Garmin | GHP Reactor™ Mechanical/Retrofit/Solenoid Corepack | Garmin GHP Reactor™ Mechanical/Retrofit/Solenoid Corepack Instruções de instalação

Garmin GHP Reactor™ Mechanical/Retrofit/Solenoid Corepack Instruções de instalação
disponibilizados no seu Garmin revendedor ou no site
www.garmin.com.
Você deve registrar o número de série de cada componente
para fins de registro e de garantia.
®
GHP™ Reactor
mecânico
Instruções de instalação
Informações importantes sobre segurança
ATENÇÃO
Consulte o guia Informações importantes sobre segurança e
sobre o produto na caixa do produto para obter mais detalhes
sobre avisos e outras informações importantes.
Você é responsável pela operação prudente e segura da sua
embarcação. O piloto automático é uma ferramenta que
aprimora as capacidades de funcionamento do seu barco. Não
o isenta da responsabilidade de usar o seu barco de forma
segura. Evite perigos na navegação e nunca deixe o leme sem
supervisão.
Esteja sempre preparado para recuperar o controle manual de
sua embarcação.
Aprenda a operar o piloto automático em mar aberto e sem
perigos.
Tenha cuidado ao operar o piloto automático próximo a perigos
na água, como cais, estacas e outras embarcações.
CUIDADO
Quando em uso, esteja atento ao motor quente e aos
componentes do solenoide e ao risco de apanhamento das
peças móveis.
A falha ao instalar e manter este equipamento de acordo com
essas instruções pode resultar em danos ou ferimentos.
AVISO
Para evitar danos ao seu barco, o sistema de piloto automático
deve ser instalado por um instalador marítimo qualificado. É
necessário ter conhecimento específico dos componentes de
direção hidráulica, bem como de sistemas elétricos marítimos,
para efetuar uma instalação adequada.
Preparar para instalar
O sistema do piloto automático consiste em vários
componentes. Familiarize-se com todas as considerações de
montagem e conexão dos componentes antes de começar a
instalação. Você deve saber como os componentes funcionam
juntos para planejar corretamente a instalação no barco.
Você pode consultar os diagramas de layout (Layout de
alimentação e dados) para ajudar a entender as considerações
de montagem e conexão.
Você deve posicionar todos os componentes do barco conforme
planeja a instalação para se certificar de que os cabos chegarão
a cada componente. Se necessário, cabos de extensão
(vendidos separadamente) para vários componentes são
Maio de 2015
Ferramentas necessárias
• Óculos de segurança
• Furadeira e brocas
• Serra-copo de 90 mm (3,5 pol.) ou uma ferramenta de corte
giratória
• Alicate para desencapar fios
• Chaves Phillips e chaves de fendas
• Prendedores de cabo
• Conectores de fio à prova d'água (conectores wire nut) ou
tubo de isolamento termoretrátil e uma pistola de calor
• Vedador de uso marítimo
• Bússola portátil (para testar se há interferência
eletromagnética)
• Lubrificante antiengripamento (opcional)
OBSERVAÇÃO: parafusos de montagem são fornecidos para
os principais componentes do sistema de piloto automático. Se
os parafusos fornecidos não forem adequados para a superfície
de montagem, você deve fornecer os tipos corretos de
parafusos.
Considerações sobre a montagem e conexão
Os componentes do piloto automático são conectados entre si e
à energia com o uso dos cabos incluídos. Certifique-se de que
os cabos corretos cheguem a cada componente e que cada
componente esteja em um local aceitável antes de montar ou
conectar qualquer componente.
Considerações sobre a montagem do controle do timão
AVISO
Este dispositivo deve ser montado em um local não exposto a
temperaturas ou condições extremas. A faixa de temperatura
para este dispositivo está listada nas especificações do produto.
A exposição prolongada a temperaturas acima da faixa
especificada, em condições de armazenamento ou
funcionamento, poderá causar falhas no dispositivo. Danos
causados por temperaturas extremas ou consequências
relacionadas não são cobertos pela garantia.
A superfície de montagem deve ficar nivelada para evitar danos
ao dispositivo quando ele for montado.
Com o hardware e o modelo incluídos, é possível montar o
dispositivo no painel. Se desejar montar o dispositivo usando
um método alternativo, onde fique no mesmo plano do painel,
você deve comprar um kit de montagem plana (instalação
profissional recomendada) do seu revendedor Garmin.
Ao selecionar um local de montagem, observe estas
considerações.
• O local da montagem deve estar na direção dos olhos, ou
abaixo, para oferecer visualização ideal durante a operação
da embarcação.
• O local de montagem deve permitir o fácil acesso às teclas
no dispositivo.
• A superfície de montagem deve ser forte o suficiente para
suportar o peso do dispositivo e protegê-lo de vibração
excessiva ou choque.
• Para evitar interferência com uma bússola magnética, o
dispositivo não deve ser instalado mais próximo do que o
valor de distância de segurança de uma bússola, relacionado
nas especificações do produto.
• A área atrás da superfície de montagem deve dar espaço
para a passagem e conexão dos cabos.
Impresso em Taiwan
190-01769-74_0B
Considerações sobre a conexão do controle do timão
• O controle do timão deve estar conectado à rede NMEA
2000 .
• Dispositivos NMEA 0183 opcionais, como sensores de
vento, sensores de velocidade da água ou dispositivos de
GPS podem ser conectados ao controle do timão com o uso
de um cabo de dados (Considerações sobre conexão do
NMEA 0183).
®
®
Considerações sobre a montagem e conexão da CCU
• A CCU é o sensor principal do sistema de piloto automático
da série GHP Reactor mecânico. Para obter o melhor
desempenho, observe estas considerações ao selecionar um
local de montagem.
◦ Uma bússola portátil deve ser usada para testar se há
interferência eletromagnética na área onde a CCU será
montada.
Se o ponteiro em uma bússola portátil se movimentar ao
segurá-la onde você pretende montar a CCU, significa
que existe interferência magnética. Você deverá escolher
outro local e testar novamente.
◦ A CCU deve ser montada em uma superfície rígida para
obter o melhor desempenho.
◦ Embora a CCU possa ser instalada em qualquer
orientação no barco, você pode evitar a etapa de
definição do norte no procedimento de configuração
atendendo a todas as considerações a seguir quando
selecionar um local de montagem (opcional).
◦ Os conectores da CCU devem apontar para a proa.
◦ A base da CCU deve estar em um ângulo correto em
relação ao eixo de arfagem e balanço do barco.
◦ A CCU deve estar localizada perto do centro de
rotação do barco, ligeiramente em direção à parte
frontal se necessário.
• O cabo da CCU conecta a CCU à ECU e tem 5 m (16 pés)
de comprimento.
◦ Se a CCU não puder ser montada dentro de 5 m (16 pés)
da ECU, cabos de extensão estão disponíveis no seu
revendedor Garmin local ou no site www.garmin.com.
◦ Esse cabo não deve ser cortado.
Localização do melhor local de montagem
1 Crie uma lista de todos os locais de montagem apropriados
para a CCU onde não haja ferros, ímãs ou fios de corrente
alta localizados dentro de 60 cm (2 pés).
Um ímã grande, como um ímã de subwoofer/alto-falante, não
deve ficar a menos de 1,5 m (5 pés) desses locais.
2 Localize o centro de rotação do barco e meça a distância
entre o centro de rotação e cada um dos locais de montagem
adequados que você listou na etapa 1.
3 Selecione o local mais próximo do centro de rotação.
Se mais de um local apresentar aproximadamente a mesma
distância do centro de rotação, você deve selecionar o local
que melhor atenda a essas considerações.
• O melhor local é mais próximo da linha central do barco.
• O melhor local é na parte inferior do barco.
• O melhor local é um pouco na frente do barco.
Considerações sobre a montagem e conexão da ECU
• A ECU pode ser montada sobre uma superfície plana,
voltada para qualquer direção.
• Parafusos de montagem estão incluídos na ECU, mas você
pode ter de fornecer diferentes parafusos, se os parafusos
fornecidos não forem adequados para a superfície de
montagem.
• A ECU deve estar localizada dentro de 0,5 m (19 pol.) da
unidade de acionamento.
2
◦ Os cabos que conectam a ECU à unidade de
acionamento não podem ser estendidos.
• A ECU deve ser montada em um local onde não ficará
submersa ou exposta à água.
• O cabo de alimentação da ECU é conectado à bateria do
barco, e pode ser estendido se necessário (Extensões do
cabo de força).
Considerações sobre a montagem e fiação da unidade de
acionamento
• Se uma unidade de acionamento compatível não estiver
instalada no barco, a unidade de acionamento é vendida
separadamente e deve ser instalada por um profissional
experiente para manobrar corretamente o barco.
• A unidade de acionamento deve ser instalada antes que a
ECU seja montada permanentemente.
• Os cabos conectados à unidade de acionamento não podem
ser estendidos.
• Se você fizer a conexão a uma unidade de acionamento
existente (não vendida pela Garmin), um cabo de
alimentação da unidade de acionamento (vendido
separadamente) deve ser usado para adaptar a unidade de
acionamento para uso com o sistema de piloto automático
(Conexão a uma unidade de acionamento existente).
◦ O cabo de alimentação da unidade de acionamento não
pode ser estendido.
• Se você fizer a conexão a uma unidade de acionamento
solenoide, um cabo de alimentação solenoide (vendido
separadamente) deve ser usado para adaptar a unidade de
acionamento solenoide para uso com o sistema de piloto
automático (Conexão a uma unidade de acionamento
solenoide).
◦ O cabo de alimentação solenoide não pode ser estendido.
• Se você fizer a conexão a uma unidade de acionamento não
vendida pela Garmin, também deve instalar um sensor de
feedback do leme, como o Garmin GRF™ 10, ou fazer a
conexão a um sensor de feedback do leme existente com o
uso de um cabo de feedback do leme (vendido
separadamente).
OBSERVAÇÃO: o piloto automático da Série GHP Reactor
mecânico é compatível apenas com um sensor de feedback
do leme típico do tipo potenciômetro com três terminais. O
sistema não funciona com um sensor de feedback do leme
baseado na frequência.
Considerações sobre a montagem da Shadow Drive™
OBSERVAÇÃO: a Shadow Drive é um sensor que vai instalado
nas linhas de direção hidráulica do seu barco. Ela detecta
quando você assume o controle manual do timão e suspende o
controle do piloto automático do barco. É um acessório opcional
que pode ser usado apenas em um barco equipado com
sistema de direção hidráulica.
• A Shadow Drive deve ser montada na horizontal e o mais
nivelada possível, com os prendedores de cabo segurando-a
firmemente.
• A Shadow Drive deve ser montada a pelo menos 305 mm
(12 pol.) de distância de materiais ou aparelhos magnéticos,
como alto-falantes e motores elétricos.
• A Shadow Drive deve ser montada mais próximo do timão do
que da bomba.
• A Shadow Drive deve ser montada em uma posição mais
baixa do que o timão, mas mais alta do que a bomba.
• A Shadow Drive não deve ser conectada diretamente à
conexão na parte de trás do timão. Deve haver um
comprimento de mangueira entre a conexão no timão e a
Shadow Drive.
• A Shadow Drive não deve ser conectada diretamente a um
conector em T hidráulico na linha hidráulica. Deve haver um
comprimento de mangueira entre um conector em T e a
Shadow Drive.
