chama e
que, em caso de se apagarem acidentalmente, interrompe de imediato o fluxo de gás, acendendo
consequentemente a luz correspondente ao queimador
em funcionamento. (part. 5 Fig 1).
Importante: Deve-se colocar um recipiente sobre o
foco antes de ligar o mesmo.
A utilização de um electrodoméstico de aquecimento
a gás produz calor e humidifica o local onde se
encontra instalado. É obrigatório assegurar um
bom arejamento do local, mantendo abertos os
orifícios de ventilação natural, ou instalando um
exaustor de aspiração com conduta de saída.
Uma utilização intensiva e prolongada do aparelho,
pode necessitar de ventilação suplementar, por
exemplo a abertura de uma porta, ou uma ventilação
mais eficaz aumentando a potência de aspiração do
aparelho de exaustão existente.
INSTRUCÇÕES PARA O TÉCNICO INSTALADOR
ESTA PLACA PODE FUNCIONAR APENAS COM GÁS NATURAL (METANO) OU COM GÁS LIQUEFEITO
(PROPANO/BUTANO)
INSTALAÇÃO
Importante
As seguintes instrucções são destinadas ao técnico
qualificado, para que possa efectuar a instalação,
regulação e manutenção, da forma mais correcta e
seguindo as normas em vigor.
A placa foi concebida para ser instalada em móveis
cujas paredes resistam a uma temperatura de 65ºC,
acima da temperatura ambiente.
Evite a instalação da placa em locais próximos de
materiais inflamáveis (ex.: cortinas, etc.)
Para um funcionamento seguro, um menor consumo e
uma maior duração da placa, assegure-se que a pressão
de alimentação respeita os valores indicados na tabela
de características dos queimadores.
Importante
NUNCA UTILIZE CHAMA ABERTA PARA DETECTAR
FUGAS DE GÁS.
Uma vez terminada a instalação, deve-se confirmar
que todos os tubos, uniões, anilhas, etc., estão
estanques, utlizando para isso uma solução de
água e sabão.
Toda a intervenção deve ser efectuada com a placa
desligada eléctricamente e com a torneira do gás
fechada. Quando fôr necessária a ligação respectiva,
deverão ser tomadas todas as precauções.
LIGAÇÃO AO GÁS
As instalações de gás para cozinhas domésticas, devem
estar em conformidade com as Normas em vigor para
instalações de gás em edifícios de habitação.
As placas estão preparadas para o tipo de gás, pressão,
voltagem, etc., que figuram na etiqueta de características
que se encontra junto do tubo de ligação à rede.
Assegure-se que estas coincidem com as que existem
na sua residência.
Na bolsa de acessórios, juntamos um tubo com a anilha
e a junta, para efectuar a união à placa (Fig. 2).
O terminal do tubo de gás da placa possui uma rosca G
1/2.
Esta placa está preparada para funcionar correctamente
com os seguintes tipos de gás:
- G20 Gás Natural (Metano), no campo das
pressões comprrendidas entre 17 e 25 mbar
- G30 (Propano/Butano), no campo das pressões
compreendidas entre 25 e 35 mbar
- G31 (Propano), no campo das pressões
compreendido entre 25 e 45 mbar.
Se as pressões de alimentação forem variáveis ou
superiores às acima mencionadas, interpôr na condução
de alimentação um regulador de pressão e regular a
mesma para os valores indicados na tabela 1.
Se a pressão de alimentação fôr inferior ou superior aos
valores acima mencionados, contacte o Serviço de
Assistência da rede de gás local.
Se o gás possui características diferentes, chamar o
Serviço de Assistência da rede de gás localantes de
proceder à instalação.
ANEL DE PRESSÃO
ANILHA
TUBO
JUNTA
SOLDADURA
SOLDADURA
TUBO Ø 12/14
PARA GÁS
NATURAL
TUBO Ø 10/8
PARA GÁS
BUTANOPROPANO
FO 0841
Fig. 2
31
LIGAÇÃO ELÉCTRICA
A ligação eléctrica deve ser efectuada conforme as
normas e leis em vigor.
Antes de efectuar a ligação, confirme se:
- A tensão da rede coincide com a do aparelho.
