Miller | LC062166 | Owner Manual | Miller DELTAWELD 302 Manuale utente

Miller DELTAWELD 302 Manuale utente
OM- 223-BR
Março 2002/Outubro 2002
Processos
Soldagem MIG (GMAW)
Soldagem c/ Arame Tubular
Soldagem ao Arco Submerso
(somente 452/652/602/852)
Corte e Goivagem c/ grafite
(somente 452/652/602/852)
Descrição
Fonte de Energia p/ Soldagem a Arco
Série Deltaweld

Modelos 302, 452, 652 (60 Hz), 402, 602, 852 (50/60Hz)
MANUAL DO USUÁRIO
Visite os nossos sites
www.MillerWelds.com
www.itwsoldagem.com.br
Da Miller para você
Obrigado e Parabéns por ter escolhido Miller. O seu trabalho pode agora
ser bem feito; sempre. Sabemos que não poderia ser diferente pois não há
nenhuma vantagem em se fazer retrabalho.
É por esta razão que desde 1929, quando Niels Miller começou a produzir
máquinas de soldar, ele se certificou de que os produtos Miller ofereciam
vida útil longa e qualidade superior. Como você, os clientes dele não
podiam merecer nada menos. Os produtos Miller tinham que ser acima
do melhor que podiam ser; o melhor que se poderia comprar.
Hoje os Profissionais que fabricam e vendem produtos Miller continuam
a tradição. Eles têm o mesmo compromisso em fornecer equipamentos e
serviços que garantam os mais elevados padrões de qualidade e de
satisfação estabelecidos em 1929.
O presente Manual do Usuário é feito para ajudá-lo a obter o máximo
possível de um produto Miller. Por favor, leia as recomendações relativas
à Segurança. Elas irão ajudá-lo a proteger-se contra perigos potenciais no
local de trabalho. Fizemos com que a instalação do equipamento seja
rápida e fácil. Com Miller, você pode contar com anos de serviços
confiáveis aplicando a manutenção apropriada
no produto. E se, por alguma razão, a máquina
precisar de conserto, há uma seção relativa à
reparação que o ajudará a identificar a causa do
problema. As listas de componentes irão ajudáMiller È o primeiro fabricante de lo a decidir qual peça, exatamente, será
Equipamentos para Soldagem
nos EUA a ser certificado de necessária para corrigir o problema. São
acordo com a Norma do Sistema igualmente fornecidos os termos da Garantia e
de Qualidade ISO 9001:2000.
informações relativas à Manutenção para o
modelo adquirido.
Miller Electric fabrica uma linha completa
de Equipamentos para Soldagem e Corte a
Plasma. Para informações sobre os produtos
Miller, contate o Distribuidor Miller local e
solicite a última edição do Catálogo Geral
ou Folhetos individuais. Para localizar o Distribuidor mais próximo,
consulte nosso site www.itwsoldagem.com.br
GARANTIA MILLER
Feita não somente como
sinônimo da nossa Qualidade,
mas para, quando necessário,
permitir que um cliente Miller
seja atendido da forma mais
rápida e simples possível.
Miller oferece um Manual Técnico
que contem informações ainda mais
detalhadas a respeito da reparação
e dos componentes da sua máquina.
Para obter um Manual Técnico, entre em contato com o Distribuidor
Miller local ou acesse nosso site
www.MillerWelds.com (Formato
Adobe Acrobat). O Distribuidor Miller
pode ainda fornecer literatura sobre
Processos de Soldagem tais como
Eletrodo Revestido (SMAW), TIG
(GTAW), MIG/MAG (GMAW), MIG/
MAG pulsado (GMAW-P), Arame
tubular (FCAW) e Arame de alma
metálica (GMAW-MC).
ÍNDICE
ANOTAÇÕES....................................................................................................................................2
SEÇÃO 1 - SEGURANÇA - LEIA ANTES DE USAR O EQUIPAMENTO..............................................3
1-1. Símbolos utilizados....................................................................................................................3
1-2. Símbolos relativos a perigos em soldagem ao arco...................................................................3
1-3. Símbolos adicionais relativos à Instalação, Operação e Manutenção..........................................5
1-4. Principais Normas de Segurança.................................................................................................5
1-5. Informações sobre campos eletromagnéticos..............................................................................6
SEÇÃO 2 - DEFINIÇÕES........................................................................................................................7
2-1. Adesivo geral de perigos................................................................................................................7
2-2. Adesivo das ligações de entrada..................................................................................................8
2-3. Adesivo de choque elétrico e ventilação.......................................................................................8
2-4. Adesivo de Segurança....................................................................................................................8
2-5. Placas de capacidade de carga para Versões 220/380/440 V........................................................9
2-6. Símbolos e Definições..............................................................................................................10
SEÇÃO 3 - INSTALAÇÃO......................................................................................................................11
3-1. Especificações..............................................................................................................................11
3-2. Fator de Trabalho e Sobreaquecimento.........................................................................................11
3-3. Curvas características Volts-Ampères.........................................................................................12
3-4. Movimentação e Localização.......................................................................................................13
3-5. Dimensões e Pesos......................................................................................................................13
3-6. Queda do Equipamento................................................................................................................14
3-7. Tomada 115 Vca e Disjuntores......................................................................................................14
3-8. Terminais de saída e seleção dos cabos de soldagem................................................................15
3-9. Soquete 14 Pinos RC8 - Conexões.............................................................................................16
3-10. Soquete 14 Pinos RC8 - Pinos..................................................................................................16
3-11. Características Elétricas de Alimentação...................................................................................17
3-12. Diagrama dos “Jumpers”.........................................................................................................18
3-13. Conexões à rede elétrica...........................................................................................................19
SEÇÃO 4 - OPERAÇÃO.......................................................................................................................20
4-1. Controles (Versões 230/460 V)...................................................................................................20
4-2. Controles (Versões 220/380/440 V)..............................................................................................20
SEÇÃO 5 - MANUTENÇÃO PREVENTIVA & CORRETIVA...................................................................21
5-1. Manutenção Preventiva..............................................................................................................21
5-2. Fusível F1.....................................................................................................................................21
5-3. Desligamento por curto-circuito.....................................................................................................21
5-4. Manutenção Corretiva................................................................................................................22
SEÇÃO 6 - ESQUEMA ELÉTRICO......................................................................................................23
SEÇÃO 7 - LISTAS DE COMPONENTES............................................................................................24
GARANTIA
OM-223-BR Página 1
ANOTAÇÕES
__________________________________________________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________________________________________________
OM-223-BR Página 2
SEÇÃO 1 - SEGURANÇA - LEIA ANTES DE USAR O EQUIPAMENTO
1-1. Símbolos utilizados
Significa Atenção! Preste atenção! Este procedimento pode
acarretar em algum perigo! Os perigos possíveis são
identificados pelos símbolos ao lado.