• Em uma instalação de um timão, não deve haver nenhum
conector em T entre o timão e a Shadow Drive.
• Em uma instalação de dois timões, a Shadow Drive deve ser
instalada entre a bomba e o conector em T hidráulico que
leva aos timões superior e inferior, mais próxima do timão do
que do conector em T.
• A Shadow Drive deve ser instalada na linha de navegação a
estibordo ou na linha de navegação a bombordo.
A Shadow Drive não deve ser instalada na linha de retorno
ou na linha de alta pressão, se aplicável.
Considerações sobre a montagem e conexão do alarme
• O alarme deve ser montado próximo da estação do timão
principal.
• O alarme pode ser montado sob o painel de instrumentos.
• Se necessário, os fios do alarme podem ser estendidos com
o uso do fio de 0,08 mm2 (28 AWG).
Considerações sobre conexão do NMEA 2000
• A CCU e o controle do timão devem estar conectados a uma
rede NMEA 2000.
• Se o seu barco ainda não possuir uma rede NMEA 2000, é
possível criar uma rede com o uso dos cabos e conectores
NMEA 2000 incluídos (Construção de uma rede básica
NMEA 2000 para o sistema de piloto automático).
• Para usar os recursos avançados do piloto automático,
dispositivos NMEA 2000 opcionais, como um sensor de
vento, um sensor de velocidade da água ou um dispositivo
de GPS, podem ser conectados à rede NMEA 2000.
Layout de alimentação e dados
ATENÇÃO
Ao conectar o cabo de força, não remova o porta-fusíveis em
linha. Para impedir a possibilidade de ferimentos ou danos ao
produto causados por incêndio ou superaquecimento, o fusível
apropriado deverá estar no local, conforme indicado nas
especificações do produto. Além disso, conectar o cabo de
força sem o fusível apropriado anulará a garantia do produto.
Item Descrição
À
Á
Â
Ã
Ä
Å
Æ
Cabo de dados Esse cabo deve ser instalado apenas se você
do controle do conectar o piloto automático a dispositivos
timão
NMEA 0183 opcionais, como um sensor de
vento, um sensor de velocidade da água ou um
dispositivo de GPS (Considerações sobre
conexão do NMEA 0183).
Cabo de
Esse cabo deve ser instalado apenas se você
alimentação do estiver criando uma rede NMEA 2000. Não
NMEA 2000
instale esse cabo se houver uma rede NMEA
2000 existente no barco.
O cabo de alimentação do NMEA 2000 deve
ser conectado a uma fonte de energia de 9 a 16
VCC.
Rede NMEA
2000
O controle do timão e a CCU devem ser
conectados a uma rede NMEA 2000 com o uso
dos conectores em T incluídos (Considerações
sobre conexão do NMEA 2000).
Se não houver uma rede NMEA 2000 existente
no barco, é possível criar uma rede usando os
cabos e conectores fornecidos (Construção de
uma rede básica NMEA 2000 para o sistema de
piloto automático).
ECU
CCU
A CCU pode ser montada em um local não
imerso próximo do centro do barco, em
qualquer orientação (Considerações sobre a
montagem e conexão da CCU).
A CCU deve estar localizada longe de fontes de
interferência eletromagnética.
Cabo de
A ECU deve ser conectada a uma fonte de
alimentação da energia de 12 a 24 VCC. Para estender esse
ECU
cabo, use o fio de calibre correto (Extensões do
cabo de força).
Ç
Cabo da CCU
Para estender esse cabo até a ECU, extensões
(vendidas separadamente) podem ser
necessárias (Considerações sobre a montagem
e conexão da CCU).
Esse cabo é conectado no alarme.
È
Unidade de
acionamento
Este diagrama mostra apenas as conexões
elétricas da unidade de acionamento (vendida
separadamente). Instruções de instalação
detalhadas estão incluídas com a unidade de
acionamento.
Se você adquiriu uma unidade de acionamento
da Garmin, ela virá com os cabos de
alimentação e de feedback necessários.
Cabos de
alimentação e
de feedback da
unidade de
acionamento
O cabo de alimentação da unidade de
acionamento não pode ser cortado ou
estendido. Se você estiver usando o piloto
automático com uma unidade de acionamento
não vendida pela Garmin, um cabo de
alimentação da unidade de acionamento
(vendido separadamente) deve ser usado
(Conexão a uma unidade de acionamento
existente).
Se você estiver usando o piloto automático com
uma unidade de acionamento solenoide, um
cabo de alimentação solenoide (vendido
separadamente) deve ser usado (Conexão a
uma unidade de acionamento solenoide).
Se você estiver usando o piloto automático com
uma unidade de acionamento não vendida pela
Garmin ou uma unidade de acionamento
solenoide, também precisa instalar um sensor
de feedback do leme da Garmin (recomendado)
ou conectá-la a um sensor de feedback do leme
existente usando um cabo de feedback do leme
(vendido separadamente) (Instalação da
unidade de acionamento).
Alarme
O alarme fornece alertas sonoros do sistema de
piloto automático e deve ser instalado perto do
controle do timão (Instalação do alarme).
É
POWER DRIVE
CCU
Considerações importantes
Controle do
timão
FEEDBACK
3
Layout dos componentes
Layout com um timão
AVISO
Ao fazer perfurações ou cortes, sempre verifique o que está no
lado oposto da superfície.
Depois de planejar a instalação do piloto automático no barco e
atender a todas as considerações sobre a montagem e conexão
da sua instalação específica, você pode começar a montar e
conectar os componentes.
Instalação do controle do timão
Você deve instalar o controle do timão montando-o rente ao
painel de instrumentos perto do timão e conectando-o a uma
rede NMEA 2000.
Para usar recursos avançados do piloto automático, dispositivos
compatíveis com NMEA 2000 ou NMEA 0183 opcionais, como
um sensor de vento, um sensor de velocidade da água ou um
dispositivo de GPS, podem ser conectados à rede NMEA 2000
ou ao controle do timão através do NMEA 0183.
Montagem do controle do timão
OBSERVAÇÃO: este diagrama é apenas para fins de
planejamento. Se necessário, diagramas de conexão
específicos são incluídos nas instruções de instalação
detalhadas de cada componente.
Item Descrição
À
Á
Considerações importantes
Controle do
timão
Bateria de 12 a A ECU deve ser conectada a uma fonte de
24 VCC
energia de 12 a 24 VCC. Para estender esse
cabo, use o fio de calibre correto (Extensões do
cabo de força).
O cabo de alimentação do NMEA 2000 deve ser
conectado a uma fonte de energia de 9 a 16
VCC.
Â
CCU
A CCU pode ser montada em um local não
imerso próximo do centro do barco, em qualquer
orientação (Considerações sobre a montagem e
conexão da CCU).
A CCU deve estar localizada longe de fontes de
interferência eletromagnética.
Ã
Unidade de
acionamento
O cabo de alimentação da unidade de
acionamento não pode ser cortado ou
estendido.
Se você estiver usando o piloto automático com
uma unidade de acionamento não vendida pela
Garmin, um cabo de alimentação da unidade de
acionamento (vendido separadamente) deve ser
usado (Conexão a uma unidade de acionamento
existente).
Se você estiver usando o piloto automático com
uma unidade de acionamento solenoide, um
cabo de alimentação solenoide (vendido
separadamente) deve ser usado (Conexão a
uma unidade de acionamento solenoide).
Ä
Å
ECU
Rede NMEA
2000
O controle do timão e a CCU devem ser
conectados a uma rede NMEA 2000 com o uso
dos conectores em T incluídos (Considerações
sobre conexão do NMEA 2000).
Se não houver uma rede NMEA 2000 existente
no barco, é possível criar uma rede usando os
cabos e conectores fornecidos (Construção de
uma rede básica NMEA 2000 para o sistema de
piloto automático).
Procedimentos de instalação
CUIDADO
Sempre use óculos de segurança, protetores auriculares e uma
máscara contra pó ao perfurar, cortar ou lixar.
4
AVISO
Se você estiver montando o dispositivo em fibra de vidro, ao
perfurar os quatro orifícios-piloto, é recomendável usar um
escareador para fazer um rebaixamento de espaçamento
apenas através da camada de Gel-Coat superior. Isso ajudará a
evitar rachaduras nessa camada quando os parafusos forem
apertados.
Os parafusos de aço inoxidável poderão emperrar quando
apertados em fibra de vidro e apertados em excesso.A Garmin
recomenda aplicar um lubrificante antigrimpagem de aço
inoxidável nos parafusos antes de instalá-los.
Antes de montar o controle do timão, é preciso selecionar um
local de montagem (Considerações sobre a montagem do
controle do timão).
1 Ajuste o modelo para montagem embutida e verifique se ele
se encaixa no local de montagem selecionado.
O modelo para montagem embutida é fornecido na caixa do
controle do timão.
2 Prenda o modelo ao local de montagem selecionado.
3 Se você planeja cortar o orifício com uma ferramenta de
corte giratória em vez de uma serra-copo de 90 mm (3,5 pol),
utilize uma broca de 10 mm (3/8 pol) para fazer um orifíciopiloto conforme indicado no modelo para iniciar o corte da
superfície de montagem.
4 Com uma serra-copo ou ferramenta de corte giratória, corte
a superfície de montagem ao longo da parte interna da linha
pontilhada indicada no modelo.
5 Se necessário, use uma lima ou lixa para melhorar o
tamanho do corte.
6 Coloque o controle do timão no corte para confirmar que os
quatro orifícios de montagem do modelo estão nos locais
corretos.
7 Se os orifícios de montagem não estiverem corretos, marque
os locais corretos dos quatro orifícios de montagem.
Remova
o controle do timão do corte.
8
9 Faça os quatro furos-piloto de 2,8 mm (7/64 pol.).
Se estiver montando o controle do timão em fibra de vidro, é
preciso utilizar um escareador conforme aconselhado no
aviso.
10 Remova o restante do modelo.
11 Posicione a gaxeta inclusa na parte traseira do dispositivo.
Aplique o selante marítimo em torno da gaxeta para evitar
vazamento atrás do painel de instrumentos (opcional).
12 Coloque o controle do timão no corte.
13 Prenda firmemente o controle do timão na superfície de
montagem utilizando os parafusos fornecidos.
Se estiver montando o controle do timão em fibra de vidro, é
preciso utilizar um lubrificante antiengripamento conforme
aconselhado no aviso.
14 Encaixe o painel decorativo À.
4 Depois de instalar todos os outros componentes do piloto
automático, conecte o cabo de alimentação à ECU.
Extensões do cabo de força
Se necessário, o cabo de força pode ser ampliado com o calibre
apropriado para o tamanho da extensão.
Item
À
Á
Â
Montagem da CCU
1 Determine o local de montagem.
2 Usando a CCU como modelo, marque os dois locais dos
furos-piloto na superfície de montagem.
3 Usando uma broca de 3 mm (1/8 pol.), faça os furos-piloto.
4 Use os parafusos incluídos para fixar a CCU na superfície de
montagem.
Instalação da ECU
Montagem da ECU
Antes de montar a ECU, é preciso selecionar um local e
determinar o hardware de montagem correto (Considerações
sobre a montagem e conexão da ECU).