- O dijuntor suporta a carga eléctrica do aparelho (ver
etiqueta de características)
- A alimentação eléctrica efectua-se através de uma
tomada de terra, seguindo as normas vigentes.
- A tomada e o dijuntor respectivo, são de fácil acesso
após a placa instalada.
Ligar o cabo de alimentação a uma ficha adequada para
a potência máxima da placa e para a tomada da
instalação.
Assegure-se que possui uma tomada com terra em
condições.
Se deseja a ligação directa à rede, é necessário interpôr
entre o aparelho e a rede, um interruptor automático
com uma abertura mínima, entre contactos de 3 mm,
dimensionada à carga e conforme as normas em vigor.
O cabo de terra amarelo/verde, não deverá ser
interrompido pelo interruptor.
O cabo de fase de côr castanha (que vém do do
terminal ‘L’, da caixa de ligações), deve ser ligado à fase
da rede de alimentação.
O cabo de alimentação deve posicionar-se, por forma a
que nenhum ponto do mesmo atinja uma temperatura
a 50º acima da temperatura ambiente.
SUBSTITUIÇÃO DO CABO DE ALIMENTAÇÃO
Em caso de ser necessária a substituição do cabo de alimentação, dever-se-á utilizar cabo do tipo
H 05 RR-F, adaptado à carga e à temperatura do local de funcionamento, sendo igualmente necessário que o fio de
terra amarelo/verde seja 2 cm mais largo que os fios de fase e neutro (Fig. 3).
Uma vez concluida a ligação, testar os elementos do aquecimento fazendo-os funcionar durante 3 minutos.
Se fôr necessária a substituição posterior do cabo, a
intervenção deverá ser realizada únicamente pelo nosso
serviço de Assistência Técnica, pois o cabo é de um tipo
especial e a ligação do aparelho realiza-se através de
um sistema particular. (tipo Y).
Fase
Terra (amarelo/verde)
FO 0073
Fig. 3
O fabricante declina toda a responsabilidade no
caso de desrespeito destas normas.
No modelo que forma conjunto com um forno a gás ou eléctrico específico, a ligação eléctrica é efectuada
através do forno.
32
ADAPTAÇÃO DOS QUEIMADORES AOS DIFERENTES TIPOS DE GÁS
A placa está preparada para funcionar com gás liquefeito (butano-propano). Nas pressões de 28-30 mbar (butano)
- 37 mbar (propano).
SUBSTITUIÇÃO DOS INJECTORES
Para adaptar a placa ao funcionamento com gás natural,
apenas será necessário substituir o injector por outro
adequado ao novo tipo de gás (ver tabela 1). Os
queimadores não necessitam de regulação de ar
primário.
Uma vez extraída a placa do móvel, proceder da forma
seguinte:
-
Para o funcionamento com pressões anormais
existe um kit, composto por reguladores e
injectores.
-
Desenroscar com uma chave 16, o parafuso
hexagonal colocado no porta-injector (Fig. 4).
Desenroscar o injector com uma chave larga de 8
mm e substitui-lo pelo apropriado para o novo gás a
ser utilizado pela placa.
Montar novamente seguindo a ordem inversa
substituindo a anilha vedante por uma nova.
Após ter substituido os injectores dos 3 queimadores,
substituir a etiqueta de características com a
correspondente ao novo tipo de gás.
Tab. 1
Tipo de
Gás
Tipo
Queimador
Diâmetro
Injectores
(1/100 mm)
Potência Térmica
nominal
kW
kcal/h
Consumos em
l/h
g/h
238
162
162
Pressão
nominal
(mbar)
Gas
Metano
G 20
ANT. ESQ.
ANT. DTO.
POST. DTO.
108
88
88
2.5
1.7
1.7
2150
1460
1460
Gas
Butano
G 30
ANT. ESQ.
ANT. DTO.
POST. DTO.
78
64
64
2.5
1.7
1.7
2150
1460
1460
181
123
123
28-30
Gas
Propano
G 31
ANT. ESQ.
ANT. DTO.
POST. DTO.
