Volvo | V60 Cross Country | Manual de Instruções | Volvo V60 Cross Country 2017 Early Manual de Instruções

Volvo V60 Cross Country 2017 Early Manual de Instruções
MANUAL DE INSTRUÇÕES
VÄLKOMMEN!
Esperamos que aprecie durante muitos anos o prazer da condução do
seu Volvo. O automóvel foi concebido para segurança e conforto do
condutor e seus passageiros. O Volvo é um dos automóveis mais seguros do mundo. O seu Volvo também foi concebido para satisfazer todos
os requisitos actuais no que respeita à segurança e ao ambiente.
Para aumentar a sua satisfação com o seu Volvo recomendamos que
leia as indicações e informação de manutenção deste manual de instruções. O manual de instruções também se encontra disponível como aplicação móvel (Volvo Manual) e na página de apoio Volvo Cars
(support.volvocars.com).
ÍNDICE
INTRODUÇÃO
2
SEGURANÇA
Como encontrar informação para o
proprietário
12
Generalidades sobre o cinto de
segurança
28
Generalidades sobre segurança para
crianças
45
Manual de instruções digital no automóvel
13
Cinto de segurança - colocar
46
Página de apoio Volvo Cars
16
Como consultar o manual de instruções
17
Gravação de dados
20
Acessórios e equipamento extra
21
Volvo ID
22
Filosofia ambiental
23
Manual de instruções e meio ambiente
26
Vidro laminado
26
29
Protecção de criança
Cinto de segurança - soltar
30
Protecção de criança - localização
52
Cinto de segurança - gravidez
30
53
Avisador do cinto de segurança
31
Proteção de criança - almofada integrada de dois escalões*
Tensores dos cintos
31
54
Segurança - símbolo de aviso
Almofada integrada de dois escalões* - subir
32
Sistema de airbags
33
Almofada integrada de dois escalões* - descer
56
Airbag do lado do condutor
34
Protecção de criança - ISOFIX
56
Airbag do passageiro
34
ISOFIX - classes de dimensão
57
Airbag do passageiro - ativação/
desativação*
36
ISOFIX - tipos de protecção de criança
58
Airbag lateral (SIPS)
37
Protecção de criança - pontos de
fixação superiores
60
Cortinas de colisão (IC)
38
Generalidades sobre o WHIPS (protecção whiplash)
39
WHIPS - posição sentada
40
Roll Over Protection System (ROPS)
41
Quando o sistema dispara
42
Generalidades sobre o modo de
segurança
43
Modo de segurança - tentativa de
arranque
44
Modo de segurança - mover o automóvel
44
INSTRUMENTOS E COMANDOS
Instrumentos e comando, modelos
com volante à esquerda - panorâmica geral
62
Bancos traseiros
89
Tecto de abrir*
116
Volante
92
118
Aquecimento eléctrico* do volante
94
Manuseamento de menus - instrumento combinado
Comando das luzes
94
Panorâmica geral de menu - instrumento combinado
119
Instrumentos e comando, modelos
com volante à direita - panorâmica geral
65
Instrumento combinado
68
Luzes de presença
96
Instrumento combinado, analógico panorâmica geral
68
Mensagens
Luzes diurnas
119
97
Mensagens - manuseamento
120
Detecção de túneis*
98
MY CAR
121
Médios/máximos
98
Computador de bordo
122
Computador de bordo - instrumento
combinado analógico
124
Computador de bordo - instrumento
combinado digital
128
Computador de bordo - estatística
da viagem*
132
Instrumento combinado, digital panorâmica geral
69
Eco guide & Power guide*
72
Máximos automáticos*
99
Instrumento combinado - significado
dos símbolos de indicação
74
Faróis activos Xenon*
102
Instrumento combinado - significado
dos símbolos de aviso
76
Faróis - ajuste do foco dos faróis
103
Luzes de nevoeiro traseiras
103
Luzes de travões
104
Piscas de emergência
104
Piscas
105
Iluminação do habitáculo
105
Duração luz segurança
107
Medidor da temperatura exterior
78
Totalizador parcial
79
Relógio
79
Instrumento combinado - acordo de
licença
80
Símbolos no mostrador
81
Duração luz aproximação
107
Volvo Sensus
84
Limpa e lava
107
Posições de ignição
85
Vidros eléctricos
110
Posições de ignição - funções nos
diferentes níveis
85
Retrovisores - exteriores
111
Bancos dianteiros
87
Vidros e retrovisores - desembaciamento
113
Bancos dianteiros - com accionamento eléctrico*
88
Retrovisor - interior
114
Bússola*
114
3
COMANDO DA CLIMATIZAÇÃO
134
Motor e aquecedor do habitáculo*
149
Compartimentos para arrumação
158
Temperatura actual
135
Aquecedor do motor e do habitáculo* - arranque directo
150
Consola de túnel
160
Sensores - climatização
135
151
160
Qualidade do ar
135
Aquecedor do motor e do habitáculo* - desactivação directa
Consola de túnel - isqueiro e cinzeiro*
Qualidade do ar - filtro do habitáculo
136
Qualidade do ar - Clean Zone Interior Package (CZIP)*
136
Qualidade do ar - IAQS*
Qualidade do ar - material
Configurações de menu - climatização
Distribuição de ar no habitáculo
4
CARGA E ARRUMAÇÃO
Informação geral sobre o comando
da climatização
Aquecedor do motor e do habitáculo* - temporizador
151
Aquecedor do motor e do habitáculo* - mensagens
153
Aquecedor adicional*
155
137
Aquecedor adicional accionado combustível*
155
137
Aquecedor adicional eléctrico*
136
137
156
Porta-luvas
160
Tapetes de encaixe*
161
Espelho de cortesia
161
Consola de túnel - tomada 12 V
161
Carga
163
Carga - cargo comprida
164
Carga no tejadilho
164
Olhais de fixação de carga
165
165
Comando electrónico da climatização
- ECC
140
Carga - suporte para sacos de compras*
141
Tomada eléctrica 12 V compartimento da carga*
165
Bancos dianteiros com aquecimento
elétrico*
Rede de protecção*
166
Banco traseiro com aquecimento
elétrico*
142
Grelha de protecção
167
Ventilador
142
Cobertura da bagagem
168
Auto-regulação
143
Controlo da temperatura no habitáculo
143
Sistema de Ar Condicionado
144
Desumidificação e desembaciamento do pára-brisas
144
Distribuição de ar - recirculação
145
Distribuição de ar - tabela
147
FECHADURAS E ALARME
Comando à distância
170
Comando à distância - perda
170
Comando à distância - personalização*
171
Trancagem/destrancagem - indicação
172
Indicador de trancagem
173
Inibidor de arranque (imobilizador)
173
Inibidor de arranque accionado à distância com sistema de localização*
174
Comando à distância - funções
174
Comando à distância - alcance
Keyless Drive* - perturbações na
funcionalidade do comando à distância
183
Alarme -comando à distância não
funciona
195
Keyless Drive* - trancagem
184
Sinais de alarme
196
196
196
Keyless drive* - destrancagem
184
Nível de alarme reduzido
Keyless Drive* - destrancagem com
a parte da chave
185
Homologação - sistema de comando
à distância
Keyless Drive* - configurações de
trancagem
185
Keyless Drive* - localização da antena
186
175
Trancagem/destrancagem - a partir
do exterior
186
Comando à distância com PCC* funções únicas
176
Trancagem manual das portas
187
Comando à distância com PCC* alcance
177
Trancagem/destrancagem - a partir
do interior
188
Parte da chave destacável
Função de arejamento
177
189
Parte da chave destacável - remoção/colocação
Trancagem/destrancagem - porta-luvas
178
189
190
Parte da chave destacável - destrancagem de porta
Trancagem/destrancagem - tampa
do porta-bagagens
179
Trancagem total*
191
Trancagem de privacidade*
179
192
Comando à distância - substituição
de bateria
Bloqueio de segurança para crianças
- activação manual
181
Bloqueio de segurança para crianças
- ativação elétrica*
193
Condução sem chave*
182
Alarme
Keyless Drive* - alcance do
comando à distância
182
194
Indicador de alarme
195
Keyless drive* - utilização segura do
comando à distância
183
Alarme - reactivação automática
195
5
AUXÍLIO AO CONDUTOR
6
Chassis activo- Four C*
200
Força da direcção ajustável*
200
Comando de estabilidade electrónico
(ESC) - generalidades
201
Comando de estabilidade electrónico
(ESC) - utilização
202
Comando de estabilidade electrónico
(ESC) - símbolos e mensagens
203
Limitador de velocidade
205
Limitador de velocidade - recordar
205
Limitador de velocidade - alterar
velocidade
206
Limitador de velocidade - desactivação temporária e modo de espera
Alerta de distância* - símbolos e
mensagens
215
Controlo de velocidade adaptativo - ACC* 216
Controlo da velocidade adaptativo*funcionamento
217
Homologação - sistema de radar
232
City Safety™
235
City Safety™ - funcionamento
236
City Safety™ - utilização
236
237
Controlo da velocidade adaptativo* panorâmica geral
219
City Safety™ - limitações
City Safety™ - sensor laser
239
Controlo da velocidade adaptativo* comandar velocidade
220
City Safety™ - símbolos e mensagens
241
Controlo da velocidade adaptativo* ajustar intervalo de distância
221
222
206
Controlo da velocidade adaptativo* desactivação temporária e modo de
espera
Limitador de velocidade - alarme de
velocidade ultrapassada
207
Controlo da velocidade adaptativo* ultrapassar outro veículo
223
Limitador de velocidade - desactivação
208
Controlo da velocidade*
208
Controlo da velocidade* - comandar
velocidade
209
Controlo da velocidade* - desactivação temporária e modo de espera
210
Controlo da velocidade* - retomar a
velocidade predefinida
Avisador de colisão*
242
Avisador de colisão*- funcionamento
243
Avisador de colisão* - detecção de
ciclistas
244
Avisador de colisão* - detecção de peões 245
Avisador de colisão* - utilização
246
248
Controlo da velocidade adaptativo* desligar
223
Avisador de colisão*- limitações
224
Avisador de colisão* - limitações do
sensor de câmara
249
Controlo da velocidade adaptativo*assistência de fila
226
Avisador de colisão* - símbolos e
mensagens
251
Controlo da velocidade adaptativo* mudar o funcionamento do controlo
da velocidade
211
Controlo da velocidade adaptativo* detecção de avarias e medidas a tomar
227
Controlo da velocidade* - desligar
212
Controlo da velocidade adaptativo* símbolos e mensagens
228
Distância de aviso*
212
Sensor de radar
230
Alerta de distância* - limitações
213
Sensor de radar - limitações
230
BLIS*
253
BLIS* - utilização
254
CTA*
255
BLIS - símbolos e mensagens
257
Informação de placas de trânsito (RSI)*
258
Informação de placas de trânsito
(RSI)* - utilização
258
ARRANQUE E CONDUÇÃO
Informação de placas de trânsito
(RSI)* - limitações
261
Driver Alert System*
261
Driver Alert Control (DAC)*
262
Driver Alert Control (DAC)* - utilização
262
Driver Alert Control (DAC)* - símbolos e mensagens
Assistência de estacionamento* dianteira
276
Assistência de estacionamento* indicação de avaria
277
Arranque do motor
290
Desligar o motor
291
Bloqueio direção
291
Arranque remoto (ERS)*
292
Assistência de estacionamento* limpeza dos sensores
278
Arranque remoto (ERS) - utilização
264
292
Câmara de assistência ao estacionamento*
279
Arranque remoto (ERS) - símbolos e
mensagens
294
Assistência a manutenção de faixa
(LDW)*
265
Câmara de assistência ao estacionamento - configurações
281
Arranque assistido com outra bateria
295
Assistência em fila (LDW) - funcionamento
266
Câmara de assistência ao estacionamento - limitações
282
Transmissões
296
Assistência em fila (LDW) - utilização
267
Assistência em fila (LDW) - limitações
267
Transmissão manual
297
297
298
Assistência de estacionamento
activa (PAP)*
283
Indicador de mudanças*
283
Caixa de velocidades automática Geartronic*
Assistência em fila (LDW) - símbolos
e mensagens
268
Assistência de estacionamento
activa (PAP)* - funcionamento
Assistência a manutenção de faixa
(LKA)*
269
Assistência de estacionamento
activa (PAP)* - utilização
284
Assistência em fila (LKA) - funcionamento
270
Assistência de estacionamento
activa (PAP)* - limitações
286
Assistência em fila (LKA) - utilização
271
Assistência de estacionamento
activa (PAP)* - símbolos e mensagens
288
Inibidor do selector de mudanças
301
Arranque assistido em subida (HSA)*
303
Tração às quatro rodas - AWD*
303
Hill Descent Control (HDC)*
304
Start/Stop*
305
Start/Stop* - funcionamento e utilização
306
Assistência em fila (LKA) - limitações
272
Assistência em fila (LKA) - símbolos
e mensagens
273
Start/Stop* - o motor não pára
307
Assistência de estacionamento*
274
Start/Stop* - o motor arranca automaticamente
308
Assistência de estacionamento* funcionamento
274
Start/Stop* - o motor não arranca
automaticamente
309
Assistência de estacionamento* traseira
276
Start/Stop* - paragem do motor
involuntário, transmissão manual
310
7
RODAS E PNEUS
8
Start/Stop* -configuração
310
Filtro de partículas Diesel (DPF)
330
Pneus - cuidados
346
Start/Stop* - símbolos e mensagens
312
Catalisadores
331
Pneus - sentido de rotação
347
348
Modo de condução ECO*
314
Condução económica
332
Pneu - indicador de desgaste
Travão convencional
316
Condução com atrelado*
333
Pneus - pressão do ar
348
Travão convencional - travões anti-bloqueio
317
Condução com atrelado* - caixa de
velocidades manual
334
Dimensões de rodas e jantes
350
Travão convencional - luzes de travagem de emergência e piscas de
emergência automáticos
318
Condução com atrelado* - caixa de
velocidades automática
Pneus - dimensões
335
350
Pneus - índice de carga
351
318
335
351
Travão convencional - auxílio às travagens de emergência
Dispositivo de reboque/Engate de
reboque*
Pneus - classes de velocidade
Porcas das jantes
352
Travão de estacionamento
319
Engate de reboque amovível* - arrumação
336
Pneus de Inverno
352
Passagem a vau
323
336
353
Sobreaquecimento
323
Engate de reboque amovível* - especificações
Substituição de rodas - remoção das
rodas
Engate de reboque amovível* - fixação/remoção
337
Substituição de rodas - montagem
356
Triângulo de sinalização de perigo
358
Condução com porta-bagagens/
tampa do porta-bagagens aberta
324
Sobrecarga - bateria de arranque
324
340
Antes de uma longa viagem
Estabilizador de veículo com reboque
- TSA
325
Condução no Inverno
Reboque
325
341
Caixa de primeiros-socorros*
360
Tampa do depósito de combustível Abrir/fechar
Olhal de reboque
326
342
Monitorização da pressão dos pneus*
360
Transporte
343
Importante
358
Macaco*
359
Monitorização dos pneus (TM)*
360
362
Tampa do depósito de combustível abertura manual
326
Reparação de emergência de pneus
furados
Abastecimento de combustível
327
327
Kit de reparação de emergência de
pneus furados - localização
363
Combustível - manuseamento
Combustível - gasolina
328
Kit de reparação de emergência de
pneus furados - panorâmica geral
363
Combustível - Diesel
329
Reparação de emergência de pneus
furados - utilização
364
Reparação de emergência de pneus
furados - verificação posterior
366
Kit de reparação de emergência de
pneus furados - enchimento dos pneus
368
MANUTENÇÃO E SERVIÇO DE
MANUTENÇÃO
Substituição de lâmpada - piscas
dianteiros
390
Substituição de lâmpada - luz traseira
390
Substituição de lâmpada - localização das lâmpadas traseiras
391
Substituição de lâmpada - iluminação da placa da matrícula
391
Substituição de lâmpada - iluminação no compartimento da carga
391
377
Substituição de lâmpada - iluminação no espelho de cortesia
392
Óleo do motor - verificação e abastecimento
378
Lâmpadas - especificações
392
Líquido de arrefecimento - nível
382
Escovas de limpa pára-brisas
393
Líquido de travões e da embraiagem
- nível
383
Líquido de lava pára-brisas - enchimento
395
Bateria de arranque - generalidades
396
Bateria - símbolos
398
Bateria de arranque - substituição
399
Bateria - Start/Stop
400
Sistema eléctrico
403
Fusíveis - generalidades
403
Fusíveis - no compartimento do motor
405
Fusíveis - sob o porta-luvas
410
412
Programa de manutenção da Volvo
370
Agendar serviço de manutenção e
reparação*
370
Elevação do automóvel
373
Capot - abrir e fechar
375
Compartimento do motor - descrição
geral
375
Compartimento do motor - verificação
377
Óleo do motor - generalidades
Óleo de assistência à direcção - nível
384
Comando da climatização - detecção
de avarias e reparação
384
Substituição de lâmpadas - generalidades
385
Substituição de lâmpada - farol
386
Substituição de lâmpada - tampa de
cobertura para as luzes de máximos/
médios
387
Substituição de lâmpada - médios
388
Fusíveis - no módulo de comando
sob o porta-luvas
Substituição de lâmpada - máximos
388
Fusíveis - compartimento da carga
414
389
Fusíveis - na zona fria do compartimento do motor
416
Substituição de lâmpada - máximos
adicionais
9
ESPECIFICAÇÕES
10
ÍNDICE ALFABÉTICO
Lavagem automática de automóveis
418
Modelo
426
Polir e encerar
420
Medidas
429
Revestimento contra água e sujidade
420
Pesos
430
Protecção anti-corrosão
421
Carga e esfera de pressão
431
Limpeza do interior
421
Especificações de motor
433
Danos na pintura
423
Óleo do motor - condições de condução desfavoráveis
434
Óleo do motor - qualidade e volume
435
Líquido de arrefecimento - qualidade
e volume
437
Óleo da transmissão - qualidade e
volume
438
Líquido dos travões - qualidade e volume
439
Óleo de assistência à direcção qualidade
439
Depósito de combustível - volume
440
Especificações do ar condicionado
441
Consumo de combustível e emissões
CO2
443
Pneus - pressão de pneus aprovada
446
Índice alfabético
447
INTRODUÇÃO
INTRODUÇÃO
Como encontrar informação para o
proprietário
A informação para o proprietário encontra-se
disponível em vários formatos, tanto digitais
como impressos. O manual de instruções está
disponível no ecrã do automóvel, como aplicação móvel e na página de apoio da Volvo Cars.
No porta-luvas encontra-se um Quick Guide e
um suplemento do manual de instruções com,
por exemplo, informação sobre fusíveis e especificações. Pode ser encomendado posteriormente um manual de instruções impresso.
Ecrã do automóvel1
Existe disponível no ecrã do
automóvel um manual de instruções digital. Pressione o
botão MY CAR na consola central, pressione OK/MENU e
selecione Manual de
instruções. A informação pode
ser objeto de procura e está dividida em categorias.
Leia mais em Manual de instruções digital no
automóvel.
Aplicação móvel
Procure "Volvo Manual" em
App Store ou Google Play, descarregue a aplicação para o
seu smartphone ou tablet e
selecione o automóvel.
Na aplicação existem vídeos de
instruções e a possibilidade de navegar visualmente com imagens exteriores e interiores do
automóvel. É fácil de navegar pelos diferentes
capítulos do manual de instruções e o seu conteúdo é pesquisável. Leia mais sobre Manual de
instruções em unidades móveis.
1 Para
2 Para
12
mercados sem manual de instruções no ecrã é fornecido com o automóvel um manual de instruções integral impresso.
mercados sem manual de instruções no ecrã é fornecido com o automóvel um manual de instruções integral impresso.
Página de apoio Volvo Cars
Aceda a support.volvocars.com
e selecione o seu país. Aqui
encontra manuais de instruções online e em formato PDF.
Na página de apoio da Volvo
Cars também existem vídeos
de instruções, informação adicional e ajuda para o seu Volvo e a sua experiência
enquanto proprietário. A página encontra-se disponível na maioria dos mercados. Leia mais na
página de apoio Volvo Cars.
Informação impressa
No porta-luvas existe um suplemento do manual de instruções2 que contém informação
sobre fusíveis e especificações,
assim como um resumo de
informação importante e prática.
Também se encontra disponível no formato
impresso um Quick Guide que ajuda o ajuda a
familiarizar-se com as funções mais comuns do
automóvel.
Dependendo do nível de equipamentos selecionado, mercado, etc., pode ser possível encontrar
no automóvel informação adicional no formato
impresso.
INTRODUÇÃO
Pode ser encomendado posteriormente um
manual impresso e respetivo suplemento. Contacte um revendedor Volvo para proceder à encomenda. Veja como o manual é constituído em
Como consultar o manual de instruções.
Alterar o idioma no ecrã do automóvel
Alterar o idioma no ecrã do automóvel pode
implicar que algumas informações não sejam
conformes com a legislação e os regulamentos
locais. Não mude para um idioma que tenha dificuldade em compreender, pois pode depois ser
difícil de recuar para a estrutura no ecrã.
IMPORTANTE
•
Como consultar o manual de instruções
(pág. 17)
Manual de instruções digital no
automóvel
O manual do proprietário pode ser visto no ecrã
do automóvel3. O conteúdo pode ser pesquisado e a navegação entre os diferentes capítulos é fácil.
Abra o manual de instruções digital - pressione
no botão MY CAR na consola central, pressione
OK/MENU e seleccione Manual de
instruções.
Para a navegação básica, ver Utilizar o sistema.
Em baixo encontra-se uma descrição mais detalhada.
O condutor é sempre o responsável pelo veículo ser conduzido de forma segura e pelo
cumprimento das leis e normas aplicáveis.
Também é importante que o automóvel seja
cuidado e tratado de acordo com as recomendações da Volvo presentes na informação do proprietário.
Perante diferenças entre a informação apresentada no ecrã e a informação impressa,
aplica-se sempre a informação impressa.
Informação relacionada
•
Manual de instruções digital no automóvel
(pág. 13)
•
Página de apoio Volvo Cars (pág. 16)
3
Aplicável a alguns modelos.
Página inicial do manual de instruções.
Existem quatro opções para encontrar informação no manual de instruções digital:
}}
13
INTRODUÇÃO
||
• Procura - Função de procura para encontrar
um artigo.
Procurar
• Categorias - Todos os artigos organizados
por categorias.
• Favoritos - Acesso rápido a artigos marcados como favoritos.
• Quick Guide - Uma selecção de artigos das
funções mais usuais.
Seleccione o símbolo de informação no canto
inferior direito para obter informações sobre o
manual de instruções digital.
NOTA
O manual de instruções digital não está disponível durante a condução.
14
3.
Para mudar para a introdução de algarismos
ou símbolos especiais ou para realizar a procura, rode TUNE para uma opção (ver explicação na tabela seguinte) na lista de modo
de entrada (2) e pressione OK/MENU.
123/A
BC
Alterne entre letras e símbolos com
OK/MENU.
MAIS
Mude para os símbolos especiais
com OK/MENU.
OK
Realize a procura. Rode TUNE para
seleccionar um resultado, pressione
OK/MENU para aceder ao artigo.
a|A
Alterne entre minúsculas e maiúsculas com OK/MENU.
Procure com a ajuda do selector de escrita.
Lista de símbolos.
Mudar modo de introdução (ver tabela
seguinte).
Utilize o selector de escrita para inserir uma palavra de procura, por ex.: "cinto de segurança".
1.
Rode TUNE para a letra desejada, pressione
em OK/MENU para confirmar. Os botões
alfa-numéricos no painel de controlo da consola central também podem ser utilizados.
2.
Prossiga com a letra seguinte e assim
sucessivamente.
||}
Muda do selector de escrita para o
campo de procura. Desloque o marcador com TUNE. Apague eventual
texto incorrecto com EXIT. Para
regressar ao selector de escrita,
pressione OK/MENU.
Note que os botões dos algarismos
e das letras no painel de controlo
podem ser utilizados na edição do
campo de procura.
INTRODUÇÃO
Escrever com o teclado numérico
Categorias
Navegar no artigo
Os artigos no manual do proprietário estão estruturados em categorias principais e sub-categorias. O mesmo artigo pode encontrar-se em
várias categorias, para uma identificação mais
fácil.
Rode TUNE para navegar na árvore de categorias e pressione OK/MENU para abrir uma cate- ou artigo - marcado
goria - marcada com
com
. Pressione EXIT para recuar para a vista
anterior.
Teclado numérico.
Um outro modo de inserir caracteres é utilizando
os botões da consola central 0-9, * e #.
Favoritos
Aqui encontram-se os artigos guardados como
favoritos. Para marcar um artigo como favorito,
ver capítulo em baixo "Navegar no artigo".
Início - encaminha para a página inicial do
manual de instruções.
Pressionando em, por exemplo, 9 aparece uma
coluna com todos os caracteres4 do botão, por
ex.: W, x, y, z e 9. Breves pressões no botão deslocam o marcador pelos caracteres.
Rode TUNE para navegar na lista de favoritos e
pressione OK/MENU para abrir um artigo. Pressione EXIT para recuar para a vista anterior.
Favorito - adiciona/remove o artigo nos
favoritos. Também é possível pressionar o
botão FAV na consola central para adicionar/remover um artigo nos favoritos.
•
Pare o marcador no carácter desejado para o
seleccionar - o carácter aparece na linha de
escrita.
Quick Guide
•
Apague/anule com EXIT.
Aqui encontra-se uma selecção de artigos aprender as funções mais usuais do automóvel. Os
artigos também podem ser acedidos atráves das
categorias, mas encontram-se aqui reunidos para
um acesso mais rápido.
Ligação marcada - encaminha para um
artigo com ligação.
Para escrever um número, mantenha pressionado o respectivo botão numérico.
4
Rode TUNE para navegar no Quick Guide e
pressione OK/MENU para abrir um artigo. Pressione EXIT para recuar para a vista anterior.
Os caracteres para cada botão podem variar com o mercado/país/idioma.
Textos especiais - se o artigo contém textos de aviso, de importante ou de nota, aparece o respectivo símbolo e a quantidade
destes textos no artigo.
Rode TUNE para navegar entre ligações ou percorrer um artigo. Quando o ecrã é rodado para o
início/fim de um artigo, aparece a alternativa para
página inicial e favorito rodando mais uma etapa
para cima/baixo. Pressione OK/MENU para acti}}
15
INTRODUÇÃO
var a ligação seleccionada/marcada. Pressione
EXIT para recuar para a vista anterior.
Página de apoio Volvo Cars
Na página inicial e na página de apoio da Volvo
Cars encontra-se informação adicional relativa
ao seu automóvel. A partir da página inicial e
ainda possível navegar para My Volvo, uma
página web pessoal para si e o seu automóvel.
Suporte na internet
Entre em support.volvocars.com ou utilize o
código QR para visitar a página. A página de
suporte encontra-se disponível na maioria dos
mercados.
Código QR que dá acesso à página de apoio.
A informação da página de suporte pode ser
objeto de procura e está dividida em categorias.
Nela existe também suporte relativamente a
por ex. serviços e funções com ligação à internet,
Volvo On Call (VOC)*, sistema de navegação* e
aplicações. Existem vídeos e instruções que
explicam por etapas diversos procedimentos, por
ex. o modo como o veículo pode ser ligado à
internet através de um telemóvel.
5 Aplicável
16
Informação transferível da página de
apoio
Mapas
Em veículos equipados com Sensus Navigation*
é possível fazer o download de mapas a partir da
página de suporte.
Aplicações móveis
Determinados modelos Volvo têm, a partir dos
anos de modelo 2014 e 2015, o manual de proprietário disponível sob forma de aplicativo. O
aplicativo VOC* também pode ser lá obtido.
Manuais de proprietário de anos de modelo
anteriores
Existem manuais de proprietário de anos de
modelo anteriores também em formato pdf. O
quick guide e suplementos também podem ser
obtidos na página de suporte. Selecione o
modelo de veículo e o ano de modelo para descarregar a publicação que pretende.
Contactos
Na página de suporte existem dados para entrar
em contacto com o apoio a clientes e com o concessionário Volvo mais próximo.
My Volvo na Internet5
A partir de www.volvocars.com é possível navegar
para My Volvo, que é uma página pessoal para si
e ou seu automóvel.
em alguns mercados.
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução.
INTRODUÇÃO
Crie uma Volvo ID pessoal, inicie sessão em My
Volvo e obtenha uma panorâmica geral sobre
serviço, licenças e garantias, entre outros. Em My
Volvo também encontra informação sobre acessórios e software adequado ao modelo.
Informação relacionada
•
Volvo ID (pág. 22)
Como consultar o manual de
instruções
Manual do proprietário em unidades
móveis
Uma boa maneira de ficar a conhecer o seu
novo automóvel é ler o respectivo manual de instruções, de preferência antes da primeira utilização.
A leitura do manual de instruções é um bom
método para se familiarizar com as novas funções, verificar qual a melhor maneira de lidar com
o automóvel em diferentes situações e de tirar o
melhor partido de todos os dispositivos do automóvel. Preste atenção às instruções de segurança contidas no manual de instruções.
O desenvolvimento dos nossos produtos é um
trabalho permanente. Modificações podem implicar que informação, descrições e ilustrações no
manual de instruções difiram do equipamento do
automóvel. Reservamo-nos o direito de introduzir
alterações sem aviso prévio.
© Volvo Car Corporation
IMPORTANTE
Não retire este manual do automóvel - caso
surja algum problema podem faltar informações necessárias sobre como e onde encontrar ajuda profissional.
NOTA
O manual de instruções pode ser descarregado como aplicação móvel (aplicável a
alguns modelos automóveis e a algumas unidades móveis), ver www.volvocars.com.
A aplicação móvel também contém vídeo e
conteúdo pesquisável, além de fácil navegação entre os diferentes capítulos.
Acessório/opção
Todos os tipos de opções/acessórios são assinalados com um asterisco*.
Em complemento ao equipamento de série, o
manual do proprietário descreve também opções
(equipamento montado de fábrica) e certos aces-
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução.
}}
17
INTRODUÇÃO
||
sórios (equipamento extra montado posteriormente).
Os equipamentos descritos no manual de instruções não se encontram instalados em todos os
automóveis - estes encontram-se equipados de
modo a corresponder às necessidades dos vários
mercados, às leis e regulamentos, nacionais ou
locais.
Perante dúvidas sobre quais os equipamentos
standard ou opção/acessório, contacte um
revendedor Volvo.
Textos especiais
AVISO
Os textos aviso informam sobre risco de
danos pessoais.
IMPORTANTE
Os textos importante informam sobre risco de
danos materiais.
NOTA
Os textos NOTA fornecem conselhos ou
sugestões que facilitam a utilização de, por
exemplo, detalhes ou funções.
18
Nota de rodapé
Aviso de danos pessoais
No manual de instruções existe informação sob
forma de nota de rodapé, ao longo da margem
inferior da página. Esta informação é um acrescento ao texto que se encontra assinalado com o
número. Se a nota de rodapé aludir a uma tabela,
são utilizadas letras em vez de algarismos como
referência.
Mensagens de texto
No automóvel existem mostradores que apresentam textos de menu e mensagem. No manual de
instruções o aspecto destes textos difere em
relação ao texto normal. Exemplo de textos de
menu e mensagem: Media, A enviar posição.
Autocolantes
O automóvel possui diferentes tipos de autocolantes que se destinam a transmitir informação
importante de modo simples e claro. Os autocolantes existentes no automóvel possuem diferentes graus de importância/informação.
G031590
Símbolos pretos ISO em fundo amarelo, texto/
ilustração branco em fundo preto. Utilizado para
indicar existência de perigo que, caso o aviso
seja ignorado, possa resultar em graves danos
pessoais ou morte.
INTRODUÇÃO
Risco de danos materiais
Informação
Listas de procedimentos
Os procedimentos a executar por uma determinada ordem encontram-se numerados no manual
de instruções.
Quando uma instrução passo-a-passo é
acompanhada por uma série de ilustrações,
cada passo encontra-se numerado em concordância com a ilustração.
Símbolos ISO brancos e texto/ilustração brancos
em campo de aviso preto ou azul e campo de
mensagem. Utilizado para indicar existência de
perigo que, caso o aviso seja ignorado, possa
resultar em graves danos materiais.
G031593
G031592
Aparecem listas com letras em ilustrações
em que a ordem das instruções não é relevante.
Símbolos brancos ISO e texto/ilustração branco
em fundo preto.
NOTA
Os autocolantes que aparecem no manual do
proprietário não pretendem ser cópias exactas dos existentes no automóvel. O objectivo
é indicar o aspecto e a localização aproximadas no automóvel. A informação relativa ao
seu automóvel encontra-se no autocolante do
automóvel.
As setas surgem com ou sem numeração e
são utilizadas para ilustrar um movimento.
As setas com letras são utilizadas para ilustrar um movimento em que a ordem de execução não seja relevante.
Se uma instrução passo-a-passo não for acompanhada por uma série de ilustrações, os diferentes passos encontram-se assinalados com algarismos normais.
Listas de posição
Em ilustrações de vistas gerais, onde se assinalam diferentes elementos, utilizam-se circunferências vermelhas com um algarismo
inscrito. O algarismo aparece também na
lista de posição relativa à ilustração e
descreve o objecto.
}}
19
INTRODUÇÃO
||
Listas de pontos
Gravação de dados
Uma lista de pontos é utilizada quando aparece
uma enumeração no manual de instruções.
Como parte dos trabalhos de segurança e qualidade da Volvo, alguma informação relativa ao
funcionamento, funcionalidade e incidentes é
registada no automóvel.
Exemplo:
•
•
Líquido de arrefecimento
Segue-se continuação
Este veículo está equipado com um "Event Data
Recorder" (EDR). A sua tarefa principal consiste
no registo e gravação de dados associados a acidentes de trânsito ou situações semelhantes a
colisões, tais como: deflagração de airbag ou
embate do veículo contra um obstáculo na
estrada. Os dados são registados para aumentar
a compreensão do funcionamento dos sistemas
do veículo neste tipo de situações. O EDRfoi
concebido para gravar dados relacionados com a
dinâmica do veículo e o sistema de segurança
durante um breve período de tempo, normalmente 30 segundos ou períodos inferiores.
Continuação da página anterior
O EDR foi assim construído para, em caso de
acidentes de trânsito ou situações semelhantes a
colisões, gravar dados relacionados com:
Óleo do motor
Informação relacionada
A informação relacionada remete para outros
artigos com informação detalhada.
Imagens
As imagens do manual são por vezes exemplificativas e podem não coincidir com o aspecto no
automóvel, dependendo do nível de equipamentos e do mercado.
}} Este símbolo aparece em baixo à direita
quando um artigo continua a seguir.
|| Este símbolo aparece em cima à esquerda
quando um artigo continua vindo de trás.
Informação relacionada
20
•
Manual de instruções e meio ambiente
(pág. 26)
•
Página de apoio Volvo Cars (pág. 16)
•
Como funcionaram os diferentes sistemas do
automóvel;
•
O modo como os cintos de segurança do
condutor e dos passageiros foram tensionados/fixos;
•
A utilização do pedal do acelerador ou do
travão pelo condutor;
•
A que velocidade o veículo seguia.
Estes dados podem contribuir para uma melhor
compreensão sobre as circunstâncias em que os
acidentes de trânsito e danos ocorrem. O EDR
regista dados apenas perante a ocorrência de
uma situação de colisão anormal - não são registados quaisquer dados pelo EDR durante condições de condução normais. O sistema também
nunca regista quem conduz o veículo nem a posição geográfica em que ocorre a situação de colisão ou o incidente. No entanto, entidades terceiras, como as autoridades policiais, podem utilizar
os dados gravados associados à informação de
identificação pessoal que é normalmente recolhida no caso de um acidente de trânsito. Para
interpretar os dados registados é necessário um
equipamento especial e o acesso ao veículo ou
ao EDR.
Para além do EDR, o automóvel também está
equipado com uma série de processadores que
têm como função o controlo e a monitorização
permanente do funcionamento do automóvel.
Estes processadores podem gravar dados
durante condições de condução normais, mas
registam sobretudo avarias que afetem a operação e a funcionalidade do veículo ou a ativação
das funções de auxílio ao condutor ativas do veículo (por ex.: City Safety e função de travagem
automática).
Parte dos dados gravados são necessários para
que os técnicos possam realizar serviço de
manutenção, de modo a diagnosticarem e repararem eventuais avarias que tenham ocorrido no
INTRODUÇÃO
veículo. A informação registada também é necessária para que a Volvo possa cumprir exigências
jurídicas de acordo com a legislação e as autoridades. A informação registada no veículo encontra-se memorizada nos seus processadores até
que o veículo seja assistido ou reparado.
Para além das situações já mencionadas, a informação registada é utilizada de forma agregada
para fins de investigação e desenvolvimento do
produto de modo a melhorar continuamente a
segurança e qualidade dos automóveis Volvo.
A Volvo não distribui a informação acima mencionada para terceiros sem o conhecimento do proprietário do veículo. Devido à legislação e aos
regulamentos nacionais, a Volvo pode ver-se
obrigada a comunicar informação deste tipo às
autoridades policiais ou outras autoridades que
possuam o direito legal do acesso à mesma. Para
proceder à leitura e interpretação dos dados gravados são necessários equipamentos técnicos
especiais que a Volvo e as oficinas licenciadas
pela Volvo possuem. A Volvo assegura que a
informação transferida para a Volvo no contexto
de serviço de manutenção é armazenada e utilizada de forma segura e de acordo com as exigências legais aplicáveis. Para mais informações
- contacte um concessionário Volvo.
Acessórios e equipamento extra
A ligação ou instalação incorrecta de acessórios
e equipamento extra pode afectar negativamente
o sistema electrónico do automóvel.
Determinados acessórios funcionam apenas
quando existe o respectivo software no sistema
informático do automóvel. Por isso, a Volvo recomenda que contacte sempre uma oficina autorizada Volvo antes de instalar acessórios ou equipamento extra ligados ao sistema eléctrico ou
que afectem esse sistema.
Pára-brisas reflector de calor*
O pára-brisas está equipado com um filme reflector de calor (IV), que reduz a radiação solar no
habitáculo.
A colocação de equipamento electrónico, por
exemplo: um transponder, atrás da superfície de
vidro com a película reflectora de calor pode
afectar o seu funcionamento e desempenho de
forma negativa.
Para que o funcionamento do equipamento electrónico seja o ideal, o equipamento deve ser instalado na secção do pára-brisas que não possui
película reflectora de calor (ver o campo assinalado na ilustração).
Campo onde não se encontra aplicada a película IV.
A é a distância da margem superior do pára-brisas até o início do campo. B é a distância da
margem superior do pára-brisas até o fim do
campo.
Medida
A
40 mm
B
80 mm
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução.
21
INTRODUÇÃO
Volvo ID
O Volvo ID é o seu ID pessoal que fornece
acesso a uma série de serviços6.
Exemplo de serviços:
•
My Volvo - A sua página web pessoal para si
e para o seu automóvel.
•
Num automóvel ligado à Internet* - Algumas
funções e serviços exigem o registo do seu
automóvel num Volvo ID pessoal para, por
exemplo, poder enviar um endereço de um
serviço de mapa na Internet directamente
para o automóvel.
•
Volvo On Call, VOC* - Volvo ID é utilizada no
início de sessão da aplicação móvel Volvo On
Call.
Vantagens do Volvo ID
•
Um nome de utilizador e uma password para
aceder aos serviços online, ou seja, apenas
um nome de utilizador e uma palavra passe
para memorizar.
•
Ao alterar o nome do utilizador/password de
um serviço (por ex.: VOC) a mesma alteração
é efectuada automaticamente nos outros
serviços (por ex.: My Volvo)
instruções da mensagem de e-mail, que é automaticamente enviada para o endereço indicado,
para concluir o registo. É possível criar um Volvo
ID através de um dos seguintes serviços:
•
My Volvo - Indique o endereço de e-mail e
siga as instruções.
•
No automóvel ligado à Internet* - Indique o
endereço de e-mail na aplicação que exige
Volvo ID e siga as instruções. Ou pressione
na consola
duas vezes o botão de ligação
central, selecione Aplicações
Configurações e siga as instruções.
•
Volvo On Call, VOC* - Descarregue a última
versão da aplicação VOC. Seleccione criar
Volvo ID a partir da página inicial, indique o
endereço de e-mail e siga as instruções.
Informação relacionada
•
Página de apoio Volvo Cars (pág. 16)
Criar Volvo ID
Para criar uma Volvo ID é necessário fornecer
um endereço de e-mail pessoal. Siga depois as
6
22
Os serviços disponíveis podem variar com o tempo, o nível de equipamento e o mercado.
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução.
INTRODUÇÃO
Filosofia ambiental
A Volvo Car Corporation trabalha continuamente
para desenvolver os produtos e as soluções
A preocupação ambiental é um dos valores fundamentais da Volvo Cars e uma referência para
todas as nossas operações. O trabalho ambiental
assume todo o ciclo de vida do automóvel e tem
em atenção o seu impacto ambiental, desde a
conceção até ao desmantelamento e à reciclagem. A Volvo Cars tem como princípio basilar que
cada novo produto desenvolvido tenha um
impacto ambiental inferior ao produto que substitui.
Um das vertentes do trabalho ambiental da Volvo
resulta no desenvolvimento de linhas motrizes
Drive-E, mas eficientes e menos poluentes. O
mais seguros e eficazes para minimizar o
impacto negativo no ambiente.
ambiente pessoal é algo que a Volvo também
protege - o ar no interior de um Volvo é, por
exemplo, mais limpo do que o ar no exterior graças ao sistema de climatização.
O seu Volvo cumpre exigentes normas ambientais internacionais. Todas as unidades de produção Volvo possuem certificação ISO 14001, o
que pressupõe um trabalho sistemático com
atenção às questões ambientais para obter
melhorias contínuas com impacto ambiental
reduzido. A certificação ISO implica também o
cumprimento das leis e regulamentos ambientais
aplicáveis. Além disso, a Volvo exige que os seus
parceiros também cumpram com estas normas.
Consumo de combustível
Uma vez que uma grande parte do impacto
ambiental de um automóvel resulta da sua utilização, a redução do consumo de combustível, das
emissões de dióxido de carbono e de outros
poluentes atmosféricos é um ponto fulcral do trabalho ambiental da Volvo Cars. Os automóveis
Volvo possuem, dentro das respectivas classes,
um consumo de combustível muito competitivo.
Um baixo consumo de combustível está associ-
}}
23
INTRODUÇÃO
||
ado a menores emissões de dióxido de carbono,
um gás com efeito de estufa.
Contribuir para um melhor ambiente
O automóvel económico e eficaz a nível energético não contribui apenas para um reduzido
impacto ambiental mas também para uma redução dos custos do proprietário. Como condutor,
pode facilmente reduzir o consumo de combustível e assim poupar dinheiro e contribuir para um
melhor ambiente - seguem-se alguns conselhos:
•
24
Planeie uma velocidade média eficaz. Velocidade superiores a cerca de 80 km/h (50
mph) e inferiores a 50 km/h (30 mph) implicam um consumo de energia mais elevado.
•
Siga os intervalos de serviço e de manutenção do automóvel recomendados no Livro de
Garantia e Serviço.
•
Evite a utilização ao ralenti - desligue o
motor perante longas esperas. Tenha sempre atenção às normas locais.
Lembre-se também de manusear os resíduos
perigosos, tais como baterias e óleos, de modo
compatível com o ambiente. Aconselhe numa oficina sobre o fim a dar a estes resíduos - recomenda-se uma oficina autorizada Volvo.
nitrogénio e ozono troposférico. A entrada de ar
fecha-se e o ar é recirculado caso o ar exterior
esteja poluído. Estas situações podem suceder-se quando se conduz no trânsito urbano intenso,
em filas ou túneis.
Seguindo estes conselhos pode poupar dinheiro
e recursos naturais, além de aumentar a longevidade do automóvel. Para mais informações e
conselhos a seguir ver Eco guide (pág. 72),
Condução economizadora de combustível
(pág. 332) e Consumo de combustível
(pág. 443).
O IAQS é parte integrante do Clean Zone Interior
Package (CZIP)*, que também inclui uma função
que liga o ventilador quando o veículo é destrancado com o comando à distância.
Purificação eficaz dos gases de escape
O seu Volvo é fabricado de acordo com o conceito "Limpo por dentro e por fora" – um conceito que combina um ambiente limpo no habitáculo com uma purificação altamente eficaz dos
gases de escape. Em grande parte dos casos, as
emissões de gases de escape ficam muito abaixo
das normas em vigor.
•
Planeie a viagem - muitas paragens desnecessárias e velocidades irregulares contribuem para um aumento do consumo de
combustível.
Ar puro no habitáculo
•
Se o automóvel estiver equipado com aquecedor do motor*, utilize-o antes de arrancar a
frio - assim melhora a capacidade de arranque e reduz o desgaste com tempo frio, além
de permitir ao motor atingir a temperatura de
funcionamento normal mais rapidamente, o
que reduz o consumo e as emissões.
O sistema de qualidade do ar, Interior Air Quality
System (IAQS)*, garante que o ar admitido se
encontra mais limpo do que o ar poluído do exterior.
Um filtro do habitáculo evita que a poeira e os
pólenes se introduzam no habitáculo através da
entrada de ar.
O sistema limpa impurezas no ar do habitáculo,
tais como: partículas, hidrocarbonetos, óxidos de
Interior
O material utilizado no interior de um Volvo foi
cuidadosamente seleccionado e testado para ser
agradável e confortável. Alguns elementos foram
feitos à mão, por exemplo: as costuras do
volante. O interior é controlado para não desenvolver cheiros fortes ou outras substâncias que
possam causar desconforto, por ex.: com calor ou
luz intensa.
As oficinas Volvo e o ambiente
A manutenção regular cria as condições necessárias para uma longa longevidade do automóvel
e um baixo consumo de combustível. Contribui-se assim para um ambiente mais limpo. A confiança nas oficinas Volvo para reparar e efetuar a
manutenção do automóvel faz parte do sistema
da Volvo. A Volvo impõe medidas ambientais na
conceção das oficinas de modo a evitar derrames
e emissões no meio ambiente. O pessoal de oficina possui conhecimentos e ferramentas que
garantem os melhores cuidados possíveis com o
meio ambiente.
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução.
INTRODUÇÃO
Reciclagem
Uma vez que a Volvo trabalha a partir de uma
perspetiva do ciclo de vida, é também importante
o automóvel ser reciclado do modo mais compatível com o ambiente. Quase todo o automóvel é
reciclável. Por isso, solicitamos ao último proprietário do automóvel que contacte um revendedor
para obter indicações para uma reciclagem certificada/aprovada.
Informação relacionada
•
Manual de instruções e meio ambiente
(pág. 26)
25
INTRODUÇÃO
Manual de instruções e meio
ambiente
A pasta de papel utilizada para a impressão do
manual do proprietário provém de florestas certificadas Forest Stewardship Council® ou de
outras fontes controladas.
Vidro laminado
O vidro é reforçado, o que proporciona
uma maior protecção contra roubos e
um melhor isolamento acústico do
habitáculo. O pára-brisas e os restantes vidros* são em vidro laminado.
O símbolo FSC® indica que a pasta de papel utilizada na impressão do manual do proprietário é
proveniente de florestas com certificação FSC®
ou de outras fontes controladas.
Informação relacionada
•
26
Filosofia ambiental (pág. 23)
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução.
SEGURANÇA
SEGURANÇA
Generalidades sobre o cinto de
segurança
sado para o colocar através de um sinal sonoro e
luminoso (pág. 31).
Uma travagem a fundo pode ter consequências
sérias caso o cinto de segurança não esteja
colocado. Por isso, certifique-se de que todos
os passageiros têm os cintos de segurança
colocados durante a viagem.
Lembre-se
•
Não utilize molas ou outros apetrechos que
impeçam o cinto de segurança de assentar
bem.
•
O cinto de segurança não pode estar rodado
ou torcido.
AVISO
Nunca proceda pessoalmente a alterações ou
reparações no cinto de segurança. A Volvo
recomenda o contacto com uma oficina autorizada Volvo.
Se um cinto de segurança for sujeito a um
esforço violento, por exemplo: numa colisão,
todo o cinto de segurança deve ser substituído. Parte das propriedades protectoras do
cinto de segurança podem ter-se perdido,
mesmo que o cinto aparente estar intacto.
Troque também o cinto de segurança se este
apresentar desgaste ou danos. O novo cinto
de segurança deve ser homologado e destinado ao mesmo lugar que o do cinto de
segurança substituído.
AVISO
O cinto de segurança e o airbag actuam em
conjunto. Se o cinto de segurança não for utilizado, ou for utilizado de forma incorrecta, o
funcionamento do airbag perante uma colisão
pode ser afectado.
AVISO
Estique a parte abdominal (do colo) sobre o colo
puxando a parte diagonal sobre o ombro. A parte abdominal (de colo) deve ficar na posição o mais baixa possível (não sobre o abdómen).
Para que o cinto de segurança proporcione uma
protecção máxima é importante que fique bem
encostado ao corpo. Não incline demasiado as
costas do banco para trás. O cinto de segurança
foi concebido para proteger com o banco na
posição sentada normal.
O condutor ou passageiro que não tenha apertado (pág. 29) o cinto de segurança será avi-
28
Cada cinto de segurança destina-se apenas a
uma pessoa.
Informação relacionada
•
•
•
Cinto de segurança - gravidez (pág. 30)
Cinto de segurança - soltar (pág. 30)
Tensores dos cintos (pág. 31)
SEGURANÇA
Cinto de segurança - colocar
As fivelas no banco traseiro apenas encaixam
nos respectivos fechos1.
Coloque o cinto de segurança (pág. 28) antes
de iniciar a condução.
Lembre-se
O cinto de segurança prende e não pode ser
puxado mais para fora:
Puxe lentamente o cinto para fora e prenda-o
inserindo a fivela no fecho do cinto. Um "clique"
forte indica que o cinto está trancado.
•
•
•
se o puxar depressa demais
durante as travagens e acelerações
se o automóvel se inclinar fortemente.
Informação relacionada
Cinto de segurança colocado incorrectamente. O cinto
deve ficar sobre o ombro.
•
•
•
•
Cinto de segurança - gravidez (pág. 30)
Cinto de segurança - soltar (pág. 30)
Tensores dos cintos (pág. 31)
Avisador do cinto de segurança (pág. 31)
Cinto de segurança colocado correctamente.
Ajuste vertical do cinto de segurança. Pressione o botão
e desloque o cinto na vertical. Coloque o cinto o mais
alto possível, sem que o mesmo entre em contacto com
o pescoço.
1
Em alguns mercados.
29
SEGURANÇA
Cinto de segurança - soltar
Cinto de segurança - gravidez
Solte o cinto de segurança (pág. 28) quando o
automóvel estiver imobilizado.
O cento de segurança (pág. 28) deve ser sempre utilizado durante a gravidez, mas é importante que seja utilizado de forma correcta.
Carregue no botão vermelho no fecho do cinto e
deixe que o cinto seja recolhido. Se o cinto de
segurança não for totalmente recolhido, ajude
então com a mão para que não fique pendurado
e solto.
Informação relacionada
•
•
Informação relacionada
Cinto de segurança - colocar (pág. 29)
Avisador do cinto de segurança (pág. 31)
G020998
•
•
O cinto de segurança deve ficar bem encostado
ao ombro, com a parte diagonal do cinto de
segurança entre os seios e ao lado da barriga.
A parte abdominal (do colo) do cinto de segurança deve ficar plana contra o lado da coxa, e o
mais afastada possível para baixo da barriga –
nunca deixe o cinto de segurança deslizar para
cima. O cinto de segurança deve ficar o mais próximo possível do corpo e sem folga desnecessária. Certifique-se também que o cinto de segurança não se encontra torcido.
As condutoras grávidas devem ajustar sempre o
assento (pág. 87) e o volante (pág. 92) de
acordo com o evoluir da gravidez, de modo a que
tenham sempre o controlo absoluto sobre o
30
automóvel (o que pressupõe que se possa facilmente aceder ao volante e aos pedais). Neste
contexto, deve-se tentar sempre obter uma distância máxima entre a barriga e o volante.
Cinto de segurança - colocar (pág. 29)
Cinto de segurança - soltar (pág. 30)
SEGURANÇA
Avisador do cinto de segurança
G017726
O condutor ou passageiro que não tenha apertado (pág. 29) o cinto de segurança será avisado para o colocar através de um sinal sonoro
e luminoso.
O sinal sonoro está associado à velocidade e, em
alguns casos, também à duração do tempo. O
sinal luminoso encontra-se na consola do tecto e
no instrumento combinado (pág. 68).
As cadeiras de criança não são abrangidas pelo
sistema de aviso do cinto de segurança.
Banco traseiro
segurança ou se alguma das portas traseiras
é aberta. A mensagem apaga-se automaticamente após cerca de 30 segundos de condução ou após pressionar o botão OK na
alavanca dos piscas (pág. 118).
•
Avisar no caso de algum dos cintos de segurança do banco traseiro ser desapertado
durante a viagem. O aviso é feito através de
uma mensagem no instrumento combinado
juntamente com um sinal sonoro e luminoso.
O aviso cessa quando o cinto de segurança
é novamente apertado, mas podem também
ser confirmado manualmente carregando
uma vez no botão OK.
A mensagem do instrumento combinado que
indica quais são os cintos de segurança que
estão a ser utilizados está sempre acessível. Para
ver as mensagens memorizadas, carregue no
botão OK.
Tensores dos cintos
Todos os cintos de segurança (pág. 28) estão
equipados com tensores. No tensor do cinto
existe um mecanismo que, perante uma colisão
suficientemente forte, puxa o cinto de segurança. O cinto de segurança proporciona assim
uma retenção mais eficaz dos passageiros.
AVISO
Nunca insira a lingueta do cinto de segurança
do passageiro no fecho do lado do condutor.
Insira sempre a lingueta do cinto de segurança no fecho do lugar correcto. Nunca danifique os cintos de segurança nem insira
objectos estranhos no fecho. Os cintos de
segurança e os fechos poderão não funcionar
de modo adequado perante uma colisão.
Existe o risco de danos pessoais graves.
Alguns mercados
O condutor ou passageiro da frente sem o cinto
de segurança apertado é avisado para o colocar
através de um sinal sonoro e luminoso. A baixa
velocidade o aviso sonoro é dado nos primeiros
6 segundos.
O avisador do cinto de segurança do banco traseiro tem duas funções parciais:
•
Informar sobre quais os cintos de segurança
(pág. 28) que estão a ser utilizados no banco
traseiro. Uma mensagem no instrumento
combinado indica a utilização dos cintos de
31
SEGURANÇA
Segurança - símbolo de aviso
Revisão urgente aparece no mostrador. A Volvo
recomenda o contacto imediato com uma oficina
autorizada Volvo.
O símbolo de aviso aparece se for detectada
uma avaria durante a detecção de avarias ou se
for activado um sistema. Sempre que necessário, o símbolo de aviso aparece acompanhado
de uma mensagem no mostrador de informações do instrumento combinado (pág. 68).
Informação relacionada
•
Triângulo de aviso e símbolo de aviso do sistema de airbags no instrumento combinado digital.
O símbolo de aviso no instrumento combinado
acende-se com o comando à distância na posição de ignição II (pág. 85). O símbolo apaga-se
passados cerca de 6 segundos caso o sistema
de airbags não possua qualquer avaria.
Triângulo de aviso e símbolo de aviso do sistema de airbags (pág. 33) no instrumento combinado analógico.
AVISO
Se o símbolo de aviso do airbag permanecer
aceso, ou se acender durante a condução,
isso significa que o airbag não se encontra
perfeitamente operacional. O símbolo indica
avaria nos sistemas do cinto, SIPS, IC ou
outra avaria qualquer no sistema. A Volvo
recomenda o contacto imediato com uma oficina autorizada Volvo.
Se o símbolo de aviso estiver danificado, o triângulo de sinalização de perigo acende e Airbag
SRS Revisão necess. ou Airbag SRS
32
Generalidades sobre o modo de segurança
(pág. 43)
SEGURANÇA
Sistema de airbags
AVISO
Perante uma colisão frontal o sistema de airbags
ajuda a proteger a cabeça, rosto e peito do condutor e do passageiro.
A Volvo recomenda o contacto com uma oficina autorizada Volvo para reparação. Intervenções incorrectas no sistema dos airbags
podem provocar o funcionamento incorrecto
dos mesmos, podendo tal resultar em danos
pessoais graves.
G018666
NOTA
Os sensores reagem de forma diferente consoante o processo de colisão e a utilização
dos cintos de segurança. Aplicável a todas as
posições de cintos de segurança.
G018665
O sistema dos airbags visto de cima, automóvel com
volante à direita.
O sistema dos airbags visto de cima, automóvel com
volante à esquerda.
O sistema é composto por airbags e sensores.
Perante uma colisão suficientemente forte, reagem os sensores e o(s) airbag(s) são insuflados,
gerando calor. O airbag amortece o impacto da
colisão inicial para o ocupante. O airbag esvazia-se enquanto é comprimido no impacto. Ao
mesmo tempo, espalha-se também fumo no veículo, uma situação que é completamente normal.
Todo o processo, incluindo o enchimento e o
esvaziamento do airbag, ocorre em décimos de
segundo.
Podem ocorrer colisões em que apenas um
(ou nenhum) airbag seja activado. Os sensores reconhecem a violência da colisão a que
o veículo é sujeito e adaptam a sua reacção e
funcionamento disparando um ou vários airbags.
Informação relacionada
•
•
•
Airbag do lado do condutor (pág. 34)
Airbag do passageiro (pág. 34)
Segurança - símbolo de aviso (pág. 32)
33
SEGURANÇA
Airbag do lado do condutor
Airbag do passageiro
Em complemento ao cinto de segurança
(pág. 28) no lado do condutor, o automóvel está
equipado com um airbag (pág. 33).
Em complemento ao cinto de segurança
(pág. 28) no lado do passageiro, o automóvel
está equipado com um airbag (pág. 33).
O airbag encontra-se acondicionado no centro
do volante. O volante está marcado com o texto
AIRBAG.
O airbag encontra-se acondicionado num compartimento acima do porta-luvas. O painel está
marcado com o texto AIRBAG.
AVISO
O cinto de segurança e o airbag actuam em
conjunto. Se o cinto não for utilizado, ou for
utilizado de forma incorrecta, o funcionamento
do airbag perante uma colisão pode ser afectado.
Localização do airbag do lado do passageiro da frente
em modelos com volante à direita.
Autocolante para o airbag do
passageiro
Informação relacionada
•
Airbag do passageiro (pág. 34)
Localização do airbag do lado do passageiro da frente
em modelos com volante à esquerda.
Autocolante na proteção solar do lado do passageiro.
34
SEGURANÇA
AVISO
AVISO
O cinto de segurança e o airbag actuam em
conjunto. Se o cinto não for utilizado, ou for
utilizado de forma incorrecta, o funcionamento
do airbag perante uma colisão pode ser afectado.
Nunca permita que alguém se instale em pé
ou sentado em frente do assento do passageiro.
Nunca coloque uma proteção de criança
virada para trás no lugar do passageiro dianteiro quando o airbag do passageiro está ativado.
Para que não sofra danos quando o airbag
dispara, o passageiro deve-se sentar-se com
as costas na vertical, os pés no chão e as
costas encostadas às costas do banco. O
cinto de segurança deve estar fixo e tenso.
Autocolante no pilar da porta do lado do passageiro. O
autocolante fica visível quando se abre a porta do passageiro.
O autocolante de aviso para o airbag do passageiro encontra-se de acordo com o indicado
acima.
AVISO
Nunca coloque uma protecção de criança
virada para trás num assento protegido por
um airbag activado. O não seguimento desta
instrução pode colocar a vida da criança em
perigo ou resultar em ferimentos graves.
Passageiros virados para a frente (crianças e
adultos) nunca se devem sentar no lugar do
passageiro dianteiro quando o airbag do passageiro está desativado.
AVISO
O não cumprimento desta recomendação
poderá colocar vidas em perigo ou provocar
ferimentos graves.
Não coloque qualquer objecto em frente ou
sobre o tablier onde se encontra o airbag do
passageiro.
Interruptor - PACOS*
O airbag (SRS) no lado do passageiro da frente
pode ser desactivado (pág. 36) caso o automóvel esteja equipado com um interruptor, PACOS
(Passenger Airbag Cut Off Switch).
AVISO
Caso o automóvel esteja equipado com airbag no lugar do passageiro dianteiro, mas
não possua interruptor PACOS (Passenger
Airbag Cut Off Switch), o airbag está sempre
activado.
Informação relacionada
•
•
Airbag do lado do condutor (pág. 34)
Protecção de criança (pág. 46)
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução.
35
SEGURANÇA
Airbag do passageiro - ativação/
desativação*
sentar-se em segurança no lugar do passageiro.
O airbag no lado do passageiro (pág. 34) da
frente pode ser desativado caso o automóvel
esteja equipado com um interruptor, PACOS
(Passenger Airbag Cut Off Switch).
OFF - o airbag está desactivado. Com o
interruptor nesta posição as crianças em
proteção de criança virada para trás podem
sentar-se em segurança no lugar do passageiro do banco dianteiro.
Interruptor - PACOS
O interruptor do airbag do lugar do passageiro
(PACOS) está localizado na extremidade do
tablier do lado do passageiro e fica acessível
quando a porta está aberta.
Verifique se o interruptor se encontra na posição
desejada. A parte da chave (pág. 178) do
comando à distância deve ser utilizada para
mudar a posição.
AVISO
Airbag activado (lugar do passageiro):
NOTA
Quando a chave do comando à distância está
na posição de ignição II (pág. 85) aparece o
símbolo de aviso (pág. 32) do airbag no instrumento combinado durante
cerca de 6 segundos.
De seguida, acende-se a indicação na consola do tecto que indica o estado correcto do
airbag do lugar do passageiro.
Nunca coloque uma proteção de criança
virada para trás no lugar do passageiro dianteiro quando o airbag do passageiro está ativado.
Airbag desactivado (lugar do passageiro):
Passageiros virados para a frente (crianças e
adultos) nunca se devem sentar no lugar do
passageiro dianteiro quando o airbag do passageiro está desativado.
G017800
O não cumprimento desta recomendação
poderá colocar vidas em perigo ou provocar
ferimentos graves.
Indicação que mostra que o airbag do lado do passageiro está activado.
Um símbolo de aviso na consola no tecto indica
que o airbag do lugar do passageiro dianteiro
está activado (ver ilustração anterior).
Localização do interruptor do airbag.
ON - o airbag está activado. Com o interruptor nesta posição todos os passageiros virados para a frente (crianças e adultos) podem
36
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução.
SEGURANÇA
AVISO
AVISO
Nunca coloque uma proteção de criança
virada para trás no banco dianteiro quando o
airbag do passageiro estiver ativado e o símbolo
na consola do teto estiver aceso
com essa indicação. O não seguimento desta
instrução pode colocar a vida da criança em
perigo.
Nunca deixe que algum passageiro se sente
no lugar do passageiro caso a consola no
tecto indique que o airbag está desactivado e,
em simultâneo, apareça o símbolo de
aviso(pág. 32) do sistema airbag no instrumento combinado. Tal indica a presença de
uma avaria grave. Visite imediatamente uma
oficina. A Volvo recomenda o contacto com
uma oficina autorizada Volvo.
Airbag lateral (SIPS)
Perante uma colisão lateral grande parte da
força de colisão é distribuída através do SIPS
(Side Impact Protection System) pelas barras,
pilares, chão, tecto, e outras partes da carroçaria. Os airbags laterais, no banco do condutor e
no banco do passageiro da frente, protegem o
peito e a anca, e são uma parte importante do
sistema SIPS.
AVISO
O não cumprimento desta recomendação
poderá colocar as vidas dos passageiros em
perigo.
2
Informação relacionada
Indicador que mostra que o airbag do lado do passageiro está desactivado.
Uma mensagem de texto e um símbolo na consola no tecto indicam que o airbag do lugar do
passageiro dianteiro está desactivado (ver ilustração anterior).
Protecção de criança (pág. 46)
G032949
G017724
•
2
O sistema de airbags SIPS é composto por duas
partes principais: o airbag lateral e os sensores.
Os airbags laterais encontram-se montados na
estrutura das costas dos assentos da frente.
Perante uma colisão suficientemente forte, os
sensores reagem e os airbags laterais são insuflados. O airbag vai ocupar o espaço entre o ocupante e o painel da porta, amortecendo, dessa
forma, o impacto no momento da colisão. O airbag esvazia-se enquanto é comprimido no
}}
37
SEGURANÇA
||
impacto. Normalmente, só é insuflado o airbag
lateral do lado em que se dá a colisão.
AVISO
•
•
•
Lugar do condutor, modelos com volante à esquerda.
•
A Volvo recomenda que a reparação seja
realizada apenas por uma oficina autorizada Volvo. Intervenções incorrectas no
sistema dos airbags SIPS podem provocar o seu funcionamento incorrecto e
consequentes danos pessoais graves.
Não coloque qualquer objecto na zona
entre o lado exterior do assento e o painel da porta, pois esta é a zona de actuação do airbag lateral.
A Volvo recomenda apenas a utilização
de forros de revestimento aprovados pela
Volvo. Outros forros podem impedir o funcionamento dos airbags laterais.
O airbag lateral é um complemento do
cinto de segurança. Utilize sempre o cinto
de segurança.
SIPS e proteção de criança
Os airbags laterais não reduzem a protecção proporcionada pelo automóvel a crianças sentadas
numa cadeira de criança ou assento auto.
Informação relacionada
Lugar do passageiro, modelos com volante à esquerda.
38
•
•
•
Airbag do lado do condutor (pág. 34)
Airbag do passageiro (pág. 34)
Cortinas de colisão (IC) (pág. 38)
Cortinas de colisão (IC)
Durante uma colisão, a cortina de colisão ajuda
a proteger o condutor e os passageiros de
embates com a cabeça contra o interior do
automóvel.
A cortina de colisão (Inflatable Curtain) faz parte
do sistema SIPS (pág. 37) e do sistema de airbags (pág. 33). Está montado ao longo do forro
do teto de ambos os lados e ajuda a proteger o
condutor e os passageiros que vão nos lugares
laterais do veículo. Perante uma colisão suficientemente forte, os sensores reagem e a cortina de
colisão é insuflada.
SEGURANÇA
AVISO
Nunca suspenda ou prenda objectos pesados
na pega do tejadilho. O gancho destina-se
apenas para artigos de roupa ligeiros (e não
para objectos rígidos, como por exemplo:
guarda-chuvas).
Nunca aparafuse ou monte objectos no interior do tejadilho, nos pilares da porta ou nos
painéis laterais do automóvel. A protecção
projectada pode ser afectada. A Volvo recomenda a utilização de apenas peças originais
Volvo, que sejam destinadas para o fim que
foram projectadas.
Generalidades sobre o WHIPS
(protecção whiplash)
O WHIPS (Whiplash Protection System) é uma
protecção contra lesões provocadas pelo chamado "golpe de coelho". O sistema é composto
por costas do banco que absorvem a força de
impacto e por encostos da cabeça nos bancos
da frente especialmente desenvolvidos para
este sistema.
AVISO
O automóvel não pode possuir carga a uma
distância inferior a 50 mm da margem superior das janelas das portas. Caso contrário
pode ficar comprometida a protecção das
cortinas de colisão, que se encontram inseridas no forro do tecto.
AVISO
A cortina de colisão é um complemento do
cinto de segurança. Utilize sempre o cinto de
segurança.
Informação relacionada
•
Generalidades sobre o cinto de segurança
(pág. 28)
O sistema WHIPS é activado em caso de colisão
traseira e a sua activação depende do ângulo e
}}
39
SEGURANÇA
||
da velocidade de colisão, bem como das características dos veículos que chocam.
AVISO
O sistema WHIPS é um complemento do
cinto de segurança. Utilize sempre o cinto de
segurança.
Características do assento
Quando o sistema WHIPS é activado, as costas
dos assentos da frente deslocam-se para trás,
alterando a posição sentada do condutor e do
passageiro do banco da frente. Deste modo diminui-se o risco de lesões provocadas pelo chamado "golpe de coelho".
WHIPS - posição sentada
Para a melhor protecção possível do sistema
WHIPS (pág. 39) é necessário que o condutor
e o passageiro possuam uma posição sentada
correcta e assegurem que o funcionamento do
sistema não é impedido.
Posição sentada
AVISO
Não coloque objectos com formas semelhantes a caixas entalados entre a almofada do
banco traseiro e as costas do assento do
condutor. Lembre-se de que estes objectos
podem impedir o funcionamento do sistema
WHIPS.
Ajuste a posição sentada no banco dianteiro
(pág. 87) antes de iniciar a condução.
O condutor e o passageiro do banco da frente
devem sentar-se no centro dos respectivos bancos, mantendo a menor distância possível entre o
encosto da cabeça e a cabeça.
Funcionamento
AVISO
Nunca proceda pessoalmente a alterações ou
reparações no assento ou no sistema WHIPS.
A Volvo recomenda o contacto com uma oficina autorizada Volvo.
Não coloque qualquer objecto no banco traseiro que
possa evitar o funcionamento do sistema WHIPS.
WHIPS e proteção de criança
AVISO
O sistema WHIPS não reduz a protecção proporcionada pelo automóvel a crianças sentadas
numa cadeira de criança ou assento auto.
Informação relacionada
•
•
40
WHIPS - posição sentada (pág. 40)
Generalidades sobre o cinto de segurança
(pág. 28)
Não coloque qualquer objecto no piso atrás do assento
do conduto/passageiro que possa evitar o funcionamento do sistema WHIPS.
Se parte das costas do banco traseiro estiverem descidas é necessário deslocar o respectivo assento dianteiro para a frente para que
não entre em contacto com as costas do
banco descidas.
SEGURANÇA
AVISO
Se o assento for sujeito a uma forte carga,
por exemplo: numa colisão traseira, o sistema
WHIPS deve ser verificado. A Volvo recomenda que seja verificado por uma oficina
autorizada Volvo.
Partes do sistema WHIPS podem perder as
suas características protetoras mesmo que o
assento aparente estar intacto.
A Volvo recomenda o contacto com uma oficina autorizada Volvo para verificação do sistema mesmo quando sofre colisões suaves a
partir de trás.
Roll Over Protection System (ROPS)
O sistema Roll-Over Protection System (ROPS)
da Volvo foi desenvolvido para diminuir o risco
de capotamento do automóvel e, caso o acidente aconteça, proporcionar a melhor protecção possível.
O sistema é composto por dois componentes:
um sistema de estabilização preventivo e um sistema de proteção.
AVISO
Perante um estilo de condução normal o sistema RSC aumenta a segurança de condução
do automóvel, o que não deve ser entendido
como possibilidade de aumentar a velocidade.
Observe sempre as precauções normais para
uma condução segura.
O sistema estabilizador Roll Stability Control
(RSC) minimiza o risco de capotamento e tombamento em situações de manobras de emergência
violentas ou derrapagens, por exemplo.
O sistema RSC utiliza um sensor que regista as
alterações de inclinação lateral do automóvel.
Com a ajuda desta informação é calculado o
risco de capotamento do automóvel. Perante
situação de risco, o sistema ESC (pág. 201)
entra em acção, o binário motor é reduzido e
várias rodas travam até que o automóvel
regresse à situação de estabilidade.
Se mesmo assim ocorrer um capotamento o sistema de proteção atua e, consoante a situação,
ativa os tensores do cinto (pág. 31) e as cortinas
de colisão (pág. 38).
41
SEGURANÇA
Quando o sistema dispara
Sistema
Perante uma colisão os diferentes sistemas de
segurança pessoal da Volvo actuam para reduzir
danos.
Sistema
Activação
Tensor do cinto
(pág. 31) banco dianteiro
Numa colisão frontal
e/ou lateral e/ou traseira e/ou capotamento
Tensores do cinto do
banco traseiro
Airbags
Numa colisão frontal
e/ou lateral e/ou traseira e/ou capotamento
Numa colisão
frontalA
(Airbag do volante
(pág. 34) e airbag do
passageiro (pág. 34))
Airbags laterais SIPS
(pág. 37)
Numa colisão lateralA
Activação
Cortina de colisão IC
(pág. 38)
Numa colisão lateral
e/ou capotamento
e/ou algumas colisões frontaisA
Protecção contra o
"golpe de coelho"
WHIPS (pág. 39)
Numa colisão traseira
A
Perante uma colisão, o automóvel pode ficar fortemente deformado sem que se disparem os airbags. Uma série de factores,
tais como a rigidez e peso do objecto colidido, a velocidade do
automóvel, o ângulo de colisão, entre outros, determinam a
forma de reacção dos diferentes sistemas de segurança.
Se os os airbags (pág. 33) tiverem disparado
recomenda-se o seguinte:
•
Transporte o automóvel. A Volvo recomenda
que transporte o automóvel para uma oficina
autorizada Volvo. Não conduza com os airbags disparados.
•
A Volvo recomenda que confie a uma oficina
autorizada Volvo a substituição de componentes do sistema de segurança do automóvel.
•
Consulte sempre um médico.
NOTA
A activação dos airbags e dos cintos de
segurança é efectuada apenas uma vez
durante uma colisão.
42
AVISO
O módulo de comando do sistema airbag
encontra-se na consola central. Se a consola
central ficar encharcada de água ou qualquer
outro líquido, desligue os cabos da bateria.
Não tente pôr o automóvel em funcionamento
porque os airbags podem disparar. Reboque
o automóvel. A Volvo recomenda o reboque
do automóvel para uma oficina autorizada
Volvo.
AVISO
Nunca conduza com airbags disparados. Tal
pode afectar a direcção do automóvel. Outros
sistemas de segurança também podem estar
danificados. O fumo e a poeira gerados pelo
disparo dos airbags podem causar irritação/
danos na pele e nos olhos perante exposição
prolongada. Se sentir algum incómodo lave
com água fria. A rápida sequência do disparo
e o material dos airbags podem provocar
danos de fricção ou queimaduras na pele.
SEGURANÇA
Generalidades sobre o modo de
segurança
Informação relacionada
O modo segurança é uma proteção que é ativada caso uma colisão possa ter danificado
alguma função importante do automóvel como,
por exemplo, a tubagem do combustível, os sensores de algum dos sistemas de proteção ou o
sistema de travagem.
•
Modo de segurança - tentativa de arranque
(pág. 44)
•
Modo de segurança - mover o automóvel
(pág. 44)
Triângulo de sinalização de perigo no instrumento combinado digital.
Se o automóvel se envolver numa colisão, o texto
Modo segurança Ver manual pode aparecer
no mostrador de informações do instrumento
combinado (pág. 68). Isto significa que houve
uma redução da funcionalidade do automóvel.
Triângulo de sinalização de perigo no instrumento combinado analógico.
AVISO
Nunca tente reparar ou reiniciar pessoalmente o equipamento electrónico após o
automóvel ter estado no modo de segurança.
Tal pode resultar em danos pessoais ou no
funcionamento anormal do automóvel. A
Volvo recomenda que confie sempre os trabalhos de verificação e reposição do automóvel
para o modo normal, após Modo segurança
Ver manual ter sido exibido, a uma oficina
autorizada Volvo.
43
SEGURANÇA
Modo de segurança - tentativa de
arranque
AVISO
Em nenhuma circunstância tente voltar a
arrancar o automóvel caso sinta cheiro a
combustível quando mensagem Modo
segurança Ver manual aparece. Saia imediatamente do automóvel.
Se o automóvel estiver em modo de segurança
(pág. 43) pode-se proceder à tentativa de arranque caso tudo pareça normal e não se apresente fuga de combustível.
Primeiro verifique que não há fuga de combustível do automóvel. Não deve sentir qualquer
cheiro de combustível.
AVISO
Após o automóvel estar em modo de segurança não pode ser rebocado. Deve ser transportado a partir do local. A Volvo recomenda o
transporte do automóvel para uma oficina
autorizada Volvo.
Se tudo aparentar estar normal, e depois de ter
verificado que não há fugas de combustível, pode
tentar colocar o veículo a trabalhar.
Retire o comando à distância da ignição e abra a
porta do condutor. Se surgir uma mensagem
indicando que a ignição está ligada, deve pressionar o botão de arranque. De seguida feche a
porta e volte a inserir o comando à distância. O
sistema electrónico do automóvel tenta então reiniciar para o modo normal. De seguida tente
colocar o automóvel em funcionamento.
Se a mensagem Modo segurança Ver manual
se mantiver no mostrador o automóvel não
deverá ser conduzido ou rebocado mas sim
transportado (pág. 343). Danos ocultos podem
tornar o automóvel impossível de manobrar
durante a viagem, mesmo que aparentemente
tudo pareça estar bem.
44
Informação relacionada
•
Modo de segurança - mover o automóvel
(pág. 44)
Modo de segurança - mover o
automóvel
Se Normal mode aparecer após o Modo
segurança Ver manual ter sido reiniciado após
tentativa de arranque (pág. 44), pode conduzir
cuidadosamente o automóvel para fora da sua
posição na estrada.
Não desloque o automóvel mais do que o necessário.
Informação relacionada
•
Generalidades sobre o modo de segurança
(pág. 43)
SEGURANÇA
Generalidades sobre segurança
para crianças
NOTA
Perante dúvidas sobre a montagem de produtos relacionados com a segurança das crianças, contacte o fabricante para informações
mais detalhadas.
A Volvo possui equipamento de segurança para
crianças (cadeiras de criança, assentos auto &
dispositivos de fixação) desenvolvidos especialmente para este automóvel.
O equipamento de segurança para crianças da
Volvo garante as melhores condições para que a
criança viaje no automóvel em segurança. Além
disso, o equipamento de segurança para crianças
adapta-se bem e é de fácil utilização.
Todas as crianças, não importa a idade ou altura,
devem estar sempre correctamente seguras no
automóvel. Nunca deixe que uma criança se
sente no colo de um passageiro.
A Volvo recomenda que as crianças viajem em
cadeira de criança virada para trás enquanto possível, no mínimo até os 3-4 anos de idade. Desta
idade em diante devem viajar em assento auto/
cadeira de criança virada para a frente até a criança ter uma altura de 140 cm.
Bloqueio de segurança para crianças
As portas traseiras e as janelas das portas traseiras* podem ser bloqueadas manualmente
(pág. 192) ou electronicamente (pág. 193)* para
a abertura a partir do interior.
Informação relacionada
•
Protecção de criança - localização
(pág. 52)
•
•
Protecção de criança - ISOFIX (pág. 56)
Protecção de criança - pontos de fixação
superiores (pág. 60)
NOTA
As disposições legais sobre o tipo de proteção de criança a utilizar para crianças de diferentes idades e alturas variam com o país.
Tenha atenção às normas aplicáveis.
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução.
45
SEGURANÇA
Protecção de criança
As crianças devem sentar-se de forma confortável e segura. Assegure-se de que a protecção
de criança é utilizada de modo correcto.
NOTA
Sempre que utilize produtos de segurança
para crianças leia as instruções de montagem
que os acompanham.
46
AVISO
Não prenda a cinta de fixação da cadeira de
criança à barra de ajuste longitudinal do
assento, molas, barras ou calhas sob o
assento. Arestas vivas podem danificar a cinta
de fixação.
Para a montagem correcta da cadeira de criança,
consulte as instruções de montagem da mesma.
SEGURANÇA
Protecção de criança recomendada2
Peso
Banco dianteiro (com airbag
desativado, apenas proteção
de criança virada para trás)
Grupo 0
Banco dianteiro (com airbag ativado, apenas proteção de criança virada para
a frente)
Lugar lateral do banco traseiro
Grupo 0+
Cadeirinha de bebé Volvo (Volvo Infant
Seat) - protecção de criança virada para
trás fixada com o sistema de fixação ISOFIX.
máx 13 kg
Homologação: E1 04301146
máx 10 kg
Lugar central no banco traseiro
(L)
Grupo 0
máx 10 kg
Grupo 0+
máx 13 kg
Cadeirinha de bebé Volvo
(Volvo Infant Seat) - protecção
de criança virada para trás
fixada com cinto de segurança
do automóvel.
Homologação: E1 04301146
Cadeirinha de bebé Volvo (Volvo Infant
Seat) - protecção de criança virada para
trás fixada com cinto de segurança do
automóvel.
Homologação: E1 04301146
(U)
(U)
Grupo 0
máx 10 kg
Grupo 0+
Cadeirinha de bebé Volvo
(Volvo Infant Seat) - protecção
de criança virada para trás
fixada com cinto de segurança
do automóvel.
Homologação: E1 04301146
(U)
Cadeiras de criança aprovadas
universalmente.
Cadeiras de criança aprovadas universalmente.
Cadeiras de criança aprovadas
universalmente.
(U)
(U)
(U)
máx 13 kg
2 Para
outros equipamentos de protecção de criança é necessário que o seu automóvel esteja incluído na lista do fabricante ou que o equipamento tenha homologação universal de acordo com a legislação
ECE R44.
}}
47
SEGURANÇA
||
Peso
Banco dianteiro (com airbag
desativado, apenas proteção
de criança virada para trás)
Grupo 1
Cadeira de criança reversiva
Volvo (Volvo Convertible Child
Seat) - proteção de criança
virada para trás fixada com
cinto de segurança e cinta de
fixação.
9-18 kg
Banco dianteiro (com airbag ativado, apenas proteção de criança virada para
a frente)
Lugar lateral do banco traseiro
Lugar central no banco traseiro
Cadeira de criança reversiva Volvo (Volvo
Convertible Child Seat) - proteção de criança virada para trás fixada com cinto de
segurança e cinta de fixação.
Homologação: E5 04192
(L)
Homologação: E5 04192
(L)
Grupo 1
9-18 kg
Cadeira de criança virada para
trás Volvo
Cadeira de criança virada para trás Volvo
Homologação: E5 04212
Homologação: E5 04212
(L)
(L)
Grupo 1
9-18 kg
Cadeiras de criança viradas
para a frente aprovadas universalmente.A
(UF)
48
Cadeiras de criança aprovadas universalmente.
Cadeiras de criança aprovadas
universalmente.
(U)
(U)
SEGURANÇA
Peso
Banco dianteiro (com airbag
desativado, apenas proteção
de criança virada para trás)
Grupo 2
Cadeira de criança reversiva
Volvo (Volvo Convertible Child
Seat) - proteção de criança
virada para trás fixada com
cinto de segurança e cinta de
fixação.
15-25 kg
Banco dianteiro (com airbag ativado, apenas proteção de criança virada para
a frente)
Lugar lateral do banco traseiro
Lugar central no banco traseiro
Cadeira de criança reversiva Volvo (Volvo
Convertible Child Seat) - proteção de criança virada para trás fixada com cinto de
segurança e cinta de fixação.
Homologação: E5 04192
(L)
Homologação: E5 04192
(L)
Grupo 2
15-25 kg
Cadeira de criança virada para
trás Volvo
Cadeira de criança virada para trás Volvo
Homologação: E5 04212
Homologação: E5 04212
(L)
(L)
Grupo 2
15-25 kg
Cadeira de criança reversiva
Volvo (Volvo Convertible
Child Seat) - proteção de
criança virada para a frente
fixada com cinto do automóvel.
Homologação: E5 04191
Cadeira de criança reversiva Volvo (Volvo
Convertible Child Seat) - proteção de criança virada para a frente fixada com cinto
do automóvel.
Homologação: E5 04191
(U)
Cadeira de criança reversiva
Volvo (Volvo Convertible Child
Seat) - proteção de criança
virada para a frente fixada com
cinto do automóvel.
Homologação: E5 04191
(U)
(U)
}}
49
SEGURANÇA
||
Peso
Grupo 2/3
15-36 kg
Banco dianteiro (com airbag
desativado, apenas proteção
de criança virada para trás)
Banco dianteiro (com airbag ativado, apenas proteção de criança virada para
a frente)
Lugar lateral do banco traseiro
Lugar central no banco traseiro
Almofada Integrada da Volvo
com costas do banco (Volvo
Booster Seat with backrest).
Almofada Integrada da Volvo com costas
do banco (Volvo Booster Seat with
backrest).
Almofada Integrada da Volvo
com costas do banco (Volvo
Booster Seat with backrest).
Homologação: E1
04301169
Homologação: E1 04301169
Homologação: E1 04301169
(UF)
(UF)
Assento auto com e sem apoio de costas
(Booster Cushion with and without
backrest).
Assento auto com e sem
apoio de costas (Booster
Cushion with and without
backrest).
(UF)
Grupo 2/3
15-36 kg
Assento auto com e sem
apoio de costas (Booster
Cushion with and without
backrest).
Homologação: E5 04216
Homologação: E5 04216
(UF)
(UF)
(UF)
Grupo 2/3
Cadeira para cinto Volvo
Cadeira para cinto Volvo
Cadeira para cinto Volvo
15-36 kg
Homologação: E1
04301312
Homologação: E1 04301312
Homologação: E1 04301312
(UF, L)
(UF)
(UF)
50
Homologação: E5 04216
SEGURANÇA
Peso
Banco dianteiro (com airbag
desativado, apenas proteção
de criança virada para trás)
Banco dianteiro (com airbag ativado, apenas proteção de criança virada para
a frente)
Grupo 2/3
15-36 kg
Lugar lateral do banco traseiro
Lugar central no banco traseiro
Almofada Integrada (Integrated Booster
Cushion) - disponível como opção montada
de fábrica.
Homologação: E5 04189
(B)
L: Ideal para protecções de criança específicas. Estas protecções de crianças podem destinar-se para modelo automóvel especial, limitado ou categorias
semi-universais.
U: Ideal para protecção de criança com homologação universal para esta classe de peso.
UF: Ideal para protecção de criança virada para a frente com homologação universal para esta classe de peso.
B: Protecção de criança incorporada com homologação para esta classe de peso.
A
A Volvo recomenda proteção de criança virada para trás para crianças neste grupo de peso.
Informação relacionada
•
Protecção de criança - localização
(pág. 52)
•
Protecção de criança - pontos de fixação
superiores (pág. 60)
•
•
Protecção de criança - ISOFIX (pág. 56)
Generalidades sobre segurança para crianças (pág. 45)
51
SEGURANÇA
Protecção de criança - localização
G020739
A posição da criança no automóvel e o equipamento requerido são ditados pelo peso e dimensões da criança.
Autocolante para o airbag do
passageiro
Pode usar o seguinte:
Autocolante na proteção solar do lado do passageiro.
Coloque sempre a proteção de criança (pág. 46)
virada para trás no banco traseiro quando o airbag do passageiro estiver ativado (pág. 36). Uma
criança sentada no banco do passageiro da
frente pode sofrer lesões graves se o airbag disparar.
52
•
uma proteção de criança virada para trás no
banco do passageiro da frente quando o airbag do passageiro está desativado.
•
uma cadeira de criança/assento auto no
banco do passageiro da frente quando o airbag do passageiro está ativado.
•
uma ou várias cadeiras de criança/assentos
auto no banco traseiro.
AVISO
Nunca coloque uma protecção de criança
virada para trás num assento protegido por
um airbag activado. O não seguimento desta
instrução pode colocar a vida da criança em
perigo ou resultar em ferimentos graves.
Proteção de criança virada para trás e airbag não combinam.
Quando o airbag do passageiro está desativado a
proteção de criança virada para trás pode ser
colocada no lugar do passageiro dianteiro.
O autocolante de aviso para o airbag do passageiro encontra-se de acordo com o indicado
acima.
Autocolante no pilar da porta do lado do passageiro. O
autocolante fica visível quando se abre a porta do passageiro.
SEGURANÇA
AVISO
Nunca permita que alguém se instale em pé
ou sentado em frente do assento do passageiro.
Nunca coloque uma proteção de criança
virada para trás no lugar do passageiro dianteiro quando o airbag do passageiro está ativado.
Passageiros virados para a frente (crianças e
adultos) nunca se devem sentar no lugar do
passageiro dianteiro quando o airbag do passageiro está desativado.
Informação relacionada
•
•
Protecção de criança (pág. 46)
•
Protecção de criança - pontos de fixação
superiores (pág. 60)
•
Protecção de criança - ISOFIX (pág. 56)
Generalidades sobre segurança para crianças (pág. 45)
Proteção de criança - almofada
integrada de dois escalões*
As almofadas integradas no banco traseiro proporcionam às crianças uma posição confortável
e segura.
As almofadas integradas foram desenvolvidas
para proporcionar uma boa segurança. Em combinação com o cinto de segurança (pág. 28), as
almofadas integradas estão aprovadas para crianças com pesos entre 15 e 36 Kg e com altura
mínima de 95 cm.
O não cumprimento desta recomendação
poderá colocar vidas em perigo ou provocar
ferimentos graves.
AVISO
Assentos auto/cadeiras de criança com aros
em aço ou outros elementos de construção
que possam entrar em contacto com o botão
de abertura do fecho do cinto de segurança
não devem ser usados, pois podem abrir inadvertidamente o fecho do cinto de segurança.
Não deixe que a parte superior da cadeira de
criança repouse contra o pára-brisas.
Colocação correcta, o cinto deve ficar no ombro.
NOTA
As determinações legais sobre a instalação
de crianças no automóvel variam de país para
país. Tenha atenção às normas aplicáveis.
}}
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução.
53
SEGURANÇA
AVISO
Colocação incorreta, o cinto não pode ficar em posição
inferior ao ombro.
Antes da viagem verifique que:
•
a almofada integrada de dois escalões está
bem ajustada de acordo com a tabela
(pág. 54) e na posição bloqueada
•
o cinto de segurança acompanha o corpo da
criança e não está solto ou enrodilhado
•
o cinto de segurança não se encontra sobre
pescoço da criança nem abaixo do ombro da
mesma (ver ilustração anterior)
•
a parte abdominal (de colo) está na posição
mais baixa possível, em cima da bacia, para
dar a melhor protecção.
A Volvo recomenda que as reparações ou
substituições sejam realizadas exclusivamente
por uma oficina autorizada Volvo. Não proceda a qualquer alteração ou acrescento na
almofada integrada. Se uma almofada integrada for sujeita a um esforço violento, por
exemplo: numa colisão, toda a almofada integrada deve ser substituída. Mesmo que a
almofada integrada aparente estar intacta,
parte das suas propriedades protectoras
podem ter-se perdido. A almofada integrada
também deve ser substituída se estiver muito
desgastada.
Almofada integrada de dois
escalões* - subir
A almofada integrada (pág. 53) no banco traseiro pode ser subida em dois escalões. A
quantidade de escalões que a almofada deve
ser subida depende do peso da criança.
Peso
Escalão 1
Escalão 2
22-36 kg
15-25 kg
Escalão 13
AVISO
Se as instruções relativas à almofada integrada de dois escalões não forem seguidas
podem resultar ferimentos graves na criança
em caso de acidente.
Puxe a pega para a frente e para cima para
libertar a almofada integrada.
O ajuste dos dois níveis da almofada integrada é
feito subindo (pág. 54) e descendo (pág. 56).
3 Escalão
54
inferior.
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução.
SEGURANÇA
Escalão 24
Pressione a almofada integrada para trás
para bloquear.
Eleve a almofada na margem dianteira e
pressione para trás contra as costas do
banco para bloquear.
Comece a partir do escalão inferior. Pressione o botão.
NOTA
Não é possível ajustar a almofada integrada
do passo 2 para o passo 1. A almofada integrada tem de voltar à posição inicial através
do rebatimento (pág. 56) completo no
assento.
Informação relacionada
•
4 Escalão
Almofada integrada de dois escalões* - descer (pág. 56)
superior.
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução.
55
SEGURANÇA
Almofada integrada de dois
escalões* - descer
Protecção de criança - ISOFIX
ISOFIX é um sistema de fixação para protecção
de crianças no automóvel (pág. 46) baseado
numa norma internacional.
A almofada integrada (pág. 53) no banco traseiro pode ser descida do escalão superior ou
inferior para a posição completamente descida
no assento. No entanto, não é possível ajustar a
almofada integrada do escalão superior para o
inferior.
Pressione com a mão para baixo no centro
da almofada para a bloquear.
IMPORTANTE
Certifique-se que nenhum objecto solto (por
exemplo: brinquedos) é deixado sob a almofada quando esta é descida.
Puxe a pega para a frente para libertar a
almofada.
NOTA
Para rebater as costas do banco traseiro é
necessário descer primeiro almofada integrada.
Informação relacionada
•
56
Almofada integrada de dois escalões* - subir
(pág. 54)
Os pontos de fixação para o sistema de fixação
ISOFIX encontram-se dissimulados atrás da
parte inferior das costas do banco traseiro, nos
lugares exteriores.
Os pontos de fixação encontram-se assinalados
com símbolos nos estofos das costas do banco
(ver ilustração anterior).
Para aceder aos pontos de fixação pressione a
almofada do banco para baixo.
Siga sempre as instruções de montagem do
fabricante quando acoplar uma protecção de criança aos pontos de fixação ISOFIX.
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução.
SEGURANÇA
Informação relacionada
•
•
•
ISOFIX - classes de dimensão (pág. 57)
ISOFIX - tipos de protecção de criança
(pág. 58)
Generalidades sobre segurança para crianças (pág. 45)
ISOFIX - classes de dimensão
A protecção de criança com sistema de fixação
ISOFIX (pág. 56) possui uma classificação de
dimensão para auxiliar o utilizador a seleccionar
o tipo correcto de protecção de criança
(pág. 58).
Classe
de dimensão
Descrição
A
Dimensão plena, protecção de
criança virada para frente
B
Dimensão reduzida (alt. 1), protecção de criança virada para
frente
B1
Dimensão reduzida (alt. 2), protecção de criança virada para
frente
C
Dimensão plena, protecção de
criança virada para trás
D
Dimensão reduzida, protecção de
criança virada para trás
E
Protecção de bebé virada para
trás
Classe
de dimensão
Descrição
F
Protecção de bebé transversal,
esquerda
G
Protecção de bebé transversal,
direita
AVISO
Nunca coloque uma proteção de criança
virada para trás no lugar do passageiro dianteiro quando o airbag do passageiro está ativado.
NOTA
Se uma protecção de criança não possuir
ISOFIX não possuir classificação de dimensões, o modelo automóvel tem de ser procurado na lista de veículos da protecção de criança.
NOTA
A Volvo recomenda o contacto com um concessionário autorizado Volvo para obter recomendações sobre as protecções ISOFIX
aconselhadas pela Volvo.
57
SEGURANÇA
ISOFIX - tipos de protecção de
criança
As protecções de criança têm diferentes dimensões – os automóveis têm diferentes dimensões.
Tipo de protecção de criança
Protecção de bebé transversal
Por isso, nem todas as protecções de crianças
podem ser instaladas em todos os lugares e em
todos os modelos de automóveis.
Peso
máx 10 kg
Classe de dimensão
Lugares de passageiro para montagem ISOFIX de protecção
de criança
Banco dianteiro
Lugar lateral do banco traseiro
F
X
X
G
X
X
OK
Protecção de bebé virada para trás
máx 10 kg
E
X
Protecção de bebé virada para trás
máx 13 kg
E
X
(IL)
OK
(IL)
D
X
OK
(IL)
C
X
D
X
OK
(IL)
Protecção de criança virada para trás
9-18 kg
OK
(IL)
C
X
OK
(IL)
58
SEGURANÇA
Tipo de protecção de criança
Peso
Protecção de criança virada para a frente
9-18 kg
Classe de dimensão
B
Lugares de passageiro para montagem ISOFIX de protecção
de criança
Banco dianteiro
Lugar lateral do banco traseiro
X
OKA
(IUF)
B1
X
OKA
(IUF)
A
X
OKA
(IUF)
X: A posição ISOFIX não é adequada para protecção de criança ISOFIX nesta classe de peso e/ou classe de dimensão.
IL: Adequada a proteção de criança ISOFIX específica. Estas proteções de crianças podem destinar-se para modelo automóvel especial, limitado ou categorias semi-universais.