1 Segure a ECU no local de montagem desejado e marque os
locais dos orifícios de montagem na superfície de montagem
usando a ECU como modelo.
2 Com auxílio de uma broca adequada para a superfície de
montagem e do hardware de montagem selecionado, faça os
quatro furos através da superfície de montagem.
3 Fixe a ECU na superfície de montagem usando o hardware
de montagem selecionado.
Conexão da ECU à alimentação
ATENÇÃO
Ao conectar o cabo de força, não remova o porta-fusíveis em
linha. Para impedir a possibilidade de ferimentos ou danos ao
produto causados por incêndio ou superaquecimento, o fusível
apropriado deverá estar no local, conforme indicado nas
especificações do produto. Além disso, conectar o cabo de
força sem o fusível apropriado anulará a garantia do produto.
Você deve conectar o cabo de alimentação da ECU diretamente
na bateria do barco, se possível. Embora não seja
recomendado, se você conectar o cabo de alimentação a um
bloco de terminais ou outra fonte, deve conectá-lo através de
um fusível de 40 A.
Se você planeja passar a energia da ECU por um disjuntor ou
interruptor próximo ao timão, deve considerar o uso de um relé
e fio de controle de tamanho adequado em vez de estender o
cabo de alimentação da ECU.
1 Passe a extremidade com terminais do conector do cabo de
alimentação da ECU até a ECU, mas não a conecte à ECU.
2 Passe a extremidade sem revestimento do cabo de
alimentação da ECU até a bateria do barco.
Se o fio não for longo o suficiente, ele pode ser estendido
(Extensões do cabo de força).
3 Conecte o fio preto (-) ao terminal negativo (-) da bateria e
conecte o fio vermelho (+) ao terminal positivo (+) da bateria.
Item
À
Á
Â
Ã
Ä
Å
Æ
Item
À
Á
Â
Ã
Ä
Å
Æ
Item
À
Á
Â
Ã
Ä
Å
Æ
Descrição
Fusível
Bateria
2,7 m (9 pés) sem extensão
Descrição
Junção
Fio de extensão 5,26 mm² (10 AWG)
Fusível
20,3 cm (8 pol)
Bateria
20,3 cm (8 pol)
Até 4,6 m (15 pés)
Descrição
Junção
Fio de extensão 8,36 mm² (8 AWG)
Fusível
20,3 cm (8 pol)
Bateria
20,3 cm (8 pol)
Até 7 m (23 pés)
Descrição
Junção
Fio de extensão 13,29 mm² (6 AWG)
Fusível
20,3 cm (8 pol)
Bateria
20,3 cm (8 pol)
Até 11 m (36 pés)
Instalação da unidade de acionamento
A unidade de acionamento (vendida separadamente) deve ser
conectada ao controle do leme de modo que o piloto automático
da Série GHP Reactor mecânico possa manobrar o barco. Ao
comprar uma unidade de acionamento vendida pela Garmin, ela
incluirá os cabos, conectores e instruções corretos.
Se uma unidade de acionamento já estiver instalada no barco,
você pode usar um cabo de alimentação da unidade de
acionamento (vendido separadamente) para adaptar a unidade
de acionamento para uso com o sistema de piloto automático.
5
Se você conectar o sistema de piloto automático a uma unidade
de acionamento não vendida pela Garmin, também precisa
fornecer informações de feedback do leme ao instalar e
conectar um sensor de feedback do leme da Garmin
(recomendado) ou ao fazer a conexão a um sensor de feedback
do leme existente no barco com o uso de um cabo de feedback
do leme (vendido separadamente).
4 Conecte o cabo de alimentação solenoide (não incluído) à
unidade de acionamento solenoide, de acordo com o
diagrama e as tabelas.
O cabo de alimentação solenoide possui 0,8 m (2,6 pés) de
comprimento e não pode ser estendido.
Instalação de uma unidade de acionamento da Garmin
Siga as instruções de instalação fornecidas com a unidade
de acionamento da Garmin para montá-la e conectá-la ao
controle do leme e ao sistema de piloto automático.
Bloqueador de corrosão
AVISO
Para garantir uma longa duração de todas as peças, aplique
bloqueador de corrosão na unidade pelo menos duas vezes ao
ano.
+
‐
+
‐
+
‐
Um bloqueador de corrosão marítimo deve ser aplicado na
unidade de acionamento depois que todas as conexões tiverem
sido feitas.
Conexão a uma unidade de acionamento existente
Você deve instalar o cabo de alimentação da unidade de
acionamento para usar uma unidade de acionamento não
vendida pela Garmin com o piloto automático da Série GHP
Reactor mecânico. Esse cabo é vendido separadamente.
Estas instruções não se aplicam a uma unidade de
acionamento tipo solenoide (Conexão a uma unidade de
acionamento solenoide).
1 Se necessário, siga as instruções de instalação fornecidas
com a unidade de acionamento para instalá-la no barco.
Se
a unidade de acionamento tiver cabos conectados,
2
desconecte-os.
3 Consulte a documentação fornecida pelo fabricante da
unidade de acionamento para identificar as conexões na
unidade de acionamento.
Conecte
o cabo de alimentação da unidade de acionamento
4
(não incluído) à unidade de acionamento, de acordo com as
cores e funções dos fios na tabela.
O cabo de alimentação da unidade de acionamento não
pode ser estendido.
Cor do fio Função
Item Descrição
Ê
Ë
Ì
Í
Î
Terminal negativo (-) da unidade de acionamento
Azul
Alimentação da embreagem (corte e passe fita no fio se
a unidade de acionamento não possuir embreagem)
Branco
Aterramento da embreagem (corte e passe fita no fio se
a unidade de acionamento não possuir embreagem)
5 Conecte o cabo de alimentação da unidade de acionamento
à ECU.
Conexão a uma unidade de acionamento solenoide
Você deve instalar o cabo de alimentação solenoide para utilizar
uma unidade de acionamento solenoide com o sistema de piloto
automático da Série GHP Reactor mecânico. Esse cabo é
vendido separadamente.
Estas instruções aplicam-se somente a unidades de
acionamento do tipo solenoide.
1 Se necessário, siga as instruções de instalação fornecidas
com a unidade de acionamento solenoide para instalá-la no
barco.
Se
a unidade de acionamento solenoide tiver cabos
2
conectados, desconecte-os.
3 Consulte a documentação fornecida pelo fabricante da
unidade de acionamento solenoide para identificar as
conexões na unidade de acionamento.
6
Vendido separadamente.
Solenoide de estibordo
Solenoide de bombordo
Solenoide de desvio
Pode não estar presente em
todos os sistemas.
Sistema de navegação
auxiliar
Pode não estar presente em
todos os sistemas.
Fio Cor
Descrição
À
Vermelho
Conecte ao terminal positivo (+) do solenoide
de estibordo.
Á
Branco/
vermelho
Conecte ao terminal comum (-) de estibordo.
Â
Preto
Conecte ao terminal positivo (+) do solenoide
de bombordo.
Branco/Preto
Conecte ao terminal comum (-) de bombordo.
Azul
Conecte ao terminal positivo (+) do solenoide
de desvio.
Corte e passe fita no fio se não houver
nenhum solenoide de desvio presente.
Å
Branco/azul
Conecte ao terminal comum (-) do solenoide
de desvio.
Corte e passe fita no fio se não houver
nenhum solenoide de desvio presente.
Æ
N/D
Terminal positivo (+) de estibordo da
navegação auxiliar (se presente).
Ç
N/D
Terminal positivo (+) de bombordo da
navegação auxiliar (se presente).
È
N/D
Terminal positivo (+) de desvio da navegação
auxiliar (se presente).
É
N/D
Terminal comum (-) da navegação auxiliar (se
presente).
Ã
Ä
Vermelho Terminal positivo (+) da unidade de acionamento
Preto
Notas
Cabo de alimentação
solenoide
5 Conecte o cabo de alimentação solenoide à ECU.
Instalação de um sensor de feedback do leme da Garmin
Se você tiver instalado uma unidade de acionamento fornecida
pela Garmin, dados de feedback do leme são fornecidos pela
unidade de acionamento e um sensor de feedback do leme
separado não é necessário. Se você estiver conectando o piloto
automático a uma unidade de acionamento não vendida pela
Garmin, também precisa instalar um sensor de feedback do
leme, como o GRF 10 (vendido separadamente).
Siga as instruções de instalação fornecidas com o sensor de
feedback do leme GRF para conectá-lo ao controle do leme
e ao sistema de piloto automático.
Conexão com um sensor de feedback do leme existente
Se você tiver conectado o piloto automático a uma unidade de
acionamento não vendida pela Garmin e planeja conectá-lo a
um sensor de feedback do leme não vendido pela Garmin, deve
usar um cabo de feedback do leme para conectar o sensor ao
piloto automático da Série GHP Reactor mecânico. Esse cabo é
vendido separadamente.
OBSERVAÇÃO: o piloto automático da Série GHP Reactor
mecânico é compatível apenas com um sensor de feedback do
leme típico do tipo potenciômetro com três terminais. O sistema
não funciona com um sensor de feedback do leme baseado na
frequência.
1 Se necessário, siga as instruções de instalação fornecidas
com o sensor de feedback do leme para instalá-lo no barco.
2 Se o sensor de feedback do leme tiver cabos conectados,
desconecte-os.
3 Consulte a documentação fornecida pelo fabricante do
sensor de feedback do leme para identificar as conexões no
sensor de feedback do leme.
4 Conecte o cabo de feedback do leme (não incluído) à
unidade de acionamento, de acordo com as cores e funções
dos fios na tabela.
Se necessário, o cabo pode ser estendido com o uso do fio
de 0,33 mm2 (22 AWG).
Cor do fio
Função
Vermelho
Terminal positivo (+) de feedback do leme
Preto
Terminal negativo (-) de feedback do leme
Amarelo
Limpador de feedback do leme
5 Conecte o cabo de feedback do leme à ECU.
Conectar o CCU
1 Passe a extremidade do conector do cabo CCU pelo ECU e
faça a conexão.
2 Passe os fios laranja e azul da parte sem revestimento do
cabo CCU pelo local onde você pretende instalar o alarme
(Instalação do alarme).
Se o cabo não for longo o suficiente, estenda os fios
apropriados com o uso do fio de 0,08 mm2 (28 AWG).
3 Passe os fios marrom e preto da parte sem revestimento do
cabo CCU até o local onde você pretende instalar a Shadow
Drive (Instalação da Shadow Drive) (opcional).
Se o cabo não for longo o suficiente, estenda os fios
apropriados com o uso do fio de 0,08 mm2 (28 AWG).
Se você não pretende instalar a Shadow Drive, corte e passe
fita nos fios marrom e preto.
Instalação da Shadow Drive
OBSERVAÇÃO: a Shadow Drive é um acessório opcional que
pode ser usado apenas em um barco equipado com sistema de
direção hidráulica.
Shadow Drive Cor do fio
Cor do fio do cabo da CCU
Vermelho (+)
Marrom (+)
Preto (-)
Preto (-)
3 Solde e cubra todas as conexões sem revestimento.
Instalação do alarme
Antes de montar o alarme, é preciso selecionar um local de
montagem (Considerações sobre a montagem e conexão do
alarme).
1 Passe o cabo do alarme até a extremidade sem revestimento
do cabo da CCU.