78
64
64
2.5
1.7
1.7
2150
1460
1460
178
121
121
37
20
PORTA-INJECTOR
INJECTOR
ANILHA VEDANTE
QUEIMADOR
PARAFUSO
FO 0545
Fig. 4
33
MONTAGEM
COLOCAÇÃO E MONTAGEM
A placa pode ser montada num móvel cujo corte tenha as dimensões indicadas na Fig. 5.
PAREDE LATERAL DIREITA
OU ESQUERDA
R max 6
30
20 n
mi
min
.
600
490
2
560
2
min.
25
120
35
560
TODAS AS DIMENSÕES SÃO EM
MILÍMETROS
FO 0798
Fig. 5
Antes de montar la encimera vitrocerámica en el hueco
del plano superior del mueble, efectuar la conexión a
la red del gas (probando la estanqueidad), como se
especifica en el párrafo de la prescripción, para la
conexión a la red.
Montar después la encimera vitrocerámica y proceder
como sigue (Fig. 6):
•
•
•
Posicionar sobre el borde del hueco la guarnición
A, que viene en dotación, cuidando que los
extremos se unan sin montarse;
Colocar la encimera en el hueco, presionando
hacia abajo hasta hacerla asentar en el mueble; la
encimera se centra sóla; quitar la guarnición que
sobresale.
Para retirar la encimera, meter la punta de un
destornillador plano bajo el borde y apalancar.
RETIRAR
FO 0548
Fig. 6
34
ENCASTRE NOS MÓVEIS DE COZINHA
35 min.
PAINEL DE COMANDOS
25
30
490
b
a
FO 1006
120 min.
No móvel com caixa de comandos (Fig. 7/A).
O painel A é necessário para proteger de manipulação
involuntária, as ligações entre a caixa de comandos e a
placa.
Após ter sido efectuada a ligação da placa à rede de
gás, coloca-se a placa no corte do móvel e procede-se
à montagem respectiva como se segue:
- Ligar o conector eléctrico que sai da placa na
tomada do painel.
- Inserir a caixa de comandos na parte frontal do
móvel (Fig. 8)
- Fixar a caixa ao móvel com 4 parafusos de rosca
para madeira (Fig. 9).
- Colocar o painel de vidro (Fig. 10).
- Fixar o painel de vidro, encaixando-o em cima e
fixando-o por baixo com 2 parafusos (Fig. 11).
- Montar os comandos.
- Fazer a ligação eléctrica da caixa. A parte posterior
do móvel B (Fig. 7/A), deve estar desmontada.
- Recolocar o painel A que se havia retirado
anteriormente.
ATENÇÃO:
Estas dimensões são as indicadas para o bom
funcionamento dos aparelhos.
4 min.
MONTAGEM DA PLACA
Fig. 7/A
A) Painel
B) Espaço disponível para a ligação
FO 0550
FO 0552
Fig. 8
Fig. 10
FO 0551
FO 0553
Fig. 9
Fig. 11
35
CONSELHOS PARA A UTILIZAÇÃO DA PLACA
Zona de aquecimento indirecto (manutenção de calor)
4
1
3
Zona de aquecimento directo (calor produzido)
2
Indicador luminoso de calor residual
FO 2132
Fig. 12
A placa vitrocerâmica a gás vem fornecida de um
indicador luminoso que se acende quando a superfície
vitrocerâmica está muito quente, ou seja, avisa o
utilizador que não deverá tocar a superfície para evitar
queimaduras perigosas.
Este indicador luminoso acende-se um pouco depois
de se ter ligado qualquer dos focos, e permanece
iluminado enquanto os focos estiverem acesos. Mantémse iluminado, mesmo após se ter desligado os focos,
desde que haja calor residual na superfície vitrocerâmica.
O indicador luminoso apaga-se definitivamente logo
que a temperatura da superfície vitrocerâmica baixe
para valores seguros, aproximadamente 50ºC
(superfície temperada), permitindo assim ao utilizador
proceder com tranquilidade à limpeza normal da placa.
irreparávelmente a superficie da placa, afectando
portanto a sua funcionalidade.
Antes de utilizar a placa, lavar cuidadosamente a
superfície vitrocerâmica com um detergente sem
substâncias abrasivas (específico para placas
vitrocerâmicas), secar bem e aquecer durante uns 10
minutos na posição máxima (Nº 3 no comando).