IUF: Ideal para protecção de criança ISOFIX virada para a frente com homologação universal para esta classe de peso.
A
Para este grupo a Volvo recomenda protecção de criança virada para trás.
Assegure-se de que selecciona a classe de
dimensão (pág. 57) correcta para a protecção de
criança com o sistema de fixação ISOFIX
(pág. 56).
59
SEGURANÇA
Protecção de criança - pontos de
fixação superiores
NOTA
Rebata o encosto da cabeça para facilitar a
montagem deste tipo de protecção de criança em automóveis com encostos da
cabeça rebatíveis nos lugares exteriores.
O automóvel encontra-se equipado com pontos
de fixação superiores destinados a cadeiras de
criança (pág. 46) viradas para a frente. Estes
pontos de fixação encontram-se no lado de trás
do banco.
NOTA
Em automóveis com cobertura da bagagem
sobre o compartimento da carga deve-se
remover a cobertura da bagagem antes de as
protecções de criança serem montadas nos
pontos de fixação.
Para informação detalhada acerca do modo
como a cadeira de criança deve ser presa nos
pontos de fixação superiores, consulte as instruções do fabricante da cadeira.
AVISO
Os pontos de fixação superiores destinam-se
sobretudo à utilização conjunta com cadeiras de
criança viradas para a frente. A Volvo recomenda
que as crianças pequenas se sentem em cadeiras de criança viradas para trás até que a idade o
permita.
A cinta de fixação da cadeira de criança deve
ser sempre puxada pelo orifício do encosto
de cabeça antes de ser presa no ponto de
fixação.
Informação relacionada
60
•
Generalidades sobre segurança para crianças (pág. 45)
•
•
Protecção de criança - localização (pág. 52)
Protecção de criança - ISOFIX (pág. 56)
INSTRUMENTOS E COMANDOS
INSTRUMENTOS E COMANDOS
Instrumentos e comando, modelos
com volante à esquerda panorâmica geral
A panorâmica geral mostra a localização dos
mostradores e comandos do automóvel.
62
INSTRUMENTOS E COMANDOS
Descrição geral, automóveis com volante à esquerda
}}
63
INSTRUMENTOS E COMANDOS
||
64
Função
Ver
Função
Ver
Função
Ver
Utilização de menu e
mensagem, piscas,
máximos e médios,
computador de bordo
(pág. 118),
(pág. 120),
(pág. 105),
(pág. 98) e
(pág. 122).
Puxador de abertura
da porta
–
Travão de estacionamento
(pág. 319).
Painel de comando
Ajustes do assento*
(pág. 88).
Mudança manual da
transmissão automática*
(pág. 298).
(pág. 188),
(pág. 193),
(pág. 110) e
(pág. 111).
(pág. 94),
(pág. 326) e
(pág. 190).
Controlo da velocidade*
(pág. 208) e
(pág. 216).
Comando das luzes,
dispositivo de abertura da tampa do
depósito de combustível e da tampa do
porta-bagagens
Buzina, airbag
(pág. 92) e
(pág. 33).
Piscas de emergência
(pág. 104).
Painel de comando
para o sistema Interactivo (Infotainment)
e manuseamento dos
menus
(pág. 121) e
suplemento
Sensus Infotainment.
Painel de controlo
para o comando da
climatização
(pág. 140).
Selector de mudanças
(pág. 297) ou
(pág. 298).
Instrumento combinado
(pág. 68).
Manuseamento de
menus, comando de
som, comando de
telefone*
(pág. 121) e
suplemento
Sensus Infotainment.
Botão START/STOP
ENGINE
(pág. 290).
Comando do chassis
activo (Four-C)*
(pág. 200).
Fechadura da ignição
(pág. 85).
Limpa pára-brisas e
lava pára-brisas
(pág. 107).
Ecrã do sistema Interactivo (Infotainment)
e exibição de menus
(pág. 121) e
suplemento
Sensus Infotainment.
Ajustes do volante
(pág. 92).
Abertura do capot
(pág. 375).
Informação relacionada
•
•
•
Medidor da temperatura exterior (pág. 78)
Totalizador parcial (pág. 79)
Relógio (pág. 79)
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução.
INSTRUMENTOS E COMANDOS
Instrumentos e comando, modelos
com volante à direita - panorâmica
geral
A panorâmica geral mostra a localização dos
mostradores e comandos do automóvel.
}}
65
INSTRUMENTOS E COMANDOS
||
66
Descrição geral, automóveis com volante à direita
INSTRUMENTOS E COMANDOS
Função
Ver
Função
Ver
Função
Ver
Ecrã do sistema Interactivo (Infotainment)
e exibição de menus
(pág. 121) e
suplemento
Sensus Infotainment.
Painel de comando
(pág. 188),
(pág. 193),
(pág. 110) e
(pág. 111).
(pág. 121) e
suplemento
Sensus Infotainment.
Fechadura da ignição
(pág. 85).
Botão START/STOP
ENGINE
(pág. 290).
(pág. 94),
(pág. 326) e
(pág. 190).
Piscas de emergência
(pág. 104).
Abertura do capot
(pág. 375).
Mudança manual da
transmissão automática*
(pág. 298).
Comando das luzes,
dispositivo de abertura da tampa do
depósito de combustível e da tampa do
porta-bagagens
Painel de comando
para o sistema Interactivo (Infotainment)
e manuseamento dos
menus
Ajustes do assento*
(pág. 88).
Controlo da velocidade*
(pág. 208) e
(pág. 216).
Travão de estacionamento
(pág. 319).
Instrumento combinado
(pág. 68).
Ajustes do volante
(pág. 92).
Buzina, airbag
(pág. 92) e
(pág. 33).
Manuseamento de
menus, comando de
som, comando de
telefone*
(pág. 121) e
suplemento
Sensus Infotainment.
Utilização de menu e
mensagem, piscas,
máximos e médios,
computador de bordo
(pág. 118),
(pág. 120),
(pág. 105),
(pág. 98) e
(pág. 122).
Selector de mudanças
(pág. 297) ou
(pág. 298).
Limpa pára-brisas e
lava pára-brisas
(pág. 107).
Comando do chassis
activo (Four-C)*
(pág. 200).
Puxador de abertura
da porta
–
Painel de controlo
para o comando da
climatização
(pág. 140).
Informação relacionada
•
•
•
Medidor da temperatura exterior (pág. 78)
Totalizador parcial (pág. 79)
Relógio (pág. 79)
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução.
67
INSTRUMENTOS E COMANDOS
Instrumento combinado
No mostrador de informações do instrumento
combinado são exibidas informações sobre certas funções do automóvel e mensagens.
•
Instrumento combinado, analógico - panorâmica geral (pág. 68)
•
Instrumento combinado, digital - panorâmica
geral (pág. 69)
•
Instrumento combinado - significado dos
símbolos de indicação (pág. 74)
•
Instrumento combinado - significado dos
símbolos de aviso (pág. 76)
Instrumento combinado, analógico panorâmica geral
No mostrador de informações do instrumento
combinado são exibidas informações sobre certas funções do automóvel e mensagens.
Visor de informações
Mostrador de informações, instrumento analógico.
No mostrador de informações do instrumento
combinado são exibidas informações sobre certas funções do automóvel, por exemplo: controlo
da velocidade, computador de bordo e mensagens. A informação é apresentada com símbolos
e texto. Nas funções que utilizam o mostrador
encontrará uma descrição mais detalhada.
1
68
Indicadores e medidores
Quando a mensagem do mostrador "Distância até depósito vazio:" começar a mostrar "----", a marca fica vermelha.
Indicador de combustível. Quando a indicação diminui até uma marca branca1, acende-se o símbolo de indicação amarelo do nível
de combustível baixo. Ver também Computador de bordo (pág. 122) e Abastecimento de
combustível (pág. 327).
Medidor Eco. O indicador mostra se o automóvel é utilizado de forma económica.
Quanto maior o valor na escala maior é a
economia da condução.
Velocímetro
INSTRUMENTOS E COMANDOS
Conta-rotações. O indicador exibe a rotação
do motor em milhares de rotações/minuto.
Indicador de mudanças2Indicador de mudanças3. Ver também Indicador de mudanças*
(pág. 297) ou Caixa de velocidades automática - Geartronic* (pág. 298).
Símbolos de indicação e aviso
Indicação de funções
Todos os símbolos de indicação e aviso, à excepção dos símbolos no centro do mostrador de
informações, acendem na posição de ignição II
ou no arranque do motor. Todos os símbolos
devem apagar-se quando o motor arrancar,
excepto o símbolo do travão de mão que só se
apaga quando o travão de mão é desactivado.
Instrumento combinado, digital panorâmica geral
No mostrador de informações do instrumento
combinado são exibidas informações sobre certas funções do automóvel e mensagens.
Visor de informações
Se o motor não arrancar ou se a indicação de
funções for executada na posição de ignição II,
todos os símbolos serão apagados em alguns
segundos, excepto o símbolo de avaria na gestão
do motor e o símbolo do nível do óleo baixo.
Informação relacionada
•
•
•
Símbolos de indicação e aviso, instrumento analógico.
Símbolos de indicação
Símbolos de indicação e aviso
Símbolos de aviso4
2
3
4
Instrumento combinado (pág. 68)
Instrumento combinado - significado dos
símbolos de indicação (pág. 74)
Instrumento combinado - significado dos
símbolos de aviso (pág. 76)
Mostrador de informações, instrumento digital*.
No mostrador de informações do instrumento
combinado são exibidas informações sobre certas funções do automóvel, por exemplo: controlo
da velocidade, computador de bordo e mensagens. A informação é apresentada com símbolos
e texto. Nas funções que utilizam o mostrador
encontrará uma descrição mais detalhada.
Transmissão manual.
Transmissão automática.
Algumas variantes de motor não possuem sistema para avisar a queda da pressão do óleo. Em automóveis com estas variantes não é utilizado o símbolo da pressão do óleo baixa. O aviso do nível do óleo baixo
é feito através de um texto no mostrador. Para mais informações ver Óleo do motor - generalidades (pág. 377).
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução.
}}
69
INSTRUMENTOS E COMANDOS
||
Indicadores e medidores
Tema "Elegance"
Podem ser escolhidas diferentes opções para o
instrumento combinado digital. As opções disponíveis são "Elegance", "Eco" e "Performance".
(pág. 297) ou Caixa de velocidades automática - Geartronic* (pág. 298).
A opção pode ser seleccionada quando o motor
está em funcionamento.
Para seleccionar a opção - pressione o botão OK
na alavanca do volante do lado esquerdo e seleccione a alternativa do menu Temas rodando o
selector rotativo da alavanca. Pressione o botão
OK. Rode o selector rotativo para seleccionar a
opção e confirme pressionando o botão OK.
Em algumas versões de modelo o aspecto do
ecrã da consola central acompanha a opção para
o instrumento combinado.
Com a alavanca do volante do lado esquerdo
também se pode ajustar o modo contraste e o
modo cor.
Para mais informações sobre o manuseamento
dos menus, ver Manuseamento de menus - instrumento combinado (pág. 118).
A selecção da opção e as configurações do
modo contraste e do modo cor podem ser
memorizadas na memória da chave* do automóvel em cada comando à distância, ver Comando à
distância - personalização* (pág. 171).
5
6
7
70
Indicadores e medidores, opção "Elegance".
Indicador de combustível. Quando a indicação diminui até uma marca branca5, acende-se o símbolo de indicação amarelo do nível
de combustível baixo. Ver também Computador de bordo (pág. 122) e Abastecimento de
combustível (pág. 327).
Indicador de temperatura do líquido de arrefecimento do motor
Velocímetro
Conta-rotações. O indicador exibe a rotação
do motor em milhares de rotações/minuto.
Indicador de mudanças6Indicador de mudanças7. Ver também Indicador de mudanças*
Quando a mensagem do mostrador "Distância até depósito vazio:" começar a mostrar "----", a marca fica vermelha.
Transmissão manual.
Transmissão automática.
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução.
INSTRUMENTOS E COMANDOS
Tema "Eco"
Conta-rotações. O indicador exibe a rotação
do motor em milhares de rotações/minuto.
dor de bordo (pág. 122) e Abastecimento de
combustível (pág. 327).
Indicador de mudanças6/Indicador de posição de mudanças7. Ver também Indicador de
mudanças* (pág. 297) ou Caixa de velocidades automática - Geartronic* (pág. 298).
Indicador de temperatura do líquido de arrefecimento do motor
Tema "Performance"
Velocímetro
Conta-rotações. O indicador exibe a rotação
do motor em milhares de rotações/minuto.
Power guide. Ver também Eco guide &
Power guide* (pág. 72).
Indicador de mudanças6/Indicador de posição de mudanças7. Ver também Indicador de
mudanças* (pág. 297) ou Caixa de velocidades automática - Geartronic* (pág. 298).
Indicadores e medidores, opção "Eco".
Indicador de combustível. Quando a indicação diminui até uma marca branca5, acende-se o símbolo de indicação amarelo do nível
de combustível baixo. Ver também Computador de bordo (pág. 122) e Abastecimento de
combustível (pág. 327).
Eco guide. Ver também Eco guide & Power
guide* (pág. 72).
Velocímetro
5
6
7
Indicadores e medidores, opção "Performance".
Indicador de combustível. Quando a indicação diminui até uma marca branca5, acende-se o símbolo de indicação amarelo do nível
de combustível baixo. Ver também Computa-
Quando a mensagem do mostrador "Distância até depósito vazio:" começar a mostrar "----", a marca fica vermelha.
Transmissão manual.
Transmissão automática.
}}
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução.
71
INSTRUMENTOS E COMANDOS
||
Símbolos de indicação e aviso
segundos, excepto o símbolo de avaria na gestão
do motor e o símbolo do nível do óleo baixo.
Informação relacionada
•
•
•
Instrumento combinado (pág. 68)
Instrumento combinado - significado dos
símbolos de indicação (pág. 74)
Instrumento combinado - significado dos
símbolos de aviso (pág. 76)
Eco guide & Power guide*
Eco guide e Power guide são dois comandos
do instrumento combinado (pág. 68) que ajudam o condutor a utilizar o automóvel com a
melhor economia de condução possível.
O automóvel também armazena estatísticas
sobre as conduções efectuadas, que podem ser
exibidas na forma de diagrama de barras, ver
Computador de bordo - estatística da viagem*
(pág. 132).
Eco guide
Símbolos de indicação e aviso, instrumento digital.
Símbolos de indicação
Símbolos de indicação e aviso
Este instrumento indica se o automóvel é utilizado de forma económica.
Para que esta função fique visível é necessário
seleccionar a opção "Eco", ver Instrumento combinado, digital - panorâmica geral (pág. 69).
Símbolos de aviso8
Indicação de funções
Todos os símbolos de indicação e aviso, à excepção dos símbolos no centro do mostrador de
informações, acendem na posição de ignição II
ou no arranque do motor. Todos os símbolos
devem apagar-se quando o motor arrancar,
excepto o símbolo do travão de mão que só se
apaga quando o travão de mão é desactivado.
Se o motor não arrancar ou se a indicação de
funções for executada na posição de ignição II,
todos os símbolos serão apagados em alguns
8
72
Algumas variantes de motor não possuem sistema para avisar a queda da pressão do óleo. Em automóveis com estas variantes não é utilizado o símbolo da pressão do óleo baixa. O aviso do nível do óleo baixo
é feito através de um texto no mostrador. Para mais informações ver Óleo do motor - generalidades (pág. 377).
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução.
INSTRUMENTOS E COMANDOS
Valor instantâneo
Valor médio
Valor instantâneo
Aqui é exibido o valor instantâneo - quanto maior
o valor na escala melhor.
Para que esta função fique visível é necessário
seleccionar a opção "Performance", ver Instrumento combinado, digital - panorâmica geral
(pág. 69).
Uma grande folga entre ambos os indicadores
significa uma grande reserva de potência.
O valor instantâneo é determinado a partir da
velocidade, rotação do motor, potência do motor
de saída e utilização do travão convencional.
O objetivo é a obtenção da velocidade ideal
(50-80 km/h (30-50 mph)) e de baixas rotações.
Ao acelerar ou travar os indicadores baixam.
Valores instantâneos muito baixos acendem a
zona vermelha do indicador (com um ligeiro
atraso), o que significa má economia de condução que deve ser evitada.
Valor médio
O valor médio segue os dados do valor instantâneo e descreve a utilização do automóvel no
período mais recente. Quanto mais alta é a posição dos indicadores na escala melhor é o
desempenho económico do condutor.
Power guide
Este instrumento apresenta a relação entre a
potência utilizada (Power) do motor e a potência
que se encontra disponível.
9
Potência disponível do motor
Potência do motor utilizada
Potência disponível do motor
O indicador menor superior exibe a potência do
motor disponível9. Quanto maior o valor na escala
maior é a potência se encontra disponível na
mudança presente.
Potência do motor utilizada
O indicador maior inferior exibe a potência do
motor utilizada9. Quanto maior o valor na escala
maior é a potência do motor que é utilizada.
A potência depende da rotação do motor.
73
INSTRUMENTOS E COMANDOS
Instrumento combinado significado dos símbolos de
indicação
Os símbolos de indicação alertam o condutor
para uma função activada, um sistema em funcionamento ou para uma avaria ou deficiência.
Símbolos de indicação
Símbolo
Significado
ficação. A Volvo recomenda o contacto com uma
oficina autorizada Volvo.
Nível baixo no depósito de combustível
Avaria do sistema ABS
O sistema não está a funcionar se o símbolo se
acender. O sistema de travagem do automóvel
está a funcionar normalmente, mas sem a função
ABS.
Informação, ler o mostrador de
texto
Máximos ligados
Significado
Avaria do sistema ABL
Gestão do motor
Avaria do sistema ABS
Luz de nevoeiro traseira ligada
Sistema de estabilidade, ver
Comando de estabilidade electrónico (ESC) - generalidades
(pág. 201)
Sistema de estabilidade, modo desportivo, ver Comando de estabilidade electrónico (ESC) - utilização
(pág. 202)
Pré-aquecedor do motor (Diesel)
74
Símbolo
Pisca esquerdo
Pisca direito
Eco função ligada, ver Modo de
condução ECO* (pág. 314)
Start/Stop, o motor encontra-se
em paragem automática, ver Start/
Stop* - funcionamento e utilização
(pág. 306)
Sistema da pressão dos pneus , ver
Monitorização da pressão dos
pneus* (pág. 360)
1.
Pare o automóvel num lugar seguro e desligue o motor.
2.
Volte a pôr o motor a trabalhar.
3.
Se o símbolo permanecer aceso, conduza
até uma oficina para verificação do sistema
ABS. A Volvo recomenda o contacto com
uma oficina autorizada Volvo.
Luz de nevoeiro traseira ligada
O símbolo acende quando a luz de nevoeiro traseira está ligada.
Sistema de estabilidade
O símbolo a piscar indica que o sistema de estabilidade está a funcionar. Se surgir uma avaria no
sistema, o símbolo ficará aceso de forma constante.
Avaria do sistema ABL
O símbolo acende-se caso surja uma avaria na
função ABL (Active Bending Lights).
Gestão do motor
Se o símbolo se acender após o arranque do
motor pode haver uma avaria no sistema de gestão do motor. Conduza até uma oficina para veri-
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução.
INSTRUMENTOS E COMANDOS
Sistema de estabilidade, modo desportivo
O modo desportivo permite uma condução mais
activa. O sistema assume as acelerações, movimentos do volante e curvas de forma mais activa
do que na condução normal, permitindo derrapagens controladas com a suspensão traseira até
um certo nível, sem que o sistema actue para
estabilizar o automóvel. O símbolo acende
quando o modo desportivo está activado.
Pré-aquecedor do motor (Diesel)
O símbolo acende-se enquanto decorre o pré-aquecimento do motor. O aquecimento é efectuado principalmente com baixa temperatura.
Nível baixo no depósito de combustível
Este símbolo acende-se quando o nível no depósito de combustível está baixo, abasteça logo que
possível.
Informação, ler o mostrador de texto
O símbolo de informações acende-se em combinação com uma mensagem de texto no visor de
informações, caso surja algum desvio em qualquer um dos sistemas do automóvel. A mensagem de texto apaga-se com o botão OK, ver
Manuseamento de menus - instrumento combinado (pág. 118), ou desaparece automaticamente ao fim de um certo tempo (este tempo
varia consoante a função indicada). O símbolo de
informações também se pode acender em combinação com outros símbolos.
10
NOTA
Quando aparece a mensagem de serviço
pode-se apagar o símbolo e a mensagem
com o botão OK, ou esperar que se apaguem
passados alguns instantes.
num lugar seguro o mais rápido possível e feche
a porta aberta.
Se o automóvel for conduzido a uma velocidade inferior a cerca de 7 km/h
(cerca de 4 mph), acende-se o símbolo de informações.
Máximos ligados
O símbolo acende-se quando os máximos estão
ligados ou quando se faz sinais de máximos.
Se o automóvel for conduzido a uma velocidade superior a cerca de 7 km/h
(cerca de 4 mph), acende-se o símbolo de aviso.
Pisca esquerdo/direito
Ambos os símbolos dos piscas acendem de
modo intermitente quando são utilizados os piscas de emergência.
Se o capot10 não estiver correctamente fechado
acende-se o símbolo de aviso juntamente com
uma imagem ilustrativa no mostrador de informações. Pare o automóvel num lugar seguro o mais
rápido possível e feche o capot.
Função Eco ligada
O símbolo acende quando a função Eco está
activada.
Start/Stop
O símbolo acende quando o motor está em paragem automática.
Sistema da pressão dos pneus
O símbolo de acende com pressão dos pneus
baixa, ou caso surja uma avaria no sistema da
pressão dos pneus.
Avisador – portas abertas
Se alguma das portas não estiver correctamente
fechada acende-se o símbolo de informação ou
de aviso juntamente com uma imagem ilustrativa
no mostrador de informações. Pare o automóvel
Se a tampa do porta-bagagens não estiver correctamente fechada acende-se o símbolo de
informação juntamente com uma imagem ilustrativa no mostrador de informações. Pare o automóvel num lugar seguro o mais rápido possível e
feche a tampa do porta-bagagens.
Informação relacionada
•
•
Instrumento combinado (pág. 68)
Instrumento combinado - significado dos
símbolos de aviso (pág. 76)
•
Instrumento combinado, analógico - panorâmica geral (pág. 68)
•
Instrumento combinado, digital - panorâmica
geral (pág. 69)
Apenas automóveis com alarme*.
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução.
75
INSTRUMENTOS E COMANDOS
Instrumento combinado significado dos símbolos de aviso
Os símbolos de aviso alertam o condutor para
uma função importante activada ou para o aparecimento de uma avaria ou deficiência grave.
Símbolos de aviso
Símbolo
Significado
Pressão do óleo baixaA
Travão de estacionamento atuado
(instrumento digital)
Travão de estacionamento atuado
(instrumento analógico)
Airbags – (SRS)
Avisador do cinto de segurança
O alternador não está a carregar
Avaria no sistema de travagem
Aviso
A
76
Algumas variantes de motor não possuem sistema para avisar a
queda da pressão do óleo. Em automóveis com estas variantes
não é utilizado o símbolo da pressão do óleo baixa. O aviso do
nível do óleo baixo é feito através de um texto no mostrador.
Para mais informações ver Óleo do motor - generalidades
(pág. 377).
Pressão do óleo baixa
Se o símbolo acender durante a condução, a
pressão do óleo do motor é insuficiente. Pare
imediatamente o motor e verifique o nível de óleo
do motor. Ateste em caso de necessidade. Se o
símbolo estiver aceso e o nível de óleo estiver
normal, contacte uma oficina. A Volvo recomenda
o contacto com uma oficina autorizada Volvo.
Travão de estacionamento actuado
O símbolo acende-se de forma constante quando
o travão de estacionamento está actuado. O símbolo pisca durante a aplicação ficando de
seguida permanentemente aceso.
O símbolo a piscar em qualquer outra situação
indica a presença de uma avaria. Leia a mensagem no visor de informações.
Para mais informações, ver Travão de estacionamento (pág. 319).
Airbags – (SRS)
Se o símbolo permanecer aceso ou se acender
durante a condução, tal significa que foi detectada uma anomalia na fivela do cinto ou nos sistemas SRS, SIPS ou IC. Conduza directamente
para uma oficina para que o sistema seja verificado. A Volvo recomenda o contacto com uma
oficina autorizada Volvo.
Avisador do cinto de segurança
O símbolo pisca se o condutor ou o passageiro
da frente não estiverem a usar o cinto de segurança ou se alguém no banco traseiro tiver retirado o cinto de segurança.
O alternador não está a carregar
O símbolo acende-se durante a condução se surgir uma avaria no sistema eléctrico. Dirija-se a
uma oficina. A Volvo recomenda o contacto com
uma oficina autorizada Volvo.
INSTRUMENTOS E COMANDOS
Avaria no sistema de travagem
Se o símbolo acender, o nível de óleo dos travões
pode estar demasiado baixo. Pare o automóvel
num lugar seguro e verifique o nível no depósito
de óleo dos travões, ver Líquido de travões e da
embraiagem - nível (pág. 383).
Se os símbolos dos travões e ABS acenderem ao
mesmo tempo, pode haver um problema no sistema de distribuição da força de travagem.
1.
Pare o automóvel num lugar seguro e desligue o motor.
2.
Volte a pôr o motor a trabalhar.
•
Se ambos os símbolos se apagarem, continue a conduzir.
•
Se os símbolos permanecerem acesos,
verifique o nível no depósito de óleo dos
travões, ver Líquido de travões e da
embraiagem - nível (pág. 383). Se o nível
no depósito estiver normal, mas os símbolos continuarem acesos, pode conduzir o
automóvel, mas com muito cuidado, até a
uma oficina para verificação do sistema
de travagem. A Volvo recomenda o contacto com uma oficina autorizada Volvo.
AVISO
Se o nível do líquido dos travões estiver
abaixo do nível de MIN no reservatório do
líquido dos travões não deve continuar a condução sem que o líquido dos travões seja
abastecido.
A causa da perda de líquido dos travões deve
ser verificada numa oficina, a Volvo recomenda o contacto com uma oficina autorizada
Volvo.
Procedimento:
1.
Pare num lugar seguro. O automóvel não
deve continuar a ser conduzido.
2.
Leia a informação no visor. Siga o procedimento da mensagem do visor. Apague a
mensagem com o botão OK.
AVISO
Se os símbolos dos travões e do ABS estiverem acesos em simultâneo existe o risco do
eixo traseiro entrar em derrapagem numa travagem a fundo.
Aviso
O símbolo de aviso vermelho acende quando há
alguma avaria que pode afectar a segurança
e/ou a condução do automóvel. Simultaneamente é exibido um texto de explicação no visor
de informações. O símbolo permanece visível até
que a avaria seja reparada mas a mensagem
pode ser removida pressionando o botão OK, ver
Manuseamento de menus - instrumento combinado (pág. 118). O símbolo de aviso também se
pode acender em combinação com outros símbolos.
}}
77
INSTRUMENTOS E COMANDOS
||
Avisador – portas abertas
Se alguma das portas não estiver correctamente
fechada acende-se o símbolo de informação ou
de aviso juntamente com uma imagem ilustrativa
no mostrador de informações. Pare o automóvel
num lugar seguro o mais rápido possível e feche
a porta aberta.
Se o automóvel for conduzido a uma velocidade inferior a cerca de 7 km/h
(cerca de 4 mph), acende-se o símbolo de informações.
Informação relacionada
•
•
Instrumento combinado (pág. 68)
Instrumento combinado - significado dos
símbolos de indicação (pág. 74)
•
Instrumento combinado, analógico - panorâmica geral (pág. 68)
•
Instrumento combinado, digital - panorâmica
geral (pág. 69)
Medidor da temperatura exterior
O medidor da temperatura exterior é exibido no
instrumento combinado.
Se o automóvel for conduzido a uma velocidade superior a cerca de 7 km/h
(cerca de 4 mph), acende-se o símbolo de aviso.
Se o capot11 não estiver correctamente fechado
acende-se o símbolo de aviso juntamente com
uma imagem ilustrativa no mostrador de informações. Pare o automóvel num lugar seguro o mais
rápido possível e feche o capot.
Se a tampa do porta-bagagens não estiver correctamente fechada acende-se o símbolo de
informação juntamente com uma imagem ilustrativa no mostrador de informações. Pare o automóvel num lugar seguro o mais rápido possível e
feche a tampa do porta-bagagens.
Mostrador para o medidor da temperatura
exterior, instrumento digital
Mostrador para o medidor da temperatura
exterior, instrumento analógico
Quando a temperatura encontra-se na amplitude
+2 °C a -5 °C acende-se o símbolo do floco de
neve no mostrador. Este símbolo é um aviso de
perigo de formação de gelo na estrada. O indicador de temperatura exterior pode mostrar um
valor demasiado alto após o automóvel ter estado
parado.
Informação relacionada
•
11
78
Instrumento combinado (pág. 68)
Apenas automóveis com alarme*.
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução.
INSTRUMENTOS E COMANDOS
Totalizador parcial
O mostrador do totalizador parcial do conta-quilómetros é exibido no instrumento combinado.
conta-quilómetros exibido. Para mais informações, ver Computador de bordo (pág. 122).
Informação relacionada
•
Totalizador parcial do conta-quilómetros, instrumento
digital.
Mostrador do totalizador parcial do conta-quilómetros12
Ambos os totalizadores parciais do conta-quilómetros T1 e T2 são utilizados para medir pequenos trajectos. A extensão da distância aparece no
mostrador.
Rode o selector rotativo da alavanca do volante
do lado esquerdo para exibir o totalizador desejado.
Relógio
O mostrador do relógio é exibido no instrumento
combinado.
Instrumento combinado (pág. 68)
Relógio, instrumento digital.
Mostrador para indicação das horas13
Ajustar o relógio
O relógio pode ser ajustado no sistema de
menus MY CAR, ver MY CAR (pág. 121).
Informação relacionada
•
Instrumento combinado (pág. 68)
Uma longa pressão (até a alteração ser efectuada) no botão RESET da alavanca do volante
do lado esquerdo reinicia o totalizador parcial do
12
O aspecto do mostrador pode variar consoante a versão dos instrumentos.
79
INSTRUMENTOS E COMANDOS
Instrumento combinado - acordo de
licença
Uma licença é um acordo sobre o direito de realização de determinada actividade ou sobre o
direito de utilização de outros direitos, nos termos designados no acordo. O texto que se
segue é o acordo da Volvo com o fabricante/
criador e está em inglês.
Combined Instrument Panel Software
Open Source Software Notice
This product uses certain free / open source and
other software originating from third parties, that
is subject to the GNU Lesser General Public
License version 2 (LGPLv2), The FreeType
Project License ("FreeType License") and other
different and/or additional copy right licenses,
disclaimers and notices. The links to access the
exact terms of LGPLv2, and the other open
source software licenses, disclaimers,
acknowledgements and notices are provided to
you below. Please refer to the exact terms of the
relevant License, regarding your rights under said
licenses. Volvo Car Corporation (VCC) offers to
provide the source code of said free/open source
software to you for a charge covering the cost of
performing such distribution, such as the cost of
media, shipping and handling, upon written
request. Please contact your nearest Volvo
Dealer.
13
80
The offer is valid for a period of at least three (3)
years from the date of the distribution of this
product by VCC / or for as long as VCC offers
spare parts or customer support.
Portions of this product uses software
copyrighted © 2007 The FreeType Project
(www.freetype.org). All rights reserved.
Portions of this product uses software with
Copyright © 1994–2013 Lua.org, PUC-Rio
(http://www.lua.org/)
This product includes software under
following licenses:
LGPL v2.1: http://www.gnu.org/licenses/oldlicenses/lgpl-2.1.html
•
•
GNU FriBidi
DevIL
The FreeType Project License: http://
git.savannah.gnu.org/cgit/freetype/freetype2.git/
tree/docs/FTL.TXT
•
No instrumento analógico a hora é apresentada no meio do instrumento.
FreeType 2
MIT License: http://opensource.org/licenses/
mit-license.html
•
Lua
INSTRUMENTOS E COMANDOS
Símbolos no mostrador
O mostrador do automóvel pode exibir uma
série de diferentes símbolos. Os símbolos
encontram-se divididos em símbolos de aviso,
controlo e informação.
Mais abaixo encontram-se os símbolos mais
comuns e os seus significados, assim como uma
indicação sobre onde encontrar mais informação
no manual.
- O símbolo de aviso vermelho acende-se
quando é detectada uma avaria que possa afectar a segurança e/ou a condução do automóvel.
Simultaneamente é exibido um texto explicativo
no mostrador de informações do instrumento
combinado.
- Símbolo de informações acende-se, juntamente com um texto no mostrador de informações do instrumento combinado, quando é
detectado algum desvio nos sistemas do automóvel. O símbolo de informações também se
pode acender em combinação com outros símbolos.
Símbolos de aviso no instrumento
combinado
Símbolo
Significado
Ver
Pressão do óleo
baixa
(pág. 76)
Travão de estacionamento actuado
Símbolos de indicação no instrumento
combinado
Símbolo
Significado
Ver
(pág. 76),
(pág. 319)
Avaria do sistema
ABL*
(pág. 74),
(pág. 102)
Travão de estacionamento actuado,
símbolo alternativo
(pág. 76)
Gestão do motor
(pág. 74)
Airbags – (SRS)
(pág. 32),
(pág. 76)
Avaria do sistema
ABS
(pág. 74),
(pág. 316)
Avisador do cinto
de segurança
(pág. 28),
(pág. 76)
Luz de nevoeiro
traseira ligada
(pág. 74),
(pág. 103)
O alternador não
está a carregar
(pág. 76)
(pág. 74),
(pág. 203),
(pág. 340)
Avaria no sistema
de travagem
(pág. 76),
(pág. 316)
Sistema de estabilidade, ESC (Electronic Stability
Control), Estabilizador de atrelado
Aviso, Modo de
segurança
(pág. 32),
(pág. 43),
(pág. 76)
Sistema de estabilidade, modo desportivo
(pág. 74),
(pág. 203)
Pré-aquecedor do
motor (Diesel)
(pág. 74)
Nível baixo no
depósito de combustível
(pág. 74),
(pág. 153)
Informação, ler o
mostrador de texto
(pág. 74)
}}
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução.
81
INSTRUMENTOS E COMANDOS
||
Símbolo
Significado
Ver
Máximos ligados
(pág. 74),
(pág. 98)
Piscas esquerdos
(pág. 74)
Piscas direitos
(pág. 74)
Start/Stop*, o
motor pára automaticamente
(pág. 74),
(pág. 312)
Função ECO*
ligada
(pág. 74),
(pág. 314)
Sistema da pressão dos pneus*
(pág. 74),
(pág. 360)
Símbolos de informação no
instrumento combinado
Símbolo
82
Significado
Ver
Controlo da velocidade*
(pág. 208)
Controlo da velocidade adaptativo*
(pág. 228)
Controlo da velocidade adaptativo*,
distância de aviso
(pág. 216),
(pág. 219)
Símbolo
Significado
Ver
Controlo da velocidade adaptativo*,
Distância de aviso*
(Distance Alert)
(pág. 221),
(pág. 212)
Sensor de radar*
(pág. 228),
(pág. 215),
(pág. 251)
Limitador de velocidade
(pág. 205)
Sensor do pára-brisas*, Sensor de
câmara*, Sensor
laser*
(pág. 99),
(pág. 241),
(pág. 251),
(pág. 264),
(pág. 268),
(pág. 273)
Símbolo
Significado
Ver
Driver Alert System*, Altura para
pausa
(pág. 264)
Travão de estacionamento
(pág. 319)
Sensor de chuva*
(pág. 107)
Máximos automáticos, AHB (Active
High Beam)*
(pág. 99)
Start/Stop*
(pág. 312)
Start/Stop*
(pág. 312)
(pág. 264),
(pág. 268),
(pág. 273)
(pág. 267)
Travagem automática*, Distância de
aviso* (Distance
Alert), City
SafetyTM, Aviso de
colisão*
(pág. 215),
(pág. 241),
(pág. 251)
Sistema ABL*
(pág. 102)
Driver Alert System*, Assistência
de faixa de rodagem (LDW), Assistência de faixa de
rodagem (LKA)
(pág. 262)
Driver Alert System*, Lane Departure Warning*
Driver Alert System*, Altura para
pausa
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução.
INSTRUMENTOS E COMANDOS
Símbolo
Significado
Ver
Driver Alert System*, Lane Departure Warning*
Símbolo
Informação relacionada
Significado
Ver
(pág. 268),
(pág. 273)
Indicador de
mudanças
(pág. 297)
Informação de velocidade registada*
(pág. 258)
Posições de
mudanças
(pág. 298)
Motor e aquecedor
do habitáculo*
(pág. 153)
Medição do nível
do óleo
(pág. 378)
Aquecedor do
motor e do habitáculo* Revisão
necessária
(pág. 153)
Assistência de
estacionamento
activa - PAP*
(pág. 283)
Temporizador activado*
(pág. 153)
Temporizador activado*
(pág. 153)
Nível da bateria
baixo
(pág. 153)
Tampa do depósito
de combustível,
lado direito
(pág. 326)
•
Instrumento combinado - significado dos
símbolos de indicação (pág. 74)
•
Instrumento combinado - significado dos
símbolos de aviso (pág. 76)
•
Mensagens - manuseamento (pág. 120)
Símbolos de informação no mostrador
da consola do tecto
Símbolo
Significado
Ver
Avisador do cinto de
segurança
(pág. 31)
Airbag do lugar do passageiro, activado
(pág. 36)
Airbag do lugar do passageiro, desactivado
(pág. 36)
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução.
83
INSTRUMENTOS E COMANDOS
Volvo Sensus
O Volvo Sensus é o coração da experiência
pessoal Volvo e conecta o condutor com o automóvel ao mundo exterior. É o Sensus que fornece informação, entretenimento e ajuda
quando necessário. O Sensus inclui funções
intuitivas que realçam a viagem no automóvel e
facilitam a utilização do mesmo.
personalizar o automóvel através de um interface
de fácil utilização. As configurações podem ser
feitas em Configurações do veículo, Áudio e
média, Climatização, etc.
Com os botões e comandos da consola central
ou com a unidade de botões do lado direito do
volante* pode-se activar ou desactivar funções e
efectuar diversos ajustes.
Pressionando em MY CAR aparecem todos os
ajustes relacionados com a condução e comando
do automóvel, por exemplo: City Safety, fechaduras e alarme, velocidade automática do ventilador,
ajustar o relógio, etc.
Uma estrutura de navegação intuitiva permite
obter auxílio, informação e entretenimento de
relevância e quando necessário, sem distrair o
condutor.
O Sensus reúne todas as soluções do automóvel
que possibilitam a ligação* com o mundo e fornece controlo intuitivo sobre todas as possibilidades do automóvel.
O Volvo Sensus reúne e apresenta no ecrã da
consola central muitas funções dos vários sistemas do automóvel. Com o Volvo Sensus pode-se
14
84
Panorâmica geral
*,
Pressionando em RADIO, MEDIA, TEL*,
NAV* e CAM14 podem ser activadas outras fontes, sistemas ou funções, como por exemplo: AM,
FM, CD, DVD*, TV*, Bluetooth®*, navegação* e
câmara de assistência ao estacionamento*.
Para mais informações sobre todas as funções/
sistema, ver respectivo capítulo no manual do
proprietário e o seu suplemento.
Painel de comando na consola central. A imagem é ilustrativa - a quantidade de funções e a localização dos
botões varia consoante as opções seleccionadas e o
mercado.
Navegação* - NAV, ver suplemento separado
(Sensus Navigation).
Som e média - RADIO, MEDIA, TEL*, ver
suplemento separado (Sensus Infotainment).
Configurações de função - MY CAR, ver MY
CAR (pág. 121).
Automóvel ligado à Internet *, ver suplemento separado (Sensus Infotainment).
Comando da climatização (pág. 134).
Câmara de assistência ao estacionamento*
(pág. 279) – CAM*.
Aplicável a alguns modelos.
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução.
INSTRUMENTOS E COMANDOS
Posições de ignição
Colocar o comando à distância
Com o comando à distância pode-se colocar o
sistema eléctrico do automóvel em diferentes
modos/níveis e assim aceder às funções disponíveis, ver Posições de ignição - funções nos
diferentes níveis (pág. 85).
1.
2.
Segure o comando à distância na extremidade com a parte destacável da chave e
coloque o comando à distância no fecho de
ignição.
De seguida pressione o comando à distância
no fecho até à posição final.
IMPORTANTE
Objectos estranhos no fecho de ignição
podem colocar a função em risco ou danificar
o fecho.
Posições de ignição - funções nos
diferentes níveis
Para possibilitar a utilização de uma série limitada de funções com o motor desligado, o sistema eléctrico do automóvel pode ser colocado
em 3 níveis diferentes - 0, I e II - utilizando o
comando à distância. Este manual do proprietário designa geralmente esses níveis por "posições de ignição".
A seguinte tabela indica as funções disponíveis
em cada posição de ignição/nível.
Não pressione o comando à distância em
posição incorrecta - segure pela extremidade
com a parte da chave destacável, ver Parte da
chave destacável - remoção/colocação
(pág. 178).
Interruptor de ignição com o comando à distância ejectado/inserido.
NOTA
Retirar o comando à distância
Segure o comando à distância e puxe-o para fora
do fecho de ignição.
Em automóveis com sistema de trancagem e
arranque sem chave* não é necessário colocar o comando à distância no fecho de ignição, este pode ser guardado num bolso, por
exemplo. Para mais informações sobre o sistema de trancagem e arranque sem chave,
ver Condução sem chave* (pág. 182).
}}
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução.
85
INSTRUMENTOS E COMANDOS
||
Nível
Funções
0
•
•
•
•
I
II
•
•
•
Acende-se o totalizador do conta-quilómetros, relógio e indicador
de temperatura.
86
•
Podem-se ajustar os assentos de
comando eléctrico.
Tecto de abrir, vidros eléctricos,
tomada 12 V no habitáculo, navegação, telefone, ventilador do habitáculo e limpa pára-brisas podem
ser utilizados.
NOTA
•
Posição de ignição I - Com o comando à
distância completamente inserido no fecho
de ignição15 - Pressione brevemente em
START/STOP ENGINE.
•
Posição de ignição II - Com o comando à
distância completamente inserido no fecho
de ignição15 - Pressione longamente16 em
START/STOP ENGINE.
•
De volta para a posição de ignição 0 Para regressar à posição de ignição 0 a partir da posição II e I - Pressione brevemente
em START/STOP ENGINE.
Acendem-se os faróis.
As lâmpadas de aviso/indicação
acendem-se durante 5 segundos.
São activados vários sistemas diferentes. O aquecimento eléctrico
dos assentos e do vidro traseiro só
é activado após o arranque do
motor.
Posição de ignição 0 - Destranque o automóvel - o sistema eléctrico do automóvel
encontra-se no nível 0.
Para aceder ao nível I ou II sem arrancar o
motor - não pressione o pedal do travão/
embraiagem quando seleccionar estas posições de ignição.
O equipamento áudio pode ser utilizado durante um tempo limitado ver suplemento Sensus Infotainment.
Esta posição de ignição consome
muita corrente da bateria de arranque e, por isso, deve ser evitada!
15
16
Seleccionar posição de ignição/nível
Arranque e Paragem do motor
Para informações sobre o arrancar/parar o
motor, ver Arranque do motor (pág. 290).
Reboque
Para informações importantes sobre o comando
à distância durante reboque, ver Reboque
(pág. 341).
Informação relacionada
•
Posições de ignição (pág. 85)
Equipamento de áudio
Para mais informações sobre o funcionamento
do equipamento de áudio com o comando à distância retirado, ver suplemento Sensus Infotainment.
Não necessário para automóveis com sistema de arranque e trancagem sem chave*.
Cerca de 2 segundos.
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução.
INSTRUMENTOS E COMANDOS
Bancos dianteiros
Os bancos dianteiros possuem diferentes possibilidades de ajuste para o melhor conforto possível.
Alterar o apoio lombar*, pressione o botão.
Painel de comando para o assento de
comando eléctrico*, ver Bancos dianteiros com accionamento eléctrico* (pág. 88).
As costas do banco do assento do passageiro
podem ser dobradas para a frente de modo a
criar espaço para cargas longas.
Desloque o assento para trás/baixo o mais
que possa.
Ajuste as costas para a posição recta.
AVISO
Antes de iniciar a condução ajuste o assento
do condutor, nunca durante a viagem. Assegure-se que os assentos se encontram devidamente fixos, para evitar danos pessoais
perante uma eventual travagem violenta ou
acidente.
Rebater as costas do banco do
passageiro*17
Levante os trincos no lado de trás das costas
e rebata para a frente.
4.
O rebatimento para cima das costas do banco é
feito pela ordem inversa.
AVISO
Subir/descer o assento, puxe para cima/
baixo.
Para a frente/para trás, levante o manípulo
para ajustar a distância em relação ao
volante e aos pedais. Verifique se o assento
está travado depois de alterar a posição.
Subir/descer* a extremidade dianteira da
almofada do banco, puxe para cima/baixo.
Alterar a inclinação das costas do banco,
rode o botão.
17
Desloque o assento para a frente de modo a
"bloquear" o encosto da cabeça debaixo do
porta-luvas.
Após levantar as costas do banco, agarre-as e
assegure-se que se encontram devidamente
fixas, para evitar danos pessoais perante uma
eventual travagem violenta ou acidente.
Informação relacionada
•
Bancos dianteiros - com accionamento eléctrico* (pág. 88)
•
Bancos traseiros (pág. 89)
Aplicável apenas ao assento conforto.
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução.
87
INSTRUMENTOS E COMANDOS
Bancos dianteiros - com
accionamento eléctrico*
Os bancos dianteiros possuem diferentes possibilidades de ajuste para o melhor conforto possível. O banco com accionamento eléctrico
pode ser deslocado para a frente/para trás e
acima/abaixo. A margem dianteira da almofada
pode ser subida/descida. A inclinação das costas do banco e o apoio lombar* podem ser alterados.
Assento de comando eléctrico
Inclinação das costas do banco
Banco com função de memória*
O apoio lombar* é ajustado para dentro e
para fora
Os assentos dianteiros de comando eléctrico têm
uma protecção de sobrecarga que dispara se
algum assento for travado por qualquer objecto.
No caso desta ocorrência, coloque o sistema
eléctrico do automóvel na posição de ignição I ou
0 e aguarde um breve período antes de voltar a
accionar o assento.
Apenas se pode executar um movimento de cada
vez (frente/trás/cima/baixo/dentro/fora).
Preparativos
O ajuste do assento pode ser feito durante um
certo período após a destrancagem da porta com
o comando à distância sem a chave no fecho de
ignição. O ajuste do assento é feito normalmente
quando a ignição está na posição I e pode sempre ser efectuado com o motor em funcionamento.
A função de memória memoriza as configurações
do assento e dos retrovisores exteriores.
Guardar definições
Botão de memória
Botão de memória
Botão de memória
Botão para memorização das definições
Extremidade dianteira da almofada do banco
para cima/baixo
Subir/descer assento
Assento para a frente/para trás
88
1.
Ajuste o assento e os retrovisores exteriores.
2.
Mantenha o botão M pressionado, ao mesmo
tempo que pressiona o botão 1, 2 ou 3.
Mantenha os botões pressionados até ouvir
um sinal acústico e o texto ser exibido no
instrumento combinado.
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução.
INSTRUMENTOS E COMANDOS
O assento tem que voltar a ser ajustado para que
se possa efectuar uma nova memorização.
AVISO
Risco de entalamento! Assegure-se de que
as crianças não brincam com o comando. Ao
ajustar certifique-se de que não existe
nenhum objecto em frente, atrás ou sob o
assento. Assegure-se de que nenhum passageiro no banco traseiro fica entalado.
Os ajustes do apoio lombar não são memorizados.
Utilizar as definições guardadas
Pressione um dos botões de memória 1-3 até
que o assento e os retrovisores exteriores parem.
Se o botão for libertado o movimento do assento
e dos retrovisores exteriores é interrompido.
Memória da chave* no comando à
distância
Todos os comandos à distância podem ser utilizados por diferentes condutores para armazenar
os ajustes do assento do condutor e dos espelhos retrovisores exteriores18, ver Comando à distância - personalização* (pág. 171).
Bancos traseiros
As costas do banco traseiro e os encostos da
cabeça exteriores podem ser rebatidos. O
encosto da cabeça do lugar central pode ser
ajustado de acordo com a altura do passageiro.
Encosto da cabeça do lugar central
traseiro
Bancos com aquecimento
Para bancos com accionamento eléctrico, ver
Bancos dianteiros com aquecimento elétrico*
(pág. 141) e Banco traseiro com aquecimento
elétrico* (pág. 142).
Informação relacionada
•
•
Bancos dianteiros (pág. 87)
Bancos traseiros (pág. 89)
Paragem de emergência
Se o assento começar acidentalmente a deslocar-se, pressione um dos botões de ajuste ou de
memória do assento para parar o assento.
Regule o encosto de acordo com a altura do passageiro de modo a cobrir toda a nuca. Desloque
para cima consoante o necessário.
Para reiniciar o movimento para a posição do
assento guardada na memória da chave pressione o botão de destrancagem no comando à
distância. A porta do condutor deve estar aberta.
Para voltar a descer o encosto, é necessário carregar o botão (localizado entre as costas do
banco e o encosto da cabeça, ver ilustração)
enquanto se empurra cuidadosamente o encosto
da cabeça para baixo.
18
Apenas se o automóvel estiver equipado com assento de comando eléctrico com memória e retrovisores com rebatimento eléctrico. Os ajustes do apoio lombar não são memorizados.
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução.
}}
89
INSTRUMENTOS E COMANDOS
||
Rebater as costas do banco traseiro
AVISO
O encosto da cabeça do lugar central deve
estar na sua posição mais baixa quando o
lugar central não for utilizado. Quando o lugar
central for utilizado, o encosto da cabeça
deve ser correctamente ajustado à altura do
passageiro cobrindo, se possível, toda a nuca.
IMPORTANTE
Não deve haver qualquer objecto no banco
traseiro quando se rebatem as costas do
banco. Os cintos de segurança também não
devem estar colocados. Caso contrário existe
o risco de danificar os estofos do banco traseiro.
Descer manualmente os encostos da
cabeça dos lugares exteriores do
banco traseiro
Puxe a pega de bloqueio que se encontra junto
ao encosto da cabeça, para poder rebater o
encosto da cabeça para a frente.
As costas do banco tripartidas podem ser rebatidas de diferentes modos.
NOTA
Para que as costas do banco traseiro sejam
completamente rebatidas para a frente pode
ser necessário deslocar os assentos dianteiros para a frente e/ou ajustar as costas do
banco para cima.
O encosto da cabeça volta ao seu lugar de modo
manual até se ouvir um estalido.
AVISO
Depois de rebater para cima, os encostos da
cabeça devem estar em posição trancada.
90
•
A secção da esquerda pode ser rebatida
separadamente.
•
A secção central pode ser rebatida separadamente.
•
A secção da direita apenas pode ser rebatida
juntamente com a central.
INSTRUMENTOS E COMANDOS
NOTA
Após o rebatimento das costas do banco
deve-se deslocar os encostos de cabeça
ligeiramente para a frente para não baterem
na almofada do banco.
O rebatimento para cima das costas do banco é
feito pela ordem inversa.
Se se pretender rebater as costas centrais liberte e ajuste para baixo o encosto da
cabeça das costas centrais, ver capítulo
anterior "Encosto da cabeça do lugar central
traseiro".
Se se pretender rebater as costas centrais liberte e ajuste para baixo o encosto da
cabeça das costas centrais, ver capítulo
anterior "Encosto da cabeça do lugar central
traseiro".
Os encostos da cabeça exteriores rebatem
automaticamente quando as costas do
banco exteriores são rebatidas. Puxe para
cima a pega de bloqueio das costas do
e desça em simultâneo para a
banco
frente as costas do banco. Uma marca verindica que as costas do
melha no trinco
banco não se encontram mais travadas.
NOTA
Quando as costas do banco são rebatidas de
volta para a sua posição a indicação vermelha
deve desaparecer. Se continuar visível é porque as costas do banco não ficaram trancadas.
AVISO
Certifique-se de que as costas do banco e os
encostos da cabeça ficam devidamente trancados após terem sido rebatidos para cima.
}}
91
INSTRUMENTOS E COMANDOS
||
Descer electricamente os encostos da
cabeça dos lugares exteriores do
banco traseiro*
AVISO
Depois de rebater para cima, os encostos da
cabeça devem estar em posição trancada.
Informação relacionada
•
•
1.
O comando à distância deve estar na posição de ignição II.
2.
Pressione o botão para descer os encostos
da cabeça exteriores traseiros, para melhorar
a visibilidade para trás.
Bancos dianteiros (pág. 87)
Volante
O volante pode ser ajustado para diferentes
posições e possui comandos para buzina, controlo da velocidade e controlo de menus, áudio
e telefone.
Ajustes
Bancos dianteiros - com accionamento eléctrico* (pág. 88)
Ajustes do volante.
Alavanca - libertar o volante
Posições possíveis para o volante
AVISO
Não desça os encostos da cabeça dos lugares laterais quando se encontrarem passageiros em algum destes lugares.
Desloque manualmente o encosto da cabeça
para o seu lugar até ouvir um estalido.
92
O volante pode ser ajustado tanto em altura
como em profundidade:
1.
Puxe a alavanca na direção do condutor para
soltar o volante.
2.
Ajuste o volante para a posição desejável.
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução.
INSTRUMENTOS E COMANDOS
3.
Empurre a alavanca para a posição inicial
para fixar a posição do volante. Se for difícil
deslocar a alavanca, carregue levemente no
volante ao mesmo tempo que empurra a alavanca para trás.
Unidade de botões* e pás*
Buzina
Unidade de botões e pás no volante.
Buzina.
AVISO
Ajuste o volante e fixe-o antes de conduzir.
Com direcção assistida dependente da velocidade* pode-se ajustar a força direcção, ver Força
da direcção ajustável* (pág. 200).
Controlo da velocidade* (pág. 208)* e Controlo de velocidade adaptativo - ACC*
(pág. 216)*.
Pá para a mudança manual da transmissão
automática, ver Caixa de velocidades automática - Geartronic* (pág. 298).
Carregue no centro do volante para dar sinal.
Informação relacionada
•
Aquecimento eléctrico* do volante
(pág. 94)
Comando do som e do telefone, ver suplemento Sensus Infotainment.
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução.
93
INSTRUMENTOS E COMANDOS
Aquecimento eléctrico* do volante
O volante pode ser aquecido electricamente.
Função
10 °C. Active/desactive a função no sistema de
menus MY CAR (pág. 121).
Comando das luzes
Com o comando das luzes activa-se e ajusta-se
a iluminação exterior. Também é utilizado par
ajustar a iluminação do mostrador, dos instrumentos e também a iluminação ambiente
(pág. 105).
A posição dos botões pode variar consoante o equipamento opcional e o mercado.
Repetidas pressões no botão mudam entre as
seguintes funções:
Função
Indicação
Desligado
Lâmpada do botão apagada
Aquecimento
Lâmpada do botão acesa
Aquecimento automático do volante
Com o arranque automático do aquecimento do
volante activado o aquecimento do volante é iniciado com o arranque do motor. O arranque automático acontece quando o automóvel está frio e
a temperatura exterior é inferior a cerca de
94
Descrição geral do comando das luzes.
Selector rotativo para ajuste da iluminação
do mostrador e dos instrumentos e ainda da
iluminação ambiente*
Botão das luzes de nevoeiro traseiras
Disco seletor para iluminação na condução e
estacionamento
Selector rotativo para controlo da altura do
foco
Os automóveis com faróis ativos Xénon* possuem controlo da altura do foco automático e,
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução.
INSTRUMENTOS E COMANDOS
por isso, não possuem seletor rotativo para controlo da altura do foco.
Posições do disco selector
NOTA
As luzes diurnas e as luzes de presença dianteiras utilizam as mesmas lâmpadas. A intensidade da luz é maior quando as lâmpadas
são utilizadas como luzes diurnas.
Posição
Significado
Luzes diurnasA quando o sistema
eléctrico do automóvel está na
posição de ignição II ou o motor
está em funcionamento.
Os sinais de máximos podem ser
utilizados.
Luzes diurnas, luzes de presença
traseira e luzes de marcação lateral
quando o sistema elétrico do automóvel está na posição de ignição II
ou o motor está em funcionamento.
Posição
Significado
Posição
Luzes diurnas, luzes de presença
traseira e luzes de marcação lateral
durante o dia quando o sistema
elétrico do automóvel está na posição de ignição II ou o motor está
em funcionamento.
Médios e luzes de presença/
marcação lateral durante a luz
diurna fraca ou escuridão ou
quando a luz de nevoeiro traseira
ou o limpa para-brisas com limpeza
contínua está ativado.
A função Detecção de túneis
(pág. 98)* é activada.
A função Máximos automáticos
(pág. 99)* pode ser utilizada.
Os máximos podem ser activados
quando os médios estão acesos.
Os sinais de máximos podem ser
utilizados.
Significado
Médios e luzes de presença/
marcação lateral.
Os máximos podem ser activados.
Os sinais de máximos podem ser
utilizados.
A
B
Localizadas no pára-choques dianteiro ou sob o mesmo.
Mesmo em repouso com o motor em andamento, desde que a
posição do disco seletor mude para esta posição a partir de
outra.
A Volvo recomenda a utilização do modo
durante a condução do automóvel.
AVISO
O sistema de luzes do automóvel não consegue determinar em todas as situações se a
luz do dia é fraca ou insuficientemente forte,
por ex.: com nevoeiro ou chuva.
O condutor assume sempre a responsabilidade pela condução do automóvel com as
luzes que garantam a segurança de acordo
com as normas de trânsito vigentes.
Luzes de presença/luzes de marcação lateral quando o automóvel
está estacionadoB.
Os sinais de máximos podem ser
utilizados.
}}
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução.
95
INSTRUMENTOS E COMANDOS
||
Luzes de presença
Iluminação do mostrador e dos
instrumentos
A iluminação dos diferentes mostradores e instrumentos acende-se consoante a posição de
ignição, ver Posições de ignição - funções nos
diferentes níveis (pág. 85).
As luzes de presença acendem rodando o disco
seletor do comando das luzes.
A iluminação do mostrador reduz-se automaticamente na escuridão - a sensibilidade pode ser
ajustada com o selector rotativo.
A intensidade da iluminação dos instrumentos é
regulada pelo selector rotativo.
Controlo da altura do foco dos faróis
A carga do automóvel altera a altura do foco da
luz dos faróis, o que pode cegar um condutor em
sentido contrário. Evite esta situação ajustando a
altura do foco. Desça a luz caso o automóvel
transporte carga pesada.
1.
Deixe o motor em funcionamento ou o sistema eléctrico do automóvel na posição de
ignição I.
2.
Rode o selector rotativo para cima/baixo
para subir/descer a altura do foco.
Posições do selector rotativo para diferentes tipos de
carga.
Apenas condutor
Condutor e passageiro no banco da frente
Pessoas em todos os bancos
Pessoas em todos os bancos e carga
máxima no compartimento da carga
Condutor e carga máxima no compartimento
da carga
Informação relacionada
•
•
•
96
Luzes de presença (pág. 96)
Luzes diurnas (pág. 97)
Médios/máximos (pág. 98)
Disco seletor do comando das luzes na posição das
luzes de presença.
Ajuste o disco selector para a posição
(a
iluminação da placa da matrícula acende em
simultâneo).
Se o sistema elétrico do automóvel estiver na
posição de ignição II ou o motor estiver em funcionamento acendem-se as luzes diurnas em vez
das luzes de presença dianteiras.
Quando está escuro no exterior e a tampa do
porta-bagagens é aberta acende-se a luz de presença traseira para assinalar a posição. Esta
situação verifica-se independentemente da posição do disco selector ou da posição de ignição
do sistema eléctrico do automóvel.
INSTRUMENTOS E COMANDOS
Informação relacionada
•
Comando das luzes (pág. 94)
Luzes diurnas
AVISO
Com o disco selector do comando das luzes na
e o sistema eléctrico do automóposição
vel na posição de ignição II ou com o motor em
funcionamento, as luzes diurnas são activadas
automaticamente durante o dia.
O sistema é um meio auxiliar de economia de
energia - não consegue determinar em todas
as situações quando a luz diurna é fraca ou
forte, por ex: perante nevoeiro ou chuva.
O condutor assume sempre a responsabilidade pela condução do automóvel com a luz
que garanta a segurança de acordo com as
normas de trânsito vigentes.
Luzes diurnas durante o dia DRL
Informação relacionada
•
•
Médios/máximos (pág. 98)
Comando das luzes (pág. 94)
Disco selector do comando das luzes na posição AUTO.
Com o disco selector do comando das luzes na
posição
é activada automaticamente a luz
diurna (Daytime Running Lights - DRL) quando o
automóvel é conduzido durante o dia. Um sensor
de luz no lado superior do tablier comuta de
luzes diurnas para médios em situações de crepúsculo ou quando a luz diurna fica fraca. A
comutação para os médios também acontece
quando o limpa pára-brisas ou a luz de nevoeiro
traseira são ativados.
97
INSTRUMENTOS E COMANDOS
Detecção de túneis*
Médios/máximos
A detecção de túneis muda a iluminação de
luzes diurnas para médios quando o automóvel
atravessa um túnel.
Com o disco selector do comando das luzes na
e o sistema eléctrico do automóposição
vel na posição de ignição II ou com o motor em
funcionamento, os médios são activados automaticamente com más condições de luminosidade.
A função Detecção de túneis está disponível em
automóveis com sensor de chuva*. O sensor
detecta a entrada num túnel e comuta a iluminação de luzes diurnas para médios. Cerca de 20
segundos após o automóvel ter ultrapassado o
túnel a iluminação regressa para as luzes diurnas.
Se durante este período o automóvel atravessar
outro túnel os médios permanecem acesos.
Deste modo evitam-se alterações pouco espaçadas da iluminação do automóvel.
Médios/máximos (pág. 98)
Alavanca do volante e disco selector do comando das
luzes.
Posição para sinais de máximos
Posição para máximos
Médios
Com o disco selector na posição
são activados automaticamente os médios no crepúsculo
ou quando a luz diurna fica fraca. Os médios também são activados automaticamente quando os
19
98
Sinais de máximos
Máximos
Informação relacionada
Comando das luzes (pág. 94)
acenCom o disco selector na posição
dem-se sempre os médios quando o motor está
em funcionamento ou a posição de ignição II
está activa.
Desloque ligeiramente a alavanca do volante em
direcção ao volante para a posição de sinais de
máximos. Os máximos acendem até que a alavanca seja solta.
Note que o disco selector do comando das luzes
tem de estar na posição
para que a detecção de túneis funcione.
•
•
limpa pára-brisas ou a luz de nevoeiro traseira
são activados.
Os máximos podem ser activados quando o disco
19 ou
selector está na posição
.
Active/desactive os máximos deslocando a alavanca do volante em direcção ao volante, até a
posição final, e largando. Em alternativa pode-se
desactivar os máximos com uma ligeira pressão
na alavanca do volante na direcção do volante.
Quando os máximos estão activados acende-se
.
no instrumento combinado o símbolo
Faróis adicionais*
Se o automóvel possuir faróis adicionais o condutor pode seleccionar no sistema de menus
MY CAR se pretende a desactivação dos faróis
Quando os médios estão acesos.
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução.
INSTRUMENTOS E COMANDOS
adicionais ou que estes acendam em simultâneo
com os máximos20, ver MY CAR (pág. 121).
Informação relacionada
•
•
•
•
•
Faróis activos Xenon* (pág. 102)
Máximos automáticos* (pág. 99)
Comando das luzes (pág. 94)
Máximos automáticos*
A função Máximos automáticos detecta a luz
dos faróis dos veículos em sentido contrário ou
a luz traseira dos veículos da frente, mudando a
iluminação de máximos para médios. A iluminação regressa para os máximos quando a luz incidente desaparece.
Faróis - ajuste do foco dos faróis (pág. 103)
Máximos automáticos - AHB
Detecção de túneis* (pág. 98)
Os máximos automáticos (Active High Beam AHB) são uma funcionalidade em que um sensor
de câmara na margem superior do pára-brisas
detecta luz de faróis ou luzes traseiras de outros
veículos, mudando então de máximos para
médios. A função também tem em conta a iluminação da rua.
de detetar luzes de faróis em sentido oposto ou
as luzes traseiras de veículos à frente.
Se os máximos automáticos possuírem funcionalidade21 ativa o foco permanece com os máximos
em ambos os lados do veículo em sentido contrário ou à frente, ao contrário do que acontece
com o antiencandeamento convencional - o
antiencandeamento apenas atua no foco que
incide diretamente no veículo.
Quando o sensor de câmara não deteta qualquer
veículo em sentido contrário ou na frente os
máximos são acendidos de novo.
Automóvel com faróis de halogéneo
A iluminação retoma os máximos alguns segundos após o sensor de câmara deixar de detectar
luzes de faróis em sentido oposto ou as luzes
traseiras de veículos à frente.
Automóvel com faróis de xénon activos
Se os máximos automáticos possuírem função
lig./desl.21 a iluminação retoma os máximos
alguns segundos após o sensor de câmara deixar
20
21
Função adaptativa: Médios direccionados para o veículo
em sentido contrário, mas com máximos em ambos os
lados do veículo.
A iluminação retoma os máximos totais alguns
segundos após o sensor de câmara deixar de
detectar luzes de faróis em sentido oposto ou as
luzes traseiras de veículos à frente.
Os faróis adicionais devem ser conectados ao sistema eléctrico numa oficina. A Volvo recomenda o contacto com uma oficina autorizada Volvo.
Dependendo do nível de equipamento do automóvel.
}}
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução.
99
INSTRUMENTOS E COMANDOS
||
Activação/desactivação
AHB pode ser activado quando o disco selector
do comando das luzes está na posição
(desde que a função não tenha sido desactivada
nos sistema de menus MY CAR, ver MY CAR
(pág. 121)).
Quando os AHB estão activados acende-se no
mostrador de informações dos instrumentos o
.
símbolo
Quando os máximos estão ligados acende-se
também no instrumento combinado o símbolo
. Para os faróis xénon activos isto também
acontece quando os máximos estão parcialmente
reduzidos pela função anti-encadeamento, ou
seja, desde que o foco seja superior ao dos
médios.
Automóvel com instrumento combinado digital
Quando os AHB estão activados acende-se o
com luz branca no mostrador de
símbolo
informações dos instrumentos.
Alavanca do volante e comando das luzes na posição
AUTO.
A função pode atuar ao conduzir no escuro
quando a velocidade do automóvel é de cerca de
20 km/h (12 mph) ou superior.
Active/desactive os AHB deslocando a alavanca
esquerda do volante em direcção ao volante, até
a posição final, e largando. A desactivação dos
máximos significa que a iluminação ajusta directamente para médios.
Automóvel com instrumento combinado analógico
100
Quando os máximos estão ligados o símbolo
acende com luz azul. Para os faróis xénon activos
isto também acontece quando os máximos estão
parcialmente reduzidos pela função anti-encadeamento, ou seja, desde que o foco seja superior
ao dos médios.
Accionamento manual
NOTA
Mantenha a superfície do pára-brisas em
frente ao sensor de câmara limpa de gelo,
neve, embaciamento e sujidade.
Não cole nem instale qualquer objecto no
pára-brisas em frente ao sensor de câmara, a
sua funcionalidade pode ficar reduzida e uma
ou mais câmaras, consoante o sistema,
podem deixar de funcionar.
Se a mensagem Máximos com activação auto
De momento indisponíveis Mudar
manualmente aparecer no mostrador de informações do instrumento combinado é necessário
proceder manualmente à mudança entre máximos e médios. No entanto, o disco selector do
comando das luzes pode permanecer na posição
. O mesmo aplica-se se a mensagem
Sensores pára-brisas bloqueados Ver
aparecerem. O símmanual e o símbolo
bolo
apaga-se quando estas mensagens
aparecem.
AHB pode ficar temporariamente indisponível
perante, por exemplo, situações com nevoeiro
intenso ou chuva forte. Quando AHB volta a ficar
disponível, ou os sensores do pára-brisas já não
INSTRUMENTOS E COMANDOS
estão bloqueados, a mensagem apaga-se e o
acende-se.
símbolo
AVISO
AHB é um meio auxiliar para, em condições
desfavoráveis, utilizar a melhor iluminação
possível.
O condutor é sempre o responsável pela
mudança manual entre os máximos e os
médios quando as situações de trânsito ou
meteorológicas o exigir.
IMPORTANTE
Exemplos de situações em que a mudança
manual entre máximos e médios pode ser
necessária:
•
•
Perante chuva forte ou nevoeiro intenso
•
•
•
Perante nevoeiro de neve
•
Quando o trânsito oposto possui iluminação fraca
•
•
Caso existam peões junto ou na estrada
•
Quando a iluminação do trânsito oposto
é ocultada por, por exemplo, sinais de
trânsito
•
Quando existe trânsito em estradas adjacentes
•
•
Junto a cumes ou vales
Informação relacionada
•
•
Médios/máximos (pág. 98)
Comando das luzes (pág. 94)
Perante chuva com temperaturas negativas
Perante luz da lua
Ao conduzir em localidades com iluminação fraca
Caso existam objectos com reflexo forte,
como sinais junto à estrada
Em curvas sinuosas.
Para mais informações sobre as limitações do
sensor de câmara, ver Avisador de colisão* - limitações do sensor de câmara (pág. 249).
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução. 101
INSTRUMENTOS E COMANDOS
Faróis activos Xenon*
Os faróis ativos xénon/iluminação de curvas
ativa foram concebidos para proporcionar a iluminação máxima em curvas e cruzamentos,
aumentando a segurança.
Faróis ativos xénon/iluminação de
curvas ativa - ABL
Foco dos faróis com a função desactivada (esquerda) e
activada (direita).
Se o automóvel estiver equipado com faróis ativos xénon/iluminação de curvas ativa (Active
Bending Lights - ABL), a luz acompanha os movimentos do volante, oferecendo uma iluminação
otimizada em curvas e cruzamentos, aumentando
assim a segurança.
A função activa-se automaticamente quando o
automóvel arranca (desde que não tenha sido
22
102
desactivada no sistema de menus MY CAR, ver
MY CAR (pág. 121)). Perante avaria na função,
acende-se o símbolo
no instrumento combinado ao mesmo tempo que o mostrador de
informações exibe um texto explicativo e mais um
símbolo aceso.
Símbolo
Mensagem
Significado
Avaria sistema
faróis
Revisão
necess.
Sistema fora de funções. Procure uma
oficina caso a mensagem permaneça.
A Volvo recomenda
o contacto com uma
oficina autorizada
Volvo.
teira do automóvel para onde o volante vira em
curvas apertadas, ou o lado em que os piscas
são utilizados.
A função é ativada quando são utilizados os
máximos ou os médios e a velocidade do automóvel é inferior a cerca de 30 km/h (20 mph).
Ao fazer marcha-atrás também acendem as luzes
para curvas como um complemento à luz de marcha-atrás.
Informação relacionada
•
•
•
Médios/máximos (pág. 98)
Máximos automáticos* (pág. 99)
Comando das luzes (pág. 94)
A função está activa apenas no crepúsculo ou na
escuridão, e apenas quando o automóvel está em
andamento.
A função22 pode ser desactivada/activada no sistema de menus MY CAR, ver MY CAR
(pág. 121).
Luzes para curvas*
Os faróis ativos xénon/iluminação de curvas ativa
que possuem a função Máximos automáticos
com funcionalidade adaptativa estão equipados
com luzes para curvas. As luzes para curvas iluminam temporariamente a zona lateral na dian-
Activada na entrega de fábrica.
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução.
INSTRUMENTOS E COMANDOS
Faróis - ajuste do foco dos faróis
Luzes de nevoeiro traseiras
Se o automóvel estiver equipado com faróis ativos xénon e com a função de Máximos automáticos, é necessário que o foco dos faróis seja
ajustado quando se muda de trânsito à direita
para trânsito à esquerda e vice-versa.
Quando a visibilidade está reduzida devido ao
nevoeiro pode-se utilizar a luz de nevoeiro traseira para que os veículos atrás possam detetar
o automóvel atempadamente.
ENGINE ou quando o disco seletor do comando
ou
das luzes é rodado para a posição
.
NOTA
As normas para a utilização da luz de nevoeiro traseira variam consoante o país. Recomenda-se a utilização da luz de nevoeiro traseira durante o dia. Durante a noite, existe o
risco de encandeamento dos condutores que
seguem atrás.
Faróis activos Xenon*
Em veículos sem a função de Máximos automáticos* não é necessário qualquer ajuste do foco
dos faróis. O foco dos faróis é criado de modo a
não encadear o trânsito em sentido contrário.
Em veículos com Máximos automáticos é necessário proceder ao ajuste do foco dos faróis. O
automóvel deve estar parado e o motor em funcionamento quando foco dos faróis é alterado
entre trânsito pela direita ou esquerda.
O foco dos faróis é alterado no sistema de
menus MY CAR, ver MY CAR (pág. 121).
Faróis de halogéneo
Não é necessário proceder a qualquer ajuste do
foco dos faróis. O foco dos faróis é criado de
modo a não encadear o trânsito em sentido contrário.
Informação relacionada
•
Comando das luzes (pág. 94)
Botão das luzes de nevoeiro traseiras.
A luz de nevoeiro traseira só pode ser acesa
quando a posição de ignição II está ativa ou o
motor está em funcionamento com disco seletor
ou
do comando das luzes na posição
.
Pressione o botão de ligar/desligar. O símbolo
de indicação
no instrumento combinado e
a lâmpada no botão acendem quando a luz de
nevoeiro traseira está acesa.
A luz de nevoeiro traseira apaga automaticamente ao pressionar o botão START/STOP
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução. 103
INSTRUMENTOS E COMANDOS
Luzes de travões
Piscas de emergência
A luz de travões acende-se automaticamente
quando se trava.
Os piscas de emergência avisam outros utilizadores da via através das luzes dos piscas a piscar em simultâneo quando esta função é activada.
A luz de travões acende-se quando o pedal dos
travões é pressionado. Também se acende
quando algum dos sistemas de apoio ao condutor Controlo da velocidade adaptativo (pág. 216),
City Safety (pág. 235) ou Avisador de colisão
(pág. 242) trava o automóvel.
Informação relacionada
•
Travão convencional - luzes de travagem de
emergência e piscas de emergência automáticos (pág. 318)
Botão dos piscas de emergência.
Carregue no botão para activar os piscas de
emergência. Ambos os símbolos dos piscas no
instrumento combinado acendem de modo intermitente quando são utilizados os piscas de emergência.
Os piscas de emergência são ativados automaticamente quando o automóvel sofre uma travagem brusca que ative as luzes de travagem de
emergência e a velocidade desce cerca de
10 km/h (6 mph). Os piscas de emergência permanecem activos quando o automóvel pára,
sendo automaticamente desactivados quando a
104
condução é retomada ou quando o botão é pressionado.
Informação relacionada
•
•
Piscas (pág. 105)
Travão convencional - luzes de travagem de
emergência e piscas de emergência automáticos (pág. 318)
INSTRUMENTOS E COMANDOS
Piscas
Os piscas do automóvel são accionados com a
alavanca do volante do lado esquerdo. As lâmpadas de piscas piscam três vezes ou continuamente, dependendo do tempo que a alavanca é
deslocada para cima ou para baixo.
A alavanca pára na sua posição e volta atrás com
a mão ou automaticamente com o movimento do
volante.
Símbolos dos piscas
Iluminação do habitáculo
A iluminação do habitáculo é activada/desactivada com os botões no comando sobre os bancos dianteiros e traseiros.
Para os símbolos de piscas, ver Instrumento
combinado - significado dos símbolos de indicação (pág. 74).
Informação relacionada
Piscas de emergência (pág. 104)
G021149
•
Comando na consola do tecto para as lâmpadas de leitura dianteiras e a iluminação do habitáculo.
Piscas.
Lâmpada de leitura, lado esquerdo
Sequência de piscas breve
Lâmpada de leitura, lado direito
Desloque a alavanca do volante para cima ou
para baixo até a primeira posição e solte. As
lâmpadas de piscas piscam três vezes. A
função pode ser activada/desactivada no
sistema de menus MY CAR, ver MY CAR
(pág. 121).
Sequência de piscas contínua
Desloque a alavanca do volante para cima ou
para baixo até a última posição.
Iluminação do habitáculo
Toda a iluminação no habitáculo pode ser acesa
e apagada de modo manual no espaço de
30 minutos após:
•
o motor ter sido desligado e com sistema
eléctrico do automóvel na posição de ignição
0
•
o automóvel ter sido destrancado sem que
tenha sido arrancado o motor.
}}
105
INSTRUMENTOS E COMANDOS
||
Iluminação dianteira do tejadilho
Iluminação do espelho de cortesia
As lâmpadas de leitura dianteiras acendem-se ou
apagam-se pressionando o respectivo botão na
consola do tecto.
A iluminação do espelho de cortesia (pág. 161)
acende e apaga quando a tampa é aberta ou
fechada.
Iluminação do tejadilho traseira
Iluminação no compartimento da carga
A iluminação do compartimento da carga acende
e apaga quando a tampa do porta-bagagens
abre ou fecha.
Iluminação automática
G021150
Com o botão da iluminação do habitáculo
podem-se seleccionar três posições para a iluminação do habitáculo:
Iluminação do tejadilho traseira.
As lâmpadas acendem ou apagam carregando
no respectivo botão.
Iluminação do degrau de acesso
A Iluminação do degrau de acesso (e a iluminação do habitáculo) acende-se e apaga-se
quando uma porta lateral abre ou fecha.
Iluminação do porta-luvas
A iluminação do porta-luvas acende-se e apaga-se quando a tampa abre ou fecha.
106
•
Desl. - lado direito premido, a iluminação
automática está desactivada.
•
Posição neutra - a iluminação automática
está activada.
•
Lig. - lado esquerdo premido, a iluminação
do habitáculo está ligada.
Posição neutra
Quando o botão está na posição neutra, acende-se e apaga-se automaticamente a iluminação do
habitáculo de acordo com a descrição seguinte.
A iluminação do habitáculo acende-se e mantém-se acesa durante 30 segundos se:
•
o automóvel for destrancado com o comando
à distância ou a parte da chave, ver
Comando à distância - funções (pág. 174)
ou Parte da chave destacável - destrancagem de porta (pág. 179)
•
o motor ter sido desligado e com sistema
eléctrico do automóvel na posição de ignição
0.
A iluminação do habitáculo apaga-se quando:
•
•
o motor é posto a trabalhar
o automóvel é trancado.
A iluminação do habitáculo acende-se e mantém-se acesa durante dois minutos se alguma
das portas estiver aberta.
Se alguma iluminação se acender manualmente
e o automóvel for trancado, a iluminação apaga-se automaticamente passados dois minutos.
Iluminação ambiente*
Quando a iluminação do habitáculo está apagada
e o motor está em funcionamento acendem-se
alguns LEDs, entre os quais um na iluminação do
tejadilho, para proporcionar uma luz suave e
melhorar o ambiente durante a viagem. A luz
também facilita a detecção de objectos no compartimento de arrumos, etc., em dias de fraca
luminosidade. Esta iluminação apaga-se um
breve instante após a iluminação do habitáculo
normal, quando o automóvel é trancado. O brilho
é ajustado com o selector rotativo no comando
das luzes (pág. 94).
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução.
INSTRUMENTOS E COMANDOS
Duração luz segurança
Duração luz aproximação
Limpa e lava
A iluminação de segurança inclui médios, luzes
de presença, lâmpadas nos retrovisores exteriores, iluminação da placa da matrícula, iluminação do teto interior e iluminação do degrau de
acesso.
A iluminação de aproximação inclui luzes de presença, lâmpadas nos retrovisores exteriores, iluminação da placa da matrícula, iluminação do
teto interior e iluminação do degrau de acesso.
O limpa e lava asseguram a limpeza do pára-brisas e do vidro traseiro. Os faróis são lavados
com lavagem a alta pressão.
Parte da iluminação exterior pode permanecer
acesa e funcionar como iluminação de segurança
após o automóvel ter sido trancado.
1.
Retire o comando à distancia da ignição.
2.
Desloque a alavanca esquerda do volante
contra o volante, até a posição final, e solte.
A função é activada do mesmo modo que os
sinais de máximos, ver Médios/máximos
(pág. 98).
3.
Saia do automóvel e tranque a porta.
Quando a função é ativada acendem os médios,
as luzes de presença, as lâmpadas nos retrovisores exteriores, a iluminação da placa de matrícula,
as luzes interiores do teto e a iluminação do
degrau de acesso.
A duração da iluminação de segurança pode ser
ajustada no sistema de menus MY CAR, ver MY
CAR (pág. 121).
Informação relacionada
•
23
Duração luz aproximação (pág. 107)
A iluminação de aproximação acende-se com o
comando à distância, ver Comando à distância funções (pág. 174), e utiliza-se para acender a
iluminação do automóvel à distância.
Limpa pára-brisas23
Quando a função é ativada com o comando à
distância acendem os médios, as luzes de presença, as lâmpadas nos retrovisores exteriores, a
iluminação da placa de matrícula, as luzes interiores do teto e a iluminação do degrau de acesso.
A duração da iluminação de aproximação pode
ser ajustada no sistema de menus MY CAR, ver
MY CAR (pág. 121).
Informação relacionada
•
Duração luz segurança (pág. 107)
Limpa pára-brisas e lava pára-brisas.
Sensor de chuva, lig./desl.
Selector rotativo sensibilidade/frequência
Limpa pára-brisas desligado
Mova a alavanca para a posição 0 para
desligar os limpa pára-brisas.
Passagem única
Mova a alavanca para cima e solte para
fazer uma passagem.
Para substituição de escova do limpa pára-brisas e modo de serviço da escova do limpa pára-brisas, ver Escovas de limpa pára-brisas (pág. 393). Para abastecimento do líquido de lava pára-brisas, ver
Líquido de lava pára-brisas - enchimento (pág. 395).
}}
107
INSTRUMENTOS E COMANDOS
||
Funcionamento intermitente
Utilize o selector rotativo é para ajustar
o número de passagens por intervalo
de tempo quando o funcionamento
intermitente é seleccionado.
IMPORTANTE
Utilize bastante líquido de lava pára-brisas
quando o lava pára-brisas actua. O pára-brisas deve estar molhado quando os limpa
pára-brisas trabalham.
Funcionamento contínuo
Passagem das escovas à velocidade
normal.
Modo de serviço da escova do limpa
pára-brisas
Passagem das escovas a alta velocidade.
Para limpeza do pára-brisas/escova do limpa
pára-brisas ou para substituição da escova do
limpa pára-brisas, ver Lavagem automática de
automóveis (pág. 418) e Escovas de limpa pára-brisas (pág. 393).
IMPORTANTE
Antes de activar o limpa pára-brisas - assegure-se de que a escova do limpa pára-brisas
não está presa pelo gelo e de que eventual
neve ou gelo no pára-brisas (e vidro traseiro)
é retirada.
IMPORTANTE
Antes de activar o limpa pára-brisas no
Inverno - assegure-se de que a escova do
limpa pára-brisas não está presa pelo gelo e
de que eventual neve ou gelo no pára-brisas
(e vidro traseiro) é retirada.
108
Sensor de chuva*
O sensor de chuva detecta a quantidade de água
no pára-brisas e activa automaticamente os limpa
pára-brisas. A sensibilidade do sensor de chuva
pode ser ajustada com o selector rotativo.
Quando o sensor de chuva está activado acende-se uma lâmpada no botão e símbolo do sensor
aparece no instrumento combide chuva
nado.
Activar e ajustar a sensibilidade
Para activar o sensor de chuva o automóvel deve
estar em funcionamento ou com o comando à
distância na posição I ou II ao mesmo tempo que
a alavanca dos limpa pára-brisas está na posição
0 ou na posição de passagem única.
Active o sensor de chuva carregando no botão
do sensor de chuva
. As escovas fazem
uma passagem.
Se a alavanca for deslocada para cima as escovas fazem uma passagem extra.
Rode o selector rotativo para cima para aumentar
a sensibilidade. Rode o selector rotativo para
baixo para diminuir a sensibilidade. (Quando o
selector rotativo é rodado para cima é realizada
uma passagem extra.)
Desactivar
Desactive o sensor de chuva carregando no
ou deslocando
botão do sensor de chuva
a alavanca para baixo, para um outro programa
do limpa pára-brisas.
O sensor de chuva desactiva-se automaticamente quando o comando à distância é retirado
da fechadura da ignição ou após se desligar o
motor.
IMPORTANTE
Numa lavagem automática o limpa pára-brisas pode entrar em funcionamento e danificar-se. Desligue o sensor de chuva com o
automóvel em funcionamento ou com o
comando à distância na posição I ou II. O
símbolo no painel de instrumentos e a luz no
botão apagam-se.
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução.
INSTRUMENTOS E COMANDOS
Lavagem dos faróis e dos vidros
poupar líquido, os faróis são lavados automaticamente a cada quinta lavagem do pára-brisas.
Lavagem reduzida
Deslocando a alavanca para a frente (ver seta na
ilustração acima), inicia-se a lavagem e limpeza
do vidro traseiro.
Quando resta cerca de 1 litro de líquido de lava
pára-brisas no recipiente e a mensagem para
reabastecer o líquido de lava pára-brisas aparece
no instrumento combinado, é interrompido o fornecimento de líquido de lava pára-brisas para os
faróis. Dá-se assim prioridade à limpeza do pára-brisas e à sua visibilidade.
Limpeza e lavagem do vidro traseiro
NOTA
O limpa vidro traseiro está equipado com uma
função contra o sobreaquecimento que desliga o motor quando corre o risco de sobreaquecimento. O limpa vidro traseiro volta a funcionar após um período de arrefecimento.
Limpa vidros – marcha-atrás
Se a marcha atrás for engatada quando os limpa
pára-brisas dianteiros estão activados, o limpa
vidro traseiro inicia o funcionamento intermitente24. A função cessa quando a marcha atrás é
desengatada.
Função de lavagem.
Lavagem do pára-brisas
Desloque a alavanca em direcção ao volante para
pôr o lava pára-brisas e o lava faróis em funcionamento.
Se o limpa vidro traseiro já estiver na velocidade
contínua, não se dá qualquer alteração.
O limpa pára-brisas faz algumas passagens adicionais e os faróis são lavados após se soltar a
alavanca.
NOTA
Bocais de lavagem com aquecimento*
Os bocais de lavagem aquecem automaticamente a temperaturas baixas para evitar o congelamento do líquido de lavagem.
Lavagem de faróis a alta pressão*
A lavagem dos faróis a alta pressão consome
grande quantidade de líquido de lavagem. Para
24
Em automóveis com sensor de chuva o limpa
vidro traseiro activa-se na marcha atrás, caso
chova e o sensor esteja activado.
Limpa vidro traseiro – funcionamento intermitente
Limpa vidro traseiro – velocidade contínua
Informação relacionada
•
Líquido de lava pára-brisas - enchimento
(pág. 395)
Esta função (funcionamento intermitente na marcha-atrás) pode ser desactivada. Procure uma oficina. A Volvo recomenda uma oficina autorizada Volvo.
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução. 109
INSTRUMENTOS E COMANDOS
Vidros eléctricos
Com o painel de comando da porta do condutor
podem-se accionar todos os vidros eléctricos com os painéis de comando das restantes portas apenas se acciona o respectivo vidro eléctrico.
AVISO
Accionamento
Assegure-se de que nenhuma criança ou
passageiro fica entalado ao fechar as janelas
a partir da porta do condutor.
AVISO
Assegure-se que as crianças ou os passageiros não ficam entalados ao fechar as janelas
com o comando à distância.
AVISO
Painel de comando da porta do condutor.
Bloqueio elétrico para desativação da abertura das portas* e vidros traseiros, ver Bloqueio de segurança para crianças - ativação
elétrica* (pág. 193).
Comando dos vidros traseiros
Comando dos vidros dianteiros
110
Caso se encontrem crianças no automóvel lembre-se sempre de cortar a corrente dos
vidros eléctricos seleccionando a posição de
ignição 0 e retirando de seguida o comando à
distância ao sair do automóvel. Para informações sobre as posições de ignição - ver Posições de ignição - funções nos diferentes
níveis (pág. 85).
Accionamento dos vidros eléctricos.
Accionamento sem automático
Accionamento com automático
Com o painel de comando da porta do condutor
podem-se accionar todos os vidros eléctricos os painéis de comando das restantes portas apenas accionam o respectivo vidro eléctrico. Apenas pode ser accionado um painel de comando
de cada vez.
Para que os vidros eléctricos possam ser utilizados é necessário que a ignição esteja pelo
menos na posição I - ver Posições de ignição funções nos diferentes níveis (pág. 85). Após
desligado o motor pode-se accionar os vidros
eléctricos durante alguns minutos após o
comando à distância ter sido retirado - mas não
após uma porta ter sido aberta.
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução.
INSTRUMENTOS E COMANDOS
O fecho dos vidros é interrompido e o vidro volta
a abrir caso algo impeça o seu movimento. É
possível forçar a protecção contra entalamento
quando o fecho é interrompido em situações de,
por exemplo, formação de gelo. Após dois fechos
interrompidos com a protecção contra entalamento forçada, a função desactiva temporariamente durante um breve instante, sendo então
possível fechar mantendo o botão actuado continuamente.
NOTA
Uma forma de reduzir o ruído do vento causado pelas janelas traseiras abertas é abrindo
um pouco as janelas dianteiras.
Accionamento sem automático
Desloque ligeiramente algum dos comandos para
cima/baixo. Os vidros eléctricos sobem/descem
enquanto o comando é mantido nessa posição.
Accionamento com automático
Desloque algum dos comandos para cima/baixo
até a posição final e solte. O vidro avança automaticamente até a sua posição final.
Acionamento com o comando à distância ou
botões do fecho centralizado
Para acionar os vidros elétricos a partir do exterior com o comando à distância, ou a partir do
interior com o botão do fecho centralizado, ver se
Comando à distância - funções (pág. 174) ou
Trancagem/destrancagem - a partir do interior
(pág. 188).
Reinicialização
No caso da bateria desligar, é necessário reinicializar a função da abertura automática para que
esta funcione correctamente.
1.
Puxe ligeiramente para cima a parte dianteira
do botão, elevando o vidro até a sua posição
final, depois mantenha o botão pressionado
durante um segundo.
2.
Solte o botão brevemente.
3.
Volte a puxar para cima a parte dianteira do
botão durante um segundo.
AVISO
É necessário reiniciar para que a protecção
contra entalamento possa funcionar.
Retrovisores - exteriores
A posição dos retrovisores exteriores ajusta-se
com o joystick do comando da porta do condutor.
Comando dos retrovisores exteriores.
Ajustes
1.
Carregue no botão L do retrovisor esquerdo
ou no botão R do retrovisor direito. A lâmpada do botão acende.
2.
Ajuste a posição através do joystick no centro.
3.
Carregue novamente no botão L ou R. A lâmpada deverá apagar-se.
}}
111
INSTRUMENTOS E COMANDOS
||
AVISO
Ambos os espelhos são do tipo grande angular para proporcionar uma boa visibilidade. Os
objectos podem aparentar estar mais longe
do que estão na realidade.
Memorização das configurações25
As configurações das posições dos retrovisores e
do assento do condutor podem ser memorizadas
na memória da chave do automóvel* em cada
comando à distância, ver Comando à distância personalização* (pág. 171).
Desvio do retrovisor durante o
estacionamento25
O retrovisor pode ser desviado para, por exemplo,
se poder ver a berma da estrada durante o estacionamento.
–
Engate a marcha-atrás e pressione o botão L
ou R.
Quando a marcha-atrás é desengatada o retrovisor regressa automaticamente à sua posição original após cerca de 10 segundos, ou antes se se
pressionar o botão L ou R.
A função pode ser activada/desactivada no sistema de menus MY CAR, ver MY CAR
(pág. 121).
Rebatimento automático na
trancagem25
Quando o automóvel é trancado/destrancado
com o comando à distância, os retrovisores rebatem/abrem automaticamente.
A função pode ser activada/desactivada no sistema de menus MY CAR, ver MY CAR
(pág. 121).
Reposição à posição neutra
Os espelhos que tenham sido movidos por influência de uma força externa têm de ser colocados
electricamente na posição neutra, para que o sistema eléctrico de rebatimento e abertura funcione correctamente:
1.
Rebata os espelhos actuando simultaneamente nos botões L e R.
Desvio automático do retrovisor
durante o estacionamento25
2.
Abra os espelhos actuando simultaneamente
nos botões L e R.
Quando a marcha-atrás é engatada o retrovisor é
desviado automaticamente para que o condutor
3.
Caso necessário, repita o procedimento
descrito acima.
25
112
possa, por exemplo, ver as margens da estrada
ao estacionar. Quando a marcha-atrás é desengatada o retrovisor regressa automaticamente à
sua posição original após um breve instante.
Os espelhos foram reiniciados para a posição
neutra.
Anti-encandeamento automático*
Para que os espelhos retrovisores possam ser
equipado com esta função é necessário que o
espelho retrovisor interior possua anti-encandeamento automático, ver Retrovisor - interior
(pág. 114).
Retrovisores eléctricos rebatíveis*
Os retrovisores podem ser rebatidos para estacionar e conduzir em áreas estreitas:
1.
Pressione os botões L e R em simultâneo (a
posição de ignição deve estar pelo menos
em I).
2.
Solte-os passado cerca de 1 segundo. Os
espelhos param automaticamente na posição máxima de rebatimento.
Rebata os espelhos para a sua posição normal
pressionando simultaneamente em L e R. Os
espelhos param automaticamente na posição
aberta.
Iluminação de segurança e iluminação
de aproximação
A lâmpada dos espelhos retrovisores acende
quando é seleccionada a iluminação de aproximação (pág. 107) ou a iluminação de segurança
(pág. 107).
Apenas combinado com assento de comando eléctrico com memória, ver Bancos dianteiros - com accionamento eléctrico* (pág. 88).
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução.
INSTRUMENTOS E COMANDOS
Informação relacionada
•
•
Retrovisor - interior (pág. 114)
Vidros e retrovisores - desembaciamento
(pág. 113)
Vidros e retrovisores desembaciamento
O desembaciamento é utilizado para eliminar
rapidamente gelo ou embaciamento do pára-brisas, do vidro traseiro e dos retrovisores exteriores.
Aquecimento eléctrico do pára-brisas*,
do vidro traseiro e dos retrovisores
exteriores
gelo/embaciamento desapareça, para assim não
descarregar a bateria desnecessariamente. A
função desliga-se automaticamente ao fim de um
certo tempo.
Ver também Desumidificação e desembaciamento do pára-brisas (pág. 144).
Os retrovisores exteriores e o vidro traseiro são
desembaciados/descongelados automaticamente quando o automóvel arranca com temperaturas exteriores inferiores a +7 °C. O desembaciador automático pode ser seleccionado no sistema de menus MY CAR, ver MY CAR
(pág. 121).
Com a função Arranque remoto (ERS)* o desembaciamento do para-brisas desembacia/descongela automaticamente com temperaturas ambiente inferiores a +5 °C quando o desembaciador
automático está selecionado no sistema de
menu MY CAR.
Aquecimento eléctrico do pára-brisas
Aquecimento eléctrico do vidro traseiro e dos
retrovisores exteriores
A função é utilizada para remover o gelo e o
embaciamento do pára-brisas, vidro traseiro e
espelhos retrovisores exteriores.
Uma pressão no respectivo botão inicia o aquecimento. A lâmpada no botão indica que a função
está activa. Desligue o aquecimento logo que o
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução. 113
INSTRUMENTOS E COMANDOS
Retrovisor - interior
Anti-encandeamento automático*
Bússola*
A intensidade da luz do espelho retrovisor interior pode ser reduzida com um comando na
margem inferior do espelho. Ou então pode deixar que o retrovisor proceda ao anti-encadeamento de modo automático.