Se o cabo não for longo o suficiente, estenda os fios
apropriados com o uso do fio de 0,08 mm2 (28 AWG).
2 Conecte os cabos, com base nesta tabela.
Cor do fio do alarme
Cor do fio do cabo da CCU
Branco (+)
Laranja (+)
Preto (-)
Azul (-)
3 Solde e cubra todas as conexões sem revestimento.
4 Fixe o alarme com prendedores de cabo ou outro
equipamento de montagem apropriado (não incluído).
NMEA 2000e componentes do piloto automático
AVISO
Se você tiver uma rede NMEA 2000 na sua embarcação, ela já
deverá estar conectada à alimentação. Não conecte o cabo de
alimentação NMEA 2000 a uma rede NMEA 2000 existente,
porque apenas uma fonte de alimentação deverá estar
conectada a uma rede NMEA 2000.
Você pode conectar o controle do timão e a CCU através de
uma rede NMEA 2000 existente. Se você não possuir uma rede
NMEA 2000 existente no barco, todas as peças necessárias
para criar uma rede são fornecidas no pacote de piloto
automático (Construção de uma rede básica NMEA 2000 para o
sistema de piloto automático).
Para usar recursos avançados do piloto automático, dispositivos
NMEA 2000 opcionais, como um dispositivo de GPS, podem ser
conectados à rede NMEA 2000.
Se não estiver familiarizado com o sistema NMEA 2000, leia o
capítulo "Fundamentos da rede NMEA 2000" da Referência
Técnica para Produtos NMEA 2000. Para transferir este
documento, selecione Manuais na página referente ao seu
dispositivo em www.garmin.com.
Construção de uma rede básica NMEA 2000 para o sistema
de piloto automático
AVISO
Se estiver instalando um cabo de alimentação NMEA 2000,
ligue-o ao interruptor da ignição da embarcação ou através de
outro interruptor em série.Os dispositivos NMEA 2000
descarregarão sua bateria se o cabo de alimentação NMEA
2000 for conectado diretamente à bateria.
1 Conecte os três conectores em T À lado a lado.
Conexão da Shadow Drive ao sistema hidráulico
Antes de poder instalar a Shadow Drive, é preciso selecionar
um local para conectar a Shadow Drive à direção hidráulica do
barco (Considerações sobre a montagem da Shadow Drive™).
Use os conectores hidráulicos (não incluídos) para instalar a
Shadow Drive na linha hidráulica apropriada.
Conexão da Shadow Drive à CCU
1 Passe a extremidade sem revestimento do cabo da CCU até
a Shadow Drive.
Se o cabo não for longo o suficiente, estenda os fios
apropriados com o uso do fio de 0,08 mm² (28 AWG).
2 Conecte os cabos, com base nesta tabela.
7
conector em T desconectado ou no cabo de extensão do
backbone.
5 Direcione o cabo de rede incluído Ä até o controle do timão
e até a parte inferior do conector em T adicionado na etapa
4.
Se o cabo de rede incluído não for longo o suficiente, você
pode usar um cabo de rede com até 6 m (20 pés) de
comprimento (não incluído).
6 Conecte o cabo de rede ao controle do timão e ao conector
em T.
7 Repita as etapas 2 a 6 para a CCU.
Conexão de dispositivos NMEA 2000 opcionais ao
sistema de piloto automático
2 Conecte o cabo de alimentação do NMEA 2000 Á incluído a
uma fonte de energia de 9 a 12 VCC Â através de um
interruptor Ã.
3
4
5
6
Conecte o cabo de alimentação ao interruptor de ignição do
barco, se possível, ou passe-o por um interruptor em linha
(não incluído).
OBSERVAÇÃO: o fio de drenagem trançado (sem
revestimento) no cabo de alimentação do NMEA 2000 deve
estar conectado ao mesmo terra que o fio preto no cabo de
alimentação do NMEA 2000.
Conecte o cabo de alimentação do NMEA 2000 a um dos
conectores em T.
Conecte um dos cabos de rede do NMEA 2000 Ä incluídos a
um dos conectores em T e ao controle do timão Å.
Conecte o outro cabo de rede incluído do NMEA 2000 ao
outro conector em T e à CCU Æ.
Conecte os terminadores macho e fêmea Ç em cada uma
das extremidades dos conectores em T combinados.
Conexão dos componentes do piloto automático a uma
rede NMEA 2000 existente
1 Determine onde conectar o controle do timão À e a CCU Á
ao backbone existente do NMEA 2000 Â.
Você pode usar os recursos avançados do sistema de piloto
automático conectando dispositivos compatíveis com NMEA
2000 opcionais, como um sensor de vento, um sensor de
velocidade da água ou um dispositivo de GPS à NMEA
2000rede.
OBSERVAÇÃO: você pode conectar dispositivos opcionais que
não são NMEA 2000 compatíveis com o controle do timão com
o uso do NMEA 0183 (Considerações sobre conexão do NMEA
0183).
1 Adicione mais um conector em T (não incluído) à rede NMEA
2000.
2 Conecte o dispositivo opcional NMEA 2000ao conector em T
seguindo as instruções fornecidas com o dispositivo.
Configuração do piloto automático
O piloto automático deve ser configurado e ajustado à dinâmica
do barco. O Assistente do estaleiro e o Assistente de avaliação
do mar no controle do timão são usados para configurar o piloto
automático. Esses assistentes orientam-no através das etapas
de configuração necessárias.
O Assistente do estaleiro
AVISO
Se você executar o Assistente do estaleiroenquanto o barco
está fora da água, permita que haja espaço para a
movimentação do leme, a fim de evitar danos ao leme ou outros
objetos.
Você pode executar o Assistente do estaleiro com o barco
dentro ou fora da água.
Se o barco estiver na água, ele deve permanecer em repouso
enquanto você executa o assistente.
Execução do Assistente do estaleiro
AVISO
Se você tiver um barco com um sistema de navegação com
assistência eletrônica, ligue a assistência eletrônica antes de
executar o Assistente do estaleiro para evitar danos ao sistema
de navegação.
1 Ligue o piloto automático.
2 No local onde você deseja conectar o controle do timão,
desconecte da rede um dos lados de um conector em T do
NMEA 2000 Ã.
3 Se necessário, conecte um cabo de extensão do backbone
do NMEA 2000 (não incluído) no lado do conector em T
desconectado para estender o backbone da rede NMEA
2000.
4 Adicione um conector em T incluído do controle do timão ao
backbone do NMEA 2000 conectando-o na lateral do
8
2
3
4
5
Na primeira vez que ligar o piloto automático, você deverá
realizar uma breve sequência de configuração.
Se o Assistente do estaleiro não iniciar automaticamente
após a sequência de configuração, selecione Menu >
Config. > Config piloto autom revend > Assistentes >
Assistente do estaleiro.
Selecione o tipo de embarcação.
Selecione a classe da unidade de acionamento (Seleção da
classe da unidade de acionamento).
Se você tiver uma unidade de acionamento não vendida pela
Garmin, selecione a tensão da unidade de acionamento e a
tensão da embreagem da unidade de acionamento (Seleção
da tensão da unidade de acionamento e da tensão da
embreagem da unidade de acionamento).
6 Se você tiver uma unidade de acionamento solenoide,
selecione a tensão do solenoide e a tensão da válvula de
desvio solenoide (Seleção da tensão do solenoide e da
tensão da válvula de desvio solenoide).
Se
necessário, ative a Shadow Drive (Ativação da Shadow
7
Drive).
8 Calibre o sensor do leme (Calibração do leme).
9 Se você tiver uma unidade de acionamento não vendida pela
Garmin, ajuste a unidade de acionamento (Ajuste de uma
unidade de acionamento existente).
10 Teste a direção de navegação (Teste da direção de
navegação).
Se
11 necessário, selecione a fonte de velocidade (Seleção da
fonte de velocidade).
12 Se necessário, verifique o tacômetro (Verificação do
tacômetro).
13 Revise os resultados do Assistente do estaleiro (Revisão dos
resultados do Assistente do estaleiro).
Seleção da classe da unidade de acionamento
No controle do timão, selecione uma opção:
• Se você tiver instalado uma unidade de acionamento
Classe A da Garmin, selecione Classe A.
• Se você tiver instalado uma unidade de acionamento
Classe B da Garmin, selecione Classe B.
• Se você tiver conectado o piloto automático a uma
unidade de acionamento solenoide existente, selecione
Solenoide.
• Se você tiver conectado o piloto automático a uma
unidade de acionamento existente não vendida pela
Garmin, selecione Outros.
Seleção da tensão da unidade de acionamento e da tensão
da embreagem da unidade de acionamento
AVISO
Fornecer um valor incorreto de tensão da unidade de
acionamento ou de tensão da embreagem da unidade de
acionamento pode danificá-la.
Essas configurações são aplicáveis apenas a unidades de
acionamento não vendidas pela Garmin.
1 Consulte o fabricante da unidade de acionamento para
determinar a tensão da unidade de acionamento e a tensão
da embreagem da unidade de acionamento.
2 No controle do timão, selecione a tensão aprovada para a
unidade de acionamento.
3 Selecione a tensão aprovada para a embreagem da unidade
de acionamento.
Seleção da tensão do solenoide e da tensão da válvula de
desvio solenoide
AVISO
Fornecer um valor incorreto de tensão do solenoide ou de
tensão da válvula de desvio solenoide da sua unidade de
acionamento pode danificá-la.
Estas configurações aplicam-se somente a unidades de
acionamento do tipo solenoide.
1 Consulte o fabricante da unidade de acionamento solenoide
para determinar a tensão do solenoide e a tensão da válvula
de desvio solenoide.
2 No controle do timão, selecione a tensão aprovada para a
unidade de acionamento solenoide.
3 Selecione a tensão da válvula de desvio aprovada para a
unidade de acionamento solenoide.
Calibração do leme
OBSERVAÇÃO: se aparecer um erro durante estas etapas, o
sensor de feedback do leme pode ter atingido o limite. Se isso
acontecer, talvez o sensor de feedback do leme não tenha sido
instalado corretamente. Se o problema persistir, você pode
continuar com a calibração ao mover o leme até a posição mais
distante que não apresenta um erro.
1 Posicione o leme para que o barco vire totalmente a
estibordo e selecione OK.
2 Depois de concluída a calibração a estibordo, posicione o
leme para que o barco vire totalmente a bombordo, e
selecione OK.
3 Depois de concluída a calibração a bombordo, centralize a
posição do leme, solte-o e selecione Início.
O piloto automático assume o controle do leme.
4 Sem tocar no leme ou no controle do timão, deixe o piloto
automático calibrar o leme.
5 Selecione uma opção:
• Se a calibração não foi concluída com êxito, repita as
etapas 1 a 4.
• Se a calibração foi concluída com êxito, selecione OK.
Ativação da Shadow Drive
Se tiver instalado o piloto automático em um barco com um
sistema de direção hidráulica, você pode instalar uma válvula
Garmin Shadow Drive (vendida separadamente).
No controle do timão, selecione uma opção:
• Selecione Não se você não tiver instalado uma válvula
Shadow Drive.
• Selecione Sim se você tiver instalado uma válvula
Shadow Drive.
Ajuste de uma unidade de acionamento existente
OBSERVAÇÃO: esse procedimento não se aplica às unidades
de acionamento solenoide.