Identifica uma mensagem especial de Segurança
Significa “Nota” não relacionada à Segurança
Este grupo de símbolos significa Atenção! Preste atenção! Possíveis
perigos de CHOQUE ELÉTRICO, PARTES MÓVEIS e PARTES
QUENTES. Ver os símbolos e as instruções abaixo relativas às ações
necessárias para evitar acidentes.
1-2. Símbolos relativos a perigos em soldagem ao arco
Os símbolos mostrados abaixo são utilizados em todo este
Manual para identificar e chamar a atenção sobre perigos
potenciais. Quando você vê um símbolo, Preste Atenção e siga
as instruções dadas para evitar o perigo correspondente. As
Informações de Segurança fornecidas são apenas parte das
encontradas nas normas listadas na Seção 1-4. Leia e siga
todas as Normas de Segurança.
Somente pessoas qualificadas devem instalar, operar, fazer
manutenção e consertar este Equipamento.
Quando o equipamento estiver operando, afastar qualquer
pessoa estranha à operação, especialmente crianças.
CHOQUE ELÉTRICO pode matar
Tocar partes energizadas eletricamente pode provocar
choque fatal ou queimaduras graves. O circuito de
soldagem fica energizado cada vez que a saída de
uma máquina é ativada. Os circuitos de alimentação
elétrica e internos da máquina são igualmente energizados quando a
chave Liga/Desliga está na posição “ON” (Liga). Em soldagem semiautomática ou automática, o arame, o carretel de arame, o mecanismo
de avanço do arame, as roldanas de tração e todas as partes metálicas
em contato com o arame-eletrodo estão sob tensão elétrica. Um
equipamento instalado de forma incorreta ou aterrado de forma
inadequada é fonte de perigo.
•
•
•
•
•
•
•
•
•
•
•
•
•
•
•
•
•
•
Caso a Obra deva ser aterrada, aterre-a diretamente com um condutor específico.
Não toque o eletrodo caso você esteja em contato com a Obra, com
o “Terra” ou com o eletrodo de uma outra máquina.
Use somente Equipamentos em bom estado de funcionamento.
Conserte ou substitua sistematicamente componentes danificados.
Faça a manutenção do Equipamento de acordo com o Manual.
Use cinto de segurança ao trabalhar em local elevado.
Mantenha sempre todos os paineis e tampas do Equipamento firmemente fixados.
• Fixe o cabo Obra diretamente na peça ou na bancada, o mais perto
possível do local da solda e com um contato elétrico firme.
• Isole o grampo do cabo Obra para evitar que ele entre em contato
com objetos metálicos quando ele não estiver conectado a alguma
peça.
• Nunca conecte mais de um cabo de soldagem num terminal de saída.
EM FONTES INVERSORAS, mesmo depois de desligadas, HÁ UMA
TENSÃO CONTÍNUA (cc) REMANESCENTE.
•
Desligue a Fonte inversora, desconecte o cabo de alimentação elétrica e descarregue os seus capacitores de entrada de acordo com
as instruções dadas na Seção “Manutenção” do Manual antes de
tocar em qualquer componente interno que seja.
Não toque em partes energizadas eletricamente.
Use luvas e roupa de proteção isolantes, secas e sem rasgos.
FUMOS e GASES - PERIGOS
Mantenha-se isolado com o uso de anteparos ou suportes isolantes e secos a fim de evitar o contato físico com a Obra ou o piso.
Não trabalhe com corrente alternada (ca) em áreas molhadas, se
a sua movimentação não for livre ou se houver perigo de queda.
SOMENTE trabalhe com corrente alternada (ca) se for um requisito do processo de soldagem.
Se for necessário trabalhar com corrente alternada (ca) e se o
equipamento assim permitir, use um controle remoto para o ajuste
dos parâmetros de soldagem.
Sempre desligue a alimentação elétrica ou pare o motor do gerador antes de instalar, fazer manutenção preventiva ou corretiva neste
Equipamento. Trave a chave geral de entrada e afixe um aviso nela
de acordo com OSHA 29 CFR 1910.147 (ver Normas de Segurança).
Instale e aterre o equipamento de acordo com o Manual do Usuário
e as normais nacionais e locais.
Verifique sempre o aterramento da rede de alimentação; assegurese de que o condutor de aterramento do cabo de alimentação está
adequadamente conectado ao terminal “Terra” da chave geral ou
que o plugue do cabo está conectado a uma tomada devidamente
aterrada.
Quando fizer as ligações de entrada, conecte primeiramente o condutor de aterramento e efetue uma dupla verificação das conexões.
Verifique frequentemente o cabo de alimentação elétrica, procurando
sinais de danos ou condutores sem isolação; substitua imediatamente o cabo se ele estiver danificado; condutores sem isolação podem matar.
Desligue sempre o equipamento quando ele não está em uso.
A soldagem produz fumos e gases. A inalação destes
fumos e gases pode ser perigosa para a saúde.
Nunca passe ou enrole cabos elétricos no corpo.
•
•
•
•
•
•
Mantenha sempre a cabeça fora dos fumos e não os
inale.
Em locais de trabalho interno, ventile a área de soldagem e/ou
coloque um exaustor à proximidade do arco de soldagem para a
remoção dos fumos e dos gases.
Use um aparelho de respiração com suprimento de ar devidamente
aprovado nos locais pouco ventilados.
Leia cuidadosamente as especificações de segurança e as instruções dos fabricantes de metais, consumíveis, revestimentos diversos de proteção, solventes e desengraxantes.
Somente trabalhe em local confinado se ele estiver bem ventilado
ou se usar um aparelho de respiração com alimentação de ar. Sempre deve haver um Segurança treinado nas proximidades. Os fumos e gases de soldagem podem deslocar o ar, baixar o teor de
oxigênio e provocar lesões ou morte. Assegure-se de que o ar inalado é de boa qualidade.
Nunca solde perto de locais onde se executam trabalhos de desengraxamento, limpeza química ou pulverização. O calor e os raios
emitidos pelo arco podem reagir com vapores e gerar gases altamente tóxicos e irritantes.