Se houver luz forte vinda de trás, a função anti-encandeamento actua automaticamente. O
comando para o anti-encadeamento manual não
existe em espelhos com anti-encadeamento
automático.
O canto superior direito do retrovisor interior
tem um visor integrado que mostra a direção da
bússola para onde a frente do automóvel está
apontada.
No retrovisor existem dois sensores - um orientado para a frente e outro orientado para trás que funcionam em conjunto para identificarem e
eliminarem luz que possa encadear. O sensor orientado para a frente detecta a luz ambiente
enquanto o sensor orientado para trás detecta a
luz proveniente dos faróis dos veículos que se
encontram atrás.
Utilização
NOTA
Se os sensores forem obstruídos por cartão
de estacionamento para pessoas com deficiência, transponders, protecção solar ou
objectos nos bancos ou no compartimento da
carga que evitem que a luz alcance os sensores, a função anti-encandeamento dos espelhos retrovisores interior e exteriores fica
reduzida.
Comando do anti-encandeamento
Anti-encandeamento manual
As luzes fortes vindas de trás podem ser reflectidas pelo retrovisor e encandear o condutor. Utilize o comando de anti-encandeamento quando
se sentir incomodado pela luz vinda de trás:
114
1.
Proceda ao anti-encandeamento deslocando
o comando para o interior do habitáculo.
2.
Volte ao modo normal deslocando o
comando na direcção do pára-brisas.
Apenas espelhos retrovisores com anti-encandeamento automático podem ser equipados com
bússola (pág. 114).
Informação relacionada
•
Retrovisores - exteriores (pág. 111)
Retrovisor com bússola.
São indicadas oito direcções diferentes com
abreviaturas inglesas: N (Norte), NE (Nordeste),
E (Este), SE (Sudeste), S (Sul), SW (Sudoeste),
W (Oeste) e NW (Noroeste).
A bússola activa-se automaticamente quando o
automóvel é arrancado ou quando a posição de
ignição II está activada, ver Posições de ignição funções nos diferentes níveis (pág. 85). Para
desactivar/activar a bússola - pressione o botão
no lado de baixo do retrovisor utilizando, por
exemplo, um clipe.
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução.
INSTRUMENTOS E COMANDOS
Calibragem
7.
Automóveis com pára-brisas com aquecimento eléctrico*: Se o carácter C aparecer no mostrador quando o pára-brisas com
aquecimento eléctrico for activado, realize a
calibragem de acordo com o ponto 6 acima
descrito com o pára-brisas com aquecimento
eléctrico activado, ver Desumidificação e
desembaciamento do pára-brisas (pág. 144).
8.
Caso necessário, repita o procedimento
descrito acima.
A bússola pode precisar de ser calibrada para
que apresente o rumo correcto.
A terra está dividida em 15 zonas magnéticas. A
bússola deve ser calibrada caso o automóvel
atravesse várias zonas magnéticas.
Para calibrar proceda do seguinte modo:
1.
Pare o automóvel numa área grande e aberta
longe de construções em aço e de linhas de
alta-tensão.
2.
Arranque o automóvel e desligue todos os
equipamentos eléctricos (comando da climatização, limpa pára-brisas, etc.), assegure-se
ainda que todas as portas estão fechadas.
NOTA
Zonas magnéticas.
4.
Pressione repetidamente no botão até que a
zona magnética pretendida (1–15) apareça,
ver mapa das zonas magnéticas da bússola.
5.
Aguarde até que no mostrador regresse o
carácter C, ou mantenha o botão do lado
inferior do retrovisor pressionado durante
cerca de 6 segundos até que o símbolo C
apareça.
6.
Conduza lentamente em círculo a uma velocidade máxima de 10 km/h (6 mph) até que
apareça um ponto cardeal no mostrador, o
que indica que a calibragem está concluída.
De seguida conduza por mais 2 voltas para
uma calibragem mais precisa.
A calibragem pode ser mal sucedida ou não
ser realizada se os equipamentos eléctricos
não forem desligados.
3.
Mantenha pressionado o botão no lado inferior do retrovisor durante
cerca de 3 segundos (utilize, por exemplo,
um clipe). Aparece o número da zona magnética actual.
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução. 115
INSTRUMENTOS E COMANDOS
Tecto de abrir*
Fecho, manual
O tecto de abrir pode ser accionado com o
comando no tecto.
Fecho, automático
O ecrã de protecção contra o sol no interior do
tecto de abrir fecha manualmente.
O tecto de abrir possui um deflector de vento.
O comando do tecto de abrir encontra-se no painel no tecto. O tecto de abrir pode ser aberto na
vertical, na margem traseira, ou na horizontal. O
automóvel tem de estar na posição de ignição I
ou II para que se possa abrir o tecto de abrir.
Abertura horizontal
Abertura
Para abrir o teto de abrir para a posição de conforto26, puxe o comando para trás até a posição
de abertura automática e largue. Para abrir o teto
de abrir para a posição máxima, puxe de novo o
comando para trás até a posição de abertura
automática e largue.
O fornecimento de corrente para o tecto de abrir
é interrompido quando se selecciona a posição
de ignição 0 e se retira o comando à distância da
fechadura da ignição.
Abra manualmente puxando o comando para trás
até o ponto de pressão para abertura manual. O
teto de abrir vai fechando até a posição de conforto enquanto se mantiver o comando pressionado. Para abrir o teto para a posição máxima,
puxe de novo o comando para trás.
Lembre-se sempre de cortar a corrente do
tecto de abrir seleccionando a posição de
ignição 0 e retirando de seguida o comando à
distância ao sair do automóvel. Para informações sobre as posições de ignição - ver Posições de ignição - funções nos diferentes
níveis (pág. 85).
G017823
Fecho
Feche manualmente pressionando o comando
para a frente até o ponto de pressão para fecho
manual. O tecto de abrir vai fechando até a posição fechada enquanto se mantiver o comando
pressionado.
Abertura horizontal, para trás/frente.
Abertura, automática
Feche automaticamente pressionando o
comando até a posição para fecho automático e
largue.
AVISO
Caso se encontrem crianças no automóvel:
AVISO
Risco de entalamento ao fechar o tecto de
abrir. A protecção contra entalamento do
tecto de abrir funciona apenas no fecho automático, não no manual.
Abertura, manual
26
116
A posição de conforto é uma posição de abertura teto de abrir para a qual o ruído do vento e o som da ressonância durante a condução se encontram num nível baixo e confortável.
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução.
INSTRUMENTOS E COMANDOS
Abertura vertical
Fecho com o comando à distância ou
botões do fecho centralizado
Botão do fecho centralizado
O botão do fecho centralizado da porta do condutor ou do passageiro* pode ser utilizado para
encerrar o teto de abrir.
Abertura vertical, para cima na margem traseira.
Abra pressionando a margem traseira do
comando para cima.
Feche puxando a margem traseira do
comando para baixo.
Exerça uma pressão longa no botão do
até que o teto de
fecho centralizado
abrir e todas as janelas fechem e as portas e
a tampa porta-bagagens tranquem.
Caso seja necessário interromper o fecho, volte a
carregar no botão do fecho centralizado.
G021345
G028900
–
Comando à distância
– Exerça uma pressão longa no botão de trancagem do comando à distância
até que
o teto de abrir e todas as janelas fechem e
as portas e a tampa do porta-bagagens tranquem.
Caso seja necessário interromper o fecho, volte a
pressionar no botão de trancagem do comando à
distância.
AVISO
Se fechar o teto de abrir com o comando à
distância ou o botão do fecho centralizado
certifique-se de que ninguém fica entalado.
Protecção contra o sol
O tecto de abrir incorpora um ecrã deslizante
manual interno de protecção contra o sol. O ecrã
de protecção desliza automaticamente para trás
quando o tecto de abrir é aberto. Agarre na pega
e deslize o ecrã para a frente para o fechar.
Protecção contra entalamento
O tecto de abrir possui uma protecção contra
entalamento que dispara durante o fecho automático, caso o tecto de abrir seja bloqueado por
qualquer objecto. Nesse caso, a escotilha pára e
reabre automaticamente para a última posição
aberta.
}}
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução. 117
INSTRUMENTOS E COMANDOS
||
Deflector de vento
Manuseamento de menus instrumento combinado
A alavanca esquerda do volante comanda os
menus (pág. 119) que aparecem no mostrador
de informações do instrumento combinado
(pág. 68). Os menus exibidos dependem da
posição de ignição (pág. 85).
Mostrador (instrumento combinado digital) e comando
para manuseamento dos menus.
O tecto de abrir possui um deflector de vento
que sobe quando o tecto de abrir está na posição aberta.
OK – acesso à lista de mensagens e confirmação de mensagens.
Selector rotativo – avança por entre as
opções de menu.
Informação relacionada
•
•
Comando à distância - funções (pág. 174)
Trancagem/destrancagem - a partir do interior (pág. 188)
Mostrador (instrumento combinado analógico) e
comando para manuseamento dos menus.
RESET – repõe a função activa. Em certos
casos é utilizado para seleccionar/activar
uma função, veja as explicações na respectiva função.
Se a mensagem (pág. 119) for exibida tem de
ser confirmada com OK para os menus serem
exibidos.
Informação relacionada
•
118
Mensagens - manuseamento (pág. 120)
INSTRUMENTOS E COMANDOS
Panorâmica geral de menu instrumento combinado
Os menus exibidos no mostrador de informações do instrumento combinado dependem da
posição de ignição (pág. 85).
Nível óleo27
Mensagens
Aquec estac*
Ao mesmo tempo que um símbolo de aviso,
informação ou indicação acende no visor de
informações aparece uma mensagem.
Computador bordo reposto
Informação relacionada
Mensagem
Significado
Pare c segurançaA
Pare e desligue o motor.
Risco de danos graves contacte uma oficinaB.
Parar motorA
Pare e desligue o motor.
Risco de danos graves contacte uma oficinaB.
Revisão
urgenteA
Contacte uma oficinaB para
verificação imediata do automóvel.
Revisão
necessA
Contacte uma oficinaB para
verificação do automóvel
logo que possível.
Instrumento combinado digital
Ver manualA
Lia o manual de instruções
Temas
Marcar data
para manutenção
Altura para marcação de serviço de manutenção - contacte uma oficinaB.
Algumas das alternativas de menu apresentadas
a seguir necessitam que a funcionalidade e hardware estejam instalados no automóvel.
Instrumento combinado analógico
Velocidade digital
Aquecimento*
Aquec adicional*
Opções TC
•
Instrumento combinado, analógico - panorâmica geral (pág. 68)
•
Instrumento combinado, digital - panorâmica
geral (pág. 69)
•
Manuseamento de menus - instrumento
combinado (pág. 118)
Estado serviço
Nível óleo27
Mensagens (##)28
Configurações*
Modo contraste/Modo cor
Estado serviço
Mensagens28
27
28
Alguns motores.
O número de mensagens é indicado entre parêntesis.
}}
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução. 119
INSTRUMENTOS E COMANDOS
||
Mensagem
Significado
Mensagem
Significado
Manutenção
normal
necess.
Altura de serviço de manutenção - contacte uma oficinaB. Este momento
depende da distância total
percorrida, do número de
meses desde a última revisão, das horas de funcionamento do motor e da qualidade do óleo.
Transmissão
quente Reduzir velocidade
Conduza mais lentamente
ou estacione o automóvel
num local seguro. Ponha as
mudanças em ponto morto e
deixe o motor ao ralenti até
a mensagem apagarC.
Transmissão
quente Pare
com segurança Deixe
arrefecer
Avaria grave. Pare imediatamente o automóvel num
local seguro e contacte uma
oficinaB.
Temporariamente desligadoA
Função temporáriamente
desligada, ligando novamente durante a condução,
ou novo arranque do motor.
Carga baixa
bateria Modo
económico
O sistema audio é desligado
para poupar energia. Carregue a bateria.
Prazo manutenção excedido
Se não forem seguidos
intervalos de manutenção, a
garantia não irá cobrir eventuais peças danificadas contacte uma oficinaB.
Transmissão
Mudança
óleo necess.
Contacte uma oficinaB para
verificação do automóvel
logo que possível.
Transmissão
Desempenho
reduzido
A caixa de velocidades não
está completamente operacional. Conduza cuidadosamente até a mensagem apagarC.
Perante exibições repetidas
- contacte uma oficinaB.
120
A
B
C
Parte da mensagem, exibida juntamente com informações
sobre a origem do problema.
Recomenda-se uma oficina autorizada Volvo.
Para informações relativas à caixa de velocidades automática,
ver Caixa de velocidades automática - Geartronic* (pág. 298).
Mensagens - manuseamento
Com a alavanca do volante do lado esquerdo
pode-se confirmar e percorrer as mensagens
(pág. 119) que aparecem no mostrador de informações do instrumento combinado.
Ao mesmo tempo que um símbolo de aviso, informação ou indicação acende no mostrador aparece uma mensagem. A mensagem de avaria é
guardada numa lista de memória até que a avaria
seja reparada.
Pressione OK na alavanca do volante do lado
esquerdo e confirme uma mensagem. Percorra
as mensagens com o selector rotativo (pág. 118).
NOTA
Caso apareça uma mensagem de aviso
quando o computador de bordo está a ser utilizado, a mensagem tem de ser lida (pressione OK) antes de se retomar a actividade
em curso.
Informação relacionada
•
Panorâmica geral de menu - instrumento
combinado (pág. 119)
Informação relacionada
•
•
Mensagens - manuseamento (pág. 120)
Manuseamento de menus - instrumento
combinado (pág. 118)
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução.
INSTRUMENTOS E COMANDOS
MY CAR
de funções e a localização dos botões varia consoante
as opções seleccionadas e o mercado.
MY CAR é uma fonte de menu que comanda
muitas das funções do automóvel, por ex.: City
Safety™, fechaduras e alarme, velocidade do
ventilador automática, acertar relógio, etc.
MY CAR - abre o sistema de menus MY
CAR.
OK/MENU - pressione o botão na consola
central ou o selector rotativo no volante para
seleccionar/marcar a alternativa de menu ou
memorizar a função seleccionada.
Algumas funções são básicas outras são opção a oferta também varia com o mercado.
TUNE - rode o disco selector na consola
central ou o selector rotativo no volante para
subir/descer pelas alternativas do menu.
Utilização
A navegação pelos menus é feita com os botões
da consola central ou com a unidade de botões
do lado direito do volante*.
EXIT
Funções EXIT
Dependendo da função em que o marcador se
encontra, ao pressionar brevemente em EXIT, e
do nível de menu pode acontecer o seguinte:
•
•
•
•
•
Painel de comando na consola central e unidade de
botões no volante. A imagem é ilustrativa - a quantidade
rejeição de chamada telefónica
interrupção da função presente
eliminação do carácter inserido
anulação da última selecção
recuo no sistema de menus.
Uma pressão longa em EXIT encaminha para a
vista normal de MY CAR ou, caso se encontre na
vista normal, para o nível de menu mais elevado
(menu de fonte principal).
}}
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução. 121
INSTRUMENTOS E COMANDOS
||
Alternativa do menu e caminhos
Computador de bordo
Totalizador parcial
Para descrição da alternativa de menu e caminhos em MY CAR, ver suplemento Sensus Infotainment.
Durante a condução o computador de bordo do
automóvel regista e calcula valores, como por
ex.: distância, consumo de combustível e velocidade média.
O computador de bordo tem dois totalizadores
parciais para o percurso total.
O conteúdo e aspecto do computador de bordo
variam consoante o instrumento combinado seja
analógico ou digital:
•
Computador de bordo - instrumento combinado analógico (pág. 124)
•
Computador de bordo - instrumento combinado digital (pág. 128)
Média
O consumo médio de combustível é calculado a
partir da última reposição.
NOTA
Podem surgir alguns desvios caso um aquecedor alimentado a combustível* tenha sido
utilizado.
Velocidade média
A velocidade média é determinada para o percurso percorrido desde a última reiniciação.
Consumo instantâneo
Os dados relativos ao consumo instantâneo são
actualizados continuamente - aproximadamente
a cada segundo. Quando o automóvel é conduzido a baixa velocidade o consumo é apresentado
por unidade de tempo - com velocidade mais elevada é exibido em relação à distância percorrida.
A informação do computador de bordo pode ser exibida
no mostrador de informações do instrumento combinado29.
29
122
Podem ser seleccionadas diferentes unidades
(km/milhas) - ver capítulo "Mudar unidade"
(pág. 122).
O aspeto e apresentação do mostrador pode variar com a versão dos instrumentos.
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução.
INSTRUMENTOS E COMANDOS
Autonomia - quilometragem até
esvaziar depósito
O computador de bordo indica aproximadamente
a distância que pode ser percorrida com a quantidade de combustível que resta no depósito.
Mudar unidade
É possível mudar as unidades de distância e de
combustível no sistema de menu MY CAR, ver
MY CAR (pág. 121).
NOTA
Quando o título Dist. até vazio exibe "----" já
não há qualquer garantia de distância possível de
percorrer.
•
Além de no Computador de bordo, estas unidades também mudam no sistema de navegação da Volvo*.
Abasteça com combustível logo que possível.
O cálculo baseia-se no consumo médio durante
os últimos 30 km e no volume de combustível
utilizável que resta no depósito.
NOTA
Algum desvio pode ocorrer caso o estilo de
condução seja alterado.
Informação relacionada
•
Computador de bordo - instrumento combinado analógico (pág. 124)
•
Computador de bordo - instrumento combinado digital (pág. 128)
•
Computador de bordo - estatística da viagem* (pág. 132)
Um modo de condução económico resulta geralmente numa maior quilometragem. Para mais
informações sobre como afectar o consumo de
combustível, ver Política ambiental da Volvo Car
Corporation (pág. 23).
Apresentação de velocidade digital
noutra unidade30
Se o instrumento principal estiver graduado em
mph aparece a velocidade digital correspondente
na forma de km/h.
30
Apenas instrumento combinado digital e alguns mercados.
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução. 123
INSTRUMENTOS E COMANDOS
Computador de bordo - instrumento
combinado analógico
Comando
A informação do computador de bordo pode ser
vista no instrumento combinado e gerida com o
comando na alavanca do lado esquerdo do
volante e com o menu do instrumento combinado.
A verificação e os ajustes podem ser feitos directamente após o instrumento combinado acender
automaticamente com a destrancagem. Se
nenhum dos comandos do computador de bordo
for atuado no período de cerca de 30 segundos
após a abertura da porta do condutor, o instrumento apaga-se automaticamente, sendo depois
necessário colocar a ignição na posição II ou
arrancar o motor para que se possa acionar o
computador de bordo.
NOTA
Se aparecer uma mensagem de aviso durante
a utilização do computador de bordo deve-se
confirmar a mensagem antes de prosseguir a
utilização do computador de bordo.
•
124
Confirme a mensagem pressionando brevemente o botão OK da alavanca dos
piscas.
Alternativa de computador de bordo
Selecione quais os dados de viagem a exibir:
1.
Para assegurar que nenhum comando se
encontra no meio de uma sequência - reinicie primeiro com duas pressões em RESET.
2.
Rode o seletor rotativo para percorrer as
alternativas e parar na secção desejada.
A exibição do computador de bordo no instrumento combinado pode ser mudada para outra
alternativa em qualquer altura durante a condução. Uma das alternativas não exibe qualquer
dado de viagem.
Visor de informações e comandos.
OK - abre o menu do instrumento combinado, confirma mensagens ou opções de
menu.
Seletor rotativo - percorre opções de menu
ou alternativas do computador de bordo.
RESET - reinicia o totalizador parcial do
conta-quilómetros presente ou recua na
estrutura de menus.
INSTRUMENTOS E COMANDOS
Título do computador de bordo no instrumento combinado
Informação
Totalizador parcial T1 e dist. total
•
Longa pressão em RESET reinicia o totalizador parcial do conta-quilómetros T1.
Totalizador parcial T2 e dist. total
•
Longa pressão em RESET reinicia o totalizador parcial do conta-quilómetros T2.
Dist. até vazio
Para mais informações - ver capítulo "Autonomia - quilometragem até esvaziar depósito"
(pág. 122).
Cons. combustível
Consumo actual.
Velocidade média
•
Sem qualquer informação do computador de bordo.
Esta alternativa exibe um mostrador vazio e assinala o início/fim do ciclo.
Reiniciar os dados de viagem
1.
2.
Rode o seletor rotativo e pare na secção do
computador de bordo a reiniciar: T1 e dist.
total, T2 e dist. total ou Velocidade
média.
Uma pressão longa em RESET reinicia o
valor da secção selecionada.
Cada título tem de ser reiniciado individualmente.
Longa pressão em RESET reinicia Velocidade média.
Funções no menu do instrumento
combinado
No menu do instrumento combinado existe a
possibilidade de configurar o computador de
bordo, entre outras. Abra o menu para controlar/
ajustar as funções na tabela em baixo.
1.
Para assegurar que nenhum comando se
encontra no meio de uma sequência - reinicie primeiro com duas pressões em RESET.
2.
Pressione OK.
3.
Percorra as funções com o selector rotativo
e seleccione/confirme com OK.
4.
Após realizar um controlo/ajuste termine
pressionando duas vezes em RESET.
}}
125
INSTRUMENTOS E COMANDOS
||
Funções
Informação
Velocidade digital
Indica a velocidade de modo digital no centro do instrumento combinado.
•
•
•
km/h
mph
Sem qualquer visualização
Aquecimento*
•
•
•
ARRANQUE DIRECTO
Para descrição da programação do temporizador, ver Aquecedor do motor e do habitáculo* - temporizador (pág. 151).
Temporizador 1 - leva-o ao menu que lhe permite escolher a
hora.
Temporizador 2 - leva-o ao menu que lhe permite escolher a
hora.
Aquec adicional*
Para mais informações, ver Aquecedor adicional* (pág. 155).
• Auto Lig
• Desl
Opções TC
•
•
•
•
•
Quilometragem até esvaziar depósito
Consumo de combustível
Velocidade média
Totalizador parcial T1 e dist. total
Totalizador parcial T2 e dist. total
Estado serviço
126
Aqui ativam-se as alternativas que devem estar como selecionáveis no computador de
bordo. Os símbolos para as alternativas selecionadas estão a branco e com uma
"marcação" - os restantes estão a cinzento e sem "marcação".
Indica o número de meses e a quilometragem até à revisão seguinte.
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução.
INSTRUMENTOS E COMANDOS
Funções
Informação
Nível óleoA
Para mais informações, ver Óleo do motor - verificação e abastecimento (pág. 378).
Mensagens (##)
Para mais informações, ver Mensagens - manuseamento (pág. 120).
A
Alguns motores.
Informação relacionada
•
•
Computador de bordo (pág. 122)
Computador de bordo - estatística da viagem* (pág. 132)
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução. 127
INSTRUMENTOS E COMANDOS
Computador de bordo - instrumento
combinado digital
Comando
A informação do computador de bordo pode ser
vista no instrumento combinado e gerida com o
comando na alavanca do lado esquerdo do
volante e com o menu do instrumento combinado.
A verificação e os ajustes podem ser feitos directamente após o instrumento combinado acender
automaticamente com a destrancagem. Se
nenhum dos comandos do computador de bordo
for atuado no período de cerca de 30 segundos
após a abertura da porta do condutor, o instrumento apaga-se automaticamente, sendo depois
necessário colocar a ignição na posição II ou
arrancar o motor para que se possa acionar o
computador de bordo.
NOTA
Se aparecer uma mensagem de aviso durante
a utilização do computador de bordo deve-se
confirmar a mensagem antes de prosseguir a
utilização do computador de bordo.
•
128
Confirme a mensagem pressionando brevemente o botão OK da alavanca dos
piscas.
Podem ser exibidas em simultâneo três alternativas do
computador de bordo - um em cada "janela".
OK - abre o menu do instrumento combinado, confirma mensagens ou opções de
menu.
Seletor rotativo - percorre opções de menu
ou alternativas do computador de bordo.
RESET - reinicia o totalizador parcial do
conta-quilómetros presente ou recua na
estrutura de menus.
Alternativa de computador de bordo
Selecione quais os dados de viagem a exibir:
1.
Para assegurar que nenhum comando se
encontra no meio de uma sequência - reinicie primeiro com duas pressões em RESET.
2.
Rode o seletor rotativo para percorrer as
combinações de títulos.
3.
Pare na combinação desejada para obter a
presentação permanente destes dados de
viagem no instrumento combinado.
A exibição do computador de bordo no instrumento combinado pode ser mudada para outra
alternativa em qualquer altura durante a condução. Uma das alternativas não exibe qualquer
dado de viagem.
INSTRUMENTOS E COMANDOS
Combinações de títulos
Informação
Média
Totalizador parcial do conta-quilómetros T1 + Leitura
Velocidade média
•
Longa pressão em RESET reinicia o totalizador parcial do
conta-quilómetros T1.
Consumo instantâneo
Totalizador parcial do conta-quilómetros T2 + Leitura
Quilometragem até
esvaziar depósito
•
Longa pressão em RESET reinicia o totalizador parcial do
conta-quilómetros T2.
Consumo instantâneo
Leitura
kmh<>mph
Sem qualquer informação do computador de bordo.
Reiniciar os dados de viagem
Totalizador parcial
1. Rode o seletor rotativo para parar na combinação de títulos com o totalizador parcial a
reiniciar.
2.
Uma pressão longa em RESET reinicia o
valor da secção selecionada.
Velocidade média e consumo médio
1. Pressione OK para abrir o menu do instrumento combinado.
2.
kmh<>mph - ver capítulo Indicador digital de velocidade convertido
(pág. 122).
Esta alternativa apaga os três mostradores do computador de bordo
em simultâneo e assinala ainda o início/fim do ciclo.
3.
Selecione para reiniciar consumo médio,
velocidade média ou reiniciar ambos. Confirme a opção com OK.
1.
Para assegurar que nenhum comando se
encontra no meio de uma sequência - reinicie primeiro com duas pressões em RESET.
4.
Termine pressionando RESET.
2.
Pressione OK.
3.
Percorra as funções com o selector rotativo
e seleccione/confirme com OK.
4.
Após realizar um controlo/ajuste termine
pressionando duas vezes em RESET.
Funções no menu do instrumento
combinado
No menu do instrumento combinado existe a
possibilidade de configurar o computador de
bordo, entre outras. Abra o menu para controlar/
ajustar as funções na tabela em baixo.
Percorra a opção de menu Computador
bordo reposto com o seletor rotativo e confirme com OK.
}}
129
INSTRUMENTOS E COMANDOS
||
Funções
Informação
Computador bordo reposto
Reinicie o valor do consumo médio de combustível e a velocidade média.
•
•
Note que esta função não reinicia os totalizadores parciais do conta-quilómetros T1 e T2.
Média
Velocidade média
Mensagens
Para mais informações, ver Mensagens - manuseamento (pág. 120).
Temas
Selecione o tema do aspeto do instrumento combinado (pág. 68).
Configurações*
Seleccione Auto Lig ou Desl.
Para mais informações, ver Aquecedor adicional* (pág. 155).
Modo contraste/Modo cor
Ajuste a intensidade de luz e de cor do instrumento combinado.
Aquec estac*
Para descrição da programação do temporizador, ver Aquecedor do motor e do habitáculo* - temporizador (pág. 151).
• Arranque direto
• Símbolo Temporizador 1 - leva-o ao menu que
lhe permite escolher a hora.
•
A
130
Símbolo Temporizador 2 - leva-o ao menu que
lhe permite escolher a hora.
Estado serviço
Indica o número de meses e a quilometragem até à revisão seguinte.
Nível óleoA
Para mais informações, ver Óleo do motor - verificação e abastecimento (pág. 378).
Alguns motores.
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução.
INSTRUMENTOS E COMANDOS
Informação relacionada
•
•
Computador de bordo (pág. 122)
Computador de bordo - estatística da viagem* (pág. 132)
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução. 131
INSTRUMENTOS E COMANDOS
Computador de bordo - estatística
da viagem*
cursor do lado direito muda de posição para cima
ou para baixo consoante a escala seleccionada.
A estatística de viagem do computador de
bordo pode ser vista no ecrã da consola central
e proporciona uma panorâmica gráfica sobre o
consumo de combustível.
Configuração
Função
• Repor se motor estiver desligado pelo
–
Abra o sistema de menu MY CAR (pág. 121)
e selecione Estatíst. de viag. para ver um
gráfico de barras.
Podem ser efetuadas configurações diferentes
para a estatística de viagem no sistema de menu
MY CAR - Estatíst. de viag..
menos 4 h - marque a caixa seleccionando
ENTER e retroceda no menu seleccionando
EXIT. Com esta alternativa marcada são
automaticamente eliminadas todas as estatísticas após o automóvel ter estado parado
durante mais de 4 horas. As estatísticas do
percurso começam novamente do zero da
vez seguinte que o motor é arrancado.
• Iniciar nova viagem - ENTER é usado para
eliminar todas as estatísticas anteriores; saia
do menu seleccionando EXIT. Se for iniciado
um novo ciclo de condução antes de decorridas 4 horas, é necessário eliminar manualmente esta alternativa.
Estatísticas do percurso31
Cada barra representa 1 km ou 10 km percorridos, consoante a escala seleccionada - a barra
mais à direita indica o valor para o quilómetro ou
10 km presentes.
Ver também informação sobre Eco guide
(pág. 72).
Informação relacionada
•
Computador de bordo (pág. 122)
Através do comando TUNE, é possível seleccionar a escala das barras como 1 km ou 10 km; o
31
132
A imagem é ilustrativa - a disposição pode variar consoante o modelo de automóvel ou a actualização do software.
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução.
COMANDO DA CLIMATIZAÇÃO
COMANDO DA CLIMATIZAÇÃO
Informação geral sobre o comando
da climatização
O automóvel encontra-se equipado com controlo electrónico da climatização (pág. 140). O
comando da climatização arrefece, aquece e
desumidifica o ar do habitáculo.
NOTA
O sistema ar condicionado (AC) (pág. 144)
pode ser desligado, mas para que se obtenha
o melhor conforto climático no habitáculo e
evitar a formação de embaciamento nos
vidros deve estar sempre ligado.
Lembre-se
•
•
134
Para que o sistema de ar condicionado funcione de forma ideal, os vidros laterais e o
tecto de abrir* devem estar fechados.
A função de arejamento (pág. 189) abre/
fecha todas as janelas laterais em simultâneo. Pode ser utilizada, por exemplo, para
arejar rapidamente o automóvel com tempo
quente.
•
Retire o gelo e a neve da entrada de ar do
sistema da climatização (a grelha entre o
capot e o pára-brisas).
•
Com tempo quente, pode pingar condensação do ar condicionado por baixo do automóvel. Isso é normal.
•
Quando o motor necessita da potência
máxima, por ex.: numa aceleração a fundo, o
•
ar condicionado pode ser desligado temporariamente. Pode então registar-se um
aumento temporário da temperatura do habitáculo.
Informação relacionada
Deve-se utilizar, de preferência, a função do
desembaciador (pág. 144) para remover o
embaciamento do lado de dentro dos vidros.
Para reduzir o risco de embaciamento, as
janelas devem ser mantidas limpas com produto de limpeza de vidros.
•
Comando electrónico da climatização - ECC
(pág. 140)
•
•
Distribuição de ar no habitáculo (pág. 137)
•
•
Temperatura actual (pág. 135)
Configurações de menu - climatização
(pág. 137)
Qualidade do ar (pág. 135)
Automóveis com Start/Stop*
Perante uma paragem automática (pág. 305) do
motor alguns equipamentos podem ficar temporariamente reduzidos, por exemplo: velocidade do
ventilador (pág. 142) da climatização.
Automóveis com ECO*
Quando a função ECO (pág. 314) é activada
alguns equipamentos podem ver o seu funcionamento temporariamente reduzido ou desligado,
por ex.: ar condicionado (pág. 144).
NOTA
Ao activar a função ECO são alterados alguns
parâmetros no comando de climatização e
algumas funções que consomem electricidade são reduzidas. Algumas configurações
podem ser reiniciadas manualmente, mas a
funcionalidade recupera apenas com a
desactivação da função ECO.
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução.
COMANDO DA CLIMATIZAÇÃO
Temperatura actual
Sensores - climatização
Qualidade do ar
A temperatura por si escolhida no habitáculo
corresponde à sensação física relativamente à
temperatura exterior, velocidade do ar, humidade, exposição ao sol, que no momento afectam o interior e o exterior do seu automóvel.
O comando da climatização possui uma série
de sensores para ajudar a regular a temperatura
(pág. 135) no automóvel.
O interior do habitáculo foi concebido para ser
confortável e agradável, mesmo para as pessoas
que sofrem de asma e de alergia de contacto.
•
O sensor solar encontra-se na parte de cima
do tablier.
Filtro do habitáculo (pág. 136)
O sistema contém um sensor solar (pág. 135)
que identifica de que lado provém a radiação
solar. Assim, pode acontecer que a temperatura
das saídas de ar do lado direito e esquerdo
sejam diferentes apesar do comando estar regulado para a mesma temperatura em ambos os
lados.
•
O sensor de temperatura do habitáculo está
em baixo do painel de comando da climatização.
•
•
•
•
O sensor da temperatura exterior encontra-se no espelho retrovisor exterior.
•
Interior Air Quality System (IAQS)
(pág. 136)*
•
O sensor de humidade* encontra-se junto ao
retrovisor interior.
Informação relacionada
•
•
Informação geral sobre o comando da climatização (pág. 134)
Material no habitáculo (pág. 137)
Clean Zone Interior Package (CZIP)
(pág. 136)*
Informação relacionada
•
Informação geral sobre o comando da climatização (pág. 134)
NOTA
Não cubra nem bloqueie os sensores com
peças de roupa ou outros objectos.
Controlo da temperatura no habitáculo
(pág. 143)
Informação relacionada
•
Informação geral sobre o comando da climatização (pág. 134)
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução. 135
COMANDO DA CLIMATIZAÇÃO
Qualidade do ar - filtro do
habitáculo
Qualidade do ar - Clean Zone
Interior Package (CZIP)*
Todo o ar que entra no habitáculo do automóvel
é limpo por um filtro.
O CZIP contém uma série de modificações que
mantêm o habitáculo ainda mais limpo de substâncias causadoras de alergias e asma.
O filtro deve ser substituído a intervalos regulares. Siga os intervalos recomendados no Programa de Manutenção da Volvo. Ao conduzir em
ambientes altamente poluídos pode ser necessário substituir o filtro com maior frequência.
Inclui o seguinte:
•
NOTA
Existem diferentes tipos de filtros de habitáculo. Assegure-se de que o filtro correcto
está montado.
Informação relacionada
•
Qualidade do ar (pág. 135)
•
O sistema de qualidade do ar IAQS separa os
gases e as partículas para assim reduzir a quantidade de odores e impurezas no habitáculo.
A entrada de ar fecha-se e o ar é recirculado
caso o ar exterior esteja poluído.
Uma função de ventilação melhorada, o ventilador arranca quando o automóvel é aberto
com o comando à distância. Assim, o ventilador enche todo o habitáculo com ar fresco. A
função arranca quando necessário e desliga-se automaticamente após algum tempo ou
quando se abre uma das porta do habitáculo.
O intervalo de tempo de funcionamento do
ventilador diminui gradualmente devido ao
menor grau de necessidade até o automóvel
atingir os 4 anos.
É possível activar/desactivar a função no sistema
de menus MY CAR. Para descrição do sistema
de menus, ver MY CAR (pág. 121).
O sistema de qualidade do ar IAQS
(pág. 136) é um sistema completamente
automático que limpa impurezas no ar do
habitáculo, tais como: partículas, hidrocarbonetos, óxidos de nitrogénio e ozono troposférico.
Perante embaciamento deve-se desactivar o
sensor de qualidade do ar e utilizar a função
desembaciador para o pára-brisas, vidros laterais e vidro traseiro.
Informação relacionada
136
Qualidade do ar - IAQS*
•
Informação geral sobre o comando da climatização (pág. 134)
•
Qualidade do ar (pág. 135)
NOTA
Para que se obtenha o melhor ar no habitáculo o sensor de qualidade do ar deve estar
sempre ligado.
Com tempo frio a recirculação está limitada
para evitar embaciamento.
Informação relacionada
•
Informação geral sobre o comando da climatização (pág. 134)
•
•
Qualidade do ar (pág. 135)
Qualidade do ar - Clean Zone Interior Package (CZIP)* (pág. 136)
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução.
COMANDO DA CLIMATIZAÇÃO
Qualidade do ar - material
Os materiais foram testados e desenvolvidos
para minimizar a quantidade de pó no habitáculo
e contribuem para um habitáculo mais fácil de
limpar.
Os tapetes do habitáculo e do compartimento da
bagagem são amovíveis e de fácil remoção, para
facilitar a sua limpeza. Utilize produtos de limpeza
e de manutenção automóvel recomendados pela
Volvo para a limpeza do interior (pág. 421).
Informação relacionada
•
Qualidade do ar (pág. 135)
Configurações de menu climatização
Na consola central pode-se activar/desactivar
ou alterar definições de base para seis das funções do comando da climatização.
•
Nível de ventilação com controlo automático
da climatização (pág. 143).
•
Temporizador da recirculação de ar
(pág. 145).
•
Arranque automático do desembaciador do
vidro traseiro (pág. 113)1.
•
Sistema de qualidade do ar interior
* (pág. 136).
•
Arranque automático do aquecimento do
assento do condutor (pág. 141).
•
Arranque automático do aquecimento do
volante (pág. 94).
Encontrará mais informação na descrição do sistema de menus (pág. 121).
Distribuição de ar no habitáculo
O ar de entrada é distribuído no habitáculo por
uma série de diferentes saídas de ventilação.
No modo AUTO a distribuição de ar é feita de
forma completamente automática.
Se necessário é possível comandar manualmente, ver tabela de distribuição de ar
(pág. 147).
As funções do comando da climatização podem
ser reiniciadas para as configurações base no
sistema de menus MY CAR. Para descrição do
sistema de menus, ver MY CAR (pág. 121).
Informação relacionada
•
1
Informação geral sobre o comando da climatização (pág. 134)
Com a função Arranque remoto (ERS)* o desembaciamento do para-brisas também desembacia/descongela automaticamente quando a configuração do desembaciador do vidro traseiro está ativada.
}}
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução. 137
COMANDO DA CLIMATIZAÇÃO
||
Saídas de ventilação no tablier
Saídas de ventilação nos pilares das
portas
Aberta
Fechada
Orientação do fluxo de ar para os lados
Orientação do fluxo de ar para cima e para
baixo
Pode-se eliminar o embaciamento dos vidros
laterais direccionando as saídas exteriores para
os vidros laterais.
Fechada
Distribuição do ar - desembaciador do pára-brisas
Aberta
Distribuição do ar - saída de ventilação no
tablier
Orientação do fluxo de ar para os lados
Distribuição do ar - ventilação no chão
Orientação do fluxo de ar para cima e para
baixo
Apontando as saídas para as janelas pode-se eliminar o embaciamento com tempo frio.
Apontando as saídas para o interior do habitáculo
obtém-se um ambiente agradável no banco traseiro com tempo quente.
NOTA
Lembre-se de que as crianças podem ser
sensíveis a correntes de ar.
138
Distribuição de ar
A figura é constituída por três botões. Pressionando os botões acende-se no ecrã (ver ilustração seguinte) a figura respectiva e uma seta em
frente da parte da figura que ilustra a distribuição
do ar seleccionada. Para mais informações, ver
tabela de distribuição de ar (pág. 147).
COMANDO DA CLIMATIZAÇÃO
A distribuição do ar seleccionada aparece no ecrã da
consola central.
Informação relacionada
•
•
•
Informação geral sobre o comando da climatização (pág. 134)
Auto-regulação (pág. 143)
Distribuição de ar - recirculação (pág. 145)
139
COMANDO DA CLIMATIZAÇÃO
Comando electrónico da
climatização - ECC
pode ser ajustado de modo independente para
o lado do condutor e do passageiro.
Com a função auto a temperatura, o ar condicionado, a velocidade do ventilador, a recirculação
e a distribuição de ar são comandados automaticamente.
Comando da temperatura (pág. 143), lado
esquerdo
Distribuição do ar - desembaciador do pára-brisas
AUTO - Controlo automático da climatização
(pág. 143)
Banco dianteiro com aquecimento eléctrico
(pág. 141), lado esquerdo
Desembaciador do vidro traseiro e dos retrovisores exteriores (pág. 113)
AC - Ar condicionado lig./desl. (pág. 144)
Aquecimento eléctrico do pára-brisas* e
desembaciador máximo (pág. 144)
Banco dianteiro com aquecimento eléctrico
(pág. 141), lado direito
Ventilador (pág. 142)
Comando da temperatura (pág. 143), lado
direito
O ECC (Electronic Climate Control) mantém a
temperatura seleccionado para o habitáculo e
Distribuição do ar (pág. 137) - ventilação no
chão
Distribuição do ar - saída de ventilação no
tablier
140
Informação relacionada
•
Informação geral sobre o comando da climatização (pág. 134)
Recirculação (pág. 145)
ECO* (pág. 314)
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução.
COMANDO DA CLIMATIZAÇÃO
Bancos dianteiros com
aquecimento elétrico*
Pressione várias vezes no botão para activar a
função:
O aquecimento dos bancos dianteiros tem três
modos para aumentar o conforto do condutor e
do passageiro com tempo frio.
•
Nível de aquecimento mais elevado - acendem-se três campos cor-de-laranja no ecrã
da consola central (ver imagem acima).
•
Nível de aquecimento inferior - acendem-se
dois campos cor-de-laranja no ecrã.
•
Nível de aquecimento mais baixo - acende-se um campo cor-de-laranja no ecrã.
•
Aquecedor desligado - não acende qualquer
campo.
É possível activar/desactivar a função no sistema
de menus MY CAR. Para descrição do sistema
de menus, ver MY CAR (pág. 121).
Informação relacionada
•
Informação geral sobre o comando da climatização (pág. 134)
•
Banco traseiro com aquecimento elétrico*
(pág. 142)
AVISO
O nível de aquecimento actual aparece no ecrã da consola central.
O aquecimento dos bancos não deve ser utilizado por pessoas com dificuldades em sentir
o aumento da temperatura devido à ausência
sensorial ou que por qualquer razão tenham
dificuldades em utilizar o comando do banco
com aquecimento. Caso contrário podem surgir danos de queimaduras.
Arranque automático do aquecimento
do banco do condutor
Com o arranque automático do banco do condutor activado o banco do condutor obtém o nível
mais elevado de aquecimento no arranque do
motor.
O arranque automático dá-se quando o automóvel está frio e a temperatura exterior é inferior a
cerca de +10 °C.
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução. 141
COMANDO DA CLIMATIZAÇÃO
Banco traseiro com aquecimento
elétrico*
AVISO
O aquecimento dos bancos não deve ser utilizado por pessoas com dificuldades em sentir
o aumento da temperatura devido à ausência
sensorial ou que por qualquer razão tenham
dificuldades em utilizar o comando do banco
com aquecimento. Caso contrário podem surgir danos de queimaduras.
O aquecimento das posições exteriores do
banco traseiro2 tem três modos para aumentar o
conforto dos passageiros com tempo frio.
Ventilador
O ventilador deve estar sempre activado para
evitar a formação de embaciamento nos vidros.
NOTA
Se o ventilador estiver completamente
fechado, o ar condicionado não é ligado - o
que implica o risco de formação de embaciamento nos vidros.
Informação relacionada
•
Informação geral sobre o comando da climatização (pág. 134)
•
Bancos dianteiros com aquecimento elétrico* (pág. 141)
O nível de aquecimento actual aparece nas lâmpadas do
botão de pressão.
Pressione várias vezes no botão para activar a
função:
•
Nível de aquecimento mais elevado - acendem-se três lâmpadas.
•
Nível de aquecimento inferior - acendem-se
duas lâmpadas.
•
Nível de aquecimento mais baixo - acende-se uma lâmpada.
•
Aquecedor desligado - não acende qualquer
lâmpada.
2
142
Selector do ventilador
Rode o botão para aumentar
ou diminuir a velocidade do
ventilador. Se for seleccionado
AUTO, a velocidade do ventilador é regulada automaticamente (pág. 143) - a velocidade anteriormente ajustada é
desactivada.
Informação relacionada
•
Informação geral sobre o comando da climatização (pág. 134)
•
Comando electrónico da climatização - ECC
(pág. 140)
O banco traseiro com aquecimento eléctrico é retirado quando se selecciona a opção almofada integrada de dois escalões (pág. 53).
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução.
COMANDO DA CLIMATIZAÇÃO
Auto-regulação
A função auto comanda automaticamente a temperatura (pág. 143), o ar condicionado
(pág. 144), a velocidade do ventilador
(pág. 142), a recirculação (pág. 145) e a distribuição de ar (pág. 137).
Se seleccionar uma ou várias
funções manuais, as restantes
funções continuam a ser
comandadas de modo automático. Pressionando AUTO desliga-se todas as definições
manuais. O ecrã exibe
CLIMATIZAÇÃO AUTOM..
Controlo da temperatura no
habitáculo
Quando o automóvel arranca permanece a
última definição de temperatura efectuada.
NOTA
Informação relacionada
•
Informação geral sobre o comando da climatização (pág. 134)
•
•
Temperatura actual (pág. 135)
Comando electrónico da climatização - ECC
(pág. 140)
Seleccionar temperaturas maiores/menores
do que aquela que se deseja não acelera o
processo de aquecimento/arrefecimento.
A velocidade do ventilador no modo automático
pode ser ajustada no sistema de menus MY
CAR. Para descrição do sistema de menus, ver
MY CAR (pág. 121).
Informação relacionada
•
Informação geral sobre o comando da climatização (pág. 134)
No ecrã da consola central é apresentada a temperatura
para cada lado.
Pode-se ajustar a temperatura
com o disco selector - separadamente para o lado do condutor e para o lado do passageiro.
143
COMANDO DA CLIMATIZAÇÃO
Sistema de Ar Condicionado
Quando necessário, o sistema de ar condicionar
arrefece e desumidifica o ar admitido.
Quando a lâmpada no botão
AC está acesa todo o ar condicionado do sistema é controlado automaticamente.
Desumidificação e
desembaciamento do pára-brisas
Para automóveis sem aquecimento eléctrico do
pára-brisas:
O pára-brisas com aquecimento eléctrico* e o
desembaciador máximo são utilizados para
remover rapidamente embaciamento e gelo do
pára-brisas e dos vidros laterais.
•
Ar orientado para os vidros - acende-se o
símbolo (2) no ecrã.
•
Função desligada - não acende qualquer
símbolo.
Para automóveis com aquecimento eléctrico do
pára-brisas:
Quando a lâmpada no botão
AC está apagada todo o ar
condicionado está desligado. As restantes funções são ainda comandadas de forma automática. Quando o desembaciador máx. (pág. 144) é
activado desliga-se automaticamente todo o ar
condicionado, para que o ar seja desumidificado
ao máximo.
A definição seleccionada aparece no ecrã da consola
central.
Pára-brisas com aquecimento eléctrico*
Desembaciador máx.
•
Aquecimento eléctrico do pára-brisas ligado3
- acende-se o símbolo (1) no ecrã.
•
Aquecimento eléctrico do pára-brisas ligado3
e ar orientado para os vidros - acendem-se
os símbolos (1) e (2) no ecrã.
•
Função desligada - não acende qualquer
símbolo.
NOTA
O pára-brisas com aquecimento eléctrico e o
vidro IV (pág. 21) podem influenciar o desempenho de transponders e outros equipamentos de comunicação.
A lâmpada no botão do desembaciador acende quando a função está activa.
Pressione várias vezes no
botão para activar a função.
3
144
Se o carácter C aparecer no retrovisor quando o pára-brisas com aquecimento eléctrico for activado é necessário realizar uma calibragem à bússola (pág. 114)*.
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução.
COMANDO DA CLIMATIZAÇÃO
NOTA
Uma superfície triangular em cada lado do
pára-brisas não possui aquecimento eléctrico,
nestes locais o descongelamento pode
demorar mais tempo.
Informação relacionada
•
Informação geral sobre o comando da climatização (pág. 134)
Distribuição de ar - recirculação
A recirculação é seleccionada para evitar a
entrada no habitáculo de ar contaminado, gases
de escape, etc. quando a função está activada.
Quando a recirculação está
ligada, acende-se a lâmpada
cor de laranja do botão.
NOTA
O pára-brisas aquecido eléctrico não está
disponível quando o motor está em paragem
automática (pág. 305).
Quando a função desembaciador máximo está
ativa, dão-se também os seguintes procedimentos para que se obtenha uma desumidificação
máxima do ar do habitáculo:
•
o sistema de ar condicionado é activado
automaticamente
•
a recirculação e o sistema de qualidade do
ar são desactivados automaticamente.
NOTA
O nível de ruído aumenta com a velocidade
da ventoinha.
Quando se desliga o desembaciador, o comando
da climatização regressa às configurações anteriores.
IMPORTANTE
Existe o risco de embaciamento no lado de
dentro dos vidros quando o ar do automóvel é
recirculado durante muito tempo.
Temporizador
Com a função temporização activada o comando
deixa o modo de recirculação manual activo
durante um certo tempo, que depende da temperatura exterior. Assim reduz-se o risco de formação de gelo, embaciamento e ar exausto.
É possível activar/desactivar a função no sistema
de menus MY CAR. Para descrição do sistema
de menus, ver MY CAR (pág. 121).
NOTA
Ao seleccionar o programa desembaciador
máx., a recirculação é sempre desactivada.
}}
145
COMANDO DA CLIMATIZAÇÃO
||
146
Informação relacionada
•
Informação geral sobre o comando da climatização (pág. 134)
•
•
Distribuição de ar no habitáculo (pág. 137)
Distribuição de ar - tabela (pág. 147)
COMANDO DA CLIMATIZAÇÃO
Distribuição de ar - tabela
A distribuição (pág. 137) de ar é seleccionada
com três botões.
Distribuição de ar
Utilize
Ar para os vidros. O fluxo de ar é parcialmente direccionado para as saídas de ventilação. O ar não é recirculado. O sistema de ar condicionado está sempre ligado.
para retirar rapidamente gelo e embaciamento.
Ar para o pára-brisas, através da saída de desembaciamento, e vidros laterais. O
fluxo de ar é parcialmente direccionado para as saídas de ventilação.
para evitar embaciamento e formação de gelo com
tempo frio e húmido (para isso o nível de ventilador
não pode ser muito baixo).
Fluxo de ar para o chão e vidros proveniente das saídas de ventilação no tablier.
para assegurar condições confortáveis com tempo
quente e seco.
Fluxo de ar direccionado para a zona da cabeça e do peito proveniente das saídas
de ar no tablier.
Para assegurar uma refrigeração eficaz com tempo
quente.
}}
147
COMANDO DA CLIMATIZAÇÃO
||
Distribuição de ar
Utilize
Ar para o chão e para os vidros. O fluxo de ar é parcialmente direccionado para as
saídas de ventilação no tablier.
para assegurar condições confortáveis e um bom
desembaciamento com tempo frio ou húmido.
Ar para o chão e vindo das saídas de ventilação no tablier.
com sol e temperaturas exteriores frescas.
Ar para o chão. O fluxo de ar é parcialmente direccionado para as saídas de ventilação no tablier e para os vidros.
para dirigir calor ou refrigeração para o chão.
Fluxo de ar direccionado para as janelas, vindo das saídas de ar no tablier, e para o
chão.
para obter arrefecimento junto ao piso com clima
quente e seco ou aquecimento em cima com clima
frio.
Informação relacionada
148
•
Informação geral sobre o comando da climatização (pág. 134)
•
Distribuição de ar - recirculação (pág. 145)
COMANDO DA CLIMATIZAÇÃO
Motor e aquecedor do habitáculo*
Reabastecimento
Bateria e combustível
Se a bateria não estiver suficientemente carregada ou se o nível de combustível for demasiado
baixo, o aquecedor é automaticamente desligado
e aparece uma mensagem no mostrador de
informações. Confirme a mensagem pressionando na alavanca dos piscas (pág. 118) o botão
OK.
A climatização temporizada prepara o aquecedor do motor e do habitáculo antes de iniciar a
viagem, de modo a reduzir o desgaste e a
necessidade energética durante a condução.
O aquecedor pode ser arrancado directamente
(pág. 150) ou com temporizador (pág. 151).
Caso a temperatura exterior ultrapasse os 15 °C
o aquecedor não pode ser iniciado. A temperaturas inferiores a -5 °C o tempo máximo de funcionamento do aquecedor é de 50 minutos.
AVISO
Não utilize o aquecedor a gasolina em espaços interiores. São expelidos gases de
escape.
NOTA
Se o aquecedor accionado a combustível
estiver activado pode sair fumo pela cava da
roda direita, o que é totalmente normal.
IMPORTANTE
A utilização repetida do aquecedor combinada com condução em trajectos curtos pode
provocar a descarga da bateria e os consequentes problemas no arranque.
Autocolante de aviso na tampa do depósito de combustível.
Para assegurar que a bateria do automóvel é
carregada com a energia necessária para o
consumo do aquecedor, deve-se conduzir por
períodos equivalentes aos da utilização do
aquecedor quando este é utilizado com frequência. O aquecedor é utilizado no máximo
durante 50 minutos de cada vez.
AVISO
O combustível derramado pode inflamar. Desligue o aquecedor accionado a combustível
antes de abastecer o automóvel.
Verifique no painel de instrumentos se o
aquecedor está desligado, quando este está
em funcionamento aparece o símbolo do
aquecedor.
Estacionamento em rampa
Se o automóvel for estacionado numa rampa
íngreme, deve ficar com a frente para baixo, para
assegurar o abastecimento de combustível ao
aquecedor a combustível.
Informação relacionada
•
Aquecedor do motor e do habitáculo* - mensagens (pág. 153)
•
Aquecedor adicional* (pág. 155)
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução. 149
COMANDO DA CLIMATIZAÇÃO
Aquecedor do motor e do
habitáculo* - arranque directo
3.
É possível executar o arranque directo do aquecedor do motor e do habitáculo.
Avance no menu seguinte para Arranque
direto para activar o aquecedor e seleccione
com OK.
4.
Saia do menu com RESET.
O arranque directo pode ser efectuado através
de:
Arranque directo através do comando à
distância*
•
•
•
mostrador de informações
–
Mantenha pressionado o botão da iluminação de aproximação
durante 2 segundos.
Os piscas de emergência fornecem informação do seguinte modo:
•
Com o arranque directo do aquecedor do motor
e do habitáculo (pág. 149) este fica activado
durante 50 minutos.
5 piscas breves seguidos de luz constante durante cerca de 3 segundos - o
sinal foi recebido pelo automóvel e o
aquecedor foi activado.
•
O aquecimento do motor inicia-se logo que o
líquido de arrefecimento do motor atinja a temperatura correcta.
5 piscas breves - o sinal foi recebido pelo
automóvel mas o aquecedor não foi activado.
•
Os piscas de emergência permanecem
apagados - o sinal não foi recebido pelo
automóvel.
comando à distância*
telemóvel*.
NOTA
Luz indicadora no comando à distância com PCC*.
1.
Pressione em OK para se deslocar para o
menu.
for pressionado
Se o botão de informação
quando o aquecedor estiver activo, a luz indicadora informa o seu estado - em simultâneo é exibido o estado de trancagem (pág. 176) do automóvel. Durante o período de tempo que o estado
é pesquisado s luz indicador emite um par de
piscas breves seguido de luz fixa caso o aquecedor esteja activo.
2.
Avance com o selector rotativo para
Aquecimento e seleccione com OK.
Durante o aquecimento o estado também é exibido no computador de bordo.
O automóvel pode ser arrancado e conduzido
com o aquecedor em funcionamento.
Arranque directo através do mostrador
de informações
150
O aquecedor do motor e do habitáculo podem
ser activados através do comando à distância:
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução.
COMANDO DA CLIMATIZAÇÃO
A activação e a informação sobre as definições
seleccionadas que podem ser comandadas a
partir do telemóvel estão disponíveis através da
aplicação móvel Volvo On Call* .
Aquecedor do motor e do
habitáculo* - desactivação directa
Aquecedor do motor e do
habitáculo* - temporizador
O aquecedor do motor e do habitáculo pode ser
desligado directamente através do mostrador de
informações.
O temporizador do aquecedor do motor e do
habitáculo (pág. 149) está conectado ao relógio
do automóvel.
Informação relacionada
1.
Pressione em OK para se deslocar para o
menu.
2.
Avance com o selector rotativo para
Aquecimento e seleccione com OK.
3.
Avance no menu seguinte para Parar para
desactivar o aquecedor e seleccione com
OK.
Podem-se seleccionar dois diferentes tempos no
temporizador. O tempo refere-se à hora que se
pretende ter o automóvel já aquecido. O sistema
electrónico do automóvel calcula o momento em
que o aquecimento deve ser iniciado em função
da temperatura exterior.
4.
Saia do menu com RESET.
Arranque directo através do telemóvel*
•
Aquecedor do motor e do habitáculo* - temporizador (pág. 151)
•
Aquecedor do motor e do habitáculo* desactivação directa (pág. 151)
•
Aquecedor do motor e do habitáculo* - mensagens (pág. 153)
Informação relacionada
4O
ajuste do temporizador é possível apenas com o motor desligado.
•
Aquecedor do motor e do habitáculo* arranque directo (pág. 150)
•
Aquecedor do motor e do habitáculo* - temporizador (pág. 151)
•
Aquecedor do motor e do habitáculo* - mensagens (pág. 153)
NOTA
Se o relógio do automóvel for acertado, anteriores programações do temporizador são eliminadas.
Ajustes4
1.
Pressione em OK para se deslocar para o
menu.
2.
Avance com o selector rotativo (pág. 118)
para Aquecimento e seleccione com OK.
3.
Seleccione um dos temporizadores utilizando
o selector rotativo e confirme com OK.
4.
Pressione brevemente em OK para se deslocar para a indicação das horas acesa.
}}
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução. 151
COMANDO DA CLIMATIZAÇÃO
||
5.
Seleccione a hora desejada com o selector
rotativo.
6.
Pressione brevemente em OK para se deslocar para o ajuste dos minutos.
7.
Seleccione o minuto desejado com o selector rotativo.
8.
Pressione em
9.
"Recue" na estrutura de menus com RESET.
OK5
para confirmar o ajuste.
2.
Avance com o selector rotativo para
Aquecimento e seleccione com OK.
> Se um temporizador estiver ajustado mas
não activado aparece um símbolo de relógio junto à hora definida.
3.
Seleccione um dos temporizadores utilizando
o selector rotativo e confirme com OK.
4.
10. Seleccione o outro temporizador (continue a
partir do ponto 2) ou saia do menu com
RESET.
Iniciar
1.
Pressione em OK para se deslocar para o
menu.
2.
Avance com o selector rotativo para
Aquecimento e seleccione com OK.
3.
Seleccione um dos temporizadores utilizando
o selector rotativo e active com OK.
4.
Saia do menu com RESET.
Desligue o temporizador pressionando:
•
•
5.
longamente em OK ou
brevemente em OK para aceder ao menu.
De seguida seleccione parar o temporizador e confirme a selecção com OK.
Saia do menu com RESET.
Um aquecedor arrancado com temporizador pode
também ser desligado directamente (pág. 151).
Informação relacionada
•
Aquecedor do motor e do habitáculo* - mensagens (pág. 153)
Desligar
Um aquecedor iniciado por temporizador pode
ser desactivado manualmente antes de o temporizador o fazer. Proceda do seguinte modo:
1.
5
152
Pressione em OK para se deslocar para o
menu.
Uma outra pressão em OK activa o temporizador.
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução.
COMANDO DA CLIMATIZAÇÃO
Aquecedor do motor e do
habitáculo* - mensagens
Os símbolos e as mensagens do mostrador
relativamente ao aquecedor do motor e do habitáculo (pág. 149) diferem consoante o instrumento combinado (pág. 68) seja analógico ou
digital.
Quando um dos temporizadores é activado,
acende-se o símbolo de temporizador activado
no mostrador juntamente com o tempo definido.
Símbolo de temporizador activado no
instrumento combinado analógico.
Símbolo de temporizador activado no
instrumento combinado digital.
Quando o aquecedor é activado
acende-se o símbolo de aquecimento
no mostrador de informações.
Símbolo
Mensagem
A tabela mostra os símbolos possíveis e os textos
do mostrador.
Significado
O aquecedor está ligado e em funcionamento.
Aquec a combustível parado
Modo poup. bat
O sistema foi parado pela parte electrónica do automóvel para possibilitar o arranque.
}}
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução. 153
COMANDO DA CLIMATIZAÇÃO
||
Símbolo
Mensagem
Significado
Aquec a combustível parado
Nível combustível baixo
O arranque do aquecedor não é possível devido ao baixo nível de combustível - esta situação destina-se a
possibilitar o arranque do motor e a condução por cerca de 50 km.
Aquec a combustível Revisão
necess.
Aquecedor fora de funções. Contacte uma oficina para reparação. A Volvo recomenda o contacto com
uma oficina autorizada Volvo.
Um texto do mostrador apaga-se automaticamente após um curto espaço de tempo ou após
uma pressão no botão OK da alavanca dos piscas (pág. 118).
154
COMANDO DA CLIMATIZAÇÃO
1.
Em zonas climáticas
pode ser necessário
um aquecedor adicional para alcançar a temperatura de funcionamento correcta do motor e o
calor adequado para o habitáculo.
Aquecedor adicional accionado
combustível*
Antes do arranque do motor: Seleccione a
posição de ignição I (pág. 85).
O automóvel está equipado com um aquecedor
adicional (pág. 155) eléctrico (pág. 156) ou a
combustível.
2.
Pressione em OK para se deslocar para o
menu.
3.
Os automóveis com motores Diesel possuem um
aquecedor adicional accionado combustível
(pág. 155).
O aquecedor é iniciado automaticamente quando
é necessário calor adicional com o motor em funcionamento.
Avance com o selector rotativo para Aquec
adicional8 ou Configurações9 e seleccione com OK.
4.
Em zonas climáticas semi-frias6 os automóveis
Diesel possuem um aquecedor adicional eléctrico (pág. 156) em vez do alimentado a combustível.
O aquecedor desliga-se automaticamente
quando a temperatura correcta é alcançada ou
quando o motor é desligado.
Seleccione a alternativa LIG. ou DESL. utilizando o selector rotativo e confirme com OK.
5.
Saia do menu com RESET.
Aquecedor adicional*
frias6
Automóveis com certos motores a gasolina7 possuem um aquecedor adicional eléctrico integrado
no sistema de climatização do automóvel.
Informação relacionada
•
Motor e aquecedor do habitáculo* (pág. 149)
NOTA
Se o aquecedor adicional estiver activado
pode sair fumo pela cava da roda direita, o
que é totalmente normal.
Modo automático ou desactivação
A sequência de arranque automático do aquecedor adicional pode ser desligada.
NOTA
A alternativa de menu apenas está visível na
posição de ignição I - eventuais ajustes têm
de ser feitos antes do arranque do motor.
Aquecedor do habitáculo*
Se o aquecedor adicional estiver complementado
com função temporizador este pode ser utilizado
como um aquecedor do habitáculo (pág. 149).
NOTA
A Volvo recomenda que se desligue o aquecedor adicional accionado combustível com
curtas distâncias percorridas.
6
7
8
9
Um concessionário autorizado Volvo possui informações sobre quais as zonas geográficas abrangidas.
Um concessionário autorizado Volvo possui informações sobre quais os motores abrangidos.
Instrumento combinado analógico.
Instrumento combinado digital.
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução. 155
COMANDO DA CLIMATIZAÇÃO
Aquecedor adicional eléctrico*
O automóvel está equipado com um aquecedor
adicional (pág. 155) a combustível (pág. 155)
ou eléctrico.
O aquecedor não pode ser comandado manualmente. É activado automaticamente após o
arranque do motor com temperaturas inferiores a
14 °C e desliga-se após se ter atingido uma definida temperatura do habitáculo.
Informação relacionada
•
156
Motor e aquecedor do habitáculo* (pág. 149)
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução.
CARGA E ARRUMAÇÃO
CARGA E ARRUMAÇÃO
Compartimentos para arrumação
Descrição geral dos compartimentos para arrumação no habitáculo.
158
CARGA E ARRUMAÇÃO
Compartimento de arrumos no painel da
porta
Bolsa de arrumação*, parte da frente das
almofadas dos assentos dianteiros
Mola para bilhetes
Porta-luvas (pág. 160)
Compartimento de arrumos
Compartimento de arrumos, porta-canecas
(pág. 160)
Porta-canecas* no descanso de braço,
banco traseiro
Bolsa de arrumação
AVISO
Guarde objectos soltos tais como: telemóvel,
câmara, comando à distância para equipamento adicional, etc., no porta-luvas ou outro
compartimento. Caso contrário, perante travagens bruscas ou colisões, podem causar
danos em passageiros.
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução. 159
CARGA E ARRUMAÇÃO
Consola de túnel
A consola de túnel encontra-se entre os bancos
dianteiros.
Consola de túnel - isqueiro e
cinzeiro*
No porta-canecas sob o descanso de braço
existe um cinzeiro removível. O isqueiro encontra-se na tomada 12 V (pág. 161) do banco
dianteiro.
Porta-luvas
O porta-luvas encontra-se no lado do passageiro.
O cinzeiro na consola de túnel (pág. 160) liberta-se levantando-o para cima a direito.
O isqueiro é activado premindo o botão para dentro. Quando estiver pronto para acender, o botão
salta novamente para fora. Puxe o isqueiro e use
a resistência incandescente para acender.
Informação relacionada
•
Compartimento de arrumos (para, por ex: discos CD) e entrada USB*/AUX no descanso
de braço.
Contém porta-canecas para o condutor e
passageiro. Se tiver a opção cinzeiro e
isqueiro (pág. 160) existe um isqueiro na
tomada 12 V (pág. 161) do banco dianteiro
e um cinzeiro removível no porta-canecas.
Compartimentos para arrumação (pág. 158)
Aqui podem-se guardar, por exemplo, o manual
do proprietário do automóvel e mapas. No interior
existe um suporte de esferográficas. O porta-luvas pode ser trancado * (pág. 189) utilizando
a parte da chave (pág. 178).
Informação relacionada
•
Compartimentos para arrumação (pág. 158)
Informação relacionada
•
•
160
Compartimentos para arrumação (pág. 158)
Consola de túnel - isqueiro e cinzeiro*
(pág. 160)
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução.
CARGA E ARRUMAÇÃO
Tapetes de encaixe*
Espelho de cortesia
Consola de túnel - tomada 12 V
Os tapetes de encaixe recolhem, por exemplo,
sujidade e neve lamacenta. A Volvo dispõe de
tapetes de encaixe especialmente fabricados
para o seu automóvel.
O espelho de cortesia encontra-se no lado de
trás da protecção solar.
As tomadas eléctricas (12 V) encontram-se
junto ao porta-canecas1 e atrás na consola
túnel.
AVISO
Utilize apenas um tapete de encaixe para
cada lugar e verifique antes da viagem se o
tapete no lugar do condutor está devidamente e ancorado nos pontos, de modo a não
ficar entalado junto ou sob os pedais.
Informação relacionada
•
Limpeza do interior (pág. 421)
Espelho de cortesia com iluminação.
A luz acende automaticamente quando se
levanta a cobertura.
Tomada 12 V na consola de túnel, banco dianteiro.
Informação relacionada
•
1
Substituição de lâmpada - iluminação no
espelho de cortesia (pág. 392)
Com a opção cinzeiro e isqueiro o porta-canecas e a tomada 12 V desaparecem.
}}
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução. 161
CARGA E ARRUMAÇÃO
||
NOTA
Equipamentos extra e acessórios - por ex:
ecrãs, leitores de música e telemóveis - que
estejam ligados a alguma das tomadas eléctricas de 12 V do habitáculo podem ser activados pelo sistema de climatização quando o
comando à distância está retirado ou quando
o automóvel está trancado, por ex: quando o
aquecedor de estacionamento é activado
numa hora pré-definida.
Tomada 12 V na consola de túnel, banco traseiro.
A tomada eléctrica pode ser utilizada para diferentes acessórios de 12 V, por ex: ecrãs, leitores
de música ou telemóveis. O comando à distância
tem de estar pelo menos na posição de ignição I
(pág. 85) para que a tomada forneça corrente.
AVISO
Deixe sempre a tampa na tomada quando
não a utilize.
Por isso, desligue da tomada eléctrica as
fichas dos equipamentos extra ou acessórios
quando estes não sejam utilizados, pois a
bateria pode descarregar!
NOTA
O compressor para reparação provisória de
pneus (pág. 362) foi testado e aprovado pela
Volvo.
Informação relacionada
•
Consola de túnel - isqueiro e cinzeiro*
(pág. 160)
•
Tomada eléctrica 12 V compartimento da
carga* (pág. 165)
IMPORTANTE
A corrente máxima da tomada é de 10 A
(120 W), caso seja utilizada apenas uma
tomada. Caso se utilizem as duas tomadas da
consola túnel em simultâneo o valor da corrente é de 7,5 A (90 W) por tomada.
Caso o compressor para a reparação de
pneus esteja ligado a uma das tomadas, não
se deve ligar qualquer outro equipamento à
outra.
162
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução.
CARGA E ARRUMAÇÃO
Carga
A capacidade de carga depende do peso de
serviço do automóvel.
O peso total dos passageiros e acessórios subtrai a capacidade de carga do automóvel num
valor correspondente ao desse peso.
carga pesada sobre as costas dos bancos
rebatidos.
•
Proteja as esquinas vivas com algo macio
para evitar danos nos estofos.
•
Prenda toda a carga com cintas de retenção
ou de travagem nos olhais de fixação de
carga.
Cubra arestas vivas e cantos afiados com
algo suave.
Para informação detalhada sobre pesos, ver
Pesos (pág. 430).
A tampa do porta-bagagens é aberta
com um botão no painel de iluminação
ou com o comando à distância, ver
Trancagem/destrancagem - tampa do porta-bagagens (pág. 190).
AVISO
As características de condução do automóvel
são alteradas peça carga e a sua distribuição.
Lembre-se ao carregar o veículo
•
Coloque a carga pressionada contra as costas do banco traseiro.
AVISO
Prenda sempre a carga. Caso contrário, esta
pode ser projectada com travagens bruscas e
causar danos em passageiros.
Desligue o motor e aplique o travão de estacionamento ao carregar/retirar objectos compridos. Caso contrário, e no pior dos cenários,
a carga pode bater na alavanca ou selector
das velocidades e colocar o automóvel numa
posição de condução - o automóvel pode
entrar em andamento.
AVISO
Um objeto solto com peso de 20 kg pode,
perante uma colisão frontal a 50 km/h
(30 mph), ser projetado com uma energia
correspondente a 1000 kg.
AVISO
O efeito protector da colina de colisão no
forro do tejadilho pode desaparecer ou ficar
reduzido caso a carga esteja demasiado alta.
•
Nunca coloque carga acima das costas
do banco.
Informação relacionada
•
•
•
•
Olhais de fixação de carga (pág. 165)
Rede de protecção* (pág. 166)
Carga - cargo comprida (pág. 164)
Carga no tejadilho (pág. 164)
Note que nenhum objecto deve impedir o funcionamento do sistema WHIPS dos bancos dianteiros caso as costas do banco traseiro estejam
descidas, ver WHIPS - posição sentada (pág. 40).
•
•
Centre a carga.
Os objectos pesados devem ser colocados o
mais baixo possível. Evite a colocação de
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução. 163
CARGA E ARRUMAÇÃO
Carga - cargo comprida
Carga no tejadilho
Para facilitar a carga (pág. 163) no compartimento da bagagem pode-se rebater as costas
do banco traseiro do automóvel. Para cargas
extra longas também é possível rebater as costas do assento do passageiro2*.
Para carga no tejadilho recomenda-se os porta
bagagens desenvolvidos pela Volvo. Assim evitará danos no automóvel e obterá a máxima
segurança possível na viagem.
Rebater as costas do banco traseiro
Caso necessite rebater as costas do banco traseiro, ver Bancos traseiros (pág. 89).
Informação relacionada
•
Carga (pág. 163)
Siga cuidadosamente as instruções de montagem que acompanham as barras de carga.
•
Verifique a intervalos regulares se as barras
de carga e a própria carga estão presos correctamente. Prenda a carga de forma adequada com cintas de carga.
•
Distribua o peso de forma uniforme sobre as
barras. Coloque a carga mais pesada por
baixo.
•
A resistência do ar e o consumo de combustível aumentam com o tamanho da carga.
•
Conduza suavemente. Evite acelerações rápidas, travagens bruscas e curvas apertadas.
AVISO
O centro de gravidade e as características de
condução do automóvel são alterados com
carga no tejadilho.
Para mais informações sobre a carga máxima
permitida no tejadilho, incluindo porta bagagens e bagageira de tejadilho, ver Pesos
(pág. 430).
2
164
Aplicável apenas ao assento conforto.
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução.
CARGA E ARRUMAÇÃO
Olhais de fixação de carga
Os olhais de fixação de carga rebatíveis são utilizados para prender as cintas de retenção que
seguram a carga no compartimento da carga.
AVISO
Objectos rígido, contundentes e/ou pesados
que estejam pousado ou salientes pode causar danos pessoais numa travagem a fundo.
Fixe sempre os objectos grandes ou pesados
com cinto de segurança ou cinta de retenção.
Informação relacionada
•
Carga (pág. 163)
Carga - suporte para sacos de
compras*
Tomada eléctrica 12 V
compartimento da carga*
O suporte para sacos de compras mantém os
sacos no sítio e evita que estes se virem e espalhem o seu conteúdo no compartimento da
bagagem.
A tomada eléctrica pode ser utilizada para diferentes acessórios de 12 V, por ex: ecrãs, leitores de música ou telemóveis.
Suporte para sacos de compras sob o alçapão do chão.
1.
Levante o suporte, que faz parte do alçapão.
2.
Prenda os sacos de compras com a cinta de
retenção e engate as pegas nos ganchos.
Informação relacionada
•
Carga (pág. 163)
Baixe a tampa para aceder à tomada eléctrica.
•
A tomada fornece corrente mesmo quando o
comando à distância não se encontra no
fecho de ignição.
IMPORTANTE
A corrente máxima da tomada é de 10 A
(120 W).
}}
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução. 165
CARGA E ARRUMAÇÃO
||
NOTA
Lembre-se que a utilização da tomada eléctrica com a viatura desligada implica o risco
de descarga da bateria de arranque do automóvel.
Rede de protecção*
A rede de protecção evita que a carga se projecte para o habitáculo perante travagens violentas.
AVISO
A carga no compartimento da carga deve ser
bem presa, mesmo com uma rede de protecção correctamente montada.
Colocação
NOTA
O compressor para reparação provisória de
pneus foi testado e aprovado pela Volvo. Para
informações sobre a utilização da reparação
provisória de pneus (TMK) recomendada pela
Volvo, ver Reparação de emergência de
pneus furados (pág. 362).
Informação relacionada
•
Consola de túnel - tomada 12 V (pág. 161)
Uma rede de protecção evita que carga ou animais domésticos penetrem no habitáculo perante
travagens a fundo. A rede de protecção deve ser
sempre presa e engatada correctamente por
questões de segurança.
A rede é fabricada em rede de nylon e pode ser
presa em dois locais diferentes no automóvel:
166
•
Montagem traseira - Atrás das costas do
banco traseiro
•
Montagem dianteira - Atrás das costas do
banco dianteiro.
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução.
CARGA E ARRUMAÇÃO
Montagem traseira
1. Desdobre a rede de protecção. Assegure-se
de que as bolsas de arrumação da rede de
protecção estão voltadas para trás.
2.
2.
Coloque os bancos na sua posição mais
avançada.
3.
Prenda um gancho de fixação da rede na
fixação do teto dianteira.
Prenda um gancho de fixação da rede na
fixação do tecto traseira.
Prenda o outro gancho de fixação da rede na
fixação do tecto do lado oposto.
Prenda o outro gancho de fixação da rede na
fixação do tecto do lado oposto.
Tenha cuidado ao pressionar os ganchos de
fixação da rede para as posições finais dianteiras da fixação do tecto.
Tenha cuidado ao pressionar os ganchos de
fixação da rede para as posições finais dianteiras da fixação do tecto.
Grelha de protecção
Uma grade de protecção evita que carga ou animais domésticos penetrem no habitáculo
perante travagens a fundo.
Subida
Segure pela parte inferior da grelha de protecção
e puxe para trás/cima.
IMPORTANTE
4.
3.
Engate o gancho no olhal de fixação em
ambos os lados e tensione o fecho pressionando o linguete e puxando a cinta.
Montagem dianteira
1. Desdobre a rede de protecção. Assegure-se
de que as bolsas de arrumação da rede de
protecção estão voltadas para trás.
Engate o gancho no olhal na calha do banco
em ambos os lados e tensione o fecho pressionando o linguete e puxando a cinta.
Informação relacionada
•
•
Carga (pág. 163)
Grelha de protecção (pág. 167)
A grelha de protecção não pode ser rebatida
para cima ou para baixo quando uma cobertura da bagagem está montada.
Montagem/desmontagem
A grelha de protecção encontra-se normalmente
montada permanentemente no automóvel, uma
vez que pode facilmente ser rebatida para o tejadilho proporcionando assim um compartimento
}}
167
CARGA E ARRUMAÇÃO
||
de carga mais comprido. Se desejável, a grelha
de protecção pode ser desmontada e retirada do
automóvel.
Cobertura da bagagem
Para informações sobre as ferramentas necessárias e procedimento de montagem/desmontagem, ver as instruções de montagem3 que acompanham o novo equipamento.
Remoção da cobertura da bagagem
Ao voltar a montar, a grelha de protecção deve
ser sempre presa e engatada correctamente por
questões de segurança.
Informação relacionada
•
•
•
Olhais de fixação de carga (pág. 165)
1.
Pressione o botão de uma extremidade e
retire.
2.
Incline cuidadosamente a cobertura para
cima/fora e a outra extremidade solta-se
automaticamente.
Descida do disco de cobertura traseiro
da cobertura da bagagem
Rede de protecção* (pág. 166)
Carga (pág. 163)
Encaixe ambos os lados. Ouve-se um "clique" e a marca vermelha deve desaparecer.
> Verifique se ambas as extremidades estão
bloqueadas.
Puxe a cobertura de bagagem sobre a carga e
engate-a nos encaixes junto aos pilares traseiros
do compartimento da carga.
IMPORTANTE
A grelha de protecção não pode ser rebatida
para cima ou para baixo quando a cobertura
da bagagem está montada.
Colocação da cobertura da bagagem
Introduza uma extremidade da cobertura na
fixação do painel lateral.
O disco de cobertura traseiro da cobertura da
bagagem sobressai na horizontal na sua posição
enrolada, no compartimento da bagagem onde
se encontra montado.
–
Puxe o disco de cobertura ligeiramente para
trás, libertando das suas mangas de apoio e
desça.
Informação relacionada
•
•
Carga (pág. 163)
Carga - cargo comprida (pág. 164)
Introduza a outra extremidade na fixação
oposta.
3
168
Instruções de montagem n.º 30756681.
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução.
FECHADURAS E ALARME
FECHADURAS E ALARME
Comando à distância
O comando à distância é utilizado para trancagem/destrancagem e arranque do motor, entre
outros.
Existem duas variantes do comando à distância Comando à distância na versão básica e
Comando à distância com PCC (Personal Car
Communicator)*.
Funcionalidade
Trancagem/destrancagem e parte destacável
da chave
A
B
BásicaA
x
com
PCCB
x
(pág. 182)) e algumas funções únicas
(pág. 176).
Todos os comandos à distância possuem uma
parte destacável da chave (pág. 177) em metal.
A parte visível está disponível em duas versões
para se poder distinguir os comandos à distância.
Podem ser encomendados mais comandos à distância - mas não noutra variante que não a presente na entrega do automóvel. Podem ser programadas e utilizadas no mesmo automóvel até
seis chaves.
O automóvel é entregue com dois comandos à
distância.
AVISO
Trancagem/destrancagem sem chave
x
Caso se encontrem crianças no automóvel:
Arranque do motor sem
chave
x
Botão de informações e
luzes indicadoras
Lembre-se sempre de cortar a corrente dos
vidros eléctricos e do tecto de abrir retirando
o comando à distância quando sai do automóvel.
x
Comando com 5 botões
Comando com 6 botões
Comando à distância - perda
Se perder um comando à distância pode encomendar um novo numa oficina - recomenda-se
uma oficina autorizada Volvo.
Os restantes comandos à distância devem ser
levados à oficina Volvo. Como medida de prevenção contra roubo, o código do comando à distância perdido deve ser apagado do sistema.
Pode-se verificar o número total de chaves registadas para o automóvel no sistema de menus MY
CAR. Para descrição do sistema de menus, ver
MY CAR (pág. 121).
Informação relacionada
•
Comando à distância - funções (pág. 174)
Informação relacionada
•
Comando à distância - funções (pág. 174)
O comando à distância com PCC tem uma funcionalidade mais alargada quando comparado
com o comando na versão básica - por exemplo:
suporte para arranque e trancagem/destrancagem sem chave (Condução sem chave
170
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução.
FECHADURAS E ALARME
Comando à distância personalização*
A memória da chave no comando à distância
(pág. 170) permite a adaptação de certas configurações do automóvel a cada utilizador.
A função da memória da chave está disponível
combinada com, por exemplo, o assento do condutor de comando elétrico*.
As configurações para os retrovisores exteriores
(pág. 111), assento do condutor, força da direcção (pág. 200) e opção, modo de contraste e
modo de cor (pág. 69) do instrumento combinado podem ser memorizadas na memória,
dependendo do nível de equipamentos do automóvel.
A função1 pode ser activada/desactivada no sistema de menus com MY CAR. Para descrição do
sistema de menus, ver MY CAR (pág. 121).
Quando a função é activada as configurações
são automaticamente associadas à memória da
chave. Isto significa que uma alteração das configurações é automaticamente guardada na
memória do comando à distância.
Memorização das configurações
Proceda do seguinte modo para guardar as configurações e utilizar a memória da chave no
comando à distância:
1.
Destranque o automóvel com o comando à
distância em cuja memória a configuração2
deve ser memorizada.
2.
Assegure-se que a função da memória da
chave é activada no sistema de menus MY
CAR.
3.
Proceda aos ajustes desejados, por ex.:
assento e retrovisores exteriores.
4.
As configurações são memorizadas na
memória do comando à distância presente.
Da próxima vez que o automóvel for destrancado
com o mesmo comando à distância as posições
memorizadas na memória da chave são ajustadas
automaticamente - desde que tenham sido alteradas desde a última vez que o comando à distância presente foi memorizado.
Paragem de emergência
Se o assento começar acidentalmente a deslocar-se, pressione um dos botões de ajuste ou de
memória do assento para parar o assento.
Para reiniciar o movimento para a posição do
assento guardada na memória da chave pres-
1
2
Chamada Memória da chave em MY CAR.
Esta definição não afecta as definições armazenadas com a função de memória do assento de comando eléctrico.
sione o botão de destrancagem no comando à
distância. A porta do condutor deve estar aberta.
AVISO
Risco de entalamento! Assegure-se de que
as crianças não brincam com o comando. Ao
ajustar certifique-se de que não existe
nenhum objecto em frente, atrás ou sob o
assento. Assegure-se de que nenhum passageiro no banco traseiro fica entalado.
Alteração das configurações
Se várias pessoas com o respectivo comando à
distância se aproximarem do automóvel, as configurações do assento e dos espelhos retrovisores
são efectuadas para a pessoa cujo comando à
distância abriu a porta do condutor.
Se a porta do condutor for aberta pela pessoa A
com o comando à distância A mas a pessoa B
com o comando à distância B for conduzir, as
definições podem ser alternadas do seguinte
modo:
•
A pessoa B, junto à porta do condutor ou
sentada atrás do volante, pressiona o botão
para destrancagem do seu comando à distância, ver Comando à distância - funções
(pág. 174).
•
Seleccione uma das três memórias possíveis
para o ajuste do assento com o botão do
}}
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução. 171
FECHADURAS E ALARME
||
•
Ajuste o assento e os espelhos retrovisores
manualmente, ver Bancos dianteiros - com
accionamento eléctrico* (pág. 88) e Retrovisores - exteriores (pág. 111).
Reactivação das configurações
Quando o automóvel é trancado ou passados
30 minutos com o automóvel destrancado, a
memória da chave é desactivada e é definido um
perfil de condutor standard. Para reactivar a
memória da chave para o comando à distância
presente é necessário que se verifique o
seguinte.
Para automóveis sem sistema de arranque e
trancagem sem chave
As configurações memorizadas na memória da
chave são activadas quando o automóvel é destrancado com uma pressão no botão de destrancagem do comando à distância.
Para automóveis com sistema de arranque e
trancagem sem chave
A memória da chave é activada se:
172
uma chave as suas configurações memorizadas são activadas. Se o automóvel estiver
trancado, consulte o ponto anterior.
assento 1-3, ver Bancos dianteiros - com
accionamento eléctrico* (pág. 88).
1.
O automóvel for destrancado com uma pressão no botão de destrancagem do comando
à distância ou através da destrancagem sem
chave.
2.
Se o automóvel estiver destrancado é feia
uma busca de chave quando a porta do condutor é aberta. Se for encontrada apenas
Informação relacionada
•
Comando à distância com PCC* - funções
únicas (pág. 176)
Trancagem/destrancagem indicação
Quando o automóvel é trancado ou destrancado
com o comando à distância (pág. 170), os piscas do automóvel indicam quando a trancagem/
destrancagem é correctamente efectuada.
•
Trancagem - um sinal de pisca e o rebatimento3 dos retrovisores para dentro.
•
Destrancagem - dois sinais de piscas e o
rebatimento3 dos retrovisores para fora.
Na trancagem, a indicação dá-se apenas se
todas as fechaduras forem trancadas, após as
portas terem sido fechadas.
Seleccionar função
No sistema de menus MY CAR do automóvel
podem-se seleccionar diferentes opções para
indicação de trancagem/destrancagem com luz.
Para descrição do sistema de menus, ver MY
CAR (pág. 121).
Informação relacionada
•
•
•
Condução sem chave* (pág. 182)
Indicador de trancagem (pág. 173)
Indicador de alarme (pág. 195)
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução.
FECHADURAS E ALARME
Indicador de trancagem
Inibidor de arranque (imobilizador)
Um LED a piscar junto ao pára-brisas verifica se
o automóvel está trancado.
O inibidor de arranque electrónico é uma protecção anti-roubo que evita que o veículo seja
arrancado por pessoas não autorizadas.
Cada comando à distância (pág. 170) possui um
código único. O automóvel só pode ser posto a
trabalhar se for utilizado o comando à distância
certo com o código certo.
As seguintes mensagens de avaria do mostrador
de informações do instrumento combinado estão
relacionadas com o inibidor de arranque electrónico (imobilizador):
Mesmo LED que para o indicador de alarme (pág. 195).
NOTA
Mensagem
Significado
Inserir
chave do
automóvel
Falha na leitura do comando à
distância durante o arranque Retire a chave do fecho de ignição, volte a inseri-la e faça uma
nova tentativa de arranque.
Chave do
automóvel
não
encontrada
Falha na leitura do comando à
distância durante o arranque Faça uma nova tentativa de
arranque.
Imobilizador Tentar
rearrancar
Falha na função inibidor de
arranque durante o arranque.
Se a falha permanecer: Contacte uma oficina - recomenda-se o contacto de uma oficina
autorizada Volvo.
Mesmo os automóveis não equipados com
Alarme possuem este indicador.
Informação relacionada
•
Trancagem/destrancagem - indicação
(pág. 172)
Se a falha permanecer: Introduza a chave da viatura no
canhão de ignição e faça uma
nova tentativa.
Para pôr o automóvel a trabalhar, ver Arranque
do motor (pág. 290).
Informação relacionada
•
3
Inibidor de arranque accionado à distância
com sistema de localização* (pág. 174)
Apenas automóveis com retrovisores rebatíveis.
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução. 173
FECHADURAS E ALARME
Inibidor de arranque accionado à
distância com sistema de
localização*
O inibidor de arranque accionado à distância
com sistema de localização4 possibilita acompanhar e localizar o automóvel, além de permitir a
activação do inibidor de arranque à distância,
desligando assim o motor.
Comando à distância - funções
O comando à distância na versão básica possui
funções como por ex.: trancagem e destrancagem das portas.
Funções
Contacte o concessionário Volvo mais próximo
para mais informações e auxílio sobre a activação
do sistema.
Comando à distância com PCC*( Personal Car
Communicator).
Informação relacionada
•
•
Comando à distância (pág. 170)
Informação
Inibidor de arranque (imobilizador) (pág. 173)
Botões de função
Comando à distância na versão básica.
Trancagem
Destrancagem
Duração luz aproximação
Tampa do porta-bagagens
Função pânico
4
174
Trancagem - Tranca as portas e a tampa
do porta-bagagens ao mesmo tempo que o
alarme é activado.
Uma longa pressão fecha todas as janelas e o
tecto de abrir* em simultâneo. Para mais informações, ver Função de arejamento (pág. 189).
AVISO
Se fechar o tecto de abrir e os vidros com o
comando à distância certifique-se de que ninguém fica com as mãos entaladas.
Apenas nalguns mercados e com Volvo On Call*.
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução.
FECHADURAS E ALARME
Destrancagem - Destranca as portas e a
tampa do porta-bagagens ao mesmo tempo que
o alarme é desactivado.
Uma longa pressão abre todos os vidros em
simultâneo. Para mais informações, ver Função
de arejamento (pág. 189).
A função pode ser alterada de destrancar todas
as portas em simultâneo para, com uma pressão
no botão, destrancar apenas a porta do condutor
e, com uma pressão adicional - no espaço de dez
segundos - destrancar as restantes portas.
menos 5 segundos. Caso contrário fecha-se passados cerca de 3 minutos.
Informação relacionada
•
•
•
Comando à distância (pág. 170)
Comando à distância com PCC* - funções
únicas (pág. 176)
Comando à distância - alcance
As funções do comando à distância (na versão
básica) têm um raio de acção de cerca de
20 metros a partir do automóvel.
Se o automóvel não reagir a uma pressão no
botão - aproxime-se e tente de novo.
Trancagem/destrancagem - a partir do exterior (pág. 186)
NOTA
As funções do comando à distância podem
ser perturbadas por ondas rádio, edifícios,
condições topográficas, etc. O automóvel
pode ser sempre trancado/destrancado com
a parte destacável da chave (pág. 179).
A função pode ser alterada no sistema de menus
MY CAR. Para descrição do sistema de menus,
ver MY CAR (pág. 121).
Duração de luz de aproximação - Utiliza-se para acender a iluminação do automóvel à
distância. Para mais informações, ver Duração luz
aproximação (pág. 107).
Tampa do porta-bagagens (pág. 190) Destranca e desactiva o alarme apenas na tampa
do porta-bagagens.
Função pânico - Utiliza-se para chamar a
atenção em caso de emergência.
Os piscas e a buzina são activados se o botão for
pressionado durante pelo menos 3 segundos, ou
pressionado duas vezes no espaço de 3 segundos.
A função pode ser desactivada com o mesmo
botão, depois de ter estado activa durante pelo
Se todos os comandos à distância abandonarem
o automóvel com o motor em andamento ou com
a posição de ignição I ou II (pág. 85) ativa, e
todas as portas forem fechadas, o mostrador de
informações no instrumento combinado exibe
uma mensagem de aviso ao mesmo tempo que é
emitido um breve sinal sonoro.
A mensagem desaparece quando o comando à
distância é devolvido ao automóvel, pressionando
depois o botão OK, ou quando todas as portas
são fechadas de novo.
Informação relacionada
•
•
Comando à distância (pág. 170)
Comando à distância - funções (pág. 174)
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução. 175
FECHADURAS E ALARME
Comando à distância com PCC* funções únicas
Um comando à distância com PCC (Personal
Car Communicator) possui funcionalidades alargadas em comparação com um comando à distância na versão básica (pág. 170) na forma de
um botão de informações e luzes indicadoras.
Utilização do botão de informação
–
Pressione o botão de informação
.
> Durante cerca de 7 segundos piscam
todas as luzes indicadoras e a luz percorre o comando à distância. Isto indica
que está a ser feita a leitura da informação do automóvel.
A leitura é interrompida caso algum outro
botão seja carregado durante esse processo.
NOTA
Luz verde contínua – O automóvel está trancado.
Caso nenhuma luz indicadora se acenda
ao utilizar o botão de informação repetidas
vezes e em diferentes locais (ou após 7
segundos e após a luz se deslocar no PCC),
contacte uma oficina - recomenda-se uma
oficina autorizada Volvo.
Luz amarela contínua – O automóvel está
destrancado.
Luz vermelha contínua - O alarme disparou
desde que o automóvel foi trancado pela
última vez.
Comando à distância com PCC.
Botão de informação
Luzes indicadoras
O botão de informação permite obter certas
informações do automóvel a partir das luzes indicadoras.
176
Luz vermelha pisca alternadamente em
ambas as luzes indicadoras vermelhas - O
alarme disparou há menos de 5 minutos.
As luzes indicadoras fornecem informação de
acordo com a seguinte ilustração:
Informação relacionada
•
Comando à distância com PCC* - alcance
(pág. 177)
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução.
FECHADURAS E ALARME
Comando à distância com PCC* alcance
NOTA
Se não acender nenhuma luz indicadora
ao utilizar o botão de informação dentro do
raio de acção, tal pode dever-se ao facto da
última comunicação entre o comando à distância e o automóvel ter sido perturbada por
ondas rádio, edifícios, condições topográficas,
etc.
O alcance de um comando à distância com
PCC (Personal Car Communicator) para trancagem, destrancagem das portas e tampa do
porta-bagagens é de cerca de 20 metros a partir do automóvel - as restantes funções possuem
um alcance até cerca de 100 metros.
Se o automóvel não reagir a uma pressão no
botão - aproxime-se e tente de novo.
NOTA
A função do botão de informação pode ser
perturbada por ondas rádio, edifícios, condições topográficas, etc.
Fora do alcance do comando à
distância
Caso o comando à distância esteja longe de
mais do automóvel para que seja feita a leitura, é
mostrado o último estado em que o automóvel foi
deixado, sem que as luzes indicadoras se desloquem no comando à distância.
Caso sejam utilizados vários comandos à distância com o automóvel, apenas o último a ser utilizado na trancagem/destrancagem indica o
estado correcto.
Informação relacionada
•
Keyless Drive* - alcance do comando à distância (pág. 182)
•
Comando à distância - alcance (pág. 175)
Parte da chave destacável
Um comando à distância contém uma parte da
chave destacável de metal que permite a activação de algumas funções e procedimentos.
O código único da parte da chave encontra-se
disponível nas oficinas autorizadas Volvo, que são
recomendadas para a encomenda de novas partes da chave.
Funções da parte da chave destacável
Com a parte da chave destacável do comando à
distância pode-se:
•
destrancar manualmente a porta dianteira
esquerda caso o fecho centralizado não
possa ser ativado com o comando à distância, ver Parte da chave destacável - destrancagem de porta (pág. 179).
•
activar/desactivar (pág. 192) mecanicamente o bloqueio de segurança para crianças das portas traseiras.
•
trancar manualmente (pág. 187) a porta
dianteira direita e as portas traseiras no caso
de, por exemplo, ausência de corrente eléctrica.
•
bloquear o acesso ao porta-luvas e ao compartimento da carga (trancagem de privacidade (pág. 179)*).
•
activar/desactivar (pág. 36) o airbag do passageiro dianteiro (PACOS*).