Se você tiver conectado o piloto automático a uma unidade de
acionamento não vendida pela Garmin, deve ajustar a unidade
de acionamento para uso com o sistema de piloto automático.
1 Centralize o leme e solte o timão.
2 No controle do timão, selecione Continuar.
O piloto automático assume o controle do leme à medida que
ajusta a unidade de acionamento. Uma mensagem é exibida
no controle do timão quando o ajuste está concluído.
Após
a conclusão do ajuste, selecione uma opção:
3
• Se o ajuste for concluído com êxito, selecione Concluído.
• Se o ajuste não for concluído com êxito, repita as etapas
1 a 3.
OBSERVAÇÃO: se necessário, você pode refinar o ajuste
posteriormente, com o uso das configurações avançadas
(Execução de procedimentos de ajuste avançado em uma
unidade de acionamento existente)
Teste da direção de navegação
1 Enquanto estiver movendo-se a uma baixa velocidade,
selecione
e .
Quando você selecionar , o leme deverá virar o barco para
a esquerda. Quando você selecionar , o leme deverá virar
o barco para a direita.
2 Selecione Continuar.
3 Selecione uma opção:
• Se o teste de navegação virar o barco na direção correta,
selecione Sim.
• Se o teste de direção virar o barco na direção oposta,
selecione Não e repita as etapas de 1 a 3.
9
Seleção da fonte de velocidade
OBSERVAÇÃO: este procedimento aplica-se apenas a barcos
com quilha de cruzeiro e quilha de deslocamento. Ele não
aparece ao configurar o piloto automático de um veleiro.
Selecione uma opção:
• Se você tiver conectado um motor (ou motores)
compatível com NMEA 2000 à rede NMEA 2000,
selecione Tac - NMEA 2000 / Proprietário.
• Se a fonte de dados do tacômetro NMEA 2000 estiver
indisponível ou inutilizável, selecione GPS como uma
fonte de velocidade.
• Se você não conectou um tacômetro NMEA 2000ou
dispositivo de GPS como uma fonte de velocidade,
selecione Nenhum.
OBSERVAÇÃO: se o piloto automático não funcionar
corretamente usando Nenhum como a fonte de
velocidade, a Garmin recomenda a conexão de um
tacômetro através da rede NMEA 2000 ou o uso de um
dispositivo de GPS como a fonte de velocidade.
Verificação do tacômetro
Este procedimento aplica-se apenas a barcos com quilha de
cruzeiro e quilha de deslocamento. Ele não aparece ao
configurar o piloto automático de um veleiro.
Este procedimento não aparece quando GPS ou Nenhum
estiver selecionado como a fonte de velocidade.
Com o motor (ou motores) em funcionamento, compare as
leituras de RPM no controle do timão com o tacômetro (ou
tacômetros) no painel de instrumentos do barco.
Se os valores das rotações (RPM) não se alinharem, pode
haver um problema com a fonte de velocidade ou conexão
do NMEA 2000. .
Revisão dos resultados do Assistente do estaleiro
O controle do timão exibe os valores que você escolheu quando
executou o Assistente do estaleiro.
1 Examine os resultados do Assistente do estaleiro.
2 Selecione qualquer valor incorreto e escolha Selecionar.
3 Corrija o valor.
4 Repita as etapas 2 a 3 para todos os valores incorretos.
5 Ao concluir a revisão dos valores, selecione Concluído.
O Assistente de avaliação do mar
O Assistente de avaliação do mar configura os sensores
fundamentais do piloto automático e é extremamente importante
para executar o assistente nas condições apropriadas do barco.
Considerações importantes sobre o Assistente de avaliação
do mar
O Assistente de avaliação do mar deve ser concluído em mar
calmo. Como a natureza do mar calmo está relacionada ao
tamanho e à forma da embarcação, antes de iniciar o Assistente
de avaliação do mar, a embarcação deve estar em um local
adequado:
• A embarcação não deve balançar enquanto permanece
parada ou com movimento muito lento.
• A embarcação não deve ser influenciada significativamente
pelo vento.
Ao executar o Assistente de avaliação do mar, observe estas
considerações:
• O peso no barco deve permanecer equilibrado. Ao realizar
qualquer uma das etapas no Assistente de avaliação do mar,
não se mova pelo barco.
• Em veleiros, a vela deve ser abaixada.
• Em veleiros, o motor deve permanecer em uma posição que
conduza o barco em linha reta.
10
Execução do Assistente de avaliação do mar
1 Conduza o barco para uma área aberta de águas calmas.
2 Selecione Menu > Config. > Config piloto autom revend >
Assistentes > Assistente de avaliação do mar
3 Se necessário, configure a RPM de aplanação.
Esta etapa é aplicável apenas a barcos motorizados com
quilha de cruzeiro com a fonte de velocidade definida como
Tac - NMEA 2000 / Proprietário.
4 Se necessário, configure a velocidade de aplanação.
Esta etapa é aplicável apenas a barcos motorizados com
quilha de cruzeiro com a fonte de velocidade definida como
GPS.
5 Se necessário, configure o limite RPM alto.
Esta etapa é aplicável apenas a barcos motorizados com a
fonte de velocidade definida como Tac - NMEA 2000 /
Proprietário ou GPS.
6 Se necessário, configure a velocidade máxima.
Esta etapa é aplicável apenas a barcos motorizados com a
fonte de velocidade definida como GPS.
7 Calibre a bússola (Calibração da bússola).
8 Execute o procedimento de Ajuste autom. (Execução do
procedimento de Ajuste autom.).
9 Defina o norte (Definição do norte) se informações de
direção do GPS estiverem disponíveis, ou faça o ajuste fino
da direção (Configuração do ajuste fino da direção) se as
informações de direção do GPS não estiverem disponíveis.
Calibração da bússola
1 Selecione uma opção:
• Se você estiver realizando este procedimento como parte
do Assistente de avaliação do mar, selecione Início.
• Se realizar este procedimento fora do Assistente de
avaliação do mar, na tela inicial, selecione Menu >
Config. > Config piloto autom revend > Configuração
da bússola > Calibrar bússola > Início.
2 Siga as instruções no controle do timão até que a calibração
seja concluída, tomando cuidado para manter o barco o mais
estável e plano possível.
O barco não deve inclinar durante a calibração.
3 Selecione uma opção:
• Se a calibração for concluída com êxito, selecione
Concluído.
• Se a calibração não for concluída com êxito, selecione
Repetir e repita as etapas 1 a 3.
Quando a calibração estiver concluída, os valores de calibração
são exibidos. Você pode usar esses valores para determinar a
qualidade do procedimento de calibração.
Valores de calibração da bússola
Após a conclusão do processo de calibração da bússola, você
pode analisar os resultados fornecidos no controle do timão
para determinar o sucesso da calibração.
Ambiente magnético: indica o nível de distorção do campo
magnético da Terra no local de montagem.
• o valor 100 indica que o dispositivo não apresenta
interferência eletromagnética no local de montagem.
• Se esse valor estiver baixo, pode ser necessário mover a
CCU e calibrar a bússola novamente.
• O valor 100 é o ideal, mas não é necessário para que o
piloto automático funcione corretamente. Se a CCU
estiver montada em um local ideal no barco, é preciso
continuar a configurar o piloto automático e avaliar o
desempenho novamente mais tarde.
Qualidade de rotação: representa o quanto a embarcação
permaneceu nivelada durante o processo de calibração da
bússola.
• um valor 100 indica que a embarcação permaneceu
perfeitamente nivelada durante a calibração da bússola.
• Se esse valor estiver baixo, pode ser necessário calibrar a
bússola novamente.
Execução do procedimento de Ajuste autom.
Antes de iniciar este procedimento, você deve ter uma longa
faixa de mar aberto disponível.
1 Ajuste o acelerador para que o barco viaje em uma típica
velocidade de cruzeiro que fornece direção responsiva.
2 Selecione uma opção:
• Se você estiver realizando este procedimento como parte
do Assistente de avaliação do mar, selecione Início.
• Se realizar este procedimento fora do Assistente de
avaliação do mar, na tela inicial, selecione Menu >
Config. > Config piloto autom revend > Ajuste piloto
autom. > Ajuste autom. > Início.
O barco executa vários movimentos em zigue-zague
enquanto o Ajuste autom. está em andamento.
3 Após a conclusão do procedimento, siga as instruções na
tela.
4 Selecione uma opção:
• Se o procedimento de Ajuste autom. não ocorrer com
êxito, mas você não tiver atingido a velocidade máxima de
cruzeiro, aumente a velocidade e repita as etapas 1 a 3
até que o procedimento de Ajuste autom. seja concluído
com êxito.
• Se o procedimento de Ajuste autom. não ocorrer com
êxito e você tiver atingido a velocidade máxima de
cruzeiro, reduza a velocidade para a velocidade inicial do
Ajuste autom. e selecione Ajuste autom. alternativo
para iniciar um procedimento alternativo.
Quando o procedimento de Ajuste autom. estiver concluído, os
valores de ganho são exibidos. Você pode usar esses valores
para determinar a qualidade do procedimento de Ajuste autom..
Ajuste automático de valores de ganho
Após a conclusão do procedimento de ajuste automático, é
possível rever os valores de ganho fornecidos no controle do
timão. Você pode gravar esses números para referência se
quiser executar o procedimento de ajuste automático
posteriormente ou se quiser ajustar manualmente as
configurações de ganho (não recomendado) (Ajuste das
configurações de ganho do piloto automático).
Ganho: define a firmeza com a qual o piloto automático mantém
a direção e a agressividade com a qual ele faz as curvas.
Ganho do contador: define a agressividade com a qual o piloto
automático ajusta um excesso de direção depois de fazer
uma curva.
Definição do norte
Antes de iniciar este procedimento, você deve ter uma longa
faixa de mar aberto disponível.
OBSERVAÇÃO: se você seguiu as diretrizes ao montar a CCU,
este procedimento talvez não seja necessário (Considerações
sobre a montagem e conexão da CCU).
Este procedimento é apresentado se o piloto automático estiver
conectado a um dispositivo GPS opcional (Conexão de
dispositivos NMEA 2000 opcionais ao sistema de piloto
automático) e se o dispositivo tiver adquirido uma posição do
GPS. Durante este procedimento, o piloto automático usa as
informações de direção do GPS para ajustar o norte no sistema
de piloto automático.
Se você não possui um dispositivo de GPS conectado, deverá
fazer o ajuste fino da direção (Configuração do ajuste fino da
direção).
1 Conduza o barco na velocidade de cruzeiro em linha reta.
2 Selecione uma opção:
• Se você estiver realizando este procedimento como parte
do Assistente de avaliação do mar, selecione Início.
• Se realizar este procedimento fora do Assistente de
avaliação do mar, na tela inicial, selecione Menu >
Config. > Config piloto autom revend > Configuração
da bússola > Definir norte > Início.
Continue
conduzindo o barco na velocidade de cruzeiro em
3
linha reta e siga as instruções na tela.
4 Selecione uma opção:
• Se a calibração for concluída com êxito, selecione
Concluído.
• Se a calibração não for concluída com êxito, repita as
etapas 1 a 3.
Configuração do ajuste fino da direção
Este procedimento só aparece se você não tiver um dispositivo
de GPS opcional conectado ao piloto automático (Conexão de
dispositivos NMEA 2000 opcionais ao sistema de piloto
automático). Se o piloto automático estiver conectado a um
dispositivo de GPS que adquiriu uma posição de GPS, você
deverá definir o norte (Definição do norte).