Quando se põe a funcionar a placa pela primeira vez,
poderá notar-se um odor. Não se preocupe, este odor
é provocado pela evaporação de resíduos de óleo de
fabrico e de vedantes utilizados na montagem do
aparelho. Estes odores desaparecem passado algum
tempo de funcionamento.
MANUTENÇÃO DE CALOR (ZONA 4)
ATENÇÃO:
No caso de se utilizarem os queimadores a baixa
potência por um espaço curto de tempo, e o indicador
luminoso estiver apagado, pode acontecer que a temperatura na superfície seja alta.
A superfície da placa vitrocerâmica resiste às oscilações
térmicas e é insensível ao frio e ao calor, e oferece uma
boa resistência ao impacto mecânico. Todavia, o choque
provocado por objectos pontiagudos, mesmo sendo
pequenos (a ponta de uma faca, um frasco de especiarias
de vidro) pode ser perigoso, já que pode danificar
36
Para optimizar os consumos, a placa vitrocerâmica
possui uma zona de manutenção de calor.
O funcionamento desta zona específica está ligada aos
outros focos.
Pode ser utilizada para manter quente ou aquecer
alimentos já cozinhados, ou para cozinhar alimentos
que necessitam de uma cozedura lenta (ver o ponto de
Cozedura e Regulação das placas, Pág. 37 e Conselhos
sobre a cozedura, Pág, 38 e 39).
REGULAÇÃO DO FOCO GRANDE
Adaptado para grandes quantidades de alimentos
3
2
1
0
MÁXIMO
MÉDIO
MÍNIMO
Cozer massa, arroz
Cozer legumes tipo cenouras,
batatas
Fritar carne, peixe, batatas
Estufar carne
Fruta, legumes, salsichas,
costoletas, bifes, peixes, doces
Manter em ebulição caldos,
molho de tomate, arroz
Cozer fruta, legumes
ZONA DE MANUTENÇÃO
ZONA DE MANUTENÇÃO
Cozedura de cremes, molhos,
ovos fritos,aquecer pão
Aquecer alimentos já cozinhados
Aquecer leite, chá, chocolate
Manter quentes alimentos
cozinhados
ZONA DE MANUTENÇÃO
Puré de tomate, molhos,
guarnições
Aquecer alimentos já cozinhados
REGULAÇÃO DOS FOCOS MÉDIOS
Adaptada para pequenas ou médias quantidades de alimentos
3
Cozedura de massa, de arroz,
sopa de legumes, cozedura de
legumes - cenouras, batatas
Assar carne, pequenos fritos,
tortilhas
Café, chocolate, chá, molhos,
puré de batata
Aquecer alimentos cozinhados,
tostar pão
A manutenção de calor só é valida para o
foco 2 (Fig. 12)
2
Cozedura de fruta, de legumes,
molhos, arroz, tortilhas, filetes de
peixe
1
0
Molhos delicados, cremes,
manter a fervura de caldos,
molhos, arroz, aquecer alimentos
já cozinhados, finalizar cozeduras
longas
Aquecer leite, chá, chocolate,
café, alimentos já cozinhados
Derreter manteiga ou margarina
37
CONSELHOS PARA COZINHAR - FOCO GRANDE
PARA COZER MASSA (Fig. 13)
Utilizar um recipiente com fundo perfeitamente plano,
com diâmetro não inferior ao do foco. Encher com água,
cobrir, colocar sobre a placa e seleccionar com o
comando a potência máxima (nº 3, no comando).
Quando a água começar a ferver, junta-se sal e a
massa e mexe-se até que a água comece novamente
a ferver, baixando-se então para a potência média (nº
2, no comando).
Enquanto coze, pode-se aproveitar a zona de
manutenção de calor para cozer, em recipiente
adequado e coberto, o molho para acompanhar a
massa, terminar o estufado de carne ou aquecer a
guarnição).
FO 0557
Fig. 13
PARA COZER ARROZ (Fig. 14)
Utilizar um recipiente com fundo perfeitamente plano,
com diâmetro não inferior ao da zona de cozedura.
Encher com água, cobrir, colocar sobre o foco e
seleccionar com o comando a potência máxima (nº 3,
no comando).