Nunca solde metais revestidos tais como chapas galvanizadas ou
protegidos com chumbo ou cádmio a não ser que o revestimento
tenha sido removido do local da solda, que o local de trabalho seja
bem ventilado e, se necessário, sem que use um aparelho de
respiração com suprimento de ar. Quando soldados, os revestimentos e os metais que contêm os elementos acima citados podem gerar
fumos tóxicos.
OM-223-BR Página 3
ARCO pode queimar olhos e pele
•
•
•
•
GASES ACUMULADOS - PERIGOS
Um arco de soldagem produz raios intensos, visíveis e
invisíveis (ultravioletas e infravermelhos) que podem
queimar os olhos e a pele. A solda produz respingos e
pode expelir faíscas.
Use sempre uma máscara protetora com um filtro de grau adequado para proteger a face e os olhos quando executar uma solda ou
acompanhar a sua execução (ver ANSI Z49.1 e Z87.1 incluídas na
lista de Normas de Segurança).
Use sempre óculos de segurança com protetores laterais por baixo
da máscara protetora.
Use anteparos para proteger terceiros da luz do arco; avise terceiros de que não devem olhar para um arco elétrico.
Use roupa de proteção feita de material durável e resistente ao fogo
(couro ou lã) juntamente com botas ou sapatos de segurança.
•
•
PEÇAS QUENTES - PERIGOS
•
•
•
•
•
•
Retire o eletrodo revestido do porta-eletrodo ou corte o arameeletrodo rente ao bico de contato quando não estiver soldando.
Use roupa de proteção como luvas, perneiras, jaqueta, calça sem
bainha, botas de cano alto e avental, sem manchas de óleo.
Antes de começar a soldar, retire o seu isqueiro, fósforos ou outros
objetos combustíveis dos seus bolsos.
FAÍSCAS e RESPINGOS - PERIGOS
•
•
Soldar, martelar, escovar e esmerilhar são operações que produzem faíscas e partículas que
voam. À medida que uma solda esfria, pode haver
projeções de escória.
Use óculos de segurança com protetores laterais mesmo por baixo
da máscara protetora.
OM-223-BR Página 4
Não toque em peças quentes com as mãos nuas.
Deixe uma pistola ou tocha esfriar antes de consertá-la.
MARCAPASSOS - PERIGOS
SOLDA pode causar fogo ou explosões
Soldar recipientes fechados tais como tanques,
tambores ou canalizações pode fazê-los explodir. Pode
haver ocorrência de faíscas e respingos. As faíscas, os
respingos, a peça soldada e um equipamento
sobreaquecido podem causar incêndios e queimaduras. O contato
acidental do eletrodo com objetos metálicos pode causar faíscas,
explosões, sobreaquecimento ou incêndios. Assegure-se de que o local
de trabalho é seguro antes de executar uma solda.
• Proteja-se e proteja terceiros contra faíscas, respingos e partes
metálicas quentes.
• Não solde em locais onde as faíscas possam atingir materiais inflamáveis.
• Remova todos os materiais inflamáveis existentes num raio de 11
m do local de soldagem. Caso a remoção não seja possível, cubraos cuidadosamente com mantas apropriadas.
• Fique atento ao fato de faíscas e partículas quentes da soldagem
poderem passar facilmente para outras áreas através de pequenas
fendas e aberturas.
• Fique atento às possibilidades de incêndio e tenha sempre um extintor por perto.
• Esteja ciente de que soldar num telhado, piso, parede ou divisória
pode causar incêndio no lado oposto.
• Não solde em recipientes fechados tais como tanques, tambores ou
canalizações, a não ser que eles tenham sido preparados corretamente de acordo com a norma AWS F4.1 (ver Normas de Segurança).
• Conecte o cabo Obra à peça a ser soldada tão perto quanto possível do local da solda de forma a reduzir o comprimento do circuito
de soldagem, as quedas de tensão e as fugas da corrente por caminhos ocultos eventuais que podem causar choques elétricos e incêndios.
• Não use uma máquina de soldar para descongelar tubulações.
Feche os cilindros de gás quando não estão sendo
usados.
Ventile sempre locais de trabalho confinados ou use
um aparelho para respiração com suprimento de ar
devidamente aprovado.
•
Campos magnéticos podem afetar marcapassos.
Portadores de marcapasso devem se manter afastados de uma área de soldagem.
Portadores de marcapasso devem consultar o seu médico antes de
se aproximar de uma área onde se solda, goiva, corta a plasma ou
faz-se pontos de solda.
RUÍDO pode afetar a audição
O ruído de alguns Equipamentos ou processos de
soldagem e de corte a plasma podem prejudicar a
audição.
•
Use protetores de ouvido aprovados quando o nível de ruido é alto.
CILINDROS DE GÁS - PERIGOS
•
•
•
•
•
•
•
•
•
•
Os cilindros de gás de proteção contêm gás sob alta
pressão. Se danificado, um cilindro pode explodir. Como
cilindros de gás são normalmente usados em alguns
processos de soldagem, eles devem ser manuseados
com cuidado.
Proteja cilindros de gás contra um aquecimento excessivo e contra
choques mecânicos, escória, chamas, faíscas e arcos elétricos.
Mantenha sempre os cilindros de gás na posição vertical e amarreos num suporte adequado de forma que não possam tombar.
Mantenha cilindros de gás afastados dos circuitos de soldagem e
de quaisquer outros circuitos elétricos.
Nunca use um cilindro de gás como descanso de uma pistola de
soldar.
Nunca deixe um eletrodo entrar em contato com um cilindro de gás.
Nunca solde num cilindro pressurizado; há perigo de explosão.
Use somente cilindros de gás, reguladores de pressão, mangueiras
e conexões adequados para cada aplicação específica; mantenhaos e a todos os seus acessórios em bom estado.
Vire o rosto quando abrir a válvula de um cilindro.
Mantenha o capacete protetor sobre a válvula de saída do cilindro
enquanto ele não estiver instalado ou não estiver em uso.
Leia e siga as instruções dos fornecedores relativas aos cilindros de
gás comprimido e equipamentos associados assim como a publicação CGA P-1 da lista de Normas de Segurança.
1-3. Símbolos adicionais relativos à Instalação, Operação e Manutenção
•
PERIGOS de incêndios e explosões
PEÇAS EM MOVIMENTO - PERIGOS
•
•
Não instale ou coloque o equipamento ligado sobre
ou perto de superfícies combustíveis.
• Não trabalhe com uma máquina de soldar perto de
materiais inflamáveis.
Não sobrecarregue a fiação e assegure-se de que a rede elétrica é
adequadamente dimensionada e protegida antes de ligar esta máquina.