1 Com o uso de uma bússola portátil, identifique o norte.
2 Selecione uma opção:
• Se realizar este procedimento como parte do Assistente
de avaliação do mar, faça o ajuste fino da direção até que
ela corresponda ao norte na bússola magnética.
• Se realizar esta calibração fora do Assistente de
avaliação do mar, na tela inicial, selecione Menu >
Config. > Config piloto autom revend > Configuração
da bússola > Ajuste fino da direção, e faça o ajuste fino
da direção até que ela corresponda ao norte na bússola
magnética.
3 Selecione Concluído.
Teste e ajuste da configuração
AVISO
Teste o piloto automático a uma velocidade lenta. Depois de
testar e ajustar o piloto automático a uma velocidade lenta,
teste-o a uma velocidade mais alta para simular condições
normais de funcionamento.
1 Conduza o barco em uma direção com o piloto automático
ativado (manutenção da direção).
O barco pode oscilar um pouco, mas não deve oscilar
significativamente.
2 Vire o barco em uma direção usando o piloto automático e
observe o comportamento.
O barco deve virar suavemente, nem depressa nem lento
demais.
Quando você vira o barco com o uso do piloto automático, o
barco deve se aproximar e estabelecer a direção desejada
com o mínimo de excesso e oscilação.
3 Selecione uma opção:
• Se o barco ficar muito rápido ou muito lento, ajuste o
limitador de aceleração do piloto automático (Ajuste das
configurações do limitador de aceleração).
• Se a manutenção de direção oscilar significativamente, ou
se o barco não corrigir a direção quando virar, ajuste o
ganho do piloto automático (Ajuste das configurações de
ganho do piloto automático).
• Se o barco virar tranquilamente, a manutenção da direção
oscilar um pouco ou nada e o barco ajustar a direção
corretamente, a configuração está correta e nenhum
ajuste adicional é necessário.
Ajuste das configurações do limitador de aceleração
1 Ative o Modo de revendedor (Ativação da configuração do
revendedor).
11
2 Selecione Menu > Config. > Config piloto autom revend >
Ativação da configuração do revendedor
Ajuste piloto autom. > Limitador de aceleração.
3 Selecione uma opção:
• Aumente a configuração se o piloto automático fizer
curvas muito rapidamente.
• Diminua a configuração se o piloto automático fizer curvas
muito lentamente.
Ao ajustar manualmente o limitador de aceleração, faça
ajustes relativamente pequenos. Teste a alteração antes de
fazer ajustes adicionais.
4 Teste a configuração do piloto automático.
5 Repita as etapas 3 e 4 até que o desempenho do piloto
automático seja satisfatório.
Ajuste das configurações de ganho do piloto automático
1 Ative o Modo de revendedor (Ativação da configuração do
revendedor).
2 Selecione Menu > Config. > Config piloto autom revend >
Ajuste piloto autom. > Ganhos do leme.
3 Selecione uma opção de acordo com o tipo de barco:
• Se você tiver um veleiro, um barco motorizado com quilha
de deslocamento ou um barco motorizado com a fonte de
velocidade definida como Nenhum, selecione Ganho e
ajuste a firmeza com a qual o leme mantém a direção e
faz curvas.
Se você definir esse valor muito alto, o piloto automático
pode ficar superativo e tentar ajustar constantemente a
direção ao menor desvio. Um piloto automático superativo
pode consumir a bateria em uma velocidade maior que a
normal.
• Se você tiver um veleiro, um barco motorizado com quilha
de deslocamento ou um barco motorizado com a fonte de
velocidade definida como Nenhum, selecione Ganho do
contador e ajuste a firmeza com a qual o leme corrige o
excesso da curva.
Se você definir esse valor muito baixo, o piloto automático
pode exceder a curva novamente ao tentar agir contra a
curva original.
• Se você tiver um barco motorizado com quilha de cruzeiro
com a fonte de velocidade definida como Tac - NMEA
2000 / Proprietário ou GPS, selecione Baixa veloc. ou
Alta velocidade e ajuste a firmeza com a qual o leme
mantém a direção e faz curvas em baixa velocidade ou
em alta velocidade.
Se você definir esse valor muito alto, o piloto automático
pode ficar superativo e tentar ajustar constantemente a
direção ao menor desvio. Um piloto automático superativo
pode consumir a bateria em uma velocidade maior que a
normal.
• Se você tiver um barco motorizado com quilha de cruzeiro
com a fonte de velocidade definida como Tac - NMEA
2000 / Proprietário ou GPS, selecione Contador baixa
veloc ou Contador de alta veloc e ajuste a firmeza com
a qual o leme corrige o excesso da curva.
Se você definir esse valor muito baixo, o piloto automático
pode exceder a curva novamente ao tentar agir contra a
curva original.
Teste
a configuração do piloto automático e repita as etapas
4
2 e 3 até que o desempenho do piloto automático seja
satisfatório.
1 Na tela inicial, selecione Menu > Config. > Sistema >
Configuração avançada
autom revend > Config. sistema de navegação > Classe
da unidade.
Selecione
Outros ou Solenoide, de acordo com a
3
configuração escolhida no Assistente do estaleiro.
Opções de configuração avançada não estão disponíveis no
controle do timão em condições normais. Para acessar as
opções de configuração avançada do piloto automático,
primeiramente você deve ativar o Modo de revendedor
(Ativação da configuração do revendedor).
12
Informação do sistema.
2 Segure a tecla central por 5 segundos.
O Modo de revendedor é exibido.
3 Selecione Voltar > Voltar.
Se a opção de Config piloto autom revend estiver disponível na
tela Configuração, o procedimento foi concluído com êxito.
Opções avançadas de configuração
Você pode executar o procedimento de ajuste automático,
calibrar a bússola e definir o norte no piloto automático sem
executar os assistentes. Você também pode definir
individualmente cada parâmetro, sem executar os processos de
configuração.
Como executar manualmente os processos de
configuração automatizada
1 Ative o Modo de revendedor (Ativação da configuração do
revendedor).
2 Na tela inicial, selecione Menu > Config. > Config piloto
autom revend.
3 Selecione um processo automático:
• Selecione Configuração da bússola > Calibrar bússola
para iniciar os procedimentos de calibração da bússola
(Calibração da bússola).
• Selecione Configuração da bússola > Definir norte
para iniciar os procedimentos para definir o norte
(Definição do norte).
• Selecione Ajuste piloto autom. > Ajuste autom. para
iniciar os procedimentos de ajuste automático do piloto
automático (Execução do procedimento de Ajuste
autom.).
Siga
as instruções na tela.
4
Definição manual de opções individuais de configuração
Configurar determinadas opções de configuração pode exigir a
modificação de outras configurações. Veja a seção "Opções
detalhadas de configuração" (Opções detalhadas de
configuração) antes de modificar qualquer opção.
1 Ative o Modo de revendedor (Ativação da configuração do
revendedor).
2 Na tela inicial, selecione Menu > Config. > Config piloto
autom revend.
3 Selecione uma categoria de configuração.
4 Selecione uma opção a ser configurada.
As descrições de cada opção estão disponíveis no apêndice
(Opções detalhadas de configuração).
5 Configure o valor da opção.
Ajuste manual das configurações de uma unidade existente
AVISO
Fornecer um valor incorreto de Voltagem da unidade, Voltagem
embreagem ou Corrente máx da unid da unidade de
acionamento existente pode danificar a unidade de
acionamento.
1 Ative a configuração do revendedor (Ativação da
configuração do revendedor).
2 Na tela inicial, selecione Menu > Config. > Config piloto
4 Selecione uma opção:
• Selecione Ajuste genérico para executar novamente o
procedimento de ajuste que você realizou durante o
Assistente do estaleiro (Ajuste de uma unidade de
acionamento existente).
• Selecione Voltagem da unidade para ajustar a tensão da
unidade de acionamento de acordo com as
especificações fornecidas pelo fabricante da unidade de
acionamento.
• Selecione Voltagem embreagem para ajustar a tensão
da embreagem de acordo com as especificações
fornecidas pelo fabricante da unidade de acionamento.
• Selecione Corrente máx da unid para ajustar o valor
nominal da corrente da unidade de acionamento de
acordo com as especificações fornecidas pelo fabricante
da unidade de acionamento.
• Selecione Ajuste avançado para fazer ajustes de alto
nível na unidade de acionamento (Execução de
procedimentos de ajuste avançado em uma unidade de
acionamento existente).
• Selecione Restaurar padrões para redefinir as
configurações da unidade de acionamento existente para
os valores padrão.
Após a redefinição das configurações da unidade de
acionamento para os valores padrão, você deve realizar o
procedimento de Ajuste genérico (Ajuste de uma
unidade de acionamento existente).
Se você ajustar qualquer um desses valores ou executar
qualquer um desses procedimentos de ajuste, deve realizar
novamente o procedimento de ajuste automático.
Execução de procedimentos de ajuste avançado em uma
unidade de acionamento existente
AVISO
Você deve realizar estes procedimentos somente se entender
por completo os conceitos de velocidade da unidade de
acionamento e tolerância de erro conforme definido a seguir. A
configuração incorreta desses valores pode danificar a unidade
de acionamento, consumir a bateria em uma velocidade maior
que a normal ou resultar em um desempenho ruim do piloto
automático.
Para a instalação de quase todas as unidades de acionamento
não vendidas pela Garmin, o procedimento de ajuste genérico
realizado durante o Assistente do estaleiro é suficiente para
calibrar a unidade de acionamento para uso com o sistema de
piloto automático. Use estes procedimentos de ajuste avançado
somente quando precisar fazer pequenos ajustes no
desempenho da unidade de acionamento.
Ajuste da velocidade em uma unidade de acionamento
existente
Essa configuração não se aplica às unidades de acionamento
solenoide.
A velocidade da unidade de acionamento determina a rapidez
de sua reação aos comandos do piloto automático.
Se você definir o valor de velocidade muito baixo, a unidade de
acionamento fica lenta e demora para responder aos comandos
do piloto automático.
Se você definir o valor de velocidade muito alto, a unidade de
acionamento reage muito rapidamente e pode forçar o leme
contra os batentes em alta velocidade. Isso poderia danificar a
unidade de acionamento ou os batentes do leme e descarregar
a bateria em uma velocidade maior que a normal.
1 Na tela inicial, selecione Menu > Config. > Config piloto
autom revend > Config. sistema de navegação > Classe
da unidade > Outros > Ajuste avançado > Velocidade de
ajuste.
2 Centralize o leme, solte o controle do leme e selecione
Início.
Um gráfico é exibido. A linha vermelha À representa a
posição pretendida do leme. A linha azul Á representa a
posição real do leme.
3 Selecione Ajustar e observe o gráfico.
• A posição pretendida do leme (indicada pela linha
vermelha) muda de +5° para -5° sempre que você
selecionar Ajustar, e a unidade de acionamento orienta o
leme de maneira apropriada (indicado pela linha azul).
• Se a velocidade da unidade de acionamento for definida
com um valor muito baixo, ela responde lentamente.
Depois de selecionar Ajustar, a linha azul forma uma
grande inclinação  até a linha vermelha.