Quando a água começar a ferver, juntar o arroz, mexer
até que a água ferva novamente e baixar então para a
potência mínima (nº 1, no comando). Durante 5 minutos,
apagar e o arroz terminará de cozer lentamente.
Durante a cozedura de arroz, pode-se aproveitar a zona
de manutenção de calor da seguinte forma: Fritar dois
ovos ou cozinhar uma guarnição rápida do tipo ervilhas
e presunto.
FO 0560
Fig. 14
PARA COZINHAR CARNE (Fig.15)
Utilizar uma frigideira de dimensões superiores às do
foco, verificar que o fundo da mesma seja o mais plano
possível, para obtenção de melhores resultados e
seleccionar a potência máxima (nº 3, no comando).
Quando o óleo ou a gordura começar a derreter, colocar
a carne, bifes, costoletas, etc., e baixar a potência (nº 2,
no comando).
Dar a volta à carne no meio da cozedura.
Enquanto se prepara a carne e aproveitando a zona de
manutenção de calor posterior, podem-se tostar 4 fatias
de pão ou aquecer a guarnição que acompanhará a
carne.
FO 0559
38
Fig. 15
CONSELHOS PARA COZINHAR - FOCOS MÉDIOS
PARA O PEQUENO-ALMOÇO (Fig. 16)
Utilizar um recipiente de diâmetro não superior ao do
foco, adequado para a preparação de chá, encher de
água, cobrir e colocar sobre o foco anterior direito.
Seleccionar a potência máxima (nº 3, no comando) e
deixar ferver. Em paralelo à preparação do chá, é
possível a utilização da zona de manutenção de calor
para a preparação de uma pequena cafeteira de café (1
a 3 chávenas) e aquecer um pouco de leite.
FO 0554
Fig. 16
PARA COZINHAR ALIMENTOS DELICADOS
ex: cremes para doces (Fig. 17)
Utilizar um recipiente adequado com diâmetro inferior
ao da placa e colocar sobre a placa frontal direita.
Seleccionar a potência média (nº 2, no comando),
mexer, ferver, apagar o lume e deixar continuar a
cozedura do creme. Ao mesmo tempo poderá utilizar a
zona de manutenção de calor para aquecer uma sopa.
FO 0555
Fig. 17
PARA COZINHAR ‘À LA PLANCHA’ (Fig. 18)
Pode-se cozinhar ‘à la plancha’ directamente sobre a
placa, desconselhando-se porém utilizar frequentemente esta forma de cozinhar, uma vez que deixa sobre
a placa muita gordura, difícil de limpar, e restos que com
o tempo podem danificar a serigrafia da superfície.
Em qualquer caso, para cozinhar directamente sobre a
placa, deverá proceder como indicado, seleccionando
o foco direito, limpá-la cuidadosamente, e seleccionar
a potência máxima. Untar a carne em ambos os lados
e quando a placa estiver vermelha, colocar a carne.
Após alguns minutos dar a volta à carne. Utilizando a
zona de manutenção de calor poderá aquecer pão,
tortas, etc.
FO 0556
Fig. 18
39
CONSELHOS PRÁTICOS - RECIPIENTES A UTILIZAR
Para cozinhar numa placa vitrocerâmica, deverá utilizar
de preferência recipientes de fundo triplo com o mesmo
diâmetro do foco ou um pouco maior (a serigrafia da
superfície servirá de ajuda).
Diâmetro das
Panelas
Queimador ANT. ESQ.
Queimador POST. DTO.
Queimador ANT. DTO.
Para evitar a dispersão do calor e, como consequência,
cozinhar mais rápidamente, aconselhamos a utilização
de recipientes de fundo plano (Fig. 19), de forma a que
o fundo adira, o mais possível, à placa. Utilize a tampa
quando possível.
Existem à venda recipientes em cerâmica com fundo
perfeitamente plano, e particularmente indicados para
cozedura sobre superfícies vitrocerâmicas.
Não utilize recipientes de vidro com fundo irregular, os
quais podem ser utilizados sobre a zona de manutenção
de calor com a finalidade de aproveitar o máximo de
calor. Aconselha-se a tampa.
A espessura ideal para o fundo é de 2 a 3 mm, se se
tratar de panelas em inox com fundos em ‘sandwich’.