•
ALTA FREQUÊNCIA (A.F.) - CUIDADOS
•
PERIGOS com quedas de objetos
•
•
•
Use somente o olhal para levantar uma máquina;
NÃO levantá-la com o seu carrinho e os cilindros
de gás ou qualquer outro acessório conectado.
Utilize um dispositivo de capacidade adequada para
levantar ou suportar a máquina.
Quando usar uma empilhadeira para deslocar uma máquina, assegure-se de que o garfo é suficientemente comprido para ultrapassar do lado oposto da máquina.
SOBRECARGAS são perigosas
•
•
Respeite o período de resfriamento da máquina;
observe o Fator de Trabalho nominal.
• Diminua a corrente de soldagem ou o Fator de Trabalho antes de recomeçar a soldar.
Não obstrua nem filtre o fluxo de ar de ventilação da máquina.
•
•
•
•
•
•
Use uma pulseira especial aterrada ANTES de
manusear placas eletrônicas ou tocar em componentes eletrônicos.
Use embalagens anti-estáticas para armazenar ou
transportar placas eletrônicas.
PEÇAS EM MOVIMENTO - PERIGOS
•
•
Não fique perto de partes de máquinas que estejam em movimento.
Não se aproxime de partes de máquina que, como
as roldanas de tração do arame, possam prender
dedos ou peças de vestuário.
ARAME-ELETRODO - PERIGOS
•
•
Não aperte o gatilho da pistola de soldar sem estar seguro que assim pode proceder.
Não aponte a tocha de soldar para nenhuma parte
do seu corpo, para terceiros ou para qualquer objeto metálico quando passar o arame-eletrodo pela
mesma.
A alta frequência (A.F.) pode interferir com radionavegação, dispositivos de segurança, computadores, equipamentos eletrônicos de todos os tipos e
aparelhos de comunicação em geral.
A instalação de máquinas com geração interna de A.F. somente deve
ser executada por pessoas qualificadas e que tenham familiaridade
com equipamentos eletrônicos.
O usuário/proprietário é responsável pela correção, por eletricista
qualificado, de quaisquer problemas de interferência por A.F. decorrentes da instalação.
Se notificado por um órgão responsável a respeito de interferências por A.F., não use o equipamento até o problema ser resolvido.
A instalação deve ser verificada e ter manutenção regular.
Mantenha os paineis e proteções das fontes de alta frequência devidamente fixados, mantenha os faiscadores adequadamente ajustados e use aterramento e blindagens para minimizar os riscos de
interferência.
INTERFERÊNCIAS - CUIDADOS
PLACAS ELETRÔNICAS - CUIDADOS
•
Fique afastado de peças em movimento tais como
ventiladores.
Mantenha todos os paineis, portas, tampas e proteções fechados e firmemente parafusados.
•
•
•
•
•
•
A energia eletromagnética de um arco de soldagem
pode causar interferências em equipamentos
eletrônicos tais como os computadores e máquinas
controladas por CNC ou CLP como os robôs.
Assegure-se de que todos os equipamentos instalados na área de
soldagem são eletromagneticamente compatíveis.
Para reduzir possíveis interferências, use cabos de soldagem tão
curtos quanto possível, prenda-os juntos e mantenha-os sobre planos
baixos como o piso por exemplo.
Mantenha uma distância de aproximadamente 100 metros entre
um local de soldagem e quaisquer equipamentos eletrônicos sensíveis a interferências.
Assegure-se de que o equipamento é instalado e aterrado de acordo com as informações deste Manual e as normas vigentes.
Caso continue havendo interferências, o usuário deve tomar precauções suplementares tais como deslocar a máquina de soldar,
usar cabos blindados e filtros de linha ou blindar a própria área de
soldagem.
OUTROS CUIDADOS
Use somente água deionizada ou desmineralizada para a refrigeração
de pistolas ou tochas de soldar.
1-4. Principais Normas de Segurança
Safety in Welding and Cutting (Segurança em Soldagem e Corte), ANSI
Standard Z49.1; encomendar na American Welding Society, 550 N.W.
LeJeune Rd, Miami FL 33126.
Safety and Health Standards (Normas de Segurança e Saúde), OSHA
29 CFR 1910; encomendar ao Superintendent of Documents, U.S. Government Printing Office, Washington, D.C. 20402.
Recommended Safe Practices for the Preparation for Welding and
Cutting of Containers That Have Held Hazardous Substances (Práticas
recomendadas de Segurança para a preparação da Soldagem e do
Corte de recipientes que tenham contido substâncias pergosas);
encomendar na American Welding Society, 550 N.W. LeJeune Rd, Miami, FL 33126.
National Electrical Code (Código Nacional de Eletricidade), NFPA Standard 70; encomendar na National Fire Protection Association,
Batterymarch Park, Quincy, MA 02269.
Safe Handling of Compressed Gases in cylinders (Manuseio Seguro
de Cilindros com Gases Comprimidos), CGA Pamphlet P-1; encomendar
na Compressed Gas Association, 1235 Jefferson Davis Highway, Suite
501, Arlington, VA 22202.
Code for Safety in Welding and Cutting (Código para Segurança em
Soldagem e Corte), CSA Standard W117.2; encomendar na Canadian
Standards Association, Standards Sales, 178 Rexdale Boulevard,
Rexdale, Ontario, Canada M9W 1R3.
Safe Practices For Occupation And Educational Eye and Face Protection (Práticas de Segurança e Proteção Ocupacional e Educacional dos
Olhos e da Face), ANSI Standard Z87.1; encomendar na American National Standards Institute, 1430 Broadway, New York, NY 10018.
Cutting and Welding Processes (Processos de Soldagem e Corte),
NFPA Standard 51B; encomendar na National Fire Protection Association, Batterymarch Park, Quincy, MA 02269.
OM-223-BR Página 5
1-5. Informações sobre campos eletromagnéticos
Considerações sobre os efeitos da baixa frequência elétrica e dos
campos eletromagnéticos em Soldagem e Corte.
1.
A corrente elétrica que passa nos cabos de soldagem gera um campo
eletromagnético. Houve e ainda há uma certa preocupação com relação
a este tipo de campo. No entanto, depois de analisar mais de 500 estudos
publicados durante uns 17 anos, um Comité especial do National Research Council (USA) tem concluído que: “As evidências, no entender
deste Comitê, é que não há qualquer prova de que a exposição a campos
elétricos e magnéticos na frequência das redes de alimentação elétrica
oferece perigo para a saúde humana”. No entanto, estudos ainda estão
em curso e ainda há casos sendo analisados. Até que as pesquisas
sejam definitivamente encerradas, é aconselhado reduzir a exposição
a campos eletromagnéticos quando se executa soldas ou cortes a
plasma.