}}
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução. 177
FECHADURAS E ALARME
||
Informação relacionada
•
•
Comando à distância - funções (pág. 174)
Comando à distância (pág. 170)
Parte da chave destacável remoção/colocação
A remoção/colocação da parte da chave destacável (pág. 177) é feita do seguinte modo:
Retirar a parte da chave destacável
Informação relacionada
•
Parte da chave destacável - destrancagem
de porta (pág. 179)
•
Bloqueio de segurança para crianças - activação manual (pág. 192)
•
Airbag do passageiro - ativação/desativação*
(pág. 36)
Puxe o trinco de mola para o lado.
Puxe simultaneamente a parte da chave a
direito para trás.
Colocar a parte da chave destacável
Coloque cuidadosamente a parte da chave no
seu lugar no comando à distância (pág. 170).
178
1.
Mantenha o comando à distância com a
fenda para cima e insira parte da chave na
fenda.
2.
Pressione a parte da chave levemente. Ouve
um estalido quando a parte da chave
encaixa.
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução.
FECHADURAS E ALARME
Parte da chave destacável destrancagem de porta
A parte destacável da chave (pág. 177) pode
ser utilizada caso o fecho centralizado não
possa ser activado com o comando à distância
(pág. 170), por ex.: quando a bateria do
comando está gasta.
Se o fecho centralizado não poder ser ativado
com o comando à distância - por ex.: se as baterias estiverem gastas - a porta dianteira esquerda
pode ser destrancada do seguinte modo:
1.
Informação relacionada
•
•
Comando à distância (pág. 170)
Comando à distância - substituição de bateria (pág. 181)
Trancagem de privacidade*
A trancagem de privacidade foi concebida para
se deixar o automóvel no serviço de manutenção, no hotel, ou semelhantes. O porta-luvas fica
trancado e a tampa do porta-bagagens é desconectada do fecho centralizado - a tampa do
porta-bagagens não pode ser aberta com o
botão do fecho centralizado nas portas dianteiras ou no comando à distância (pág. 170).
Destranque a porta dianteira esquerda com a
parte destacável da chave no canhão da
fechadura do puxador da porta. Para imagem
e mais informações, ver Keyless Drive* - destrancagem com a parte da chave (pág. 185).
G017869
NOTA
Quando a porta é destrancada com a parte
da chave e aberta, o alarme dispara.
2.
Desactive o alarme introduzindo o comando
à distância no fecho de ignição.
Fechaduras activas para o comando à distância com
parte da chave.
Para automóvel com sistema de arranque e trancagem sem chave, ver Keyless Drive* - destrancagem com a parte da chave (pág. 185).
}}
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução. 179
FECHADURAS E ALARME
||
Activar/desactivar
NOTA
Não volte a colocar a parte da chave no
comando à distância, guarde-a num local
seguro.
•
G017870
Fechaduras activas do comando à distância sem parte
da chave e trancagem de privacidade activada.
Isto significa que o comando à distância sem a
parte da chave apenas pode ser utilizado para
ativar/desativar o alarme (pág. 194), destrancar
as portas e arrancar o automóvel.
O comando à distância, sem a parte da chave,
pode então ser entregue a pessoal de manutenção ou de hotel - a parte destacável da chave
permanece com o proprietário do automóvel.
NOTA
Não se esqueça de puxar a cobertura da
bagagem (pág. 168) sobre o compartimento
da carga antes de fechar a tampa do porta-bagagens.
180
A desactivação é feita pela ordem inversa.
Para informações sobre a trancagem apenas do
porta-luvas, ver Trancagem/destrancagem porta-luvas (pág. 189).
Activação da trancagem de privacidade.
Para activar a trancagem de privacidade:
Introduza a parte da chave no fecho do
porta-luvas.
Rode a parte da chave 180 graus no sentido
dos ponteiros do relógio.
Retire a parte da chave. Em simultâneo aparece uma mensagem no mostrador de informações do instrumento combinado.
O porta-luvas fica trancado e a tampa do porta-bagagens não pode ser destrancada com o
comando à distância ou o botão do fecho centralizado.
FECHADURAS E ALARME
Comando à distância - substituição
de bateria
NOTA
Coloque o comando à distância com os
botões virados para cima para evitar que as
baterias caiam quando o abrir.
Por vezes pode ser necessário substituir a bateria5 do comando à distância.
A bateria do comando à distância deve ser substituída se:
•
IMPORTANTE
o símbolo de informação no instrumento
combinado acender e o mostrador apresentar Bateria da chave automóvel baixa
Ver manual
Evite tocar com os dedos em baterias novas e
nas suas superfícies de contacto; o seu funcionamento é prejudicado.
e/ou
•
Substituição da bateria
as fechaduras não reagirem várias vezes
seguidas aos sinais do comando à distância
dentro de um raio de 20 metros a partir do
automóvel.
Verifique cuidadosamente o modo como a(s)
bateria(s) se encontram no lado de dentro da
tampa, observe o seu lado (+) e (–).
Comando à distância (uma bateria)
Abertura
1.
Solte a bateria cuidadosamente.
2.
Coloque a bateria nova com o lado (+) para
baixo.
Puxe o trinco de mola para o lado.
Puxe simultaneamente a parte da chave
a direito para trás.
Introduza uma chave de fendas 3 mm no
orifício atrás do trinco de mola e force cuidadosamente o comando à distância para cima.
5
O comando à distância com PCC tem duas baterias.
Comando à distância com PCC* (duas
baterias)
1.
Solte as baterias cuidadosamente.
2.
Coloque a primeira bateria nova com o lado
(+) para cima.
3.
Instale o elemento de plástico branco e coloque por cima a outra bateria nova com o lado
(+) para baixo.
}}
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução. 181
FECHADURAS E ALARME
||
Tipo de bateria
Utilize baterias com a designação CR2430, 3 V uma no comando à distância, duas no comando à
distância com PCC.
NOTA
A Volvo recomenda que as baterias utilizadas
no comando à distância/PCC cumpram as
normas UN Manual of Test and Criteria, Part
III, sub-section 38.3. As baterias montadas de
fábrica ou substituídas numa oficina autorizada Volvo cumprem a norma acima citada.
Montagem
1.
Junte os lados do comando à distância e
pressione.
2.
Mantenha o comando à distância com a
fenda para cima e insira parte da chave na
fenda.
3.
Pressione a parte da chave levemente. Ouve
um estalido quando a parte da chave
encaixa.
IMPORTANTE
Assegure-se de que estas baterias são tratadas de forma compatível com o ambiente.
Informação relacionada
•
•
182
Comando à distância (pág. 170)
Comando à distância - funções (pág. 174)
Condução sem chave*
Os automóveis com Keyless Drive possuem um
sistema de arranque e de trancagem que pode
ser utilizado sem chave.
Com o sistema de arranque e de trancagem sem
chave o automóvel pode ser arrancado, trancado
e destrancado sem que o comando à distância
(pág. 170)6 se encontre no fecho de ignição.
Basta ter consigo o comando à distância no
bolso. O sistema facilita a abertura do automóvel
quando, por exemplo, as mãos estão ocupadas.
Ambos os comandos à distância do automóvel
possuem a funcionalidade sem chave. É possível
encomendar mais comandos à distância.
Keyless Drive* - alcance do
comando à distância
Para destrancar automaticamente as portas ou a
tampa do porta-bagagens sem pressionar
botões no comando à distância7 é necessário
que o comando à distância se encontre num
raio de cerca de 1,5 metros a partir do manípulo
da porta ou do porta-bagagens.
Quem tranca ou destranca uma porta tem que
ter o comando à distância consigo. Não é possível trancar ou destrancar uma porta se o
comando à distância se encontrar no lado oposto
do automóvel.
O sistema eléctrico do automóvel pode ser colocado em três diferentes níveis - posição de ignição 0, I e II (pág. 85) - com o comando à distância.
Informação relacionada
•
Keyless Drive* - alcance do comando à distância (pág. 182)
•
Keyless drive* - utilização segura do
comando à distância (pág. 183)
•
Keyless Drive* - perturbações na funcionalidade do comando à distância (pág. 183)
As circunferências vermelhas na ilustração em
cima representam a área coberta pelas antenas
do sistema.
Se todos os comandos à distância abandonarem
o automóvel com o motor em andamento ou com
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução.
FECHADURAS E ALARME
a posição de ignição I ou II (pág. 85) activa, e
todas as portas forem fechadas, o mostrador de
informações no instrumento combinado exibe
uma mensagem de aviso ao mesmo tempo que é
emitido um sinal sonoro.
Quando o comando à distância regressa ao automóvel apaga-se a mensagem de aviso e o aviso
sonoro cessa após:
•
•
•
uma porta é aberta e fechada
o comando à distância ser inserido no fecho
de ignição
o botão OK é premido.
Informação relacionada
•
•
Keyless drive* - utilização segura do
comando à distância
Preste muita atenção aos comandos à distância
do automóvel.
Se um dos comandos à distância8 for esquecido
no automóvel são desativadas as funções sem
chave caso o automóvel seja trancado com um
dos outros comandos à distância do automóvel.
Nenhuma pessoa estranha poderá então abrir as
portas.
Da próxima vez que o automóvel for destrancado
com um dos outros comandos à distância o
comando à distância esquecido é reactivado.
Condução sem chave* (pág. 182)
IMPORTANTE
Keyless Drive* - localização da antena
(pág. 186)
Evite deixar o comando à distância com PCC
no automóvel. Se alguém se introduzir no
automóvel e assumir o controlo do comando
à distância pode, por exemplo, arrancar o
automóvel pressionando o comando à distância no fecho de ignição e pressionando o
botão START/STOP ENGINE.
Informação relacionada
•
6
7
8
Keyless Drive* - perturbações na
funcionalidade do comando à
distância
O rastreio e os campos eletromagnéticos
podem interferir com as funções sem chave
(pág. 182) do comando à distância.
NOTA
Não coloque/guarde o PCC junto a um telemóvel ou objecto metálico - mantenha uma
distância de pelo menos 10-15 cm.
Se ainda se verificarem perturbações, utilize o
comando à distância e a parte destacável da
chave como um comando à distância da versão
básica, ver Comando à distância - funções
(pág. 174).
Informação relacionada
•
Comando à distância - substituição de bateria (pág. 181)
•
Keyless drive* - utilização segura do
comando à distância (pág. 183)
•
Keyless Drive* - alcance do comando à distância (pág. 182)
Condução sem chave* (pág. 182)
Aplicável apenas a Comando à distância com PCC.
Aplicável a comando à distância com PCC (Personal Car Communicator).
Aplicável a comando à distância com PCC (Personal Car Communicator).
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução. 183
FECHADURAS E ALARME
Keyless Drive* - trancagem
Os automóveis equipados com sistema de
arranque e trancagem sem chave possuem uma
zona de contacto nos puxadores exteriores das
portas e um botão revestido a borracha na zona
de pressão em borracha da tampa do porta-bagagens para trancagem/destrancagem.
Antes de trancar o automóvel todas as portas e a
tampa do porta-bagagens devem estar fechadas
- caso contrário o automóvel não é trancado.
NOTA
Em automóveis com caixa de velocidades
automática o selector de mudanças deve ser
colocado na posição P - caso contrário o
automóvel não pode ser trancado nem o
alarme activado.
Keyless drive* - destrancagem
A destrancagem acontece quando uma mão
agarra um puxador da porta ou acciona a placa
de pressão em borracha da tampa do porta-bagagens - abra a porta ou a tampa do porta-bagagens normalmente.
NOTA
Os puxadores das portas reconhecem normalmente uma mão, mas com luvas grossas
ou movimentos muito rápidos pode ser
necessária uma segunda tentativa ou mesmo
retirar a luva
Informação relacionada
•
•
Condução sem chave* (pág. 182)
Indicador de alarme (pág. 195)
Informação relacionada
•
•
Condução sem chave* (pág. 182)
Keyless Drive* - trancagem (pág. 184)
A zona de contacto nos puxadores exteriores das portas
e o botão revestido a borracha na placa de pressão
revestida a borracha na tampa do porta-bagagens.
Tranque as portas e a tampa do porta-bagagens
com uma longa pressão em qualquer uma das
zonas de contacto dos puxadores das portas ou
pressionando o botão mais pequeno da tampa do
porta-bagagens - o indicador de trancagem
(pág. 173) a piscar no pára-brisas confirma a
trancagem.
184
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução.
FECHADURAS E ALARME
Keyless Drive* - destrancagem com
a parte da chave
2.
Introduza de seguida a parte da chave no
canhão da fechadura e destranque a porta.
Keyless Drive* - configurações de
trancagem
Se o fecho centralizado não puder ser destrancado com o comando à distância, por exemplo:
quando as baterias estão gastas, a porta dianteira esquerda pode ser aberta com a parte destacável da chave.
3.
Após a destrancagem volte a colocar a
cobertura em plástico no seu lugar.
As configurações de trancagem para automóveis equipados com sistema de arranque e trancagem sem chave podem ser adaptadas indicando no sistema de menus MY CAR quais as
portas a destrancar.
NOTA
Quando a porta do condutor é destrancada
com a parte da chave e aberta, o alarme dispara. Este desactiva-se introduzindo o PCC
no fecho de ignição, ver Alarme -comando à
distância não funciona (pág. 195).
Para descrição do sistema de menus, ver MY
CAR (pág. 121).
Informação relacionada
•
Condução sem chave* (pág. 182)
Informação relacionada
•
•
Condução sem chave* (pág. 182)
•
Alarme (pág. 194)
Parte da chave destacável - remoção/colocação (pág. 178)
Orifício para a parte da chave - para libertar a cobertura.
Para aceder ao canhão da fechadura é necessário retirar a cobertura em plástico do puxador da
porta - esta operação também é efectuada com a
parte da chave.
1.
Pressione a parte da chave cerca de 1 cm
para cima no orifício no lado de baixo do
puxador da porta/cobertura - não dobre.
> A cobertura em plástico solta-se automaticamente quando a chave é pressionada
para cima e para o interior da abertura.
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução. 185
FECHADURAS E ALARME
Keyless Drive* - localização da
antena
AVISO
Pessoas com pacemaker não devem aproximar o pacemaker a menos de 22 cm das
antenas do sistema Keyless. Isto de modo a
impossibilitar perturbações entre o pacemaker e o sistema Keyless.
Os automóveis equipados com sistema de
arranque e trancagem sem chave possuem uma
série de antenas incorporadas e localizadas em
diferentes locais do automóvel.
Informação relacionada
•
Condução sem chave* (pág. 182)
Trancagem/destrancagem - a partir
do exterior
A trancagem/destrancagem a partir do exterior é
feita com o comando à distância (pág. 170). O
comando à distância pode trancar/destrancar
todas as portas e a tampa do porta-bagagens
em simultâneo. Podem ser seleccionadas diferentes sequências para a destrancagem, ver
Comando à distância - funções (pág. 174).
Para que a sequência de trancagem possa ser
activada, a porta do condutor tem de estar
fechada - se alguma outra porta ou a tampa do
porta-bagagens estiver aberta, esta será trancada
e o alarme activado quando for fechada. Para
automóveis equipados com sistema de trancagem sem chave* é necessário que todas as portas e a tampa do porta-bagagens estejam fechadas.
Pára-choques traseiro, ao meio
Puxador da porta, esquerdo traseiro
Compartimento da carga, ao meio sob o
chão
Puxador da porta, direito traseiro
Consola central, sob a parte traseira
Consola central, sob a parte dianteira.
186
NOTA
Lembre-se que existe o risco de o comando à
distância ficar trancado no interior do automóvel.
Se a trancagem/destrancagem com o comando
à distância não funcionar, isso pode dever-se a
baterias gastas - tranque ou destranque a porta
dianteira esquerda com a parte da chave destacável, ver Parte da chave destacável - remoção/
colocação (pág. 178).
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução.
FECHADURAS E ALARME
NOTA
Lembre-se que o alarme dispara quando a
porta é aberta depois de ter sido destrancada
com a parte destacável da chave - o alarme é
desligado quando o comando à distância é
inserido no fecho de ignição.
AVISO
Tenha atenção ao risco de ficar alguém trancado no automóvel quando este é trancado a
partir do exterior com o comando à distância nesta situação não é possível abrir as portas a
partir do interior com os puxadores.
Para mais informações, ver Trancagem total*
(pág. 191).
Trancagem manual das portas
–
A porta está bloqueada contra a abertura
pelo exterior.
A porta dianteira esquerda pode ser trancada no
seu canhão da fechadura com a parte destacável
da chave, ver Keyless Drive* - destrancagem com
a parte da chave (pág. 185).
A porta pode ser aberta pelo exterior e pelo
interior.
NOTA
As restantes portas não possuem canhão da
fechadura, mas possuem um fecho na extremidade da porta que tem de ser rodado - pode-se
assim trancar/bloquear mecanicamente as portas contra a abertura pelo exterior. As portas
podem continuar a ser abertas a partir do interior.
Retrancagem automática
Se nenhumas das portas ou a tampa do porta-bagagens forem abertos no espaço de dois
minutos após a destrancagem, todas as fechaduras serão retrancadas automaticamente. Esta
função reduz o risco de o automóvel ser deixado
destrancado inadvertidamente. (Para automóveis
com alarme, ver Alarme (pág. 194).)
Trancagem/destrancagem - a partir do interior (pág. 188)
•
Condução sem chave* (pág. 182)
•
O fecho rotativo de cada porta tranca
apenas a porta em questão - não todas
as portas.
•
Uma porta traseira trancada manualmente com Bloqueio de segurança para
crianças manual activado não pode ser
aberta pelo seu exterior ou interior, ver
Bloqueio de segurança para crianças activação manual (pág. 192). Uma porta
traseira trancada deste modo apenas
pode ser destrancada com o comando à
distância ou o botão do fecho centralizado.
Informação relacionada
•
Informação relacionada
•
Utilize a parte destacável da chave para rodar
o disco selector, ver Parte da chave destacável - remoção/colocação (pág. 178).
Em algumas situações o automóvel tem de ser
trancado manualmente, por ex: com ausência de
corrente eléctrica.
Comando à distância - substituição de bateria (pág. 181)
Trancagem manual das portas. Não confundir com o
Bloqueio de segurança para crianças (pág. 192).
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução. 187
FECHADURAS E ALARME
Trancagem/destrancagem - a partir
do interior
Todas as portas e a tampa do porta-bagagens
podem ser trancadas ou destrancadas em
simultâneo com o botão do fecho centralizado
da porta do condutor e da porta do passageiro*.
Fecho centralizado
Uma longa pressão abre também todos os vidros
laterais* em simultâneo (ver também Função de
arejamento (pág. 189)).
•
Puxe pelo puxador da porta e abra a porta a porta destranca-se e abre-se num instante.
Luz no botão de trancagem
O fecho centralizado encontra-se disponível em
duas versões - a luz no botão do fecho centralizado da porta do condutor possui diferentes significados consoante a versão.
Com o botão do fecho centralizado apenas na
porta do condutor, as restantes portas não têm
botão:
•
Fecho centralizado.
•
Pressione um lado do botão
para trandestranca.
car - o outro lado
Uma pressão longa abre também todos os vidros
laterais em simultâneo*.
Destrancagem
A partir do interior pode-se destrancar uma porta
de dois modos:
•
188
Pressione o botão do fecho centralizado
.
Botão de trancagem* porta traseira
A luz acesa significa que todas as portas
estão trancadas.
Com o botão do fecho centralizado em ambas as
portas dianteiras e botão de bloqueio eléctrico
em cada uma das portas traseiras:
•
A luz acesa indica que apenas a porta em
causa está trancada. Quando todos os
botões estão acesos todas as portas estão
trancadas.
Trancagem
•
Pressione o botão do fecho centralizado
- todas as portas fechadas são trancadas.
A luz do botão acende quando a porta está trancada.
Os botões de trancagem das portas traseiras
apenas trancam a respectiva porta traseira.
Para destrancar as portas:
•
Puxe pelo puxador da porta - a porta está
destrancada e aberta.
Trancagem automática
As portas e a tampa do porta-bagagens trancam-se automaticamente quando o automóvel entra
em andamento.
A função pode ser activada/desactivada no sistema de menus com MY CAR. Para descrição do
sistema de menus, ver MY CAR (pág. 121).
Uma longa pressão fecha também todos os
vidros laterais e o tecto de abrir em simultâneo
(ver também Função de arejamento (pág. 189)).
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução.
FECHADURAS E ALARME
Informação relacionada
•
Trancagem/destrancagem - a partir do exterior (pág. 186)
•
•
Alarme (pág. 194)
Comando à distância - funções (pág. 174)
Função de arejamento
A função de arejamento abre ou fecha todas as
janelas laterais em simultâneo. Pode ser utilizada, por exemplo, para arejar rapidamente o
automóvel com tempo quente.
Trancagem/destrancagem - portaluvas
Porta-luvas (pág. 160) apenas pode ser trancado/destrancado com a parte da chave destacável do comando à distância.
Para informações sobre a parte da chave, ver
Parte da chave destacável - remoção/colocação
(pág. 178).
Botão do fecho centralizado
Uma longa pressão no símbolo
no botão do
fecho centralizado ou no comando à distância
abre todos os vidros laterais em simultâneo. O
fecha
mesmo procedimento no símbolo
todos os vidros laterais em simultâneo.
Para trancar o porta-luvas:
Introduza a parte da chave no fecho do
porta-luvas, tal como ilustrado em cima.
Informação relacionada
•
Trancagem/destrancagem - a partir do interior (pág. 188)
•
Vidros eléctricos (pág. 110)
Rode a parte da chave 90 graus no sentido
dos ponteiros do relógio.
Retire a parte da chave.
•
A destrancagem é feita pela ordem inversa.
}}
189
FECHADURAS E ALARME
||
Para informações sobre a trancagem de privacidade, ver Trancagem de privacidade* (pág. 179).
Trancagem/destrancagem - tampa
do porta-bagagens
Informação relacionada
A tampa do porta-bagagens pode ser aberta,
trancada e destrancada de modos diferentes.
•
Comando à distância (pág. 170)
Abertura manual
IMPORTANTE
•
É necessária pouca força para libertar o
fecho da tampa traseira - Pressione ligeiramente a placa revestida a borracha.
•
Ao levantar a tampa traseira não exerça
força na placa revestida a borracha levante no puxador. Demasiada força
pode danificar os contactos eléctricos da
placa de borracha.
Destrancagem com o comando à
distância
Placa de borracha com contacto eléctrico.
A tampa do porta-bagagens mantém-se fechada
através de uma fechadura eléctrica. Para abrir:
1.
Pressione ligeiramente na placa de pressão
mais larga revestida a borracha sob o puxador exterior - a fechadura é libertada.
2.
Levante o puxador exterior para abrir a
tampa completamente.
Com o botão do comando à distância
pode-se desligar o alarme* da porta traseira e destrancar a mesma.
O indicador de trancagem (pág. 173) existente
no tablier pára de piscar para avisar que nem
todo o automóvel está trancado e que os senso-
190
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução.
FECHADURAS E ALARME
res de nível e movimento do alarme*, assim como
os sensores de abertura da tampa do porta-bagagens, estão desconectados.
Para destrancar a tampa do porta-bagagens:
Trancagem total*
–
A trancagem total9 significa que todos os puxadores de abertura são desactivados, o que
impossibilita a abertura das portas pelo interior e
exterior.
As portas mantêm-se trancadas e sob a protecção do alarme.
•
A tampa do porta-bagagens é destrancada
mas permanece fechada - pressione ligeiramente na placa de pressão de borracha sob
o puxador exterior e levante a tampa.
Pressione o botão no painel de iluminação
(1).
> A tampa é destrancada e pode ser aberta
no espaço de 2 minutos (caso o automóvel esteja trancado pelo interior).
Trancagem com o comando à distância
–
Se a tampa não for aberta no espaço de
2 minutos, é retrancada de novo e o alarme é
reactivado.
Destrancagem a partir do interior do
automóvel
Pressione o botão do comando à distância
, ver Comando à distância para trancar
funções (pág. 174).
> O indicador de trancagem no tablier
começa a piscar, o que significa que o
automóvel está trancado e o alarme* activado.
Informação relacionada
•
Trancagem/destrancagem - a partir do interior (pág. 188)
•
Trancagem/destrancagem - a partir do exterior (pág. 186)
A trancagem total é activada com o comando à
distância (pág. 170) e é feita com uma temporização de cerca de dez segundos após a trancagem das portas.
NOTA
Se for aberta uma porta no período de atraso
a sequência é interrompida e o alarme é
desactivado.
O automóvel apenas pode ser destrancado com
o comando à distância quando a função Trancagem total está activada. A porta dianteira
esquerda também pode ser destrancada com a
parte da chave destacável (pág. 177). Ainda é
possível destrancar e abrir as portas e a tampa
porta-bagagens em automóveis equipados com
sistema de arranque e trancagem sem chave*
puxando pelo puxador da porta ou da tampa
porta-bagagens.
Destrancagem da tampa do porta-bagagens
9
Apenas combinado com Alarme.
}}
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução. 191
FECHADURAS E ALARME
||
AVISO
Não deixe que ninguém permaneça no automóvel sem desactivar a função Trancagem
total, para que não exista o risco de alguém
ficar trancado no automóvel.
MY CAR. Para descrição do sistema de menus,
ver MY CAR (pág. 121).
NOTA
Desactivação temporária
•
Lembre-se que o alarme é activado
quando se tranca o automóvel.
•
Se alguma das portas for aberta pelo
interior o alarme dispara.
Bloqueio de segurança para
crianças - activação manual
O bloqueio de segurança para crianças evita
que as crianças possam abrir as portas traseiras
a partir do interior.
Activar/desactivar o bloqueio de
segurança para crianças
O indicado acima é válido se a trancagem
total não estiver temporariamente desactivada.
Informação relacionada
A opção de menu activa é indicada com uma cruz.
MY CAR
OK MENU
TUNE comando rotativo
EXIT
Se alguém pretender ficar dentro do automóvel e
as portas tiverem de ser trancadas por fora, a
função Trancagem total pode ser desligada temporariamente. Tal é feito no sistema de menus
192
•
Keyless Drive* - destrancagem com a parte
da chave (pág. 185)
•
Comando à distância (pág. 170)
Bloqueio de segurança para crianças manual. Não confundir com o Fecho manual da porta (pág. 187).
O comando do bloqueio de segurança para crianças encontra-se na extremidade de trás das portas de traseiras, e só fica acessível quando a
porta está aberta.
Para activar/desactivar o bloqueio de segurança
para crianças:
–
Utilize a parte destacável da chave
(pág. 177) para rodar o disco selector.
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução.
FECHADURAS E ALARME
A porta está bloqueada contra a abertura
pelo interior.
Bloqueio de segurança para
crianças - ativação elétrica*
A porta pode ser aberta pelo exterior e pelo
interior.
O bloqueio de segurança para crianças com
activação eléctrica impede que as crianças
abram as portas traseiras ou as janelas a partir
do interior.
AVISO
Cada porta traseira possui dois fechos rotativos - não confunda o Bloqueio de segurança
para crianças com o Fecho manual das portas.
NOTA
•
O fecho rotativo de cada porta tranca
apenas a porta em questão - não ambas
as portas traseiras.
•
Não existe bloqueio manual em automóveis equipados com Bloqueio eléctrico de
segurança para crianças.
Activação
O Bloqueio de segurança para crianças pode ser
activado/desactivado em todas as posições de
ignição (pág. 85) superiores a 0. A activação/
desactivação pode ser feita até 2 minutos após
ser ter desligado o motor, desde que nenhuma
porta tenha sido aberta.
Para activar o Bloqueio de segurança para crianças:
Bloqueio de segurança para crianças - ativação elétrica* (pág. 193)
•
Trancagem/destrancagem - a partir do interior (pág. 188)
•
Trancagem/destrancagem - a partir do exterior (pág. 186)
Pressione o botão no painel de comando da
porta do condutor.
> O mostrador de informações do instrumento combinado exibe a mensagem
Bloqueio traseiro crianças ativado e a
luz do botão acende - o bloqueio está
activo.
Quando o Bloqueio de segurança para crianças
está activo é válido na traseira:
•
os vidros apenas abrem a partir do painel de
comando da porta do condutor
•
as portas não podem ser abertas por dentro.
Ao desligar o motor é memorizada a definição
presente - se o bloqueio de segurança para crianças estiver activado ao desligar o motor, a função continuará activada no próximo arranque do
motor.
Informação relacionada
Informação relacionada
•
2.
•
Bloqueio de segurança para crianças - activação manual (pág. 192)
•
Trancagem/destrancagem - a partir do interior (pág. 188)
Painel de comando da porta do condutor.
1.
Arranque o motor ou seleccione uma posição de ignição superior a 0.
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução. 193
FECHADURAS E ALARME
Alarme
NOTA
O alarme é um equipamento que avisa perante,
por exemplo, um roubo no automóvel.
Os sensores de movimento disparam o
alarme quando é registado movimento, ou
mesmo correntes de ar, no interior do automóvel. Assim, o alarme pode disparar se o
automóvel ficar com uma janela aberta ou
com o tecto de abrir aberto ou ainda se o
aquecedor do habitáculo for utilizado.
O alarme activado dispara se:
•
uma porta, o capot ou a tampa do porta-bagagens forem abertos
•
for detectado um movimento no habitáculo
(se equipado com o sensor de movimentos*)
•
o automóvel for levantado ou rebocado (se
equipado com um sensor de inclinação*)
•
•
o cabo da bateria de arranque for desligado
Para evitar esta situação: Feche a janela/
abertura do tejadilho ao sair do automóvel. Se
o aquecedor integrado do habitáculo (ou um
outro portátil e eléctrico) for utilizado - oriente
a corrente de ar das bocas de ventilação de
modo a não apontarem para cima no habitáculo. Em alternativa, pode ser usado um nível
de alarme reduzido, ver Nível de alarme reduzido (pág. 196).
a sirene for desligada.
Se surgir uma avaria no sistema de alarme o
mostrador de informações no instrumento combinado exibe uma mensagem. Contacte então uma
oficina - recomenda-se o contacto de uma oficina autorizada Volvo.
Desligar o alarme gerado
–
Carregue no botão de destrancagem do
comando à distância ou insira o comando à
distância no interruptor de ignição.
Informação relacionada
•
•
•
Indicador de alarme (pág. 195)
Alarme - reactivação automática (pág. 195)
Alarme -comando à distância não funciona
(pág. 195)
NOTA
Não tente reparar ou alterar pessoalmente
componentes do sistema de alarme. Qualquer
uma destas tentativas pode afectar as condições do seguro.
Activar o alarme
–
Carregue no botão de trancagem do
comando à distância.
Desactivar o alarme
–
194
Carregue no botão de destrancagem do
comando à distância.
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução.
FECHADURAS E ALARME
Indicador de alarme
Alarme - reactivação automática
O indicador de alarme exibe o estado do sistema de alarme (pág. 194).
A reactivação automática do alarme (pág. 194)
evita que se deixe inadvertidamente o automóvel
com o alarme desactivado.
Se o automóvel for destrancado com o comando
à distância (e o alarme for desactivado) mas
nenhuma das portas ou a tampa do porta-bagagens for aberta no espaço de 2 minutos, o
alarme é reactivado automaticamente. O automóvel é retrancado em simultâneo.
Alarme -comando à distância não
funciona
Se não for possível desligar o alarme (pág. 194)
com o comando à distância - por ex.: com a
bateria (pág. 181) gasta - o automóvel pode ser
destrancado, o alarme desligado e o motor
arrancado do seguinte modo:
1.
Abra a porta do condutor com a parte da
chave destacável (pág. 185).
> O alarme dispara, o indicador de alarme
(pág. 195) pisca rapidamente e a sirene
soa.
2.
Insira o comando à distância no fecho de
ignição.
> O alarme é desactivado e o indicador de
alarme apaga.
3.
Arranque o motor.
Informação relacionada
•
Nível de alarme reduzido (pág. 196)
Mesmo LED que para o indicador de trancagem
(pág. 173).
Um LED vermelho no tablier mostra o estado do
sistema de alarme:
•
•
•
O LED apagado - o alarme está desactivado
O LED pisca uma vez em cada dois segundos - o alarme está activado
O LED pisca rapidamente depois de se desligar o alarme (e até se colocar o comando à
distância no fecho de ignição para a posição
de ignição I) - o alarme disparou.
195
FECHADURAS E ALARME
Sinais de alarme
Nível de alarme reduzido
Quando o alarme (pág. 194) dispara soa uma
sirene e piscam todos os indicadores de
mudança de direcção.
O nível de alarme reduzido significa que os sensores de movimento e de inclinação estão temporariamente desligados.
•
Para evitar a activação indevida do alarme
(pág. 194) - por ex.: quando se deixa um cão no
automóvel trancado, durante o transporte em
comboio ou durante o transporte em ferryboat desactive temporariamente os Sensores de movimento e inclinação.
•
Uma sirene soa durante 30 segundos ou até
o alarme ser desligado. A sirene possui a sua
própria bateria e funciona independentemente da bateria de arranque do automóvel.
Os indicadores de mudança de direcção piscam durante 5 minutos ou até que o alarme
seja desligado.
O procedimento é o mesmo que para a desactivação temporária da Trancagem total
(pág. 191)10.
Informação relacionada
•
10
196
Apenas combinado com Alarme.
Indicador de alarme (pág. 195)
Homologação - sistema de
comando à distância
A homologação do sistema de comando à distância pode ser vista na tabela.
Sistema de trancagem standard
País/Zona
EU, China
FECHADURAS E ALARME
Sistema de trancagem sem chave
(Keyless drive)
País/Zona
EU
Coreia
China
Hong-Kong
Informação relacionada
•
Comando à distância (pág. 170)
197
AUXÍLIO AO CONDUTOR
AUXÍLIO AO CONDUTOR
Chassis activo- Four C*
Utilização
Força da direcção ajustável*
Chassis activo, "Four-C" (Continously
Controlled Chassis Concept), regula as características dos amortecedores de modo a ajustar
as características de condução do veículo. Existem três ajustes: Comfort, Sport e Advanced.
A direcção assistida dependente da velocidade
aumenta força da direcção em concordância
com a velocidade do automóvel de modo a proporcionar ao condutor um sentido de estrada
melhorado.
Comfort
Em auto-estradas a direcção proporciona uma
sensação mais rápida. Ao estacionar e a baixas
velocidades a direcção é leve e não requer
nenhum esforço.
O ajuste torna o automóvel mais confortável em
pisos desnivelados e em mau estado. O amortecimento é suave e os movimentos da carroçaria
são flexíveis e agradáveis.
Sport
A definição torna o automóvel mais desportivo e
é recomendável para conduções mais activas. A
resposta da direcção é mais rápida do que no
modo Comfort. A suspensão é mais dura e a carroçaria segue o pavimento para diminuir a inclinação em curvas.
Advanced
Botões de comando.
Os botões da consola central permitem seleccionar a configuração do chassis desejada. A configuração utilizada quando o motor é desligado é
retomada no próximo arranque do motor.
O condutor pode optar por entre três diferentes
níveis de força direcção, para uma melhor sensação de estrada ou para uma maior sensibilidade
de direcção, no sistema de menus MY CAR
(pág. 121):
•
Aceda a Nível força de direcção e seleccione Baixo, Médio ou Alto.
Esta configuração não se encontra acessível
quando o automóvel está em movimento.
Esta definição é recomendável apenas para
superfícies planas e bem niveladas.
Os amortecedores são optimizados para a
máxima aderência e a inclinação em curvas é
minimizada.
200
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução.
AUXÍLIO AO CONDUTOR
NOTA
Em algumas situações a direcção assistida
pode ficar demasiado quente e necessitar de
arrefecer temporariamente - durante este
período a direcção assistida funciona com
potência reduzida e a actuação no volante
pode ser um pouco mais pesada.
Enquanto a direcção assistida está temporariamente reduzida aparece uma mensagem
no instrumento combinado.
Comando de estabilidade
electrónico (ESC) - generalidades
O sistema de estabilidade ESC (Electronic
Stability Control) auxilia o condutor a evitar derrapagens e aumenta a aderência do automóvel.
Durante travagens, pode-se sentir a
actuação do sistema ESC sob a forma
de um ruído pulsante. Durante acelerações, o automóvel pode acelerar mais
lentamente do que o esperado.
AVISO
Informação relacionada
•
O sistema de estabilidade ESC é um meio
auxiliar complementar - não pode responder a
todas as situações nem em todas as condições de estrada.
MY CAR (pág. 121)
O condutor é sempre o responsável pelo veículo ser conduzido de forma correcta e pelo
cumprimento das leis e normas de trânsito
aplicáveis.
O sistema ESC é constituído pelas seguintes
funções:
•
•
•
•
•
•
Estabilizador de veículo com reboque - TSA
Função anti-derrapagem
A função controla individualmente a tracção e a
força de travagem das rodas de modo a estabilizar o automóvel.
Função anti-patinagem
A função evita que as rodas motrizes patinem na
estrada durante a aceleração.
Função tracção
A função está activa a baixa velocidade e transfere potência da roda motriz que esteja a patinar
para a que não patina.
Controlo da travagem com o motor EDC
O EDC (Engine Drag Control) evita o bloqueio
das rodas involuntário, por ex: após uma
mudança descendente ou travagem com o motor
ao conduzir com mudanças baixas em superfícies
escorregadias.
Função anti-derrapagem
O bloqueio das rodas involuntário durante a condução pode, por exemplo, impedir o condutor de
controlar o automóvel.
Função anti-patinagem
Corner Traction Control - CTC*
Função tracção
O CTC compensa o comportamento sub-direccional e permite maiores acelerações em curvas
sem patinagem das rodas interiores, por ex: em
Controlo da travagem com o motor - EDC
Corner Traction Control - CTC
}}
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução. 201
AUXÍLIO AO CONDUTOR
||
curvas de acesso a auto-estradas para rapidamente entrar na velocidade do trânsito.
Comando de estabilidade
electrónico (ESC) - utilização
Estabilizador de veículo com reboque* TSA1
Selecção do nível modo Sport
A função estabilizador de veículo com reboque
(pág. 340) trabalha para estabilizar o automóvel
com um reboque conectado em situações que o
equipamento entre em auto-oscilação. Para mais
informações, ver Condução com atrelado*
(pág. 333).
NOTA
A função é desactivada se o condutor seleccionar o modo Sport.
Informação relacionada
•
Comando de estabilidade electrónico (ESC) utilização (pág. 202)
•
Comando de estabilidade electrónico (ESC) símbolos e mensagens (pág. 203)
O sistema ESC está sempre activado - não pode
ser desligado.
No entanto, o condutor pode
seleccionar o modo Sport, o
que proporciona uma sensação
de condução mais activa.
O modo Sport é seleccionado
no sistema de menus MY CAR.
Para descrição do sistema de menus, ver MY
CAR (pág. 121).
O modo Sport é indicado no instrumento combinado através deste símbolo aceso com luz fixa, até que o condutor desactive a função ou até o
motor ser desligado - no próximo arranque do
motor o sistema ESC retoma o seu modo normal.
Informação relacionada
•
Comando de estabilidade electrónico (ESC) generalidades (pág. 201)
•
Comando de estabilidade electrónico (ESC) símbolos e mensagens (pág. 203)
No modo Sport o sistema reage de modo mais
sensível e ativo ao pedal do acelerador, aos movimentos do volante e às curvas, permitindo derrapagens controladas com a suspensão traseira
mais elevada antes de o sistema entrar em ação
e estabilizar o automóvel.
O sistema ESC entra em acção para estabilizar o
automóvel caso o condutor interrompa uma derrapagem controlada libertando o pedal do acelerador, por exemplo.
Com o modo Sport obtém-se também a máxima
tracção ao conduzir rapidamente ou sobre piso
solto - por exemplo: areia ou neve profunda.
1O
202
Trailer Stability Assist está incluído na instalação de engate de reboque original da Volvo.
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução.
AUXÍLIO AO CONDUTOR
Comando de estabilidade
electrónico (ESC) - símbolos e
mensagens
Tabela
Símbolo
Mensagem
Significado
ESC Temporariamente
DESL
O sistema ESC foi reduzido temporariamente devido a, por exemplo, elevada temperatura nos discos dos travões a função é reactivada automaticamente quando os travões arrefecerem.
ESC Revisão necess.
O sistema ESC está fora de funções.
•
•
Estacione o automóvel num local seguro, desligue o motor e volte a arrancar.
Visite uma oficina caso a mensagem permaneça - recomenda-se uma oficina autorizada Volvo.
"Mensagem"
Existe uma mensagem de texto no instrumento combinado (pág. 68) - Leia-a!
Brilho fixo durante
2 segundos.
Verificação do sistema no arranque do motor.
A piscar.
O sistema ESC entra em acção.
Luz constante.
O modo Sport está activado.
e
NOTA! O sistema ESC não se encontra desligado neste modo - está apenas parcialmente reduzido.
}}
203
AUXÍLIO AO CONDUTOR
||
204
Informação relacionada
•
Comando de estabilidade electrónico (ESC) generalidades (pág. 201)
•
Comando de estabilidade electrónico (ESC) utilização (pág. 202)
AUXÍLIO AO CONDUTOR
Limitador de velocidade
Um Limitador de velocidade (Speed Limiter)
pode ser entendido como controlo da velocidade adaptado - o condutor determina a velocidade com o acelerador mas o Limitador de velocidade evita que se ultrapasse inadvertidamente
uma velocidade previamente definida/seleccionada.
Panorâmica geral
Velocidade seleccionada.
Limitador de velocidade - recordar
Limitador de velocidade activo.
Seleccionar e activar
Informação relacionada
•
Limitador de velocidade - recordar
(pág. 205)
•
Limitador de velocidade - desactivação temporária e modo de espera (pág. 206)
•
Limitador de velocidade - alarme de velocidade ultrapassada (pág. 207)
•
Limitador de velocidade - desactivação
(pág. 208)
Quando o Limitador de velocidade está activo
aparece o seu símbolo (6) combinado com uma
marca (5) junto à velocidade máxima definida no
instrumento combinado.
A selecção e armazenamento na memória da
velocidade máxima permitida pode ser feita tanto
em andamento como em repouso.
Durante a condução
1.
para
Pressione no botão do volante
accionar o Limitador de velocidade.
> O símbolo (6) do Limitador de velocidade
acende-se no instrumento combinado.
2.
Quando o automóvel avança com a velocidade máxima desejada: Pressione um dos
ou
, até que o insbotões do volante,
trumento combinado exiba uma marca (5)
junto à velocidade máxima desejada.
> O Limitador de velocidade está activo e a
velocidade máxima definida está memorizada.
Unidade de botões do volante instrumento combinado.
Limitador de velocidade - Ligado/Desligado.
O modo de espera cessa e a velocidade
armazenada é retomada.
Modo de espera.
Em repouso
1.
Pressione no botão do volante
para
accionar o Limitador de velocidade.
Activar e ajustar a velocidade máxima.
}}
205
AUXÍLIO AO CONDUTOR
||
2.
Avence com o botão
até o instrumento
combinado exibir uma marca (5) junto à velocidade máxima desejada.
> O Limitador de velocidade está activo e a
velocidade máxima definida está memorizada.
Informação relacionada
•
Limitador de velocidade (pág. 205)
Limitador de velocidade - alterar
velocidade
Alterar a velocidade memorizada
A velocidade máxima memorizada é alterada com
pressões breves ou longas no botão do volante
ou
.
Para ajustar +/- 5 km/h (+/- 5 mph):
•
Utilize pressões breves - cada pressão corresponde a +/- 5 km/h (+/- 5 mph).
Limitador de velocidade desactivação temporária e modo de
espera
Um Limitador de velocidade (Speed Limiter)
pode ser entendido como controlo da velocidade adaptado - o condutor determina a velocidade com o acelerador mas o Limitador de velocidade evita que se ultrapasse inadvertidamente
uma velocidade previamente definida/seleccionada.
Para ajustar +/- 1 km/h (+/- 1 mph):
Desactivação temporária - modo de
espera
•
Para desactivar temporariamente o Limitador de
velocidade e colocá-lo em modo de espera:
Mantenha o botão pressionado e liberte na
velocidade máxima desejada.
A última pressão efectuada é memorizada.
Informação relacionada
•
Limitador de velocidade (pág. 205)
–
Pressione
.
> A marca (5) do instrumento combinado
muda de VERDE para BRANCO e o condutor pode temporariamente ultrapassar a
velocidade máxima definida.
O Limitador de velocidade é reactivado
, mudando a
com uma pressão em
marca (5) de BRANCO para VERDE e a
velocidade máxima volta a ser limitada.
Desactivação temporária com o pedal
do acelerador
O Limitador de velocidade também pode ser
colocado em modo de espera com o pedal do
acelerador, por exemplo: quando é necessário
206
AUXÍLIO AO CONDUTOR
acelerar rapidamente o automóvel para escapar a
qualquer situação:
Limitador de velocidade - alarme de
velocidade ultrapassada
•
Limitador de velocidade - recordar
(pág. 205)
–
Um Limitador de velocidade (Speed Limiter)
pode ser entendido como controlo da velocidade adaptado - o condutor determina a velocidade com o acelerador mas o Limitador de velocidade evita que se ultrapasse inadvertidamente
uma velocidade previamente
definida/selecionada.
•
Limitador de velocidade - desactivação temporária e modo de espera (pág. 206)
•
Limitador de velocidade - desactivação
(pág. 208)
Pressione completamente o pedal do acelerador.
> O instrumento combinado exibe a velocidade máxima memorizada com uma
marca (5) colorida e o condutor pode
temporariamente ultrapassar a velocidade
máxima definida - a marca (5) muda
durante este período de VERDE para
BRANCO.
O Limitador de velocidade é reactivado
automaticamente após se libertar o pedal
do acelerador e a velocidade ter descido
abaixo da velocidade máxima seleccionada/armazenada - a marca (5) do mostrador muda de BRANCO para VERDE e
a velocidade máxima do automóvel volta a
ser limitada.
Em descidas acentuadas a potência da travagem
com o motor do Limitador de velocidade pode ser
insuficiente e a velocidade máxima seleccionada
pode ser ultrapassada. O condutor é alertado
para esta situação com um sinal acústico.
O sinal fica activo até que o condutor trave para
uma velocidade inferior à velocidade máxima
seleccionada.
NOTA
O alarme é ativado após 5 segundos caso a
velocidade tenha sido ultrapassada em pelo
menos 3 km/h (aprox. 2 mph), desde que
ou
tenha sido
nenhum dos botões
pressionado no último meio minuto.
Informação relacionada
•
•
Limitador de velocidade (pág. 205)
Limitador de velocidade - recordar
(pág. 205)
•
Limitador de velocidade - alterar velocidade
(pág. 206)
•
Limitador de velocidade - desactivação
(pág. 208)
•
Limitador de velocidade - alarme de velocidade ultrapassada (pág. 207)
Informação relacionada
•
•
Limitador de velocidade (pág. 205)
Limitador de velocidade - alterar velocidade
(pág. 206)
207
AUXÍLIO AO CONDUTOR
Limitador de velocidade desactivação
Um Limitador de velocidade (Speed Limiter)
pode ser entendido como controlo da velocidade adaptado - o condutor determina a velocidade com o acelerador mas o Limitador de velocidade evita que se ultrapasse inadvertidamente
uma velocidade previamente definida/seleccionada.
Controlo da velocidade*
Panorâmica geral
O Cruise Control (CC – Cruise Control) auxilia
o condutor a manter uma velocidade uniforme, o
que permite uma condução relaxante em auto-estradas e em longas rectas de estradas nacionais com fluxo de trânsito regular.
Para desligar o Limitador de velocidade:
–
Pressione o botão
.
> O símbolo do instrumento combinado
para o Limitador de velocidade (6) e a
marca da velocidade definida (5) apagam-se - também é eliminada a velocidade
definida/memorizada, não podendo ser
.
retomada com o botão
Teclado do volante e instrumento combinado no automóvel sem Limitador de velocidade2.
O condutor pode então voltar a seleccionar qualquer outra velocidade utilizando o
pedal do acelerador.
Informação relacionada
•
•
208
Limitador de velocidade (pág. 205)
Limitador de velocidade - recordar
(pág. 205)
•
Limitador de velocidade - desactivação temporária e modo de espera (pág. 206)
•
Limitador de velocidade - alarme de velocidade ultrapassada (pág. 207)
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução.
AUXÍLIO AO CONDUTOR
AVISO
O condutor deve ter sempre atenção às condições de trânsito e actuar quando o Controlo
da velocidade não mantém uma distância
e/ou velocidade adequadas.
O condutor é sempre o responsável pelo veículo ser conduzido de forma correcta.
Controlo da velocidade* - comandar
velocidade
É possível activar, ajustar e alterar a velocidade
memorizada.
Activar e ajustar a velocidade
Para iniciar o Controlo da velocidade:
•
Pressione o botão do volante CRUISE (sem
(com LimitaLimitador de velocidade) ou
dor de velocidade).
>
O símbolo (6) do controlo da velocidade
acende-se no instrumento combinado - O
controlo da velocidade está em modo de
espera.
Informação relacionada
•
Controlo da velocidade* - comandar velocidade (pág. 209)
Teclado do volante e instrumento combinado no automóvel com Limitador de velocidade2.
•
Controlo da velocidade* - desactivação temporária e modo de espera (pág. 210)
Controlo da velocidade - Ligado/Desligado.
•
Controlo da velocidade* - retomar a velocidade predefinida (pág. 211)
•
Controlo da velocidade* - desligar
(pág. 212)
•
À velocidade desejada - pressione o botão
ou
.
do volante
•
Controlo de velocidade adaptativo - ACC*
(pág. 216)
>
A velocidade presente é guardada na memória, a marca (5) no instrumento combinado
acende-se junto à velocidade seleccionada e
o símbolo (6) muda de CINZENTO para
BRANCO - automóvel passa a seguir a velocidade memorizada.
O modo de espera cessa e a velocidade
armazenada é retomada.
Modo de espera
Activar e ajustar a velocidade.
Velocidade seleccionada (CINZENTO =
Modo de espera).
Controlo da velocidade activo - Símbolo
BRANCO (CINZENTO = Modo de espera).
Para activar o Cruise Control:
NOTA
O controlo da velocidade não pode ser ativado a velocidade inferiores a 30 km/h
(20 mph).
2
Num concessionário Volvo poderá encontrar informação actualizada sobre o que se aplica ao seu mercado.
}}
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução. 209
AUXÍLIO AO CONDUTOR
||
Alterar a velocidade memorizada
A velocidade memorizada é alterada com pressões breves ou longas no botão do volante
ou
.
Informação relacionada
•
Controlo da velocidade* (pág. 208)
Para ajustar 5 km/h (5 mph):
•
Utilize pressões breves - cada pressão corresponde a 5 km/h (5 mph).
Para ajustar 1 km/h (1 mph):
•
Mantenha o botão pressionado e liberte à
velocidade desejada.
A última pressão efectuada é memorizada.
Se a velocidade for aumentada com o pedal do
/
acelerador antes de se pressionar no botão
, a velocidade armazenada ao pressionar o
botão é a velocidade presente.
Um aumento temporário da velocidade, por ex:
numa ultrapassagem, não afecta as definições do
controlo da velocidade - o automóvel regressa à
última velocidade armazenada quando o pedal do
acelerador é libertado.
Controlo da velocidade* desactivação temporária e modo de
espera
A função pode ser desactivada temporariamente
e colocada em modo de espera.
Desactivação temporária - modo de
espera
Para desactivar temporariamente o Cruise Control e colocá-lo em modo de espera:
•
Pressione o botão
>
A marca (5) do instrumento combinado e o
símbolo (6) mudam da cor BRANCA para a
CINZENTA - O Controlo da velocidade está
temporariamente desactivado.
Modo de espera devido à acção do
condutor
O controlo da velocidade desconecta-se temporariamente e é colocado automaticamente em
modo de espera se:
•
•
o travão convencional for utilizado
•
a alavanca/selector das mudanças for deslocada para a posição N
•
o condutor mantiver velocidade superior à
memorizada durante mais de 1 minuto.
NOTA
Se algum dos botões do Controlo da velocidade for pressionado durante alguns minutos,
este é bloqueado e desligado. Para reactivar
o Controlo da velocidade é necessário parar o
automóvel e reiniciar o motor.
3
210
.
o pedal da embraiagem for pressionado
durante mais de 1 minuto3
O desengate e selecção de uma mudança superior ou inferior não implica o modo de espera.
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução.
AUXÍLIO AO CONDUTOR
O condutor deve então controlar a velocidade.
Um aumento temporário da velocidade, por ex:
numa ultrapassagem, não afecta as definições o automóvel regressa à última velocidade armazenada quando o pedal do acelerador é libertado.
Modo de espera automático
O controlo da velocidade desconecta-se temporariamente e é colocado em modo de espera se:
•
•
•
rodas perderem a aderência
rotação do motor demasiado baixa/elevada
a velocidade descer a menos de 30 km/h
(20 mph).
Controlo da velocidade* - retomar a
velocidade predefinida
Controlo da velocidade* - desligar
(pág. 212)
O controlo da velocidade (CC – Cruise Control)
auxilia o condutor a manter uma velocidade
regular.
Após desactivação temporária e modo de
espera (pág. 210) é possível retomar a velocidade predefinida.
Para reactivar o controlo da velocidade a partir do
modo de espera:
•
Pressione o botão
>
A marca (5) e o símbolo (6) no instrumento
combinado muda da cor CINZENTA para a
BRANCA - o automóvel passa a seguir a
última velocidade memorizada.
O condutor deve então controlar a velocidade.
Informação relacionada
•
•
•
.
Controlo da velocidade* (pág. 208)
NOTA
Controlo da velocidade* - comandar velocidade (pág. 209)
•
Controlo da velocidade* - retomar a velocidade predefinida (pág. 211)
•
Controlo da velocidade* - desligar
(pág. 212)
Pode seguir-se uma acentuada procura de
velocidade após a velocidade ter sido reto.
mada com o botão
Informação relacionada
•
•
•
Controlo da velocidade* (pág. 208)
Controlo da velocidade* - comandar velocidade (pág. 209)
Controlo da velocidade* - desactivação temporária e modo de espera (pág. 210)
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução. 211
AUXÍLIO AO CONDUTOR
Controlo da velocidade* - desligar
Distância de aviso*
Aqui é descrita a desactivação.
A função Distância de aviso (Distance Alert)
alerta o condutor caso a distância ao veículo da
frente se torne muito curta.
O Controlo da velocidade é desligado com o
botão do volante (1) ou desligando o motor deste modo é eliminada a velocidade definida/
memorizada, não podendo ser retomada com o
botão
.
Informação relacionada
•
•
Controlo da velocidade* (pág. 208)
O aviso de distância está ativo a velocidades
superiores a 30 km/h (20 mph) e reage apenas
a veículos à frente, no mesmo sentido. Não são
fornecidas informações de distância sobre veículos que circulam em sentido contrário, que circulam a velocidade muito baixa ou que se encontram parados.
Controlo da velocidade* - comandar velocidade (pág. 209)
•
Controlo da velocidade* - desactivação temporária e modo de espera (pág. 210)
•
Controlo da velocidade* - retomar a velocidade predefinida (pág. 211)
NOTA
A distância de aviso está desactivada quando
o Controlo da velocidade adaptativo está
activo.
AVISO
A distância de aviso reage apenas se a distância ao veículo da frente for inferior ao valor
pré-definido - a velocidade do veículo não
tem qualquer influência.
Utilização
Luz de aviso cor de laranja4.
Uma luz de aviso cor de laranja no pára-brisas
acende-se com brilho fixo caso a distância ao
veículo da frente seja inferior ao intervalo programado.
4
212
Pressione o botão na consola central para ligar
ou desligar a função. Uma lâmpada acesa no
botão indica que a função está ligada.
NOTA! A imagem é ilustrativa - os detalhes podem variar com o modelo do automóvel.
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução.
AUXÍLIO AO CONDUTOR
Algumas combinações de equipamentos opcionais podem não deixar espaço livre para um
botão na consola central - neste caso a função é
manuseada no sistema de menus MY CAR
(pág. 121) - aceda à função Alerta de
distância.
Defenir intervalo de distância
No instrumento combinado
podem ser seleccionados e exibidos diferentes durações de
passagem para o veículo da
frente através de 1-5 linhas
horizontais - quanto maior o
número de linhas maior é a distancia para o veículo da frente. Uma linha corresponde a cerca de 1 segundo em relação ao veículo da frente, 5 linhas a cerca de 3 segundos.
O mesmo símbolo também aparece quando o
Controlo da velocidade adaptativo (pág. 217)
está activado.
NOTA
Quanto maior for a velocidade maior é a distância calculada em metros, para uma determinada duração de passagem.
A duração de passagem definida também é
utilizada pela função Controlo da velocidade
adaptativo (pág. 217).
Comandos e símbolo para a duração de passagem.
Duração de passagem - Aumentar/diminuir.
Duração de passagem - Ligado.
Utilize apenas a duração de passagem permitida de acordo com as determinações locais
de trânsito.
Informação relacionada
•
•
Alerta de distância* - limitações (pág. 213)
Alerta de distância* - símbolos e mensagens
(pág. 215)
Alerta de distância* - limitações
Esta função, que utiliza o mesmo sensor de radar
que o Controlo da velocidade adaptativo
(pág. 216) e o Avisador de colisão com travão
automático (pág. 242) e possui algumas limitações.
NOTA
Brilho forte do sol, reflexos ou fortes variações de luminosidade, assim como a utilização de óculos de sol, podem tornar a luz de
aviso no pára-brisas imperceptível.
Más condições meteorológicas ou estradas
sinuosas podem afectar a capacidade de o
sensor de radar detectar o veículo da frente.
A dimensão do veículo da frente também
pode afectar a capacidade de detecção, por
ex: motociclos. Assim, pode acontecer que a
luz de aviso se acenda a distâncias mais curtas do que a definida ou que o aviso deixe
mesmo de funcionar temporariamente.
Velocidades muito elevadas também podem
ter como consequência o acender da luz com
distâncias inferiores a definida, devido a limitações do alcance do sensor.
Para mais informações sobre as limitações do
sensor de radar, ver Sensor de radar - limitações
(pág. 230) e (pág. 247).
}}
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução. 213
AUXÍLIO AO CONDUTOR
||
214
Informação relacionada
•
•
Distância de aviso* (pág. 212)
Alerta de distância* - símbolos e mensagens
(pág. 215)
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução.
AUXÍLIO AO CONDUTOR
Alerta de distância* - símbolos e
mensagens
nado caso a função esteja afectada devido às
suas limitações.
A função possui vários símbolos e mensagens
que podem ser exibidos no instrumento combi-
SímboloA
Mensagem
Significado
Radar bloqueado
Ver manual
A Distância de aviso encontra-se temporariamente fora de funções.
O sensor de radar está bloqueado e não pode detectar outros veículos em situações de, por exemplo, chuva forte ou
acumulação de neve em frente do sensor de radar.
Leia sobre as limitações do sensor de radar (pág. 230).
Aviso colisão
Revisão necess.
A
A Distância de aviso e o Avisador de colisão com travão automático está totalmente ou parcialmente fora de funções.
Visite uma oficina caso a mensagem permaneça - recomenda-se uma oficina autorizada Volvo.
Os símbolos são ilustrativos - podem variar com o mercado e o modelo automóvel.
Informação relacionada
•
•
Distância de aviso* (pág. 212)
Alerta de distância* - limitações (pág. 213)
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução. 215
AUXÍLIO AO CONDUTOR
Controlo de velocidade adaptativo ACC*
O Controlo da velocidade adaptativo (ACC –
Adaptive Cruise Control) auxilia o condutor a
manter uma velocidade regular combinada com
um intervalo de tempo pré-definido ao veículo da
frente.
O controlo da velocidade adaptativo proporciona
uma sensação de condução mais relaxante nas
viagens longas em auto-estradas ou em estradas
nacionais com longas rectas e com trânsito fluente.
O condutor ajusta a velocidade (pág. 220) e o
intervalo de tempo (pág. 221) desejado ao veículo da frente. Quando o detector de radar identifica um veículo à frente com velocidade mais
lenta, a velocidade é automaticamente adaptada.
Quando a estrada está livre o automóvel regressa
à velocidade seleccionada.
Se o Controlo da velocidade adaptativo estiver
desligado ou em modo de espera (pág. 222) e o
automóvel aproximar-se em demasia ao veículo
da frente, o condutor é avisado pela função alerta
de distância (pág. 212) para a distância curta.
AVISO
O condutor deve ter sempre atenção às condições de trânsito e actuar quando o controlo
da velocidade adaptativo não mantém uma
distância ou velocidade adequada.
O controlo da velocidade adaptativo não consegue reagir a todas as condições de trânsito,
meteorologia e estrada.
Transmissão automática
Os automóveis com transmissão automática possuem funções acrescidas com a Assistência de
fila (pág. 224) da função Controlo da velocidade
adaptativo.
Informação relacionada
•
Leia todo o capítulo do manual de instruções
relativo ao Controlo da velocidade adaptativo
para conhecer as suas limitações, algo que o
condutor deve saber antes de utilizar o sistema.
Controlo da velocidade adaptativo*- funcionamento (pág. 217)
•
Controlo da velocidade adaptativo* - panorâmica geral (pág. 219)
•
Controlo da velocidade adaptativo* - comandar velocidade (pág. 220)
O condutor é sempre o responsável pela
manutenção da distância e velocidade correcta, mesmo quando o controlo da velocidade adaptativo é utilizado.
•
Controlo da velocidade adaptativo* - ajustar
intervalo de distância (pág. 221)
•
Controlo da velocidade adaptativo* - desactivação temporária e modo de espera
(pág. 222)
IMPORTANTE
A manutenção dos componentes do Controlo
da velocidade adaptativo apenas pode ser
realizada numa oficina - recomenda-se uma
oficina autorizada Volvo.
•
Controlo da velocidade adaptativo* - ultrapassar outro veículo (pág. 223)
•
Controlo da velocidade adaptativo* - desligar
(pág. 223)
Após um serviço de manutenção e durante
um tempo limitado, a função ACC pode ter o
alcance ligeiramente limitado. O sistema é
calibrado durante a condução e reassume a
funcionalidade plena automaticamente.
•
Controlo da velocidade adaptativo*- assistência de fila (pág. 224)
•
Controlo da velocidade adaptativo* - mudar o
funcionamento do controlo da velocidade
(pág. 226)
•
•
216
Sensor de radar (pág. 230)
Sensor de radar - limitações (pág. 230)
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução.
AUXÍLIO AO CONDUTOR
•
•
Controlo da velocidade adaptativo* - detecção de avarias e medidas a tomar (pág. 227)
Controlo da velocidade adaptativo*funcionamento
Controlo da velocidade adaptativo* - símbolos e mensagens (pág. 228)
É constituído por um controlo da velocidade e
um separador que funciona em conjunto.
Descrição geral da função
AVISO
O controlo da velocidade adaptativo não é um
sistema destinado a evitar colisões. O condutor deve agir caso o sistema não detecte um
veículo à frente.
O controlo da velocidade adaptativo não trava
perante pessoas, animais ou pequenos veículos, como por ex: bicicletas e motociclos.
Também não trava perante atrelados/reboques baixos, veículos ou objectos no sentido
contrário, em marcha lenta ou parados.
Não utilize o controlo da velocidade adaptativo em trânsito urbano, trânsito intenso, cruzamentos, pisos escorregadios com muita
água ou soltos, queda intensa de chuva/neve,
má visibilidade, estradas sinuosas e em acessos ou saídas de auto-estradas.
Descrição geral da função5.
Luz de aviso - necessária travagem do condutor
Unidade de botões no volante (pág. 219)
Sensor de radar (pág. 230)
5
NOTA! A imagem é ilustrativa - os detalhes podem diferir com o modelo do automóvel.
A distância em relação ao veículo da frente
(pág. 221) é medida principalmente por um sensor de radar (pág. 230). A função do controlo de
velocidade regula a velocidade com acelerações
e travagens. É normal que os travões emitam um
som fraco quando o Controlo da velocidade
adaptativo os utiliza.
}}
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução. 217
AUXÍLIO AO CONDUTOR
||
AVISO
O pedal do travão move-se quando o Controlo
da velocidade adaptativo trava. Não repouse o
pé sob o pedal do travão - este pode ficar
entalado.
O controlo da velocidade adaptativo tenta sempre
acompanhar o veículo da frente que se encontra
na mesma faixa de rodagem com uma duração
de passagem (pág. 221) definida pelo condutor.
Se o sensor de radar não detectar nenhum veículo à frente o automóvel mantém a velocidade
definida e memorizada pelo condutor. O mesmo
acontece se a velocidade do veículo da frente
ultrapassar a velocidade memorizada.
O controlo da velocidade adaptativo procura
regular a velocidade de um modo suave. Em
situações que exijam travagens bruscas o condutor deverá assumir a travagem. Esta situação
aplica-se a grandes variações de velocidades ou
no caso de o veículo da frente travar bruscamente. Devido às limitações do sensor de radar
(pág. 230), podem surgir travagens inesperadas
ou não suceder qualquer travagem.
O controlo da velocidade adaptativo pode ser ativado de modo a acompanhar outro veículo a
velocidades de 30 km/h6 (20 mph) a 200 km/h
(125 mph). Se a velocidade descer abaixo de
30 km/h (20 mph) ou a velocidade de rotação
6
7
218
do motor se tornar demasiado baixa, o controlo
da velocidade é colocado em modo de espera
(pág. 222), cessando a travagem automática - o
condutor tem de intervir para manter uma distância segura em relação ao veículo da frente.
Luz de aviso - necessária travagem do
condutor
O controlo da velocidade adaptativo tem uma
capacidade de travagem que corresponde a
cerca de 40 % da capacidade de travagem do
automóvel.
colisão (pág. 242) para alertar o condutor para
uma intervenção imediata.
NOTA
A informação no para-brisas pode ser difícil
de detetar sob luz solar forte e com óculos de
sol.
AVISO
O Controlo da velocidade adaptativo avisa
apenas para veículos detectados pela sua
unidade de radar - assim, um aviso pode ser
emitido com algum atraso ou mesmo não ser
emitido. Nunca aguarde por um aviso para
travar.
Estrada com elevada inclinação e/ou
com carga pesada
1. Luz de aviso e som de aviso do aviso de colisão7.
Se o automóvel necessitar de travar de modo
mais brusco do que o Controlo da velocidade
adaptativo permite e o condutor não o fizer, é utilizada a luz de aviso e o som de aviso do Aviso de
O assistente de fila (pág. 224) (em veículos com transmissão automática) pode gerir um intervalo de 0-200 km/h. (0-125 mph).
NOTA! A imagem é ilustrativa - os detalhes podem variar com o modelo do automóvel.
Lembre-se que o controlo da velocidade adaptativo foi concebido para ser utilizado principalmente em estradas planas. Este tem dificuldades
em manter a distância correcta ao veículo da
frente em descidas acentuadas, com carga
pesada ou com atrelado - nestas situações tenha
muita atenção e esteja sempre pronto a travar.
AUXÍLIO AO CONDUTOR
Informação relacionada
•
Controlo de velocidade adaptativo - ACC*
(pág. 216)
•
Controlo da velocidade adaptativo* - desligar
(pág. 223)
•
Controlo da velocidade adaptativo* - ultrapassar outro veículo (pág. 223)
8
Controlo da velocidade adaptativo*
- panorâmica geral
Marca verde na velocidade memorizada
(BRANCO = modo de espera).
A utilização do Controlo da velocidade adaptativo e a unidade de botões do volante variam
consoante o automóvel esteja equipado, ou não,
com limitador de velocidade8.
Duração de passagem
Controlo da velocidade adaptativo com
Limitador de velocidade
ACC está activo com símbolo VERDE
(BRANCO = modo de espera).
Controlo da velocidade adaptativo sem
Limitador de velocidade
Controlo da velocidade - Ligado/Desligado.
O modo de espera cessa e a velocidade
armazenada é retomada.
O modo de espera cessa e a velocidade
armazenada é retomada.
Controlo da velocidade - Ligado/Desligado
ou Modo de espera.
Modo de espera
Duração de passagem - Aumentar/diminuir.
Duração de passagem - Aumentar/diminuir.
Activar e ajustar a velocidade.
Activar e ajustar a velocidade.
(Não utilizado)
Num concessionário Volvo poderá encontrar informação actualizada sobre o que se aplica ao seu mercado.
}}
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução. 219
AUXÍLIO AO CONDUTOR
||
Marca verde na velocidade memorizada
(BRANCO = modo de espera).
Controlo da velocidade adaptativo*
- comandar velocidade
•
Duração de passagem
ACC está activo com símbolo VERDE
(BRANCO = modo de espera).
Para activar o ACC:
Informação relacionada
•
Controlo de velocidade adaptativo - ACC*
(pág. 216)
•
Controlo da velocidade adaptativo*- funcionamento (pág. 217)
•
Controlo da velocidade adaptativo* - símbolos e mensagens (pág. 228)
- acendePressione o botão do volante
-se um símbolo BRANCO semelhante no
instrumento combinado (8) indicando que o
Controlo da velocidade adaptativo está em
modo de espera (pág. 222).
Controlo da velocidade adaptativo com Limitador de
velocidade
•
À velocidade desejada - pressione o botão
ou
.
do volante
>
A velocidade presente é armazenada na
memória, o instrumento combinado exibe
uma "lupa" (6) na velocidade memorizada
durante um segundo e a marca muda de
BRANCA para VERDE.
Quando o símbolo muda a cor de
BRANCO para VERDE o ACC está
activo e o automóvel mantém a velocidade memorizada.
Apenas quando o símbolo
apresenta imagem de outro
veículo é regulada a distância
ao veículo da frente pelo ACC.
Em simultâneo é definido um
intervalo de velocidades:
Controlo da velocidade adaptativo sem Limitador de
velocidade
Para arrancar o ACC:
220
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução.
AUXÍLIO AO CONDUTOR
•
•
a velocidade superior com marca VERDE é a
velocidade pré-definida
NOTA
Se algum dos botões do Controlo da velocidade adaptativo for pressionado durante
alguns minutos, a função é bloqueado e desligado. Para o voltar a reactivar é necessário
parar o automóvel e reiniciar o motor.
a velocidade inferior é a velocidade do veículo da frente.
Alterar a velocidade memorizada
A velocidade memorizada é alterada com pressões breves ou longas no botão do volante
ou
.
Em algumas situações não é possível reactivar - nestes caso aparece no instrumento
combinado (pág. 228) Cruise control
adaptativo Não disponível.
Para ajustar +/- 5 km/h (+/- 5 mph):
•
Utilize pressões breves - cada pressão corresponde a +/- 5 km/h (+/- 5 mph).
Para ajustar +/- 1 km/h (+/- 1 mph):
•
Mantenha o botão pressionado e liberte à
velocidade desejada.
A última pressão efectuada é memorizada.
Se a velocidade for aumentada com o pedal do
/
acelerador antes de se pressionar no botão
, a velocidade armazenada ao pressionar o
botão é a velocidade presente.
Um aumento temporário da velocidade, por ex:
numa ultrapassagem, não afecta as definições o automóvel regressa à última velocidade armazenada quando o pedal do acelerador é libertado.
Informação relacionada
•
Controlo de velocidade adaptativo - ACC*
(pág. 216)
•
Controlo da velocidade adaptativo* - panorâmica geral (pág. 219)
•
Controlo da velocidade adaptativo*- funcionamento (pág. 217)
Controlo da velocidade adaptativo*
- ajustar intervalo de distância
No instrumento combinado
podem ser seleccionados e exibidos diferentes durações de
passagem para o veículo da
frente através de 1-5 linhas
horizontais - quanto maior o
número de linhas maior é a distancia para o veículo da frente. Uma linha corresponde a cerca de 1 segundo em relação ao veículo da frente, 5 linhas a cerca de 3 segundos.
Para ajustar/alterar o intervalo de distância:
•
Rode o selector rotativo da unidade de
botões do volante (pág. 219) (ou utilize os
botões
/
em automóveis sem Limitador
de velocidade).
A baixas velocidades, quando a distância é curta,
o controlo da velocidade adaptativo aumenta
ligeiramente o intervalo de tempo.
Para que se possa seguir o veículo da frente de
modo suave e confortável, o controlo da velocidade adaptativo permite variações perceptíveis
do intervalo de tempo em certas situações.
Note que uma duração de passagem breve proporciona ao condutor um tempo de reacção e
acção mais curto perante alguma alteração inesperada no trânsito.
}}
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução. 221
AUXÍLIO AO CONDUTOR
||
O mesmo símbolo aparece quando a função Distância de aviso (pág. 212) está activada.
NOTA
Utilize a distância programada de acordo com
a legislação aplicável.
Se o Controlo da velocidade adaptativo não
reagir na activação, a causa pode residir no
facto de a distância ao veículo da frente não
permitir uma procura de velocidade.
Quanto maior é a velocidade, maior é distância em metros calculada para uma distância
programada.
Leia mais sobre a utilização da velocidade
(pág. 220).
Informação relacionada
•
Controlo de velocidade adaptativo - ACC*
(pág. 216)
•
Controlo da velocidade adaptativo* - panorâmica geral (pág. 219)
•
Controlo da velocidade adaptativo*- funcionamento (pág. 217)
•
Controlo da velocidade adaptativo* - desligar
(pág. 223)
9
222
Controlo da velocidade adaptativo*
- desactivação temporária e modo
de espera
•
•
o travão convencional for utilizado
O Controlo da velocidade adaptativo pode ser
desactivado temporariamente e colocado em
modo de espera.
•
o selector de mudanças for deslocado para a
posição N (transmissão automática)
•
o condutor mantiver velocidade superior à
memorizada durante mais de 1 minuto.
Desactivação temporária/modo de
espera - com Limitador de velocidade
Para desactivar temporariamente o Controlo da
velocidade adaptativo e colocá-lo em modo de
espera:
•
Pressione o botão
Este símbolo e a marca da velocidade
memorizada mudam de VERDE para
BRANCO.
Desactivação temporária/modo de
espera - sem Limitador de velocidade
Para desactivar temporariamente o Controlo da
velocidade adaptativo e colocá-lo em modo de
espera:
•
Pressione o botão
Modo de espera devido à acção do
condutor
O Controlo da velocidade adaptativo desconecta-se temporariamente e é colocado automaticamente em modo de espera se:
o pedal da embraiagem for pressionado
durante mais de 1 minuto9
O condutor deve então controlar a velocidade.
Um aumento temporário da velocidade, por ex:
numa ultrapassagem, não afecta as definições o automóvel regressa à última velocidade armazenada quando o pedal do acelerador é libertado.
Modo de espera automático
O Controlo da velocidade adaptativo depende de
outros sistemas, por ex.: Sistema de estabilidade
ESC (pág. 201). Se algum destes sistemas deixar
de funcionar o Controlo da velocidade adaptativo
desliga-se automaticamente.
Perante a desactivação automática soa um sinal
e a mensagem Cruise control adaptativo
cancelado aparece no instrumento combinado.
O condutor deve então actuar e adaptar a velocidade e distância ao veículo da frente.
Uma desactivação automática pode dever-se a:
•
•
•
o condutor abrir a porta
o condutor retirar o cinto de segurança
rotação do motor demasiado baixa/elevada
O desengate e selecção de uma mudança superior ou inferior não implica o modo de espera.
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução.
AUXÍLIO AO CONDUTOR
•
a velocidade descer abaixo de 30 km/h10
(20 mph)
•
•
•
rodas perderem a aderência
temperatura dos travões for elevada
o sensor de radar ficar tapado por neve ou
chuva forte, por exemplo (as ondas rádio
ficam bloqueadas).
Retomar a velocidade predefinida
O Controlo da velocidade adaptativo em modo de
espera é reactivado com uma pressão no botão
- a velocidade é então assumida
do volante
como a última armazenada.
Controlo da velocidade adaptativo*
- ultrapassar outro veículo
Controlo da velocidade adaptativo*
- desligar
Quando o automóvel segue outro veículo e o
condutor assinala uma ultrapassagem eminente
com o indicador de mudança de direcção11, o
Controlo da velocidade adaptativo auxilia o condutor com uma breve aceleração do automóvel
em relação ao veículo da frente.
Unidade de botões com Limitador de
velocidade
A função encontra-se ativa a velocidades superiores a 70 km/h (43 mph).
AVISO
Tenha atenção que esta função pode ser activada em várias situações para além das ultrapassagens, por ex: quando o indicador de
mudança de direcção é utilizado para mudar
de faixa ou para sair da estrada - o automóvel
pode acelerar durante um breve instante.
NOTA
Após o controlo da velocidade ter sido retopode-se sentir um
mado com o botão
aumento significativo da velocidade.
Informação relacionada
•
Controlo de velocidade adaptativo - ACC*
(pág. 216)
•
Controlo da velocidade adaptativo* - panorâmica geral (pág. 219)
•
Controlo da velocidade* (pág. 208)
10
11
Informação relacionada
•
Controlo de velocidade adaptativo - ACC*
(pág. 216)
•
•
O Controlo da velocidade adaptativo é desligado
com o botão do volante
na unidade de botões
(pág. 219) do volante - deste modo é eliminada a
velocidade definida/memorizada, não podendo
.
ser retomada com o botão
Unidade de botões sem Limitador de
velocidade
Uma breve pressão no botão do volante
coloca o Controlo da velocidade adaptativo em
modo de espera (pág. 222). Uma outra breve
pressão desliga a função - deste modo é eliminada a velocidade definida/memorizada, não
.
podendo ser retomada com o botão
Informação relacionada
•
Controlo de velocidade adaptativo - ACC*
(pág. 216)
Controlo da velocidade adaptativo* - panorâmica geral (pág. 219)
•
Controlo da velocidade adaptativo*- funcionamento (pág. 217)
Controlo da velocidade adaptativo*- funcionamento (pág. 217)
•
Controlo da velocidade adaptativo* - símbolos e mensagens (pág. 228)
Não se aplica a automóvel com Assistente em fila - este suporta até ficar parado.
Apenas com indicação de direcção à esquerda em modelos com volante à esquerda e indicação de direcção à direita em modelos com volante à direita.
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução. 223
AUXÍLIO AO CONDUTOR
Controlo da velocidade adaptativo*assistência de fila
Maior intervalo de velocidade
Para poder activar o Controlo da velocidade
adaptativo, a porta do condutor tem de estar
fechada e o cinto de segurança colocado.
Com a transmissão automática o controlo da
velocidade adaptativo pode acompanhar outro
veículo no intervalo 0-200 km/h (0-125 mph).
A Assistência de fila possui as seguintes funcionalidades:
•
Intervalo de velocidades mais alargado mesmo abaixo de 30 km/h (20 mph) e em
repouso
•
•
•
Mudança de objectivo
A travagem automática cessa em repouso
Activação automática do travão de estacionamento.
Note que a velocidade mínima programável para
o Controlo da velocidade adaptativo é de
30 km/h (20 mph) - mesmo que o controlo da
velocidade consiga acompanhar um outro veículo
até o repouso uma velocidade inferior a 30 km/h
(20 mph) não pode ser selecionada/memorizada.
Para que se possa ativar o controlo da velocidade a velocidades superiores a 30 km/h
(20 mph) é necessário que se encontre um
veículo à frente a uma distância razoável.
Em paragens breves, com marcha lenta em trânsito lento ou com paragens em semáforos, a condução é retomada automaticamente após breves
pausas no espaço de cerca de 3 segundos - se
demorar mais tempo ao veículo da frente a retomar a marcha, o Controlo da velocidade adaptativo é desligado e mantido em modo de espera
com travagem automática. O condutor tem
depois de reactivar o mesmo num dos seguintes
modos:
Pressione o botão
.
ou
•
NOTA
A função Assistência de fila pode manter-se
activa com o veículo parado num tempo
máximo de 4 minutos - após este período é
accionado o travão de estacionamento e o
Controlo da velocidade adaptativo é desconectado.
•
NOTA
•
224
De seguida, o Controlo da velocidade adaptativo retoma o acompanhamento do veículo
da frente.
NOTA
A assistência de fila proporciona ao controlo da
velocidade adaptativo uma funcionalidade acrescida mesmo com velocidades inferiores a
30 km/h (20 mph).
Nos automóveis com transmissão automática o
Controlo da velocidade adaptativo é complementado com função Assistência de fila (também
designada por "Queue Assist").
>
Pressione o pedal do acelerador.
É necessário libertar o travão de estacionamento para que o Controlo da velocidade adaptativo possa ser reactivado.
Mudança de objectivo
Se o veículo objectivo da frente mudar rapidamente de
direcção pode existir trânsito parado à frente.
Quando o controlo da velocidade adaptativo
segue um outro veículo a velocidade inferior a
30 km/h (20 mph) e o objetivo muda de um veículo em movimento para um veículo parado, o
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução.
AUXÍLIO AO CONDUTOR
controlo da velocidade adaptativo trava perante o
veículo parado.
AVISO
Quando o controlo da velocidade adaptativo
segue um veículo dianteiro a velocidade
superior a 30 km/h (20 mph) e muda de
objetivo para um veículo dianteiro parado, o
Controlo da velocidade adaptativo ignora o
objeto parado e seleciona a velocidade
memorizada.
•
O condutor deve actuar e travar.
Modo de espera automático perante
mudança de objectivo
O Controlo da velocidade adaptativo desconecta-se e é colocado em modo de espera:
•
•
quando a velocidade desce abaixo de
5 km/h (5 mph) e o controlo da velocidade
adaptativo não consegue determinar se o
objetivo é um veículo parado ou outro objeto
qualquer, por ex: um ressalto de limitação de
velocidade.
quando a velocidade desce abaixo de
5 km/h (5 mph) e o veículo à frente muda de
direção de modo a que o controlo da velocidade adaptativo não possua um veículo para
seguir.
Cessação da travagem automática em
repouso
Em algumas situações, a Assistência de fila interrompe a travagem automática em repouso. Isto
significa que os travões são libertados e o automóvel pode entrar em andamento - o condutor
deve então actuar e travar para manter o automóvel imobilizado.
A Assistência de fila liberta o travão convencional
e coloca o Controlo da velocidade adaptativo em
modo de espera nas seguintes situações:
•
•
•
•
•
•
o motor é desligado
os travões ficam sobre-aquecidos.
Informação relacionada
•
Controlo de velocidade adaptativo - ACC*
(pág. 216)
•
Controlo da velocidade adaptativo* - panorâmica geral (pág. 219)
•
Controlo da velocidade adaptativo*- funcionamento (pág. 217)
o condutor coloca o pé no pedal do travão
o travão de estacionamento é aplicado
o selector de mudanças é deslocado para a
posição P, N ou R
o condutor coloca o Controlo da velocidade
adaptativo em modo de espera.
Activação automática do travão de
estacionamento
Em algumas situações a Assistência de fila aplica
o travão de estacionamento para manter o automóvel parado.
Isto acontece quando:
•
•
•
o condutor abre a porta ou retira o cinto de
segurança
o ESC muda do modo Normal para Sport
A Assistência de fila manteve o automóvel
parado por mais de 4 minutos
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução. 225
AUXÍLIO AO CONDUTOR
Controlo da velocidade adaptativo*
- mudar o funcionamento do
controlo da velocidade
AVISO
O automóvel deixa de travar automaticamente
após mudança de ACC para CC - segue apenas a velocidade seleccionada.
Mudar de ACC para CC
No instrumento combinado aparece um símbolo
do controlo da velocidade activo:
CC
ACC
Cruise Control
Adaptive Cruise
Control
Voltar a mudar de CC para ACC
Desligue o controlo da velocidade com 1-2 presde acordo com a instrução de
sões no botão
desactivação (pág. 223). Na próxima vez que o
sistema for ligado é activado o Controlo da velocidade adaptativo.
Informação relacionada
Controlo da velocidade
Controlo da velocidade
adaptativo
Com uma pressão num botão pode-se desactivar
a parte Adaptativa (separador) do Controlo da
velocidade, sendo que o automóvel passa a
seguir apenas a velocidade definida/memorizada.
226
•
Pressione longamente o botão do volante
- o símbolo do instrumento combinado
para
.
muda de
>
O controlo da velocidade standard
(pág. 208) CC (Cruise Control) fica activado.
•
Controlo de velocidade adaptativo - ACC*
(pág. 216)
•
Controlo da velocidade adaptativo* - panorâmica geral (pág. 219)
•
Controlo da velocidade adaptativo*- funcionamento (pág. 217)
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução.
AUXÍLIO AO CONDUTOR
Controlo da velocidade adaptativo*
- detecção de avarias e medidas a
tomar
Se o instrumento combinado exibir a mensagem
Radar bloqueado Ver manual o sensor de
radar (pág. 230) não consegue detectar outros
veículos à frente do automóvel.
colisão com travão automático (pág. 242) não
funcionam.
Esta mensagem significa também que as funções Distância de aviso (pág. 212) e Avisador de
Na tabela seguinte são apresentados exemplos
de causas prováveis para o aparecimento da
mensagem, assim como medidas adequadas a
tomar:
Causa
Medidas
A superfície do radar na grelha está suja ou coberta por gelo ou
neve.
Limpe a superfície do radar na grelha da sujidade, gelo ou neve.
Chuva forte ou neve bloqueiam os sinais do radar.
Nenhuma medida. Por vezes o radar não funciona com forte precipitação.
A turbulência na estrada levanta água ou neve que bloqueiam os
sinais do radar.
Nenhuma medida. Por vezes o radar não funciona sobre estradas com muita água
ou neve.
A superfície do radar está limpa mas a mensagem mantém-se.
Espere um momento. Pode demorar alguns minutos até que o radar detecte que já
não se encontra bloqueado.
Informação relacionada
•
Controlo da velocidade adaptativo* - panorâmica geral (pág. 219)
•
Controlo da velocidade adaptativo*- funcionamento (pág. 217)
•
Controlo da velocidade adaptativo* - símbolos e mensagens (pág. 228)
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução. 227
AUXÍLIO AO CONDUTOR
Controlo da velocidade adaptativo*
- símbolos e mensagens
texto. Seguem-se alguns exemplos - siga a recomendação indicada:
Por vezes o Controlo da velocidade adaptativo
pode exibir um símbolo e/ou mensagem de
Símbolo
Mensagem
Significado
O símbolo é VERDE
O automóvel mantém a velocidade memorizada.
O símbolo é BRANCO
O Controlo da velocidade adaptativo está em modo de espera.
O controlo da velocidade standard está seleccionado manualmente.
Colocar ESC em Normal
para ativar Cruise
O controlo da velocidade adaptativo não pode ser activado até que o Sistema de estabilidade (ESC) (pág. 201)
seja colocado no modo Normal.
Cruise control adaptativo cancelado
O Controlo da velocidade adaptativo foi desligado - o condutor deve assumir o controlo da velocidade.
Cruise control adaptativo Não disponível
O Controlo da velocidade adaptativo não pode ser activado.
Isto pode dever-se a, por exemplo:
•
•
Radar bloqueado Ver
manual
temperatura dos travões for elevada
o sensor de radar ficar bloqueado, por ex: por neve ou chuva.
O Controlo da velocidade adaptativo encontra-se temporariamente fora de funções.
•
O sensor de radar está bloqueado e não pode detectar outros veículos em situações de, por exemplo, chuva
forte ou acumulação de neve em frente do sensor de radar.
O condutor pode optar por mudar para (pág. 226) o Cruise Control (CC) normal - uma mensagem de texto informa
a alternativa disponível.
Leia sobre as limitações do sensor de radar (pág. 230).
228
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução.
AUXÍLIO AO CONDUTOR
Símbolo
Mensagem
Significado
Cruise control adaptativo Revisão necess.
O Controlo da velocidade adaptativo encontra-se fora de funções.
Pressione travão para
suportar veículo + alarme
acústicoA
•
O automóvel permanece parado e o controlo da velocidade liberta do travão convencional para permitir que o travão de estacionamento assuma o repouso do automóvel mas uma falha no travão de estacionamento permite que
o veículo se desloque imediatamente.
•
Inferior 30 km/h Veículo
à frente necessárioA
A
Contacte uma oficina - recomenda-se o contacto de uma oficina autorizada Volvo.
O condutor tem de travar. A mensagem permanece e o alarme soa até que o condutor pressione o pedal do
travão ou utilize o pedal do acelerador.
Exibida perante tentativa de ativação do controlo da velocidade adaptativo com velocidade inferior a 30 km/h
(20 mph) sem veículo à frente dentro da distância de ativação.
Apenas com Assistente de fila.
Informação relacionada
•
Controlo de velocidade adaptativo - ACC*
(pág. 216)
•
Controlo da velocidade adaptativo* - panorâmica geral (pág. 219)
•
Controlo da velocidade adaptativo*- funcionamento (pág. 217)
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução. 229
AUXÍLIO AO CONDUTOR
Sensor de radar
•
Distância de aviso* (pág. 212)
Sensor de radar - limitações
O sensor de radar tem como função detectar
automóveis ou veículos maiores na mesma
direcção e na mesma faixa de rodagem.
Um sensor de radar (pág. 230) possui determinadas limitações - devido ao seu campo de
visão limitado, entre outros.
O sensor de radar é utilizado pelas seguintes
funções:
A capacidade do Controlo da velocidade adaptativo para detectar um veículo à frente diminui
bastante se:
•
•
•
Distância de aviso*
Controlo da velocidade adaptativo*
•
Avisador de colisão com travagem automática e detecção de ciclistas e peões*
a velocidade do veículo da frente divergir
muito em relação à do automóvel
•
os sensores de radar ficarem bloqueados por ex.: perante chuva forte ou acumulação
de neve lamacenta ou de outros objectos em
frente ao sensor de radar.
IMPORTANTE
Perante danos visíveis na grade do automóvel
ou suspeita de danos no sensor de radar:
•
Contacte uma oficina - recomenda-se
uma oficina autorizada Volvo.
A função pode cessar totalmente ou parcialmente - ou funcionar incorrectamente - caso
a grelha, o sensor de radar ou o seu suporte
estiverem danificados ou soltos.
Modificações no sensor de radar podem tornar a
sua utilização ilegal.
NOTA
Mantenha limpa a área em frente dos sensores - ver sub-capítulo "Manutenção"
(pág. 246).
Campo de visão
O sensor de radar possui um campo de visão
limitado. Em algumas situações não se detecta o
outro veículo ou a detecção acontece mais tarde
do que o esperado.
Informação relacionada
•
•
•
230
Sensor de radar - limitações (pág. 230)
Controlo de velocidade adaptativo - ACC*
(pág. 216)
Avisador de colisão* (pág. 242)
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução.
AUXÍLIO AO CONDUTOR
AVISO
AVISO
O condutor deve ter sempre atenção às condições de trânsito e actuar quando o controlo
da velocidade adaptativo não mantém uma
distância ou velocidade adequada.
O controlo da velocidade adaptativo não é um
sistema destinado a evitar colisões. O condutor deve agir caso o sistema não detecte um
veículo à frente.
O controlo da velocidade adaptativo não consegue reagir a todas as condições de trânsito,
meteorologia e estrada.
O controlo da velocidade adaptativo não trava
perante pessoas, animais ou pequenos veículos, como por ex: bicicletas e motociclos.
Também não trava perante veículos ou objectos no sentido contrário, em marcha lenta ou
parados.
Leia todo o capítulo do manual de instruções
relativo ao Controlo da velocidade adaptativo
para conhecer as suas limitações, algo que o
condutor deve saber antes de utilizar o sistema.
Não utilize o controlo da velocidade adaptativo em trânsito urbano, trânsito intenso, cruzamentos, pisos escorregadios com muita
água ou soltos, queda intensa de chuva/neve,
má visibilidade, estradas sinuosas e em acessos ou saídas de auto-estradas.
O condutor é sempre o responsável pela
manutenção da distância e velocidade correcta, mesmo quando o controlo da velocidade adaptativo é utilizado.
AVISO
Campo de visão do ACC.
O sensor de radar pode por vezes detectar
veículos demasiado tarde a distâncias curtas
- por ex.: um veículo que se introduz entre o
seu automóvel e o veículo da frente.
Acessórios ou outros objectos, por ex: faróis
adicionais, não podem ser montados em
frente à grelha.
Informação relacionada
•
•
•
Controlo de velocidade adaptativo - ACC*
(pág. 216)
Avisador de colisão* (pág. 242)
Distância de aviso* (pág. 212)
Pequenos veículos, tais como motociclos, ou
veículos que não conduzem no meio da faixa
de rodagem podem manter-se indetectados.
Em curvas, o sensor de radar pode detectar
um veículo errado ou perder de vista um veículo detectado.
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução. 231
AUXÍLIO AO CONDUTOR
Homologação - sistema de radar
A homologação das unidades de radar do automóvel pode ser consultada na seguinte tabela.
Mercado
ACCA
BLISB
Símbolo
Homologação
Este equipamento opera em caráter secundário, isto é, não tem direito à proteção contra
interferência prejudicial, mesmo de estações do mesmo tipo e não pode causar interferência
a sistemas operando em caráter primário.
✓
Modelo: L2C0038TR
1071-10-3451
Brasil
EAN: 07897843800248
Modelo: L2C0055TR
✓
1500-15-8065
✓
Hereby, Delphi Electronics & Safety declares that L2C0038TR / L2C0055TR are in
compliance with the essential requirements and other relevant provisions of Directive
1999/5/EC.
EAN: 07897843840978
Europa
✓
The Declaration of Conformity may be consulted at Delphi Electronics & Safety / 2151 E.
Lincoln Road / Kokomo, Indiana 46902 USA
TRA
✓
REGISTERED No: 0018923/09
DEALER No: DA37380/15
Emiratos Árabes Unidos
TRA
✓
REGISTERED No: ER37357/15
DEALER No: DA37380/15
232
AUXÍLIO AO CONDUTOR
Mercado
Indonésia
ACCA
BLISB
✓
Símbolo
Homologação
14785/POSTEL/2010 1982
✓
38806/SDPPI/2015 4927
Type Approval No.: TRC/LPD/2009/87
✓
Equipment type: Low Power Device (LPD)
Jordânia
✓
Type Approval No.: TRC/LPD/2015/3
Equipment Type: Low Power Device (LPD)
AGREE PAR L'ANRT MAROC
✓
Numero d'agrement : MR 4838 ANRT 2009
Date d'agrement : 22/05/2009
Marrocos
AGREE PAR L’ANRT MAROC
✓
NUMÉRO D’AGRÉMENT: MR 9929 ANRT 2014
DATE D’AGRÉMENT: 26/12/2014
Singapura
✓
✓
Complies with IDA Standards DA105753
TA-2009/163
✓
APPROVED
África do Sul
✓
TA-2014/2390
APPROVED
}}
233
AUXÍLIO AO CONDUTOR
||
Mercado
ACCA
BLISB
✓
Taiwan
A
B
ACC = Adaptive Cruise Control
BLIS = Blind Spot Information
Informação relacionada
•
234
Sensor de radar (pág. 230)
Símbolo
Homologação
CCAB09LP4590T3
✓
CCAB15LP0680T0
AUXÍLIO AO CONDUTOR
City Safety™
City Safety™ é uma função de apoio ao condutor para evitar colisões em situações de, por
exemplo, condução em filas, onde as condições
de trânsito combinadas com a desatenção
podem provocar um acidente.
(pág. 242)*, ambos os sistemas funcionam em
conjunto.
IMPORTANTE
City Safety™ - sensor laser (pág. 239)
City Safety™ - símbolos e mensagens
(pág. 241)
AVISO
O City Safety™ não funciona em todas as
situações de trânsito, meteorologia ou
estrada.
O City Safety™ ativa-se em situações em que o
condutor já deveria ter atuado o travão, por esta
razão a função não pode auxiliar o condutor em
todas as situações.
O City Safety™ não reage a veículos que
conduzam noutras direcções, veículos muito
pequenos, motociclos, pessoas e animais.
City Safety™ foi concebido para ser ativado o
mais tarde possível de modo a evitar ações desnecessárias.