As panelas ou frigideiras de alumínio ou cobre são
pouco adequadas para a cozedura em placa
vitrocerâmica, já que podem deixar manchas sobre o
vidro.
As frigideiras de ferro fundido e outros recipientes
parecidos não são muito convenientes para a
vitrocerâmica, já que a sua grande espessura provoca
perigosas concentrações de calor sobre o foco; o fundo
rugoso pode arranhar a superfície e pode marcar
indelévelmente a vitrocerâmica. Escolha uma frigideira
de aço inoxidável de triplo fundo bastante plano, e para
que este adira à placa e proporcione uma cozedura
homogénea coloque-a sobre a placa frontal esquerda.
Não utilize recipientes em plástico de nenhum tipo.
Unte a frigideira com gordura e regule para a potência
máxima. Logo que a gordura começar a derreter, coloque
a carne e baixe para a potência média (nº 2, no
comando). Quando a carne estiver dourada a gosto, dêlhe uma volta e termine a cozedura.
40
SI
180 mm
145 mm
145 mm
NO
NO
Fig. 19
Para fritar, utilize de preferência o foco esquerdo. Para
aquecer o óleo à temperatura necessária para fritar,
posicione o comando na posição máxima (nº 3, no
comando), e coloque no óleo o alimento a fritar e
prossiga a cozedura, posicionando o comando em
valores médios de temperatura (nº 2, no comando).
Não utilizar caçarolas ou recipientes em vidro, já que
estes possuem normalmente fundos muito irregulares.
Os recipientes de vidro podem ser utilizados na zona de
calor recuperado (nº 4, Fig. 12). neste caso é muito
importante usar a tampa do recipiente para aproveitar
ao máximo o calor recuperado.
Limpar e secar bem o fundo da panela antes de a
colocar sobre a placa; os fundos rugosos das panelas
ou de frigideiras podem deixar traços ou provocar riscos
se se fizerem deslocar sobre a placa.
Durante o funcionamento da vitrocerâmica, não obstruir,
nem parcialmente, a grelha de saída de fumos com
panelas ou frigideiras; em especial, não colocar nunca
sobre a zona de aquecimento indirecto, zona 4 de
manutenção de calor, recipientes em contacto com o
fundo.
LIMPEZA GERAL
A placa vitrocerâmica limpa-se mais facilmente que
qualquer outro tipo de placa, pois não possui a tradicional
grelha de apoio, queimadores ou discos eléctricos. No
entanto, deve ser limpa com cuidado.
Limpar cuidadosamente a superfície da placa antes de
a utilizar pela primeira vez. Aconselhamos que a limpe
diariamente.
Utilize um pano húmido e um pouco de detergente
líquido para loiça. É importante secar convenientemente a superfície da vitrocerâmica já que os resíduos de
detergente podem ter efeito corrosivo durante as
posteriores utilizações.
Os detergentes especiais para aço inoxidável são
apropriados para as sujidades mais fortes, tais como
manchas de açucar, marmelada ou produtos com alto
teor de açucar.
Para eliminar incrustações de alimentos, salpicos de
gordura, restos de queimados, doces e substâncias
açucaradas ou plásticas, quando a superfície está
quente deverá se utilizar o raspador fornecido com
placa e seguir as instruções que de seguida indicamos.
Neste caso, a limpeza da superfície vitrocerâmica será
completa com a passagem de um pano macio, embebido
num detergente especial para aço inoxidável.
Instruções de utilização do raspador
(Fig. 20)
-
-
Deslizar a patilha para a frente para descobrir a
lâmina.
Deslizar a lámina sobre a vitrocerâmica com um
ângulo aproximado de 30º, para remover a
sujidade. Tenha atenção durante a sua utilização
para não arranhar a superfície.
Após a utilização, deslizar a patilha para trás, de
forma a que a lâmina recolha.
Para substituir a lâmina usada, fazer deslizar o
suporte para dentro até desmontar o corpo do
raspador.
Uma forma eficiente de eliminar as sujidades mais
resistentes, é cobrir a superfície vitrocerâmica, durante
uma noite inteira, com um pano embebido em água e
detergente e repetir a operação de limpeza na manhã
seguinte.