2.
3.
4.
Para reduzir a intensidade de campos eletromagnéticos nos locais de
trabalho, proceder como indicado a seguir:
OM-223-BR Página 6
5.
Mantenha os cabos presos um ao outro, trançando-os ou
amarrando-os.
Passe os cabos de um mesmo lado e afastados do operador.
Não passe ou enrole cabos no corpo.
Mantenha a fonte de energia e os cabos tão afastados do
operador quanto possível.
Prenda a garra Obra na Obra tão perto quanto possível do local
da solda.
A respeito de marcapassos:
Portadores de marcapassos devem consultar um médico antes de soldar
ou cortar. Se o médico autorizar o trabalho, seguir todas as
recomendações acima.
SEÇÃO 2 - DEFINIÇÕES
2-1. Adesivo geral de perigos
Atenção! Preste atenção! Existem
perigos potenciais de acordo com os
símbolos ao lado.
1
Choques elétricos pelo eletrodo ou a fiação elétrica podem
matar.
1.1 Use luvas isolantes e secas.
Não toque o eletrodo com as
mão nuas. Não use luvas
úmidas ou gastas.
1.2 Proteja-se contra choques
elétricos, isolando-se da Obra
e do piso.
1.3 Desligue a tomada de alimentação elétrica antes de fazer
qualquer manutenção na Fonte
2
Respirar fumos de soldagem
pode ser perigoso para a
saúde.
2.1 Mantenha a cabeça fora de
fumos de soldagem.
2.2 Use ventilação forçada ou
exaustão local para remover
os fumos.
2.3 Use um ventilador para eliminar os fumos.
3
Faíscas e respingos de
soldagem podem provocar
explosões ou incêndios.
3.1 Mantenha materiais inflamáveis longe de um local de
soldagem. Não solde perto de
materiais inflamáveis.
3.2 Faíscas e respingos de
soldagem podem provocar
incêndios. Mantenha um
extintor por perto e tenha um
Segurança pronto para usá-lo.
3.3 Não solde tambores ou
qualquer tipo de recipiente
fechado.
4
Os raios de um arco elétrico
podem ferir a vista e queimar
a pele.
4.1 Use um gorro e óculos de
segurança. Use protetores de
ouvido e mantenha o colarinho
da camisa abotoado. Use uma
máscara protetora com um
filtro de grau adequado. Use
roupa protetora para o corpo
inteiro.
5
Treine e leia as instruções antes de trabalhar com uma
Fonte ou de fazer qualquer
manutenção nela.
6
Nunca remova este adesivo e
nunca o pinte ou o encubra.
OM-223-BR Página 7
2-2. Adesivo das ligações de entrada
1
2
3
1
4
2
3
4
5
1
2
3
?
V
6
?
V
?
A
7
5
3
8
4
S-179 290
9
5
6
7
8
9
Atenção! Preste atenção! Existem
perigos potenciais de acordo com os
símbolos ao lado
Choques elétricos pela fiação elétrica
podem matar
Desligue a tomada de alimentação
elétrica antes de fazer qualquer
manutenção na Fonte
Leia o Manual do usuário antes de
fazer qualquer manutenção na Fonte
Verifique os dados da alimentação
elétrica na placa nominal e a tensão
disponível no local de trabalho - eles
devem corresponder
Leia o Manual do usuário e os adesivos
dentro da Fonte para as instruções
relativas às ligações elétricas
Para adaptar a Fonte à tensão no local de trabalho, mude as posições dos
“jumpers” como mostrado no adesivo
interno
Deixe o condutor de aterramento mais
comprido que os demais e faça a
conexão de aterramento primeiro
Ligue os fios do cabo de alimentação
como mostrado no adesivo interno da
Fonte e verifique com cuidado todas as
conexões, as posições dos “jum-pers”
e a tensão de entrada antes de ligar a
Fonte.
2-3. Adesivo de choque elétrico e ventilação
1
2
1
3
2
S-179 563
3
Atenção! Preste atenção! Existem
perigos potenciais de acordo com os
símbolos ao lado
Choques elétricos pela fiação elétrica
e terminais de soldagem expostos
podem matar
Feche a tampa dos terminais de saída
antes de ligar a Fonte.
2-4. Adesivo de Segurança
1
1
1
2
3
4
5
5
2
3
OM-223-BR Página 8
4
6
6
Atenção! Preste atenção! Há perigos
potenciais de acordo com os símbolos
ao lado
Choques elétricos pelo eletrodo ou
pela fiação elétrica podem matar
Faíscas e respingos do arco de
soldagem podem causar explosões ou
incêndios - remova os cabos de
soldagem quando a Fonte não está em
uso
Leia o Manual do Usuário antes de
proceder à ligação da Fonte
Choques elétricos pela fiação elétrica
podem matar
Desligue a máquina da rede antes de
fazer qualquer manutenção nela ou
antes de mudar as suas conexões de
entrada.
2-5. Placas de capacidade de carga - Versões 220/380/440 V
Verifique os dados no
adesivo na Fonte. Ver
Seção 3-4.
OM-223-BR Página 9
2-6. Símbolos e Definições
NOTA
A
Alguns símbolos somente são usados nas versões 220/380/440 V.
Corrente
Painel - Local
Soldagem MIG/MAG
(GMAW)
Temperatura
Contator (Saída)
Disjuntor
Remoto
LIGA
Terminal de saída
negativo
Entrada
Velocidade de
avanço do arame
TERRA
(aterramento
de proteção)
Tensão em carga
convencional
Ligação à rede
Fator de Trabalho
(F.T.)
Retificador trifásico
Terminal de saída
Positivo
Indutância alta
V
U0
Terminal de saída
Positivo
Indutância baixa
Desliga
Tensão
Tensão em vazio
nominal (média)
U1
I1
Corrente primária
I2
IP
Grau de proteção
Percentagem
OM-223-BR Página 10
Tensão primária
Corrente de soldagem
nominal
Corrente alternada (ca)
U2
X
S1
kVA
Corrente contínua (cc)
SEÇÃO 3 - INSTALAÇÃO
3-1. Especificações
Modelo
Faixa
Tensão
da
em vaz io
Grau IP
Tensão
máx.