• Se a velocidade da unidade de acionamento for definida
com um valor muito alto, ela reage imediatamente e pode
forçar o leme contra os batentes rapidamente. Depois de
selecionar Ajustar, a linha azul forma uma linha reta sólida
que toca na linha vermelha sem uma inclinação Ã.
• Se a velocidade da unidade de acionamento estiver
configurada corretamente, ela reage rapidamente e
acomoda-se ao batente. Depois de selecionar Ajustar, a
linha azul forma uma linha reta com uma pequena
inclinação Ä à medida que se aproxima da linha
vermelha.
4 Se necessário, selecione Ajustar.
13
5 Selecione uma opção:
• Se a velocidade da unidade de acionamento estiver
definida com um valor muito baixo, aumente o valor e
repita a etapa 3.
• Se a velocidade da unidade de acionamento estiver
definida com um valor muito alto, diminua o valor e repita
a etapa 3.
6 Depois que a velocidade da unidade de acionamento estiver
ajustada corretamente, selecione Concluído.
Ajuste da tolerância a erros em uma unidade de
acionamento existente
Se você tiver uma unidade de acionamento não vendida pela
Garmin, poderá ajustar a tolerância a erros nessa unidade de
acionamento existente, se necessário.
A tolerância a erros da unidade de acionamento determina a
quantidade de erros que o piloto automático permite antes de
ajustar a unidade de acionamento.
Se você definir a tolerância a erros muito baixa, a unidade de
acionamento reagirá ao mínimo desvio de rumo. Isso faz com
que a unidade trabalhe com mais intensidade e pode
descarregar a bateria em uma velocidade maior que a normal.
Se você definir a tolerância a erros muito alta, a unidade de
acionamento não reagirá até que o percurso esteja fora de uma
distância significativa. Isso provoca uma manutenção da direção
menos confiável e pode resultar em correções de curso
desnecessariamente grandes.
1 Na tela inicial, selecione Menu > Config. > Config piloto
autom revend > Config. sistema de navegação > Classe
da unidade.
2 Selecione Outros ou Solenoide, de acordo com a seleção
no Assistente do estaleiro.
3 Selecione Ajuste avançado > Tolerân. erro de ajuste.
4 Centralize o leme, solte o controle do leme e selecione
Início.
5 Selecione Ajustar.
A posição do leme muda de +5° para -5° sempre que você
selecionar Ajustar, e a unidade de acionamento orienta o
leme de maneira apropriada.
6 Após a unidade de acionamento parar, observe os campos
Erro de leme e Alimentação da unidade durante 30
segundos.
• Se o campo Alimentação da unidade flutuar, a tolerância
a erros está definida com um valor muito baixo.
• Se o campo Alimentação da unidade estiver em 0%, mas
o campo Erro de leme mostrar um grau de erro de 1% ou
superior, sua tolerância a erros é definida muito alta.
• Uma configuração de tolerância a erros ideal mantém o
campo Erro de leme em aproximadamente 0,5%,
enquanto o campo Alimentação da unidade permanece
em 0% por 30 segundos ou mais.
7 Se necessário, selecione uma opção:
• Se a tolerância a erros da unidade de acionamento estiver
definida com um valor muito baixo, selecione Ajustar
aumente o valor e repita as etapas 3 a 6.
• Se a tolerância a erros da unidade de acionamento estiver
definida com um valor muito alto, selecione Ajustar
diminua o valor e repita as etapas 3 a 6.
8 Depois que a tolerância a erros da unidade de acionamento
estiver ajustada corretamente, selecione Voltar.
14
Apêndice
Diagramas de conexões do NMEA 0183
Esses diagramas de fiação são exemplos de diferentes
situações que você pode encontrar ao conectar o seu
dispositivo NMEA 0183 ao controle do timão.
Considerações sobre conexão do NMEA 0183
• As instruções de instalação fornecidas com o seu dispositivo
compatível com NMEA 0183 devem conter as informações
necessárias para identificar os fios de transmissão (Tx) e de
recepção (Rx) A (+) e B (-).
• Ao conectar dispositivos NMEA 0183 com dois fios de
transmissão e dois fios de recepção, não é necessário que o
barramento NMEA 2000 e o dispositivo NMEA 0183 sejam
conectados a um aterramento comum.
• Ao conectar um dispositivo NMEA 0183 com apenas um fio
de transmissão (Tx) ou apenas um fio de recepção (Rx), o
barramento NMEA 2000 e o dispositivo NMEA 0183 devem
ser conectados a um aterramento comum.
Comunicação bidirecional NMEA 0183
À
Á
Â
Ã
Rede NMEA 2000 (fornece energia para o controle do timão)
Fonte de alimentação de 12 VCC
Controle do timão
NMEA Dispositivo compatível com 0183
Fio Cor do fio do controle do
timão — Função
Ê
Ë
Ì
Í
Î
Ï
NMEA Função do fio do
dispositivo compatível com
0183
N/D
Potência
N/D
NMEA Aterramento 0183
Azul — Tx/A (+)
Rx/A (+)
Branco — Tx/B (-)
Rx/B (-)
Marrom — Rx/A (+)
Tx/A (+)
Verde — Rx/B (-)
Tx/B (-)
OBSERVAÇÃO: ao conectar um dispositivo NMEA 0183 com
duas linhas de transmissão e duas linhas de recepção, não é
necessário que o barramento NMEA 2000 e o dispositivo NMEA
0183 sejam conectados a um aterramento comum.
Apenas um fio receptor
Se o dispositivo compatível com NMEA 0183 tiver apenas um
fio receptor (Rx), ele deve ser conectado ao fio azul (Tx/A) do
controle do timão, e o fio branco (Tx/B) do controle do timão
deve permanecer desconectado.
Especificações
CCU
À
Á
Â
Ã
Especificação
Medidas
Dimensões (C × L × A)
170 × 90 × 50 mm (6,7 × 3,5 ×
2 pol.)
Peso
200 g (7 oz.)
Intervalo de temperatura
De -15 º a 70 °C (de 5 º a 158 °F)
Material
Plástico de alto impacto totalmente
vedado
Resistência à água
IEC 60529 IPX7*
Comprimento do cabo da CCU
5 m (16 pés)
Rede NMEA 2000 (fornece energia para o controle do timão)
NMEA 2000 Tensão de entrada
De 9 a 16 Vdc
Fonte de alimentação de 12 VCC
NMEA 2000 LEN
4 (200 mA)
Controle do timão
*O dispositivo é resistente a exposição acidental à água com
profundidade de 1 m até 30 min. Para obter mais informações, acesse
www.garmin.com/waterrating.
NMEA Dispositivo compatível com 0183
Fio Cor do fio do controle do timão
— Função
NMEA Função do fio do
dispositivo compatível com
0183
ECU
Especificação
Medidas
Dimensões (L × A × P)
168 × 117 × 51 mm (6,6 × 4,6 ×
2 pol.)
Rx
Peso
680 g (24 oz.)
N/D
Intervalo de temperatura
De -15 º a 60°C (de 5 º a 140°F)
Marrom — Rx/A (+)
Tx/A (+)
Material
Verde — Rx/B (-)
Tx/B (-)
Liga de alumínio de alto impacto
totalmente vedada
OBSERVAÇÃO: ao conectar um dispositivo NMEA 0183 com
apenas uma linha de recepção (Rx), o barramento NMEA 2000
e o dispositivo NMEA 0183 devem ser conectados a um
aterramento comum.
Resistência à água
IEC 60529 IPX7*
Comprimento do cabo de
alimentação
2,7 m (9 pés)
Tensão de entrada
De 11,5 a 30 VCC
Apenas um fio transmissor
Se o dispositivo compatível com NMEA 0183 tiver apenas um
fio transmissor (Tx), ele deve ser conectado ao fio marrom
(Rx/A) do controle do timão, e o fio verde (Rx/B) do controle do
timão deve ser conectado ao aterramento do NMEA 0183.
Fusível
40 A, tipo chato
Uso de energia
1 A (sem incluir a unidade de
acionamento)
Ê
Ë
Ì
Í
Î
Ï
N/D
Potência
N/D
NMEA Aterramento 0183
Azul — Tx/A (+)
Branco — não conectado
*O dispositivo é resistente a exposição acidental à água com
profundidade de 1 m até 30 min. Para obter mais informações, acesse
www.garmin.com/waterrating.
Controle do timão
Especificação
Medidas
Dimensões sem proteção solar (A 110 x 115 x 30 mm (4,33 x 4,53 x
× L × P)
1,18 pol)
Dimensões com proteção solar (A 115 x 120 x 35,5 mm (4,53 x 4,72 x
× L × P)
1,40 pol)
À
Á
Â
Ã
Rede NMEA 2000 (fornece energia para o controle do timão)
Ì
Í
Î
247 g (8.71 oz.)
Peso com proteção solar
283 g (9.98 oz.)
Intervalo de temperatura
De -15 º a 70 °C (de 5 º a 158 °F)
Distância segura da bússola
209 mm (8,25 pol.)
Material
Estojo: policarbonato totalmente
vedado
Lente: vidro com um tratamento
antirreflexo
Resistência à água
IEC 60529 IPX7*
Uso de energia
Máximo de 2,5 W
Tensão máx. da unidade
32 VCC
NMEA 2000 Tensão de entrada
9 a 16 VCC
6 (300 mA a 9 VCC)
Fonte de alimentação de 12 VCC
Controle do timão
NMEA Dispositivo compatível com 0183
Fio Cor do fio do controle do timão — NMEA Função do fio do
Função
dispositivo compatível
com 0183
Ê
Ë
Peso sem proteção solar
N/D
Potência
NMEA 2000 (LEN)
Verde — Rx/B (-) (conectar ao
aterramento do NMEA 0183)
NMEA Aterramento 0183
Azul — Tx/A (+)
Rx/A (+)
*O dispositivo é resistente a exposição acidental à água com
profundidade de 1 m até 30 min. Para obter mais informações, acesse
www.garmin.com/waterrating.
Branco — Tx/B (-)
Rx/B (-)
Marrom — Rx/A (+)
Tx/A (+)
OBSERVAÇÃO: ao conectar um dispositivo NMEA 0183 com
apenas uma linha de transmissão (Tx), o barramento NMEA
2000 e o dispositivo NMEA 0183 devem ser conectados a um
aterramento comum.
Alarme
Especificação
Medidas
Dimensões (comprimento×diâmetro)
23 × 25 mm (29/
Peso
68 g (2,4 oz)
32
× 1 pol)
15
Especificação
Medidas
Intervalo de temperatura
De -15 a 60 °C (de -5 a 140 °F)
130306 Dados sobre o vento
Comprimento do cabo
3,0 m (10 pés)
130576 Estado de pequenas embarcações
Tipo
PGN
Descrição
Informações sobre o NMEA 2000PGN
NMEA Informações sobre o 0183
CCU
Quando conectado a dispositivos compatíveis com NMEA 0183
opcionais, o piloto automático utiliza as seguintes sentenças do
NMEA 0183.