As manchas de calcário causadas pela água que evapora durante a ebolição, eliminam-se facilmente passando pela superfície um pano húmido com detergente.
Para a limpeza da superfície vitrocerâmica, não se
devem utilizar esfregões metálicos, esponjas, produtos
abrasivos, detergentes quimicamente agressivos, como
os sprays para fornos ou produtos tira-nódoas.
Cuidado com os grãos de areia ou terra que caiem dos
legumes e que se pegam ao fundo das panelas, tornando-as ásperas e que podem arranhar a superfície
vitrocerâmica.
Durante a limpeza da grelha traseira (saída de fumos)
da placa, deverá apenas utilizar um pano ou esponja
húmida, sem muita água.
Caso seja necessário poderá utilizar uma espátula de
cozinha para remover a sujidade infiltrada nos cantos e
ranhuras, passar uma esponja húmida e enxague com
um pano.
Posição de uso com a
lâmina destapada
Posição fechada com a
lâmina protegida
COLOCAR O RASPADOR FORA DO ALCANCE DE
CRIANÇAS
Inclinação ideal para o
trabalho
cerca 30°
Fig. 20
41
SE...ALGO NÃO FUNCIONAR
Alguns problemas de funcionamento podem ficar a dever-se a simples operações de manutenção ou até mesmo a
esquecimentos, mas que podem ser fácilmente soluccionados sem a intervenção da Assistência Técnica.
■
PROBLEMA
■ A PLACA NÃO FUNCIONA
■ UM QUEIMADOR
NÃO FUNCIONA
●
CAUSA
➤ SOLUÇÃO
● Na instalação eléctrica da casa, o
dijuntor disparou ou há falta de corrente.
➤Ligar o dijuntor.
● A torneira do gás está fechada.
➤Abrir a torneira.
● Os comandos não estão
correctamente posicionados.
➤Verificar e repetir as instrucções
constantes neste manual.
● A placa esteve a funcionar no
máximo, por muito tempo, sem a
necessária saída de calor.
➤Deixar arrefecer. O protector
térmico interior voltará a permitir
o funcionamento.
● Acendeu-se a luz vermelha que se
encontra próxima do comando do
queimador.
➤Rodar o comando para a posição
‘0’ e posteriormente rodá-lo para
uma posição compreendida entre
1 e 3. Em caso de falha, verificar
os outros queimadores.
● Se continuar acesa.
➤Chamar a Assistência Técnica.
● Se se apaga um queimador que
esteve em funcionamento na
potência máxima, pode dever-se à
utilização de um recipiente com
fundo não plano.
■ UTILIZA DEMASIADO TEMPO
PARA A COZEDURA / COZE
DEMASIADAMENTE RÁPIDO
42
● Posicionamento incorrecto do comando
➤Utilizar recipientes de fundo plano.
➤Verificar o manual incluído
ASSISTÊNCIA TÉCNICA - PEÇAS ORIGINAIS
Se o aparelho não funcionar,
dirija-se ao concessionário da
sua zona e indique o tipo de
avaria, o modelo do aparelho
(Mod.), o número do produto
(Prod. Nº) e o número de fabrico
( Ser. Nº). Estas informações
encontram-se gravadas na
chapa de identificação da placa.
SE
R.
NO
.
M
PR od.
OD.
NO
.
Mod.
PROD. NO.
SER. NO.
GARANTIA
O seu novo aparelho encontra-se ao abrigo da garantia.
O certificado de garantia encontra-se incluido com o
aparelho. Caso não o encontre, deverá solicitá-lo junto
do representante/agente, indicando-lhe a data de compra, o modelo e o número de identificação que se
encontram na chapa de identificação do aparelho.
Guarde o certificado de garantia para que possa
apresentá-lo aos Serviços sempre que seja necessário.
Guarde o certificado de Garantia junto do comprovante
de compra ou com o recibo.
Sem este procedimento terá de suportar os encargos
referentes aos Serviços Técnicos, de que necessitar,
para uma possível reparação.
43
Was this manual useful for you? yes no
Thank you for your participation!

* Your assessment is very important for improving the work of artificial intelligence, which forms the content of this project

Download PDF

advertisement