(Vcc)
(Vcc)
Saída
nominal
Corrente primária na carga nominal, 50 ou 60 Hz , trifásico
200 V
230 V
380 V
400 V
440 V
460 V
575 V
kVA
kW
302
(402)
300 A @ 32
(29) Vcc
a F.T. = 100 %
10 - 32
42
21M
48
3,7*
42
3,2*
27
1,8*
25
1,7*
23
1,6*
21
1,6*
17
1,3*
16,9
1,26*
12,9
0,21*
452
(602)
450 A @ 38
(36,5) Vcc
a F.T. = 100 %
10 - 38
48
21M
72
3,2*
63
2,7*
39
2,6*
37
2,2*
33
2,1*
32
1,4*
25
1,1*
25,1
1,09*
21,1
0,26*
652
(852)
650 A @ 44
V cc
a F.T. = 100 %
10 - 44
54
21M
-
96
3,2*
58
3,3*
54
3,0*
50
2,8*
48
1,6*
38
1,3*
38,2
1,26*
34,2
0,35*
* em vazio
( ) corresponde aos modelos 220/380/440 V
3-2. Fator de Trabalho e Sobreaquecimento
CORRENTE DE SOLDAGEM (A)
SAÍDA NOMINAL
MODELO
O Fator de Trabalho (F.T.) é a
percentagem de 10 minutos durante a
qual a Fonte pode soldar na sua Corrente
nominal sem sobreaquecer.
Se a Fonte sobreaquecer, o(s)
termostato(s) abre(m), não há mais
Corrente de soldagem e o ventilador de
refrigeração passa a funcionar. Espere 15
minutos para que a Fonte esfrie. Reduza
a Corrente ou o Fator de Trabalho antes
de soldar novamente.
Exceder o Fator de Trabalho
pode danificar a Fonte e leva à
perda da garantia.
FATOR de TRABALHO (%)
Fator de Trabalho = 100 %
Soldagem sem interrupção
Sobreaquecimento
V
0
15
Minutos
OU
reduzir o Fator de Trabalho
OM-223-BR Página 11
3-3. Curvas características Volts-Ampères
As características Volts-Ampères
mostram as capacidades de saída
mínima e máxima da Tensão e da
Corrente das Fontes. As curvas que correspondem a outros ajustes se
encontram entre as curvas mostradas.
A. Modelos 300 A
80
MIG/MAG
TUBULAR
70
VOLTS (cc)
60
50
40
Máximo
30
Médio
20
Mínimo
10
0
0
50
100
150
200
250
300
AMPÈRES (cc)
B. Modelos 450 A
C. Modelos 650 A
80
80
MIG/MAG
TUBULAR
70
60
VOLTS (cc)
VOLTS (cc)
60
50
Máximo
40
Médio
30
20
50
Máximo
40
Médio
30
20
Mínimo
10
0
MIG/MAG
TUBULAR
70
0
100
200
300
AMPÈRES (cc)
OM-223-BR Página 12
Mínimo
10
400
500
0
0
100
200
300
400
AMPÈRES (cc)
500
600
700
3-4. Movimentação e Localização
1
2
Olhal de levantamento
Empilhadeira de garfo
Use o olhal de levantamento ou uma
empilhadeira para deslocar a Fonte.
Movimentação
1
Quando se usa uma empilhadeira, o
garfo deve ser mais comprido que a
Fonte.
3
Placa nominal (somente nas
Versões 230/460 V)
OU
Verifique na placa nominal os requisitos
da alimentação elétrica. O adesivo está
fixado debaixo da porta frontal de
acesso.
4
Placa nominal (somente nas
Versões 220/380/440 V)
2
Localização e Ventilação
6
A placa está fixada debaixo da porta
frontal de acesso.
5
Placa nominal (somente nas
Versões 220/380/440 V)
3
Verifique na placa nominal os dados da
alimentação elétrica. O adesivo está
fixado na porta traseira de acesso (ver
Seção 2-5).
6
Chave geral
460 mm
4
Localize a Fonte perto de um ponto
adequado de alimentação elétrica.
5
Instalações especiais podem
ser necessárias nos locais
onde há gasolina ou líquidos
voláteis - ver NEC Artigo 511 ou
CEC Seção 20.
460 mm
3-5. Dimensões e Pesos
Dimensões
Altura
C
C
D
692 mm
Largura
565 mm
Profundidade*
908 mm
A**
889 mm
B***
32 mm
C
537 mm
E
4 furos
A
A
D
29 mm
E
11 mm (diâm.)
* Modelo 300 A = 718 mm
**Modelo 300 A = 699 mm
*** Modelo 300 A = 19 mm
P eso s
B
300 A
1 4 7 kg
450 A
1 7 4 kg
650 A
2 1 4 kg
OM-223-BR Página 13
3-6. Queda do Equipamento
Não trabalhe com um
Equipamento ou não o
movimente onde ele possa
tombar.
3-7. Tomada 115 Vca e Disjuntores
Desligue a Fonte antes de ligar
algum acessório na tomada.
1
3
2
Tomada RC9 - 115 Vca, 15 A
O 115 Vca é comum a RC9 e ao
soquete Remote 14 RC8 (ver
Seção 3-9).
2
Disjuntor CB1
3
Disjuntor CB2
CB1 protege o 115 Vca de RC8 e RC9
contra sobrecargas.
1
CB2 protege o 24 Vca de RC8 contra
sobrecargas.
Para rearmar os disjuntores, pressione
o botão.
OM-223-BR Página 14
3-8. Terminais de saída e seleção dos cabos de soldagem
Desligue a Fonte
antes de conectar
os
cabos
de Corrente
de
soldagem
soldagem
Não use cabos
(A)
gastos, danificados, mais finos que
o recomendado ou
com emendas.