Tipo
PGN
Transmissão e
recepção
059392 Reconhecimento da ISO
Descrição
059904 Solicitação da ISO
060928 Solicitação de endereço da ISO
Tipo
Sentença
Transmissão
hdg
Recepção
wpl
gga
126208 NMEA: função de grupo de
reconhecimento/comando/solicitação
grme
126464 Transmitir/receber função de grupo de
listas do PGN
gsa
126996 Informações do produto
rmc
127257 Dados de atitude de transmissão/recepção
bod
127251 Transmitir/receber taxa de curvas
bwc
Apenas
transmissão
127245 Dados do leme
dtm
Apenas
transmissão
127250 Direção da embarcação
gsv
gll
rmb
vhw
Apenas recepção 127245 Dados do leme
mwv
Apenas recepção 127258 Variação magnética
xte
127488 Parâmetros do motor: atualização rápida
128259 Velocidade da água
129025 Posição: atualização rápida
129026 COG e SOG: atualização rápida
129283 Erro de trajeto cruzado
129284 Dados sobre navegação
130306 Dados sobre o vento
Controle do timão
Tipo
PGN
Transmissão e
recepção
059392 Reconhecimento da ISO
Descrição
059904 Solicitação da ISO
060928 Solicitação de endereço da ISO
Mensagens de erro e de aviso
Mensagem de
erro
O piloto automático
não está
recebendo dados
de navegação. O
piloto automático
foi colocado em
Manutenção de
direção.
O piloto automático não
está mais recebendo
dados válidos de
navegação ao executar
uma manobra de Rota
de destino.
Essa mensagem
também aparece se a
navegação for
interrompida em um
plotador de gráficos
antes que o piloto
automático seja
desativado.
Conexão com
piloto automático
perdida
O controle do timão
N/D
perdeu a conexão com a
CCU.
Dados sobre o
vento perdidos
(somente veleiros)
O piloto automático não
está mais recebendo
dados válidos sobre o
vento.
126464 Transmitir/receber função de grupo de listas
do PGN
126996 Informações do produto
128259 Velocidade da água
129025 Posição - Atualização rápida
129026 COG e SOG - Atualização rápida
129283 Erro de trajeto cruzado
129284 Dados sobre navegação
129540 Satélites do GNSS na visualização
130306 Dados sobre o vento
Apenas
recepção
127245 Dados do leme
127250 Direção da embarcação
127488 Parâmetros do motor - Atualização rápida
128259 Velocidade da água
129025 Posição - Atualização rápida
129029 Dados de posição do GNSS
129283 Erro de trajeto cruzado
129284 Dados sobre navegação
129285 Navegação - Informações de rota/WP
16
Ação do piloto
automático
A voltagem de ECU A tensão de alimentação • O alarme soa por 5
é baixa
da bomba ficou abaixo
segundos
de 10 VCC para mais de • Continua em
6 segundos.
operação normal
126208 NMEA- função de grupo de reconhecimento/
comando/solicitação
Apenas
transmissão
Causa
• O alarme soa por 5
segundos
• O piloto automático
muda para o modo
manutenção de
direção
• O alarme soa por 5
segundos
• O piloto automático
muda para o modo
manutenção de
direção
Baixa GHC™ tensão O nível de tensão de
N/D
de alimentação
alimentação ficou abaixo
do valor especificado no
menu do alarme de
baixa tensão.
Erro: Alta voltagem A tensão de alimentação • O alarme soa por 5
de ECU
da bomba ficou acima
segundos
de 33,5 VCC.
• A ECU é desligada
Mensagem de
erro
Causa
Ação do piloto
automático
Erro: A voltagem
de ECU caiu
rapidamente
A tensão da ECU
• O alarme soa por 5
diminuiu rapidamente
segundos
para menos de 7,0 VCC. • O erro é eliminado
quando a tensão da
ECU ficar acima de
7,3 VCC.
Erro: Alta
temperatura de
ECU
A temperatura da ECU
ficou acima de 100 °C
(212 °F).
• O alarme soa por 5
segundos
• A ECU é desligada
Erro: comunicação A comunicação entre a
perdida entre ECU CCU e a bomba atingiu
e CCU (quando o
o tempo limite.
piloto automático
está ativado)
• O controle do timão
emite um bipe e o
piloto automático
muda para o modo
de espera.
Opções detalhadas de configuração
Embora qualquer configuração normalmente seja realizada
automaticamente através dos assistentes, você pode ajustar
manualmente qualquer configuração para controlar o piloto
automático.
Opções avançadas de configuração estão disponíveis somente
ao usar o Modo de revendedor (Ativação da configuração do
revendedor). Configurações específicas do usuário estão
disponíveis durante a operação normal do piloto automático.
Consulte a seção sobre configuração do manual do proprietário
fornecido com o piloto automático para obter mais informações.
OBSERVAÇÃO: dependendo da configuração do piloto
automático, determinadas configurações podem não aparecer.
OBSERVAÇÃO: em um barco motorizado, sempre que você
mudar para a configuração Fonte de velocidade, é preciso
revisar as configurações Verificar tacômetro, Lim RPM baixo,
Lim RPM alto, RPM aplanar, Velocidade aplanação ou
Velocidade máxima, quando aplicável, antes de executar o
procedimento de ajuste automático (Execução do procedimento
de Ajuste autom.).
Configurações de ajuste do piloto automático
Para abrir as configurações gerais de ajuste do piloto
automático, selecione Menu > Config. > Config piloto autom
revend.
Limitador de aceleração: permite limitar a velocidade de
curvas controladas pelo piloto automático. Você pode
aumentar a porcentagem para limitar a taxa de curvas e
diminuir a porcentagem para permitir taxas de curvas
maiores.
Configurações da fonte de velocidade
OBSERVAÇÃO: configurações da fonte de velocidade só estão
disponíveis em barcos motorizados.
Para abrir as configurações da fonte de velocidade, selecione
Menu > Config. > Config piloto autom revend > Config. da
fonte de veloc..
Fonte de velocidade: permite selecionar a fonte de velocidade.
Verificar tacômetro: permite a comparação das leituras de
rotação (RPM) no controle do timão com os tacômetros no
painel de instrumentos do seu barco.
RPM aplanar: permite ajustar a leitura de rotação (RPM) no
controle do timão quando o barco muda da velocidade de
deslocamento para a velocidade de aplanação. Se o valor
não corresponder ao valor no controle do timão, é possível
ajustá-lo.
Velocidade aplanação: permite ajustar a velocidade de
aplanação do barco. Se o valor não corresponder ao valor no
controle do timão, é possível ajustá-lo.
Lim RPM baixo: permite ajustar o ponto de RPM mais baixo do
barco. Se o valor não corresponder ao valor no controle do
timão, é possível ajustá-lo.
Lim RPM alto: permite ajustar o ponto de RPM mais alto do
barco. Se o valor não corresponder ao valor no controle do
timão, é possível ajustá-lo.
Velocidade máxima: permite ajustar a velocidade máxima do
barco. Se o valor não corresponder ao valor no controle do
timão, é possível ajustá-lo.
Configurações de ganho do leme
OBSERVAÇÃO: se você definir estes valores muito altos ou
muito baixos, o piloto automático pode ficar superativo, tentando
ajustar constantemente a direção ao menor desvio. Um piloto
automático superativo pode causar excesso de desgaste na
bomba e consumir a bateria em uma velocidade maior que a
normal.
Selecione Menu > Config. > Config piloto autom revend >
Ganhos do leme.
OBSERVAÇÃO: essas configurações são aplicáveis apenas a
veleiros, barcos motorizados com quilha de deslocamento e
barcos motorizados com a fonte de velocidade definida como
Nenhum.
Ganho: permite ajustar a firmeza com a qual o leme mantém a
direção e faz curvas.
Ganho do contador: permite ajustar a firmeza com a qual o
leme corrige o excesso da curva. Se você definir esse valor
muito baixo, o piloto automático pode exceder uma curva ao
tentar agir contra a curva original.
OBSERVAÇÃO: essas configurações são aplicáveis apenas a
barcos motorizados com quilha de cruzeiro com a fonte de
velocidade definida como Tac - NMEA 2000 / Proprietário ou
GPS.
Baixa veloc.: permite definir o ganho do leme para velocidades
baixas. Essa configuração se aplica quando a embarcação
está operando abaixo da velocidade de aplanação.
Contador baixa veloc: permite definir a correção do contador
do ganho do leme para velocidades baixas. Essa
configuração se aplica quando a embarcação está operando
abaixo da velocidade de aplanação.
Alta velocidade: permite definir o ganho do leme para
velocidades altas. Essa configuração se aplica quando a
embarcação está operando acima da velocidade de
aplanação.
Contador de alta veloc: permite definir a correção do contador
do ganho do leme para velocidades altas. Essa configuração
se aplica quando a embarcação está operando acima da
velocidade de aplanação.
Configurações do sistema de navegação
Para abrir as configurações do sistema de navegação,
selecione Menu > Config. > Config piloto autom revend >
Config. sistema de navegação.
Verificar dir. de naveg.: permite que você defina a direção que
o leme deve se mover para virar a embarcação a bombordo
e a estibordo. Você pode testar e inverter a direção da
navegação se necessário.
Configurações do sensor do leme
OBSERVAÇÃO: configurações do sensor do leme só são
aplicáveis quando um sensor do leme está conectado ao
sistema de piloto automático.
Para abrir as configurações do sensor do leme, selecione Menu
> Config. > Config piloto autom revend > Config. sistema de
navegação > Config sensor do leme.
Âng bombordo máx: permite inserir o ângulo máximo no qual o
leme vira a bombordo.
Ângulo estibordo máx.: permite inserir o ângulo máximo no
qual o leme vira a estibordo.
Calib sensor do leme: inicia um procedimento que estabelece
o alcance máximo de movimento do leme e calibra o sensor
17
de posição do leme. Se aparecer um erro durante a
calibração, o sensor de posição do leme provavelmente já
atingiu o limite. O sensor pode não estar instalado
corretamente. Se o problema persistir, você pode ignorar
esse erro ao mover o leme até a posição mais distante que
não apresenta um erro.
Calib. centro do leme: inicia um procedimento que estabelece
a posição central do leme. Você pode usar essa calibração
caso o indicador de posição do leme na tela não
corresponda ao verdadeiro centro do leme no barco.
Registro do dispositivo
Ajude-nos a atendê-lo melhor completando ainda hoje nosso
registro online.
• Acesse http://my.garmin.com.
• Mantenha o recibo de venda original ou uma cópia em um
local seguro.
Contatando o Suporte a Produtos Garmin
• Acesse www.garmin.com/support e clique em Contact
Support para obter informações de suporte local.
• Nos Estados Unidos, telefone para (913) 397.8200 ou (800)
800.1020.
• No Reino Unido, telefone para 0808 2380000.
• Na Europa, telefone para +44 (0) 870.8501241.
Garmin e o logotipo da Garmin são marcas comerciais da Garmin Ltd. ou suas subsidiárias, registradas nos Estados Unidos da América e em outros países. GHP™, GHC™, Reactor™ e Shadow Drive™ são
marcas comerciais da Garmin Ltd. ou das suas subsidiárias. Essas marcas comerciais não podem ser usadas sem a permissão expressa da Garmin.
®
NMEA NMEA 2000 e o logotipo NMEA 2000 são marcas comerciais da National Marine Electronics Association.
®
®
© 2015 Garmin Ltd. ou suas subsidiárias
www.garmin.com/support
Was this manual useful for you? yes no
Thank you for your participation!

* Your assessment is very important for improving the work of artificial intelligence, which forms the content of this project

Download PDF

advertising