O City Safety™ pode impedir uma colisão
perante uma diferença de velocidades inferior
a 15 km/h (9 mph) - com diferenças de velocidade mais elevadas, a velocidade de colisão
apenas pode ser reduzida. Para que se obtenha a força total de travagem o condutor tem
que pressionar o pedal do travão.
City Safety™ não deve ser utilizado para alterar o
modo de condução do automóvel - se o condutor
apenas confiar na travagem do City Safety™
acabará por sofrer uma colisão mais cedo ou
mais tarde.
Se o automóvel também estiver equipado com
Avisador de colisão com travão automático
City Safety™ - utilização (pág. 236)
A manutenção e substituição de componentes do City Safety™ deve ser realizada apenas em oficina - recomenda-se uma oficina
autorizada Volvo.
A função City Safety™ está ativa para velocidades inferiores a 50 km/h (30 mph) e auxilia o
condutor travando o automóvel automaticamente
perante o risco iminente de colisão com o veículo
da frente, caso o condutor não reaja antecipadamente travando e/ou desviando.
Normalmente, o condutor e os passageiros só se
apercebem do funcionamento do City Safety™
numa situação de quase colisão.
•
•
•
Nunca aguarde a intervenção do City
Safety™. O condutor é sempre o responsável
pela manutenção da distância e velocidade
correctas.
Informação relacionada
•
•
City Safety™ - limitações (pág. 237)
City Safety™ - funcionamento (pág. 236)
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução. 235
AUXÍLIO AO CONDUTOR
City Safety™ - funcionamento
City Safety faz a leitura do trânsito à frente do
automóvel com um sensor laser montado na
extremidade superior do pára-brisas. Perante o
risco iminente de colisão o City Safety trava imediatamente o automóvel, a qual pode uma travagem ser muito brusca.
Se a diferença de velocidades entre os veículos
for superior a 15 km/h (9 mph), o City Safety não
pode por si só evitar a colisão - para obter força
de travagem total é necessário que o condutor
pressione o pedal do travão. Nesta situação pode
ainda ser possível evitar uma colisão com diferenças de velocidade superiores a 15 km/h
(9 mph).
City Safety™ - utilização
City Safety™ é uma função de apoio ao condutor para evitar colisões em situações de, por
exemplo, condução em filas, onde as condições
de trânsito combinadas com a desatenção
podem provocar um acidente.
Ligado e desligado
Quando a função é activada e trava, aparece no
instrumento combinado uma mensagem de texto
indicando que a função está/esteve activa.
NOTA
A função City Safety™ é automaticamente
activada no arranque do motor.
NOTA
Quando o City Safety™ trava acende-se a luz
dos travões.
Informação relacionada
Janela de emissão e recepção do sensor
laser12.
Se a diferença de velocidade em relação ao veículo da frente for de 4-15 km/h (3-9 mph), o
City Safety pode evitar completamente uma colisão.
•
•
•
•
•
City Safety™ - limitações (pág. 237)
City Safety™ (pág. 235)
City Safety™ - utilização (pág. 236)
City Safety™ - sensor laser (pág. 239)
City Safety™ - símbolos e mensagens
(pág. 241)
O City Safety activa uma travagem curta e
potente, normalmente imobilizando o automóvel
precisamente atrás do veículo da frente. Para
muitos condutores esta pode ser uma distância
longa e, por isso, desagradável.
12
236
NOTA! A imagem é ilustrativa - os detalhes podem variar com o modelo do automóvel.
Em certas situações pode ser conveniente
desactivar o City Safety™, por exemplo: quando
ramos com folhagem possam bater no capot
e/ou pára-brisas.
City Safety™ é manuseado no sistema de menus
MY CAR (pág. 121) e após o arranque do motor
a função pode ser desligada do seguinte modo:
•
Em MY CAR aceda a Sistema de apoio à
condução e seleccione a opção Desl. em
City Safety.
No próximo arranque do motor a função volta
a ligar de novo, mesmo que o sistema tenha
estado desligado ao desligar o motor.
AUXÍLIO AO CONDUTOR
AVISO
O sensor laser emite o raio laser mesmo com
o City Safety™ desactivado manualmente.
Informação relacionada
•
•
•
•
•
•
City Safety™ - limitações
O sensor no City Safety foi concebido para
detectar automóveis e outros veículos motorizados de grandes dimensões à frente do automóvel, de noite e de dia.
City Safety™ (pág. 235)
No entanto, a função possui algumas limitações.
City Safety™ - limitações (pág. 237)
As limitações do sensor significam que o City
Safety funciona pior - ou não funciona - nos
seguintes exemplos: queda de neve ou chuva
forte, nevoeiro cerrado ou poeira/neve densa.
Também o embaciamento, sujidade, gelo ou neve
no pára-brisas podem interferir com o funcionamento.
City Safety™ - funcionamento (pág. 236)
City Safety™ - sensor laser (pág. 239)
City Safety™ - símbolos e mensagens
(pág. 241)
MY CAR (pág. 121)
Objectos suspenso, como por ex.: bandeiras/
estandartes para cargas projectadas, ou acessórios, como por ex.: faróis adicionais ou arcos frontais, que ultrapassem a altura do capot limitam o
funcionamento.
A luz Laser do sensor do City Safety mede a
reflexão da luz. O sensor não detecta objectos
com baixa capacidade de reflexão. As partes traseiras do veículo refletem normalmente a luz
devido à placa de matrícula e refletores traseiros.
capacidade de travagem possível, mantendo a
estabilidade.
Quando o automóvel faz marcha-atrás o City
Safety é temporariamente desactivado.
City Safety não é ativado a baixas velocidades abaixo de 4 km/h (3 mph) - por isso, o sistema
não reage quando se aproxima do veículo da
frente muito lentamente, por ex.: ao estacionar.
A acção do condutor é sempre prioritária. Assim,
o City Safety não reage em situações que o condutor dirija ou acelere de forma clara, mesmo
quando uma colisão seja inevitável.
Quando o City Safety evita uma colisão com um
objecto parado, o veículo permanece parado até
1,5 segundos. Se o automóvel for travado devido
a um veículo em andamento, a velocidade é reduzida para a mesma velocidade que a do veículo
que se encontra à frente.
Em automóveis com transmissão manual, o motor
pára quando o City Safety pára o automóvel, caso
o condutor não consiga entretanto pressionar o
pedal da embraiagem.
Com piso escorregadio a distância de travagem é
maior, o que pode reduzir a capacidade do City
Safety em evitar colisões. Nestas situações, os
sistemas ABS13 e ESC14 proporcionam a melhor
13
14
(Anti-lock Braking System) - Sistema de travagem anti-bloqueio.
(Electronic Stability Control) - Sistema de estabilidade.
}}
237
AUXÍLIO AO CONDUTOR
||
NOTA
•
Mantenha a superfície do pára-brisas em
frente ao sensor laser limpa de gelo, neve
e sujidade (ver imagem da localização do
sensor (pág. 236)).
•
Não cole ou instale qualquer objecto no
pára-brisas em frente ao sensor laser.
•
Remova o gelo e a neve do capot - a
camada de neve ou gelo não pode ultrapassar os 5 cm de altura.
Detecção de avarias e soluções
Se o instrumento combinado exibir a mensagem
Sensores pára-brisas bloqueados Ver
manual, isso significa que o sensor laser está
bloqueado e não pode detectar veículos à frente
do automóvel, o que, por seu lado, significa que o
City Safety não funciona.
A mensagem Sensores pára-brisas
bloqueados Ver manual não aparece sempre
que o sensor laser se encontra bloqueado - o
condutor deve manter a limpeza no pára-brisas e
nas imediações do sensor laser.
Na tabela seguinte são apresentadas causas
prováveis para o aparecimento da mensagem,
assim como sugestões de medidas a tomar.
238
Causa
IMPORTANTE
Medidas
A superfície do pára-brisas em frente ao
sensor laser está suja
ou coberta por gelo ou
neve.
Limpe a superfície
do pára-brisas em
frente ao sensor de
sujidade gelo ou
neve.
O campo de visão do
sensor laser está bloqueado.
Remova o objecto
causador do bloqueio.
Se surgirem fracturas, riscos ou marcas causadas pelo bater de pequenas pedras no
pára-brisas em frente de alguma das "janelas" do sensor laser com uma dimensão de
cerca de 0,5 x 3,0 mm (ou superior), deve-se
contactar uma oficina para substituição do
pára-brisas (ver ilustração da localização do
sensor (pág. 236)) - recomenda-se uma oficina autorizada Volvo.
A não realização da reparação pode ter como
consequência a redução do desempenho do
City Safety™.
Para não arriscar o funcionamento incorrecto,
reduzido ou ausente do City Safety™, tenha
também atenção ao seguinte:
•
A Volvo recomenda a não reparação de
fissuras, riscos ou marcas causadas pelo
bater de pequenas pedras na zona em
frente ao sensor de alarme - deve-se
substituir o pára-brisas completo.
•
Antes de substituir o pára-brisas, contacte uma oficina autorizada Volvo para
assegurar que o modelo correcto de
pára-brisas é encomendado e montado.
•
Ao substituir o limpa pára-brisas, deve
utilizar um substituto do mesmo tipo ou
aprovado pela Volvo.
AUXÍLIO AO CONDUTOR
Informação relacionada
•
•
•
City Safety™ (pág. 235)
City Safety™ - funcionamento (pág. 236)
City Safety™ - utilização (pág. 236)
City Safety™ - sensor laser
A função City Safety™ contém um sensor que
emite uma luz laser (ver imagem (pág. 236) para
a localização do sensor). Contacte uma oficina
qualificada perante avaria ou quando for necessário serviço de manutenção no sensor laser recomenda-se o contacto de uma oficina autorizada Volvo. Ao manusear o sensor laser é de
extrema importância que se sigam as instruções
indicadas.
Os dois autocolantes seguintes estão relacionados com o sensor de alarme:
O autocolante inferior na imagem descreve os
dados físicos da luz laser:
•
IEC 60825-1:1993 + A2:2001. Em conformidade com as normas FDA (agência americana) para o desempenho de produtos laser,
à excepção de tolerâncias de acordo com a
"Laser Notice No. 50" de
26 de Julho de 2001.
Dados de radiação do sensor laser
Na seguinte tabela são especificados os dados
físicos relativos ao sensor laser.
Energia do impulso máxima
2,64 µJ
Máxima potência de saída média
45 mW
Duração de impulso
Divergência (horizontal × vertical)
33 ns
28° × 12°
O autocolante superior na imagem descreve a
classificação da luz laser:
•
Radiação laser - Não observe o raio laser
com instrumentos ópticos - Produto laser
classe 1M.
}}
239
AUXÍLIO AO CONDUTOR
||
•
AVISO
O não cumprimento de alguma das instruções
aqui apresentadas implica riscos de danos
oculares!
•
•
•
•
•
•
240
Nunca olhe directamente para o sensor
laser (que emite radiação laser invisível) a
uma distância de 100 mm ou inferior
com instrumentos de ampliação óptica,
tais como: lupa, microscópio, objectiva ou
semelhantes.
Qualquer teste, reparação, desmontagem,
ajuste e/ou substituição de peças
sobresselentes no sensor laser deve ser
executado exclusivamente por uma oficina qualificada - recomenda-se uma oficina autorizada Volvo.
Para evitar a exposição a radiação nociva,
não realize qualquer ajuste ou manutenção que não esteja especificado neste
manual.
O reparador deve seguir cuidadosamente
as informações desenvolvidas para as oficinas relativas ao sensor laser.
Não desmonte o sensor laser (incluindo a
remoção das lentes). Um sensor laser
desmontado enquadra-se na classificação laser 3B de acordo com a norma IEC
60825-1. A classificação laser 3B não é
segura para os olhos e representa risco
de danos.
O contacto do sensor laser deve ser desligado antes de se desmontar o sensor
do pára-brisas.
•
O sensor laser deve ser montado no
pára-brisas antes de se ligar o contacto
do sensor.
O sensor laser envia uma luz laser
quando o comando à distância está na
posição de ignição II (pág. 85) mesmo
com o motor desligado.
Informação relacionada
•
•
•
•
•
City Safety™ (pág. 235)
City Safety™ - limitações (pág. 237)
City Safety™ - funcionamento (pág. 236)
City Safety™ - utilização (pág. 236)
City Safety™ - símbolos e mensagens
(pág. 241)
AUXÍLIO AO CONDUTOR
City Safety™ - símbolos e
mensagens
Juntamente com a travagem automática do City
Safety™ (pág. 235), pode-se acender um ou
Símbolo
mais símbolos do instrumento combinado e aparecer uma mensagem de texto. Uma mensagem
de texto pode ser apagada com uma breve pressão no botão OK da alavanca dos piscas.
Mensagem
Significado/Solução
Travagem automática pelo City
Safety
O City Safety™ está a travar ou realizou uma travagem automática.
Sensores pára-brisas bloqueados
Ver manual
O sensor laser encontra-se temporariamente fora de funções devido a algum bloqueio.
•
Remova o objecto causador do bloqueio do sensor e/ou limpe o pára-brisas em frente ao sensor.
Leia sobre as limitações do sensor laser (pág. 237).
City Safety Revisão necess.
City Safety™ fora de funcionamento.
•
Visite uma oficina caso a mensagem permaneça - recomenda-se uma oficina autorizada Volvo.
Informação relacionada
•
•
•
•
•
City Safety™ (pág. 235)
City Safety™ - limitações (pág. 237)
City Safety™ - funcionamento (pág. 236)
City Safety™ - utilização (pág. 236)
City Safety™ - sensor laser (pág. 239)
241
AUXÍLIO AO CONDUTOR
Avisador de colisão*
O "Avisador de colisão com travão automático e
detecção de ciclistas e peões" é um meio auxiliar para assistir o condutor perante o risco de
colisão contra um peão ou contra um ciclista ou
um veículo que esteja parado ou que conduza
na mesma direcção.
O "Avisador de colisão com travão automático e
detecção de ciclistas e peões" activa-se em
situações em que o condutor já deveria ter actuado o travão, por esta razão a função não pode
auxiliar o condutor em todas as situações.
O "Avisador de colisão com travão automático e
detecção de ciclistas e peões" foi concebido
para ser activado o mais tarde possível de modo
a evitar acções desnecessárias.
Dois níveis de sistema
Consoante o equipamento presente no automóvel, a função "Avisador de colisão com travão
automático e detecção de ciclistas e peões"
pode apresentar-se em duas variantes:
Nível 1
O condutor apenas é avisado15 do surgimento de
obstáculos com sinais visuais e acústicos - não
há qualquer travagem automática, o condutor
tem de travar.
15
242
Avisador de colisão* - detecção de ciclistas
(pág. 244)
•
•
•
Avisador de colisão* - utilização (pág. 246)
•
Avisador de colisão*- limitações (pág. 248)
Avisador de colisão* - limitações do sensor
de câmara (pág. 249)
Avisador de colisão* - símbolos e mensagens
(pág. 251)
Nível 2
O condutor é avisado do surgimento de obstáculos com sinais visuais e acústicos - o automóvel
trava automaticamente se o condutor não actuar
no devido tempo.
IMPORTANTE
O "Avisador de colisão com travão automático e
detecção de ciclistas e peões" pode evitar uma
colisão ou reduzir a velocidade de colisão.
O "Avisador de colisão com travão automático e
detecção de ciclistas e peões" não deve ser utilizado para alterar o modo de condução do automóvel - se o condutor apenas confiar na travagem do Avisador de colisão com travão automático acabará por sofrer uma colisão mais cedo ou
mais tarde.
•
A manutenção do "Avisador de colisão com
travão automático e detecção de ciclistas e
peões" e respectivos componentes deve ser
realizada apenas em oficina - recomenda-se
uma oficina autorizada Volvo.
Informação relacionada
•
Avisador de colisão*- funcionamento
(pág. 243)
•
Avisador de colisão* - detecção de peões
(pág. 245)
Com "Nível 1" não existe qualquer aviso para ciclistas.
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução.
AUXÍLIO AO CONDUTOR
Avisador de colisão*funcionamento
1 - Aviso de colisão
O condutor é avisado perante a iminência de
colisão.
O Avisador de colisão consegue detectar peões,
ciclistas ou veículos em repouso ou que se desloquem na mesma direcção à frente do veículo.
Perante o risco de colisão com um peão, um
ciclista ou um veículo, a atenção do condutor é
despertada com um sinal de aviso (1) vermelho a
piscar e um sinal acústico.
2 - Apoio de travão17
Se o risco de colisão aumentar após o aviso de
colisão, então é activado o apoio de travão.
Descrição geral da função16.
Sinal de aviso audiovisual perante risco de
colisão.
Sensor de radar17
Sensor de câmara
O Avisador de colisão com travão automático
actua em três fases pela ordem seguinte:
1.
Aviso de colisão
2.
Apoio de travão17
3.
Travão automático17
3 - Travão automático17
Na última fase é activada a função de travagem
automática.
Se, neste caso, o condutor não iniciar uma manobra evasiva perante um risco de colisão iminente,
a função travão automático entra em acção independentemente do condutor actuar ou não o
travão. A travagem é então executada com toda a
capacidade de travagem para reduzir a velocidade de colisão ou com capacidade de travagem
limitada, caso esta seja suficiente para evitar uma
colisão. Para os ciclistas o aviso e a acção de travagem completa podem surgir muito tarde ou em
simultâneo.
Isto significa que o sistema de travagem é preparado para uma travagem rápida, aplicando ligeiramente os travões que pode ser sentido como um
ligeiro "sacão".
Se o pedal do travão for devidamente pressionado a travagem é feita com a capacidade total
de travagem.
O apoio de travão também reforça a travagem do
condutor caso o sistema determine que a travagem aplicada não seja suficiente para evitar uma
colisão.
O Avisador de colisão e o City Safety™
(pág. 235) complementam-se um ao outro.
16
17
NOTA! A imagem é ilustrativa - os detalhes podem variar com o modelo do automóvel.
Apenas com sistema Nível 2.
}}
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução. 243
AUXÍLIO AO CONDUTOR
||
AVISO
O avisador de colisão não funciona em todas
as situações de trânsito, meteorologia ou
estrada. O avisador de colisão não reage a
veículos ou ciclistas que conduzam noutra
direcção, nem a animais.
Avisador de colisão* - detecção de
ciclistas
O aviso é activado apenas na iminência de
elevado risco de colisão. O capítulo "Funcionamento" e o capítulo "Limitações" informam
sobre as limitações que o condutor deve ter
presentes antes de utilizar o Avisador de colisão com travão automático.
O sistema pode não detectar um ciclista caso
grandes áreas do seu corpo ou da bicicleta não
sejam visíveis para a câmara da função.
O aviso e a ação de travagem para peões e
ciclistas desligam-se com velocidades superiores a 80 km/h (50 mph).
O aviso e a acção do travão para peões e
ciclistas não funciona no escuro e em túneis também não funciona com a iluminação
pública.
Para o melhor desempenho do sistema é necessário que a função do sistema que identifica um
ciclista obtenha uma informação clara dos contornos do corpo e da bicicleta - é necessário
reconhecer a bicicleta, a cabeça, os braços, os
ombros, as pernas, a parte superior e inferior do
corpo e os movimentos normais de uma pessoa.
A função "vê" apenas ciclistas a partir de trás, que se
desloquem no mesmo sentido.
•
Para que a função detecte um ciclista este
tem de ser um adulto sentado numa bicicleta
de adulto.
•
A bicicleta tem de estar equipada com um
reflector vermelho atrás, bem visível e homo-
A função de travão automático pode evitar
uma colisão ou reduzir a velocidade de colisão. Para assegurar a potência total de travagem o condutor deve sempre pressionar o
travão - mesmo quando o automóvel trava
automaticamente.
Nunca aguarde por um aviso de colisão. O
condutor assume sempre a responsabilidade
pela distância e velocidade correctas mesmo quando utiliza o Avisador de colisão
com travão automático.
Informação relacionada
•
244
Avisador de colisão* (pág. 242)
Exemplo ideal do que o sistema interpreta como ciclista
- com os contornos do corpo e da bicicleta nítidos, a
partir de trás e na linha central no automóvel.
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução.
AUXÍLIO AO CONDUTOR
logado18, montado a pelo menos 70 cm
acima do piso.
•
AVISO
Avisador de colisão com travão automático &
detecção de ciclistas é um meio auxiliar.
A função apenas pode detectar ciclistas a
partir de trás, no mesmo sentido e alinhados
com o automóvel - não vistos na diagonal ou
de lado.
•
Os ciclistas que se deslocam junto à margem esquerda ou direita da projecção das
linhas laterais do automóvel podem ser
detectados demasiado tarde ou mesmo não
ser detectados.
•
A capacidade da função para detectar um
ciclista no crepúsculo ou ao amanhecer é
limitada - tal como o olho humano.
•
A capacidade de identificação de ciclistas da
função é desactivada na escuridão ou em
túneis - mesmo com iluminação pública.
•
Para uma detecção de ciclistas optimizada a
função City Safety™ deve estar activada, ver
City Safety™ (pág. 235).
Avisador de colisão* - detecção de
peões
A função não consegue detectar:
•
todos os ciclistas em todas a situações e
não detecta, por exemplo, ciclistas parcialmente ocultos.
• ciclistas em roupas que dissimulem os
contornos do corpo ou que apareçam dos
lados.
• bicicletas sem reflector vermelho orientado para trás.
• bicicletas carregadas com objectos grandes.
O condutor é sempre responsável pela condução correcta do automóvel e pelas distâncias de segurança adequadas à velocidade.
Informação relacionada
•
Avisador de colisão* (pág. 242)
Exemplo ideal de como o sistema interpreta um peão
com os contornos do corpo bem definidos.
Para o melhor desempenho do sistema é necessário que a função do sistema que identifica
peões obtenha uma informação clara dos contornos do corpo - é necessário reconhecer a
cabeça, os braços, os ombros, as pernas, a parte
superior e inferior do corpo e os movimentos normais de uma pessoa.
O sistema pode não detectar um peão caso
grandes áreas do seu corpo não sejam visíveis
para a câmara da função.
18
O reflector deve cumprir as recomendações e exigências das autoridades rodoviárias do respectivo mercado.
}}
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução. 245
AUXÍLIO AO CONDUTOR
||
•
Para que um peão seja identificado tem de
ser reconhecido como um todo e possuir um
comprimento mínimo de 80 cm.
•
A capacidade do sensor de câmara para
identificar um peão em crepúsculo ou amanhecer é limitada - tal como o olho humano.
•
A capacidade de identificação de peões do
sensor de câmara é desactivada na escuridão ou em túneis - mesmo com iluminação
pública.
Avisador de colisão* - utilização
Sinais de aviso Ligado e desligado
Sinal luminoso e sonoro
Quando o aviso luminoso e acústico do Avisador
de colisão está activado, a lâmpada de aviso é
testada (n.º [1] na imagem anterior) em cada
arranque do motor acendendo brevemente e
separadamente os pontos luminosos da lâmpada
de aviso.
Após o arranque do motor pode-se desligar o
sinal luminoso e sonoro:
AVISO
O "Avisador de colisão com travão automático
e detecção de ciclistas e peões" é um meio
auxiliar. A função não consegue detectar
todos os peões em todas as situações e, por
exemplo, não vê:
•
peões parcialmente ocultos, pessoas com
roupas que escondam os contornos do
corpo ou peões com altura inferior a
80 cm.
• peões que transportem objectos de grandes dimensões.
O condutor é sempre responsável pela condução correcta do automóvel e pelas distâncias de segurança adequadas à velocidade.
Informação relacionada
•
19
246
Avisador de colisão* (pág. 242)
As configurações do Avisador de colisão podem
ser feitas no ecrã da consola central e no sistema de menus MY CAR, ver (pág. 121).
•
1. Sinal de aviso acústico e visual perante risco de colisão19.
Aceda a Aviso de colisão em Sistema de
apoio à condução no sistema de menus
MY CAR (pág. 121) - seleccione para desmarcar a função.
É possível seleccionar se os sinais de aviso acústicos e visuais do Avisador de colisão devem
estar ligados ou desligados.
Sinal sonoro
Após o arranque do motor o som de aviso pode
ser activado/desactivado separadamente:
Ao arrancar o motor é assumida automaticamente a definição que se encontrava seleccionada quando o motor foi desligado.
•
NOTA
As funções Apoio de travagem e Travão automático estão sempre ligadas - não podem ser
desligadas.
Aceda a Sinal de alerta em Aviso de
colisão no sistema de menus MY CAR
(pág. 121) - seleccione Lig. ou Desl.
Posteriormente o aviso de colisão é indicada
apenas com o sinal luminoso.
Definir a distância de aviso
A distância de aviso determina a que distância o
aviso visual e acústico é disparado.
A imagem é ilustrativa - o modelo automóvel e os elementos podem variar.
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução.
AUXÍLIO AO CONDUTOR
•
Aceda a Distância de alerta em Aviso de
colisão no sistema de menus MY CAR
(pág. 121) - seleccione Longa, Normal ou
Curto.
A distância de aviso determina a sensibilidade do
sistema. A Distância de aviso Longa fornece um
aviso mais cedo. Tente primeiro utilizar Longa e,
caso esta definição forneça muitos avisos, o que
por vezes pode ser irritante, mude para a distância de aviso Normal.
Utilize a distância de aviso Curto apenas em
casos excepcionais, como por exemplo: em condução dinâmica.
NOTA
Quando o controlo da velocidade adaptativo é
utilizado, a luz de aviso e o aviso sonoro são
utilizados pelo controlo da velocidade mesmo
que o Avisador de colisão esteja desligado.
O Avisador de colisão alerta o condutor
perante o risco de colisão, mas a função não
diminui o tempo de reacção do condutor.
NOTA
Mesmo com a distância de aviso em Longa
podem surgir avisos tardios. Por exemplo:
com grandes diferenças de velocidade ou
caso o automóvel da frente proceda a uma
travagem brusca.
AVISO
Nenhum sistema automático pode garantir o
funcionamento 100 % correcto em todas as
situações. Nunca teste o Avisador de colisão
com travão automático em pessoas ou veículos - pode causar danos graves e perigo para
a vida.
Verificar as definições
As configurações presentes podem ser verificadas através do ecrã da consola central e do sistema de menus (pág. 121) MY CAR.
Para que o alerta de colisão seja eficaz, conduza sempre com o Alerta de distância
(pág. 212) definido para o intervalo 4-5.
20
Manutenção
Sensor de radar e de câmara20.
Para que os sensores funcionem correctamente
têm que ser mantidos limpos de sujidade, gelo e
neve, e devem ser lavados a intervalos regulares
com água e champô para automóvel.
NOTA
Sujidade, gelo e neve sobre os sensores
reduzem a funcionalidade e podem impedir a
medição.
Informação relacionada
•
Avisador de colisão* (pág. 242)
NOTA! A imagem é ilustrativa - os detalhes podem variar com o modelo do automóvel.
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução. 247
AUXÍLIO AO CONDUTOR
Avisador de colisão*- limitações
A função possui algumas limitações - por ex.:
apenas está ativa a partir de 4 km/h (3 mph).
O sinal de aviso visual do Avisador de colisão (ver
(1) na imagem (pág. 243)) pode ser difícil de
detectar em situação de forte luz solar, reflexos,
utilização de óculos de sol ou caso o condutor
não esteja a olhar para a frente. Por estas razões,
o som de aviso deve estar sempre activado.
Com piso escorregadio a distância de travagem é
maior, o que pode reduzir a capacidade para evitar colisões. Nestas situações, os sistemas ABS
e ESC (pág. 201) proporcionam a melhor capacidade de travagem possível, mantendo a estabilidade.
NOTA
O sinal de aviso visual pode ficar temporariamente fora de funções com temperaturas elevadas no habitáculo causadas por forte incidência solar, por exemplo. Perante esta ocorrência, o sinal de aviso sonoro é activado
mesmo que esteja desactivado no sistema de
menus.
•
Podem não surgir avisos caso a distância
ao veículo da frente seja curta ou sejam
efectuados grandes movimentos com o
volante ou os pedais, por exemplo: com
um estilo de condução activo.
AVISO
Os avisos ou as acções e travagem podem
ocorrer demasiado tarde, ou mesmo não
ocorrer, caso situações de trânsito ou factores exteriores não permitam que o sensor de
radar ou de câmara detectem correctamente
um peão ou um veículo ou ciclista à frente.
O sistema de sensor possui um alcance limitado para peões e ciclistas21 - nestes casos o
sistema pode proporcionar avisos e ações de
travagem eficazes com velocidades do veículo
até 50 km/h (30 mph). Para veículos parados
ou em marcha lenta os avisos e as ações de
travagem são eficazes com velocidades do
veículo até 70 km/h (43 mph).
Os avisos para veículos parados ou em marcha lenta podem ficar fora de funções devido
a escuridão ou fraca visibilidade.
O aviso e a ação de travagem para peões e
ciclistas desligam-se a velocidades superiores
a 80 km/h (50 mph).
O avisador de colisão utiliza os mesmo sensores
de radar que o Controlo da velocidade adaptativo
(pág. 216). Leia mais sobre as limitações do sensor de radar (pág. 230).
Caso os avisos sejam frequentes e incomodativos, pode-se reduzir a distância de aviso
(pág. 246). Assim, o sistema avisa perante situa-
21
248
Para os ciclistas o aviso e a acção completa do travão pode surgir muito tarde ou em simultâneo.
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução.
AUXÍLIO AO CONDUTOR
ções mais próximas o que reduz o número de avisos.
Avisador de colisão* - limitações do
sensor de câmara
Com a marcha-atrás engatada o Avisador de colisão com travão automático fica temporariamente
desactivado.
O "Avisador de colisão com travão automático e
detecção de ciclistas e peões" é um meio auxiliar para assistir o condutor perante o risco de
colisão contra um peão ou contra um ciclista ou
um veículo que esteja parado ou que conduza
na mesma direcção.
O avisador de colisão com travão automático não
é ativado a baixas velocidades - abaixo de
4 km/h (3 mph) - por isso, o sistema não reage
quando o veículo se aproxima do veículo da
frente muito lentamente, por ex.: ao estacionar.
Em situações que o condutor demonstre uma
condução activa e consciente, o aviso de colisão
pode ser atrasado para minimizar avisos desnecessários.
Quando o Travão automático evita uma colisão
com um objecto parado, o veículo permanece
parado até 1,5 segundos. Se o automóvel for travado devido a um veículo em andamento, a velocidade é reduzida para a mesma velocidade que
a do veículo que se encontra à frente.
Em automóveis com transmissão manual, o motor
pára quando o Travão automático pára o automóvel, caso o condutor não consiga entretanto pressionar o pedal da embraiagem.
Informação relacionada
•
Avisador de colisão* (pág. 242)
A função utiliza o sensor de câmara do automóvel, que possui algumas limitações.
O sensor de câmara do automóvel é utilizado para além do Avisador de colisão com travão
automático - pelas seguintes funções:
•
•
•
•
Máximos automáticos (pág. 99)
Informação de placas de trânsito (pág. 258)
Driver Alert Control - DAC (pág. 262)
Assistência de faixa de rodagem (pág. 265)
NOTA
Mantenha a superfície do pára-brisas em
frente ao sensor de câmara limpa de gelo,
neve, embaciamento e sujidade.
Não cole nem instale qualquer objecto no
pára-brisas em frente ao sensor de câmara, a
sua funcionalidade pode ficar reduzida e uma
ou mais câmaras, consoante o sistema,
podem deixar de funcionar.
O sensor de câmara têm limitações semelhantes
às do olho humano, ou seja, "vê" pior em condições de escuridão, neve ou chuva fortes, nevoeiro denso, etc. Nestas condições as funções
dependentes da câmara podem ser fortemente
reduzidas ou desactivadas temporariamente.
Também a luz forte frontal, reflexos na estrada,
pisos com neve ou gelo, pisos sujos ou marcações da faixa de rodagem pouco visíveis podem
reduzir fortemente as funções que utilizam o sensor de câmara para, por exemplo: a leitura da
estrada e a detecção de peões ou outros veículos.
O campo de visão do sensor de câmara é limitado pelo que, em certas situações, peões, ciclistas e veículos, podem não ser detectados ou ser
detectados mais tarde do que o esperado.
A temperaturas muito elevadas a câmara desactiva-se automaticamente durante
cerca de 15 minutos após o arranque do motor,
para assim proteger as funções da câmara.
Detecção de avarias e soluções
Se o mostrador exibir a mensagem Sensores
pára-brisas bloqueados Ver manual, isso significa que o sensor de câmara está bloqueado e
não consegue detectar peões, ciclistas, veículos
ou marcações de via à frente do automóvel.
Significa, também, que - além do Aviso de Colisão com travão automático - as seguintes funções também não terão funcionalidade completa:
}}
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução. 249
AUXÍLIO AO CONDUTOR
||
•
•
•
•
Máximos automáticos
Driver Alert Control
Assistência em fila
Informação de placas de trânsito
Na tabela seguinte estão incluídas causas prováveis para o aparecimento da mensagem, assim
como medidas adequadas a tomar.
250
Causa
Medidas
A superfície do
pára-brisas em
frente à câmara
está suja ou coberta
por gelo ou neve.
Limpe a superfície do
pára-brisas em frente à
câmara de sujidade,
gelo ou neve.
Nevoeiro denso ou
chuva ou neve
intensas prejudicam
a visibilidade da
câmara.
Nenhuma medida. Por
vezes a câmara não
funciona com forte precipitação.
Causa
Medidas
A superfície do
pára-brisas em
frente à câmara
está limpa mas a
mensagem mantém-se.
Espere um momento.
Pode demorar alguns
minutos para a câmara
detectar a visibilidade.
Entrou sujidade
entre o interior do
pára-brisas e a
câmara.
Visite uma oficina para
limpeza do pára-brisas
em frente à cobertura
da câmara - recomenda-se uma oficina
autorizada Volvo.
Informação relacionada
•
Avisador de colisão* (pág. 242)
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução.
AUXÍLIO AO CONDUTOR
Avisador de colisão* - símbolos e
mensagens
O "Avisador de colisão com travão automático e
detecção de ciclistas e peões" é um meio auxiSímboloA
liar para assistir o condutor perante o risco de
colisão contra um peão ou contra um ciclista ou
um veículo que esteja parado ou que conduza
na mesma direcção.
Mensagem
Significado
Collision warning
system DESL
O avisador de colisão está desligado.
Aparece ao arrancar o motor.
A mensagem apaga-se passados cerca de 5 segundos ou após se pressionar o botão OK.
Aviso colisão não disponível
O avisador de colisão não pode ser activado.
Aparece quando o condutor tenta activar a função.
A mensagem apaga-se passados cerca de 5 segundos ou após se pressionar o botão OK.
Travagem automática
foi ativada
O travão automático foi activado.
Sensores pára-brisas
bloqueados Ver
manual
O sensor de câmara encontra-se temporariamente fora de funções.
A mensagem apaga-se com uma pressão no botão OK.
Aparece, por exemplo, com neve, gelo ou sujidade no pára-brisas.
•
Limpe a superfície do pára-brisas em frente ao sensor de câmara.
Leia sobre as limitações do sensor de câmara (pág. 249).
}}
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução. 251
AUXÍLIO AO CONDUTOR
||
SímboloA
Mensagem
Significado
Radar bloqueado Ver
manual
O avisador de colisão com o travão automático está temporariamente fora de funções.
O sensor de radar está bloqueado e não pode detectar outros veículos em situações de, por exemplo, chuva forte ou
acumulação de neve em frente do sensor de radar.
Leia sobre as limitações do sensor de radar (pág. 230).
Aviso colisão Revisão
necess.
A
O avisador de colisão com travão automático está totalmente ou parcialmente fora de funções.
•
Visite uma oficina caso a mensagem permaneça - recomenda-se uma oficina autorizada Volvo.
Os símbolos são ilustrativos - podem variar com o mercado e o modelo automóvel.
Informação relacionada
•
•
252
Avisador de colisão* (pág. 242)
Avisador de colisão*- funcionamento
(pág. 243)
•
Avisador de colisão* - detecção de peões
(pág. 245)
•
Avisador de colisão* - detecção de ciclistas
(pág. 244)
•
•
•
Avisador de colisão* - utilização (pág. 246)
Avisador de colisão*- limitações (pág. 248)
Avisador de colisão* - limitações do sensor
de câmara (pág. 249)
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução.
AUXÍLIO AO CONDUTOR
BLIS*
Panorâmica geral
BLIS (Blind Spot Information) é uma função
concebida para auxiliar o condutor em trânsito
intenso e em estradas com várias faixas de rodagem no mesmo sentido.
BLIS é um meio auxiliar para avisar:
•
•
veículo no ângulo morto
veículo a aproximar-se rapidamente pela
faixa de rodagem da esquerda ou da direita.
A função BLIS CTA (pág. 255) (Cross Traffic
Alert) é um meio auxiliar para avisar:
•
trânsito cruzado quando o automóvel recua.
Localização da lâmpada BLIS22.
Luz indicadora
AVISO
O BLIS é um meio auxiliar complementar e
não funciona em todas as situações.
O BLIS não é substituto de um modo de condução seguro e da utilização dos espelhos
retrovisores.
O BLIS nunca pode substituir a responsabilidade e a atenção do condutor - o condutor
assume sempre a responsabilidade pela
segurança de manobras de mudança de faixa.
Mantenha estas superfícies limpas - mesmo no lado
esquerdo.
•
Símbolo BLIS
NOTA
A lâmpada acende no lado do automóvel em
que o sistema detectou o veículo. Se o automóvel for ultrapassado por ambos os lados
em simultâneo, acendem-se ambas as luzes.
Para o funcionamento ideal é importante que
as superfícies em frente aos sensores sejam
mantidas limpas.
Informação relacionada
•
•
•
BLIS* - utilização (pág. 254)
BLIS - símbolos e mensagens (pág. 257)
CTA* (pág. 255)
Manutenção
Os sensores da função BLIS encontram-se em
cada canto do guarda-lamas/pára-choques.
22
NOTA! A imagem é ilustrativa - os detalhes podem variar com o modelo do automóvel.
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução. 253
AUXÍLIO AO CONDUTOR
BLIS* - utilização
•
BLIS (Blind Spot Information) é uma função
concebida para auxiliar o condutor em trânsito
intenso e em estradas com várias faixas de rodagem no mesmo sentido.
Quando funciona o BLIS
Aguarde cerca de 5 segundos - a mensagem apaga-se.
Activar/desactivar BLIS
O BLIS activado no arranque do motor, sendo a
sua activação confirmada por um pisca nas luzes
indicadoras nos painéis das portas.
A função BLIS pode ser desactivada/activada no
sistema de menu MY CAR (pág. 121) do automóvel.
Quando o BLIS é desactivado/activado apaga-se/acende-se a luz no botão e o instrumento
combinado confirma a alteração com uma mensagem de texto - na activação as luzes indicadoras nos painéis da porta piscam uma vez.
Para apagar a mensagem:
•
Pressione o botão OK na alavanca do
volante do lado esquerdo.
ou
•
Aguarde cerca de 5 segundos - a mensagem apaga-se.
Activar/desactivar BLIS
O BLIS activado no arranque do motor, sendo a
sua activação confirmada por um pisca nas luzes
indicadoras nos painéis das portas.
Botão para activação/desactivação.
A função BLIS pode ser desactivada/activada
com uma pressão no botão BLIS da consola
central.
Algumas combinações de equipamentos opcionais podem não deixar espaço livre para um
botão na consola central - neste caso a função é
manuseada no sistema de menus MY CAR
(pág. 121).
Quando o BLIS é desactivado/activado apaga-se/acende-se a luz no botão e o instrumento
combinado confirma a alteração com uma mensagem de texto - na activação as luzes indicadoras nos painéis da porta piscam uma vez.
Para apagar a mensagem:
•
Pressione o botão OK na alavanca do
volante do lado esquerdo.
Princípio do BLIS: 1. Zona no ângulo morto. 2. Zona
para veículo a aproximar-se rapidamente.
A função BLIS encontra-se ativa a velocidades
superiores a 10 km/h (6 mph).
O sistema foi concebido para reagir quando:
•
•
o veículo é ultrapassado por um outro veículo
o veículo é rapidamente alcançado por um
outro veículo.
Quando o BLIS detecta um veículo na zona 1, ou
um veículo a aproximar-se rapidamente na
zona 2, acende a lâmpada BLIS com luz fixa no
painel da porta. Se nesta situação o condutor
activar o indicador de mudança de direcção do
lado onde se encontra o aviso, a lâmpada BLIS
ou
254
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução.
AUXÍLIO AO CONDUTOR
deixa a luz fixa para começar a piscar com uma
luz mais intensa.
AVISO
O BLIS não funciona em curvas apertadas.
O BLIS não funciona quando o automóvel faz
marcha-atrás.
Limitações
•
CTA*
A função BLIS CTA (Cross Traffic Alert) é um
meio de auxílio ao condutor destinado a avisar
para trânsito a cruzar na traseira do automóvel.
O CTA é um complemento ao BLIS (pág. 253).
Activar/desactivar o CTA
O CTA é activado no arranque do motor, sendo a
sua activação confirmada por um pisca nas luzes
indicadoras do BLIS nos painéis das portas.
Sujidade, gelo ou neve sobre os sensores
podem reduzir as funções e impossibilitar
avisos. O BLIS não consegue detectar estas
situações.
•
Não coloque qualquer objecto, fita ou autocolante nas superfícies dos sensores.
•
O BLIS é desactivado quando se conecta um
atrelado ao sistema eléctrico do automóvel.
AVISO
O CTA é um meio auxiliar complementar e
não funciona em todas as situações.
O CTA não é substituto de um modo de condução seguro e da utilização dos espelhos
retrovisores.
O CTA nunca pode substituir a responsabilidade e a atenção do condutor - o condutor
assume sempre a responsabilidade pela
segurança de manobras de marcha-atrás.
Quando funciona o CTA
IMPORTANTE
A reparação dos componentes das funções
BLIS e CTA e a pintura do pára-choques apenas podem ser executadas numa oficina recomenda-se uma oficina autorizada Volvo.
Informação relacionada
•
•
BLIS* (pág. 253)
BLIS - símbolos e mensagens (pág. 257)
Ligar/Desligar os sensores da Assistência ao estacionamento e do CTA.
A função CTA pode ser desligada/activada separadamente com o botão Lig./Desl. da Assistência
de estacionamento (pág. 274). As lâmpadas
BLIS piscam uma vez na reactivação.
A função BLIS continua activada após o CTA ter
sido desligado.
Princípio do CTA.
O CTA complementa a função BLIS detectando
trânsito que se atravesse na traseira ao recuar,
por exemplo: quando o automóvel faz marcha-atrás num estacionamento.
O CTA foi concebido para detectar principalmente veículos - em condições favoráveis podem
}}
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução. 255
AUXÍLIO AO CONDUTOR
||
também ser detectados objectos mais pequenos,
como bicicletas e peões.
No entanto, quando o veículo recua lentamente,
o ângulo em relação ao automóvel/objecto que
se encontra em obstrução altera-se, diminuindo
rapidamente o sector cego.
O CTA está activo apenas na marcha-atrás e
activa-se automaticamente quando a posição
marcha-atrás da caixa de velocidades é engatada.
•
Exemplos de outras limitações:
Um sinal acústico avisa quando o CTA
detecta algo que se aproxime pela lateral - o
som é emitido pelo altifalante esquerdo ou
direito dependendo do lado por onde se
aproxima o objecto.
•
O CTA também avisa acendendo as lâmpadas BLIS.
•
Aparece também um aviso com um ícone
aceso no gráfico PAS (pág. 274) do ecrã.
O automóvel está demasiado inserido num local de
estacionamento.
Sector cego do CTA.
Sector em que o CTA pode detectar/"ver".
Limitações
O CTA não funciona de forma ideal em todas as
situações e possui algumas limitações - por
exemplo: os sensores CTA não conseguem "ver"
através de outros veículos estacionados ou
objectos.
Sujidade, gelo ou neve sobre os sensores
podem reduzir as funções e impossibilitar
avisos. O CTA não consegue detectar estas
situações.
•
O CTA é desactivado quando se conecta um
atrelado ao sistema eléctrico do automóvel.
IMPORTANTE
A reparação dos componentes das funções
BLIS e CTA e a pintura do pára-choques apenas podem ser executadas numa oficina recomenda-se uma oficina autorizada Volvo.
Manutenção
Os sensores das funções BLIS e CTA encontram-se em cada canto do guarda-lamas/pára-choques.
Seguem-se alguns exemplos em que o "campo
de visão" do CTA pode ficar limitado não permitindo a detecção da aproximação de outros veículos até que eles fiquem demasiado próximos:
Num local de estacionamento inclinado o CTA pode
ficar completamente "cego" em relação a um lado.
256
•
AUXÍLIO AO CONDUTOR
BLIS - símbolos e mensagens
Em situações que a função BLIS (Blind Spot
Information) (pág. 253) e CTA (Cross Traffic
Alert) (pág. 255) cessa ou é interrompida, pode
aparecer um símbolo no instrumento combinado
complementado por uma mensagem explicativa
- Siga a recomendação indicada.
Informação relacionada
•
BLIS* (pág. 253)
Exemplo de mensagem:
Mantenha estas superfícies limpas - mesmo no lado
esquerdo.
•
Para o funcionamento ideal é importante que
as superfícies em frente aos sensores sejam
mantidas limpas.
•
Não coloque qualquer objecto, fita ou autocolante nas superfícies dos sensores.
Informação relacionada
•
•
BLIS* (pág. 253)
BLIS - símbolos e mensagens (pág. 257)
Mensagem
Significado
CTA DESL
O CTA foi desactivado manualmente - o BLIS está activado.
BLIS e CTA
DESL
Reboque
acoplado
O BLIS e o CTA encontram-se
temporariamente fora de funções devido à ligação de um
atrelado ao sistema eléctrico
do automóvel.
BLIS e CTA
Revisão
necess.
O BLIS e o CTA estão fora de
funções.
•
Visite uma oficina caso a
mensagem permaneça recomenda-se uma oficina
autorizada Volvo.
Uma mensagem de texto pode ser apagada com
uma breve pressão no botão OK da alavanca dos
piscas.
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução. 257
AUXÍLIO AO CONDUTOR
Informação de placas de trânsito
(RSI)*
AVISO
RSI não funciona em todas as situações e foi
concebido para ser um meio auxiliar complementar.
A função Informação de placas de trânsito (RSI
– Road Sign Information) auxilia o condutor a
lembrar-se das placas de trânsito relacionadas
com a velocidade por onde o automóvel passou.
O condutor é sempre o responsável pelo veículo ser conduzido de forma correcta e pelo
cumprimento das leis e normas de trânsito
aplicáveis.
Informação de placas de trânsito
(RSI)* - utilização
A função Informação de placas de trânsito (RSI
– Road Sign Information) auxilia o condutor a
lembrar-se das placas de trânsito relacionadas
com a velocidade por onde o automóvel passou.
A função é utilizada deste modo:
Informação relacionada
Exemplos de placas legíveis relacionadas com a velocidade23.
A função RSI proporciona informação sobre a
velocidade actual, início/fim de auto-estrada ou
via rápida ou proibições de ultrapassagens, entre
outros.
•
Informação de placas de trânsito (RSI)* - utilização (pág. 258)
•
Informação de placas de trânsito (RSI)* limitações (pág. 261)
Informação de velocidade registada24.
Quando o RSI regista uma placa de trânsito com
limite de velocidade, o instrumento combinado
mostra a placa como um símbolo.
Quando se passa por uma placa de auto-estrada/via rápida e por outra de limite de velocidade, o RSI opta por exibir o símbolo do sinal
do limite de velocidade.
23
24
258
Algumas placas de trânsito do instrumento combinado dependem do mercado - as imagens destas instruções apresentam apenas alguns exemplos.
Algumas placas de trânsito do instrumento combinado dependem do mercado - as imagens destas instruções apresentam apenas alguns exemplos.
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução.
AUXÍLIO AO CONDUTOR
Juntamente com o símbolo do
limite de velocidade em vigor
pode também ser exibido o
sinal de proibição de ultrapassagem.
A velocidade válida numa saída
é indicada em alguns mercados
com um painel adicional contendo uma seta.
Depois a informação de placas é ocultada até
que seja detectada a próxima placa relacionada
com a velocidade.
Painéis adicionais
Limitação ou fim de auto-estrada
Em situações que o RSI detecte um sinal que
signifique o fim de limitação de velocidade - ou
outra informação relacionada com a velocidades,
por ex.: fim de auto-estrada - aparece o sinal de
trânsito correspondente no instrumento combinado durante cerca de 10 segundos.
As placas de velocidade relacionadas com este tipo de painel adicional aparecem apenas se o condutor utilizar o indicador de mudança de direcção.
São exemplos destas placas:
Exemplo de painéis adicionais24.
Fim de todas as limitações.
Por vezes são indicados diferentes limites de
velocidade para a mesma estrada - um painel
adicional indica então quais as condições que as
velocidades são válidas. Podem tratar-se de pontos negros com, por exemplo, chuva e/ou nevoeiro.
Algumas velocidades são válidas após, por exemplo, um determinado trajecto ou durante determinadas horas do dia. O condutor é alertado para
estas condições com um símbolo de sinal adicional sob o símbolo com a velocidade.
Exibição de informação adicional
Os sinais adicionais relacionados com a chuva
são exibidos apenas se os limpa pára-brisas são
utilizados.
Fim de auto-estrada.
24
Um símbolo de sinal adicional, na forma de quadro vazio, sob o símbolo de velocidade no instru-
Algumas placas de trânsito do instrumento combinado dependem do mercado - as imagens destas instruções apresentam apenas alguns exemplos.
}}
259
AUXÍLIO AO CONDUTOR
||
mento combinado significa que o RSI detectou
uma placa adicional com informação complementar sobre a limitação de velocidade presente.
Aviso de velocidade
•
Com indicação indireta de velocidade25, tais
como: autoestrada e via rápida.
•
Quando a placa anteriormente detectada já
não deveria ser válida e não se passou por
nenhuma nova placa.
Definições em MY CAR
Existem opções disponíveis para o RSI no sistema de menus MY CAR, ver MY CAR
(pág. 121).
Informação relacionada
Informação de placas de trânsito Lig./
Desl.
O condutor pode selecionar se pretende obter
um aviso quando o limite de velocidade é ultrapassado em 5 km/h (5 mph) ou mais. O aviso é
efectuado através de um símbolo a piscar com a
velocidade máxima aplicável enquanto a mesma
é ultrapassada. A função pode ser activada/
desactivada no sistema de menus com MY CAR.
Para descrição do sistema de menus, ver MY
CAR (pág. 121).
A exibição de símbolos de velocidade no instrumento combinado pode ser desligada. A função
pode ser activada/desactivada no sistema de
menus com MY CAR. Para descrição do sistema
de menus, ver MY CAR (pág. 121).
25
260
•
Informação de placas de trânsito (RSI)*
(pág. 258)
•
Informação de placas de trânsito (RSI)* limitações (pág. 261)
•
MY CAR (pág. 121)
Sensus Navigation
Se o automóvel estiver equipado com Sensus
Navigation a informação relacionada com a velocidade é obtida a partir da unidade de navegação
nas seguintes situações:
Podem ocorrer variações em diversos mercados.
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução.
AUXÍLIO AO CONDUTOR
Informação de placas de trânsito
(RSI)* - limitações
A função Informação de placas de trânsito (RSI
– Road Sign Information) auxilia o condutor a
lembrar-se das placas de trânsito relacionadas
com a velocidade por onde o automóvel passou.
A função possui as seguintes limitações.
Os sensores da função RSI possuem limitações
semelhantes às do olho humano - leia mais
sobre as limitações do sensor de câmara
(pág. 249).
Os sinais que indirectamente implicam limites de
velocidade, como por exemplo: placas de cidades/localidades, não são registadas pela função
RSI.
Seguem-se alguns exemplos de situações que
podem perturbar a função:
•
•
•
•
•
Placas desbotadas
Placas localizadas em curvas
Placas torcidas ou danificadas
Placas ocultadas ou mal localizadas
Placas parcialmente ou completamente
cobertas por gelo, neve e/ou sujidade.
Informação relacionada
•
Informação de placas de trânsito (RSI)*
(pág. 258)
•
Informação de placas de trânsito (RSI)* - utilização (pág. 258)
Driver Alert System*
O sistema Driver Alert System foi concebido
para auxiliar o condutor na iminência de uma
condução desconcentrada ou na iminência de
sair inadvertidamente da sua faixa de rodagem.
O Driver Alert System é constituído por diferentes funções que podem ser combinadas ou independentes:
•
•
Informação relacionada
•
•
•
Driver Alert Control (DAC)* (pág. 262)
Assistência a manutenção de faixa (LDW)*
(pág. 265)
Assistência a manutenção de faixa (LKA)*
(pág. 269)
Driver Alert Control - DAC (pág. 262).
Assistência de fila - LDW (pág. 265).
ou
•
Assistência a manutenção de faixa - LKA
(pág. 269)
Uma função ligada permanece em modo de
espera, sendo ativada automaticamente quando a
velocidade ultrapassa os 65 km/h (40 mph).
A função volta a ser desativada quando a velocidade desce abaixo dos 60 km/h (37 mph).
Ambas as funções utilizam uma câmara que
depende das pinturas de faixa de rodagem em
ambos os lados.
AVISO
O Driver Alert System não funciona em todas
as situações e foi concebido para ser um
meio auxiliar complementar.
O condutor é sempre o responsável pelo veículo ser conduzido de forma correcta.
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução. 261
AUXÍLIO AO CONDUTOR
Driver Alert Control (DAC)*
A função DAC destina-se a chamar a atenção
do condutor quando este adopta um comportamento de condução inseguro, por ex: quando o
condutor está distraído ou na iminência de adormecer.
dutor não receba qualquer aviso. É por esta razão
importante que o condutor faça pausas quando
se sentir cansado, independentemente de o DAC
emitir avisos ou não.
NOTA
A função não deve ser utilizada para prolongar os períodos de condução. Planeie sempre
pausas com intervalos regulares e descanse
o suficiente.
O DAC tem como objectivo detectar uma condução progressivamente distraída e destina-se
sobretudo à utilização em grandes vias. A função
não foi concebida para o trânsito das cidades.
Limitações
Em certas situações o sistema pode emitir avisos
apesar de o estilo de condução não se ter alterado, por exemplo:
•
•
Driver Alert Control (DAC)* utilização
As definições são efectuadas a partir do ecrã da
consola central e seu sistema de menus.
Ligado/Desligado
A função Driver Alert pode ser colocada em
modo de espera através do sistema de menus
MY CAR (pág. 121):
•
•
Caixa marcada - a função está activada.
Sem marcação na caixa - a função está desligada.
com vento lateral forte
superficie esburacada.
NOTA
O sensor de câmara possui algumas limitações (pág. 249).
Uma câmara faz a leitura das marcações laterais
pintadas na estrada e compara o desenvolvimento das marcações com os movimentos do
volante executados pelo condutor. O condutor é
alertado quando o veículo não acompanha a
estrada de forma regular.
Por vezes o estilo de condução não é afectado
pelo cansaço. Assim pode acontecer que o con-
262
Informação relacionada
•
•
•
Driver Alert System* (pág. 261)
Driver Alert Control (DAC)* - utilização
(pág. 262)
Driver Alert Control (DAC)* - símbolos e
mensagens (pág. 264)
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução.
AUXÍLIO AO CONDUTOR
Funcionamento
A função Driver Alert é ativada quando a velocidade ultrapassa 65 km/h (40 mph) e permanece
ativa enquanto a velocidade for superior a
60 km/h (37 mph).
Se o veículo for conduzido de forma
instável o condutor é alertado com um
sinal sonoro e a mensagem de texto
Driver Alert Tempo de pausa - no
instrumento combinado acende-se o símbolo ao
lado. O aviso é repetido após algum tempo caso
o estilo de condução não seja melhorado.
O símbolo de aviso pode ser apagado:
•
Pressione o botão OK na alavanca do
volante do lado esquerdo.
AVISO
O alarme deve ser sempre encarado de forma
séria, pois um condutor cansado frequentemente não reconhece o seu estado.
Perante o alarme ou a sensação de cansaço;
pare o automóvel num local seguro e repouse
logo que possível.
Estudos indicam que é igualmente perigoso
conduzir cansado ou sob o efeito do álcool.
Informação relacionada
•
•
Driver Alert System* (pág. 261)
Driver Alert Control (DAC)* (pág. 262)
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução. 263
AUXÍLIO AO CONDUTOR
Driver Alert Control (DAC)* símbolos e mensagens
trumento combinado ou no ecrã da consola central.
DAC (pág. 262) pode exibir símbolos e mensagens de texto, em diferentes situações, no ins-
Seguem-se alguns exemplos:
SímboloA
Mensagem
Significado
Driver Alert Tempo de pausa
O veículo foi conduzido de modo instável - o condutor é alertado com um sinal de aviso acústico + texto.
Sensores pára-brisas bloqueados Ver manual
O sensor de câmara encontra-se temporariamente fora de funções.
Aparece, por exemplo, com neve, gelo ou sujidade no pára-brisas.
•
Limpe a superfície do pára-brisas em frente ao sensor de câmara.
Leia sobre as limitações (pág. 249) do sensor de câmara.
Sistema Driver Alert Revisão
necess.
A
Sistema fora de funções.
•
Visite uma oficina caso a mensagem permaneça - recomenda-se uma oficina autorizada Volvo.
Os símbolos são ilustrativos - podem variar com o mercado e o modelo automóvel.
Informação relacionada
•
•
•
264
Driver Alert System* (pág. 261)
Driver Alert Control (DAC)* (pág. 262)
Driver Alert Control (DAC)* - utilização
(pág. 262)
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução.
AUXÍLIO AO CONDUTOR
Assistência a manutenção de faixa
(LDW)*
Princípio do LDW
A Assistência de faixa de rodagem (Lane
Departure Warning) tem como objectivo, em
auto-estradas ou semelhantes, ajudar o condutor a reduzir o risco do veículo de sair da sua
faixa de rodagem em determinadas situações.
Se automóvel cruzar uma das linhas laterais o
condutor é avisado com um sinal sonoro ou com
vibrações no volante. As vibrações no volante
variam - quanto maior for a passagem sobre a
linha lateral mais longa é a vibração.
NOTA
O condutor é avisado apenas uma vez sempre que as rodas cruzem uma linha. Também
não soa qualquer alarme quando o automóvel
tem a linha entre as rodas.
Assistência em fila LDW ou LKA
A assistência de faixa de rodagem está disponível em duas versões:
•
LDW - Lane Departure Warning - avisa o
condutor com som e vibrações no volante.
•
LKA - Assistente de faixas
(Lane Keeping Aid) - dirige o automóvel de
volta para a faixa de rodagem e/ou avisa o
condutor com som e vibrações no volante.
AVISO
(A imagem é ilustrativa - não específica do modelo.)
Uma câmara faz a leitura das linhas laterais na
estrada/faixa de rodagem.
A assistência em fila é apenas um meio de
auxílio ao condutor e não funciona em todas
as situações de trânsito, meteorologia ou
estrada.
O automóvel é entregue com um destes dois sistemas - o mercado e a alternativa do motor
determinam qual dos sistemas irá equipar o automóvel.
O condutor é sempre o responsável pelo veículo ser conduzido de forma correcta e pelo
cumprimento das leis e normas de trânsito
aplicáveis.
Perante a dúvida se o automóvel possui LDW ou
LKA:
•
26
Abra o sistema de menu MY CAR e aceda a
Sistema de apoio à condução - aí encontrará indicado Lane Departure Warning se
o automóvel possuir LDW ou Assistente de
faixas para o LKA.
A imagem mostra 3 vibrações quando a linha lateral é ultrapassada.
Informação relacionada
Aviso com vibrações no volante26.
•
Assistência em fila (LDW) - funcionamento
(pág. 266)
•
Assistência em fila (LDW) - utilização
(pág. 267)
•
Assistência em fila (LDW) - limitações
(pág. 267)
}}
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução. 265
AUXÍLIO AO CONDUTOR
•
Assistência em fila (LDW) - símbolos e mensagens (pág. 268)
Assistência em fila (LDW) funcionamento
•
Assistência a manutenção de faixa (LKA)*
(pág. 269)
•
Driver Alert System* (pág. 261)
A função Assistência de faixa de rodagem (Lane
Departure Warning) permite algumas configurações.
Lig. & Desl.
Seleccione entre as alternativas:
• Ligado no arranque - A função permanece
em modo de espera sempre que o motor é
arrancado. Caso contrário obtém-se o
mesmo valor que estava presente quando o
motor foi desligado.
• Sensibilidade aumentada - A sensibili-
dade aumenta, o alarme surge mais cedo e
são admitidas menos limitações.
Informação relacionada
•
Assistência a manutenção de faixa (LDW)*
(pág. 265)
•
Assistência a manutenção de faixa (LKA)*
(pág. 269)
Pressione o botão da consola central para activar
ou desligar a função. O botão fica aceso quando
a função está ligada.
A função é complementada no instrumento combinado com imagens explicativas em diferentes
situações.
Definições pessoais
As configurações são feitas no ecrã da consola
centra através do sistema de menus MY CAR.
Para descrição do sistema de menus ver MY
CAR (pág. 121).
266
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução.
AUXÍLIO AO CONDUTOR
Assistência em fila (LDW) utilização
A Assistência de faixa de rodagem (Lane
Departure Warning) é complementada no instrumento combinado com imagens explicativas em
diferentes situações. Seguem-se alguns exemplos:
•
devido ao facto da velocidade ser inferior a
65 km/h. (40 mph).
Assistência em fila (LDW) limitações
O símbolo LDW não possui linhas laterais - a
função está desactivada.
Os sensores de câmara da Assistência de faixa
de rodagem (Lane Departure Warning) possuem limitações semelhantes às do olho
humano.
Informação relacionada
•
Assistência a manutenção de faixa (LDW)*
(pág. 265)
•
Assistência a manutenção de faixa (LKA)*
(pág. 269)
Para mais informações, leia sobre as limitações
do sensor de câmara (pág. 249).
NOTA
Existem algumas situações em que o LDW
não emite qualquer aviso, por ex.:
•
•
•
•
•
Linhas laterais da função LDW.
•
•
O símbolo LDW possui linhas laterais a
BRANCO - a função está activa e
detecta/"vê" uma linha lateral ou ambas as
linhas.
O símbolo LDW possui linhas laterais a CINZENTO - a função está activa mas não vê a
linha lateral do lado esquerdo ou direito.
Indicador de mudança de direcção ligado
Condutor tem o pé no pedal do travão27
Pressão rápida no pedal do acelerador27
Movimentos rápidos do volante27
Curvas muito violentas em que o automóvel incline.
Informação relacionada
•
Assistência a manutenção de faixa (LDW)*
(pág. 265)
•
Assistência a manutenção de faixa (LKA)*
(pág. 269)
ou
•
O símbolo LDW possui linhas laterais a CINZENTO - a função está em modo de espera
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução. 267
AUXÍLIO AO CONDUTOR
Assistência em fila (LDW) símbolos e mensagens
Em situações que a Assistência de faixa de
rodagem cessa pode aparecer um símbolo no
Símbolo
instrumento combinado com uma mensagem
explicativa - nestes casos siga a recomendação
indicada.
Mensagem
Significado
Lane Departure Warning LIG/Lane
Departure Warning DESL
A função está ligada/desligada.
Exemplo de mensagem:
Aparece ao ligar/desligar.
O texto desaparece passados cerca de 5 segundos.
Sensores pára-brisas bloqueados Ver
manual
O sensor de câmara encontra-se temporariamente fora de funções.
Aparece, por exemplo, com neve, gelo ou sujidade no pára-brisas.
•
Limpe o pára-brisas em frente ao sensor de câmara.
Leia sobre as limitações do sensor de câmara (pág. 249).
Sistema Driver Alert Revisão necess.
Sistema fora de funções.
•
Visite uma oficina caso a mensagem permaneça - recomenda-se uma oficina autorizada Volvo.
Informação relacionada
•
Assistência a manutenção de faixa (LDW)*
(pág. 265)
•
Assistência a manutenção de faixa (LKA)*
(pág. 269)
27
268
Quando "Sensibilidade aumentada" está seleccionado ainda é emitido um aviso, ver Assistência em fila (LDW) - funcionamento (pág. 266).
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução.
AUXÍLIO AO CONDUTOR
Assistência a manutenção de faixa
(LKA)*
Princípio do LKA
AVISO
A assistência em fila é apenas um meio de
auxílio ao condutor e não funciona em todas
as situações de trânsito, meteorologia ou
estrada.
A Assistência de faixa de rodagem tem como
objectivo, em auto-estradas ou semelhantes, ajudar o condutor a reduzir o risco do veículo de
sair da sua faixa de rodagem em determinadas
situações.
O condutor é sempre o responsável pelo veículo ser conduzido de forma correcta e pelo
cumprimento das leis e normas de trânsito
aplicáveis.
Assistência em fila LDW ou LKA
A assistência de faixa de rodagem está disponível em duas versões:
•
•
LDW - Lane Departure Warning - avisa o
condutor com som e vibrações no volante.
LKA - Assistente de faixas
(Lane Keeping Aid) - dirige o automóvel de
volta para a faixa de rodagem e/ou avisa o
condutor com som e vibrações no volante.
O automóvel é entregue com um destes dois sistemas - o mercado e a alternativa do motor
determinam qual dos sistemas irá equipar o automóvel..
Perante a dúvida se o automóvel possui LDW ou
LKA:
•
Abra o sistema de menu MY CAR e aceda a
Sistema de apoio à condução - aí encontrará indicado Lane Departure Warning se
o automóvel possuir LDW ou Assistente de
faixas para o LKA.
Informação relacionada
•
Assistência em fila (LKA) - funcionamento
(pág. 270)
•
Assistência em fila (LKA) - utilização
(pág. 271)
•
Assistência em fila (LKA) - limitações
(pág. 272)
•
Assistência em fila (LKA) - símbolos e mensagens (pág. 273)
•
Assistência a manutenção de faixa (LDW)*
(pág. 265)
•
Driver Alert System* (pág. 261)
(A imagem é ilustrativa - não específica do modelo.)
Uma câmara faz a leitura das linhas laterais na
estrada/faixa de rodagem.
Se o automóvel estiver na iminência de cruzar
uma linha lateral a Assistência em fila actua na
direcção para voltar a colocar o automóvel na
faixa de rodagem com um ligeiro binário na direcção.
Se o automóvel atinge ou ultrapassa uma linha
lateral, a Assistência de faixa de rodagem avisa o
condutor com vibrações no volante.
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução. 269
AUXÍLIO AO CONDUTOR
Assistência em fila (LKA) funcionamento
A função Assistência de faixa de rodagem (Lane
Keeping Aid) permite algumas configurações.
botão Lig./Desl. na consola central - neste caso
a função é manuseada no sistema de menus MY
CAR. Para descrição do sistema de menus, ver
MY CAR (pág. 121).
Lig. & Desl.
No MY CAR também pode ser exibido, entre
outros:
A assistência em fila está ativa no intervalo de
velocidades 65-200 km/h (40-125 mph) em
estradas com linhas laterais bem visíveis. Em
estradas mais estreitas, em que a faixa de rodagem é inferior a 2,6 metros entre linhas, a função
desliga-se temporariamente.
•
Aviso com vibração no volante: Só vibração
- Lig. ou Desl.
•
Direcção activa: Só assistência da
direcção - Lig. ou Desl.
•
Aviso com vibração no volante e Direcção
activa: Plena função - Lig. ou Desl.
Direcção activa
A Assistência em fila tenta manter o automóvel
dentro das linhas laterais da faixa de rodagem.
Pressione o botão da consola central para activar
ou desligar a função. O botão fica aceso quando
a função está ligada.
Algumas combinações de equipamentos opcionais podem não deixar espaço livre para um
270
O LKA entra em acção e actua a direcção.
Se o automóvel aproximar-se das linhas laterais
esquerda ou direita da faixa de rodagem sem os
indicadores de mudança de direcção activados, o
automóvel é dirigido de volta para a posição inicial.
AUXÍLIO AO CONDUTOR
Aviso com vibração no volante
Curvas dinâmicas
Assistência em fila (LKA) utilização
A Assistência de faixa de rodagem (Lane
Keeping Aid) é complementada no instrumento
combinado com imagens explicativas em diferentes situações. Seguem-se alguns exemplos:
NOTA
O LKA é temporariamente desactivado
enquanto o indicador de mudança de direcção está ligado.
O LKA actua a direcção e avisa com vibrações no
volante28.
Se o automóvel passar uma linha lateral a Assistência de faixa de rodagem avisa com vibrações
no volante29. Esta situação verifica-se independentemente do automóvel ser, ou não, dirigido de
volta com um binário na direcção.
O LKA não actua em curvas interiores fechadas.
Em algumas situações a Assistência de faixa de
rodagem permite que as linhas laterais sejam
cruzadas sem que actue a direcção ou emita
aviso. A utilização da faixa de rodagem adjacente
para atalhar uma curva com boa visibilidade é um
exemplo destas situações.
Informação relacionada
28
29
•
Assistência a manutenção de faixa (LKA)*
(pág. 269)
•
Assistência a manutenção de faixa (LDW)*
(pág. 265)
A imagem mostra 3 vibrações quando a linha lateral é ultrapassada.
As vibrações no volante variam - quanto mais o veículo pisa a linha lateral, mais impulsos se sentem.
O LKA "vê" e segue as linhas laterais.
Quando a Assistência em fila está activa e
detecta/"vê" as linhas laterais o símbolo LKA
apresenta linhas BRANCAS.
}}
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução. 271
AUXÍLIO AO CONDUTOR
||
•
Linhas laterais CINZENTAS - A Assistência
em fila não vê qualquer linha na lateral do
automóvel.
Assistência em fila (LKA) limitações
Os sensores de câmara da Assistência de faixa
de rodagem (Lane Keeping Aid) possuem limitações semelhantes às do olho humano.
Para mais informações, leia sobre as limitações
do sensor de câmara (pág. 249) e consulte Avisador de colisão* - utilização (pág. 246).
volante, situação que é verificada pelo LKA continuamente - caso não se verifique esta condição,
o condutor é alertado com uma mensagem de
texto para actuar na direcção do automóvel.
Se o condutor não seguir a sugestão de actuar a
direcção, a Assistência em fila continua para
modo de espera - a função fica interrompida até
que o condutor volte a actuar a direcção.
Informação relacionada
NOTA
O LKA actua no lado direito.
A Assistência em fila actua e dirige afastando-se
da linha lateral - a situação é indicada com:
•
Linha VERMELHA no lado em questão.
Informação relacionada
•
Assistência a manutenção de faixa (LKA)*
(pág. 269)
•
Assistência a manutenção de faixa (LDW)*
(pág. 265)
Em algumas situações mais exigentes a
Assistência em fila pode ter dificuldades em
auxiliar o condutor da melhor forma - nestes
casos recomenda-se a desactivação da função.
•
Assistência a manutenção de faixa (LKA)*
(pág. 269)
•
Assistência a manutenção de faixa (LDW)*
(pág. 265)
Alguns exemplos destas situações:
•
•
•
trabalhos na estrada
•
estilo de condução marcadamente desportivo
•
más condições meteorológicas ou visibilidade reduzida.
estrada em condições de Inverno
revestimento da estrada em más condições
As mãos no volante
Uma condição para que a Assistência em fila
funcione é que o condutor mantenha as mãos no
272
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução.
AUXÍLIO AO CONDUTOR
Assistência em fila (LKA) - símbolos
e mensagens
Em situações que a Assistência de faixa de
rodagem cessa pode aparecer um símbolo no
Símbolo
instrumento combinado com uma mensagem
explicativa - nestes casos siga a recomendação
indicada.
Exemplo de mensagem:
Mensagem
Significado
Sensores pára-brisas
bloqueados Ver manual
O sensor de câmara encontra-se temporariamente fora de funções.
Aparece, por exemplo, com neve, gelo ou sujidade no pára-brisas.
•
Limpe o pára-brisas em frente ao sensor de câmara.
Leia sobre as limitações do sensor de câmara, ver Avisador de colisão* - limitações do sensor de câmara
(pág. 249) e Avisador de colisão* - utilização (pág. 246).
Assistente de faixas Revisão necess.
Sistema fora de funções.
Assistente de faixas
Interrompido
O LKA foi interrompido e colocado em modo de espera. As linhas do símbolo LKA indicam que a função está de
novo activa.
•
Visite uma oficina caso a mensagem permaneça - recomenda-se uma oficina autorizada Volvo.
Informação relacionada
•
Assistência a manutenção de faixa (LKA)*
(pág. 269)
•
Assistência a manutenção de faixa (LDW)*
(pág. 265)
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução. 273
AUXÍLIO AO CONDUTOR
Assistência de estacionamento*
•
O nível sonoro da assistência de estacionamento
pode ser ajustado durante a duração do sinal
sonoro com o disco selector VOL da consola
central. O nível sonoro também pode ser ajustado
no menu de definições de áudio que se acede
pressionando SOUND ou no sistema de menu
(pág. 121) MY CAR30 do automóvel.
•
A assistência de estacionamento encontra-se
disponível em duas variantes:
•
•
Apenas traseira
Dianteira e traseira.
NOTA
Quando um engate de reboque está configurado com o sistema eléctrico do automóvel, a
saliência do engate de reboque é incluída
quando a função mede o espaço de estacionamento.
30
274
AVISO
A assistência de estacionamento é utilizada
como uma ajuda para estacionar. Um sinal
sonoro e um conjunto de símbolos no ecrã da
consola central indicam a distância ao obstáculo
detectado.
•
A assistência ao estacionamento nunca
pode substituir a responsabilidade do
condutor ao estacionar.
Os sensores possuem ângulos cegos,
onde não detectam obstáculos.
Tenha atenção a, por exemplo, pessoas
ou animais que se encontrem na proximidade do automóvel.
Assistência de estacionamento* funcionamento
A assistência de estacionamento é activada
automaticamente no arranque do motor - a lâmpada do interruptor acende. O sistema pode ser
desligado com o botão, a lâmpada apaga.
Informação relacionada
•
Assistência de estacionamento* - funcionamento (pág. 274)
•
Assistência de estacionamento* - dianteira
(pág. 276)
•
Assistência de estacionamento* - traseira
(pág. 276)
•
Assistência de estacionamento* - limpeza
dos sensores (pág. 278)
Ligar/Desligar para a Assistência ao estacionamento e
o CTA*.
•
Assistência de estacionamento* - indicação
de avaria (pág. 277)
•
Câmara de assistência ao estacionamento*
(pág. 279)
Se o automóvel estiver equipado com CTA
(pág. 255) as luzes indicadoras piscam uma vez
para o CTA (pág. 253), quando a Assistência de
estacionamento é activada com o botão.
Dependendo do sistema áudio e média.
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução.
AUXÍLIO AO CONDUTOR
como à frente do automóvel o sinal alterna entre
os altifalantes.
IMPORTANTE
•
Assistência de estacionamento* - indicação
de avaria (pág. 277)
•
Câmara de assistência ao estacionamento*
(pág. 279)
Objectos como correntes, barras finas e brilhantes ou obstáculos baixos, podem encontrar-se na "zona de sombra" do sinal, ficando
temporariamente invisíveis aos sensores - o
som intermitente pode cessar para dar lugar
ao som constante.
Os sensores não conseguem detectar objectos altos, por exemplo: cais de carga.
Vista do ecrã - exibe obstáculos à frente à esquerda e
atrás à direita.
•
O ecrã na consola central dá uma imagem geral
da relação entre o automóvel e o obstáculo
detectado.
As secções assinaladas indicam qual dos quatro
sensores detectou um obstáculo. Quanto mais
próximo o automóvel estiver de uma caixa de
secção, mais curta é a distância entre o automóvel e o obstáculo detectado.
A frequência do sinal aumenta à medida que
diminui a distância ao obstáculo, na parte dianteira ou traseira. Qualquer outro som proveniente
do equipamento de áudio é automaticamente
reduzido.
Com distâncias abaixo de 30 cm o som é constante e os campos dos sensores mais próximos
do automóvel ficam activos. Se houver objectos
detectados dentro dessa distância, tanto atrás
Nestas situações tenha muita atenção e
manobre/desloque o automóvel muito
lentamente ou interrompa a manobra de
estacionamento - elevado risco de danos
no veículo ou noutros objetos, uma vez
que a informação dos sensores nem
sempre é fiável nestas situações.
Informação relacionada
•
•
Assistência de estacionamento* (pág. 274)
Assistência de estacionamento* - dianteira
(pág. 276)
•
Assistência de estacionamento* - traseira
(pág. 276)
•
Assistência de estacionamento* - limpeza
dos sensores (pág. 278)
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução. 275
AUXÍLIO AO CONDUTOR
Assistência de estacionamento* traseira
NOTA
Ao recuar com, por exemplo, atrelado ou
suporte de bicicletas no engate de reboque sem cablagem de atrelado original da Volvo a assistência de estacionamento pode ter de
ser desligada manualmente para que os sensores não reajam a estes elementos.
A assistência de estacionamento é utilizada
como uma ajuda para estacionar. Um sinal
sonoro e um conjunto de símbolos no ecrã da
consola central indicam a distância ao obstáculo
detectado.
Informação relacionada
•
•
A área coberta atrás do automóvel é de aproximadamente 1,5 m. O sinal sonoro para obstáculos traseiros provém de um dos altifalantes traseiros.
A assistência de estacionamento traseira activa-se quando a marcha-atrás é engatada.
Ao recuar com, por exemplo, um atrelado no
engate de reboque a assistência de estacionamento traseira é desligada automaticamente caso contrário os sensores reagiriam ao atrelado.
276
Assistência de estacionamento* (pág. 274)
Assistência de estacionamento* - funcionamento (pág. 274)
•
Assistência de estacionamento* - dianteira
(pág. 276)
•
Assistência de estacionamento* - limpeza
dos sensores (pág. 278)
•
Assistência de estacionamento* - indicação
de avaria (pág. 277)
•
Câmara de assistência ao estacionamento*
(pág. 279)
Assistência de estacionamento* dianteira
A assistência de estacionamento é utilizada
como uma ajuda para estacionar. Um sinal
sonoro e um conjunto de símbolos no ecrã da
consola central indicam a distância ao obstáculo
detetado.
A assistência de estacionamento activa-se automaticamente com o arranque do motor - a lâmpada do interruptor Lig./Desl. acende. O sistema
pode ser desligado com o botão, a lâmpada
apaga.
A área coberta à frente do automóvel é de aproximadamente 0,8 m. O sinal sonoro para obstáculos dianteiros provém de um dos altifalantes
dianteiros.
A assistência de estacionamento permanece
ativa até aos 10 km/h (6 mph).
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução.
AUXÍLIO AO CONDUTOR
Se a Assistência de estacionamento for desativada devido a velocidade elevada - 11 km/h
(7 mph) ou superior - a função é reativada
quando a velocidade desce abaixo de 10 km/h
(6 mph).
NOTA
A assistência ao estacionamento é desactivada quando o travão de estacionamento é
activado ou a posição P é seleccionada em
automóveis com transmissão automática.
IMPORTANTE
Assistência de estacionamento* indicação de avaria
•
Assistência de estacionamento* - funcionamento (pág. 274)
A assistência de estacionamento é utilizada
como uma ajuda para estacionar. Um sinal
sonoro e um conjunto de símbolos no ecrã da
consola central indicam a distância ao obstáculo
detectado.
•
Assistência de estacionamento* - dianteira
(pág. 276)
•
Assistência de estacionamento* - traseira
(pág. 276)
•
Câmara de assistência ao estacionamento*
(pág. 279)
Se o símbolo de informações do instrumento combinado ficar aceso de modo
contínuo e aparecer a mensagem de
texto Sistema Park Assist Revisão necess.,
isso significa que a assistência de estacionamento se encontra fora de funções.
Ao montar faróis adicionais: Lembre-se que
os sensores não podem ficar bloqueados - os
faróis adicionais podem ser interpretados
como obstáculos.
IMPORTANTE
Em certas circunstâncias o sistema de assistência de estacionamento pode gerar sinais
de aviso falsos causados por fontes de som
exteriores que emitam nas frequências de
ultra-sons de funcionamento do sistema.
Informação relacionada
•
•
Assistência de estacionamento* (pág. 274)
•
Assistência de estacionamento* - traseira
(pág. 276)
•
Assistência de estacionamento* - limpeza
dos sensores (pág. 278)
•
Assistência de estacionamento* - indicação
de avaria (pág. 277)
•
Câmara de assistência ao estacionamento*
(pág. 279)
Exemplos destas fontes são: buzinas, pneus
molhados sobre o asfalto, travões pneumáticos, ruído de escape de motociclos, entre
outros.
Assistência de estacionamento* - funcionamento (pág. 274)
Informação relacionada
•
•
Assistência de estacionamento* (pág. 274)
Assistência de estacionamento* - limpeza
dos sensores (pág. 278)
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução. 277
AUXÍLIO AO CONDUTOR
•
Assistência de estacionamento* limpeza dos sensores
Câmara de assistência ao estacionamento*
(pág. 279)
A assistência de estacionamento é utilizada
como uma ajuda para estacionar. Um sinal
sonoro e um conjunto de símbolos no ecrã da
consola central indicam a distância ao obstáculo
detectado.
Para que os sensores funcionem correctamente
têm que ser limpos a intervalos regulares com
água e champô para automóvel.
Localização dos sensores atrás.
NOTA
Sujidade, gelo e neve sobre os sensores
pode originar sinais de aviso falsos, funcionamento reduzido ou ausência de funcionamento.
Informação relacionada
Localização dos sensores à frente.
278
•
•
Assistência de estacionamento* (pág. 274)
Assistência de estacionamento* - funcionamento (pág. 274)
•
Assistência de estacionamento* - dianteira
(pág. 276)
•
Assistência de estacionamento* - traseira
(pág. 276)
•
Assistência de estacionamento* - indicação
de avaria (pág. 277)
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução.
AUXÍLIO AO CONDUTOR
Câmara de assistência ao
estacionamento*
Funcionamento e utilização
A câmara de estacionamento é um meio auxiliar
que é activado quando a marcha-atrás é seleccionada.
A imagem da câmara aparece no ecrã da consola
central.
NOTA
Quando um engate de reboque está configurado com o sistema eléctrico do automóvel, a
saliência do engate de reboque é incluída
quando a função mede o espaço de estacionamento.
AVISO
•
•
•
A câmara de estacionamento é um meio
auxiliar e nunca pode substituir a responsabilidade do condutor ao efectuar marcha-atrás.
A câmara possui ângulos cegos onde
não se podem detectar objectos.
Tenha atenção a pessoas ou animais que
se encontrem próximos do automóvel.
Localização da câmara junto ao puxador de abertura.
A câmara exibe o que se encontra atrás do automóvel e se algo surge dos lados.
A câmara exibe uma ampla área atrás do automóvel e parte do pára-choques, além de um
eventual engate de reboque.
Os objectos no ecrã podem parecer ligeiramente
inclinados - o que é normal.
NOTA
Os objectos no ecrã podem estar mais próximos do automóvel do que aparentam no ecrã.
Se alguma outra vista estiver activa, o sistema da
câmara de estacionamento assume automaticamente as funções e a sua imagem da câmara
aparece no ecrã.
Quando a marcha-atrás é seleccionada aparecem duas linhas contínuas que indicam a trajectória das rodas traseiras com a posição actual do
volante - esta situação facilita o estacionamento,
a marcha-atrás em locais apertados e o engate
do atrelado. As dimensões exteriores aproximadas do automóvel são ilustradas por linhas tracejadas. As linhas auxiliares podem ser desligadas ver capítulo Configurações (pág. 281).
Se o automóvel também estiver equipado com
Sensores de assistência de estacionamento
(pág. 274)* a sua informação é apresentada graficamente na forma de campos coloridos para
ilustrar a distância ao obstáculo detectado, ver
capítulo "Automóveis com sensores de marcha-atrás" mais à frente.
A câmara está ativa durante
cerca de 5 segundos após a marcha-atrás ter
sido desengatada ou até que a velocidade do
automóvel ultrapasse os 10 km/h (6 mph) na
marcha para a frente ou os 35 km/h (22 mph)
em marcha-atrás.
Condições de luz
A imagem da câmara ajusta-se automaticamente
às condições de luz presentes. A imagem pode
variar ligeiramente em intensidade de luz e qualidade. Más condições luminosas podem resultar
numa qualidade de imagem ligeiramente reduzida.
}}
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução. 279
AUXÍLIO AO CONDUTOR
||
NOTA
Para obter o melhor desempenho mantenha
a lente da câmara limpa de sujidade, neve e
gelo. Esta informação é especialmente importante perante más condições de luminosidade.
NOTA
•
Ao fazer marcha-atrás com atrelado que
não possua ligação eléctrica ao automóvel, o ecrã exibe as linhas correspondentes ao automóvel, e não ao atrelado.
•
O ecrã não exibe qualquer linha com um
atrelado com ligação eléctrica ao sistema
eléctrico do automóvel.
•
A câmara de estacionamento desliga-se
automaticamente ao conduzir com atrelado, caso se utilize cablagem de atrelado
original da Volvo.
Linhas auxiliares
Linhas limite
Diferentes linhas do sistema.
IMPORTANTE
Lembre-se que, com a vista da câmara traseira seleccionada, o ecrã apenas exibe a
zona atrás do automóvel - tenha então atenção para os lados do automóvel e o eixo dianteiro quando roda o volante na marcha-atrás.
Exemplo de como as linhas auxiliares podem ser exibidas ao condutor.
As linhas do ecrã são projectadas como se se
encontrassem num piso plano atrás do automóvel e dependem directamente dos movimentos
do volante. Assim, o condutor vê o percurso a
fazer pelo automóvel - mesmo quando o automóvel curva.
280
Linha limite de zona livre de marcha-atrás
"Trilhos das rodas"
A linha tracejada (1) limita uma zona até
cerca de 1,5 m atrás do pára-choques. Também
limita a zona dos elementos mais salientes do
automóvel, por exemplo: retrovisores e cantos mesmo quando o automóvel efectua curvas.
Os "trilhos das rodas" (2) entre as linhas laterais
indicam a trajectória das rodas, e podem estender-se por cerca de 3,2 m para trás do pára-choques, caso não exista nenhum obstáculo.
AUXÍLIO AO CONDUTOR
Automóveis com sensores de marchaatrás*
Informação relacionada
•
Câmara de assistência ao estacionamento configurações (pág. 281)
•
Câmara de assistência ao estacionamento limitações (pág. 282)
•
•
Assistência de estacionamento* (pág. 274)
Câmara de assistência ao
estacionamento - configurações
Activar câmara desligada
A câmara inicia automaticamente quando a marcha-atrás é selecionada, mas também pode ser
ativada manualmente do seguinte modo:
Assistência de estacionamento activa (PAP)*
(pág. 283)
Campo colorido (um por sensor) que indica a distância.
Se o automóvel também estiver equipado com
Assistência ao estacionamento (pág. 274) a distância é apresentada com campos coloridos para
cada sensor que regista um obstáculo.
A cor do campo muda com o aproximar do
objecto - de amarelo-claro para amarelo, de
laranja para vermelho.
Cor
Distância (metros)
Amarelo-claro
0,7–1,5
Amarelo
0,5–0,7
Laranja
0,3–0,5
Vermelho
0–0,3
•
Pressione em CAM - o ecrã apresenta a
vista de câmara actual.
Alterar configurações
As configurações da câmara de estacionamento
podem ser alteradas quando o ecrã apresenta
uma vista da câmara:
}}
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução. 281
AUXÍLIO AO CONDUTOR
||
1.
Pressione em OK/MENU quando uma vista
da câmara é exibida - o ecrã muda para uma
vista com diferentes opções.
Caso existam várias alternativas, estão são dispostas em ciclo - pressione/rode até ser exibida
a vista da câmara desejada.
2.
Avance para a alternativa desejada com
TUNE.
Informação relacionada
3.
Marque a alternativa com uma pressão em
OK/MENU e recue com EXIT.
Engate de reboque
A câmara pode ser uma grande vantagem no
acoplamento de um atrelado. Pode ser exibida no
ecrã o trajecto estimado do engate de reboque
em relação ao atrelado - tal como para os "trilhos
das rodas".
Pode-se seleccionar entre a vista dos "trilhos das
rodas" ou do trajecto do engate de reboque
- não é possível exibir ambas as alternativas em
simultâneo.
1.
Pressione em OK/MENU quando aparecer
uma vista de câmara.
2.
Avance para a alternativa Linha guia
trajecto barra reboque com TUNE.
3.
Marque a alternativa com uma pressão em
OK/MENU e recue com EXIT.
Zoom
Se for necessária uma manobra mais cuidadosa
pode-se ampliar a vista da câmara:
•
282
•
Câmara de assistência ao estacionamento*
(pág. 279)
•
•
Assistência de estacionamento* (pág. 274)
Assistência de estacionamento activa (PAP)*
(pág. 283)
Câmara de assistência ao
estacionamento - limitações
NOTA
Suportes de bicicletas ou outros acessórios
montados na traseira do automóvel podem
bloquear a visão da câmara.
Lembre-se
Tenha atenção que mesmo parecendo que apenas uma parte relativamente pequena da imagem
esteja obstruída, tal pode significar que um sector relativamente grande está oculto, permitindo
que obstáculos permaneçam indetectados até
que estejam demasiado perto do automóvel.
•
Mantenha a lente da câmara limpa de sujidade, gelo ou neve.
•
Limpe a lente da câmara regularmente com
água tépida e champô automóvel - cuidadosamente para não riscar a lente.
Informação relacionada
•
Câmara de assistência ao estacionamento*
(pág. 279)
•
Câmara de assistência ao estacionamento configurações (pág. 281)
•
Assistência de estacionamento* (pág. 274)
Pressione em CAM ou rode TUNE - outra
pressão/rotação regressa à vista normal.
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução.
AUXÍLIO AO CONDUTOR
Assistência de estacionamento
activa (PAP)*
AVISO
PAP não funciona em todas as situações e
foi concebido para ser um meio auxiliar complementar.
A Assistência de estacionamento activa (PAP –
Park Assist Pilot) auxilia o condutor a estacionar
o automóvel verificando se o espaço existente é
suficiente e rodando o volante e conduzindo o
automóvel para o espaço.
O condutor é sempre o último responsável
pela condução segura do automóvel e pela
monitorização das proximidades e dos outros
utilizadores da via que se aproximem ou atravessem ao estacionar.
O instrumento combinado indica as várias acções
com símbolos, gráficos e texto.
Informação relacionada
O botão Lig./Desl. encontra-se na consola central.
Assistência de estacionamento
activa (PAP)* - funcionamento
NOTA
A função PAP mede o espaço e dirige o
automóvel - a tarefa do condutor consiste em:
•
•
manter atenção à volta do veículo
seguir as instruções do instrumento combinado
•
Assistência de estacionamento activa (PAP)*
- símbolos e mensagens (pág. 288)
•
•
engrenar as mudanças (trás/frente)
•
Assistência de estacionamento activa (PAP)*
- utilização (pág. 284)
•
travar e parar.
•
Assistência de estacionamento activa (PAP)*
- funcionamento (pág. 283)
•
Assistência de estacionamento activa (PAP)*
- limitações (pág. 286)
•
•
Assistência de estacionamento* (pág. 274)
controlar e manter uma velocidade
segura
PAP O pode ser activado quando se verificam as
seguintes condições após o arranque do motor:
Câmara de assistência ao estacionamento*
(pág. 279)
NOTA
Quando um engate de reboque está configurado com o sistema eléctrico do automóvel, a
saliência do engate de reboque é incluída
quando a função mede o espaço de estacionamento.
}}
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução. 283
AUXÍLIO AO CONDUTOR
||
•
As funções ABS31 ou ESC32 não podem
actuar quando a função PAP está activada essas podem ser activadas devido a, por
exemplo, piso inclinado ou escorregadio, ver
capítulo sobre Travão convencional e Sistema de estabilidade ESC (pág. 201) para
mais informação.
•
Não pode estar conectado um atrelado ao
automóvel.
•
A velocidade tem de ser inferior a 50 km/h
(30 mph).
1.
É procurado e medido um lugar de estacionamento - na medição a velocidade não
pode ultrapassar os 30 km/h (20 mph).
2.
O automóvel é orientado para o espaço
durante a marcha-atrás.
3.
O automóvel é posicionado no espaço utilizando a condução para a frente/para trás.
Informação relacionada
•
Assistência de estacionamento activa (PAP)*
(pág. 283)
•
•
Assistência de estacionamento* (pág. 274)
Assistência de estacionamento
activa (PAP)* - utilização
NOTA
Lembre-se que, em algumas posições, o
volante pode ocultar as indicações do instrumento combinado durante a manobra de
estacionamento.
1 - Procura e verificação das
dimensões
Câmara de assistência ao estacionamento*
(pág. 279)
Princípio de funcionamento do PAP.
A função PAP estaciona o automóvel executando
as seguintes etapas:
31
32
284
(Anti-lock Braking System) - Sistema de travagem anti-bloqueio.
(Electronic Stability Control) - Sistema de estabilidade.
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução.
AUXÍLIO AO CONDUTOR
NOTA
A função PAP mede o espaço e dirige o
automóvel - a tarefa do condutor consiste em:
•
•
manter atenção à volta do veículo
•
•
engrenar as mudanças (trás/frente)
•
travar e parar.
seguir as instruções do instrumento combinado
controlar e manter uma velocidade
segura
2.
Tenha atenção ao instrumento combinado e
esteja pronto para parar o automóvel quando
tal for indicado por gráficos e textos.
Na etapa Marcha-atrás o PAP dirige o automóvel
para o espaço de estacionamento. Proceda do
seguinte modo:
3.
Pare o automóvel quando os gráficos e os
textos o solicitarem.
1.
Verifique que tem espaço livre atrás e
engate a marcha-atrás.
2.
Recue lentamente e cuidadosamente sem
mexer no volante - e a não mais de 7 km/h
(4 mph).
3.
Tenha atenção ao instrumento combinado e
esteja pronto para parar o automóvel quando
tal for indicado por gráficos e textos.
NOTA
O PAP procura lugar para estacionamento,
exibe instruções e controla o automóvel para
o lado do passageiro do automóvel. Mas, caso
deseje, também pode estacionar o automóvel
no lado do condutor:
•
NOTA
A distância entre o automóvel e o local de
estacionamento deve ser 0,5-1,5 metros
quando o PAP procura um espaço de estacionamento.
A função PAP procura e verifica se uma superfície de estacionamento é suficientemente grande.
Proceda do seguinte modo:
Active o indicador de mudança de direcção do lado do condutor - o sistema procura espaço para estacionamento neste
lado do automóvel.
2 - Marcha-atrás
NOTA
•
Mantenha ambas as mãos afastadas do
volante quando a função PAP está activada.
•
Assegure-se de que o volante não é
obstruído por qualquer meio e de que
pode rodar livremente.
•
Para os melhores resultados - Aguarde
até que o volante termine de rodar antes
de conduzir para a frente/trás.
1. Ative o PAP pressionando
este botão e conduza a uma
velocidade inferior a 30 km/h
(20 mph).
}}
285
AUXÍLIO AO CONDUTOR
||
3 - Posicionamento
IMPORTANTE
A distância de aviso é mais curta quando os
sensores são utilizados pela PAP em vez da
Assistência de estacionamento.
Assistência de estacionamento
activa (PAP)* - limitações
A sequência PAP é interrompida:
Informação relacionada
Após o automóvel ter efetuado a marcha-atrás
no espaço de estacionamento é necessário posicioná-lo.
1.
Engate a 1ª mudança ou a mudança D,
aguarde até que o volante seja rodado e
conduza em frente.
2.
Pare o automóvel quando os gráficos e a
mensagem de texto o solicitarem.
3.
Engate a marcha-atrás e conduza para trás
até que o gráfico e a mensagem de texto
solicitarem para parar.