100
Negativo
Positivo
Indutância
alta
Positivo
Indutância
baixa
Comprimento total dos cabos (cobre) num circuito de soldagem de até
30 m
45 m
60 m
Fator
Fator
de
de
Trabalho Trabalho
10 - 60 % 60 - 100 %
70 m
90 m
105 m
120 m
Fator de Trabalho 10 - 100 %
4
(21,15)
4
(21,15)
4
(21,15)
3
(26,67)
2
(33,63)
1
(42,41)
1/0
(53,48)
1/0
(53,48)
150
3
(26,67)
3
(26,67)
2
(33,63)
1
(42,41)
1/0
(53,48)
2/0
(67,43)
3/0
(85,03)
3/0
(85,03)
200
3
(26,67)
2
(33,63)
1
(42,41)
1/0
(53,48)
2/0
(67,43)
3/0
(85,03)
4/0
(107,2)
4/0
(107,2)
250
2
(33,63)
1
(42,41)
1/0
(53,48)
2/0
(67,43)
3/0
(85,03)
4/0
(107,2)
2x2/0
(2x67,43)
2x2/0
(2x67,43)
300
1
(42,41)
1/0
(53,48)
2/0
(67,43)
3/0
(85,03)
4/0
(107,2)
2x2/0
(2x67,43)
2x3/0
(2x85,03)
2x3/0
(2x85,03)
350
1/0
(53,48)
2/0
(67,43)
3/0
(85,03)
4/0
(107,2)
2x2/0
(2x67,43)
2x3/0
(2x85,03)
2x3/0
(2x85,03)
2x4/0
(2x107,2)
400
1/0
(53,48)
2/0
(67,43)
3/0
(85,03)
4/0
(107,2)
2x2/0
(2x67,43)
2x3/0
(2x85,03)
2x4/0
(2x107,2)
2x4/0
(2x107,2)
500
2/0
(67,43)
3/0
(85,03)
4/0
(107,2)
2x2/0
(2x67,43)
2x3/0
(2x85,03)
2x4/0
(2x107,2)
3x3/0
(3x85,03)
3x3/0
(3x85,03)
600
3/0
(85,03)
4/0
(107,2)
2x2/0
(2x67,43)
2x3/0
(2x85,03)
2x4/0
(2x107,2)
3x3/0
(3x85,03)
3x4/0
(3x107,2)
3x4/0
(3x107,2)
700
4/0
(107,2)
2x2/0
(2x67,43)
2x3/0
(2x85,03)
2x4/0
(2x107,2)
3x3/0
(3x85,03)
3x4/0
(3x107,2)
3x4/0
(3x107,2)
4x4/0
(4x107,2)
A bitola dos cabos de soldagem (AWG) é baseada numa queda de tensão máxima de 4 volts ou numa densidade de corrente máxima de
6,6A/mm2.
OM-223-BR Página 15
3-9. Soquete 14 Pinos RC8 - Conexões
Desligue a Fonte antes de
conectar algum acessório ao
soquete.
1
Soquete RC8 - Remote 14
Conecte o Alimentador de Arame a
RC8.
1
A
B
K
J
I
C L N
D M
E
H
G
F
3-10. Soquete 14 Pinos RC8 - Pinos
Pinos
24 V ca
A
24 Vca. Protegido pelo disjuntor CB2.
B
O fechamento do contato com A completa o circuito de 24 Vca de comando do
contator.
C
Referência de comando; 0 a +10 Vcc.
D
Comum do circuito de controle remoto.
E
Entrada do sinal de comando 0 a +10 Vcc que vem do Controle remoto
F
Realimentação da Corrente; 1 V por 100 A.
H
Realimentação da Tensão; 1 V por 10 V de Tensão de arco.
I
115 Vca, 15 A, 60 Hz. Protegido pelo disjuntor CB1.
J
O fechamento do contato com I completa o circuito de 115 Vca de comando do
contator.
K
Comum de chassi.
G
Comum dos circuitos 24 e 115 Vca.
*
Para a chave LIGA/DESLIGA remota.
*
Sinal de detecção da Tensão de arco a partir do terminal de saída Negativo ( - ).
*
Sinal de detecção da Tensão de arco a partir do terminal de saída Positivo ( + ).
CONTATOR (SAÍDA)
COMANDO DO CONTATOR
F u n ção
CORRENTE/TENSÃO (A/V)
115 Vca
CONTATOR (SAÍDA)
COMUM (GND)
LIGA/DESLIGA REMOTO
DETECÇÃO REMOTA DA TENSÃO
* Não usado
OM-223-BR Página 16
3-11. Características Elétricas de Alimentação
Versões 230/460 V
Modelos 300 A
Modelos 450 A
Modelos 650 A
Tensão de entrada (V)
200
230
460
575
200
230
460
575
230
460
575
Corrente primária na saída nominal (A)
48
42
21
17
72
63
32
25
96
48
38
Retardados 2
60
50
25
20
90
70
40
30
110
60
45
Normais 3
70
60
30
25
110
90
45
40
150
70
60
8
(8,37)
8
(8,37)
10
(5,26)
12
(3,31)
8
(8,37)
10
(5,26)
3
(26,67)
8
(8,37)
8
(8,37)
34
45
120
114
50
43
112
115
51
70
109
8
(8,37)
10
(5,26)
10
(5,26)
12
(3,31)
6
(13,30)
8
(8,37)
10
(5,26)
10
(5,26)
6
(13,30)
8
(8,37)
10
(5,26)
Capacidade máx. recomendada dos
fusíveis (A) 1
Bitola mín. dos condutores de entrada
(AWG (mm2))
Comprimento máx. recomendado dos
condutores de entrada (m)
Bitola mín. do condutor de aterramento
(AWG (mm2))
4
6
(21,15) (13,30)
Referência: National Electric Code (NEC) 1999
1 Consultar Miller para o uso de disjuntores de entrada
2 Fusíveis retardados são conforme UL classe "RK5"
3 Fusíveis normais (uso geral) são conforme UL classe "K5" (até 60 A inclusive) e UL classe "H" (a partir de 65 A)
Versões 220/380/440 V
Modelos 300 A
Modelos 450 A
Modelos 650 A
Tensão de entrada (V)
380
400
440
380
400
440
380
400
440
Corrente primária na saída nominal (A)
27
25
23
39
37
33
58
54
50
Retardados 2
30
30
25
45
45
40
70
60
60
Normais 3
40
35
35
60
50
50
90
80
80
Bitola mín. dos condutores de entrada (AWG (mm2))
10
(5,26)
10
(5,26)
10
(5,26)
8
(8,37)
8
(8,37)
8
(8,37)
Comprimento máx. recomendado dos condutores de
entrada (m)
82
90
109
76
84
102
74
82
99
Bitola mín. do condutor de aterramento (AWG (mm2))
10
(5,26)
10
(5,26)
10
(5,26)
10
(5,26)
10
(5,26)
10
(5,26)
8
(8,37)
8
(8,37)
8
(8,37)
Capacidade máx. recomendada dos fusíveis (A) 1
6
6
6
(13,30) (13,30) (13,30)
Referência: National Electric Code (NEC) 1999
1 Consultar Miller para o uso de disjuntores
2 Fusíveis retardados são conforme UL classe "RK5"
3 Fusíveis normais (uso geral) são conforme UL classe "K5" (até 60 A inclusive) ou UL classe "H" (a partir de 65 A)
OM-223-BR Página 17
3-12. Diagrama dos “Jumpers”
Desligue e trave a chave geral
antes de colocar os “jumpers”
ou mudar a sua posição.