•
Assistência de estacionamento activa (PAP)*
- símbolos e mensagens (pág. 288)
•
Assistência de estacionamento activa (PAP)*
- funcionamento (pág. 283)
•
Assistência de estacionamento activa (PAP)*
- limitações (pág. 286)
•
•
Assistência de estacionamento* (pág. 274)
•
Assistência de estacionamento activa (PAP)*
(pág. 283)
Câmara de assistência ao estacionamento*
(pág. 279)
A função desliga-se automaticamente com os
gráficos e a mensagem a indicarem que o estacionamento está concluído. Posteriormente o
condutor pode necessitar de executar alguma
correção - apenas o condutor pode determinar
se o automóvel está devidamente estacionado.
286
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução.
AUXÍLIO AO CONDUTOR
•
se o veículo for conduzido a velocidade
demasiado elevada - superior a 7 km/h
(4 mph)
•
•
se o condutor mover o volante
perante actuação da função ABS33 ou
ESC34 - por ex: uma roda perde aderência
em piso escorregadio.
Uma mensagem de texto informa o motivo que
levou à interrupção da sequência PAP.
Lembre-se
O condutor deve ter atenção que a Assistência
de estacionamento ativa e um meio auxiliar e não
uma função completamente automática e infalível. Assim, o condutor deve estar preparado para
interromper um estacionamento. Existem outros
factores a ter em mente durante o estacionamento, como por exemplo:
•
NOTA
Sujidade, gelo e neve sobre os sensores
reduzem a funcionalidade e podem impedir a
medição.
•
IMPORTANTE
Em certas circunstâncias o PAP não consegue detectar lugares de estacionamento isso pode dever-se ao facto de os sensores
serem perturbados por fontes sonoras que
utilizem a mesma frequência de ultra-sons
que o sistema.
Exemplos destas fontes são: buzinas, pneus
molhados sobre o asfalto, travões pneumáticos, ruído de escape de motociclos, entre
outros.
33
34
35
•
•
O PAP começa a partir da localização actual
dos automóveis estacionados - se estiverem
incorrectamente estacionados, então os
pneus e as jantes do automóvel poderão ser
danificadas contra os passeios.
O PAP foi concebido para estacionar em
ruas rectas - e não em curvas ou trajectos
curvilíneos. Por esse motivo, certifique-se de
que o automóvel se encontra paralelamente
ao lugar de estacionamento quando o PAP
mede o espaço.
Lugares de estacionamento em ruas estreitas nem sempre estão disponíveis, uma vez
que o espaço para a manobra pode não ser
suficiente - pode facilitar conduzir o mais
próximo possível do lado da estrada em que
se encontra o local de estacionamento.
Lembre-se que a frente do automóvel pode
entrar na faixa de rodagem durante a manobra de estacionamento.
(Anti-lock Braking System) - Sistema de travagem anti-bloqueio.
(Electronic Stability Control) - Comando de estabilidade electrónico.
Por "pneus aprovados" entende-se pneus do mesmo tipo e fabrico que os novos montados de fábrica no automóvel.
•
Objectos situados acima da zona de detecção dos sensores não são incluídos no cálculo da manobra de estacionamento, o que
pode resultar num estacionamento indevido
por parte do PAP - estes locais de estacionamento deve ser evitados.
•
O condutor é o responsável pela avaliação
de um lugar de estacionamento sugerido
pelo PAP.
•
Utilize pneus aprovados35 com a pressão de
pneus correcta - estes influenciam a capacidade de estacionamento do PAP.
•
Chuva intensa ou queda de neve pode resultar numa medição incorrecta do lugar de
estacionamento.
•
Não utilize o PAP juntamente com correntes
para a neve ou roda sobresselente montada.
•
Não utilize o PAP quando transportar objectos salientes.
IMPORTANTE
A mudança para outra dimensão de jante ou
de pneu homologada pode implicar uma alteração do perímetro do pneu, o que pode exigir uma atualização dos parâmetros do sistema PAP. Consulte uma oficina - recomenda-se uma oficina autorizada Volvo.
}}
287
AUXÍLIO AO CONDUTOR
||
Manutenção
Assistência de estacionamento
activa (PAP)* - símbolos e
mensagens
O instrumento combinado indica as várias acções
com símbolos, gráficos e texto.
O instrumento combinado pode, em diferentes
situações, exibir símbolos e texto com conteúdo
diverso - por vezes com uma linha explicativa
sobre a medida a tomas.
Os sensores PAP estão instalados nos pára-choques36
- 6 à frente e 4 atrás.
Para que a função PAP funcione corretamente,
os seus sensores devem ser lavados a intervalos
regulares com água e champô para automóvel.
Informação relacionada
•
•
Assistência de estacionamento* (pág. 274)
•
Assistência de estacionamento activa (PAP)*
(pág. 283)
•
Assistência de estacionamento* - limpeza
dos sensores (pág. 278)
36
288
Câmara de assistência ao estacionamento*
(pág. 279)
Caso uma mensagem indique que o PAP está
fora de funções recomenda-se o contacto com
uma oficina autorizada Volvo.
Informação relacionada
•
Assistência de estacionamento activa (PAP)*
- utilização (pág. 284)
•
Assistência de estacionamento activa (PAP)*
- funcionamento (pág. 283)
•
Assistência de estacionamento activa (PAP)*
- limitações (pág. 286)
•
•
Assistência de estacionamento* (pág. 274)
•
Assistência de estacionamento activa (PAP)*
(pág. 283)
Câmara de assistência ao estacionamento*
(pág. 279)
NOTA! A imagem é ilustrativa - os detalhes podem varias com o modelo do automóvel.
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução.
ARRANQUE E CONDUÇÃO
ARRANQUE E CONDUÇÃO
Arranque do motor
2.
O motor arranca e desliga com o botão START/
STOP ENGINE do comando à distância.
3.
Mantenha o pedal da embraiagem completamente pressionado1. (Para automóveis com
transmissão automática - Pressione o pedal
do travão.)
Pressione o botão START/STOP ENGINE e
solte de seguida.
No arranque do motor, o motor de arranque trabalha até que o motor inicie ou até que a sua
protecção contra sobreaquecimento dispare.
IMPORTANTE
Interruptor de ignição com comando à distância ejectado/inserido e botão START/STOP ENGINE.
IMPORTANTE
Não pressione o comando à distância em
posição incorrecta - segure pela extremidade
com a parte da chave destacável, ver Parte da
chave destacável - remoção/colocação
(pág. 178).
1.
1
290
Se o motor não arrancar após 3 tentativas aguarde 3 minutos antes de efectuar nova
tentativa. A capacidade de arranque aumenta
se a bateria tiver tempo para recuperar.
AVISO
Nunca retire o comando à distância do fecho
de ignição após o arranque do motor ou
quando o automóvel é rebocado.
Coloque o comando à distância no interruptor de ignição pressione até a posição final.
AVISO
Retire sempre o comando à distância do
fecho de ignição quando sair do automóvel e
assegure-se que a posição de ignição está
em 0 - especialmente quando se encontrarem crianças no automóvel. Para informações
sobre este tema consulte - ver Posições de
ignição (pág. 85).
NOTA
Em alguns tipos de motor, o arranque a frio
pode resultar em rotações ao ralenti nitidamente superiores. Isto acontece para que o
sistema de purificação dos gases de escape
atinja a sua temperatura de funcionamento
normal o mais rapidamente possível, de modo
a minimizar as emissões de gases de escape
e proteger o ambiente.
Arranque sem chave (Keyless drive)*
Siga os pontos 2-3 para arrancar o motor sem
chave (pág. 182).
NOTA
Para que o motor arranque é necessário que
um dos comandos à distância com função
trancagem e arranque sem chave se encontre
no habitáculo ou no compartimento da carga.
Se o automóvel estiver em andamento basta carregar no botão START/STOP ENGINE para arrancar o motor.
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução.
ARRANQUE E CONDUÇÃO
AVISO
Nunca retire o comando à distância do automóvel durante a condução ou o reboque.
Informação relacionada
•
Desligar o motor (pág. 291)
Desligar o motor
Bloqueio direção
O motor é desligado utilizando o botão START/
STOP ENGINE.
O bloqueio do volante protege a direcção do
automóvel contra utilização ilícita, por exemplo.
Quando o bloqueio do volante é destrancado ou
trancado é possível ouvir um ruído mecânico.
Para parar o motor:
•
Pressione em START/STOP ENGINE - o
motor pára.
Se o selector de mudanças não estiver na posição P ou o automóvel estiver em andamento:
•
Pressione 2 vezes em START/STOP
ENGINE ou mantenha o botão pressionado
até o motor parar.
Função
•
O bloqueio do volante é activado quando a
porta do condutor é aberta após o motor ter
sido desligado.
•
O bloqueio do volante é desativado quando o
comando à distância se encontra no fecho
da ignição2 e o botão START/STOP
ENGINE é pressionado.
Informação relacionada
•
Posições de ignição (pág. 85)
Informação relacionada
•
•
•
2
Arranque do motor (pág. 290)
Posições de ignição (pág. 85)
Volante (pág. 92)
Em automóvel com sistema de arranque e trancagem sem chave basta ter o comando à distância no habitáculo.
291
ARRANQUE E CONDUÇÃO
Arranque remoto (ERS)*
NOTA
O arranque remoto (ERS – Engine Remote
Start) significa que o motor do automóvel pode
ser arrancado à distância para aquecimento/
arrefecimento do habitáculo antes da viagem. O
arranque remoto é ativado através da chave e/ou
através do Volvo On Call*.
Tenha em atenção as regras/determinações
locais/nacionais para a utilização do ralenti.
Tenha também atenção às regras/normas
locais/nacionais relativas ao nível de ruído
quando o motor está em funcionamento.
O comando da climatização arranque com configurações automáticas. Um motor arrancado com
arranque remoto fica ativado no máximo
15 minutos, desligando-se de seguida. Após 2
ativações do arranque remoto é necessário que o
motor seja arrancado de modo normal para que o
arranque remoto possa voltar a ser utilizado.
AVISO
Para arrancar o motor à distância têm que se
verificar as seguintes condições:
•
•
O arranque remoto do motor apenas pode ser
obtido em automóveis com transmissão automática ou em automóveis que possuam um interruptor do capot3 instalado.
NOTA
A longevidade da bateria do comando à distância é influenciada pela função de arranque
à distância. Com utilização frequente do
arranque à distância a bateria deve ser substituída 1 vez por ano, ver Comando à distância - substituição de bateria (pág. 181).
3
4
292
Arranque remoto (ERS) - utilização
•
O automóvel deve estar sob observação.
Não se devem encontrar pessoas ou animais no interior do automóvel ou à volta
do mesmo.
O automóvel não pode estar num espaço
fechado sem ventilação - os gases de
escape podem causar danos graves em
pessoas e animais.
Botões do comando para o arranque remoto.
Destrancagem
Trancagem
Iluminação de aproximação
Destrancagem da tampa do porta-bagagens
Informação relacionada
•
Arranque remoto (ERS) - utilização
(pág. 292)
•
Arranque remoto (ERS) - símbolos e mensagens (pág. 294)
Informação4
Arrancar o motor remotamente
Para arrancar o motor remotamente, o automóvel
tem de estar trancado com o capot fechado.
Proceda do seguinte modo:
Disponível em XC60, automóveis com alarme, maioria dos automóveis com motor 4 cilindros ou caso o ERS tenha sido seleccionado na montagem.
Apenas em chave PCC, ver Comando à distância com PCC* - funções únicas (pág. 176).
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução.
ARRANQUE E CONDUÇÃO
1.
Pressione brevemente o botão (2) da chave.
2.
Imediatamente de seguida pressione longamente - pelo menos 2 segundos - o
botão (3).
Para verificar se o arranque remoto arrancou o
motor, o utilizador pode pressionar o botão (5) se o motor tiver arrancado, dá-se uma indicação
luminosa nos botões (2) e (3).
Se as condições para o funcionamento do arranque remoto estiverem cumpridas acontece o
seguinte:
Funções activas
1.
Os indicadores de mudança de direcção piscam rapidamente algumas vezes.
2.
O motor arranca.
3.
O arranque do motor é confirmado pela luz
fixa dos indicadores de mudança de direcção
durante 3 segundos.
•
•
•
NOTA
Após o arranque remoto, o automóvel permanece trancado, mas o detector de movimentos é desactivado*.
Com comando PCC5
A indicação luminosa da Iluminação de
aproximação6 pisca algumas vezes
quando se pressiona o botão, passando para luz fixa se todos os pré-requisitos para o arranque remoto estiverem
cumpridos. No entanto, tal não significa que o
arranque remoto tenha arrancado o motor.
5 Para
6 Para
Com o motor arrancado remotamente as seguintes funções estão activadas:
Sistema de climatização
Sistema áudio/vídeo
Duração luz aproximação.
Funções desactivas
Com o motor arrancado remotamente as seguintes funções estão desactivadas:
•
•
•
•
•
O pedal do acelerador ou do travão é pressionado
•
O selector de mudanças é deslocado da
posição P
•
O tempo de ativação do arranque remoto
ultrapassa os 15 minutos.
Quando um motor arrancado remotamente é
desligado, acendem-se os indicadores de
mudança de direção com luz fixa durante
3 segundos.
Informação relacionada
•
•
Arranque remoto (ERS)* (pág. 292)
Arranque remoto (ERS) - símbolos e mensagens (pág. 294)
faróis
Luzes de presença
Iluminação da placa de matrícula
Limpa pára-brisas.
Arranque remoto é interrompido
As ações seguintes desligam um motor arrancado pelo arranque remoto:
•
•
•
O botão (1), (2) ou (4) da chave do comando
à distância é premido.
O automóvel é destrancado
Uma porta é aberta
mais informações sobre a chave PCC, ver Comando à distância com PCC* - funções únicas (pág. 176).
mais informações sobre a Iluminação de aproximação, ver Comando à distância - funções (pág. 174) e Duração luz aproximação (pág. 107).
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução. 293
ARRANQUE E CONDUÇÃO
Arranque remoto (ERS) - símbolos
e mensagens
Em situações que a função ERS cessa ou é
interrompida, aparece um símbolo no instrumento
combinado complementado por uma mensagem
explicativa.
Função ERS não arrancada
294
Mensagem
Significado
Sem arranque
remoto
Excesso de
tentativas
O ERS não arrancou porque só são permitidas 2
activações ERS de cada
vez.
Sem arranque
remoto Nível
combustível
baixo
O ERS não arrancou
devido ao nível de combustível baixo.
Sem arranque
remoto Marcha não em P
O ERS não arrancou porque o selector de mudanças não está na posição P.
Sem arranque
remoto Condutor no automóvel
O ERS não arrancou porque alguém se encontra no
habitáculo.
Sem arranque
remoto Bateria
descarregada
O ERS não arrancou
devido à tensão baixa na
bateria. Carregue a bateria
pondo o motor a funcionar.
A
Mensagem
Significado
Sem arranque
remoto Aviso
do motor
O ERS não arrancou
devido a uma mensagem
de aviso do motor. Contactar uma oficinaA.
Sem arranque
remoto Nível
refrig. motor
baixo
O ERS não arrancou
devido a uma mensagem
de avaria do sistema de
arrefecimento, ver Líquido
de arrefecimento - nível
(pág. 382).
Sem arranque
remoto Porta
aberta
O ERS não arrancou porque uma porta/tampa do
porta-bagagens não estava
fechada.
Sem arranque
remoto Capot
aberto
O ERS não arrancou porque o capot não estava
fechado.
Sem arranque
remoto Automóvel não
trancado
O ERS não arrancou porque o automóvel não
estava trancado.
Sem arranque
remoto Chave
no automóvel
O ERS não arrancou porque não se encontrava
uma chave no interior do
automóvel.
Recomendamos uma oficina Volvo autorizada.
Função ERS interrompida
Mensagem
Significado
Arranque
remoto desligado Marcha
não em P
O ERS foi interrompido
porque o selector de
mudanças não estava na
posição P.
Arranque
remoto desligado Condutor
no automóvel
O ERS foi interrompido
porque alguém se encontra no habitáculo.
Arranque
remoto desligado Aviso do
motor
O ERS foi interrompido
devido a uma mensagem
de avaria do motor. Contactar uma oficinaA.
Sem arranque
remoto Nível
refrig. motor
baixo
O ERS foi interrompido
devido a uma mensagem
de avaria do sistema de
arrefecimento.
Arranque
remoto desligado Capot
aberto
O ERS foi interrompido
porque o capot está
aberto.
ARRANQUE E CONDUÇÃO
Mensagem
Significado
Arranque
remoto desligado Bateria
descarregada
ERS interrompida por a
tensão da bateria estar
demasiado baixa.
Arranque
remoto desligado Nível
combustível
baixo
ERS interrompida por o
nível de combustível estar
demasiado baixo.
A
Arranque assistido com outra
bateria
Se a bateria de arranque (pág. 396) estiver
descarregada, é possível pôr o automóvel a trabalhar com corrente de outra bateria.
Ligue o grampo do cabo vermelho de arranque no terminal positivo da bateria auxiliar de
arranque (1).
IMPORTANTE
Conecte cuidadosamente o cabo de arranque
para evitar curto-circuito com outros componentes no compartimento do motor.
5.
Abra os clipes na tampa de cobertura dianteira da bateria do seu automóvel e retire a
tampa, ver Bateria de arranque - substituição
(pág. 399).
6.
Coloque o outro grampo do cabo vermelho
de arranque no polo positivo do veículo (2).
7.
Ligue o grampo do cabo preto de arranque
no terminal negativo da bateria auxiliar de
arranque (3).
8.
Prenda o outro grampo num ponto massa,
por ex., na fixação direita do motor na borda
superior, na cabeça do parafuso exterior (4).
9.
Certifique-se de que os grampos dos cabos
de arranque encontram-se devidamente presos, para que não surjam faíscas durante a
tentativa de arranque.
Recomendamos uma oficina Volvo autorizada.
Informação relacionada
•
•
4.
Arranque remoto (ERS)* (pág. 292)
Arranque remoto (ERS) - utilização
(pág. 292)
No arranque assistido com outra bateria recomenda-se o seguimento dos seguintes passos
para evitar curto-circuito ou outros danos:
1.
Coloque o sistema eléctrico do automóvel na
posição de ignição 0, ver Posições de ignição - funções nos diferentes níveis (pág. 85).
2.
Verifique se a bateria auxiliar tem a tensão
de 12 V.
3.
Se a bateria auxiliar estiver montada noutro
automóvel - desligue o motor do automóvel
auxiliar e assegure-se que ambos os automóveis não se tocam.
10. Ligue o motor do "automóvel auxiliar" e
deixe-o trabalhar durante alguns minutos a
uma velocidade ligeiramente superior ao
ralenti, cerca de 1500 rpm.
}}
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução. 295
ARRANQUE E CONDUÇÃO
||
11. Arranque o motor do automóvel com a bateria descarregada.
AVISO
•
IMPORTANTE
Não mexa nos terminais durante a tentativa
de arranque do motor. Há o risco de produção de faíscas.
12. Retire os cabos de arranque pela ordem
inversa - primeiro o preto e depois o vermelho.
> Certifique-se de que nenhum dos grampos do cabo de arranque preto entra em
contacto com o terminal positivo da bateria ou com o grampo ligado ao cabo vermelho de arranque.
•
•
Nas baterias de arranque pode-se formar
uma mistura gasosa de oxigénio e hidrogénio, a qual é muito explosiva. Uma
faísca, que se pode formar num cabo de
arranque incorrectamente ligado, pode
ser o suficiente para provocar a explosão
da bateria.
A bateria de arranque contém ácido sulfúrico, o que pode causar danos graves
por corrosão.
No caso do ácido sulfúrico entrar em
contacto com os olhos, pele ou roupas,
lave abundantemente com água. Perante
contacto com os olhos - procure um
médico imediatamente.
Transmissões
Existem dois tipos principais de caixas de velocidades. A caixa de velocidades manual e a automática.
•
•
IMPORTANTE
A temperatura de funcionamento da caixa de
velocidades é controlada para evitar danos
em algum dos componentes do sistema
motriz. Perante o risco de sobreaquecimento
acende-se um símbolo de aviso no instrumento combinado com uma mensagem de
texto - Siga a recomendação apresentada.
Informação relacionada
•
Transmissão manual (pág. 297)
Transmissão automática Geartronic
(pág. 298)
Arranque do motor (pág. 290)
Informação relacionada
•
296
Caixa de velocidades automática Geartronic* (pág. 298)
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução.
ARRANQUE E CONDUÇÃO
Transmissão manual
Inibidor de marcha atrás
A função da caixa de velocidades consiste na
alteração da razão de transmissão dependendo
da velocidade e da necessidade de potência.
O inibidor de marcha-atrás evita que se engate
acidentalmente a marcha-atrás durante a condução em frente.
•
Siga a configuração de mudanças impressa
na alavanca das mudanças partindo da posição neutra N antes de a deslocar para a
posição R.
•
Engate a marcha-atrás apenas com o automóvel imobilizado.
Informação relacionada
•
•
Configuração de mudanças.
A transmissão manual possui 6 velocidades, o
padrão de velocidades está impresso na alavanca
do volante.
•
Carregue no pedal da embraiagem a fundo a
cada mudança de marcha.
•
Retire o pé do pedal da embraiagem entre
as mudanças de marcha.
AVISO
Utilize sempre o travão de estacionamento ao
estacionar em pisos inclinados - uma
mudança engatada não é suficiente para
suportar o automóvel em todas as situações.
Transmissões (pág. 296)
Óleo da transmissão - qualidade e volume
(pág. 438)
Indicador de mudanças*
O indicador de mudanças informa ao condutor
o momento ideal para proceder a uma mudança
ascendente ou descendente.
Um pormenor essencial para uma condução
amiga do ambiente é a utilização da mudança
correcta, com a execução da mudança na altura
correcta.
Em algumas variantes existe um meio auxiliar
que consiste num indicador - GSI (Gear Shift
Indicator) - que informa o condutor sobre a altura
ideal para proceder a mudanças ascendentes ou
descendentes, mantendo o consumo de combustível o mais baixo possível.
Devido a algumas características, como o desempenho e o funcionamento sem vibrações, pode
ser conveniente mudar a uma rotação mais elevada. O algarismo na caixa indica a mudança presente.
Transmissão manual
Indicador de mudanças para
transmissão manual. Apenas
um marcador está aceso de
cada vez - perante condução
normal acende apenas o central.
Com a mudança ascendente recomendada
acende-se o marcador em "+" e com mudança
descendente recomendada acende-se o marcador em "-" (marcado a vermelho na imagem).
}}
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução. 297
ARRANQUE E CONDUÇÃO
||
Transmissão automática
Caixa de velocidades automática Geartronic*
O símbolo "S" para Modo desportivo possui a cor
LARANJA na posição activa.
A caixa de velocidades Geartronic possui dois
diferentes modos de mudanças - Automático e
Manual.
Posição de estacionamento - P
Seleccione o modo P para arrancar o motor ou
quando o automóvel fica estacionado.
Para poder deslocar o seletor de mudanças para
fora da posição P, o pedal do travão tem de estar
pressionado e a posição da chave deve ser II,
veja Posições de ignição - funções nos diferentes níveis (pág. 85).
Na posição P a transmissão é bloqueada mecanicamente. Quando o automóvel está estacionado, aplique também o travão de estacionamento (pág. 319).
Instrumento combinado "Digital" com indicador
de mudanças.
O algarismo na caixa indica a mudança presente.
Com o instrumento combinado
"Analógico" aparece a posição
de mudança com setas indicadoras no seu centro.
Informação relacionada
•
•
298
Transmissão manual (pág. 297)
Caixa de velocidades automática Geartronic* (pág. 298)
NOTA
D: Posições de mudanças automáticas. +/–: Posições
de mudanças manuais. S: Modo desportivo*.
O instrumento combinado (pág. 68) indica a
posição do seletor de mudanças com os seguintes símbolos: P, R, N, D, S*, 1, 2, 3 etc.
Posições de mudanças
As posições de mudanças
automáticas são indicadas à
direita no instrumento combinado. (Apenas um marcador
está aceso de cada vez - o correspondente à posição actual
do selector de mudanças.)
O selector de mudanças deve estar na posição P para que o automóvel possa ser trancado e o alarme possa ser activado.
IMPORTANTE
O automóvel deve estar parado quando a
posição P é seleccionada.
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução.
ARRANQUE E CONDUÇÃO
AVISO
Utilize sempre o travão de estacionamento ao
estacionar em pisos inclinados - a posição P
da caixa de velocidades automática não é
suficiente para suportar o automóvel em
todas as situações.
Posição de marcha-atrás - R
O automóvel tem de estar parado quando é
seleccionada a posição R.
Posição neutra - N
Não está engatada nenhuma mudança e o motor
pode ser posto a trabalhar. Aplique o travão de
estacionamento quando o automóvel estiver
parado com o selector de mudanças na posição
N.
Geartronic - Modo manual (+S-)
Com a transmissão automática Geartronic o condutor também pode proceder manualmente às
mudanças. O motor trava quando se solta o pedal
do acelerador.
O modo de mudanças manual pode
ser acedido deslocando a alavanca
para o lado a partir da posição D para
a posição final em "+S-". O símbolo do
instrumento combinado "+S-" muda da cor
BRANCA para a LARANJA e os algarismos 1,2,
3, etc. são exibidos numa caixa, correspondendo
à mudança que se encontra engatada.
•
Pressione a alavanca para a frente para "+"
(mais) para passar a uma mudança superior
e solte a alavanca - esta retoma a sua posição neutra entre + e –.
Para poder levar o seletor de mudanças da posição N para uma outra posição, o pedal do travão
tem de estar pressionado e a posição da chave
deve ser II, veja Posições de ignição - funções
nos diferentes níveis (pág. 85).
•
Posição de condução - D
O modo manual "+S–" pode sempre ser seleccionado em qualquer altura da condução.
D é a posição normal de condução. As passagens de caixa, ascendentes e descendentes, processam-se de forma automática dependendo da
aceleração e da velocidade. O automóvel tem de
estar parado quando se selecciona a posição D a
partir da posição R.
ou
Puxe a alavanca para trás para "–" (menos)
para passar a uma mudança inferior e solte a
alavanca.
Para evitar puxões e paragens do motor, o
Geartronic muda para uma mudança mais baixa
caso o condutor deixe a velocidade descer mais
do que o apropriado para a mudança seleccionada.
•
Desloque a alavanca para o lado até a posição final junto a D.
NOTA
Se a transmissão possuir um Programa desportivo, a transmissão assume o modo
manual só após o selector de mudanças ser
deslocado para a frente ou para trás na posição "+S–". O instrumento combinado muda
então do carácter S para mostrar qual das
velocidades 1, 2, 3, etc. está engatada.
Pás*
Como complemento à mudança com selector de
mudanças existe também um comando no
volante, designado por "pás".
Para que se possam utilizar as pás do volante
estas têm de ser activadas. Isto é feito puxando
uma das pás em direcção ao volante - o instrumento combinado muda do carácter "D" para um
algarismo que indica a mudança presente.
Para proceder a uma outra mudança:
•
Puxe uma das pás para trás - para o volante
- e solte.
Para retomar o modo de condução automático:
}}
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução. 299
ARRANQUE E CONDUÇÃO
||
NOTA
Desactivação automática
Se as pás do volante não forem utilizadas,
são desactivadas após um breve momento esta situação é indicada com a mudança de
carácter no instrumento combinado; do algarismo para a mudança presente de volta a
"D".
Ambas as "pás" do volante.
"-": Selecciona a mudança imediatamente
inferior.
"+": Selecciona a mudança imediatamente
superior.
É executada uma mudança por cada acção na pá
desde que a rotação do motor não saia dos limites permitidos.
Após cada mudança o algarismo do instrumento
combinado muda para indicar a mudança presente.
7 Apenas
300
Excepção feita na travagem com o motor em que as pás estão activadas durante a travagem com o motor.
Geartronic - Modo desportivo* (S)7
O programa desportivo resulta num
comportamento mais desportivo e permite rotações mais elevadas nas velocidades. Simultaneamente, a resposta
à aceleração é mais rápida. Em condução activa,
a condução numa velocidade mais baixa tem
maior prioridade, o que implica mudanças ascendentes mais retardadas.
Para activar o Modo desportivo:
•
Desactivação manual
As pás do volante também podem ser desactivadas manualmente:
•
Puxe ambas as pás para o volante e
mantenha-as nessa posição até o instrumento combinado mudar o algarismo da
mudança presente para "D".
As pás também podem ser utilizadas com o
selector de mudanças no Modo desportivo* - as
pás ficam permanentemente activas sem desactivaram.
Desloque o selector de mudanças para o
lado, da posição D para a posição final em
+S– - o instrumento combinado muda o
carácter de D para S.
O modo desportivo pode sempre ser seleccionado em qualquer altura durante a condução.
Geartronic - Modo de Inverno
O avanço sobre pisos escorregadios pode ser
facilitado se a 3ª mudança for engatada manualmente.
1.
Pressione o pedal do travão e desloque o
selector de mudanças da posição D para a
posição final em "+S–" - o instrumento com-
com alguns motores.
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução.
ARRANQUE E CONDUÇÃO
3.
dor de retrogradação forçada protetor que previne a função kickdown.
Avance para a mudança 3 pressionando a
alavanca para a frente para "+" (mais)
2 vezes - o mostrador muda de 1 para 3.
O Geartronic não permite passagens de caixa
descendentes/kick down que levem a rotações
de tal maneira elevadas que possam danificar o
motor. Caso o condutor insista nestas passagens
descendentes com elevadas rotações do motor
nada acontece – a mudança original continuará
engrenada.
Solte o travão e acelere cuidadosamente.
O "modo de Inverno" da transmissão permite que
o automóvel avance com uma rotação do motor
mais baixa e com potência do motor reduzida
para as rodas motrizes.
Redução para mudanças inferiores
(kickdown)
Sempre que carregue no pedal do acelerador a
fundo (para além da posição normal de aceleração plena), será imediatamente engatada uma
mudança inferior. Esta operação é normalmente
designada por kickdown.
Quando deixar de carregar no pedal do acelerador da posição de kickdown, a passagem para
uma mudança superior ocorre de forma automática.
O kickdown deve ser usado quando se pretende
obter a aceleração máxima, p. ex. em ultrapassagens.
Inibidor do selector de mudanças
Existem dois diferentes tipos de inibidor do
selector de mudanças - mecânico e automático.
Inibidor mecânico do selector de
mudanças
Com o kickdown o automóvel pode passar a
mudanças inferiores, em um ou mais escalões de
uma só vez, dependendo das rotações do motor.
O automóvel passa mudanças superiores quando
o motor atinge a sua rotação máxima, evitando
assim danos no motor.
G021351
2.
binado muda o carácter de D para o algarismo 18.
Reboque
Se for necessário rebocar o automóvel - ver
informação importante no capítulo Reboque
(pág. 341).
Informação relacionada
•
Óleo da transmissão - qualidade e volume
(pág. 438)
•
Transmissões (pág. 296)
M: Mudanças manuais9 - "+/-" ou "Modo desportivo".
É sempre possível deslocar o selector entre as
posições N e D. Todas as outras posições têm
um bloqueio que se manobra com o botão inibidor do selector de mudanças.
Com o botão inibidor pressionado, a alavanca
pode ser deslocada para a frente ou para trás
entre P, R, N e D.
Função de segurança
Para evitar reduções excessivas do motor, o programa de controlo da transmissão tem um inibi8
9
Se o automóvel possuir Modo desportivo*, aparece "S".
A imagem é ilustrativa.
}}
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução. 301
ARRANQUE E CONDUÇÃO
||
Inibidor automático do selector de
mudanças
Desactivar o inibidor automático do
selector de mudanças
A transmissão automática tem sistemas de segurança especiais:
Volte a colocar o tapete de borracha.
Informação relacionada
•
Posição de estacionamento (P)
Automóvel parado com motor a trabalhar:
•
4.
Caixa de velocidades automática Geartronic* (pág. 298)
Mantenha o pé no pedal do travão enquanto
move o selector de mudanças para outra
posição.
Bloqueio eléctrico de passagem de caixa –
Shiftlock Posição de estacionamento (P)
Para deslocar o seletor de mudanças da posição
P para as outras posições, o pedal do travão tem
que estar pressionado e a posição da chave
(pág. 85) deve ser II.
Bloqueio de passagem de caixa – Neutro (N)
Se o selector de mudanças estiver na posição N,
e o automóvel estiver parado há pelo menos 3
segundos (independentemente de o motor estar
a trabalhar ou não), o selector de mudanças fica
bloqueado.
Para poder levar o seletor de mudanças da posição N para uma outra posição, o pedal do travão
tem de estar pressionado e a posição da chave
(pág. 85) deve ser II.
Se não for possível conduzir o automóvel, com a
bateria de arranque descarregada, por exemplo, é
necessário retirar o selector de mudanças da
posição P para que seja possível deslocar o automóvel.
Levante o tapete de borracha que se encontra no compartimento por detrás da consola
central e localize o orifício10 para a parte da
chave (pág. 178) no fundo do compartimento.
Aceda a um botão com retorno no fundo do
orifício utilizando a arte da chave, pressione o
botão com a chave e mantenha a pressão.
Desloque o selector de mudanças da posição P e levante a parte da chave.
10
302
Podem existir 2 orifícios - um para a parte da chave e para fixação do tapete de borracha.
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução.
ARRANQUE E CONDUÇÃO
Arranque assistido em subida
(HSA)*11
O travão convencional pode ser libertado ao iniciar a condução ou ao recuar numa subida - a
função HSA (Hill Start Assist) não permite que o
automóvel rode para trás.
Tração às quatro rodas - AWD*
Com tracção integral obtém aderência optimizada.
A tracção integral está sempre ligada
A tracção integral aumenta a segurança de condução em chuva, neve e gelo.
Informação relacionada
•
Hill Descent Control (HDC)* (pág. 304)
A função mantém a pressão do travão no sistema
de travagem durante alguns segundos, o tempo
necessário para mudar o pé do pedal do travão
para o pedal do acelerador.
Esta pressão temporária dos travões é libertada
após alguns segundos ou quando o condutor
acelera.
Informação relacionada
•
Arranque do motor (pág. 290)
Tracção integral (All Wheel Drive) significa que
todas as rodas do automóvel funcionam como
motrizes em simultâneo.
A força de tracção é distribuída pelas rodas da
frente e de trás de forma automática. Um sistema
de embraiagens comandado de modo electrónico
aplica maior tracção às rodas que no momento
tenham melhor aderência. Assim obtém-se a
melhor aderência possível e evita-se que o automóvel derrape. Em condições de condução normal, uma parte considerável da força é transmitida para as rodas dianteiras.
11
Depende da combinação de motor e transmissão. HSA indisponível para algumas combinações.
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução. 303
ARRANQUE E CONDUÇÃO
Hill Descent Control (HDC)*13
O HDC pode ser comparado com uma travagem automática do motor. Quando o pedal do
acelerador é solto numa descida, o automóvel é
travado normalmente devido à tentativa do motor
alcançar baixas rotações em ralenti, é a chamada travagem com o motor. Mas quanto mais
inclinada é a via e quando maior for a carga existente no automóvel mais rapidamente avança o
automóvel, apesar da travagem com o motor - a
função HDC compensa esta situação com a
actuação automática do travão.
AVISO
HDC não funciona em todas as situações e
foi concebido para ser um meio auxiliar complementar.
O condutor é sempre o responsável pelo veículo ser conduzido de forma correcta.
Função
O HDC é uma grande ajuda em planos com
grande inclinação, piso irregular e secções escorregadias. Por exemplo: ao lançar um barco de um
reboque a partir de uma rampa.
13
304
Com transmissão automática a mudança é
necessário que a mudança 1 esteja selecionada
no modo de mudanças manual (+S-), ou que R
esteja selecionada. Isto é indicado com o algarismo 1 ou R no instrumento combinado, ver
Caixa de velocidades automática - Geartronic*
(pág. 298).
NOTA
HDC não pode ser activado em caixa de velocidades automática quando o selector de
mudanças está na posição D.
Generalidades sobre o HDC
O HDC permite aumentar/diminuir a velocidade
em descidas acentuadas, mantendo apenas o pé
no pedal do acelerador, sem necessidade de utilizar o travão convencional. A sensibilidade do
pedal do acelerador diminui ou aumenta uma vez
que a oscilação completa do pedal apenas pode
controlar a rotação do motor num campo de rotações limitado. O sistema de travagem actua e
proporciona ao automóvel uma velocidade baixa
e regular, pelo que o condutor pode concentrar-se apenas na direcção.
Com transmissão manual a função funciona apenas na primeira mudança e na marcha-atrás.
Utilização
HDC Ligado/Desligado.
O HDC é activado ou desligado com um interruptor na consola central. A lâmpada existente está
acesa enquanto a função está activada.
Quando o HDC funciona acende-se o
símbolo do instrumento combinado juntamente com a mensagem de texto Comando
descidas LIG.
O HDC permite que o automóvel se desloque a
um máximo de 10 km/h (6 mph) para a frente
com o travão do motor e 7 km/h (4 mph) para
trás. No entanto, com o pedal do acelerador
pode-se seleccionar livremente a velocidade dentro do registo da mudança. Quando se solta o
pedal do acelerador, o automóvel é rapidamente
travado para a velocidade de 10 ou 7 km/h (6
respetivamente 4 mph), independentemente do
declive e sem a necessidade de utilizar o travão
convencional.
Quando a função actua acende-se automaticamente a luz de travões. O condutor pode travar
Apenas possível no V60 Cross Country com AWD.
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução.
ARRANQUE E CONDUÇÃO
ou parar o automóvel em qualquer altura utilizando o travão convencional.
HDC desactiva-se:
•
•
•
com o botão lig./desl. na consola central
quando é selecionada uma outra velocidade
que não 1 ou R numa transmissão manual
quando é selecionada no modo de mudanças manual outra velocidade que não 1 ou R
numa transmissão automática.
A função pode ser desligada em qualquer altura.
No caso de uma descida acentuada, o efeito de
travagem não é libertado imediatamente mas sim
lentamente.
NOTA
Com o HDC activado, pode-se sentir por
vezes um atraso entre a acção no acelerador
e a resposta do motor.
Start/Stop*
Algumas combinações de motor e caixa de velocidades estão equipadas com um função Start/
Stop que entra em funcionamento perante, por
exemplo, filas de trânsito paradas ou esperas
em semáforos - o motor desliga-se temporariamente e arranca automaticamente para que a
viagem continue.
A preocupação ambiental é um dos valores fundamentais da Volvo Car Corporation, sendo uma
referência para todas as nossas operações. Esta
preocupação resultou numa série de diferentes
funções economizadoras de energia, sendo a
função Start/Stop uma delas. Todas estas funções têm como objectivo comum a redução do
consumo de combustível, contribuindo ainda para
a redução das emissões de gases de escape.
Generalidades sobre o Start/Stop
•
Manual ou Automática
Note que existem diferenças no funcionamento
do Start/Stop consoante a transmissão seja
manual ou automática.
Informação relacionada
•
•
•
•
•
•
•
Informação relacionada
•
•
Com a função Start/Stop o condutor tem a possibilidade de utilizar o automóvel com uma consciência ambiental mais activa bastando apenas
deixar o motor "parar automaticamente", quando
tal for conveniente.
Tração às quatro rodas - AWD* (pág. 303)
Start/Stop* - funcionamento e utilização
(pág. 306)
Arranque do motor (pág. 290)
Start/Stop* -configuração (pág. 310)
Start/Stop* - o motor não arranca automaticamente (pág. 309)
Start/Stop* - o motor arranca automaticamente (pág. 308)
Start/Stop* - o motor não pára (pág. 307)
Start/Stop* - paragem do motor involuntário,
transmissão manual (pág. 310)
Caixa de velocidades automática Geartronic* (pág. 298)
•
Transmissão manual (pág. 297)
Start/Stop* - símbolos e mensagens
(pág. 312)
•
Bateria - Start/Stop (pág. 400)
O motor desliga - torna-se mais silencioso e limpo.
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução. 305
ARRANQUE E CONDUÇÃO
Start/Stop* - funcionamento e
utilização
Condições
Todos os sistemas vulgares do
automóvel, como a iluminação, rádio, etc., funcionam normalmente mesmo com o motor em paragem automática, à excepção de alguns equipamentos que podem ver o funcionamento reduzido temporariamente, como por exemplo: a velocidade do ventilador do comando da climatização
ou o volume muito elevado no equipamento de
áudio.
Parar o motor automaticamente
Para que o motor entre em paragem automática
tem de se verificar o seguinte:
Arrancar o motor automaticamente
A
A função Start/Stop activa-se automaticamente
quando o motor é arrancado com a chave.
A função Start/Stop activa-se
automaticamente quando o
motor é arrancado com a
chave. O condutor é avisado
para esta situação através do
símbolo da função aceso no
instrumento combinado e da
lâmpada acesa no
botão Ligar/Desligar.
M/A
A
Liberte, coloque a alavanca das
mudanças na posição neutra e solte o
pedal da embraiagem - o motor pára
automaticamente.
M
Pare o automóvel com o travão convencional e mantenha o pé no pedal o motor pára automaticamente.
A
M = Transmissão manual, A = Transmissão automática.
Se a função ECO estiver activada o motor pode parar automaticamente antes do automóvel estar imobilizado.
Para algumas variantes do motor, o motor pode
parar automaticamente antes que o automóvel se
imobilize, independentemente da função ECO
estar activada.
M/
AA
Com a alavanca das mudanças na posição neutra:
M
1.
Pressione o pedal da embraiagem
ou pressione o pedal do acelerador
- o motor arranca.
2.
Engate a mudança adequada e
conduza.
Liberte a pressão no travão convencional - o motor arranca automaticamente
e a viagem pode continuar.
A
Mantenha a pressão do pé no travão
convencional e pressione o pedal do
acelerador - o motor arranca automaticamente.
A
Numa descida também existe esta possibilidade:
M+
A
Liberte o travão convencional e deixe o
automóvel entrar em movimento - o
motor arranca automaticamente quando
a velocidade ultrapassa o equivalente a
uma marcha normal a pé.
Quando o motor pára por paragem
automática acende-se no painel de
instrumentos o símbolo da função
Start/Stop.
A
306
Condições
M = Transmissão manual, A = Transmissão automática.
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução.
ARRANQUE E CONDUÇÃO
Desactivar a função Start/Stop
Em algumas situações pode
ser desejável desligar temporariamente a função Start/Stop
automático - esta acção pode
ser realizada com uma pressão
no botão.
A função desligada é indicada pelo
símbolo Start/Stop do instrumento
combinado e a luz do botão Lig./Desl.
apagados.
A função Start/Stop fica desactivada até que
seja reactivada com o botão ou até que o motor
volte a ser arrancado com a chave.
Informação relacionada
•
•
•
•
Start/Stop* (pág. 305)
Arranque do motor (pág. 290)
Start/Stop* -configuração (pág. 310)
Start/Stop* - o motor não arranca automaticamente (pág. 309)
•
Start/Stop* - o motor arranca automaticamente (pág. 308)
•
•
Start/Stop* - o motor não pára (pág. 307)
Start/Stop* - paragem do motor involuntário,
transmissão manual (pág. 310)
•
Start/Stop* - símbolos e mensagens
(pág. 312)
•
Bateria - Start/Stop (pág. 400)
Start/Stop* - o motor não pára
Condições
Mesmo com a função Start/Stop activada o
motor nem sempre pára automaticamente.
M/AA
o automóvel recuar.
M+
A
a temperatura da bateria de arranque
for inferior ao ponto de congelamento
ou demasiado elevada.
M+
A
o condutor efectuar movimentos mais
amplos com o volante.
M+
A
o filtro de partículas do sistema de
escape estiver cheio - após a realização de um ciclo automático de limpeza
(ver Filtro de partículas Diesel (DPF)
(pág. 330)), é reactivada a função
Start/Stop que se encontrava temporariamente desligada.
M+
A
O motor não pára automaticamente se:
Condições
M/AA
o automóvel não tenha atingido
cerca de 10 km/h (6 mph) após o
arranque com a chave ou após a
última paragem automática.
M+
A
o condutor abrir o fecho do cinto de
segurança.
M+
A
a capacidade da bateria de arranque
estiver abaixo do nível mínimo permitido.
M+
A
o motor não tiver alcançado a temperatura normal de funcionamento.
M+
A
o piso for muito inclinado.
M+
A
a temperatura exterior for próxima do
ponto de congelamento ou superior a
cerca de 30 °C.
M+
A
um atrelado estiver ligado electricamente ao sistema eléctrico do automóvel.
M+
A
o aquecimento eléctrico do pára-brisas é activado.
M+
A
o capot abreB.
M+
A
o ambiente do habitáculo estiver afastado do valor definido - significa que o
ventilador do habitáculo trabalha com
elevada rotação.
M+
A
a caixa de velocidades não alcançar a
temperatura normal de funcionamento.
A
}}
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução. 307
ARRANQUE E CONDUÇÃO
||
Condições
M/AA
a pressão atmosférica for inferior ao
correspondente a cerca de
1500-2500 metros acima do nível do
mar - a pressão atmosférica varia com
as condições meteorológicas.
A
o Assistente de fila do Controlo da
velocidade adaptativo estiver activado.
A
o seletor de mudanças estiver no
modo R, SC ou "+/-".
A
A
B
C
M = Transmissão manual, A = Transmissão automática.
Apenas com alguns motores.
Modo desportivo.
Informação relacionada
•
•
308
Start/Stop* (pág. 305)
Start/Stop* - funcionamento e utilização
(pág. 306)
•
•
•
Arranque do motor (pág. 290)
•
Start/Stop* - o motor arranca automaticamente (pág. 308)
•
Start/Stop* - paragem do motor involuntário,
transmissão manual (pág. 310)
•
Start/Stop* - símbolos e mensagens
(pág. 312)
Start/Stop* -configuração (pág. 310)
Start/Stop* - o motor não arranca automaticamente (pág. 309)
•
Bateria - Start/Stop (pág. 400)
Start/Stop* - o motor arranca
automaticamente
Um motor em paragem automática pode arrancar sem que o condutor inicie a marcha.
Nas situações seguintes o motor arranca automaticamente mesmo que o condutor não pressione o pedal da embraiagem (transmissão
manual) ou retire o pé do pedal do travão (transmissão automática):
Condições
M/AA
Embaciamento dos vidros.
M+A
O ambiente no habitáculo desvia-se
do valor pré-definido.
M+A
Elevado consumo de electricidade
numa tomada ou a capacidade da
bateria de arranque desce abaixo do
nível mínimo permitido.
M+A
Repetidas acções no pedal do travão.
M+A
O capot
abreB.
M+A
O automóvel começa a rodar, ou
aumenta ligeiramente a velocidade se
o automóvel parar automaticamente
sem estar completamente imobilizado.
M+A
O cinto de segurança do condutor for
aberto com o selector de mudanças
na posição D ou N.
A
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução.
ARRANQUE E CONDUÇÃO
Condições
M/AA
Movimentos do volanteB.
A
O selector de mudanças for deslocado da posição D para a posição SC,
R ou "+/-".
A
A porta do condutor é aberta com o
selector de mudanças na posição D um som de campainha e uma mensagem informam que a função
Start/Stop está activa.
A
A
B
C
•
•
Start/Stop* - o motor não pára (pág. 307)
Start/Stop* - paragem do motor involuntário,
transmissão manual (pág. 310)
•
Start/Stop* - símbolos e mensagens
(pág. 312)
•
Bateria - Start/Stop (pág. 400)
Start/Stop* - o motor não arranca
automaticamente
O motor não arranca sempre automaticamente
após uma paragem automática.
Nas seguintes situações o motor não arranca
automaticamente após paragem automática:
Condições
A
M = Transmissão manual, A = Transmissão automática.
Apenas com alguns motores.
Modo desportivo.
AVISO
Não abra o capot com o motor em paragem
automática - o motor pode arrancar automaticamente. Desligue primeiro o motor normalmente com o botão START/STOP ENGINE
antes de abrir o capot.
Informação relacionada
•
•
•
•
•
Start/Stop* (pág. 305)
Start/Stop* - funcionamento e utilização
(pág. 306)
Arranque do motor (pág. 290)
Uma mudança é seleccionada sem
ponto-morto - um texto no mostrador
solicita ao condutor para colocar a alavanca das mudanças na posição neutra
para que o arranque automático possa
decorrer.
M
O condutor não tem o cinto colocado.
M
O condutor não tiver o cinto colocado, o
selector de mudanças estiver na posição P e a porta do condutor estiver
aberta - é necessário proceder a um
arranque normal do motor.
A
A
M = Transmissão manual, A = Transmissão automática.
Informação relacionada
•
•
Start/Stop* -configuração (pág. 310)
Start/Stop* - o motor não arranca automaticamente (pág. 309)
M/A
•
Start/Stop* (pág. 305)
Start/Stop* - funcionamento e utilização
(pág. 306)
Arranque do motor (pág. 290)
}}
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução. 309
ARRANQUE E CONDUÇÃO
•
•
Start/Stop* -configuração (pág. 310)
Start/Stop* - o motor arranca automaticamente (pág. 308)
Start/Stop* - paragem do motor
involuntário, transmissão manual
Start/Stop* - o motor não pára (pág. 307)
Se um arranque ser mal sucedido e o motor
parar, proceda de acordo com o seguinte:
Start/Stop* - paragem do motor involuntário,
transmissão manual (pág. 310)
1.
•
Verifique se o cinto de segurança do lado do
condutor está fixo no fecho do cinto.
Start/Stop* - símbolos e mensagens
(pág. 312)
2.
•
Pressione de novo o pedal da embraiagem o motor arranca automaticamente.
Bateria - Start/Stop (pág. 400)
3.
Em algumas situações a alavanca das
mudanças deve ser colocada na posição
neutra. O instrumento combinado exibe
então o texto Colocar em ponto morto.
•
•
Start/Stop* -configuração
No sistema de menus do automóvel MY CAR ,
no capítulo, DRIVe, existe informação sobre o
sistema Start/Stop da Volvo, assim como recomendações para uma técnica de condução economizadora de energia.
Informação relacionada
•
•
Start/Stop* - funcionamento e utilização
(pág. 306)
•
•
•
Arranque do motor (pág. 290)
•
Start/Stop* - o motor arranca automaticamente (pág. 308)
•
•
Start/Stop* - o motor não pára (pág. 307)
•
310
Start/Stop* (pág. 305)
Start/Stop* -configuração (pág. 310)
Start/Stop* - o motor não arranca automaticamente (pág. 309)
Informação relacionada
•
•
Start/Stop* (pág. 305)
Start/Stop* - funcionamento e utilização
(pág. 306)
•
•
Arranque do motor (pág. 290)
Start/Stop* - símbolos e mensagens
(pág. 312)
•
Start/Stop* - o motor arranca automaticamente (pág. 308)
Bateria - Start/Stop (pág. 400)
•
Start/Stop* - o motor não pára (pág. 307)
Start/Stop* - o motor não arranca automaticamente (pág. 309)
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução.
ARRANQUE E CONDUÇÃO
•
Start/Stop* - paragem do motor involuntário,
transmissão manual (pág. 310)
•
Start/Stop* - símbolos e mensagens
(pág. 312)
•
Bateria - Start/Stop (pág. 400)
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução. 311
ARRANQUE E CONDUÇÃO
Start/Stop* - símbolos e
mensagens
A função Start/Stop pode exibir mensagens de
texto no instrumento combinado.
Símbolo
312
Mensagem de texto
Combinada com a luz de controlo, a
função Start/Stop pode exibir certas
mensagens de texto no instrumento
combinado em determinadas situações. Para
algumas das mensagens existem medidas recomendadas que devem ser seguidas. A seguinte
tabela contém alguns exemplos.
Mensagem
Informação/medida
M/AA
Arranq-Stop Auto Revisão
necess.
O Start/Stop está fora de funções. Contacte uma oficina - recomenda-se uma oficina autorizada
Volvo.
M+A
Autostart Motor ligado + sinal
acústico
Activa-se se a porta do condutor for aberta com o motor em paragem automática e o selector de
mudanças no modo D.
A
Pressionar botão arranque
O motor não arranca automaticamente - proceda a um arranque normal com o botão START/
STOP ENGINE.
M+A
Premir pedal da embraiagem
para arrancar
O motor está preparado para arrancar automaticamente - aguarda que o pedal da embraiagem
seja pressionado.
M
Pisar pedal travão e embraiagem para arrancar
O motor está preparado para arrancar automaticamente - aguarda que o pedal do travão ou da
embraiagem seja pressionado.
M
Colocar ponto morto para
arrancar
A mudança está engatada sem ponto-morto - liberte e coloque a alavanca das mudanças na posição neutra.
M
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução.
ARRANQUE E CONDUÇÃO
Símbolo
A
Mensagem
Informação/medida
Selecionar P ou N para arrancar
Start/Stop foi desactivado - desloque o selector de mudanças para a posição N ou P e arranque
o motor normalmente com o botão START/STOP ENGINE.
A
Pressionar botão arranque
O motor não arranca automaticamente - arranque o motor normalmente com o botão START/
STOP ENGINE e com o selector de mudanças na posição P ou N.
A
M/AA
M = Transmissão manual, A = Transmissão automática.
Se uma mensagem não apagar após ter sido
tomada a medida indicada deve-se contactar
uma oficina - recomenda-se uma oficina autorizada Volvo.
Informação relacionada
•
•
Start/Stop* (pág. 305)
Start/Stop* - funcionamento e utilização
(pág. 306)
•
•
•
Arranque do motor (pág. 290)
•
Start/Stop* - o motor arranca automaticamente (pág. 308)
•
•
Start/Stop* - o motor não pára (pág. 307)
•
Start/Stop* -configuração (pág. 310)
Start/Stop* - o motor não arranca automaticamente (pág. 309)
Start/Stop* - paragem do motor involuntário,
transmissão manual (pág. 310)
Bateria - Start/Stop (pág. 400)
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução. 313
ARRANQUE E CONDUÇÃO
Modo de condução ECO*
ECO é uma função inovadora da Volvo para
automóveis com transmissão automática, que
pode reduzir o consumo de combustível até 5%,
dependendo do estilo de condução do condutor. A função proporciona ao condutor a possibilidade de conduzir o automóvel com uma consciência ambiental mais activa.
NOTA
Ao activar a função ECO são alterados alguns
parâmetros no comando de climatização e
algumas funções que consomem electricidade são reduzidas. Algumas configurações
podem ser reiniciadas manualmente, mas a
funcionalidade recupera apenas ao desligar a
função ECO.
Função ECO Ligada ou Desligada
A função ECO desligada é indicada pelo símbolo ECO do instrumento combinado e a luz do
botão ECO apagados. A função
permanece desligada até ser
reactivada com o botão ECO.
Generalidades
Ao activar a função ECO são
alterados os seguintes aspectos:
•
•
314
ECO - Utilização
A função parcial Eco Coast resulta na prática na
desactivação da travagem com o motor, o que
significa que a energia cinética do automóvel é
utilizada para propulsionar o automóvel por percursos mais longos. Quando o condutor liberta o
pedal do acelerador a caixa de velocidades é
desconectada automaticamente do motor descendo a rotação até ao ralenti com consumo
mínimo.
Pontos de mudança da caixa de velocidades.
Comando do motor e resposta do pedal do
acelerador.
•
A função Start/Stop - o motor pode parar
automaticamente mesmo antes do automóvel se imobilizar por completo.
•
A função Eco Coast é activada - a travagem
com o motor cessa.
•
Configurações do sistema de arrefecimento alguns equipamentos que consomem corrente são desactivados ou funcionam com
potência reduzida.
Eco Coast - Funcionamento
ECO Lig./Desl.
Símbolo ECO
Ao desligar o motor a função ECO é desactivada,
sendo necessário activar a cada arranque do
motor. Existe excepção para alguns motores - a
situação pode facilmente ser verificada com o
símbolo ECO no instrumento combinado e a luz
acesa no botão ECO com a função activada.
A função foi concebida para ser utilizada numa
redução de velocidade planeada, por ex.: ao
entrar numa zona com um limite de velocidade
inferior.
O Eco Coast possibilita uma condução pró-activa,
em que o condutor utiliza a técnica designado
por Pulse & Glide e um número mínimo de travagens.
Também uma combinação do Eco Coast e da
função ECO temporariamente desligada pode
contribuir para um consumo reduzido. Ou seja:
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução.
ARRANQUE E CONDUÇÃO
•
Eco Coast activo: Rotação longa sem travagem do motor = Baixo consumo
e
•
Função ECO desligada: Rotação curta com
travagem do motor = Consumo mínimo.
NOTA
Para obter um consumo de combustível baixo
e ideal deve-se evitar por regra o Eco Coast
combinado com curtas rotações livres.
Activar o Control de Alerta para o
Conductor (Eco Coast)
A função é activada quando o pedal do acelerador é libertado completamente juntamente com
os seguintes parâmetros:
•
•
•
Botão ECO activado
•
Descida na estrada não superior a
cerca de 6 %.
Selector de mudanças na posição D
Velocidade no intervalo de
cerca de 65-140 km/h (40-87 mph)
Desactivar Eco Coast
Em certas situações pode ser conveniente
desactivar a função Eco Coast. Exemplos dessas
situações são:
•
em descidas acentuadas - para poder utilizar
a travagem do motor.
•
na iminência de uma ultrapassagem - para
executar a manobra do modo mais seguro
possível.
Mais informações e configurações
A desactivação do Eco Coast e o regresso para a
travagem do motor pode ser feita do seguinte
modo:
•
•
Pressione o botão ECO.
Desloque a alavanca das mudanças para a
posição manual "S+/-".
•
Proceda às mudanças com as pás do
volante.
•
Actue o pedal do acelerador ou do travão.
Eco Coast - Limitações
A função não está disponível se:
•
•
o controlo da velocidade for activado
•
as mudanças manuais forem executadas
com as pás do volante*
•
o motor e/ou a caixa de velocidades não
possuírem a temperatura de trabalho normal.
•
o selector de mudanças for deslocado do
modo D- para o "S+/-"
•
a velocidade estiver fora do intervalo
cerca de 65-140 km/h (40-87 mph)
a descida na estrada for superior a
cerca de 6 %
No sistema MY CAR do automóvel existe mais
informação sobre o conceito ECO - ver capítulo
MY CAR (pág. 121).
Informação relacionada
•
Informação geral sobre o comando da climatização (pág. 134)
315
ARRANQUE E CONDUÇÃO
Travão convencional
O travão convencional é utilizado para reduzir a
velocidade do automóvel durante a condução.
Por razões de segurança, o automóvel está equipado com dois circuitos de travagem. Se um circuito de travagem ficar danificado o pedal do travão pode descer mais fundo e pode ser necessária uma maior pressão no pedal para que se
obtenha um efeito de travagem normal.
A pressão do condutor no pedal do travão e
reforçada por um servo-freio.
AVISO
O servo-freio funciona apenas com o motor
em funcionamento.
Se o travão convencional for utilizado com o
motor desligado o pedal pode parecer não reagir,
sendo necessária uma maior pressão no pedal
do travão para travar o automóvel.
Em veículos com a função de Arranque assistido
em subida (HSA)* (pág. 303)*, o pedal retorna
mais lentamente para a posição normal do que o
esperado quando o automóvel está estacionado
numa inclinação ou sobre um piso irregular.
Em estrada montanhosa ou ao conduzir com
carga pesada, pode-se aliviar a carga dos travões
travando com o motor. Para tirar o melhor partido
da travagem com o motor, use a mesma
316
mudança para descer que usaria para subir a
mesma rampa.
Para mais informação geral sobre cargas elevadas no automóvel, ver Óleo do motor - condições
de condução desfavoráveis (pág. 434).
Travagem em piso molhado
Quando se conduz durante algum tempo sob
forte chuva, sem travar, o efeito de travagem na
primeira travagem pode sofrer ligeiro atraso. O
mesmo pode acontecer após uma lavagem do
veículo. Nesse caso, é necessário carregar com
mais força no pedal. Por isso, mantenha uma distância maior em relação ao veículo da frente.
Trave o veículo com força depois conduzir em
piso molhado e após uma lavagem do veículo. Os
discos dos travões aquecem, secam mais rapidamente e ficam mais protegidos da corrosão. Leve
em conta o tráfego existente ao fazer a travagem.
Travagem em piso com sal
Quando se conduz em estradas onde tenha sido
aplicado sal pode formar-se uma camada de sal
nos discos e pastilhas dos travões. Isto pode
levar a aumento a distância em que é efetuada a
travagem. Por isso, mantenha uma distância
suplementar segura em relação ao veículo da
frente. Certifique-se também de que:
•
Trave de vez em quando, para remover qualquer eventual camada de sal. Certifique-se
de que outros utentes da estrada não correm
perigo ao efetuar a travagem.
•
Carregue cuidadosamente no pedal do travão ao terminar a condução e antes da iniciar o próximo percurso com o veículo.
Manutenção
Para manter os elevados padrões do automóvel
no que respeita à segurança na estrada, segurança operacional e fiabilidade, deve-se respeitar
os intervalos de manutenção da Volvo, os quais
se encontram especificados no livro de Garantia
e Serviço.
Os discos e pastilhas dos travões novos e substituídos proporcionam a acção de travagem ideal
após algumas centenas de quilómetros de utilização. Compense a acção diminuída do travão
exercendo maior força no pedal do travão. A
Volvo recomenda que apenas sejam montadas
pastilhas de travões devidamente aprovadas para
o seu Volvo.
IMPORTANTE
Deve-se proceder regularmente à verificação
do desgaste dos componentes do sistema de
travagem.
Contacte uma oficina para informações sobre
o procedimento ou deixe que uma oficina
realize a inspecção - recomenda-se uma oficina autorizada Volvo.
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução.
ARRANQUE E CONDUÇÃO
Símbolos e mensagens
Símbolo
Significado
Luz constante – verifique o nível de
óleo dos travões. Se o nível for
baixo, encha com líquido dos travões e verifique a causa da perda
de líquido dos travões.
Brilho fixo durante 2 segundos ao
arrancar o motor - verificação de
funções total.
AVISO
Se
e
acenderem em simultâneo,
pode existir uma avaria no sistema de travagem.
Travão de estacionamento (pág. 319)
Travão convencional - travões antibloqueio
Travão convencional - luzes de travagem de
emergência e piscas de emergência automáticos (pág. 318)
O sistema de travagem anti-bloqueio, ABS (Antilock Braking System), evita que as rodas bloqueiem durante a travagem.
•
Travão convencional - auxílio às travagens de
emergência (pág. 318)
•
Travão convencional - travões anti-bloqueio
(pág. 317)
A função mantém a capacidade de condução do
automóvel, sendo mais fácil, por exemplo, evitar
obstáculos. Durante a operação pode-se sentir
vibrações no pedal do travão, o que é normal.
Informação relacionada
•
•
Depois de arrancar o motor, é efectuado um
breve teste ao sistema ABS quando o condutor
liberta o pedal do travão. Pode ser ainda efetuado um teste automático adicional do sistema
ABS com velocidade baixa. O teste pode ser sentido na forma de impulsos no pedal do travão.
Informação relacionada
Se nesta situação o nível do recipiente do
líquido dos travões for normal, conduza cuidadosamente até a oficina mais próxima para
verificação do sistema de travagem - recomenda-se uma oficina autorizada Volvo.
•
•
•
Se o líquido dos travões for inferior ao nível
MIN no recipiente do líquido dos travões, o
automóvel não deve ser conduzido sem que
seja abastecido líquido dos travões.
•
Travão convencional (pág. 316)
Travão de estacionamento (pág. 319)
Travão convencional - luzes de travagem de
emergência e piscas de emergência automáticos (pág. 318)
Travão convencional - auxílio às travagens de
emergência (pág. 318)
A causa da perda do líquido dos travões tem
que ser verificada.
317
ARRANQUE E CONDUÇÃO
Travão convencional - luzes de
travagem de emergência e piscas
de emergência automáticos
As luzes de travagem de emergência são activadas para alertar os veículos atrás da travagem
súbita. Com esta função, as luzes de travões
piscam em vez de fornecerem luz contínua como numa travagem normal.
As luzes de travagem de emergência são ativadas com velocidades superiores a 50 km/h
(31 mph) perante uma travagem brusca. Após
redução da velocidade do veículo para menos de
10 km/h (6 mph) a luz dos travões deixa de piscar e passa a luz fixa - ao mesmo tempo que são
ativados os piscas de emergência (pág. 104).
Continuam a piscar até que o condutor acelere o
veículo para uma velocidade superior ou desligue
os piscas de emergência.
Travão convencional - auxílio às
travagens de emergência
O auxílio às travagens de emergência EBA
(Emergency Brake Assist) ajuda o condutor a
aumentar a força de travagem e, assim, a reduzir
a distância de travagem.
O EBA reconhece a forma como o condutor trava
e aumenta a força de travagem quando necessário. A força de travagem pode ser reforçada até o
nível em que o ABS entra em acção. A função
EBA é cancelada quando se reduz a pressão no
pedal do travão.
NOTA
Quando o EBA é activado o pedal do travão
desce um pouco mais do que o costume,
pressione (mantenha) o pedal do travão em
baixo o tempo necessário. Libertando o pedal
do travão cessa toda a travagem.
Informação relacionada
•
•
•
•
Travão convencional (pág. 316)
Travão de estacionamento (pág. 319)
Travão convencional - auxílio às travagens de
emergência (pág. 318)
Travão convencional - travões anti-bloqueio
(pág. 317)
Informação relacionada
•
•
•
•
318
Travão convencional (pág. 316)
Travão de estacionamento (pág. 319)
Travão convencional - luzes de travagem de
emergência e piscas de emergência automáticos (pág. 318)
Travão convencional - travões anti-bloqueio
(pág. 317)
ARRANQUE E CONDUÇÃO
Travão de estacionamento
Aplicar o travão de estacionamento
Função
Quando o travão de estacionamento de comando
eléctrico actua ouve-se um ligeiro ruído de motor
eléctrico. O ruído também está presente nas indicações de funções automáticas do travão de
estacionamento.
Se o automóvel estiver parado quando o travão
de estacionamento é aplicado, este actua apenas
nas rodas traseiras. Se for aplicado quando o
automóvel estiver em movimento, então será utilizado o travão convencional, ou seja, o travão
actua nas quatro rodas. A acção do travão é
transmitida para as rodas traseiras quando o
automóvel estiver quase parado.
NOTA
Perante travagem de emergência a velocidades mais elevadas soa um sinal durante o
processo de travagem.
Comando do travão de estacionamento - aplicado.
1.
Pressione o pedal do travão convencional
para baixo de modo firme.
2.
Pressione o comando do travão de estacionamento.
>
O símbolo do instrumento combinado começa a piscar - o brilho fixo indica
que o travão de estacionamento está aplicado.
Tensão da bateria baixa
Se a tensão da bateria for demasiado baixa, pode
acontecer que não seja possível soltar ou aplicar
o travão de estacionamento. No caso de a tensão
da bateria estar demasiado baixa, ligue uma
bateria de arranque assistido, ver Arranque assistido com outra bateria (pág. 295).
Travagem de emergência
Em situações de emergência pode-se aplicar o
travão de estacionamento quando o veículo está
em movimento, mantendo pressionado o
comando do travão de estacionamento. O processo de travagem é interrompido quando o
comando é libertado.
O travão de estacionamento impede que o automóvel entre em movimento bloqueando/trancando mecanicamente duas rodas.
3.
Solte o pedal do travão convencional e certifique-se de que o automóvel ficou imobilizado.
Ao estacionar o automóvel deve-se engatar a 1ª
velocidade (transmissão manual), ou colocar o
selector de mudanças na posição P (transmissão
automática).
Estacionamento em rampa
Se o automóvel for estacionado numa subida:
•
Rode as rodas na direcção oposta ao passeio.
Se o automóvel for estacionado numa descida:
•
Rode as rodas na direcção do passeio.
AVISO
Utilize sempre o travão de estacionamento ao
estacionar em pisos inclinados - uma
mudança engatada ou a caixa automática na
posição P não é suficiente para suportar o
automóvel em todas as situações.
}}
319
ARRANQUE E CONDUÇÃO
||
Libertar o travão de estacionamento
NOTA
O travão de estacionamento também pode
ser libertado manualmente pressionando o
pedal da embraiagem em vez do pedal do travão. A Volvo recomenda a utilização do pedal
do travão.
Soltar automaticamente
1.
2.
Aplique a 1ª velocidade ou a marcha-atrás.
3.
Solte a embraiagem e acelere.
>
O travão de estacionamento é
libertado e o símbolo do instrumento
combinado apaga-se.
Comando do travão de estacionamento - solto.
Automóvel com transmissão manual
Soltar manualmente
1.
Insira o comando à distância no fecho de
ignição14.
2.
Pressione o pedal do travão convencional
para baixo de modo firme.
3.
Puxe o comando do travão de estacionamento.
>
O travão de estacionamento é
libertado e o símbolo do instrumento
combinado apaga-se.
14
320
Ponha o motor a trabalhar.
Automóvel com transmissão
automática
Soltar manualmente
Soltar automaticamente
1.
Coloque o cinto de segurança.
2.
Ponha o motor a trabalhar.
3.
Pressione o pedal do travão convencional
para baixo de modo firme.
4.
Desloque o selector de mudanças para a
posição D ou R e acelere.
>
O travão de estacionamento é
libertado e o símbolo do instrumento
combinado apaga-se.
NOTA
Por razões de segurança, o travão de estacionamento liberta-se automaticamente apenas
quando o motor está em funcionamento e o
condutor tem o cinto de segurança colocado.
O travão de estacionamento liberta-se imediatamente em automóveis com transmissão
automática quando o pedal do acelerador é
pressionado e o selector de mudanças está
na posição D ou R.
1.
Insira o comando à distância no fecho de
ignição14.
2.
Pressione o pedal do travão convencional
para baixo de modo firme.
Carga pesada numa subida
3.
Puxe o comando.
>
O travão de estacionamento é
libertado e o símbolo do instrumento
combinado apaga-se.
As cargas pesadas, como por exemplo os reboques, podem fazer com que o automóvel descaia
para trás em subidas íngremes quando o travão
de estacionamento é libertado automaticamente.
Evite esta situação pressionando o comando
Para automóveis com sistema de arranque e trancagem sem chave: Pressione START/STOP ENGINE.
ARRANQUE E CONDUÇÃO
enquanto inicia a marcha. Solte o comando
quando o motor atingir o modo de tracção.
Substituição das pastilhas dos travões
As pastilhas dos travões traseiras têm de ser
substituídas numa oficina devido à concepção
Símbolo
eléctrica do travão de estacionamento - recomenda-se o contacto de uma oficina autorizada
Volvo.
combinado, ver Mensagens - manuseamento
(pág. 120).
Símbolos e mensagens
Para informações sobre a apresentação e eliminação de mensagens de texto do instrumento
Mensagem
Significado/Solução
"Mensagem"
•
Leia a mensagem do instrumento combinado.
O símbolo a piscar indica que o travão de estacionamento é aplicado.
Se o símbolo piscar em qualquer outra situação isso indica a presença de uma avaria.
•
Travão estacionamento não totalmente libertado
Leia a mensagem do instrumento combinado.
Uma avaria não permite desengatar o travão de estacionamento:
•
Tente aplicar e libertar o travão.
Se a avaria permanecer após algumas tentativas:
•
Visite uma oficina - recomenda-se uma oficina autorizada Volvo.
NOTA! Soa um sinal de aviso quando se conduz com esta mensagem de avaria.
}}
321
ARRANQUE E CONDUÇÃO
||
Símbolo
Mensagem
Significado/Solução
Travão estacionamento não aplicado
Uma avaria não permite aplicar o travão de estacionamento:
•
Tente libertar e aplicar o travão.
Se a avaria permanecer após algumas tentativas:
•
Visite uma oficina - recomenda-se uma oficina autorizada Volvo.
A mensagem também aparece em automóveis com transmissão manual quando estes são conduzidos a baixas velocidades com a porta aberta, para assim informar o condutor que o travão de estacionamento pode ter sido libertado inadvertidamente.
Travão estacionamento Revisão
necess.
Surgiu uma avaria:
•
Tente aplicar e libertar o travão.
Se a avaria permanecer após algumas tentativas:
•
Visite uma oficina - recomenda-se uma oficina autorizada Volvo.
Caso o automóvel tenha de ser estacionado
antes de se resolver uma eventual avaria devem-se girar as rodas como quando se estaciona em
rampas e aplicar a 1ª mudança (transmissão
manual) ou colocar o selector de mudanças na
posição P (transmissão automática).
Uma mensagem de texto pode ser apagada com
uma breve pressão no botão OK da alavanca dos
piscas.
Informação relacionada
•
322
Travão convencional (pág. 316)
ARRANQUE E CONDUÇÃO
Passagem a vau
IMPORTANTE
A passagem a vau significa que o automóvel é
conduzido através de uma quantidade de água
mais profunda que cubra a via. A passagem a
vau deve ser efectuada com o maior cuidado.
Podem surgir danos no motor caso se infiltre
água no filtro de ar.
A profundidades superiores a 25 cm (30 cm
com V60 Cross Country) a água pode entrar
na transmissão. Esta situação diminui a capacidade lubrificante do óleo, o que reduz a longevidade do sistema.
O automóvel pode ser conduzido por uma profundidade de água máxima de 25 cm (30 cm
com V60 Cross Country) a uma velocidade
máxima correspondente à de uma marcha a pé.
Deve-se ter precaução redobrada ao atravessar
corrente de água.
Danos em componentes, motor, transmissão,
turbocompressor, diferencial ou nos seus
componentes internos causados por inundação, trancagem hidrostática ou perca de óleo
não são cobertos pela garantia.
Em passagens a vau, mantenha a velocidade
baixa e não pare o automóvel. Após ter atravessado a água, carregue levemente no pedal do
travão e verifique se os travões funcionam perfeitamente. A água, assim como a lama, pode
molhar as pastilhas dos travões resultando num
atraso no funcionamento dos travões.
•
•
Após condução em água ou em lama limpe
os contactos elétricos eventualmente existentes do aquecedor do motor assim como
as conexões do atrelado.
Não deixe o automóvel com água acima da
soleira por longos períodos - isso pode causar problemas eléctricos no automóvel.
Sobreaquecimento
Em condições excepcionais, com condução
esforçada em, por exemplo, terrenos inclinados
e clima quente, existe o risco de o motor e o sistema motriz sobreaquecerem - especialmente
com carga pesada.
Para informações sobre sobreaquecimento ao
conduzir com atrelado, ver Condução com atrelado* (pág. 333).
•
Remova os faróis adicionais que tenha montados em frente à grelha, se conduzir em
clima quente.
•
Se a temperatura no sistema de arrefecimento do motor ficar demasiado elevada,
acende-se um símbolo de aviso no mostrador de informações do instrumento combinado e aparece a mensagem Temperatura
do motor alta Pare com segurança pare o automóvel num local seguro e deixe o
motor trabalhar ao ralenti durante alguns
minutos para arrefecer.
•
Se aparecer a mensagem de texto
Temperatura do motor alta Desligar
motor ou Nível refrig. motor baixo Pare
com segurança deve-se desligar o motor
após ter estacionado o automóvel.
•
Perante sobreaquecimento da caixa de velocidades é activada uma função de protecção
incorporada que, entre outras coisas, acende
um símbolo de aviso no instrumento combinado e exibe no mostrador a mensagem de
Se o motor parar na água - não tente rearrancar o motor - reboque o automóvel para fora
da água e para uma oficina - recomenda-se
uma oficina autorizada Volvo. Risco de avaria
do motor.
Informação relacionada
•
•
Transporte (pág. 343)
Reboque (pág. 341)
}}
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução. 323
ARRANQUE E CONDUÇÃO
texto Transmissão quente Reduzir
velocidade ou Transmissão quente Pare
com segurança Deixe arrefecer - siga as
recomendações indicadas e diminua a velocidade ou pare o automóvel num local
seguro e deixe o motor ao ralenti durante
alguns minutos para que a caixa de velocidades arrefeça.
•
Se o automóvel sobreaquecer, o sistema de
ar condicionado pode ser temporariamente
desligado.
•
Depois de uma condução esforçada, não
desligue o motor imediatamente depois de
parar.
NOTA
É normal que a ventoinha de arrefecimento
do motor trabalhe por alguns instantes após
o motor ter sido desligado.
Condução com porta-bagagens/
tampa do porta-bagagens aberta
Ao conduzir com a tampa do porta-bagagens
aberta podem-se introduzir gases venenosos no
automóvel através do compartimento da carga.
AVISO
Não conduza com a tampa do porta-bagagens aberta. Gases nocivos podem penetrar
pelo compartimento da carga.
Informação relacionada
•
Carga (pág. 163)
Sobrecarga - bateria de arranque
As funções eléctricas do automóvel representam
cargas diferentes para a bateria de arranque
(pág. 396). Evite a utilização da posição de
ignição II (pág. 85) quando o motor está desligado. Utilize antes a posição I - esta consome
menos corrente.
Tenha também cuidado com os vários acessórios
que sobrecarregam o sistema eléctrico. Não utilize funções que consumam muita energia com o
motor desligado. São exemplos destas funções:
•
•
•
•
faróis
limpa pára-brisas
equipamento de áudio (volume alto).
Se a tensão da bateria de arranque estiver baixa
o mostrador de informações do instrumento
combinado exibe o texto Carga baixa bateria
Modo económico. A função de economia de
energia desliga-se de seguida ou reduz determinadas funções, por exemplo: ventilador do habitáculo e/ou equipamento de áudio.
–
324
ventilador
Carregue a bateria de arranque pondo o
motor em funcionamento e deixe trabalhar
durante pelo menos 15 minutos - a bateria
de arranque carrega de modo mais eficaz
durante a condução do que com o motor ao
ralenti.
ARRANQUE E CONDUÇÃO
Antes de uma longa viagem
Condução no Inverno
Antes de uma longa viagem pode ser vantajoso
verificar os seguintes pontos:
Ao conduzir no Inverno é importante realizar
algumas verificações para assegurar que o automóvel pode ser conduzido de modo seguro.
•
Verifique se o motor está a funcionar correctamente e se o consumo de combustível
(pág. 443) está normal.
•
Certifique-se de que não há nenhuma fuga
(combustível, óleo ou outro líquido).
•
Verifique todas as lâmpadas de iluminação e
a profundidade de sulco dos pneus.
•
A presença do triângulo de sinalização de
perigo (pág. 358) é obrigatória em alguns
países.
Antes da chegada da época mais fria verifique
cuidadosamente:
•
•
Informação relacionada
•
Óleo do motor - verificação e abastecimento
(pág. 378)
•
Substituição de rodas - remoção das rodas
(pág. 353)
•
Substituição de lâmpadas - generalidades
(pág. 385)
•
O líquido de arrefecimento (pág. 382) do
motor deve conter 50 % glicol. Esta mistura
protege o motor contra o congelamento até
cerca de -35 °C. Para evitar riscos para a
saúde não se deve misturar diferentes tipos
de glicol.
•
Deve ser verificado o estado da bateria de
arranque e o seu nível de carga. O tempo frio
impõe maiores exigências à bateria de arranque, ao mesmo tempo que as suas capacidades ficam reduzidas por causa do frio.
•
Utilize líquido de lava pára-brisas (pág. 395)
para evitar a formação de gelo no depósito
do líquido de lava pára-brisas.
Para garantir uma melhor aderência ao piso, a
Volvo recomenda a utilização de pneus de
Inverno em todas as rodas perante o risco de
neve ou gelo.
O depósito de combustível deve estar bem
cheio para evitar a formação de condensação.
A viscosidade do óleo do motor é importante.
Óleos com viscosidade mais baixa (óleos
mais fluidos) facilitam o arranque com tempo
frio e diminuem assim o consumo de combustível enquanto o motor está frio. Para
mais informações sobre os óleos adequados,
ver Óleo do motor - condições de condução
desfavoráveis (pág. 434).
IMPORTANTE
NOTA
Em alguns países é obrigatória a utilização de
pneus de Inverno. Os pneus cardados não
são permitidos em todos os países.
Piso escorregadio
Teste a condução em pisos escorregadios sob
condições controladas, para que se possa habituar às reacções do automóvel.
Informação relacionada
•
Condução no Inverno (pág. 325)
Não se deve utilizar óleo de baixa viscosidade
com condução esforçada ou com tempo
quente.
325
ARRANQUE E CONDUÇÃO
Tampa do depósito de combustível
- Abrir/fechar
Tampa do depósito de combustível
- abertura manual
A tampa do depósito de combustível pode ser
aberta/fechada do seguinte modo:
A tampa do depósito de combustível pode ser
aberta manualmente quando a abertura eléctrica
a partir do habitáculo não for possível.
Abrir/fechar a tampa do depósito de
combustível
Abra a tampa do depósito de combustível com o
botão no painel de iluminação - a tampa abre-se
ao soltar o botão.
O mostrador do instrumento combinado
apresenta uma seta no símbolo para indicar o lado do automóvel onde se encontra o tampão.
•
Feche pressionando a tampa até ouvir um
estalido que confirma o seu fecho.
Informação relacionada
•
326
Abastecimento de combustível (pág. 327)
IMPORTANTE
Puxe o fio cuidadosamente - é necessária
uma força mínima para libertar o fecho da
tampa.
Informação relacionada
•
1.
Abra/liberte a tampa lateral no compartimento da carga (no mesmo lado da tampa
do depósito de combustível).
2.
Alargue/abra uma parte perfurada no isolamento e procure um cabo verde com um
puxador.
3.
Puxe cuidadosamente o cabo para trás até
que a tampa do depósito de combustível se
abra com um estalido.
Abastecimento de combustível (pág. 327)
ARRANQUE E CONDUÇÃO
Abastecimento de combustível
Aspectos importantes a ter em mente ao abastecer.
Abastecimento de combustível
•
Abrir/fechar o tampão
Não tente encher o depósito e termine o
abastecimento depois de a boca da bomba
parar.
NOTA
Um depósito excessivamente cheio pode
transbordar com tempo quente.
Abastecimento com bidão15
Ao abastecer com depósito de reserva utilize a
boca que se encontra sob o alçapão do compartimento da carga.
O tampão pode ser colocado na tampa.
Pode surgir uma certa sobrepressão no depósito
com temperaturas exteriores elevadas. Nestas
situações abra o tampão cuidadosamente.
•
15
Após o reabastecimento - volte a colocar o
tampão e rode-o até ouvir um ou vários estalidos.
Aplicável apenas a automóveis com motor Diesel.
Tenha cuidado para introduzir o correctamente o
tubo da boca no tubo de enchimento. O tubo de
enchimento tem uma tampa de abrir e o tubo da
boca deve passar pela tampa antes de se iniciar
o abastecimento.
Combustível - manuseamento
Combustível de qualidade inferior ao recomendado pela Volvo não deve ser utilizado, a potência do motor e o consumo de combustível
podem ser negativamente afectados.
AVISO
Evite a inalação de vapores de combustível e
salpicos de combustível nos olhos.
Perante o contacto dos olhos com o combustível, remova eventuais lentes de contacto e
lave os olhos com água durante pelo menos
15 minutos. Procure assistência médica.
Nunca ingira combustível. O combustível de
gasolina, bioetanol, mistura destes dois, ou
gasóleo é muito venenoso e pode causar ferimentos permanentes ou mesmo a morte
quando ingerido. Procure assistência médica
imediatamente no caso da ingestão de combustível.
Informação relacionada
•
Tampa do depósito de combustível - abertura
manual (pág. 326)
•
Combustível - manuseamento (pág. 327)
}}
327
ARRANQUE E CONDUÇÃO
||
AVISO
O combustível derramado no chão pode inflamar.
Desligue o aquecedor alimentado a combustível antes de iniciar o abastecimento.
Nunca transporte um telemóvel ligado ao
abastecer. O sinal de chamada pode provocar
faísca e inflamar vapores de gasolina,
podendo causar incêndio e danos pessoais.
IMPORTANTE
A mistura de diferentes tipos de combustível
ou a utilização de combustíveis não recomendados anulam a garantia Volvo e eventuais
acordos complementares de serviços, isto é
válido para todos os motores.
•
Depósito de combustível - volume
(pág. 440)
Combustível - gasolina
Como combustível do motor é utilizada a gasolina.
Utilize exclusivamente gasolina de fabricantes
bem conhecidos. Nunca abasteça o depósito
com combustível de qualidade duvidosa. A gasolina deve cumprir a norma EN 228.
•
95 RON pode ser utilizado na condução normal.
•
98 RON é recomendada para potência
máxima e consumo de combustível mais
reduzido.
Na condução em climas de temperaturas superiores a +38 °C, recomenda-se a octanagem
mais elevada possível para obter os melhores
níveis possíveis de desempenho e de consumo
de combustível.
NOTA
Condições climatéricas extremas, condução
com atrelado ou condução a elevadas altitudes, combinadas com a qualidade do combustível, são factores que podem afectar o
desempenho do automóvel.
Informação relacionada
•
•
•
328
Combustível - Diesel (pág. 329)
Filtro de partículas Diesel (DPF) (pág. 330)
Consumo de combustível e emissões CO2
(pág. 443)
IMPORTANTE
•
Utilize apenas gasolina sem chumbo para
não danificar o catalisador.
•
Não pode ser utilizado combustível contendo aditivos metálicos.
•
Não utilize qualquer aditivo que não seja
recomendado pela Volvo.
ARRANQUE E CONDUÇÃO
Álcoois-etanol
Combustível - Diesel
Como combustível do motor é utilizado o Diesel.
IMPORTANTE
•
É permitida a utilização de combustível
que contenha até 10 porcento de volumE
de etanol.
•
A gasolina EN 228 E10 (máximo
10 porcento de volume de etanol) está
aprovada para utilização.
•
Etanol superior a E10 (máximo
10 porcento de volume de etanol) não é
permitido. Por ex.: E85 não é permitido.
Informação relacionada
•
•
•
•
Combustível - manuseamento (pág. 327)
Condução económica (pág. 332)
Consumo de combustível e emissões CO2
(pág. 443)
Depósito de combustível - volume
(pág. 440)
Utilize exclusivamente combustível Diesel de
fabricantes bem conhecidos. Nunca abasteça o
depósito com combustível de qualidade duvidosa.
O combustível Diesel deve cumprir as normas
EN 590, SS 155435 ou JIS K 2204. Os motores
Diesel são sensíveis a impurezas no combustível,
como por exemplo: metais e elevado teor de
enxofre.
A baixas temperaturas (inferiores a 0 °C) o combustível Diesel pode precipitar parafina, o que
pode provocar dificuldades de arranque do motor.
As qualidades de combustível comercializadas
devem estar adaptadas à estação do ano e à
zona climática mas, em situações meteorológicas
extremas, o combustível envelhecido ou a viagem
por diferentes zonas climáticas podem resultar
em precipitação da parafina.
O risco de condensação de água no depósito é
reduzido caso o depósito esteja sempre bem
cheio. Ao abastecer, certifique-se que as superfícies à volta do tubo de enchimento se encontram
bem limpas. Evite derrames sobre as superfícies
pintadas. Em caso de derrame, lavar com sabão e
água.
IMPORTANTE
O combustível Diesel deve:
•
cumprir a norma EN 590, SS 155435 ou
JIS K 2204
•
possuir um teor de enxofre não superior
a 10 mg/kg
•
possuir no máximo 7 vol % FAME (Fatty
Acid Methyl Ester).
IMPORTANTE
Combustível Diesel que não podem ser utilizados:
•
•
•
•
Aditivos especiais
Marine Diesel Fuel
Fuelóleo doméstico
FAME16 (Fatty Acid Methyl Ester) e óleo
vegetal.
Este combustíveis não cumprem as exigências das recomendações Volvo, aumentam o
desgaste, e causam danos no motor que não
são cobertos pela garantia Volvo.
Imobilização devido a depósito
combustível vazio
Após uma paragem por falta de combustível, o
sistema de combustível necessita de um breve
16
O combustível Diesel pode conter no máximo 7 % em volume de FAME, não pode ser adicionada qualquer quantidade adicional.
}}
329
ARRANQUE E CONDUÇÃO
||
período de tempo para realizar uma verificação.
Antes de arrancar o motor, e após ter abastecido
o depósito de combustível com gasóleo, proceda
do seguinte modo:
1.
Coloque o comando á distância no fecho de
ignição e pressione até a posição final. Para
mais informações, ver Posições de ignição
(pág. 85).
2.
Pressione o botão START sem pressionar o
pedal do travão e/ou da embraiagem.
3.
Aguarde cerca de um minuto.
4.
Para arrancar o motor: Pressione o pedal do
travão e/ou da embraiagem e pressione o
botão START de novo.
condensação de água pode causar perturbações
de funcionamento do motor.
Para que se obtenha o melhor desempenho é
importante o cumprimento dos intervalos de serviço para a mudança do filtro de combustível e a
utilização de peças originais desenvolvidas especificamente para esse fim.
A drenagem da condensação de água deve ser
feito segundo os intervalos de manutenção especificados no livro de Garantia e Serviço ou em
caso de haver suspeita de estar a ser usado
combustível contaminado. Para mais informações, ver Programa de manutenção da Volvo
(pág. 370).
IMPORTANTE
NOTA
Alguns aditivos especiais removem a separação de água no filtro de combustível.
Perante abastecimento de combustível devido
a depósito vazio:
•
Estacione o automóvel na superfície mais
plana/horizontal possível - o automóvel
inclinado implica o risco de formação de
bolhas de ar ao abastecer o combustível.
Drenagem da condensação de água no
filtro de combustível17
No filtro de combustível a condensação de água
é separada do combustível. Caso contrário, a
17
330
Aplicável apenas a motores com cinco cilindros.
Informação relacionada
•
•
•
Combustível - manuseamento (pág. 327)
Filtro de partículas Diesel (DPF) (pág. 330)
Consumo de combustível e emissões CO2
(pág. 443)
Filtro de partículas Diesel (DPF)
Os automóveis Diesel encontram-se equipados
com um filtro de partículas, o que leva a uma
purificação dos gases de escape.
As partículas dos gases de escape são recolhidas no filtro durante a condução normal. Para
incinerar as partículas e limpar o filtro dá-se a
chamada regeneração. Este processo necessita
que o motor atinja a sua temperatura normal de
funcionamento.
A regeneração do filtro de partículas é automática e demora normalmente 10-20 minutos. A
velocidades baixas pode demorar um pouco mais.
Durante a regeneração o consumo de combustível sobe ligeiramente.
Regeneração em clima frio
Se o automóvel for conduzido frequentemente
por curtos trajectos com temperaturas baixas, o
motor não atinge a temperatura normal de funcionamento. Isto implica que a regeneração do
filtro de partículas Diesel não aconteça e que
este não fica limpo.
Quando o filtro fica cheio de partículas até
cerca de 80 %, acende-se no instrumento combinado um triângulo de sinalização de perigo
amarelo e aparece no mostrador de informações
a mensagem Filtro fuligem cheio Ver manual.
ARRANQUE E CONDUÇÃO
Proceda à regeneração do filtro conduzindo o
automóvel, de preferência em estradas principais
ou auto-estradas, até que o motor atinja a temperatura normal de funcionamento. Após atingida
a temperatura normal de funcionamento o automóvel deve ser conduzido por mais 20 minutos.
NOTA
Durante a regeneração pode-se verificar o
seguinte:
•
uma ligeira redução temporária da potência do motor
•
um aumento temporário do consumo de
combustível
•
a presença de um cheiro a queimado.
Quando a regeneração está terminada, a mensagem de aviso apaga-se automaticamente.
Com tempo frio, utilize o aquecedor de estacionamento* - para que o motor atinja mais rapidamente a temperatura normal de funcionamento.
IMPORTANTE
Se o filtro ficar completamente cheio de partículas pode ser difícil arrancar o motor e o filtro pode ficar inutilizado para as suas funções. Existe então o risco de ser necessária a
substituição do filtro.
Informação relacionada
•
•
•
•
Combustível - manuseamento (pág. 327)
Combustível - Diesel (pág. 329)
Consumo de combustível e emissões CO2
(pág. 443)
Depósito de combustível - volume
(pág. 440)
Catalisadores
A função dos catalisadores consiste em purificar
os gases de escape. Estes encontram-se junto
ao motor para atingirem rapidamente a temperatura de funcionamento.
Os catalisadores são compostos por um monólito
(cerâmica ou metal) com canais. As paredes dos
canais estão revestidas de platina/ródio/paládio.
Estes metais executam a função de catalisador,
ou seja, aceleram o processo químico sem serem
consumidos.
Sonda lambdaTM sensor de medição de
oxigénio
A sonda lambda é uma parte do sistema de regulação, cuja função é reduzir as emissões e
melhorar o aproveitamento do combustível. Para
mais informações, ver Consumo de combustível e
emissões CO2 (pág. 443).
Um sensor de medição de oxigénio controla o
conteúdo de oxigénio nos gases de escape que
saem do motor. Os dados do valor de medição
que resultam da análise de gases de escape são
enviados para um sistema electrónico, que
comanda continuamente as válvulas de injecção.
A relação entre o combustível e o ar que são
conduzidos para o motor é constantemente regulada. Esta regulação cria condições optimizadas
para uma combustão eficiente, reduzindo as substâncias nocivas (hidrocarbonetos, monóxido de
carbono e óxidos de azoto) com a ajuda de um
catalisador de três vias.
}}
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução. 331
ARRANQUE E CONDUÇÃO
||
Informação relacionada
•
•
Combustível - gasolina (pág. 328)
Combustível - Diesel (pág. 329)
Condução económica
Conduza de modo económico e proteja o ambiente com uma condução suave e preventivo,
adaptando o estilo de condução e a velocidade
as condições presentes.
•
•
Para o consumo de combustível mais baixo
ative o Modo de condução ECO18.
•
Utilize a função roda livre Eco Coast19 - a
travagem com o motor cessa o que permite
que a energia cinética do automóvel seja utilizada para percorrer trajectos mais longos.
•
18
19
20
332
Consulte o ECO Guide* para perceber a utilização económica do automóvel, ver Eco
guide & Power guide* (pág. 72).
Conduza com a mudança mais elevada possível, adequada à situação de trânsito e
estrada - rotações mais baixas resultam em
menor consumo. Utilize o indicador de
mudança (pág. 297)20.
•
Conduza com velocidade uniforme e antecipando as situações para minimizar as travagens.
•
]Velocidade elevada resulta em maior consumo de combustível - a resistência do ar
aumenta com a velocidade.
•
Não aqueça o motor ao ralenti, conduza logo
após o arranque com carga normal - um
motor frio consome mais combustível que
um motor quente.
•
Conduza com a pressão correcta dos pneus.
Verifique a pressão regularmente - opte pela
pressão de pneus ECO para os melhores
resultados, ver Pneus - pressão de pneus
aprovada (pág. 446).
•
A escolha dos pneus pode afectar o consumo de combustível - aconselhe sobre os
pneus adequados junto de um revendedor.
•
Não utilize pneus de Inverno após terminada
a estação do Inverno.
•
Retire do automóvel objectos desnecessários - o aumento da carga resulta num maior
consumo de combustível.
•
Utilize a travagem com o motor, quando tal
não represente riscos para os outros utilizadores da via.
•
Porta bagagens no tejadilho e caixas de
esquis aumentam a resistência do ar e o
consumo - retire o porta bagagens quando
não utilizado.
•
Evite conduzir com os vidros abertos.
Para informações sobre a política ambiental da
Volvo Car Corporation, ver Filosofia ambiental
(pág. 23).
Aplicável a caixa de velocidades automática.
Ver "Modo de condução ECO".
Aplicável a caixa de velocidades manual.
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução.
ARRANQUE E CONDUÇÃO
Para mais informações sobre o consumo de
combustível, ver Consumo de combustível e
emissões CO2 (pág. 443).
AVISO
Nunca desligue o motor em andamento, por
exemplo: em descidas, tal desactiva sistemas
importantes como a direcção assistida e o
servo-freio.
Informação relacionada
•
•
•
Combustível - manuseamento (pág. 327)
Consumo de combustível e emissões CO2
(pág. 443)
Depósito de combustível - volume
(pág. 440)
Condução com atrelado*
Ao conduzir com atrelado é necessário ter em
mente uma série de factores importantes relativamente ao dispositivo de reboque, atrelado e
distribuição de carga no atrelado, por exemplo.
A capacidade de carga depende do peso de serviço do automóvel. O peso total dos passageiros
e acessórios, por exemplo: engate de reboque,
subtrai a capacidade de carga do automóvel num
valor correspondente ao desse peso. Para informações detalhadas, ver Pesos (pág. 430).
•
O motor é sujeito a esforços muito maiores
do que o normal durante a condução com
atrelado.
•
Não reboque um atrelado pesado enquanto
o automóvel for completamente novo. Espere
até que tenha pelo menos 1000 km.
•
Em descidas longas e acentuadas, os travões são sujeitos a esforços muito maiores
do que o normal. Reduza para uma mudança
mais baixa e adapte a velocidade.
•
Por razões de segurança, a velocidade
máxima permitida para o automóvel com
atrelado não deve ser ultrapassada. Siga as
normas em vigor para as velocidades e
pesos permitidos.
Se o dispositivo de reboque for instalado pela
Volvo, o automóvel é entregue com o equipamento necessário para condução com atrelado.
•
O dispositivo de reboque do automóvel tem
de ser de tipo homologado.
•
•
Se o engate de reboque for instalado mais
tarde, deixe o seu concessionário Volvo verificar se o equipamento para condução com
atrelado está completo.
Mantenha uma velocidade baixa se tiver um
atrelado e estiver numa subida longa e
íngreme.
•
Evite conduzir com atrelado em subidas mais
íngremes do que 12 %.
•
Distribua a carga do atrelado de forma que a
pressão no dispositivo de reboque não
exceda pressão máxima indicada.
•
Aumente a pressão dos pneus para a pressão recomendada para carga plena. Para
informações sobre a pressão dos pneus, ver
Pneus - pressão de pneus aprovada
(pág. 446).
Cabo de reboque
Se o engate de reboque do automóvel tiver um
conector eléctrico com 13 pinos e o atrelado
tiver um conector de 7 pinos, é necessário um
adaptador. Utilize um cabo adaptador aprovado
pela Volvo. Certifique-se de que o cabo não
arrasta no chão.
Piscas e lâmpadas de stop em reboque
Se alguma das lâmpadas de piscas do reboque
estiver avariada, pisca no instrumento combinado
}}
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução. 333
ARRANQUE E CONDUÇÃO
||
o símbolo de piscas mais rapidamente do que o
normal e o mostrador de informações exibe o
texto Avaria pisca do reboque.
AVISO
Siga as recomendações indicadas para pesos
do atrelado. Caso contrário todo o equipamento pode ficar descontrolado em manobras
de emergência ou travagens.
Se alguma das lâmpadas da luz de travões estiver avariada aparece o texto Avaria luz stop do
reboque.
Regulação de nível*
O amortecedor traseiro mantém uma altura constante independentemente da carga do automóvel
(até à carga máxima permitida). Quando o automóvel se encontra parado, a suspensão traseira
desce um pouco, o que é normal.
Pesos do atrelado
Para informação sobre os pesos do atrelado
admitidos pela Volvo, ver Carga e esfera de pressão (pág. 431).
Informação relacionada
Condução com atrelado* - caixa de
velocidades manual
Ao conduzir com atrelado em terreno acidentado e em clima quente pode existir risco de
sobreaquecimento.
Sobreaquecimento
•
Condução com atrelado* - caixa de velocidades manual (pág. 334)
•
Ao conduzir com atrelado em terreno acidentado
e em clima quente pode existir risco de sobreaquecimento.
Condução com atrelado* - caixa de velocidades automática (pág. 335)
•
•
Dispositivo de reboque/Engate de reboque*
(pág. 335)
•
Substituição de lâmpadas - generalidades
(pág. 385)
Motor Diesel 5cil
•
NOTA
Os pesos máximos do atrelado admitidos são
aqueles que a Volvo permite. As normas nacionais para veículos podem limitar ainda mais
o peso do atrelado e a sua velocidade. Os
engates de reboque podem estar certificados
para cargas superiores aquelas que o automóvel pode suportar.
334
Não conduza o motor com rotações superiores a 4500 rotações/minuto (motores Diesel: 3500 rotações/minuto) - caso contrário
a temperatura pode ficar demasiado elevada.
Perante o risco de sobreaquecimento a rotação ideal do motor é de 2300-3000 rotações/minuto, para permitir a circulação ideal
do líquido de arrefecimento.
Informação relacionada
•
Condução com atrelado* (pág. 333)
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução.
ARRANQUE E CONDUÇÃO
Condução com atrelado* - caixa de
velocidades automática
mática e reboque atrelado. Utilize sempre o
travão de estacionamento.
Dispositivo de reboque/Engate de
reboque*
Use cunhas de bloqueio nas rodas quando
estacionar um automóvel com reboque em
terreno íngreme.
Um dispositivo de reboque permite, por exemplo, rebocar um atrelado no automóvel.
Ao conduzir com atrelado em terreno acidentado e em clima quente pode existir risco de
sobreaquecimento.
•
•
Uma transmissão automática selecciona a
mudança ideal para a carga e a rotação do
motor.
Arranque numa rampa
1.
Pressione o travão convencional.
•
Perante sobreaquecimento acende-se um
símbolo de aviso no instrumento combinado
e uma mensagem de texto é apresentada no
mostrador de informações - siga a recomendação apresentada.
2.
Desloque o selector de mudanças para a
posição de condução D.
3.
Liberte o travão de estacionamento.
4.
Liberte o travão convencional e conduza.
Subidas íngremes
•
Não bloqueie a transmissão automática com
uma mudança superior à "suportada" pelo
motor - nem sempre é vantajoso conduzir
com mudança alta e rotação do motor baixa.
Se o seu automóvel estiver equipado com engate
de reboque amovível/destacável , deve seguir as
instruções de colocação da parte móvel cuidadosamente, ver Engate de reboque amovível* - fixação/remoção (pág. 337).
AVISO
Se o automóvel estiver equipado com o
engate de reboque amovível da Volvo:
Informação relacionada
•
•
Caixa de velocidades automática Geartronic* (pág. 298)
•
•
Estacionamento em rampa
1.
Pressione o travão convencional.
2.
Active o travão de estacionamento.
3.
Desloque o selector de mudanças para a
posição P.
4.
Liberte o travão convencional.
•
O selector de mudanças deve estar na posição de estacionamento P quando se estaciona um automóvel com transmissão auto-
Siga as instruções de montagem cuidadosamente.
A parte amovível deve ser fixada com a
chave antes de se iniciar a condução.
Verifique se o vidro indicador está a mostrar a cor verde.
Importante verificar
•
A parte esférica do engate de reboque deve
ser limpa e lubrificada regularmente.
}}
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução. 335
ARRANQUE E CONDUÇÃO
||
NOTA
Quando se utiliza reboque com amortecedor
de vibrações a esfera de reboque não deve
ser lubrificada.
Engate de reboque amovível* arrumação
Engate de reboque amovível* especificações
Guarde o engate de reboque amovível no compartimento da carga.
Especificações para o engate de reboque amovível.
Especificações
O mesmo se aplica à montagem de suporte
de bicicletas preso à volta da esfera de reboque.
Informação relacionada
Condução com atrelado* (pág. 333)
Compartimentos para arrumação do engate de reboque.
G021485
•
IMPORTANTE
Retire sempre o engate de reboque após a
sua utilização e guarde-o no seu local no
automóvel.
Informação relacionada
336
•
Engate de reboque amovível* - especificações (pág. 336)
•
Engate de reboque amovível* - fixação/
remoção (pág. 337)
•
Condução com atrelado* (pág. 333)
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução.
ARRANQUE E CONDUÇÃO
A
998
B
81
C
854
D
427
E
109
F
282
G
Longarina
H
Centro da esfera
Engate de reboque amovível* - fixação/
remoção (pág. 337)
•
Engate de reboque amovível* - arrumação
(pág. 336)
•
Condução com atrelado* (pág. 333)
Engate de reboque amovível* fixação/remoção
A fixação/remoção do engate de reboque amovível é feita do seguinte modo:
Colocação
G018928
Medidas, pontos de fixação (mm)
•
Retire a capa protectora pressionando o
e, de seguida, puxando a capa para
fecho
trás
.
G021487
Informação relacionada
Verifique se o mecanismo está na posição
destrancada rodando a chave no sentido dos
ponteiros do relógio.
}}
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução. 337
ARRANQUE E CONDUÇÃO
O vidro indicador deve mostrar a cor vermelha.
O vidro indicador deve mostrar a cor verde.
G021494
G021490
G021488
||
Verifique se o engate de reboque se encontra bem preso. Puxe para cima, para baixo e
para trás.
AVISO
Insira o engate de reboque até ouvir um
estalido.
G000000
G021489
Se o engate de reboque não for instalado
correctamente deve ser retirado e instalado
de novo seguindo todos os passos.
Rode a chave no sentido contrário ao dos
ponteiros do relógio até a posição trancada.
Retire a chave da fechadura.
IMPORTANTE
Lubrifique apenas parte esférica da esfera de
reboque, o resto do engate de reboque deve
ser mantido limpo e seco.
NOTA
Quando se utiliza reboque com amortecedor
de vibrações a esfera de reboque não deve
ser lubrificada.
338
G021495
ARRANQUE E CONDUÇÃO
Cabo de segurança.
AVISO
Tenha o cuidado de prender o cabo de segurança do reboque da sua fixação.
Rode o botão de trancagem o mais possível.
Segure-o nesta posição enquanto puxa o
engate de reboque para trás e para cima.
AVISO
Prenda o engate de reboque de forma segura
caso este seja guardado no automóvel, ver
Engate de reboque amovível* - arrumação
(pág. 336).
G018929
Remoção do engate de reboque
Pressione o botão de trancagem
e rode-o no sentido contrário ao dos ponteiros do
relógio
até ouvir um estalido.
Insira a chave e rode-a no sentido dos ponteiros do relógio até à posição desbloqueada.
Encaixe a capa protectora até o trinco se
fixar.
}}
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução. 339
ARRANQUE E CONDUÇÃO
||
Informação relacionada
•
Engate de reboque amovível* - arrumação
(pág. 336)
•
Engate de reboque amovível* - especificações (pág. 336)
•
Condução com atrelado* (pág. 333)
Estabilizador de veículo com
reboque - TSA21
A função estabilizador de veículo com reboque
TSA (Trailer Stability Assist) tem como finalidade
a estabilização do automóvel com um reboque
conectado em situações em que o equipamento
entre em auto-oscilação.
A função TSA está incluída no sistema de estabilidade (pág. 201) ESC22.
Função
O fenómeno de o automóvel com reboque entrar
em auto-oscilação pode dar-se em todas as
combinações de automóveis e reboques. Normalmente é necessária uma velocidade elevada para
que a esta situação aconteça. Mas, caso o reboque esteja sobrecarregado ou a carga esteja mal
distribuída, por exemplo: muito atrás, existe o
risco de auto-oscilação mesmo a velocidades
mais baixas.
Para que a auto-oscilação tenha início é necessário um factor desencadeador, por exemplo.:
21
22
340
Utilização
Quando a auto-oscilação tem início, pode ser difícil ou impossível de contrariar, o que torna o
equipamento difícil de controlar com risco de
parar na faixa contrária ou fora da estrada, por
exemplo.
O Estabilizador de veículo com reboque monitoriza constantemente os movimentos do automóvel, especialmente os laterais. Caso se detecte
situação de auto-oscilação, dá-se um controlo
individual dos travões nas rodas dianteiras, o que
proporciona um efeito estabilizador no equipamento. Na maior parte dos casos, isto basta para
que o condutor retome o controlo do automóvel.
Caso a auto-oscilação não reduza após a primeira acção do sistema TSA, o equipamento é
travado com todas as rodas enquanto a potência
do motor é reduzida. Quando a auto-oscilação
diminui e o equipamento regressa à situação
estável, o sistema termina a regulação e o condutor retoma o controlo total do automóvel. Para
mais informações, ver Comando de estabilidade
electrónico (ESC) - utilização (pág. 202).
•
Automóvel com reboque exposto a um
repentino vento lateral forte.
Outros
•
Automóvel com reboque conduzido em
estrada irregular ou com solavancos.
A ação do TSA pode ocorrer com velocidades
mais elevadas.
•
Bastantes movimentos de volante.
Incluído na instalação de engate de reboque original da Volvo.
(Electronic Stability Control) - Comando de estabilidade electrónico.
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução.
ARRANQUE E CONDUÇÃO
NOTA
A função TSA é desligada se o condutor
seleccionar o modo Sport, ver Comando de
estabilidade electrónico (ESC) - generalidades (pág. 201).
A acção do TSA pode cessar caso o condutor
tente controlar a auto-oscilação com enérgicos
movimentos do volante, uma vez que o sistema
não consegue determinar se a auto-oscilação
tem origem no reboque ou no condutor.
Reboque
•
Antes de iniciar o reboque consulte a velocidade
máxima permitida por lei, para o reboque.
•
1.
Ative os piscas de emergência.
2.
Fixe o cabo de reboque no olhal de reboque.
•
3.
Tranque o bloqueio do volante inserindo o
comando à distância no fecho de ignição e
pressionando longamente o botão START/
STOP ENGINE - a posição de ignição II é
activada, ver Posições de ignição (pág. 85)
para mais informações sobre as posições de
ignição.
Quando o sistema TSA está em funcionamento, o símbolo ESC22 pisca no
instrumento combinado.
Informação relacionada
•
AVISO
Durante o reboque um veículo é puxado por
outro veículo utilizando um cabo de reboque.
4.
A chave da viatura deve permanecer sempre
no canhão de ignição durante o todo o processo de reboque.
5.
Mantenha o cabo de reboque esticado,
quando diminui a velocidade, actuando ligeiramente o pedal do travão, para evitar sacões
desnecessários.
Comando de estabilidade electrónico (ESC) generalidades (pág. 201)
6.
Esteja atento para travar.
AVISO
Os travões e a direcção assistida não funcionam com o motor desligado - é necessário
aplicar uma força no pedal do travão
cerca de 5 vezes superior e a direcção fica
consideravelmente mais pesada do que o
normal.
Transmissão manual
Antes de rebocar:
–
(Electronic Stability Control) - Comando de estabilidade electrónico.
Coloque a alavanca de mudanças em ponto-morto e liberte o travão de estacionamento.
Transmissão automática Geartronic
Antes de rebocar:
–
22
Antes de rebocar verifique se o bloqueio
do volante está destrancado.
O comando à distância deve estar na
posição de ignição II - na posição I todos
os airbags estão desactivados.
Nunca retire o comando à distância do
fecho de ignição quando o automóvel é
rebocado.
Desloque a alavanca de mudanças na posição N e liberte o travão de estacionamento.
}}
341
ARRANQUE E CONDUÇÃO
||
IMPORTANTE
Note que o automóvel deve ser rebocado
sempre de modo a que as rodas rodem para
a frente.
•
Não reboque um automóvel com caixa de
velocidades automática a velocidades
superiores a 80 km/h (50 mph) nem por
trajetos superiores a 80 km.
Olhal de reboque
O olhal de reboque é apertado numa entrada
roscada atrás de uma tampa de cobertura no
lado direito do pára-choques, dianteiro ou traseiro.
Não arranque o motor "ao empurrão". Se a bateria estiver descarregada e o motor não arrancar
utilize uma bateria auxiliar, ver Arranque assistido
com outra bateria (pág. 295).
A variante com uma abertura pode ser
aberta com uma moeda, ou objecto semelhante, inserida na abertura e forçando
para fora. De seguida, rode a tampa para
fora e retire-a.
•
A outra variante possui uma marca ao
longo do lado ou num canto: Pressione a
marca com um dedo e retire o lado/canto
oposto para fora utilizando uma moeda ou
algo semelhante - a tampa roda em torno
do seu eixo centrar e pode assim ser retirada.
Aparafuse a extremidade do olhal de reboque até a flange. Fixe devidamente do olhal
utilizando, por exemplo, a chave de rodas.
IMPORTANTE
O catalisador pode ficar danificado caso se
tente arrancar o automóvel "ao empurrão".
Após a utilização, desenrosque o olhal de
reboque e coloque-o no seu lugar.
Informação relacionada
Termine colocando a tampa de cobertura no
pára-choques.
Piscas de emergência (pág. 104)
Olhal de reboque (pág. 342)
Transporte (pág. 343)
Retire o olhal de reboque que se encontra
sob o alçapão do chão no compartimento da
carga.
342
•
Colocação do olhal de reboque
Arranque Assistido
•
•
•
A tampa de cobertura do ponto de fixação do
olhal do reboque existe em duas variantes,
que são abertas de modo diferente:
O olhal de reboque pode ser utilizado para colocar o automóvel na plataforma de um reboque. A
posição do automóvel e a distância ao solo
determinam se tal é possível. Se a inclinação da
rampa do veículo de transporte for demasiado
íngreme ou se a distância ao solo sob o automóvel não for suficiente, o automóvel pode ficar
danificado se se tentar elevar utilizando o olhal
ARRANQUE E CONDUÇÃO
de reboque. Se necessário eleve o automóvel utilizando o equipamento de elevação do veículo de
transporte.
AVISO
Ninguém/nada pode permanecer atrás do
veículo de reboque quando o automóvel é
transportado para a plataforma.
IMPORTANTE
O olhal de reboque foi concebido apenas
para ser utilizado em estradas - não para retirar o automóvel de valas ou atoleiros. Para
este tipo de reboque, deve pedir ajuda profissional.
Informação relacionada
•
•
Reboque (pág. 341)
Transporte (pág. 343)
Transporte
IMPORTANTE
O transporte significa que o automóvel é removido com a ajuda de um outro veículo.
Note que o automóvel deve ser transportado
sempre de modo a que as rodas rodem para
a frente.
Para este tipo de reboque, deve pedir ajuda profissional.
O olhal de reboque pode ser utilizado para colocar o automóvel na plataforma de um reboque. A
posição do automóvel e a distância ao solo
determinam se tal é possível. Se a inclinação da
rampa do veículo de transporte for demasiado
íngreme ou se a distância ao solo sob o automóvel não for suficiente, o automóvel pode ficar
danificado se se tentar elevar utilizando o olhal
de reboque. Se necessário eleve o automóvel utilizando o equipamento de elevação do veículo de
transporte.
Informação relacionada
•
Reboque (pág. 341)
AVISO
Ninguém/nada pode permanecer atrás do
veículo de reboque quando o automóvel é
transportado para a plataforma.
IMPORTANTE
O olhal de reboque foi concebido apenas
para ser utilizado em estradas - não para retirar o automóvel de valas ou atoleiros. Para
este tipo de reboque, deve pedir ajuda profissional.
343
RODAS E PNEUS
RODAS E PNEUS
Pneus - cuidados
Pneus novos
A pressão dos pneus (pág. 348) correcta resulta
num desgaste uniforme. O estilo de condução, a
pressão dos pneus, o clima e o estado da estrada
influenciam o desgaste e longevidade dos pneus.
Características de condução
Para evitar diferenças na profundidade de sulco
e desgaste, pode-se trocar as rodas dianteiras
pelas traseiras. A primeira troca deve ser feita
após cerca de 5000 km, as seguintes devem ser
feitas com um intervalo de 10000 km.
Os pneus têm uma influência decisiva nas características de condução. O tipo de pneu, as dimensões, a pressão do pneu e a avaliação da velocidade são importantes para a performance do
automóvel.
Idade dos pneus
Todos os pneus com mais de 6 anos devem ser
verificados por profissionais, mesmo que aparentem estar intactos. Os pneus envelhecem e
entram em decomposição mesmo que tenham
sido usados raramente ou mesmo nunca. O seu
funcionamento pode assim ficar afectado. Esta
informação aplica-se a todos os pneus que são
guardados para utilização futura. Rachas e descoloração são exemplos de indicações exteriores
de que os pneus não se encontram adequados
ao uso.
Os pneus são bens perecíveis. Após alguns anos
endurecem ao mesmo tempo que as suas características de fricção diminuem gradualmente.
Tente, por isso, obter sempre os pneus mais
recentes ao substituí-los. Isto é particularmente
importante para pneus de Inverno. Os últimos
algarismos significam a semana e ano de fabrico.
Esta é a marcação DOT (Department of
Transportation) do pneu e consiste em quatro
algarismos, por exemplo: 1510. O pneu da ilustração foi fabricado na semana 15 do ano 2010.
Rodas de Verão e Inverno
Quando mudar de rodas de Verão para rodas de
Inverno ou vice-versa, marque em cada roda a
posição em que foi montada no automóvel, por
exemplo: E para esquerda e D para direita.
346
Desgaste e manutenção
Algumas das funções dos pneus são o suporte
da carga, a obtenção de uma boa aderência ao
piso, o amortecimento de vibrações e a protecção das rodas contra o desgaste.
Volvo recomenda o contacto com uma oficina
autorizada Volvo para verificação, caso tenha
dúvidas quando à profundidade de sulco. Caso
exista uma diferença significativa no desgaste
(> 1 mm de diferença na profundidade de sulco)
entre os pneus, os pneus com menor desgaste
devem ficar atrás. Uma derrapagem nas rodas
dianteiras é normalmente mais fácil de lidar do
que uma derrapagem nas rodas traseiras, permitindo que o automóvel continue em frente em vez
de a traseira "fugir" para os lados, podendo tal
resultar na perda do controlo do automóvel. Por
isso, é importante que as rodas traseiras nunca
percam a tracção antes das rodas dianteiras.
AVISO
Um pneu danificado pode resultar na perda
do controlo do automóvel.
RODAS E PNEUS
Armazenamento
Pneus - sentido de rotação
As rodas com pneus instalados devem ser armazenadas deitadas ou dependuradas - nunca em
posição pousada vertical.
Os pneus com um perfil direccional, ou seja,
que devem rodar apenas numa direcção, têm o
sentido de rotação indicado por uma seta no
pneu.
Informação relacionada
Pneus - dimensões (pág. 350)
Siga as pressões dos pneus recomendadas,
especificadas na tabela da pressão dos pneus
(pág. 446).
Pneus - classes de velocidade (pág. 351)
Pneus - índice de carga (pág. 351)
Informação relacionada
Pneus - sentido de rotação (pág. 347)
Pneu - indicador de desgaste (pág. 348)
G021778
•
•
•
•
•
NOTA
Assegure-se que utiliza o mesmo tipo, dimensão e até fabricante em ambos os pares de
rodas.
•
•
•
•
•
Pneus - dimensões (pág. 350)
Pneus - classes de velocidade (pág. 351)
Pneus - índice de carga (pág. 351)
Pneus - cuidados (pág. 346)
Pneu - indicador de desgaste (pág. 348)
A seta indica o sentido de rotação da roda.
Os pneus devem ter sempre o mesmo sentido de
rotação durante toda a sua utilização. Os pneus
só devem ser trocados entre a dianteira e a traseira, mas nunca entre o lado esquerdo e o
direito. Se montar os pneus de forma incorrecta,
as características de travagem do automóvel e a
capacidade de afastar a água da chuva, neve ou
lama podem ser seriamente afectadas. Os pneus
com maior profundidade de sulco devem ser
sempre montados na traseira (para diminuir o
risco de derrapagem).
347
RODAS E PNEUS
•
•
Pneu - indicador de desgaste
Um indicador de desgaste indica o estado da
profundidade de sulco do pneu.
Pneus - sentido de rotação (pág. 347)
Pneus - pressão do ar
Pneus - cuidados (pág. 346)
Os pneus podem possuir diferentes pressões
do ar, que são medidas em bar.
Verificar a pressão do ar dos pneus
G021829
A pressão dos pneus deve ser verificada uma vez
por mês.
Indicador de desgaste.
O indicador de desgaste é uma pequena protuberância que atravessa os sulcos do pneu. No
lado do pneu aparecem as letras TWI (Tread
Wear Indicator). Quando a profundidade de sulco
estiver reduzida a 1,6 mm, o rasto do pneu fica
nivelado com os indicadores de desgaste. Nesta
situação substitua logo que possível por pneus
novos. Lembre-se que os pneus com pouca profundidade de sulco têm uma aderência muito
reduzida com chuva e neve.
Informação relacionada
•
•
•
348
Pneus - dimensões (pág. 350)
Pneus - classes de velocidade (pág. 351)
Pneus - índice de carga (pág. 351)
RODAS E PNEUS
•
Pressão dos pneus para as dimensões de
pneu recomendadas para o automóvel.
•
Pressão ECO1.
Etiqueta de indicação da pressão dos
pneus
recomenda-se as pressões de conforto mais baixas.
(Ver tabela da pressão dos pneus no Manual de
Instruções impresso.)
A pressão dos pneus deve ser verificada com os
pneus frios. A designação de pneu frio significa
que este se encontra à temperatura ambiente.
Após alguns quilómetros de condução, os pneus
aquecem e a pressão aumenta.
NOTA
A pressão dos pneus diminui com o tempo, é
um fenómeno natural. A pressão dos pneus
também depende da temperatura exterior.
G021830
A pressão demasiado baixa dos pneus aumenta
o consumo de combustível e afecta negativamente a longevidade dos pneus e as características de condução do automóvel. A condução com
pressão dos pneus baixa pode levar ao sobreaquecimento dos pneus, resultando em danos nos
mesmo. A pressão dos pneus tem influência
sobre o conforto dos passageiros, o ruído da
estrada e as características de condução.
Informação relacionada
•
•
•
•
•
Pneus - dimensões (pág. 350)
Pneus - classes de velocidade (pág. 351)
Pneus - índice de carga (pág. 351)
Pneus - cuidados (pág. 346)
Pneu - indicador de desgaste (pág. 348)
O autocolante da pressão dos pneus no pilar da
porta do lado do condutor (entre a porta dianteira
e traseira) indica as pressões correctas dos
pneus para diferentes condições de carga e velocidades. Estas pressões também se encontram
indicadas na tabela da pressão dos pneus, ver
Pneus - pressão de pneus aprovada (pág. 446).
Economia de combustível, pressão
ECO
Com carga ligeira (máximo 3 pessoas) e velocidade até 160 km/h (100 mph), pode-se selecionar a pressão ECO para a melhor economia de
combustível possível. Caso se pretenda o melhor
conforto possível de ruído e dos passageiros
1
A pressão ECO proporciona uma melhor economia de combustível.
349
RODAS E PNEUS
Dimensões de rodas e jantes
Pneus - dimensões
•
As dimensões de rodas e jantes são designadas
de acordo com o exemplo da tabela em baixo.
Os pneus do veículo possuem determinadas
dimensões, ver exemplo na tabela abaixo.
Pneus - pressão de pneus aprovada
(pág. 446)
•
Dimensões de rodas e jantes (pág. 350)
O automóvel é aprovado como um todo. Isto significa que certas combinações de roda (jante) e
pneu são homologadas.
As dimensões são indicadas em todas as designações de pneus de automóveis. Exemplo de
designação: 215/55R16 97W.
As rodas (jantes) possuem uma designação das
dimensões, por exemplo: 7Jx16x50.
215
Largura dos pneus (mm)
55
Relação entre a altura da parede do
pneu e a largura do pneu (%)
7
Largura das jantes em polegadas
J
Perfil da margem das jantes
R
Pneu radial
16
Diâmetro da jante em polegadas
16
Diâmetro da jante em polegadas (")
50
Off-set em mm (distância do centro da
roda à superfície de contacto da roda no
cubo)
97
Algarismos de código para a carga
máxima permitida do pneu, índice de
carga (IC)
W
Código de velocidade máxima permitida,
classe de velocidade (SS). (Neste caso
270 km/h (168 mph).)
Informação relacionada
•
•
Pneus - dimensões (pág. 350)
Pneus - pressão de pneus aprovada
(pág. 446)
O automóvel é homologado como um todo com
determinadas combinações de jantes e pneus.
Informação relacionada
•
•
•
•
350
Pneus - classes de velocidade (pág. 351)
Pneus - índice de carga (pág. 351)
Pneus - sentido de rotação (pág. 347)
Pneus - cuidados (pág. 346)
RODAS E PNEUS
Pneus - índice de carga
Pneus - classes de velocidade
O índice de carga indica a capacidade do pneu
suportar determinada carga.
Cada pneu possui uma determinada velocidade
máxima, pertencendo a uma classe de velocidade (SS - Speed Symbol).
Cada pneu possui uma certa capacidade para
suportar carga, um índice de carga (IC). O peso
do automóvel determina a capacidade de carga
exigida para os pneus. O índice mais baixo permitido está indicado na tabela de índice de carga,
ver capítulo "Especificações" no manual de Instruções impresso.
Informação relacionada
•
•
•
•
Pneus - dimensões (pág. 350)
Pneus - pressão de pneus aprovada
(pág. 446)
Pneus - classes de velocidade (pág. 351)
Pneus - cuidados (pág. 346)
A classe de velocidade dos pneus deve corresponder, no mínimo, à velocidade máxima do automóvel. Na tabela abaixo é indicada a velocidade
máxima permitida aplicável a cada classe de velocidade (SS). A única excepção a estas regras são
os pneus de Inverno (pág. 352)2, em que se
pode utilizar uma classe de velocidade mais
baixa. Se for selecionado um destes pneus o
automóvel não pode circular a uma velocidade
superior à especificada para o pneu (Por ex.: a
classe Q pode circular no máximo a 160 km/h
(100 mph).) O piso determina a velocidade
máxima de um automóvel, não a classe de velocidade do pneu.
V
240 km/h (149 mph)
W
270 km/h (168 mph)
Y
300 km/h (186 mph)
AVISO
O automóvel deve ser equipado com pneus
que possuam índice de carga (pág. 351) (LI)
e classe de velocidade (CV) igual ou superior
à especificada. Um pneu com índice de carga
ou classe de velocidade de valor mais baixo
pode sobreaquecer.
Informação relacionada
•
•
•
Pneus - dimensões (pág. 350)
Pneus - índice de carga (pág. 351)
Pneus - sentido de rotação (pág. 347)
NOTA
A tabela indica a velocidade máxima permitida.
2
Q
160 km/h (100 mph) (utiliza-se apenas
com pneus de Inverno)
T
190 km/h (118 mph)
H
210 km/h (130 mph)
Tanto para pneus cardados como não cardados.
351
RODAS E PNEUS
Porcas das jantes
Pneus de Inverno
As porcas das jantes são utilizadas para fixar as
rodas nos cubos e existem em diferentes versões.
Os pneus de Inverno são pneus adaptados ao
piso de Inverno.
IMPORTANTE
Os parafusos das rodas devem ser apertados
a 140 Nm. Um aperto demasiado forte ou
solto pode danificar as roscas.
Utilize apenas jantes testadas e aprovadas pela
Volvo e incluídas nos artigos genuínos da Volvo.
Verifique os binários com uma chave dinamométrica.
Não utilize lubrificante nas roscas dos parafusos
das rodas.
Parafusos de segurança da roda*
Os parafusos de segurança* da roda podem ser
usados tanto em jantes de alumínio como em
jantes de aço. Sob o alçapão existe lugar para a
manga dos parafusos de segurança da roda.
Informação relacionada
•
Dimensões de rodas e jantes (pág. 350)
Pneus de Inverno
A Volvo recomenda pneus de Inverno com
dimensões certas. As dimensões dos pneus
dependem da variante do motor. Ao conduzir
com pneus de Inverno, devem estar montados os
pneus do tipo correcto em todas as quatro rodas.
NOTA
Verão. Por isso, a Volvo recomenda a não utilização de pneus de Inverno com uma profundidade
de sulco inferior a 4 mm.
Utilização das correntes para neve
As correntes para a neve apenas podem ser utilizadas nas rodas dianteiras (válido também para
automóveis com tracção integral). Nunca conduza a mais de 50 km/h (31 mph) com correntes
para a neve. Evite conduzir em estradas sem
neve, uma vez que isso desgasta tanto as correntes para a neve como os pneus.
A Volvo aconselha a consulta de um concessionário Volvo para saber qual a jante e o tipo
de pneu mais adequado para o seu automóvel.
AVISO
Utilize corrente para a neve originais da Volvo
ou equivalentes, sempre adequadas ao
modelo do automóvel e dimensões dos pneus
e jantes. Perante dúvidas, a Volvo recomenda
que se aconselhe numa oficina autorizada
Volvo. Corrente para a neve incorrectas
podem causar graves danos no seu automóvel e provocar acidentes.
Pneus cardados
Os pneus de Inverno de pregos devem ser rodados 500-1000 km, suave e lentamente para que
os pitões assentem correctamente no pneu.
Assim, os pneus, e especialmente os pitões,
terão maior longevidade.
NOTA
Informação relacionada
•
Substituição de rodas - remoção das rodas
(pág. 353)
As determinações legais para a utilização de
pneus cardados varia de país para país.
Profundidade de sulco
Estradas com gelo, neve e temperaturas baixas
requerem mais dos pneus do que a condução no
352
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução.
RODAS E PNEUS
Substituição de rodas - remoção
das rodas
As rodas do veículo podem ser substituídas por
rodas de inverno, por exemplo.
Roda sobresselente*
O acessório roda sobresselente pode ser fornecido em duas versões: em saco ou colocada sob
o chão da carga.
As instruções seguintes aplicam-se apenas
caso tenha sido comprada uma roda sobresselente como acessório do automóvel. Se o
automóvel não estiver equipado com roda
sobresselente - ver informação sobre kit de reparação de emergência de pneus furados (TMK)
(pág. 362).
A roda sobresselente (Temporary spare) destina-se apenas à utilização temporária e deve ser
substituída o mais rápido possível por uma roda
normal. O automóvel pode adquirir características
de condução diferentes ao ser conduzido com
uma roda sobresselente. A roda sobresselente é
mais pequena que a roda normal. Afecta assim a
distância do automóvel ao solo. Tenha atenção a
passeios altos e não lave o automóvel em lavagens automáticas. Se a roda sobresselente se
encontrar no eixo dianteiro não se pode utilizar
correntes para a neve. Em veículos com tracção
integral pode-se desconectar a tracção no eixo
traseiro. A roda sobresselente não pode ser reparada.
A pressão correcta da roda sobresselente está
indicada na tabela da pressão dos pneus
(pág. 446).
IMPORTANTE
•
Quando utilizar no automóvel uma roda
sobresselente nunca conduza com velocidade superior a 80 km/h (50 mph).
•
O automóvel nunca deve ser utilizado
com mais do que uma roda sobresselente do tipo "Temporary Spare" em
simultâneo.
A roda sobresselente encontra-se na aparadeira
da roda sobresselente com o lado de fora virado
para baixo. A roda sobresselente e o bloco de
espuma estão presos pelo mesmo parafuso passante. O bloco de espuma contém todas as ferramentas.
A roda sobresselente fornecida num saco deve
ser colocada no chão da carga e fixa com cintas
de retenção no compartimento da carga.
Automóvel com quatro olhais de fixação.
Vire o puxador do saco da roda sobresselente
para si. Prenda os ganchos das cintas tensoras
nos olhais de fixação de carga dianteiros. Prenda
a cinta comprida num dos olhais de fixação de
carga dianteiros, passe a cinta na diagonal sobre
a roda sobresselente e pelo puxador superior.
Prenda a cinta de fixação curta na cinta comprida. Fixe no olhal de fixação de carga traseiro e
aperte.
Retirar a roda sobresselente no saco
1.
Solte a cinta de retenção, retire a roda
sobresselente do compartimento da carga e
do saco da roda sobresselente.
2.
Levante o chão da carga.
3.
Retire a ferramenta e o macaco do bloco de
espuma.
}}
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução. 353
RODAS E PNEUS
||
Remoção
Coloque o triângulo de sinalização de perigo
(pág. 358) se tiver de substituir uma roda em
área onde haja trânsito. O automóvel e o
macaco* devem ficar apoiados sobre uma base
segura e horizontal.
1.
Puxe o travão de estacionamento (pág. 319)
e engate a marcha-atrás ou, se o automóvel
tiver transmissão automática, coloque-o na
posição P.
AVISO
Certifique-se que o macaco não se encontra
danificado e que as roscas estão devidamente lubrificadas e livres de sujidade.
NOTA
A Volvo recomenda a utilização exclusiva do
macaco* pertencente ao respectivo modelo
automóvel, indicado no autocolante do
macaco.
No autocolante também é indicada a capacidade de elevação máxima perante uma dada
altura de elevação.
2.
354
Retire o macaco*, a chave das rodas*, a ferramenta de desmontagem do tampão da roda*
e das tampas de plástico dos parafusos da
roda que se encontra no bloco de espuma.
Se utilizar outro macaco, ver Elevação do
automóvel (pág. 373).
Ferramenta para remoção das tampas de plástico nos
parafusos da roda.
3.
Coloque calços à frente e atrás das rodas
que vão ficar assentes no chão. Utilize, por
exemplo, calços de madeira pesados e
pedras grandes.
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução.
RODAS E PNEUS
4.
Os automóveis com jantes de aço têm tampões de rodas que podem ser removidos. Utilize a ferramenta de desmontagem para retirar eventuais tampões da roda com cobertura
completa. Em alternativa, os tampões da roda
podem ser retirados à mão.
5.
Aparafuse o olhal de reboque com a chave
de rodas* até o fim.
AVISO
Nunca coloque qualquer objecto entre o solo
e o macaco, nem entre o macaco e o ponto
de fixação do macaco no automóvel.
8.
De cada lado do automóvel existem dois
pontos de engate do macaco. Enrosque o
macaco* até a flange da carroçaria entrar em
contacto com entalhe da cabeça do macaco.
IMPORTANTE
O olhal de reboque deve ser completamente
roscado com a chave de rodas.
6.
Remova as tampas de plástico dos parafusos
da roda utilizando a ferramenta adequada.
7.
Solte os parafusos da roda ½-1 volta no
sentido contrário ao dos ponteiros do relógio
utilizando a chave de rodas*.
IMPORTANTE
O piso deve ser fixo, liso e sem inclinação.
9.
Levante o automóvel o necessário para que
a roda deixe de estar em contacto com o
chão. Retire os parafusos da roda e remova a
roda.
}}
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução. 355
RODAS E PNEUS
||
AVISO
Nunca se coloque debaixo do automóvel
quando este estiver elevado pelo macaco.
Nunca deixe passageiro no interior do automóvel quando este for elevado pelo macaco.
Se a substituição da roda for efectuada num
local com trânsito, os passageiros devem
colocar-se num local seguro.
NOTA
O macaco normal do automóvel destina-se
apenas a utilizações em ocasiões isoladas e
durante um período de tempo curto, como na
substituição de uma roda com furo, substituição de roda de Verão/roda de Inverno, etc.
Para elevar o automóvel apenas se pode utilizar o macaco que pertence ao modelo específico. Se for necessário elevar o automóvel
com frequência ou durante períodos mais
longos do que os correspondentes a uma
mudança de roda, recomenda-se a utilização
de um macaco de oficina. Neste caso siga as
instruções de utilização que acompanham o
equipamento.
•
•
Triângulo de sinalização de perigo
(pág. 358)
Porcas das jantes (pág. 352)
Substituição de rodas - montagem
É importante que a roda seja montada de forma
correcta.
Instalação
AVISO
Nunca se coloque debaixo do automóvel
quando este estiver elevado pelo macaco.
Nunca deixe passageiro no interior do automóvel quando este for elevado pelo macaco.
Se a substituição da roda for efectuada num
local com trânsito, os passageiros devem
colocar-se num local seguro.
1.
Limpe as superfícies de contacto entre a
roda e o cubo da roda.
2.
Coloque a roda. Aparafuse os parafusos da
roda devidamente.
Não utilize lubrificante nas roscas dos parafusos das rodas.
Informação relacionada
356
•
Substituição de rodas - montagem
(pág. 356)
•
Macaco* (pág. 359)
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução.
RODAS E PNEUS
3.
Baixe o automóvel até não ser possível rodar
as rodas.
NOTA
•
Após encher um pneu, volte a colocar
sempre o tampão da válvula para evitar
danos na válvula provocados por gravilha,
sujidade, etc.
•
Utilize apenas tampões da válvula de
plástico. Os tampões da válvula metálicos
podem oxidar, o que dificulta a sua remoção.
•
Porcas das jantes (pág. 352)
NOTA
4.
Aperte os parafusos da roda em cruz. É
importante que os parafusos da roda sejam
correctamente apertados. Aperte a 140 Nm.
Verifique os binários com uma chave dinamométrica.
5.
Volte a colocar as tampas de plástico nas
porcas das jantes.
6.
Volte a colocar o eventual tampão da roda.
A saída para a válvula no tampão da roda
deve estar sobre a válvula na jante ao proceder à montagem.
Perante a substituição para uma outra
dimensão do pneu
Contacte uma oficina autorizada Volvo para
actualização do software sempre que mudar a
dimensão do pneu. Pode ser necessário proceder a uma transferência de software ao mudar
para dimensões superiores e inferiores, e ao
mudar entre rodas de Verão e de Inverno.
Informação relacionada
•
Substituição de rodas - remoção das rodas
(pág. 353)
•
•
Macaco* (pág. 359)
Triângulo de sinalização de perigo
(pág. 358)
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução. 357
RODAS E PNEUS
Triângulo de sinalização de perigo
Importante
O triângulo de sinalização de perigo é utilizado
para alertar outros utilizadores da via para um
veículo parado.
No automóvel pode encontrar o olhal de reboque, o macaco* a chave de rodas*, entre outros
elementos.
Arrumação e montagem
Levante o alçapão e retire o triângulo de
sinalização de perigo.
Retire o triângulo de sinalização de perigo da
mala, desdobre-o e monte os dois lados soltos.
Abra as pernas de apoio do triângulo de
sinalização de perigo.
Siga os regulamentos aplicáveis para a utilização
de um triângulo de sinalização de perigo. Ao
colocar o triângulo de sinalização de perigo lembre-se sempre do trânsito local.
Após a utilização, certifique-se de que o triângulo
de sinalização de perigo e a mala se encontram
devidamente acondicionados no compartimento
da bagagem.
Sob o piso do compartimento da bagagem
encontra-se o olhal de reboque, o macaco* e a
chave de rodas* do automóvel. Aqui se encontram também a manga dos parafusos de segurança das rodas e a ferramenta para as cabeças
de plástico dos parafusos das rodas.
Informação relacionada
•
•
•
358
Reparação de emergência de pneus furados
(pág. 362)
Olhal de reboque (pág. 342)
Substituição de rodas - remoção das rodas
(pág. 353)
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução.
RODAS E PNEUS
•
•
Porcas das jantes (pág. 352)
Macaco*
Macaco* (pág. 359)
Ao substituir uma roda utilize o macaco para elevar o automóvel.
Ferramentas - voltar a guardar
O macaco original deve ser utilizado apenas para
substituir a roda sobresselente. A rosca do
macaco deve estar sempre bem lubrificada.
NOTA
O macaco normal do automóvel destina-se
apenas a utilizações em ocasiões isoladas e
durante um período de tempo curto, como na
substituição de uma roda com furo, substituição de roda de Verão/roda de Inverno, etc.
Para elevar o automóvel apenas se pode utilizar o macaco que pertence ao modelo específico. Se for necessário elevar o automóvel
com frequência ou durante períodos mais
longos do que os correspondentes a uma
mudança de roda, recomenda-se a utilização
de um macaco de oficina. Neste caso siga as
instruções de utilização que acompanham o
equipamento.
Após a utilização da ferramenta e do macaco*
estes devem ser acondicionados de forma correcta. O macaco deve ser enroscado para a posição correcta para ser guardado.
IMPORTANTE
Quando não utilizados, as ferramentas e o
macaco* devem ser guardados no seu lugar
no compartimento da carga/bagagem.
Informação relacionada
•
•
Triângulo de sinalização de perigo (pág. 358)
Reparação de emergência de pneus furados
(pág. 362)
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução. 359
RODAS E PNEUS
Caixa de primeiros-socorros*
A caixa de primeiros-socorros contém equipamento de primeiros-socorros.
Monitorização da pressão dos
pneus*3
A monitorização da pressão dos pneus avisa
para a pressão baixa num ou mais pneus do
automóvel utilizando um símbolo de indicação
no instrumento combinado.
Em alguns mercados a monitorização da pressão
dos pneus é padrão, de acordo com as exigências legais. O sistema não substitui a manutenção normal dos pneus.
Símbolo de indicação da monitorização da pressão dos
pneus.
Sob o chão do compartimento da carga existe
uma mala de primeiros socorros.
Informação relacionada
•
Monitorização dos pneus (TM)* (pág. 360)
Monitorização dos pneus (TM)*5
O sistema TM (Tyre Monitor) deteta a velocidade de rotação dos pneus para determinar se
possuem a pressão dos pneus correta.
Descrição do sistema
Se a pressão dos pneus for demasiado baixa, o
diâmetro e a respetiva velocidade de rotação do
pneu são alterados. Comparando os pneus entre
si, o sistema pode determinar se um ou mais
pneus possuem pressão demasiado baixa.
O sistema não substitui a manutenção normal
dos pneus.
Mensagens
Se a pressão dos pneus for demasiado baixa
acende-se o símbolo de indicação ( ) no instrumento combinado e é exibida uma das seguintes
mensagens:
• Pressão de pneu baixa Verifique, ajuste
e calibre
• Sistema pressão pneus Revisão necess.
• Sistema pressão pneus Atualmente não
disponível
3
5
360
Padrão em alguns mercados.
Padrão em alguns mercados.
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução.
RODAS E PNEUS
IMPORTANTE
Se surgir uma avaria no sistema TM o símbolo de verificação
no instrumento combinado pisca durante cerca de 1 minuto, acendendo depois com luz fixa. Aparece também
uma mensagem no instrumento combinado.
Remover mensagens
1. Verifique a pressão em todos os pneus utilizando um medidor de pressão de pneus.
2.
3.
Encha o(s) pneu(s) para a pressão correcta
de acordo com o autocolante da pressão dos
pneus que se encontra no pilar da porta
(entre a porta dianteira e a traseira).
Recalibre o sistema TM em MY CAR.
NOTA
Para evitar pressões dos pneus incorrectas a
pressão deve ser verificada com os pneus
frios. Por pneus frios entendem-se pneus à
temperatura ambiente (cerca de 3 horas após
o automóvel ter sido conduzido). Após alguns
quilómetros de condução os pneus aquecem
e a pressão aumenta.
AVISO
•
•
A pressão incorrecta dos pneus pode
resultar em falha dos pneus, o que pode
ter como consequência a perda de controlo do automóvel por parte do condutor.
O sistema não pode antecipar a presença
de danos súbitos nos pneus.
Calibragem TM
Para que o sistema TM funcione corretamente é
necessário determinar um valor de referência
para a pressão dos pneus. A recalibragem do sistema em MY CAR tem de ser ajustada sempre
que os pneus são mudados ou a pressão dos
pneus é alterada.
Por exemplo: quando é necessário ajustar a
pressão dos pneus para condução com carga
pesada ou com elevada velocidade (superior a
160 km/h (100 mph)). Depois o sistema tem
que voltar a ser recalibrado.
Recalibragem
As configurações são efectuadas com o
comando da consola central, ver MY CAR
(pág. 121).
1.
Desligue o motor.
2.
Encha todos os pneus para a pressão desejada de acordo com o autocolante da pressão dos pneus que se encontra no pilar da
porta (entre a porta dianteira e a traseira).
Ou consulte tabela da pressão dos pneus.
3.
Arranque o motor e deixe o automóvel permanecer imobilizado.
4.
Abra o sistema de menu MY CAR e selecione o menu Monitor do pneu.
5.
Selecione Calibrar pressão pneus e pressione OK.
6.
Pressione OK para iniciar a calibragem após
todos os pneus terem sido verificados e
ajustados.
7.
Conduza o automóvel.
> A recalibragem é efetuada automaticamente durante a condução do automóvel
e pode ser interrompida em qualquer
altura. Se o motor for desligado durante a
calibragem, esta é retomada quando o
automóvel voltar a ser conduzido. O sistema não emite qualquer confirmação
quando a calibragem está concluída.
O novo valor de referência é válido até as etapas
1-7 voltarem a ser realizadas.
}}
361
RODAS E PNEUS
||
NOTA
Lembre-se que o sistema TM tem de ser calibrado em cada mudança de pneus ou quando
a pressão dos pneus é ajustada. Se não
forem memorizados novos valores de referência o sistema pode não funcionar correctamente.
NOTA
•
•
Utilize apenas tampões da válvula de
plástico. Os tampões da válvula metálicos
podem oxidar, o que dificulta a sua remoção.
O sistema e o estado presente dos pneus pode
ser verificado no ecrã da consola central.
1.
Abra o sistema de menu MY CAR.
2.
Selecione o menu Monitor do pneu.
> O estado da pressão dos pneus é apresentado com códigos coloridos.
O estado possui um código de cores para cada
pneu de acordo com o seguinte:
Completamente verde: o sistema funciona
normalmente e a pressão em todos os pneus
encontra-se ligeiramente acima do nível
recomendado.
•
Roda amarela: o respectivo pneu possui
pressão baixa.
•
Todas as rodas amarelas: dois ou mais
pneus possuem pressão baixa.
•
Todas as rodas cinzentas e mensagem
Sistema pressão pneus Atualmente não
disponível: sistema de pressão dos pneus
temporariamente desativado. Pode ser
necessário conduzir o veículo durante alguns
instantes acima de 30 km/h (20 mph) para
que o sistema fique novamente ativo.
Após encher um pneu, volte a colocar
sempre o tampão da válvula para evitar
danos na válvula provocados por gravilha,
sujidade, etc.
Sistema e estado dos pneus
362
•
•
Todas as rodas cinzentas e a mensagem
Sistema pressão pneus Revisão
necess.: surgiu uma avaria no sistema. Contacte um revendedor ou oficina Volvo.
Informação relacionada
•
Pneus - pressão do ar (pág. 348)
Reparação de emergência de pneus
furados
O kit de reparação de provisória de pneus
(Temporary Mobility Kit - TMK) pode ser utilizado
para vedar um furo e para verificar e ajustar a
pressão dos pneus (pág. 446).
O kit de reparação de emergência de pneus furados (pág. 363) é constituído por um compressor
e uma garrafa com líquido vedante. O vedante
funciona como reparação provisória. O vedante
tapa eficazmente os furos no rasto dos pneus.
O kit de reparação de emergência de pneus furados tem capacidades limitadas para vedar pneus
que apresentem furos nas paredes. Não vede
pneus com o kit de reparação de emergência se
os pneus apresentarem ranhuras, fissuras, ou
danos semelhantes.
NOTA
O kit de reparação de emergência de pneus
furados destina-se apenas para a reparação
de pneus com furos na no rasto dos pneus.
NOTA
O compressor para reparação provisória de
pneus foi testado e aprovado pela Volvo.
RODAS E PNEUS
Informação relacionada
•
Kit de reparação de emergência de pneus
furados - localização (pág. 363)
•
Kit de reparação de emergência de pneus
furados - panorâmica geral (pág. 363)
•
Reparação de emergência de pneus furados
- utilização (pág. 364)
•
Importante (pág. 358)
Kit de reparação de emergência de
pneus furados - localização
Kit de reparação de emergência de
pneus furados - panorâmica geral
O kit de reparação de provisória de pneus
(Temporary Mobility Kit - TMK) pode ser utilizado
para vedar um furo e para verificar e ajustar a
pressão dos pneus.
Visão geral do kit de reparação de provisória de
pneus, Temporary Mobility Kit (TMK), componentes.
Localização do kit de reparação de
emergência de pneus furados
O kit de reparação de emergência de pneus furados encontra-se sob o chão do compartimento
da carga.
Informação relacionada
•
Kit de reparação de emergência de pneus
furados - panorâmica geral (pág. 363)
•
Reparação de emergência de pneus furados
(pág. 362)
As peças estão guardadas sob o chão do compartimento da carga/bagagem.
Etiqueta, velocidade máxima permitida
Interruptor
Cabo elétrico
Suporte da garrafa (tampa cor de laranja)
Tampa de protecção
Válvula redutora de pressão
Mangueira
}}
363
RODAS E PNEUS
||
Garrafa com vedante
Manómetro de pressão
Garrafa com vedante
Substitua a garrafa com vedante após a utilização e antes de atingido o prazo de validade. Trate
a garrafa removida como lixo nocivo.
Informação relacionada
•
Kit de reparação de emergência de pneus
furados - localização (pág. 363)
•
Reparação de emergência de pneus furados
(pág. 362)
Reparação de emergência de pneus
furados - utilização
Vede um furo com o kit de reparação de provisória de pneus, Temporary Mobility Kit (TMK).
Reparação de emergência de pneus
furados
AVISO
A garrafa contém 1,2-Etanol e borracha natural-látex.
Perigoso se ingerido. Pode provocar alergias
em contacto com a pele.
Evite o contacto com a pele e os olhos.
Guardar fora do alcance das crianças.
AVISO
•
•
364
Em caso de contacto do líquido vedante
com a pele lave imediatamente com
sabão e água abundante.
Se o líquido vedante entrar em contacto
com os olhos estes devem ser enxaguados imediatamente com água em abundância. Em caso de queixas persistentes
os olhos devem ser examinados por um
médico.
Para informação sobre o funcionamento dos elementos,
ver Kit de reparação de emergência de pneus furados panorâmica geral (pág. 363).
RODAS E PNEUS
1.
Coloque o triângulo de sinalização de perigo
e active os piscas de emergência caso um
pneu seja vedado num local com trânsito.
5.
Se o furo tiver sido originado por um prego
ou semelhante, deixo-o ficar no pneu. Este
ajuda a vedar o furo.
2.
3.
4.
Remova o autocolante respeitante à velocidade máxima permitida (que se encontra no
lado do compressor) e cole-o no volante.
Após a utilização da reparação provisória de
pneus a velocidade não pode ultrapassar os
80 km/h (50 mph).
Certifique-se que o interruptor encontra-se
na posição 0, e pegue no cabo elétrico e na
mangueira.
Desaparafuse a tampa cor de laranja no
compressor e desaparafuse a tampa da garrafa.
AVISO
•
•
NOTA
Não quebre o selo da garrafa antes da utilização. Quando a garrafa é atarraxada o selo
quebra automaticamente.
Aparafuse a garrafa no suporte da garrafa
até ao fundo.
> A garrafa e o suporte da garrafa está
equipados com um bloqueio para evitar
fuga do agente vedante. Quando a garrafa
está completamente aparafusada não
pode voltar a ser desaparafusada. A
remoção da garrafa tem de ser efetuada
numa oficina, a Volvo recomenda uma oficina autorizada Volvo.
Em caso de contacto do líquido vedante
com a pele lave imediatamente com sabão
e água abundante.
Se o líquido vedante entrar em contacto
com os olhos estes devem ser enxaguados
imediatamente com água em abundância.
Em caso de queixas persistentes os olhos
devem ser examinados por um médico.
AVISO
Não desaparafuse a garrafa, esta está equipada com um bloqueador para evitar fugas.
6.
Desaparafuse o tampão da válvula do pneu.
Verifique se a válvula redutora de pressão
ma mangueira está totalmente aparafusada
e aparafuse a ligação de válvula na mangueira de ar até ao fundo do roscado da válvula do pneu.
7.
Ligue o cabo elétrico à tomada 12 V mais
próxima e arranque o automóvel.
NOTA
Quando o compressor está em funcionamento assegure-se de que não é utilizada
qualquer outra tomada 12 V.
AVISO
Não deixe crianças sem supervisão no interior
do automóvel com o motor em funcionamento.
8.
Ligue o compressor rodando o interruptor
para a posição I.
AVISO
Nunca permaneça junto ao pneu enquanto o
compressor bombeia. Caso surjam fissuras ou
irregularidades, deve-se encerrar imediatamente o compressor. Em tais circunstâncias
deverá interromper a sua viagem. Recomenda-se o contacto com uma oficina autorizada de pneus.
NOTA
Quando o compressor arranca a pressão
pode subir até os 6 bar, mas a pressão desce
passados cerca de 30 segundos.
}}
365
RODAS E PNEUS
||
9.
Encha o pneu durante 7 minutos.
IMPORTANTE
Risco de sobreaquecimento. O compressor
não deve trabalhar mais de 10 minutos.
14. Conduza imediatamente durante pelo menos
3 km a uma velocidade máxima de 80 km/h
(50 mph) para que o líquido vedante possa
vedar o pneu.
NOTA
Nas primeiras rotações do pneu é projectado
líquido vedante pelo furo.
10. Desligue o compressor para verificar a pressão no manómetro de pressão. A pressão
mínima é de 1,8 bar e a máxima de 3,5 bar.
(Liberte ar com a válvula redutora de pressão
caso a pressão do pneu seja demasiado elevada.)
AVISO
Assegure-se de que não se encontra ninguém nas proximidades do automóvel
exposto ao líquido vedante quando o automóvel é conduzido. A distância deve ser no
mínimo dois metros.
AVISO
Se a pressão descer abaixo dos 1,8 bar, tal
indica que o furo do pneu é demasiado
grande. Em tais circunstâncias deverá interromper a sua viagem. Recomenda-se o contacto com uma oficina autorizada de pneus.
15. Verificação posterior:
Volte a conectar a mangueira de ar na válvula do pneu e verifique a pressão do pneu
com o manómetro de pressão, ver Reparação de emergência de pneus furados - verificação posterior (pág. 366).
11. Desligue o compressor e solte o cabo elétrico.
366
12. Desaparafuse a mangueira de ar na válvula
do pneu e volte a colocar o tampão da válvula no pneu.
Informação relacionada
•
13. Coloque a tampa de proteção na mangueira
de ar para evitar derrames de líquido vedante
presente.
Reparação de emergência de pneus furados
(pág. 362)
•
Reparação de emergência de pneus furados
- verificação posterior (pág. 366)
•
Kit de reparação de emergência de pneus
furados - panorâmica geral (pág. 363)
Reparação de emergência de pneus
furados - verificação posterior
Quando um pneu é vedado com o kit de reparação de provisória de pneus, Temporary Mobility
Kit (TMK), deve ser feito um controlo posterior
decorridos cerca de 3 quilómetros.
Verificar a pressão dos pneus
Pegue o equipamento de reparação dos pneus.
O compressor deve estar desligado.
1.
Desaparafuse o tampão da válvula do pneu.
Pegue a mangueira de ar e aparafuse-a na
ligação de válvula até ao fundo do roscado
da válvula do pneu.
RODAS E PNEUS
2.
Leia a pressão do pneu no manómetro de
pressão.
•
•
•
3.
Se a pressão do pneu for inferior a 1,3
bar6 o pneu não foi devidamente vedado.
Não é possível continuar a viagem. Contacte uma oficina de pneus.
Se a pressão do pneu for superior a 1,3
bar6, o pneu deve ser bombeado até à
pressão indicada na tabela de pressão de
pneus, ver Pneus - pressão de pneus
aprovada (pág. 446).
Se a pressão do pneu for demasiado alta,
liberte ar com a válvula redutora de pressão.
Se for necessário bombear o pneu:
1. Ligue o cabo elétrico à tomada 12 V mais
próxima e arranque o automóvel.
2. Inicie o compressor e bombeie o pneu até
à pressão indicada de acordo com a
tabela da pressão dos pneus.
3. Desligue o compressor.
6
4.
1 bar = 100 kPa.
Solte o equipamento de reparação dos
pneus, coloque a tampa de proteção na
mangueira de ar e dobre a mangueira na
caixa.
Coloque o TMK no compartimento da carga.
AVISO
Não desaparafuse a garrafa, esta está equipada com um bloqueador para evitar fugas.
5.
Volte a colocar o tampão da válvula no pneu.
NOTA
•
•
Após encher um pneu, volte a colocar
sempre o tampão da válvula para evitar
danos na válvula provocados por gravilha,
sujidade, etc.
Utilize apenas tampões da válvula de plástico. Os tampões da válvula metálicos
podem oxidar, o que dificulta a sua remoção.
NOTA
Após a utilização, a garrafa com vedante e a
mangueira devem ser substituídas. A Volvo
recomenda que a substituição seja realizada
por uma oficina autorizada Volvo.
AVISO
Verifique a pressão dos pneus regularmente.
A Volvo recomenda que o automóvel seja conduzido até à oficina autorizada Volvo mais próxima
para substituição/reparação do pneu danificado.
Informe na oficina que o pneu contém líquido
vedante.
AVISO
Após a utilização da reparação provisória de
pneus a velocidade não pode ultrapassar os
80 km/h (50 mph). A Volvo recomenda a
visita a uma oficina autorizada Volvo para inspecção do pneu reparado (percurso máximo
200 km). O pessoal de serviço pode determinar se o pneu pode ser reparado ou se
necessita de ser substituído.
}}
367
RODAS E PNEUS
||
Informação relacionada
•
Reparação de emergência de pneus furados
(pág. 362)
•
Reparação de emergência de pneus furados
- utilização (pág. 364)
•
Kit de reparação de emergência de pneus
furados - panorâmica geral (pág. 363)
Kit de reparação de emergência de
pneus furados - enchimento dos
pneus
1.
O compressor deve estar desligado. Certifique-se que o interruptor encontra-se na
posição 0 e pegue no cabo elétrico e na
mangueira.
2.
Desaperte o tampão da válvula do pneu e
aperte a ligação de válvula da mangueira até
o fundo da rosca da válvula de ar do pneu.
Ligue o cabo elétrico à tomada 12 V mais
próxima e arranque o automóvel.
AVISO
A inalação de gases de escape do automóvel
pode por a vida em perigo. Nunca deixe o
motor em funcionamento em lugar fechados
ou com ventilação insuficiente.
AVISO
Não deixe crianças sem supervisão no interior
do automóvel com o motor em funcionamento.
Ligue o compressor rodando o interruptor
para a posição I.
IMPORTANTE
Os pneus originais do automóvel podem ser
enchidos utilizando o compressor do kit de
reparação de emergência de pneus furados
(pág. 363).
3.
368
4.
Risco de sobreaquecimento. O compressor
não deve trabalhar mais de 10 minutos.
5.
Encha o pneu até a pressão indicada na
tabela da pressão dos pneus, ver Pneus pressão de pneus aprovada (pág. 446). Se a
pressão do pneu for demasiado alta, liberte
ar com a válvula redutora de pressão.
6.
Desligue o compressor. Solte a mangueira e
o cabo elétrico.
7.
Volte a colocar o tampão da válvula no pneu.
Informação relacionada
•
Reparação de emergência de pneus furados
(pág. 362)
•
Kit de reparação de emergência de pneus
furados - panorâmica geral (pág. 363)
•
Reparação de emergência de pneus furados
- verificação posterior (pág. 366)
MANUTENÇÃO E SERVIÇO DE MANUTENÇÃO
MANUTENÇÃO E SERVIÇO DE MANUTENÇÃO
Programa de manutenção da Volvo
Para manter os elevados padrões do automóvel
no que respeita à segurança na estrada, segurança operacional e fiabilidade, deve-se seguir o
programa de manutenção da Volvo, o qual se
encontra especificado no livro de Garantia e
Serviço.
A Volvo recomenda que confie a uma oficina
autorizada Volvo a realização dos serviços de
manutenção. As oficinas da Volvo têm o pessoal,
a literatura de manutenção e as ferramentas
especiais que garantem a mais elevada qualidade dos serviços de assistência e manutenção.
IMPORTANTE
Para a garantia Volvo ser válida, verifique e
cumpra o livro de Garantia e Serviço.
Informação relacionada
•
1
2
370
Comando da climatização - detecção de avarias e reparação (pág. 384)
Agendar serviço de manutenção e
reparação*1
2.
Verifique se os seus dados de contacto
estão correctos.
Gere a informação de serviço de manutenção,
reparação e agendamento directamente a partir
do seu automóvel ligado à Internet.
3.
Seleccione o concessionário Volvo que pretende contactar para serviço de manutenção
e reparação.
Este serviço1 disponibiliza um modo confortável
de agendar serviço e visitas à oficina directamente a partir do automóvel. A informação do
automóvel é enviada para o seu concessionário
que pode assim preparar a visita à oficina. O concessionário entra em contacto consigo para
agendamento de uma hora. Em alguns mercados
o sistema lembra a hora agendada quando esta
estiver próxima e o sistema de navegação2 pode
orientar para a oficina quando for altura da visita.
4.
Seleccione o canal de comunicação preferido (telefone). A informação de agendamento é sempre enviada para o automóvel e
para o seu endereço de e-mail.
Para o serviço poder ser utilizado
Volvo ID e meu perfil
• Registe uma Volvo ID. Para mais informações sobre a criação de uma Volvo ID, ver
Volvo ID (pág. 22).
•
Inicie a sessão no portal do proprietário My
Volvo, aceda ao seu perfil e execute o
seguinte:
1.
Verifique se o automóvel está associado ao
seu perfil.
Aplicável em alguns mercados.
Aplicável a Sensus Navigation.
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução.
MANUTENÇÃO E SERVIÇO DE MANUTENÇÃO
Condições para o agendamento a partir do
automóvel
• Para enviar e receber informação de agendamento de e para o automóvel é necessário
que o automóvel esteja ligado à Internet, ver
suplemento Sensus Infotainment para informações sobre a ligação do automóvel à
Internet.
•
•
necessita de reparação, aparece uma mensagem
no instrumento combinado (pág. 68) e num
menu pop-up no ecrã.
Uma vez que a informação de agendamento
é enviada através da sua subscrição de telefone pessoal é colocada a questão se pretende enviar a informação. A questão é colocada uma vez e é válida para a conexão
seleccionada durante um período de tempo
limitado.
Para que o serviço funcione e o sistema
comunique através do ecrã do automóvel é
necessário aceitar notificações/mensagens
pop-up. Na vista normal da fonte MY CAR
pressione em OK/MENU e depois em
Serviço & reparação Exibir
notificações.
Utilizar o serviço
Todos os menus e configurações são acedidos a
partir da vista normal em MY CAR pressionando
em OK/MENU e depois em Serviço &
reparação.
Quando for altura de serviço de manutenção ou
quando, em algumas circunstâncias, o automóvel
1 Aplicável
em alguns mercados.
Mensagem de serviço no ecrã.
• Adiar - O menu pop-up é exibido na próxima
vez que o automóvel for arrancado.
Agendar manualmente serviço de
manutenção ou reparação1
1. Pressione o botão MY CAR na consola central e seleccione Serviço & reparação
Informação de agente Solicitar serviço
ou reparação.
> Os dados do automóvel são enviados
automaticamente ao seu concessionário.
2.
O concessionário envia uma proposta de
agendamento para o automóvel.
3.
Aceite ou solicite nova proposta de agendamento.
• Sim - É enviada um pedido de agendamento
Após o agendamento ter sido aceite fica memorizada no automóvel a informação do agendamento, Ver Meus agendamentos. O automóvel
comunica automaticamente consigo relativamente ao agendamento através de lembretes e
de orientação para a visita à oficina no ecrã.
• Não - Não são exibidas mais mensagens
Também pode agendar uma visita à oficina através de My Volvo. Aceda a Meus agendamentos e
seleccione actualizar para aceder aos agendamentos de My Volvo.
Significado das alternativas de resposta no menu
pop-up do ecrã:
para o seu concessionário, que depois responde com uma proposta de agendamento.
A luz de serviço e a mensagem de serviço no
instrumento combinado apagam-se.
pop-up no ecrã. A mensagem no instrumento combinado permanece. Após a selecção desta opção é possível iniciar o agendamento manual no automóvel, ver abaixo.
}}
371
MANUTENÇÃO E SERVIÇO DE MANUTENÇÃO
||
Meus agendamentos1
Exibe a informação de agendamento no ecrã do
automóvel. Aceite ou solicite nova proposta de
agendamento.
–
Seleccione Serviço & reparação
agendamentos.
Meus
cessionário) onde o concessionário Volvo pode
recolher informação utilizando o número de identificação do automóvel (VIN3). O número encontra-se no caderno de garantia e serviço ou no
interior do canto inferior esquerdo do pára-brisas.
–
concessionário1
Chamar
Com um telefone mãos-livres Bluetooth® emparelhado no automóvel pode fazer chamada ao
seu concessionário. Para emparelhamento do
telefone ver suplemento Sensus Infotainment.
–
Seleccione Serviço & reparação
Informação de agente Chamar agente.
Utilize o sistema de navegação1, 2
Indique a sua oficina como destino final ou intermédio no seu sistema de navegação.
–
–
Seleccione Serviço & reparação
Informação de agente Marcar dest.
individual.
Seleccione Serviço & reparação
Informação de agente Adicionar ponto
de passagem.
automóvel1
Enviar dados do
Os dados do automóvel são enviados para a base
de dados central da Volvo (não para o seu con1 Aplicável em alguns mercados.
2 Aplicável a Sensus Navigation.
3 Vehicle Identification Number
372
Seleccione Serviço & reparação
dados de carro.
Enviar
Informação de agendamento e dados
do automóvel
Quando selecciona o agendamento de serviço a
partir do seu automóvel é enviada a informação
de agendamento e os dados do automóvel. Os
dados de informação do automóvel consistem
em informação sobre as seguintes áreas:
•
•
•
•
•
•
necessidade de serviço
estado de funcionamento
níveis de líquidos
Leitura
número de identificação do automóvel (VIN3)
Versão do software do automóvel.
Informação relacionada
•
Volvo ID (pág. 22)
MANUTENÇÃO E SERVIÇO DE MANUTENÇÃO
Elevação do automóvel
Na elevação do automóvel é importante que o
macaco ou os braços de elevação sejam aplicados nos locais da estrutura inferior dedicados a
esse fim.
NOTA
A Volvo recomenda a utilização exclusiva do
macaco pertencente ao respectivo modelo
automóvel. Se utilizar outro macaco que não o
recomendado pela Volvo, siga as instruções
que acompanham o equipamento.
}}
373
MANUTENÇÃO E SERVIÇO DE MANUTENÇÃO
||
Fixações do macaco (setas) que acompanha o automóvel e pontos de elevação (assinalados a vermelho).
Se o automóvel for elevado com macaco de oficina à frente este deve ser colocado sob um dos
quatro pontos de elevação que se encontram sob
o automóvel. Se o automóvel for elevado com
macaco de oficina atrás este deve ser colocado
sob um dos pontos de elevação. Tenha o cuidado
ao instalar o macaco de oficina para que o automóvel não deslize no macaco. Utilize sempre
cavaletes ou equipamentos semelhantes.
Se o automóvel for elevado com um elevador de
oficina do tipo dois pilares, os elevadores dianteiro e traseiro devem ser colocados sob os pontos de elevação exteriores (fixações do macaco).
À frente podem-se utilizar em alternativa os pontos de elevação interiores.
374
Informação relacionada
•
Substituição de rodas - remoção das rodas
(pág. 353)
MANUTENÇÃO E SERVIÇO DE MANUTENÇÃO
Capot - abrir e fechar
Desloque o fecho para a esquerda e abra o
capot. (O gancho de fecho encontra-se entre
os faróis e a grelha do radiador, ver ilustração.)
O capot pode ser aberto quando o punho no
habitáculo é rodado no sentido dos ponteiros
do relógio e o trinco na grelha do radiador é
deslocado para a esquerda.
AVISO
Compartimento do motor descrição geral
A panorâmica geral mostra alguns componentes
relacionados com o serviço.
Compartimento do motor 4 cil.
Certifique-se que o capot fica devidamente
trancado ao fechar.
Informação relacionada
•
Compartimento do motor - verificação
(pág. 377)
•
Compartimento do motor - descrição geral
(pág. 375)
O punho para a abertura do capot encontra-se sempre
no lado esquerdo.
O aspeto do compartimento do motor pode variar consoante a variante e o modelo de motor.
Tubo de enchimento do óleo do motor
Tanque de expansão para o sistema de arrefecimento
Radiador
Rode o punho cerca de 20-25 graus no sentido dos ponteiros do relógio. Ouve-se um
som quando o fecho se abre.
Reservatório para líquido dos travões e da
embraiagem (localizado no lado do condutor)
Bateria de arranque
Central de relés e de fusíveis
}}
375
MANUTENÇÃO E SERVIÇO DE MANUTENÇÃO
||
Tubo de enchimento do líquido de lava pára-brisas
Compartimento do motor 5 cil. Diesel
AVISO
O sistema eléctrico do automóvel deve estar
sempre na posição de ignição 0 durante o
processo de trabalhos no compartimento do
motor, ver Posições de ignição - funções nos
diferentes níveis (pág. 85).
Filtro de ar
AVISO
O sistema de ignição possui tensão e potência muito elevadas. A tensão no sistema de
ignição representa perigo de morte. O sistema eléctrico do automóvel deve estar sempre na posição de ignição 0 durante o processo de trabalhos no compartimento do
motor, ver Posições de ignição - funções nos
diferentes níveis (pág. 85).
Não toque nas velas de ignição ou nas bobinas de ignição quando o sistema eléctrico do
automóvel estiver na posição de ignição II ou
quando o motor estiver quente.
Informação relacionada
•
•
O aspeto do compartimento do motor pode variar consoante a variante e o modelo de motor.
Tanque de expansão para o sistema de arrefecimento
Reservatório para óleo de assistência à
direcção
Tubo de enchimento do óleo do motor
Reservatório para líquido dos travões e da
embraiagem (localizado no lado do condutor)
Bateria de arranque
Central de relés e de fusíveis
Tubo de enchimento do líquido de lava pára-brisas
376
Capot - abrir e fechar (pág. 375)
Compartimento do motor - verificação
(pág. 377)
MANUTENÇÃO E SERVIÇO DE MANUTENÇÃO
Compartimento do motor verificação
•
Óleo do motor - verificação e abastecimento
(pág. 378)
Alguns óleos e líquidos devem ser verificados a
intervalos regulares.
•
Óleo de assistência à direcção - nível
(pág. 384)
•
Líquido de lava pára-brisas - enchimento
(pág. 395)
Verificações regulares
Verifique os seguintes óleos e líquidos a intervalos regulares, por exemplo: no reabastecimento:
•
•
•
Óleo do motor
•
Líquido de lava pára-brisas
Óleo do motor - generalidades
Para que os intervalos de serviço recomendados sejam válidos é necessário utilizar óleo do
motor aprovado.
Líquido de arrefecimento
Óleo de assistência à direcção (não para
automóveis com motor 4 cil.)
AVISO
Lembre-se que a ventoinha de arrefecimento
(localizada na parte da frente do compartimento do motor, atrás do radiador) pode
arrancar automaticamente após o motor ter
sido desligado.
A Volvo recomenda:
Confie sempre a lavagem do motor a uma oficina - recomenda-se uma oficina autorizada
Volvo. Se o motor estiver quente existe o risco
de incêndio.
Informação relacionada
•
•
•
Capot - abrir e fechar (pág. 375)
Compartimento do motor - descrição geral
(pág. 375)
Líquido de arrefecimento - nível (pág. 382)
}}
377
MANUTENÇÃO E SERVIÇO DE MANUTENÇÃO
||
Ao conduzir em condições desfavoráveis, ver
Óleo do motor - condições de condução desfavoráveis (pág. 434).
IMPORTANTE
Para cumprir as exigências dos intervalos de
serviço do motor, todos os motores são abastecidos de fábrica com um óleo do motor sintético especialmente desenvolvido para este
fim. A opção por este óleo foi feita com
grande preocupação com a longevidade,
capacidade no arranque, consumo de combustível e impacte ambiental.
Para que os intervalos de serviço recomendados sejam válidos é necessário utilizar óleo
do motor aprovado. Utilize apenas a qualidade
do óleo indicada, tanto no abastecimento
como na mudança do óleo, caso contrário
pode afectar a longevidade, capacidade no
arranque, consumo de combustível e impacte
ambiental.
A Volvo Car Corporation não assegura a
garantia se for utilizado óleo do motor com
qualidade e viscosidade diferentes das indicadas.
A Volvo recomenda que a mudança do óleo
seja efectuada numa oficina autorizada Volvo.
A Volvo utiliza diferentes sistemas para aviso do
nível do óleo baixo/elevado e da pressão de óleo
378
baixa. Algumas versões de motor possuem sensor de pressão de óleo, neste caso utiliza-se o
símbolo de aviso do instrumento combinado para
. Outras versões
pressão do óleo baixa
possuem sensor de nível do óleo, neste caso o
condutor é avisado através do símbolo de aviso
do instrumento combinado e por textos do
mostrador. Algumas versões possuem ambos sistemas. Para mais informações contacte um concessionário Volvo.
Troque o óleo do motor e o filtro de óleo de
acordo com os intervalos indicados no livro de
Garantia e Serviço.
Pode-se utilizar óleo de qualidade superior à indicada. Ao conduzir em condições desfavoráveis a
Volvo recomenda a utilização de óleo com qualidade superior, ver Óleo do motor - condições de
condução desfavoráveis (pág. 434).
Para o volume que se pode encher, ver Óleo do
motor - qualidade e volume (pág. 435).
Informação relacionada
•
Óleo do motor - verificação e abastecimento
(pág. 378)
Óleo do motor - verificação e
abastecimento
O nível do óleo é detectado com sensor do nível
do óleo electrónico.
MANUTENÇÃO E SERVIÇO DE MANUTENÇÃO
4 cil.
IMPORTANTE
Perante a mensagem do nível do óleo baixo,
abasteça apenas com o volume indicado, por
exemplo 0,5 litros.
NOTA
Tubo de enchimento4.
Em alguns casos, pode ser necessário reabastecimento de óleo entre os intervalos de manutenção.
Não é necessário tomar qualquer medida relativamente ao nível do óleo do motor até que surja
uma mensagem no mostrador do instrumento
combinado, ver ilustração seguinte.
Mensagem e gráfico no mostrador. O mostrador da
esquerda é apresentado no instrumento combinado
digital e o da direita no analógico.
O sistema não detecta imediatamente alterações quando é abastecido ou drenado óleo.
O automóvel deve ter sido conduzido
cerca de 30 km e ter permanecido parado 5
minutos com o motor desligado e em piso
plano para que a exibição do nível do óleo
seja correcta.
Mensagem
Nível do óleo do motor
O nível do óleo é verificado utilizando um medidor electrónico do nível do óleo, através do selector rotativo, quando o motor está desligado, ver
Manuseamento de menus - instrumento combinado (pág. 118).
AVISO
Não derrame óleo sobre o tubo de escape
quente, existe o risco de incêndio.
AVISO
Dirija-se a uma oficina caso a mensagem
Óleo revisão necess. seja exibida - recomenda-se uma oficina autorizada Volvo. O
nível do óleo pode estar demasiado baixo.
4
Motor com sensor do nível do óleo electrónico não tem vareta de medição.
}}
379
MANUTENÇÃO E SERVIÇO DE MANUTENÇÃO
||
Medição do nível do óleo, 4 cil.
Se desejar proceder à verificação do nível do
óleo siga a seguinte sequência.
1.
Activar posição de ignição II, ver Posições de
ignição - funções nos diferentes níveis
(pág. 85).
2.
Rode o selector rotativo na alavanca do
volante do lado esquerdo para a posição
Nível óleo.
> Aparece então informação sobre o nível
do óleo do motor.
Para mais informações sobre o manuseamento dos menus, ver Manuseamento de
menus - instrumento combinado
(pág. 118).
NOTA
5 cil. Diesel
Tubo de enchimento5.
Não é necessário tomar qualquer medida relativamente ao nível do óleo do motor até que surja
uma mensagem no mostrador do instrumento
combinado, ver ilustração seguinte.
Se as condições para a correta medição do
nível do óleo não forem cumpridas (tempo
após desligar o motor, inclinação do automóvel, temperatura exterior, etc.) surge a mensagem Não disponível. Isto não significa a
presença de alguma avaria no sistema do
automóvel.
5
380
Motor com sensor do nível do óleo electrónico não tem vareta de medição.
Mensagem e gráfico no mostrador. O mostrador da
esquerda é apresentado no instrumento combinado
digital e o da direita no analógico.
Mensagem
Nível do óleo do motor
O nível do óleo é verificado utilizando um medidor electrónico do nível do óleo, através do selector rotativo, quando o motor está desligado, ver
Manuseamento de menus - instrumento combinado (pág. 118).
AVISO
Dirija-se a uma oficina caso a mensagem
Óleo revisão necess. seja exibida - recomenda-se uma oficina autorizada Volvo. O
nível do óleo pode estar demasiado baixo.
MANUTENÇÃO E SERVIÇO DE MANUTENÇÃO
IMPORTANTE
Caso apareça a mensagem Nível do óleo
baixo Atestar com 0.5 litros, abasteça
apenas com 0,5 litros.
NOTA
O nível do óleo é detectado pelo sistema
apenas durante a condução. O sistema não
detecta imediatamente alterações quando é
abastecido ou drenado óleo. O automóvel tem
de ser conduzido por cerca de 30 km para
que a exibição do nível do óleo seja correcta.
AVISO
Não abasteça com óleo caso o nível (3) ou
(4) apareça de acordo com a ilustração
abaixo. O nível nunca pode estar acima de
MAX ou abaixo de MIN, tal situação pode
provocar danos no motor.
Medição do nível do óleo, 5 cil. Diesel
Se desejar proceder à verificação do nível do
óleo siga a seguinte sequência.
1.
Activar posição de ignição II, ver Posições de
ignição - funções nos diferentes níveis
(pág. 85).
2.
Rode o selector rotativo na alavanca do
volante do lado esquerdo para a posição
Nível óleo.
> Aparece então informação sobre o nível
do óleo do motor; ver ilustração seguinte
que apresenta mensagem e gráfico no
mostrador. O mostrador da esquerda é
apresentado no instrumento combinado
digital e o da direita no analógico.
Para mais informações sobre o manuseamento dos menus, ver Manuseamento de
menus - instrumento combinado
(pág. 118).
Os algarismos 1-4 representam o nível de enchimento.
Não abasteça com mais óleo caso apareça o nível de
enchimento (3) ou (4). O nível recomendado de enchimento é o 4.
Informação relacionada
•
Óleo do motor - generalidades (pág. 377)
AVISO
Não derrame óleo sobre o tubo de escape
quente, existe o risco de incêndio.
381
MANUTENÇÃO E SERVIÇO DE MANUTENÇÃO
Líquido de arrefecimento - nível
O líquido de arrefecimento arrefece o motor de
combustão para a temperatura de funcionamento correcta. O calor transferido do motor
para o líquido de arrefecimento pode ser utilizado para aquecer o habitáculo.
Controlo de nível
O nível deve estar entre as marcações de MIN e
MAX no tanque de expansão. Se o sistema de
arrefecimento não estiver bem cheio, podem
ocorrer elevadas temperaturas que implicam o
risco de danos no motor.
Ao fazer o enchimento devem-se respeitar as
instruções na embalagem. Nunca ateste utilizando apenas água. O risco de congelação
aumenta tanto com excesso de água como com
excesso de líquido de arrefecimento.
AVISO
O fluido refrigerante pode estar muito quente.
Se for necessário abastecer com o motor
quente, desaparafuse a tampa do tanque de
expansão devagar para permitir que a pressão
desapareça.
IMPORTANTE
•
Elevada concentração de cloro, cloretos
ou outros sais podem causar corrosão no
sistema de refrigeração.
•
Utilize sempre fluído refrigerante com
protecção contra corrosão de acordo
com as recomendações da Volvo.
•
Assegure-se que a mistura de fluído
refrigerante contém 50 % água e 50 %
fluído refrigerante.
•
Misture o fluído refrigerante com água da
torneira de boa qualidade. Se duvidar da
qualidade da água da torneira utilize
fluído refrigerante já misturado de acordo
com as recomendações da Volvo.
•
Perante a substituição de fluído refrigerante/componentes do sistema de refrigeração, todo o sistema de refrigeração
deve ser bem lavado com água da torneira de boa qualidade, ou então lavado
com fluído refrigerante já misturado.
•
O motor apenas pode ser utilizado com o
sistema de refrigeração bem abastecido.
Caso contrário podem-se formar temperaturas elevadas com risco de danos (fissuras) na cabeça de cilindros.
NOTA
Verifique regularmente o nível do líquido de
arrefecimento com o motor frio.
Enchimento
Para dados sobre o volume e padrões relativos à
qualidade da água, ver Líquido de arrefecimento qualidade e volume (pág. 437).
382
MANUTENÇÃO E SERVIÇO DE MANUTENÇÃO
Líquido de travões e da
embraiagem - nível
O nível do líquido de travões e da embraiagem
deve encontrar-se entre as marcas MIN e MAX
do recipiente.
Controlo de nível
O líquido de travões e da embraiagem tem um
reservatório em comum. O nível deve estar entre
as marcas MIN e MAX que são visíveis dentro do
reservatório. Verifique o nível regularmente.
AVISO
Se o nível do líquido dos travões estiver
abaixo do nível de MIN no reservatório do
líquido dos travões não deve continuar a condução sem que o líquido dos travões seja
abastecido. A Volvo recomenda que a causa
da perda do óleo dos travões seja verificada
por uma oficina autorizada Volvo.
Desaparafuse a tampa do depósito e encha
com líquido. O nível deve ficar entre as marcas MIN e MAX, as quais se encontram no
lado interior do depósito.
IMPORTANTE
Não se esqueça de colocar a tampa.
Enchimento
Mude o líquido dos travões cada dois anos ou
após cada duas ocasiões normais de serviço de
manutenção.
Em automóveis que são conduzidos de um modo
em que os travões são usados com muita frequência e esforço, por ex., no caso de condução
em zonas montanhosas, ou condução em climas
tropicais com humidade elevada, o líquido deve
ser mudado todos os anos.
Para dados sobre volume e qualidade recomendada para o líquido dos travões, ver Líquido dos
travões - qualidade e volume (pág. 439).
O depósito do fluido encontra-se no lado do condutor.
O depósito do líquido está protegido pela cobertura da zona fria do compartimento do motor.
Deve-se retirar primeiro a tampa redonda para
aceder a tampa do depósito.
Abra a tampa situada na zona de cobertura
rodando-a.
383
MANUTENÇÃO E SERVIÇO DE MANUTENÇÃO
Óleo de assistência à direcção nível
Os automóveis com motor 4 cil. não possuem
óleo de assistência à direcção. Para automóveis
com outros motores o nível do óleo de assistência à direcção deve encontrar-se entre as marcas MIN e MAX do recipiente. O óleo não
necessita de ser substituído.
Para a qualidade do óleo recomendada, ver Óleo
de assistência à direcção - qualidade (pág. 439).
AVISO
Se surgir uma avaria no sistema da direção
assistida ou se o motor estiver desligado e o
automóvel tiver de ser rebocado, a direção
reage de modo mais pesado do que o normal.
Leia sobre o que se aplica ao rebocar
(pág. 341).
Comando da climatização detecção de avarias e reparação
O serviço de manutenção e a reparação do sistema de ar condicionado apenas podem ser
efectuados por uma oficina autorizada.
Detecção de avarias e reparação
A instalação do ar condicionado possui um
agente de detecção fluorescente. Na detecção
de fugas é utilizada luz ultra-violeta.
A Volvo recomenda o contacto com uma oficina
autorizada Volvo.
Automóveis com refrigerante R134a
AVISO
A instalação do ar condicionado possui refrigerante R134a sob pressão. O serviço de
manutenção e a reparação do sistema apenas podem ser efectuados por uma oficina
autorizada.
IMPORTANTE
Ao verificar o recipiente da direcção assistida
mantenha as imediações limpas. A tampa não
deve ser aberta.
Controle o nível em cada ocasião de serviços de
manutenção. Não é necessário fazer a mudança
de óleo. O nível deve estar entre as marcas MIN
e MAX.
384
MANUTENÇÃO E SERVIÇO DE MANUTENÇÃO
Automóveis com refrigerante R1234yf
AVISO
A instalação do ar condicionado possui refrigerante R1234yf sob pressão. De acordo
com a norma SAE J2845 (Technician Training for Safe Service and Containment of
Refrigerants Used in Mobile A/C System), o
serviço de manutenção e reparação do sistema refrigerante apenas pode ser realizado
por técnicos formados e certificados de modo
a garantir a segurança do sistema.
Informação relacionada
•
6
7
Programa de manutenção da Volvo
(pág. 370)
LED (Light Emitting Diode)
Recomenda-se uma oficina autorizada Volvo.
Substituição de lâmpadas generalidades
Muitas das lâmpadas incandescentes do automóvel podem ser substituídas pelo condutor. A
substituição de lâmpadas LED e lâmpadas
Xénon deve ser efetuada em oficina.
As lâmpadas incandescentes estão especificadas
(pág. 392). As lâmpadas incandescentes e
outras fontes de luz de tipo especial, como as
luzes LED6, ou que por alguma razão não sejam
adequadas para que a sua mudança seja feita
fora das oficinas7 são as que se encontram em:
•
Faróis Xenon Activos - ABL (Lâmpadas
Xenon)
•
•
•
•
luzes diurnas/luzes de presença dianteiras
•
Iluminação interior excepto Iluminação do
degrau de acesso
•
•
•
Luzes de presença traseiras
Luzes para curvas
Piscas laterais, retrovisores exteriores
Duração de luz de aproximação, retrovisores
exteriores
Lâmpada de presença lateral
Luzes de travões.
AVISO
Em automóveis equipados com faróis xénon,
a substituição das lâmpadas xénon deve ser
realizada por uma oficina - recomenda-se
uma oficina autorizada Volvo. Os trabalhos
nos faróis xénon exigem grandes cuidados,
uma vez que os faróis estão equipados com
um elemento de alta-tensão.
AVISO
O sistema eléctrico do automóvel deve estar
na posição de ignição 0 ao substituir lâmpadas, ver Posições de ignição - funções nos
diferentes níveis (pág. 85).
IMPORTANTE
Nunca toque directamente com os dedos no
vidro das lâmpadas incandescentes. A gordura dos dedos vaporiza com o calor e deposita-se no reflector, podendo danifica-lo.
NOTA
Se uma mensagem de avaria permanecer
após a substituição da lâmpada avariada,
recomenda-se a visita a uma oficina autorizada Volvo.
}}
385
MANUTENÇÃO E SERVIÇO DE MANUTENÇÃO
||
NOTA
A iluminação exterior, como é o caso dos
faróis e luzes traseiras, pode formar temporariamente condensação no interior do vidro.
Isto é normal, toda a iluminação exterior foi
concebida para suportar esta situação. A condensação é ventilada normalmente para fora
do cárter das lâmpadas após a lâmpada estar
acesa algum tempo.
Substituição de lâmpada - farol
Todas as lâmpadas incandescentes dos faróis
são substituídas libertando e removendo o farol
através do compartimento do motor.
Remoção do farol
Coloque o sistema eléctrico do automóvel na
posição de ignição 0, ver Posições de ignição funções nos diferentes níveis (pág. 85).
Solte o conector do farol pressionando o
clipe para baixo com o polegar.
Informação relacionada
•
•
Desloque o conector para fora com a outra
mão.
Substituição de lâmpada - farol (pág. 386)
Substituição de lâmpada - localização das
lâmpadas traseiras (pág. 391)
•
Substituição de lâmpada - iluminação no
espelho de cortesia (pág. 392)
•
Substituição de lâmpada - iluminação no
compartimento da carga (pág. 391)
•
Substituição de lâmpada - iluminação da
placa da matrícula (pág. 391)
Puxe os contrapinos de bloqueio do farol.
Solte o farol inclinando-o e puxando-o alternadamente.
IMPORTANTE
Não puxe pelo cabo, apenas pelo conector.
386
5.
Levante e retire o farol e coloque-o sobre
uma base macia, para que a lente não fique
riscada.
6.
Substitua a lâmpada de iluminação em questão.
MANUTENÇÃO E SERVIÇO DE MANUTENÇÃO
Instalação do farol
Substituição de lâmpada - tampa
de cobertura para as luzes de
máximos/médios
As luzes de máximos/médios podem ser acedidas soltando a tampa de cobertura grande do
farol.
1.
Ligue a ficha, ouve-se um estalido.
2.
Volte a colocar o farol e os contrapinos de
bloqueio. O pino mais curto é colocado mais
próximo da grelha do radiador. Verifique se
estão devidamente pressionados para baixo.
3.
Verifique a iluminação.
O farol deve estar montado e a ficha devidamente ligada no seu devido lugar antes de acender a iluminação ou inserir o comando à distância
no fecho de ignição.
Substituição de lâmpadas - generalidades
(pág. 385)
•
Substituição de lâmpada - tampa de cobertura para as luzes de máximos/médios
(pág. 387)
•
•
•
Substituição de lâmpada - farol (pág. 386)
Substituição de lâmpada - médios
(pág. 388)
•
Substituição de lâmpada - máximos
(pág. 388)
•
Substituição de lâmpada - máximos adicionais (pág. 389)
Antes de iniciar a substituição de lâmpadas de
iluminação, ver Substituição de lâmpada - farol
(pág. 386).
1.
Desaparafuse os quatro parafusos da tampa
de cobertura com uma ferramenta Torx,
tamanho T20 (1). Não os desaperte completamente. (3 - 4 voltas são suficientes.)
2.
Afaste a tampa de cobertura para o lado.
3.
Retire a tampa de cobertura.
Informação relacionada
•
Informação relacionada
Volte a colocar a tampa seguindo a ordem
inversa.
Lâmpadas - especificações (pág. 392)
387
MANUTENÇÃO E SERVIÇO DE MANUTENÇÃO
Substituição de lâmpada - médios
A lâmpada dos médios encontra-se na tampa de
cobertura grande do farol.
Informação relacionada
•
Lâmpadas - especificações (pág. 392)
Substituição de lâmpada - máximos
A lâmpada dos máximos encontra-se na tampa
de cobertura grande do farol.
NOTA
Aplicável a automóveis com faróis de halogéneo.
1.
Solte o farol (pág. 386).
1.
Solte o farol (pág. 386).
2.
Retire a tampa de cobertura (pág. 387).
2.
Retire a tampa de cobertura (pág. 387).
3.
Solte a ficha da lâmpada.
3.
4.
Solte a lâmpada puxando-a para fora.
5.
O pino guia da lâmpada deve ficar para cima
quando é instalada, deve-se ouvir um estalido no encaixe.
Solte a lâmpada rodando-a no sentido contrário ao dos ponteiros do relógio e puxando-a de seguida para fora.
4.
Solte a ficha da lâmpada.
Volte a colocar as peças seguindo a ordem
inversa.
388
NOTA
Aplicável a automóveis com faróis de halogéneo.
MANUTENÇÃO E SERVIÇO DE MANUTENÇÃO
5.
Substitua a lâmpada incandescente, alinhe-a
no casquilho e rode no sentido dos ponteiros
do relógio para fixar a lâmpada. Apenas pode
ser fixada numa posição.
Substituição de lâmpada - máximos
adicionais
Os máximos adicionais encontram-se na tampa
de cobertura grande do farol.
Volte a colocar as peças seguindo a ordem
inversa.
Informação relacionada
•
5.
NOTA
Aplicável a automóveis com faróis xénon*.
Volte a colocar as peças seguindo a ordem
inversa.
Informação relacionada
•
Lâmpadas - especificações (pág. 392)
1.
Solte o farol (pág. 386).
2.
Retire a tampa de cobertura (pág. 387).
3.
Solte a lâmpada rodando-a no sentido contrário ao dos ponteiros do relógio e puxando-a de seguida para fora.
4.
Solte a ficha da lâmpada incandescente.
Substitua a lâmpada incandescente, alinhe-a
no casquilho e rode no sentido dos ponteiros
do relógio para fixar a lâmpada. Apenas pode
ser fixada numa posição.
Lâmpadas - especificações (pág. 392)
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução. 389
MANUTENÇÃO E SERVIÇO DE MANUTENÇÃO
Substituição de lâmpada - piscas
dianteiros
Substituição de lâmpada - luz
traseira
A lâmpada dos piscas encontra-se na tampa de
cobertura pequena do farol.
4.
As lâmpadas dos piscas traseiros, luzes de
nevoeiro traseiras e luz de marcha-atrás substituídas a partir do interior do compartimento da
carga.
Solte a lâmpada de iluminação danificada
pressionando para dentro e rodando no sentido contrário ao dos ponteiros do relógio.
5.
Coloque uma nova lâmpada de iluminação,
pressione para baixo e rode no sentido dos
ponteiros do relógio.
Suporte da lâmpada traseiro
6.
Mantenha o gancho de fecho pressionado
quando reinstalar o suporte da lâmpada de
iluminação.
7.
Volte a colocar o isolamento e o painel.
Informação relacionada
1.
Solte o farol (pág. 386).
2.
Solte a tampa puxando-a para fora.
3.
Puxe o suporte da lâmpada para poder retirar a lâmpada de iluminação.
4.
Pressione e, simultaneamente, rode a lâmpada incandescente no sentido contrário ao
dos ponteiros do relógio para a liberar.
Volte a colocar as peças seguindo a ordem
inversa.
Informação relacionada
•
390
Lâmpadas - especificações (pág. 392)
As lâmpadas de marcha-atrás, luz de nevoeiro e
dos indicadores de mudança de direção na luz
traseira são substituídas a partir do interior do
compartimento da carga.
1.
Abra o painel.
2.
Retire o isolamento que se encontra em
frente ao suporte da lâmpada de iluminação
puxando-o para fora.
3.
Carregue o gancho de fecho para baixo e
puxe o suporte da lâmpada de iluminação
para fora.
•
Substituição de lâmpada - localização das
lâmpadas traseiras (pág. 391)
•
Lâmpadas - especificações (pág. 392)
MANUTENÇÃO E SERVIÇO DE MANUTENÇÃO
Substituição de lâmpada iluminação da placa da matrícula
A panorâmica geral apresenta a localização das
lâmpadas traseiras.
A iluminação da placa da matrícula encontra-se
sob o puxador da tampa do porta-bagagens.
Substituição de lâmpada iluminação no compartimento da
carga
A iluminação do compartimento da carga encontra-se na tampa do porta-bagagens.
G031942
Substituição de lâmpada localização das lâmpadas traseiras
Luz de travões (LED)
Luz de presença (LED)/Luz de marcação
lateral (LED)
1.
Luzes de marcha-atrás
•
Substituição de lâmpadas - generalidades
(pág. 385)
•
Lâmpadas - especificações (pág. 392)
Introduza uma chave de fendas e force ligeiramente de modo a soltar o cárter das lâmpadas.
Solte cuidadosamente todo o cárter das lâmpadas de iluminação e puxe para fora.
3.
Troque a lâmpada de iluminação em questão
por uma nova.
2.
Troque a lâmpada de iluminação em questão
por uma nova.
4.
Monte de novo e fixe com os parafusos o
cárter das lâmpadas de iluminação.
3.
Verifique se a lâmpada funciona e volte a
encaixar o cárter das lâmpadas.
Farol de nevoeiro
Informação relacionada
1.
2.
Pisca (pág. 390)
Luz de travões (LED)
Solte os parafusos com uma chave de fendas.
Informação relacionada
•
Lâmpadas - especificações (pág. 392)
Informação relacionada
•
Lâmpadas - especificações (pág. 392)
391
MANUTENÇÃO E SERVIÇO DE MANUTENÇÃO
Substituição de lâmpada iluminação no espelho de cortesia
As lâmpadas do espelho de cortesia encontram-se no interior das lentes das lâmpadas.
Remoção da lente da lâmpada
1.
Introduza uma chave de fendas por baixo da
lente da lâmpada e, com cuidado, levante o
calço bloqueador exercendo força na extremidade.
2.
Solte com cuidado e retire a lente da lâmpada.
3.
Utilizando um alicate de pontas, puxe a lâmpada para o lado e substitua por uma nova.
Note! - não exerça muita força com o alicate.
O vidro da lâmpada pode partir.
Instalação da lente da lâmpada
1.
392
Coloque a lente da lâmpada no lugar.
2.
Encaixe-a.
Informação relacionada
•
Lâmpadas - especificações (pág. 392)
Lâmpadas - especificações
As especificações referem-se a lâmpadas incandescentes. A substituição de lâmpadas LED e
lâmpadas Xénon deve ser efetuada em oficina.
Iluminação
WA
Tipo
Médios, halogéneo
55
H7 LL
Máximos, halogéneo
65
H9
Máximos adicionais,
ABL
65
H9
Piscas dianteiros
24
PY24W
Iluminação do
degrau de acesso
dianteiro
3
T10 Casquilho
W2,1x9,5d
Iluminação do porta-luvas
5
Casquilho SV8.5
Comprimento 43
mm
Iluminação do espelho de cortesia
1,2
T5 Casquilho
W2x4,6d
Iluminação do compartimento da carga
5
Casquilho SV8.5
Comprimento 43
mm
Iluminação da placa
da matrícula
5
C5W LL
Piscas traseiros
21
PY21W LL
MANUTENÇÃO E SERVIÇO DE MANUTENÇÃO
Iluminação
-
WA
Tipo
-
-
Luzes de marcha-atrás
21
P21W LL
Luzes de nevoeiro
traseiras
21
H21W LL
Watt
A
Informação relacionada
•
Escovas de limpa pára-brisas
As escovas do limpa pára-brisas limpam a água
do pára-brisas e do vidro traseiro. Juntamente
com o líquido de lava pára-brisas lavam os
vidros e asseguram boa visibilidade durante a
condução.
As escova do limpa pára-brisas do pára-brisas
têm de estar em modo de serviço na sua substituição.
1.
Coloque o comando à distância no fecho de
ignição8 e pressione brevemente no botão
START/STOP ENGINE para colocar o sistema eléctrico do automóvel na posição de
ignição I. Para informações detalhadas sobre
as posições de ignição, ver Posições de ignição - funções nos diferentes níveis (pág. 85).
2.
Pressione brevemente de novo o botão
START/STOP ENGINE para colocar o sistema eléctrico do automóvel na posição de
ignição 0.
3.
No espaço de 3 segundos, desloque a alavanca do volante do lado direito para cima e
mantenha essa posição durante
cerca de 1 segundo.
> As escovas colocam-se em cima.
Modo de serviço
Substituição de lâmpadas - generalidades
(pág. 385)
Escova do limpa pára-brisas em modo de serviço.
Para que se possa substituir, lavar e levantar as
escovas do limpa pára-brisas (por ex.: para retirar
gelo do pára-brisas) estas têm de estar no modo
de serviço.
8
IMPORTANTE
Antes de a escova do limpa pára-brisas ser
colocado no modo de serviço - assegure-se
de que não está pressa pelo gelo.
Não necessário em automóveis com sistema de arranque e trancagem sem chave.
As escovas regressam à posição original com
uma breve pressão no botão START/STOP
ENGINE para colocar o sistema eléctrico do
automóvel na posição de ignição I (ou ao arrancar o automóvel).
}}
393
MANUTENÇÃO E SERVIÇO DE MANUTENÇÃO
||
IMPORTANTE
Se os braços do limpa pára-brisas em modo
de serviço forem levantados do pára-brisas,
têm de voltar a ser colocado no pára-brisas
para que possam se activados. Isto para evitar
que a pintura do capot seja arranhada.
Substituição de escovas do limpa párabrisas
Levante o braço do limpa pára-brisas quando
está em modo de serviço. Carregue no botão
que se encontra na fixação da escova e puxe
para fora, paralelamente ao braço do limpa
pára-brisas.
Introduza a nova escova do limpa pára-brisas
até ouvir um estalido.
Verifique se a escova se encontra devidamente presa.
4.
Volte a rebater o braço do limpa pára-brisas
para o pára-brisas.
As escovas regressam do modo de serviço para a
posição original com uma breve pressão no
botão START/STOP ENGINE para colocar o sistema eléctrico do automóvel na posição de ignição I (ou ao arrancar o automóvel).
394
NOTA
As escovas do limpa pára-brisas possuem
comprimentos diferentes. A escova do lado
do condutor é mais comprida do que a do
lado do passageiro.
MANUTENÇÃO E SERVIÇO DE MANUTENÇÃO
Substituição de escova do limpa párabrisas, vidro traseiro
IMPORTANTE
Verifique a escova regularmente. A manutenção negligente reduz a longevidade da
escova.
Informação relacionada
•
1.
Abra o braço do limpa pára-brisas.
2.
Incline a escova de limpa para-brisas ligeiramente no braço do limpa para-brisas.
3.
Segure à volta do braço do limpa para-brisas
e exerça pressão com o polegar (junto à
seta) na escova para a soltar.
4.
Encaixe a nova escova do limpa pára-brisas.
Verifique se esta se encontra devidamente
presa.
5.
Volte a fechar o braço do limpa pára-brisas.
Líquido de lava pára-brisas - enchimento
(pág. 395)
Líquido de lava pára-brisas enchimento
O líquido de lava pára-brisas é utilizado para a
limpeza de faróis e vidros. Com temperaturas
inferiores ao ponto de congelação deve-se utilizar líquido de lava pára-brisas com protecção
anti-congelação.
O reabastecimento do líquido de lavagem é feito
através de abertura da tampa azul.
Os lava faróis e lava pára-brisas têm um reservatório em comum para o líquido de lavagem.
Limpeza
Para limpeza da escova do limpa pára-brisas e do
pára-brisas, ver Lavagem automática de automóveis (pág. 418).
}}
395
MANUTENÇÃO E SERVIÇO DE MANUTENÇÃO
||
NOTA
Quando resta cerca de 1 litro de líquido de
lava para-brisas no recipiente aparece uma
mensagem no instrumento combinado juntamente com o símbolo
para abastecer
líquido de lava para-brisas.
Qualidade recomendada: Da qualidade de
líquido de lava pára-brisas recomendada pela
Volvo - com protecção anti-congelação em
tempo frio ou abaixo da temperatura de congelação.
IMPORTANTE
•
•
Automóveis com limpeza dos faróis: 5,4
litros.
Automóveis sem limpeza dos faróis: 4,0
litros.
Informação relacionada
•
•
•
Escovas de limpa pára-brisas (pág. 393)
Limpa e lava (pág. 107)
Capot - abrir e fechar (pág. 375)
Bateria de arranque - generalidades
A bateria de arranque é utilizada para accionar o
motor de arranque e outros equipamentos eléctricos do automóvel.
A bateria de arranque é uma bateria tradicional
12 V.
A longevidade e funcionamento da bateria de
arranque são influenciados pela quantidade de
arranques, descargas, modo de condução, condições de condução, condições climáticas, etc.
•
Nunca desligue a bateria de arranque
enquanto o motor está em andamento.
•
Verifique se os cabos da bateria de arranque
estão correctamente ligados e bem apertados.
Utilize líquido de lava pára-brisas original da
Volvo ou correspondente com pH recomendado entre 6 e 8 em solução (por ex.: 1:1
com água neutra).
Motor
Tensão (V)
IMPORTANTE
Utilize líquido de lava pára-brisas com protecção anti-congelação quando a temperatura
for inferior ao ponto de congelação, para evitar congelação na bomba, reservatório e mangueiras.
Volume:
396
Capacidade de arranque a frioA - CCAB (A)
A
B
Gasolina
Gasóleo
12
12
520–800
700–800
De acordo com as normas SAE ou EN.
Cold Cranking Amperes.
MANUTENÇÃO E SERVIÇO DE MANUTENÇÃO
IMPORTANTE
Ao substituir a bateria de arranque em automóveis com função Start/Stop é necessário
montar uma bateria do tipo correcto, EFB9 em
automóveis com transmissão manual e
AGM10 em automóveis com transmissão
automática.
AVISO
•
•
IMPORTANTE
Se a bateria de arranque for substituída,
tenha o cuidado de a trocar por uma bateria
com a mesma capacidade de arranque a frio
e tipo (ver autocolante na bateria).
NOTA
•
As dimensões da caixa da bateria de
arranque devem corresponder às medidas da bateria original.
•
A altura da bateria de arranque varia conforme as dimensões.
9 Enhanced Flooded Battery.
10 Absorbed Glass Mat.
•
Nas baterias de arranque pode-se formar
uma mistura gasosa de oxigénio e hidrogénio, a qual é muito explosiva. Uma
faísca, que se pode formar num cabo de
arranque incorrectamente ligado, pode
ser o suficiente para provocar a explosão
da bateria.
A bateria de arranque contém ácido sulfúrico, o que pode causar danos graves
por corrosão.
No caso do ácido sulfúrico entrar em
contacto com os olhos, pele ou roupas,
lave abundantemente com água. Perante
contacto com os olhos - procure um
médico imediatamente.
IMPORTANTE
Para a carga da bateria de arranque ou da
bateria de apoio (pág. 400) apenas se
podem utilizar carregadores de bateria
modernos com tensão de carga controlada. A
função de carga rápida não deve ser utilizada,
pois pode danificar a bateria.
IMPORTANTE
O não cumprimento da informação que se
segue pode resultar no encerramento da função economizadora de energia para o sistema
Interactivo (Infotainment) e/ou em informações temporariamente incorrectas nas mensagens sobre o grau de carga da bateria de
arranque no mostrador de informações do
instrumento combinado após a conexão de
uma bateria de arranque externa ou carregador de bateria:
•
O pólo negativo da bateria de arranque
do automóvel nunca deve ser utilizado
para ligação da bateria de arranque
externa ou carregador de bateria - apenas se pode utilizar o chassis do automóvel como ponto massa.
Ver Arranque assistido com outra bateria
(pág. 295) - aí encontrará informação sobre a
instalação correcta dos grampos dos cabos.
}}
397
MANUTENÇÃO E SERVIÇO DE MANUTENÇÃO
||
NOTA
Se a bateria de arranque for descarregada
muitas vezes, a sua longevidade será afectada negativamente.
A longevidade da bateria de arranque é afectada por vários factores, entre outros as condições de condução e o clima. A capacidade
de arranque da bateria decresce com o
tempo e, por isso, necessita de ser carregada
caso o automóvel não seja utilizado por períodos longos ou seja utilizado apenas em trajectos curtos. O frio intenso também afecta a
capacidade de arranque.
Para que a bateria de arranque se mantenha
em boas condições, recomenda-se o mínimo
de 15 minutos de condução por semana ou
que a bateria seja ligada a um carregador
com carregamento de manutenção automático.
Bateria - símbolos
Evitar faíscas ou fogo.
Nas baterias existem símbolos que informam e
alertam.
Símbolos nas baterias
Usar óculos de protecção.
Perigo de explosão.
Para mais informação, consultar o manual de instruções do automóvel.
Deve ser entregue para
reciclagem.
Guardar a bateria em lugar
fora do alcance das crianças.
NOTA
Uma bateria de arranque sempre na carga
máxima obtém a longevidade máxima.
Informação relacionada
•
•
398
Bateria - símbolos (pág. 398)
Bateria de arranque - substituição
(pág. 399)
A bateria contém ácido corrosivo.
A bateria de arranque ou a bateria híbrida
gasta deve ser descartada de forma compatível com o ambiente - contém chumbo.
Informação relacionada
•
Bateria de arranque - generalidades
(pág. 396)
•
Bateria - Start/Stop (pág. 400)
MANUTENÇÃO E SERVIÇO DE MANUTENÇÃO
Bateria de arranque - substituição
Solte a faixa de borracha de modo a libertar
a tampa de cobertura traseira.
A bateria de arranque no automóvel pode ser
substituída sem necessidade de uma oficina.
Solte a tampa de cobertura traseira. Rode
um quarto de volta e levante a tampa.
Desmontagem
Antes de tudo: Retire o comando à distância do
fecho de ignição e aguarde pelo menos
5 minutos antes de mexer em qualquer ligação
eléctrica - o sistema eléctrico do automóvel
necessita de armazenar informação importante
para os módulos de comando.
AVISO
Ligue e retire o cabo positivo e negativo pela
ordem correcta.
Solte o cabo negativo preto.
Solte o cabo positivo vermelho.
Solte a mangueira de ventilação da bateria.
Desaparafuse o parafuso que segura o
grampo da bateria.
Desloque a bateria para o lado.
Levante-a.
Abra os clipes na tampa de cobertura dianteira e retire a tampa.
}}
399
MANUTENÇÃO E SERVIÇO DE MANUTENÇÃO
||
Montagem
generalidades (pág. 396) e Arranque assistido
com outra bateria (pág. 295).
Bateria - Start/Stop
Os automóveis com função Start/Stop possuem
uma bateria de apoio para além da bateria de
arranque.
Um automóvel equipado com função Start/Stop
possui duas baterias de 12 V - uma bateria de
arranque mais poderosa e uma bateria de apoio
à sequência de arranque da função Start/Stop.
1.
Instale a bateria na caixa da bateria.
2.
Desloque a bateria para dentro e para o lado
até atingir a extremidade traseira da caixa.
3.
Aparafusar o grampo que fixa a bateria.
4.
Ligue a mangueira de ventilação.
> Verificar se está correctamente ligada,
tanto na bateria como na saída da carroçaria.
5.
Ligue o cabo positivo vermelho.
6.
Ligue o cabo negativo preto.
7.
Encaixe a tampa de cobertura traseira. (Ver
capítulo anterior "Desmontagem".)
8.
Monte a faixa de borracha. (Ver "Desmontagem").
9.
Alinhe a tampa de cobertura dianteira e fixe-a com os clipes. (Ver "Desmontagem".)
Para mais informações sobre a função Start/
Stop, ver Start/Stop* (pág. 305).
Para mais informações sobre a bateria de arranque do automóvel, ver Arranque assistido com
outra bateria (pág. 295).
A seguinte tabela apresenta especificações para
a bateria de arranque e de apoio em automóveis
com função Start/Stop.
Para mais informações sobre a bateria de arranque do automóvel, ver Bateria de arranque -
400
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução.
MANUTENÇÃO E SERVIÇO DE MANUTENÇÃO
Bateria
Arranque, 12 V
Capacidade de
arranque a
frioA CCAB
(A)
Apoio, 12 V
Arranque, 12 V
Modelos com
volante à
esquerda:
720C
120E
760D
170F
278×175×190
Apoio, 12 V
Modelos com
volante à
esquerda:
Capacidade
(Ah)
70
8E
10F
Modelos com
volante à direita:
Modelos com
volante à direita:
120
8
Modelos com
volante à
esquerda:
Dimensões ,
CxLxA
(mm)
IMPORTANTE
Bateria
150×90×106E
150×90×130F
Modelos com
volante à direita:
A
B
C
D
E
F
De acordo com a norma EN.
Cold Cranking Amperes.
Transmissão manual.
Transmissão automática.
Transmissão manual combinada com função Start/Stop que
pára automaticamente apenas quando o automóvel está completamente imobilizado.
Outros.
Ao substituir a bateria de arranque em automóveis com função Start/Stop é necessário
montar uma bateria do tipo correcto, EFB11
em automóveis com transmissão manual e
AGM12 em automóveis com transmissão
automática.
Ao substituir a bateria de apoio e deve-se
montar bateria do tipo AGM.
NOTA
•
Quanto maior for o consumo de corrente
no automóvel mais tempo tem de trabalhar o alternador para carregar as baterias = Aumento do consumo de combustível.
•
Quando a capacidade da bateria de
arranque desce abaixo do nível mínimo
permitido, a função Start/Stop desactiva-se.
150×90×106
A função Start/Stop temporariamente reduzida
devido a elevado consumo de corrente implica
que:
11
12
Enhanced Flooded Battery.
Absorbed Glass Mat.
}}
401
MANUTENÇÃO E SERVIÇO DE MANUTENÇÃO
||
•
•
O motor arranca automaticamente13 sem
que o condutor pressione o pedal da
embraiagem (transmissão manual).
O motor arranca automaticamente sem que
o condutor levante o pé do pedal do travão
(transmissão automática).
Localização das baterias
mas deve-se contactar uma oficina - recomenda-se uma oficina autorizada Volvo.
IMPORTANTE
Se não forem observadas as seguintes indicações, a função Start/Stop pode parar de
funcionar temporariamente após se ter ligado
uma bateria de arranque externa ou carregador de bateria:
•
O pólo negativo da bateria de arranque
do automóvel nunca deve ser utilizado
para ligação da bateria de arranque
externa ou carregador de bateria - apenas se pode utilizar o chassis do automóvel como ponto massa.
Ver Arranque assistido com outra bateria
(pág. 295) - aí encontrará informação sobre a
instalação correcta dos grampos dos cabos.
A: Modelos com volante à esquerda. B: Modelos com
volante à direita.
Bateria de arranque14
Bateria de apoio
A bateria de apoio normalmente não necessita
de maior serviço de manutenção do que a bateria
de arranque normal. Perante dúvidas ou proble-
13
14
402
O arranque automático apenas pode ser realizado com a alavanca das mudanças na posição neutra.
Ver Bateria de arranque - generalidades (pág. 396) para descrição detalhada da bateria de arranque.
NOTA
Se a bateria de arranque for descarregada de
modo a deixar tudo "apagado", ficando sem
todas as funções eléctricas normais e
havendo necessidade de o motor ser arrancado com ajuda de uma bateria externa ou
carregador de bateria, a função Start/Stop
fica activada. O motor pode então ser parado
automaticamente mas, perante uma paragem
automática, a função Start/Stop pode falhar o
arranque automático do motor devido à capacidade diminuída da bateria de arranque.
A bateria tem de ser carregada para assegurar um arranque automático após paragem
automática. A uma temperatura exterior de
+15 °C a bateria necessita de ser carregada,
no mínimo, durante 1 hora. Com temperaturas
inferiores recomenda-se um tempo de carga
de 3-4 horas. Recomenda-se que a bateria
seja carregada com um carregador de bateria
externo.
Caso esta opção não seja possível, recomenda-se a desactivação temporária da função Start/Stop até que a bateria de arranque
fique completamente carregada.
Para mais informações sobre carga da bateria
de arranque, ver Bateria de arranque - generalidades (pág. 396).
MANUTENÇÃO E SERVIÇO DE MANUTENÇÃO
Informação relacionada
•
Bateria - símbolos (pág. 398)
Sistema eléctrico
Fusíveis - generalidades
O sistema eléctrico é monopolar e utiliza o chassis e a estrutura do motor como condutores.
Para impedir que o sistema eléctrico do automóvel seja danificado por meio de curto-circuito ou
sobrecarga, todas as funções e componentes
eléctricos estão protegidos por uma série de
fusíveis.
O automóvel possui um alternador de corrente
alternada com regulação de tensão.
A dimensão, o tipo e o desempenho da bateria
de arranque depende dos equipamentos e funções do automóvel.
IMPORTANTE
Se a bateria de arranque for substituída,
tenha o cuidado de a trocar por uma bateria
com a mesma capacidade de arranque a frio
e tipo (ver autocolante na bateria).
Informação relacionada
•
•
Bateria de arranque - substituição (pág. 399)
Bateria de arranque - generalidades
(pág. 396)
Caso algum componente ou função deixar de
funcionar, isso pode dever-se ao facto do fusível
desse componente estar provisoriamente sobrecarregado ou queimado. Se o mesmo fusível
queimar repetidas vezes, isso indica a existência
de alguma avaria no componente. A Volvo recomenda a visita a uma oficina autorizada Volvo
para verificação.
Substituição
1.
Ver o esquema de fusíveis para localizar o
fusível.
2.
Puxar para fora o fusível e ver de qual lado
do fio curvado está queimado.
3.
Nesse caso, substituir por um fusível novo da
mesma cor e com a mesma amperagem.
AVISO
Nunca substitua um fusível por qualquer outro
objecto ou por um outro fusível com amperagem superior. Pode provocar danos significativos no sistema eléctrico ou mesmo provocar
incêndio.
}}
403
MANUTENÇÃO E SERVIÇO DE MANUTENÇÃO
||
Localização das centrais eléctricas
Localização das centrais eléctricas em modelos
com volante à esquerda, no caso do automóvel
ter volante à direita, as centrais mudam sob o
lado do porta-luvas.
Compartimento do motor
Sob o porta-luvas
Sob o porta-luvas
Compartimento da bagagem sob o alçapão
Zona fria do compartimento do motor (apenas Start/Stop)
Informação relacionada
404
•
Fusíveis - no compartimento do motor
(pág. 405)
•
Fusíveis - sob o porta-luvas (pág. 410)
•
Fusíveis - no módulo de comando sob o
porta-luvas (pág. 412)
•
Fusíveis - compartimento da carga
(pág. 414)
•
Fusíveis - na zona fria do compartimento do
motor (pág. 416)
MANUTENÇÃO E SERVIÇO DE MANUTENÇÃO
Fusíveis - no compartimento do
motor
Os fusíveis no compartimento do motor protegem as funções do motor e dos travões, entre
outras.
}}
405
MANUTENÇÃO E SERVIÇO DE MANUTENÇÃO
||
Generalidades fusíveis compartimento
do motor
No interior da tampa existe um alicate que facilita
a remoção e instalação de fusíveis no lugar.
406
Posições (ver ilustração anterior)
Compartimento do motor superior
Compartimento do motor dianteiro
Compartimento do motor inferior
MANUTENÇÃO E SERVIÇO DE MANUTENÇÃO
Todos estes fusíveis encontram-se na caixa do
compartimento do motor. Os fusíveis em (C)
encontram-se sob (A).
Função
AA
Função
AA
Fusível primário para central
de relés/fusíveis sob o porta-luvasB
60
Fusível primário para módulo
electrónico central (CEM) sob
o porta-luvas
20
No interior da tampa existe um autocolante que
indica a localização dos fusíveis.
•
-
ABS
5
Fusíveis 1-7 e 42-44 são de tipo "Midi
Fuse" e apenas podem ser substituídos por
uma oficina15.
•
Fusíveis 8-15 e 34 são do tipo "JCASE" e
devem ser substituídos numa oficina15.
•
Fusíveis 16-33 e 35-41 são do tipo "Mini
Fuse".
15
Função
AA
Fusível primário para módulo
electrónico central (CEM) sob
o porta-luvasB
50
Fusível primário para módulo
electrónico central (CEM) sob
o porta-luvas
50
Fusível primário para central
eléctrica no compartimento da
cargaB
60
Fusível primário para central
de relés/fusíveis sob o porta-luvas
60
Recomenda-se uma oficina autorizada Volvo.
-
Aquecedor adicional eléctrico*B
100
Força da direcção ajustável*
5
40
Módulo de comando do motor;
Módulo de comando da transmissão; Airbags
10
Pára-brisas com aquecimento
eléctrico*B , lado esquerdo
Limpa pára-brisas
30
10
Aquecedor de estacionamento*
25
Bocal de lavagem com aquecimento*
Ventilador do habitáculoC
-
-
40
Comando das luzes
5
Pára-brisas com aquecimento
eléctrico*B , lado direito
40
-
-
Bomba ABS
40
-
-
Válvulas ABS
20
-
-
20
Relé bobinas
5
Lava faróis*
10
Faróis adicionais*
20
Controlo da altura do foco*;
Faróis xénon activos - ABL*
Buzina
15
}}
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução. 407
MANUTENÇÃO E SERVIÇO DE MANUTENÇÃO
||
408
Função
AA
Função
AA
Função
AA
Bobina de relé no relé principal do sistema de comando do
motor (4 cil.); Módulo de
comando do motor (4 cil.)
5
Módulo de comando do motor
(5 cil. diesel)
15
15
Módulo de comando do motor
(4 cil.)
20
Sonda lambda, dianteira (4
cil.); Sonda lambda, traseira (4
cil. gasolina)
Bobina de relé no relé principal do sistema de comando do
motor (5 cil. Diesel); Módulo
de comando do motor (5 cil.
Diesel)
10
Sensor de massa de ar (4 cil.);
Termóstato (4 cil. gasolina);
válvula EVAP (4 cil. gasolina);
Bomba de refrigerante de
EGR (4 cil. diesel)
10
Módulo de comando da transmissão
15
15
Bomba do líquido de arrefecimento de apoio (4 cil. Diesel)
15
Sensor de massa de ar (5 cil.
Diesel); Válvulas reguladoras
(5 cil. Diesel)
Bobinas de relé na central
eléctrica na zona fria do compartimento do motor (Start/
Stop)
5
Acoplamento magnético A/C
(5 cil. Diesel); Válvulas (5 cil.
Diesel); Sensor do nível do
óleo
-
-
Válvulas (4 cil.); Bomba de
óleo (4-cil. gasolina); Sonda
lambda, central (4 cil. gasolina); Sonda lambda, traseira
(4 cil. diesel)
Módulo de comando de incandescência (5 cil. diesel)
10
Módulo de comando do motor
(4 cil.)
20
Sondas lambda (5 cil. Diesel);
Módulo de comando grelha do
radiador (5 cil. Diesel)
Bobinas de ignição (4 cil.
gasolina)
15
Aquecedor do filtro Diesel
(Diesel)
20
7,5
10
Acoplamento magnético A/C
(4 cil.); Módulo de comando
de incandescência (4 cil. diesel); Bomba de óleo (4 cil. diesel)
Aquecedor da ventilação do
cárter (5 cil. Diesel); Bomba
de óleo transmissão automática (5 cil. Diesel Start/Stop)
10
15
Bomba do líquido refrigerante
(4 cil. gasolina)
50
Vela (Diesel)
70
MANUTENÇÃO E SERVIÇO DE MANUTENÇÃO
Função
A
B
C
D
AA
Ventoinha de refrigeração
(gasolina)
60/80D
Ventoinha de refrigeração
(Diesel)
80
Assistência à direcção
100
Ampere
Para automóveis com função Start/Stop esta posição de fusível
está vazia - ver Fusíveis - na zona fria do compartimento do
motor (pág. 416).
Para automóveis com função Start/Stop esta posição de fusível
está vazia - ver Fusíveis - na zona fria do compartimento do
motor (pág. 416).
Dependendo da variante de ventoinha de refrigeração.
Informação relacionada
•
•
•
Fusíveis - sob o porta-luvas (pág. 410)
Fusíveis - no módulo de comando sob o
porta-luvas (pág. 412)
Fusíveis - compartimento da carga
(pág. 414)
409
MANUTENÇÃO E SERVIÇO DE MANUTENÇÃO
Fusíveis - sob o porta-luvas
Os fusíveis sob o porta-luvas protegem as funções do sistema Interactivo (Infotainment) e dos
assentos, entre outras.
Posições
AA
Fusível primário para módulo de
comando áudio*; Fusível primário
para fusíveis 16-20: Infotainment
40
Lava pára-brisas; Lava vidro traseiro
25
-
410
Função
Função
-
AA
Função
AA
Painel de controlo porta do condutor
20
-
-
-
5
Painel de controlo dianteiro porta
do passageiro
20
Puxador da porta, sistema sem
chave*
-
Painel de controlo traseiro porta do
passageiro direita
20
-
Painel de controlo traseiro porta do
passageiro esquerda
20
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução.
MANUTENÇÃO E SERVIÇO DE MANUTENÇÃO
Função
AA
Função
AA
Sistema sem chave*
7,5
Aquecedor adicional eléctrico*
5
Assento de comando eléctrico do
lado do condutor*
20
Aquecimento do assento dianteiro
do lado do passageiro
15
Assento de comando eléctrico do
lado do passageiro*
20
Aquecimento do assento dianteiro
do lado do condutor
15
-
-
5
Módulo de comando sistema Interactivo (Infotainment) ou EcrãB
5
Assistência de estacionamento*;
Câmara de estacionamento*; BLIS*
Módulo de comando AWD*
15
Módulo de comando áudio (amplificador)*; TV*; Rádio digital*
10
Chassis activo Four-C*
10
Módulo de comando áudio ou
Módulo de comando SensusB
15
Telemática*; Bluetooth*
5
•
Fusíveis - no compartimento do motor
(pág. 405)
-
-
•
Teto de abrir*; Iluminação interior
teto; Sensor climático*
5
Fusíveis - no módulo de comando sob o
porta-luvas (pág. 412)
•
Tomada 12 V consola de túnel
15
Fusíveis - compartimento da carga
(pág. 414)
•
Aquecedor do banco traseiro,
direita*
15
Fusíveis - na zona fria do compartimento do
motor (pág. 416)
Aquecedor do banco traseiro,
esquerda*
15
A
B
Ampere
Algumas versões de motor.
Informação relacionada
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução. 411
MANUTENÇÃO E SERVIÇO DE MANUTENÇÃO
Fusíveis - no módulo de comando
sob o porta-luvas
Os fusíveis no módulo de comando sob o porta-luvas protegem as funções do airbag e do aviso
de colisão, entre outras.
Posições
Função
AA
Limpa vidro traseiro
15
Iluminação interior; Painel de
comando dos vidros eléctricos da
porta do condutor; Assentos de
comando eléctrico*
412
7,5
Função
AA
Função
AA
Instrumento combinado
5
10
Controlo da velocidade adaptativo,
ACC*; aviso de colisão*
10
Fecho centralizado, tampa do
depósito de combustível
15
Iluminação interior; Sensor de
chuva*
7,5
Volante com aquecimento eléctrico*
15
Módulo do volante
7,5
Pára-brisas com aquecimento
eléctrico*
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução.
MANUTENÇÃO E SERVIÇO DE MANUTENÇÃO
Função
AA
Função
AA
Destrancagem da tampa do porta-bagagens
10
Tecto de abrir*
20
Encosto da cabeça rebatível*
10
Inibidor de arranque
5
A
Bomba de combustível
20
Sensor de movimentos do alarme*;
Painel de climatização
5
•
Bloqueio do volante
15
•
•
Sirene de alarme*; Tomada de
diagnóstico OBDII
5
-
-
Informação relacionada
•
Airbags
10
Aviso de colisão*
5
Sensor do pedal do acelerador;
Anti-encandeamento do espelho
retrovisor interior*; Aquecimento do
banco traseiro*
7,5
Módulo de comando sistema Interactivo (Infotainment) (Performance); Audio (Performance)
15
Luzes de travões
5
Ampere
Fusíveis - no compartimento do motor
(pág. 405)
Fusíveis - sob o porta-luvas (pág. 410)
Fusíveis - compartimento da carga
(pág. 414)
Fusíveis - na zona fria do compartimento do
motor (pág. 416)
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução. 413
MANUTENÇÃO E SERVIÇO DE MANUTENÇÃO
Fusíveis - compartimento da carga
Os fusíveis no compartimento da carga protegem o travão de estacionamento eléctrico, entre
outros elementos.
Posições
414
Função
Função
AA
Travão de estacionamento eléctrico
esquerdo
30
Travão de estacionamento eléctrico
direito
30
Desembaciador do vidro traseiro
Tomada do atrelado 2*
Tomada 12 V compartimento da
carga
Função
AA
-
-
15
-
-
30
-
-
15
-
-
Tomada do atrelado 1*
A
AA
40
-
Ampere
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução.
MANUTENÇÃO E SERVIÇO DE MANUTENÇÃO
Informação relacionada
•
Fusíveis - no compartimento do motor
(pág. 405)
•
•
Fusíveis - sob o porta-luvas (pág. 410)
•
Fusíveis - no módulo de comando sob o
porta-luvas (pág. 412)
Fusíveis - na zona fria do compartimento do
motor (pág. 416)
415
MANUTENÇÃO E SERVIÇO DE MANUTENÇÃO
Fusíveis - na zona fria do
compartimento do motor
Os fusíveis na zona fria do compartimento do
motor estão disponíveis em automóveis com
função Start/Stop.
•
Fusíveis A1 e A2 são de tipo "MEGA Fuse" e
apenas podem ser substituídos por uma oficina16.
•
Fusíveis 1-11 são de tipo "Midi Fuse" e apenas podem ser substituídos por uma oficina16.
•
Fusível 12 é do tipo "Mini Fuse".
Posições
Função
Fusível principal para central eléctrica no compartimento do motor
Função
AA
175
Fusível principal para o Módulo
electrónico central (CEM) sob o
porta-luvas, central de relés/fusíveis sob o porta-luvas, central
eléctrica no compartimento da
carga
AA
175
Para mais informações sobre o Start/Stop - ver
Start/Stop* (pág. 305).
16
416
Recomenda-se uma oficina autorizada Volvo.
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução.
MANUTENÇÃO E SERVIÇO DE MANUTENÇÃO
Função
Aquecedor adicional eléctrico*
100
Fusível primário para módulo electrónico central (CEM) sob o porta-luvas
50
Fusível primário para central de
relés/fusíveis sob o porta-luvas
60
Pára-brisas com aquecimento
eléctrico*
60
Fusível primário para central eléctrica no compartimento da carga
60
Ventilador do habitáculo
40
-
-
-
-
Relé de arranque
-
A
AA
Informação relacionada
•
Fusíveis - no compartimento do motor
(pág. 405)
•
•
Fusíveis - sob o porta-luvas (pág. 410)
•
Fusíveis - no módulo de comando sob o
porta-luvas (pág. 412)
Fusíveis - compartimento da carga
(pág. 414)
30
-
Bateria de apoio
70
Módulo electrónico central (CEM)
- tensão de referência, bateria de
apoio
5
Ampere
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução. 417
MANUTENÇÃO E SERVIÇO DE MANUTENÇÃO
Lavagem automática de automóveis
O automóvel deve ser lavado logo que fique
sujo. Lave numa plataforma de lavagem com
separador de óleo. Utilize champô de automóvel.
Lavagem à mão
•
•
•
•
418
Remova os excrementos de pássaro das
superfícies pintadas o mais depressa possível. Estes contêm substâncias que afetam e
descoloram a pintura muito rapidamente.
Recomenda-se que eventuais descolorações
sejam reparadas numa oficina autorizada
Volvo.
Lave com água a estrutura inferior.
Lave todo o automóvel até a sujidade solta
sair, para evitar o risco de danos causados
pela abrasão. Não aponte o bico directamente nas fechaduras.
Se necessário utilize um produto frio de
desengorduramento em superfícies com sujidade muito presa. Note que as superfícies
não podem estar aquecidas pelo sol!
•
Lave com esponja e champô de automóvel
com água tépida abundante.
•
Lave as escovas do limpa pára-brisas com
uma solução de sabão tépida ou com
champô de automóvel.
•
Seque o automóvel com uma pele de
camurça limpa e macia ou com um raspador
de água. Ao evitar que as gotas de água
sequem à luz do sol reduz-se o risco de for-
mação de marcas de gotas que têm de ser
posteriormente polidas.
AVISO
Confie sempre a lavagem do motor a uma oficina. Se o motor estiver quente existe o risco
de incêndio.
IMPORTANTE
Os faróis sujos possuem funcionalidade reduzida. Limpe regularmente, por exemplo: ao
reabastecer o combustível.
Não utilize agentes de limpeza corrosivos, utilize água e uma esponja não abrasiva.
NOTA
A iluminação exterior, como é o caso dos
faróis e luzes traseiras, pode formar temporariamente condensação no interior do vidro.
Isto é normal, toda a iluminação exterior foi
concebida para suportar esta situação. A condensação é ventilada normalmente para fora
do cárter das lâmpadas após a lâmpada estar
acesa algum tempo.
Lavagem automática
A lavagem automática é um modo simples e
rápido de manter o automóvel limpo, mas esta
lavagem não chega a todos os pontos. Para que
se obtenha os melhores resultados, recomenda-se a lavagem do automóvel à mão.
NOTA
Durante os primeiros meses o automóvel
deve ser lavado apenas à mão. Isto porque a
pintura é mais sensível enquanto nova.
Lavagem de alta pressão
Ao utilizar a lavagem de alta pressão faça movimentos largos e assegure-se que o bico de lavagem não se aproxima do automóvel mais do que
30 cm (a distância é válida para todos os elementos exteriores). Não aponte o bico directamente nas fechaduras.
Testar os travões
AVISO
Teste sempre os travões após a lavagem,
inclusive o travão de estacionamento, de
modo a que a humidade e a corrosão não
ataquem as pastilhas dos travões e deteriorem os travões.
Trave levemente de vez em quando se conduzir
percursos longos debaixo de chuva ou neve enlameada. O calor gerado pela fricção aquece e
seca as pastilhas dos travões. Proceda do
mesmo modo após o arranque em tempo muito
húmido ou frio.
MANUTENÇÃO E SERVIÇO DE MANUTENÇÃO
Escovas de limpa pára-brisas
Restos de asfalto, poeira ou sal na escova assim
como insectos, gelo, etc. acumulados no pára-brisas afectam negativamente a longevidade da
escova do limpa pára-brisas.
Na lavagem:
- Coloque a escova do limpa pára-brisas no
modo de serviço, ver Escovas de limpa pára-brisas (pág. 393).
NOTA
Lave regularmente a escova do limpa pára-brisas e o pára-brisas com uma solução de
sabão ou champô automóvel morno. Nunca
utilize produtos de limpeza fortes.
Exteriores de plástico, borracha e
elementos decorativos
Para a limpeza e tratamento de artigos coloridos
de plástico, borracha ou elementos decorativos,
como por exemplo: listas brilhantes, recomenda-se a utilização de agentes de limpeza especiais
que se encontram disponíveis num concessionário Volvo. Ao usar tais agentes de limpeza
devem-se seguir cuidadosamente as instruções
de utilização.
IMPORTANTE
Evite o enceramento e polimento de plástico
e borracha.
Ao utilizar agentes desengordurantes em
plástico ou borracha, aplique apenas com
pressão leve. Utilize uma esponja húmida.
O polimento de faixas brilhantes pode remover ou danificar a camada superficial brilhante.
Produtos fortes para a limpeza das jantes podem
danificar as superfícies e causar manchas em
jantes de alumínio cromadas.
Informação relacionada
•
•
•
Polir e encerar (pág. 420)
Limpeza do interior (pág. 421)
Revestimento contra água e sujidade
(pág. 420)
Agentes de polimento com abrasivos não
devem ser utilizados.
IMPORTANTE
Evite lavar o automóvel com agentes de limpeza com um valor de pH inferior a 3,5 ou
superior a 11,5. Estes podem descolorar os
elementos de alumínio anodizado tais como:
calhas do tejadilho e faixas à volta das janelas
laterais.
Nunca utilize agentes de polimento de metal
nos elementos de alumínio anodizado. Estes
podem descolorar e deteriorar o tratamento
de superfície.
Jantes
Utilize apenas produtos de limpeza de jantes
recomendados pela Volvo.
419
MANUTENÇÃO E SERVIÇO DE MANUTENÇÃO
Polir e encerar
IMPORTANTE
Polir e encerar o automóvel quando a superfície
pintada estiver fosca ou para lhe dar protecção
suplementar.
Evite o enceramento e polimento de plástico
e borracha.
Ao utilizar agentes desengordurantes em
plástico ou borracha, aplique apenas com
pressão leve. Utilize uma esponja húmida.
Não é necessário polir o automóvel antes de
este ter um ano de idade, mas pode ser encerado antes durante esse período. Não proceda
ao polimento nem enceramento à luz directa do
sol.
O polimento de faixas brilhantes pode remover ou danificar a camada superficial brilhante.
Lave e seque muito bem o automóvel antes de o
polir ou encerar. Retire os salpicos de asfalto ou
de alcatrão com o produto de limpeza com nafta
ou destinados a esse fim. As nódoas mais difíceis
podem ser retiradas com massa de polir (rubbing) destinada para pintura de automóveis.
Agentes de polimento com abrasivos não
devem ser utilizados.
IMPORTANTE
Devem-se utilizar apenas tratamentos para a
pintura recomendados pela Volvo. Outros tratamentos, tais como de conservação, selagem, protecção, brilho ou semelhantes
podem danificar a pintura. Danos na pintura
provocados por estes tratamentos não são
cobertos pela garantia Volvo.
Faça primeiro polimento com polish e depois
encere com cera líquida ou sólida. Siga minuciosamente as instruções nas embalagens. Muitos
dos produtos contêm polish e cera.
Informação relacionada
•
420
Lavagem automática de automóveis
(pág. 418)
Revestimento contra água e
sujidade
Os vidros têm um revestimento que melhora a
visibilidade em condições climatéricas desfavoráveis.
Revestimento contra água e sujidade*
O revestimento contra água está
sujeito a um desgaste natural.
Cuidados:
•
Nunca utilize em superfícies de vidro produtos como cera automóvel, desengordurantes,
etc. Estes artigos podem danificar as propriedades protectoras contra a água.
•
Tenha cuidado na limpeza para não riscar as
superfícies de vidro.
•
Para evitar danos nas superfícies de vidro ao
remover gelo – utilize apenas espátulas de
plástico.
•
Para manter as propriedades de proteção
contra a água nos vidros laterais recomenda-se tratamento com um produto especial que
se encontra disponível nos concessionários
Volvo. Este produto deve ser utilizado pela
primeira vez ao fim de três anos e depois
todos os anos.
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução.
MANUTENÇÃO E SERVIÇO DE MANUTENÇÃO
IMPORTANTE
Não utilize raspadores de gelo de metal para
remover gelo dos vidros. Utilize o aquecimento eléctrico para remover o gelo dos
espelhos, ver Vidros e retrovisores - desembaciamento (pág. 113).
Informação relacionada
•
Lavagem automática de automóveis
(pág. 418)
Protecção anti-corrosão
Limpeza do interior
O automóvel recebeu na fábrica um tratamento
de protecção anti-corrosiva muito minucioso e
completo. Partes da carroçaria estão compostas
de chapa galvanizada. A estrutura inferior está
protegida com um agente de protecção anti-corrosiva resistente ao desgaste. Um líquido de
protecção anti-corrosiva diluído e altamente
penetrante foi pulverizado nas barras, nas cavidades, nas secções fechadas e nas portas laterais.
Utilize apenas produtos de limpeza e manutenção do automóvel recomendados pela Volvo.
Limpe regularmente e, para os melhores resultados, trate as nódoas logo que possível. É importante proceder à limpeza com aspirador antes
de se limpar com o produto de limpeza.
IMPORTANTE
•
Algumas peças de roupa tingidas (por
ex.: jeans ou roupa em camurça) podem
tingir os estofos. Perante esta ocorrência,
é importante que a limpeza e tratamento
das partes afectadas logo que possível.
•
Nunca utilize solventes fortes, por ex.:
líquido de lava pára-brisas, diluente, terebentina, para limpar o interior, uma vez
que estes solventes podem danificar os
estofos e os restantes materiais interiores.
•
Nunca pulverize agentes de limpeza
directamente sobre componentes que
possuem botões ou comandos eléctricos.
Limpe-os utilizando um pano humedecido com o agente de limpeza.
•
Objectos contundentes fitas aderentes
podem danificar os estofos têxteis do
automóvel.
Inspecção e manutenção
A proteção anti-corrosão do veículo normalmente
não precisam de manutenção, mas manter o veículo limpo é sempre uma forma de reduzir o risco
de corrosão. Devem ser evitados líquidos alcalinos fortes ou líquidos de limpeza ácidos nas
detalhes brilhantes ornamentais. Eventuais marcas causadas pelo bater de pequenas pedras
devem ser reparadas logo que detectadas.
Informação relacionada
•
Danos na pintura (pág. 423)
}}
421
MANUTENÇÃO E SERVIÇO DE MANUTENÇÃO
||
Estofos têxteis e tejadilho têxtil
A Volvo dispõe de um completo produto de tratamento para estofos e tejadilho têxteis que,
quando utilizados de acordo com as instruções,
preservam as características dos estofos. O produto de tratamento para têxteis encontra-se disponível num concessionário Volvo.
Estofos em pele
Os estofos em pele da Volvo foram tratados para
conservar o seu aspecto original.
Os estofos em pele são um produto natural que
se transforma com o tempo adquirindo uma bela
pátina. Para preservar as suas características e
cores, a pele deve ser sujeita a limpeza e tratamento regular. A Volvo dispõe de uma gama
completa de produtos de limpeza e tratamento
de estofos de pele, Volvo Leather Care Kit/
Wipes, que, quando utilizados de acordo com as
instruções, preservam o aspecto natural da pele.
Para se atingir os melhores resultados, a Volvo
recomenda a limpeza e aplicação de creme protector uma a quatro vezes por ano (ou mais se
necessário). O Leather Care Kit/Wipes encontra-se disponível num concessionário Volvo.
Volante em pele
A pele necessita de respirar. Nunca cubra o
volante em pele com uma protecção de plástico.
Para a limpeza do volante em pele recomenda-se
a utilização de Volvo Leather Care Kit/Wipes.
422
Elementos interiores de plástico, metal
e madeira
AVISO
Para a limpeza dos elementos e superfícies interiores recomendamos toalhetes de fibras quebradas ou toalhetes de micro fibras, humidificados
com água, disponíveis num concessionário Volvo.
Utilize apenas um tapete de encaixe para
cada lugar e verifique antes da viagem se o
tapete no lugar do condutor está devidamente e ancorado nos pontos, de modo a não
ficar entalado junto ou sob os pedais.
Nunca raspe nem esfregue uma nódoa. Nunca
utilize produtos fortes para a remoção de nódoas.
Para os casos mais difíceis poderá encontrar artigos de limpeza especiais nos concessionários
Volvo.
Para nódoas no tapete recomenda-se, após aspirar, tratamento com agente de limpeza têxtil. Os
tapetes devem ser limpos com agentes recomendados num concessionário Volvo.
Cintos de segurança
Informação relacionada
Use água e detergente sintético, o seu concessionário Volvo possui artigos de limpeza especiais para têxteis. Assegure-se de que o cinto de
segurança está bem seco antes de o enrolar de
novo.
Tapetes de encaixe e tapete do chão
Retire os tapetes acessórios para a limpeza
separada do tapete do chão e dos tapetes acessórios. Utilize um aspirador para limpar todo o pó
e sujidade. Cada tapete de encaixe prende em
pontos.
Retire o tapete de encaixe segurando o tapete
em cada ponta e puxando-o para cima.
Coloque o tapete de encaixe pressionando em
cada ponto.
•
Lavagem automática de automóveis
(pág. 418)
MANUTENÇÃO E SERVIÇO DE MANUTENÇÃO
Danos na pintura
Repare pequenos danos da pintura
como marcas causadas pelo bater de
pequenas pedras e riscos
A pintura constitui uma parte importante da protecção anti-corrosão do automóvel e, por isso,
deve ser inspeccionada com regularidade. Os
danos na pintura mais habituais são marcas
causadas pelo bater de pequenas pedras,
ranhuras e danos em, por ex.cantos dos pára-choques, portas e pára-choques.
Para evitar a formação de corrosão, os danos na
pintura devem ser reparados imediatamente.
Materiais que podem ser necessários
•
Pintura básica (primário)17 - para, por exemplo, pára-choques revestidos a plástico,
existe um primário especial aderente em lata
de spray.
•
pintura básica ou verniz - disponível em lata
de spray ou como caneta/marcador18.
•
•
Tira adesiva de protecção.
Código de pintura exterior
Eventual código secundário de pintura exterior
É importante usar a cor correcta. Para a localização do autocolante do produto, ver Modelo
(pág. 426).
G021832
Melhoramento de pequenos danos na
pintura
Antes de se iniciar o trabalho, o automóvel deve
estar lavado, seco e ter uma temperatura superior a 15 °C.
pano fino17.
Código de pintura
Existe uma etiqueta adesiva com códigos de cor
localizada no pilar da porta do veículo, que é visível quando a porta traseira direita se abre.
17
18
Eventualmente.
Siga as instruções que acompanham a embalagem da caneta/marcador.
}}
423
MANUTENÇÃO E SERVIÇO DE MANUTENÇÃO
||
1.
Fixe um pedaço de fita adesiva de protecção
sobre a superfície danificada. Em seguida,
puxe a fita de modo a que eventuais restos
da tinta venham presos à fita.
Se o dano tiver atingido a superfície de metal
(chapa) é importante utilizar uma pintura
básica (primário). Em danos numa superfície
plástica deve-se utilizar primário aderente
para os melhores resultados - aplique o
spray na tampa da lata e utilize um pincel
fino.
424
2.
Antes de pintar pode ser necessário (por
ex.perante desníveis) utilizar uma lixa muito
fina para aplicar ligeiramente a nível local. A
superfície deve ser limpa cuidadosamente e
secar.
3.
Misture bem a pintura básica (primário) e
aplique com a ajuda de um pincel fino, fósforo ou semelhante. Termine com pintura
base e verniz quando a pintura básica secar.
4.
Em caso de ranhuras, proceda como anteriormente, mas ponha fita adesiva de protecção à volta da área danificada para proteger
a pintura não danificada.
NOTA
Se a marca de pedra não atingir a superfície
metálica (chapa) e ainda existir camada de
pintura não danificada - aplique directamente
tinta base e tinta transparente após a limpeza
da superfície.
Informação relacionada
•
Protecção anti-corrosão (pág. 421)
ESPECIFICAÇÕES
ESPECIFICAÇÕES
Modelo
Modelo, número de chassis, etc., ou seja, informação única sobre o veículo pode ser lida num
autocolante do automóvel.
426
ESPECIFICAÇÕES
Localização dos autocolantes
A imagem é ilustrativa - os elementos podem variar com o mercado e o modelo.
Em todos os seus contactos com concessionários Volvo relacionados com o automóvel e sem-
pre que faça encomendas de peças sobressalentes e acessórios, pode facilitar se souber indicar
o modelo, o número do chassis e número do
motor.
}}
427
ESPECIFICAÇÕES
||
Modelo, número de chassis, pesos máximos
permitidos, código para a cor exterior e
número da homologação do tipo. O autocolante encontra-se no pilar da porta e fica visível quando a porta direita traseira é aberta.
Autocolante do sistema A/C.
Autocolante do aquecedor de estacionamento.
Código do motor e número de série do
motor.
Autocolante relativo ao óleo do motor.
Modelo e número de série da transmissão.
Transmissão manual
Transmissão automática
Número de identificação do automóvel (VIN
Vehicle Identification Number).
No certificado de registo do automóvel encontram-se informações adicionais sobre o mesmo.
NOTA
Os autocolantes que aparecem no manual do
proprietário não pretendem ser cópias exactas dos existentes no automóvel. O objectivo
é indicar o aspecto e a localização aproximadas no automóvel. A informação relativa ao
seu automóvel encontra-se no autocolante do
automóvel.
428
Informação relacionada
•
•
•
Pesos (pág. 430)
Especificações de motor (pág. 433)
Especificações do ar condicionado
(pág. 441)
ESPECIFICAÇÕES
Medidas
As medidas do comprimento, altura, etc. do
automóvel podem ser vistas na tabela.
Medidas
mm
V60CCA
A
Distância entre eixos
2774
F
Altura de carga
B
Comprimento
4637
G
Largura de via à frente
V60CCA
C
D
E
mm
V60CCA
1749
Comprimento de carga,
chão
978
1545
H
Largura de via atrás
Medidas
mm
658
K
Largura incl. retrovisores
2097
1619B
L
Largura incl. retrovisores
rebatidos
1899
1609C
Comprimento de carga,
chão, banco rebatido
Altura
Medidas
1577B
1567C
I
Largura de carga, chão
1082
J
Largura
1866
A
B
C
V60 Cross Country
Largura de pneus 215 mm.
Largura de pneus 235 mm.
429
ESPECIFICAÇÕES
Pesos
O peso total máx. etc. pode ser lido num autocolante no automóvel.
O peso de serviço inclui o condutor, o peso do
depósito de combustível quando cheio até 90 %,
todos os óleos e líquidos.
O peso dos passageiros e de acessórios montados, assim como o da esfera de pressão
(pág. 431) (com atrelado conectado) afectam a
capacidade de carga e não são contabilizados no
peso de serviço.
Carga Máx permitida = Peso total - Peso de serviço.
NOTA
O peso de serviço documentado é válido para
o automóvel na versão base - ou seja, um
automóvel sem equipamentos extra ou opcionais. Isto significa que por cada opção adicionada, a capacidade de carga é reduzida no
equivalente ao peso da opção.
Exemplos de opções que reduzem a capacidade de carga são os diferentes níveis de
equipamentos (por ex.: Kinetic/Momentum/
Summum) e outras opções como Engate de
reboque, Porta bagagens, Bagageira de tejadilho, Equipamento áudio, Faróis adicionais,
GPS, Aquecedor alimentado a combustível,
Grelhas de proteção, Tapetes, Cobertura da
bagagem, Assentos de comando elétrico, etc.
Para informações sobre a localização do autocolante,
ver Modelo (pág. 426).
Peso total máx.
Peso máx. conjunto (automóvel+atrelado)
Pesar o automóvel é um método seguro para
determinar o peso de serviço do seu automóvel.
Carga máx., eixo dianteiro
Carga máx., eixo traseiro
Nível de equipamento
AVISO
As características de condução do automóvel
alteram-se com a carga no automóvel e a sua
distribuição.
Carga máx.: Ver documento de registo do automóvel.
Carga máx. no tejadilho: 75 kg.
Informação relacionada
•
•
430
Carga e esfera de pressão (pág. 431)
Consumo de combustível e emissões CO2
(pág. 443)
ESPECIFICAÇÕES
Carga e esfera de pressão
Peso máximo, reboque travado
A carga e esfera de pressão para condução
com atrelado podem ser vistas nas tabelas.
NOTA
Nem todos os motores estão disponíveis em
todos os mercados.
Código do motorB
Transmissão
Peso máximo, reboque travado (kg)
Máx. esfera de pressão (kg)
T5
B4204T11
Automática, TG-81SC
1600
75
T5 AWD
B4204T11
Automática, TG-81SC
1800
90
D3
D4204T4
Manual, M66
1800
90
D3
D4204T4
Automática, TG-81SC
1800
90
D4
D4204T14
Manual, M66
1800
90
D4
D4204T14
Automática, TG-81SC
1800
90
D4 AWD
D5244T21
Automática, TF-80SD
1900
90
V60CCA
Motor
A
B
V60 Cross Country
O código do motor, o número de referência e o número de série podem ser vistos no motor, ver Modelo (pág. 426).
Peso máximo, reboque destravado
Peso máximo, reboque destravado (kg)
Máx. esfera de pressão (kg)
750
50
}}
431
ESPECIFICAÇÕES
||
432
Informação relacionada
•
•
Pesos (pág. 430)
Condução com atrelado* (pág. 333)
* Opção/acessório, para mais informações ver Introdução.
ESPECIFICAÇÕES
Especificações de motor
As especificações do motor (potência, etc.) para
cada alternativa de motor podem ser lidas na
tabela.
V60CCA
Motor
Código do
motorB
NOTA
Nem todos os motores estão disponíveis em
todos os mercados.
Potência
Potência
Binário
(kW/rpm)
(cv/rpm)
(Nm/rpm)
Número de
cilindros
Diâmetro do
cilindro
Curso
Cilindrada
(mm)
(litros)
Taxa de compressão
(mm)
T5 / T5 AWD
B4204T11
180/5500
245/5500
350/1500-4800
4
82,0
93,2
1,969
10,8:1
D3
D4204T4
110/4250
150/4250
350/1500-2500
4
82,0
93,2
1,969
15,8:1
D4
D4204T14
140/4250
190/4250
400/1750-2500
4
82,0
93,2
1,969
15,8:1
D4 AWD
D5244T21
140/4000
190/4000
420/1500-3000
5
81,0
93,2
2,400
16,5:1
A
B
V60 Cross Country
O código do motor, o número de referência e o número de série podem ser vistos no motor, ver Modelo (pág. 426).
Informação relacionada
•
Líquido de arrefecimento - qualidade e
volume (pág. 437)
•
Óleo do motor - qualidade e volume
(pág. 435)
433
ESPECIFICAÇÕES
Óleo do motor - condições de
condução desfavoráveis
IMPORTANTE
Para cumprir as exigências dos intervalos de
serviço do motor, todos os motores são abastecidos de fábrica com um óleo do motor sintético especialmente desenvolvido para este
fim. A opção por este óleo foi feita com
grande preocupação com a longevidade,
capacidade no arranque, consumo de combustível e impacte ambiental.
Condições de condução desfavoráveis podem
causar temperaturas anormalmente altas do óleo
ou elevado consumo de óleo. Mais abaixo
encontram-se alguns exemplos de condições de
condução desfavoráveis.
Verifique o óleo (pág. 378) com maior frequência
em conduções prolongadas:
•
•
•
•
Para que os intervalos de serviço recomendados sejam válidos é necessário utilizar óleo
do motor aprovado. Utilize apenas a qualidade
do óleo indicada, tanto no abastecimento
como na mudança do óleo, caso contrário
pode afectar a longevidade, capacidade no
arranque, consumo de combustível e impacte
ambiental.
com roulotte ou atrelado
em zonas montanhosas
a alta velocidade
com temperaturas inferiores a -30 °C ou
superiores a +40 °C.
Esta informação aplica-se também a trajectos
mais curtos com temperaturas baixas.
A Volvo Car Corporation não assegura a
garantia se for utilizado óleo do motor com
qualidade e viscosidade diferentes das indicadas.
Em condições de condução desfavoráveis utilize
óleo do motor totalmente sintético. Este proporciona protecção extra ao motor.
A Volvo recomenda:
A Volvo recomenda que a mudança do óleo
seja efectuada numa oficina autorizada Volvo.
Informação relacionada
434
•
Óleo do motor - qualidade e volume
(pág. 435)
•
Óleo do motor - generalidades (pág. 377)
ESPECIFICAÇÕES
Óleo do motor - qualidade e volume
A qualidade do óleo e o volume para cada alternativa de motor pode ser visto na tabela.
NOTA
Nem todos os motores estão disponíveis em
todos os mercados.
A Volvo recomenda:
V60CCA
Código do motorB
Qualidade do óleo
Volume, incluindo o filtro do óleo
(litros)
Motor
T5 / T5 AWD
B4204T11
Castrol Edge Professional V 0W-20 ou VCC RBS0-2AE 0W-20
D3
D4204T4
cerca de 5,2
D4
D4204T14
cerca de 5,2
D4 AWD
D5244T21
Qualidade do óleo: ACEA A5/B5
cerca de 5,9
cerca de 5,9
Viscosidade: SAE 0W-30
A
B
V60 Cross Country
O código do motor, o número de referência e o número de série podem ser vistos no motor, ver Modelo (pág. 426).
}}
435
ESPECIFICAÇÕES
||
436
Informação relacionada
•
Óleo do motor - condições de condução
desfavoráveis (pág. 434)
•
Óleo do motor - verificação e abastecimento
(pág. 378)
ESPECIFICAÇÕES
Líquido de arrefecimento qualidade e volume
O volume do líquido de arrefecimento para cada
alternativa de motor pode ser visto na tabela.
Qualidade recomendada: A Volvo recomenda
líquido de arrefecimento misturado com 50 %
água1, ver embalagem.
NOTA
Nem todos os motores estão disponíveis em
todos os mercados.
V60CCA
Volume
MotorB
(litros)
T5 / T5 AWD
B4204T11
8,3 (8,7C)
D4 AWD
D5244T21
8,9
D3
D4204T4
D4
D4204T14
8,9 (9,2C)
V60 Cross Country
O código do motor, o número de referência e o número de
série podem ser vistos no motor, ver Modelo (pág. 426).
Aplicável a automóvel com aquecedor alimentado a combustível.
A
B
C
Informação relacionada
•
1
Líquido de arrefecimento - nível (pág. 382)
A qualidade da água deve cumprir a norma STD 1285,1.
437
ESPECIFICAÇÕES
Óleo da transmissão - qualidade e
volume
O óleo da transmissão e o volume recomendados para cada alternativa de caixa de velocidades podem ser vistos na tabela.
Transmissão manual
Transmissão manual
Volume (litros)
M66
aprox.1,45
Óleo de transmissão recomendado
BOT 350M3
Transmissão automática
Transmissão automática
Volume (litros)
TF-80SD
cerca de 7,0
cerca de 6,6A
TG-81SC
A
B
AW1
AW1
Motores a gasolina
Motores Diesel
NOTA
Em condições de condução normais o óleo
da transmissão não necessita de ser substituído. Perante condições de condução desfavoráveis pode ser necessário substituir o óleo.
438
cerca de 7,5B
Óleo de transmissão recomendado
Informação relacionada
•
Óleo do motor - condições de condução
desfavoráveis (pág. 434)
•
Modelo (pág. 426)
ESPECIFICAÇÕES
Líquido dos travões - qualidade e
volume
Óleo de assistência à direcção qualidade
Chama-se líquido dos travões ao agente de um
sistema hidráulico de travagem utilizado para
transferir a pressão de, por exemplo, um pedal
do travão através de um cilindro de travão principal para um ou vários cilindros secundários que,
por sua vez, actuam um travão mecânico.
Óleo de assistência à direcção é a designação
do agente utilizado pelo sistema de assistência
à direcção do automóvel.
Qualidade recomendada: Líquido dos travões
Volvo Original ou equivalente.
Volume: 0,6 litros
Qualidade recomendada: Óleo de assistência
à direcção recomendado pela Volvo.
Informação relacionada
•
Óleo de assistência à direcção - nível
(pág. 384)
Informação relacionada
•
Líquido de travões e da embraiagem - nível
(pág. 383)
439
ESPECIFICAÇÕES
Depósito de combustível - volume
O volume do depósito de combustível para cada
alternativa de motor pode ser visto na tabela.
Motor
Qualidade recomendada
Motor gasolina
cerca de 67
Combustível - gasolina (pág. 328)
Motor Diesel
cerca de 67
Combustível - Diesel (pág. 329)
Informação relacionada
•
•
440
Volume (litros)
Abastecimento de combustível (pág. 327)
Especificações de motor (pág. 433)
ESPECIFICAÇÕES
Especificações do ar condicionado
Autocolante do R1234yf
O sistema de climatização do automóvel utiliza o
refrigerante R1234yf ou R134a, consoante o
mercado. Num autocolante que se encontra no
interior do capot pode-se verificar a informação
sobre qual o refrigerante utilizado pelo sistema
de climatização do automóvel.
Na tabela em baixo pode-se consultar as qualidades e volumes recomendados de líquidos e lubrificantes no sistema de ar condicionado.
Autocolante A/C
Autocolante do R134a
Símbolo
Significado
É necessário um técnico de serviço
autorizado para realizar trabalhos
no equipamento móvel de ar condicionado (MAC)
Refrigerante inflamável
O autocolante encontra-se no lado interior do capot do
motor.
Refrigerante
Explicação dos símbolos R1234yf
Automóveis com refrigerante R134a
Símbolo
Significado
Motor
Peso
Qualidade recomendada
5 cilindros Diesel
720 g
R134a
restantes
800 g
Precaução
Equipamento móvel de ar condicionado (MAC)
O autocolante encontra-se no lado interior do capot do
motor.
Tipo de lubrificante
AVISO
A instalação do ar condicionado possui refrigerante R134a sob pressão. O serviço de
manutenção e a reparação do sistema apenas podem ser efectuados por uma oficina
autorizada.
}}
441
ESPECIFICAÇÕES
||
Automóveis com refrigerante R1234yf
Peso
Qualidade recomendada
•
Comando da climatização - detecção de avarias e reparação (pág. 384)
750 g
R1234yf
•
Modelo (pág. 426)
AVISO
A instalação do ar condicionado possui refrigerante R1234yf sob pressão. De acordo
com a norma SAE J2845 (Technician Training for Safe Service and Containment of
Refrigerants Used in Mobile A/C System), o
serviço de manutenção e reparação do sistema refrigerante apenas pode ser realizado
por técnicos formados e certificados de modo
a garantir a segurança do sistema.
Óleo do compressor
Motor
Volume
Qualidade recomendada
4 cilindros
60 ml
PAG SP-A2
5 cilindros
110 ml
PAG SP-A2
Evaporador
IMPORTANTE
O evaporador do sistema A/C nunca pode
ser reparado ou substituído por um evaporador anteriormente utilizado. O novo evaporador deve estar certificado e possuir a marcação SAE J2842.
442
Informação relacionada
ESPECIFICAÇÕES
Consumo de combustível e
emissões CO2
NOTA
Condução em cidade
Caso não exista informação sobre dados de
consumo e emissões, esta encontra-se num
suplemento anexado.
Condução em auto-estrada
O consumo de combustível de um veículo é
medido em litros por 100 km e as emissões de
CO2 em gramas de CO2 por km.
Condução mista
Explicação
transmissão manual
grama CO2/km
NOTA
Nem todos os motores estão disponíveis em
todos os mercados.
Transmissão automática
litros/100 km
V60CCA
T5 (B4204T11)
201
8,7
125
5,4
153
6,6
-
-
-
-
-
-
D3B (D4204T4)
120
4,6
106
4,0
111
4,2
D3C (D4204T4)
119
4,6
105
4,0
110
4,2
D3 (D4204T4)
137
5,3
110
4,2
120
4,6
D4B (D4204T14)
120
4,6
106
4,0
111
4,2
T5 AWD (B4204T11)
}}
443
ESPECIFICAÇÕES
||
V60CCA
A
B
C
D4C (D4204T14)
119
4,6
105
4,0
110
4,2
D4 (D4204T14)
137
5,3
110
4,2
120
4,6
D4 AWD (D5244T21)
178
6,8
132
5,1
149
5,7
V60 Cross Country
Não se aplica à variante de baixas emissões.
Aplica-se apenas à variante de baixas emissões.
Os valores de consumo de combustível e de
emissões presentes na tabela acima baseiam-se
em ciclos de condução especiais UE2, válidos
para automóveis com peso de serviço na versão
base e sem equipamento extra. O peso do automóvel aumenta com os equipamentos utilizados.
Estes, tal com a carga transportada no automóvel, aumentam o consumo de combustível e as
emissões de dióxido de carbono.
Existem várias causas para o aumento do consumo de combustível em relação aos valores da
tabela. Exemplos dessas causas são:
2
444
•
•
O estilo de condução do condutor.
A resistência aumenta quando o cliente opta
por rodas maiores do que as montadas de
fábrica na versão original do modelo.
•
Elevadas velocidades aumentam a resistência do ar.
•
Qualidade do combustível, condições da
estrada e do trânsito, meteorologia e estado
do veículo.
derável do consumo. Para informações mais
detalhadas consulte o quadro regulamentar2.
Podem existir grandes divergências no consumo
de combustível em relação aos ciclos de condução UE2 utilizados na certificação do automóvel e
nos quais os valores da tabela de consumo se
baseiam.
Uma combinação de alguns dos exemplos aqui
mencionados pode resultar num aumento consi-
Os valores de consumo de combustível declarados oficialmente baseiam-se em dois ciclos de condução normalizados para ambiente de laboratório ("ciclos de condução UE") de acordo com a EU Regulation no
692/2008, 715/2007 (Euro 5 / Euro 6) e UN ECE Regulation no 101. O quadro regulamentar inclui ciclos de condução em cidade e em autoestrada. - Condução em cidade - a medição começa com o motor
frio. A condução é simulada. - Condução em autoestrada - o automóvel é acelerado e travado com velocidade entre 0-120 km/h (0-75 mph). A condução é simulada. - Os automóveis com caixa de velocidades
manual arrancam na 2ª velocidade (aplicável a automóveis com rodas até 18 polegadas). O valor para a condução mista presente na tabela é de acordo com as exigências legais, uma combinação entre
condução em cidade e condução em autoestrada. Emissões CO2 - para determinar as emissões de dióxido de carbono durante os dois ciclos de condução são recolhidas as emissões de escape. Estas são
posteriormente analisadas e proporcionam um valor para as emissões CO2.
ESPECIFICAÇÕES
NOTA
Condições climatéricas extremas, condução
com atrelado ou condução a elevadas altitudes, combinadas com a qualidade do combustível, são factores que podem afectar o
desempenho do automóvel.
Informação relacionada
•
•
Condução económica (pág. 332)
Pesos (pág. 430)
445
ESPECIFICAÇÕES
Pneus - pressão de pneus aprovada
A pressão de pneus aprovada para cada alternativa de motor pode ser vista na tabela.
V60CCA
Dimensão do pneu
NOTA
Nem todos os motores, pneus ou combinações de ambos podem estar disponíveis em
todos os mercados.
Velocidade
(km/h)
Motor
215/65 R 16
Todos os motores
Carga, 1-3 pessoas
Carga máx.
Pressão ECOB
Dianteiro
Traseira
Dianteiro
Traseira
Dianteira/traseira
(kPa)C
(kPa)
(kPa)
(kPa)
(kPa)
230
230
260
260
260
160+E
240
240
280
280
-
máx. 80F
420
420
420
420
-
0-
160D
235/55 R 17
235/50 R 18
235/45 R 19
Temporary Spare Tyre
A
B
C
D
E
F
V60 Cross Country
Condução económica.
Em alguns países, a unidade bar surge juntamente com a unidade SI pascal:1 bar = 100 kPa.
0 - 100 mph
100+ mph
máx. 50 mph
Informação relacionada
•
•
•
446
Pneus - dimensões (pág. 350)
Pneus - pressão do ar (pág. 348)
Modelo (pág. 426)
ÍNDICE ALFABÉTICO
ÍNDICE ALFABÉTICO
nível de alarme reduzido
reactivação automática
sinais de alarme
A
Abastecimento
Abastecimento
tampa do depósito de combustível
tampa do depósito de combustível,
abertura manual
tampão
326
327
ACC - Controlo da velocidade adaptativo
216
Adaptação da luz dos faróis
103
Adaptação das características de condução
200
327
326
Agendar serviço de manutenção e reparação
370
Airbag
activação/desactivação, PACOS
36
lado do condutor
34, 42
lado do passageiro
34, 36, 42
AIRBAG
Airbag lateral, SIPS
Airbag SIPS
Ajuste do foco dos faróis
Ajustes do volante
34
37, 42
37
103
92
Alarme
194, 195, 196
comando à distância fora de funções 195
controlo do alarme
176
indicador de alarme
195
All Wheel Drive (tracção integral)
Almofada integrada
posição sentada
rebatimento
subida
196
195
196
303
53
56
54
Amortecedor de vibrações
335
Anti-patinagem
201
Apoio
Aquecedor a combustível
temporizador
Aquecedor adicional
alimentado a combustível
eléctrico
16
151
155
155, 156
Aquecedor do habitáculo
149
Aquecedor do motor
149
Aquecedor do motor e do habitáculo
arranque directo
desactivação directa
mensagens
temporizador
150
151
153
151
Aquecimento eléctrico
Bancos
pára-brisas
retrovisores
141, 142
113
113
vidro traseiro
volante
113
94
Ar condicionado, líquido
volume e qualidade
441
Arranque Assistido
295
Arranque remoto - ERS
292
Arranque sem chave (keyless drive) 182,
183, 184, 185, 186, 290
Assistência ao arranque em subidas
303
Assistência de estacionamento
274, 276
função
274
indicação de avaria
277
para trás
276
sensores da assistência de estacionamento
278
Assistência de estacionamento activa
função
Limitações
Símbolos e mensagens
utilização
283
283
286
288
284
Assistência de estacionamento - PAP
283
Assistência de faixa de rodagem
utilização
267, 271
Assistência de faixa de rodagem LKA
269, 270
Assistência de fila
utilização
224
272
447
ÍNDICE ALFABÉTICO
Autocolantes
426
Automóvel ligado à Internet
agendar serviço de manutenção e reparação
370
Avisador de colisão
limitações gerais
248
Avisador de colisão com Travão automático
242
Avisador do cinto de segurança
Aviso de colisão
AWD, tracção integral
31
242, 243
303
Bateria
Apoio
Arranque
arranque assistido
comando à distância/PCC
manutenção
Símbolos de aviso
Símbolos na bateria
400
396
295
181
396
398
398
Bateria de apoio
400
Bateria de arranque
sobrecarga
substituição
295, 324, 396
324
399
BLIS
B
Banco, ver Bancos
87
Bloqueio de segurança para crianças 192,
Banco de comando eléctrico
88
Bancos
87
aquecimento eléctrico
141, 142
de comando eléctrico
88
encosto de cabeça traseiro
89
rebatimento das costas do banco dianteiro
87
rebatimento das costas do banco traseiro
90
Banco traseiro
aquecimento eléctrico
448
253, 254
Bloqueio de segurança
criança
142
45
C
Caixa de primeiros-socorros
Caixa de velocidades
automática
manual
Câmara de assistência ao estacionamento
360
296, 297
298
297
279
Câmara de assistência de estacionamento
Definições
281
Capot, abertura
375
Carga
carga comprida
carga no tejadilho
compartimento da carga
generalidades
164
164
163
163
193
Carga e esfera de pressão
431
Bloqueio direção
291
Carga no tejadilho, peso máximo
430
Bocais de lavagem, aquecidos
109
Carga no tejadilho máxima
430
Bocais de lavagem com aquecimento
109
Botão de informação, PCC
176
Catalisador
transporte
331
342
Bússola
calibragem
114
115
Central de fusíveis
404
Chassis activo - FOUR-C
200
Buzina
93
Chave
Buzinar
93
Cinto de segurança
Banco traseiro
colocar
170, 172
28
31
29
ÍNDICE ALFABÉTICO
gravidez
lembrete do cinto de segurança
soltar
tensor do cinto
30
31
30
31
City Safety™
235
Classes de velocidades, pneu
351
Clean Zone Interior Package (CZIP)
136
Climatização
auto-regulação
controlo da temperatura
definições pessoais
generalidades
sensores
temperatura actual
143
143
137
134
135
135
Cobertura da bagagem
168
Código de cor, pintura
423
Código de pintura, tinta
423
Colisão
Comando à distância
Autonomia
funções
mudança de bateria
parte da chave destacável
perda
Comando da climatização
reparação
Comando das luzes
43
170, 171, 172
175, 182
174
181
177, 178, 179
170
384
94
Comando da temperatura
143
Comando da travagem com o motor
201
Comando electrónico da climatização ECC
140
Combustível
consumo de combustível
economia de combustível
filtro de combustível
327, 328, 329
443
348, 349
330
Compartimento da carga
cobertura da bagagem
Iluminação
pontos de fixação
rede de protecção
168
106
165
166
Compartimento do motor
Controlo
descrição geral
líquido de arrefecimento
Líquido de travões e da embraiagem
Óleo de assistência à direcção
Óleo do motor
377
375
382
383
384
377
Compartimento para arrumação
Consola de túnel
Porta-luvas
160
160
Compartimentos para arrumação no habitáculo
158
Computador de bordo
122, 124, 128, 132
Condensação no farol
418
Condução
325
com tampa do porta-bagagens aberta 324
sistema de arrefecimento
323
Condução com atrelado
esfera de pressão
peso de atrelado
333
431
431
Condução económica
332
Condução no Inverno
325
Condução sem chave
182, 183, 184,
185, 186, 290
Configurações do chassis
200
Consola de túnel
isqueiro e cinzeiro
Tomada 12 V
160
160
161
Controlo da altura do foco dos faróis
Controlo da velocidade adaptativo
alterar a funcionalidade do controlo da
velocidade de cruzeiro
definir o intervalo
desactivação temporária
desactivar
descrição geral
Detecção de avarias
função
gerir a velocidade
modo standby
sensor de radar
ultrapassar
96
216
226
221
222
223
219
227
217
220
222
230
223
449
ÍNDICE ALFABÉTICO
Controlo da velocidade de cruzeiro
desactivação temporária
desactivar
gerir a velocidade
retomar a velocidade definida
208
210
212
209
211
Copos
laminado/reforçado
26
Corner Traction Control
201
Cortina de colisão
38, 42
Costas do banco
banco dianteiro, rebatimento
banco traseiro, rebatimento
87
87
90
criança
bloqueio de segurança para crianças
cadeira de criança e airbag
cadeira de criança e airbag lateral
disposição no automóvel
segurança
45
52
37
52
45
Depósito de combustível
volume
440
Desactivação do inibidor do selector de
mudanças
301
Descrição geral dos instrumentos
modelos com volante à direita
modelos com volante à esquerda
291
Driver Alert System
Deslizamento
325
Duração luz aproximação
Destrancagem
pelo lado de dentro
pelo lado de fora
188
186
Destrancagem com a parte da chave
185
E
Detecção de avarias
Controlo da velocidade adaptativo
227
ECC, comando electrónico da climatização
140
238
Eco Cruise
314
244
EcoGuide
72
136
Detecção de ciclistas
Detecção de túneis
450
213
262
262
Desligar o motor
CZIP (Clear Zone Interior Package)
Defenir intervalo de distância
137
145
147
Driver Alert Control
utilização
255
39
Distribuição de ar
recirculação
tabela
144
CTA
Danos causados pelo "golpe de coelho",
WHIPS
212
213
215
Desembaciador
Detecção de avarias do sensor de
câmara
D
65
62
Distância de aviso
Limitações
Símbolos e mensagens
Duração luz segurança
98
Diesel
paragem (por falta) de combustível
329
329
Dimensão do pneu
350
direcção de rotação
347
Dispositivo de reboque
Especificações
261
107, 174
335, 336
336
107
Ecrã de protecção contra o sol, tecto de
abrir
117
Elevação do automóvel
373
Elevadores dos vidros
Reiniciação
110
111
Embaciamento
condensação no farol
tratamento de vidros
418
134
ÍNDICE ALFABÉTICO
Emissões CO2
Emissões de dióxido de carbono
Enceramento
Encosto da cabeça
lugar central traseiro
rebatimento
Engate de reboque
amovível, fixação
amovível, remoção
443
Estabilizador de veículo com reboque 202,
FOUR-C - Chassis activo
200
340
FSC, rotulagem ecológica
26
Estatística da viagem
132
Função anti-derrapagem
Estofos do automóvel
421
Função de arejamento
Estofos em pele, conselhos de limpeza
422
Função de memória no banco
443
420
89
90, 92
337
339
Etiqueta de indicação da pressão dos
pneus
348
Etiquetas
426
Engate de reboque, ver Dispositivo de
reboque
335
F
Engate de reboque amovível
arrumação
336
Faróis
386
Faróis activos Xenon
102
Engate de reboque - amovível
fixação/remoção
337, 339
201
134, 189
88
Função pânico
174
Funcionamento intermitente
108
Furos
362
Fusíveis
generalidades
na zona fria do compartimento do
motor
no compartimento da carga
no compartimento do motor
no módulo de comando sob o porta-luvas
sob o porta-luvas
substituição
403
416
414
405
Equipamento de emergência
Caixa de primeiros-socorros
triângulo de sinalização de perigo
360
358
Fecho
destrancagem
trancagem
trancagem manual
ERS - Arranque remoto
292
Ferramenta
358
393
395
393
394
395
Filtro de fuligem
330
FILTRO DE FULIGEM CHEIO
330
G
Filtro de partículas Diesel
330
gases de escape, venenoso, admissão
324
Filtro do habitáculo
136
Geartronic
299
Foco dos faróis, adaptação
103
Grade da carga
167
Força do volante, dependente da velocidade
200
Escovas de limpa pára-brisas
limpeza
Modo de serviço
substituição
substituição do vidro traseiro
Especificações de motor
433
Espelho de cortesia
Iluminação
161
106
186, 188
186
187
412
410
403
Grelha de protecção
167
GSI - Auxílio à selecção de mudanças
297
451
ÍNDICE ALFABÉTICO
H
HDC
304
Hill Descent Control
304
Homologação
sistema de comando à distância
sistema de radar
196
232
I
IAQS - Interior Air Quality System
136
Iluminação
Comando
94, 105
Controlo da altura do foco
96
detecção de túneis
98
faróis ativos xénon
102
iluminação automática, habitáculo
106
iluminação de aproximação
107, 174
iluminação de segurança
107
Iluminação do mostrador
96
iluminação dos instrumentos
96
Iluminação dos instrumentos
96
lâmpadas incandescentes, especificações
392
luz de nevoeiro traseira
103
luzes curvas activas
102
luzes diurnas
97
luzes para curvas
102
452
Luz presença
máximos/médios
Máximos automáticos
no habitáculo
96
98
99
105
Iluminação, substituição de lâmpadas
385
compartimento da carga
391
espelho de cortesia
392
iluminação da placa da matrícula
391
máximos (automóveis com faróis activos
xenon)
389
máximos (automóveis com faróis halogéneo)
388
médios (automóveis com faróis halogéneo)
388
piscas, dianteiros
390
suporte da lâmpada traseira
390
Indicador de mudança engatada
Indicador de trancagem
297
172, 173
Indicadores de desgaste do piso dos
pneus
348
Índice de carga dos pneus
351
Informação de placas de trânsito
Limitações
utilização
258
261
258
Inibidor de arranque
173
Inibidor de arranque (imobilizador)
173
Inibidor de arranque com comando à distância
174
Inibidor de marcha atrás
297
Inibidor do selector de mudanças
301
Iluminação ambiente
106
Iluminação do habitáculo
automático
105
106
Instrumento combinado
68, 69
Iluminação do mostrador
96
Instrumentos e comandos
62, 65
Iluminação dos instrumentos
96
Impacto, ver Colisão
43
Interior Air Quality System (IAQS)
Limpeza do ar
Indicações de luzes, PCC
Indicador
conta-rotações
indicador de combustível
velocímetro
Indicador de mudança de direcção
Inibidor do selector de mudanças, desactivação mecânica
301
136
176
68, 70
68, 70
68, 70
105
J
Jante do pneu, dimensões
350
Jantes
limpeza
419
ÍNDICE ALFABÉTICO
K
Keyless - Destrancagem
184
Keyless - trancagem
184
Kit de emergência para reparação de furos
descrição geral
363
localização
363
L
Lâmpadas
385
lâmpadas incandescentes, especificações 392
Lâmpadas traseiras
localização
391
Limitador de velocidade
205
alarme de excesso de velocidade
207
desactivação
208
desactivação temporária
206
iniciar
205, 206
Líquidos e óleos
437, 438, 439, 441
LKA - Assistência de faixa de rodagem
Luz de aviso
Controlo da velocidade adaptativo
Sistema de aviso de colisão
sistema de estabilidade e tracção
217
246
201
Limpa pára-brisas
sensor de chuva
107
108
Limpa pára-brisas e lava pára-brisas
107
Limpeza
cintos de segurança
estofos
jantes
lavagem automática
lavagem automática de automóveis
Luz de nevoeiro
traseira
103
422
421
419
418
418
Luz de travões
104
Luz dos faróis
adaptação
ajuste da altura
103
96
Luzes curvas activas
102
Limpeza do ar
habitáculo
material
Líquido de arrefecimento
volume e qualidade
437
395
109
109
Líquido de arrefecimento, verificação e
enchimento
382
Líquido de lava pára-brisas
395
Luzes de aviso
airbags - SRS
avaria no sistema de travagem
aviso
lembrete do cinto de segurança
o alternador não está a carregar
Pressão do Óleo Baixa
travão de estacionamento actuado
Lavagem automática
418
Líquido de travões e da embraiagem
383
Luzes diurnas
Lavagem automática de automóveis
418
Lavagem de faróis a alta pressão
109
Líquido dos travões
qualidade e volume
439
Lavagem do pára-brisas
109
Lane Departure Warning (LDW) 265, 266,
267
Lava
líquido de lava pára-brisas, enchimento
Pára-brisas
vidro traseiro
269, 270
135, 136, 137
137
Luzes para curvas
Luz presença
76
76
76
31, 76
76
76
76
97
102
96
Líquidos, dados sobre volume
395, 437,
438, 439, 440, 441
453
ÍNDICE ALFABÉTICO
LKA
ver Mensagens e símbolos
M
Macaco
Manual do proprietário, rotulagem ecológica
manuseamento dos menus
Instrumento combinado
vista geral do menu
26
118
119
Manutenção
protecção anti-corrosão
421
Manutenção do automóvel
Estofos em pele
418
422
Mensagens de erro no BLIS
Mensagens e símbolos
Aquecedor do motor e do habitáculo
153
Avisador de colisão com travão automático
241, 251
Controlo da velocidade adaptativo
228
Driver Alert Control
264
Lane Departure Warning
268
LKA
273
Mensagens no BLIS
Modelos
426
Máximos, activação automática
99
Modo de condução ECO
314
99
Modo de segurança
mover o automóvel
tentativa de arranque
43
44
44
429
Medidas
429
Medidor da temperatura exterior
78
Médios/máximos
98
Memória da chave do automóvel
171
Mensagens
120
Mensagens de erro
Controlo da velocidade adaptativo
Driver Alert Control
Lane Departure Warning
228
264
268
Modo de serviço
353
MY CAR
121
N
Nível da força de direcção, ver Força do
volante
200
Nível do óleo baixo
378
Nódoas
421
257
Marcas causadas pelo bater de pequenas
pedras e ranhuras
423
Medida exterior
Mudança de roda
257
Mensagens no mostrador de informações 119
Máximos automáticos
454
359
273
228, 321
393
modo ECO
314
Monitorização da pressão dos pneus
360
Monitorização dos pneus
360
Motor
arrancar
desactivar
sobreaquecimento
Start/Stop
290
291
323
305
O
Óleo, ver também Óleo do motor
434, 435
Óleo da transmissão
volume e qualidade
438
Óleo de assistência à direcção
qualidade
Verificação de nível
439
384
Óleo do motor
377, 434
condições de condução desfavoráveis 434
filtro
377
qualidade e volume
435
Óleo do motor, enchimento
378
Olhal de reboque
342
ÍNDICE ALFABÉTICO
P
PACOS
36
Pá no volante
93
PAP - Assistência de estacionamento
activa
Pára-brisas
aquecimento eléctrico
113, 144
Pára-brisas reflector de calor
Parte da chave
283
21
177, 178, 179
Passagem a vau
PCC - Personal Car Communicator
Autonomia
funções
323
177, 182
174
Personal Car Communicator
177
Peso de serviço
430
Pesos
peso de serviço
430
Peso total
430
Piscas
105
Piscas de emergência
104
Piso escorregadio
Pneus
cuidados
direcção de rotação
Especificações
325
346
347
446
indicador de desgaste
348
monitorização da pressão dos pneus
360
pneus de Inverno
352
Pressione
348, 446
profundidade do piso dos pneus
352
reparação de pneus
362
Pneus de Inverno
352
pneu sobressalente
instalação
353
356
Polimento
420
Porcas das jantes
trancáveis
352
352
Porcas das jantes trancáveis
352
Porta-luvas
trancagem
160
189
Posições de ignição
85
Posições de mudanças manuais (Geartronic)
299
Potência
Power guide
Protecção contra capotamento
ROPS (Roll Over Protection System)
41
Protecção contra entalamento, tecto de
abrir
117
Protecção de criança
almofada integrada de dois escalões
classes de dimensões para protecção
de criança com sistema de fixação ISOFIX
pontos de fixação superiores para
cadeiras de criança
recomendado
Sistema de fixação ISOFIX para cadeiras de criança
tipos
Protecção de criança recomendada
tabela
Protecção de peões
45
53
57
60
46
56
58
46
242
433
72
Q
Pressão ECO
446
Qualidade da gasolina
328
Primeiros socorros
360
Queue Assist
224
Profundidade do piso dos pneus
352
Quilometragem
122
Programa de manutenção
370
Protecção anti-corrosão
421
Protecção contra a água, limpeza
420
455
ÍNDICE ALFABÉTICO
Retrovisores exteriores
anti-encandeamento automático
Reiniciação
111
112
112
Retrovisor interior
anti-encandeamento automático
114
114
Revestimento contra água e sujidade
420
Reiniciação do totalizador parcial do conta-quilómetros
125, 129
Roda
correntes para a neve
instalação
remoção
352
356
353
Roda de Inverno
352
Relógio, acerto
ROPS (Roll Over Protection System)
R
Reboque
cabo
Condução com atrelado
olhal de reboque
333, 341
333
333
342
Recomendações para a condução
325
Refrigerante
384
Regeneração
330
Reparação de furos em emergência
acção
encher os pneus
voltar a verificar
79
362, 363
364
368
366
Restabelecimento dos retrovisores exteriores
112
456
Restabelecimento dos vidros eléctricos
111
Retrancagem automática
187
Retrovisores
aquecimento eléctrico
Bússola
exterior
interior
rebatimento eléctrico
113
114
111
114
112
Retrovisores eléctricos rebatíveis
112
41
Rotulagem ecológica, FSC, manual do proprietário
26
S
Sensor de câmara
237, 249
Sensor de chuva
108
Sensor de radar
Limitações
217
230
Sensor laser
239
Sensus
Símbolos
Símbolos de aviso
Símbolos de indicação
84
69, 72
69, 72, 74
Símbolos de aviso
69, 72, 76
Símbolos de indicação
69, 72, 74
Símbolos e mensagens
Avisador de colisão com travão automático
241, 251
Controlo da velocidade adaptativo
228
Driver Alert Control
264
Lane Departure Warning
268
LKA
273
Sistema
disparar
42
Sistema de airbags
símbolo de aviso
33
32
Sistema de Ar Condicionado
144
Sistema de arrefecimento
sobreaquecimento
323
323
Sistema de aviso de colisão
Detecção de peões
função
funcionamento
sensor de radar
245
243
246
230, 236
Sistema de comando à distância, homologação
196
Sistema de controlo de tracção e estabilidade
funcionamento
202
Sistema de estabilidade
Sistema de estabilidade e tracção
201
201, 203
ÍNDICE ALFABÉTICO
Sistema de qualidade do ar IAQS
136
Sistema eléctrico
403
Sobreaquecimento
323, 333
Temperatura
temperatura actual
135
Temperatura do motor elevada
323
Tensores dos cintos
Som de aviso
Sistema de aviso de colisão
246
Spin control
201
Start/Stop
funcionamento e utilização
o motor não pára
305
306
307
Tinta
código de pintura
danos na pintura e melhoramentos
31, 42
423
423
TM - Tyre Monitor
360
Tomada eléctrica
compartimento da carga
161
165
Substâncias causadoras de alergias e
asma
136
Totalizador parcial
Suporte para sacos de compras
165
Totalizador parcial do conta-quilómetros,
reiniciação
125, 129
79, 122
TPMS - Tyre Pressure Monitoring
360
T
Tracção integral, AWD
303
Tampa do porta-bagagens
trancar/destrancar
Traction control
201
190
Trancagem de privacidade
179
Tampa para carga
164
Tapetes de encaixe
161
Tecto de abrir
abertura e fecho
Ecrã de protecção contra o sol
Posição de ventilação
Protecção contra entalamento
Trancagem total
desactivação
desactivação temporária
191
191
192
116
117
117
117
trancar/destrancar
interior
Porta-luvas
tampa do porta-bagagens
188
189
190
Tecto de abrir de accionamento eléctrico
116
Transmissão
297
Transmissão automática
atrelado
posições de mudanças manuais (Geartronic)
reboque e transporte
298
335
299
341
transmissão manual
297
atrelado
334
GSI - Auxílio à selecção de mudanças 297
reboque e transporte
341
Transponder
21
Transporte
343
Travagem com o motor, automático
Travão convencional
304
316, 317, 318
Travão de estacionamento
319
Travão de estacionamento eléctrico
tensão da bateria baixa
319
Travão de mão
319
Travões
316, 318
abastecimento do líquido dos travões 383
Luz de travões
104
símbolos no instrumento combinado
317
sistema de auxílio às travagens de
emergência, EBA
318
sistema de travagem
316, 317, 318
sistema de travagem anti-bloqueio,
ABS
317
travão de mão
319
Triângulo de sinalização de perigo
358
457
ÍNDICE ALFABÉTICO
TSA - estabilizador de veículo com reboque 202
, 340
U
Unidade de botões no volante
93
V
Vareta de medição, electrónica
Veículo com reboque
auto-oscilação
340
Ventilação
137
Ventilador
ECC
142
Verificação do nível de óleo do motor
378
Vidro laminado
26
Vidros e retrovisores
420
Vidro traseiro
aquecimento eléctrico
113
Visor de informações
458
379, 380
68, 69
volante
Unidade de botões
93
Volante
ajustes do volante
92
92
aquecimento eléctrico
pá
94
93
Volvo ID
22
Volvo Sensus
84
WHIPS
cadeira para criança/assento auto
39
posição sentada
40
protecção contra traumatismo cervical
39, 42
TP 21046 (Portuguese), AT 1617, MY17, Printed in Sweden, Göteborg 2016, Copyright © 2000-2016 Volvo Car Corporation
Was this manual useful for you? yes no
Thank you for your participation!

* Your assessment is very important for improving the work of artificial intelligence, which forms the content of this project

Download PDF

advertising