Verifique a tensão disponível no local
de trabalho.
1
Adesivo dos “jumpers”
Veja o adesivo - há somente um
adesivo na Fonte.
2
“Jumpers”
Coloque os “jumpers” de acordo com
a tensão de entrada.
Feche a porta de acesso ou vá à
Seção 3-13.
200 VOLTS
230 VOLTS
460 VOLTS
Ref. S-174 976-A
230 VOLTS
460 VOLTS
575 VOLTS
1
Ref. S-174 973-A
220 VOLTS
380 VOLTS
400 VOLTS
440 VOLTS
(ADICIONAR "JUMPERS")
Ref. S-174 975-A
2
Não apertar excessivamente
as porcas dos "jumpers"
Ferramentas usadas
3/8”
3/8”
OM-223-BR Página 18
3-13. Conexões à rede elétrica
Abra e trave a chave geral
antes de ligar o cabo de
entrada na Fonte.
Somente pessoas habilitadas
devem instalar a Fonte.
Verifique os dados da placa nominal da
Fonte e a tensão elétrica disponível no
local de trabalho.
1
Chave geral
2
Condutores do cabo de entrada
3
Condutor de aterramento
ATERRAMENTO
1
Selecione a bitola e o comprimento de
acordo com a Seção 3-11. Os cabos
elétricos devem obedecer às normas
nacionais e locais. Use terminais com
capacidade adequada e furo de
diâmetro correto.
4
Passa-cabo
9
8
4
7
3
Para fazer as ligações na chave geral,
ligar primeiro o condutor verde ou
verde/amarelo de aterramento
Passe o cabo de entrada pelo passacabo.
5
Ponto de aterramento da Fonte
6
Terminais de entrada
Faça as conexões à Fonte
antes de fazê-las à chave geral,
a qual deve estar aberta e
travada.
Conectar o cabo de entrada
a uma chave geral aberta
IMPORTANTE
6
Fazer as ligações na Fonte
antes de conectá-la à rede
3
Contator
de entrada
L1 (U)
2 L2 (V)
L3 (W)
3
10
3
5
Ferramentas usadas
3/8"
3/8"
Conectar primeiro o condutor verde ou
verde/amarelo de aterramento
Conecte primeiro o condutor verde ou
verde/amarelo de aterramento no terminal de aterramento da Fonte. Depois,
conecte os condutores de entrada aos
terminais da linha.
Feche a porta de acesso.
7
Terminal de aterramento da
chave geral (fornecida pelo
usuário)
8
Terminais da chave geral
Na chave geral aberta, conecte
primeiro o condutor verde ou
verde/amarelo de aterramento
ao terminal de aterramento.
Cuidado para não conectá-lo a
um
terminal
da
linha!
Assegure-se de que ele é
realmente ligado num ponto
Terra eficiente.
Ligue os condutores do cabo de
alimentação nos terminais de entrada.
9
Proteção contra sobrecargas
Selecione o tipo e a capacidade de
acordo com a Seção 3-11 (a figura
corresponde a uma chave geral com
fusíveis).
Feche a porta da chave geral.
10 Relê reed (sensor da corrente
de Terra) (opcional)
Caso a Fonte seja equipada com o
sensor opcional da corrente de Terra,
passe o condutor de aterramento 2
vezes no relê reed e conecte-o ao terminal de aterramento.
Feche a porta de acesso.
OM-223-BR Página 19
SEÇÃO 4 - OPERAÇÃO
4-1. Controles (Versões 230/460 V)
1
6
1
2
3
4
5
tator está fechado.
3
LIGA/DESLIGA com LED
4
LED de sobreaquecimento
5
Seleção Local/Remoto
Ajuste da Tensão
Gire o knob no sentido horário para aumentar
a Tensão. A indicação do voltímetro varia
quando o knob é acionado. A Tensão pode
ser ajustada durante a soldagem.
2
Voltímetro e Amperímetro
Para ajuste a partir do painel frontal, ponha a
chave na posição “PANEL”. Para ajuste à
distância, ponha a chave na posição “REMOTE” e conecte o Controle remoto (ver
Seção 3-9)
6
Comando do contator
O voltímetro indica a Tensão pré-ajustada
quando o contator está aberto. O voltímetro
e o amperímetro indicam os valores reais da
Tensão de saída e da Corrente quando o con-
Para comandar o contator a partir do painel
frontal, ponha a chave na posição “PANEL”.
Para comandar à distância, ponha a chave
na posição “REMOTE” e conecte o Controle
remoto (ver Seção 3-9).
Os terminais de saída da Fonte
somente são energizados quando a
chave “Output” está na posição
“ON” ou durante a soldagem.
Desligue a Fonte antes de conectar
o Controle remoto ao soquete RC8.
4-2. Controles (Versões 220/380/440 V)
1
6
1
Ajuste da Tensão
Gire o knob no sentido horário para aumentar
a tensão. A indicação do voltímetro varia
quando o knob é acionado. A Tensão pode
ser ajustada durante a soldagem.
2
Voltímetro e Amperímetro
O voltímetro indica a Tensão pré-ajustada
quando o contator está aberto. O voltímetro
e o amperímetro indicam os valores reais da
Tensão de saída e da Corrente quando o conOM-223-BR Página 20
5
tator está fechado.
3
LIGA/DESLIGA com LED
4
LED de sobreaquecimento
5
Seleção Local/Remoto
Para ajuste a partir do painel frontal, ponha a
chave na posição “PANEL”. Para ajuste à
distância, ponha a chave na posição “REMOTE” e conecte o Controle remoto (ver
Seção 3-9)
6
Ccomando do contator
2
4
3
Para comandar o contator a partir do painel
frontal, ponha a chave na posição “PANEL”.
Para comandar à distância, ponha a chave
na posição “REMOTE” e conecte o Controle
remoto (ver Seção 3-9).
Os terminais de saída da Fonte
somente são energizados quando a
chave “OUTPUT” está na posição
“ON” ou durante a soldagem.
Desligue a Fonte antes de conectar
o Controle remoto ao soquete RC8.
SEÇÃO 5 - MANUTENÇÃO PREVENTIVA & CORRETIVA
5-1. Manutenção Preventiva
Desligue a alimentação elétrica antes de fazer qualquer manutenção
na Fonte.
3 Meses
Consertar
ou substituir
cabos de
soldagem
danificados
Substituir
adesivos
ilegíveis
Limpar e
apertar os
terminais
de saída
6 Meses
Limpar o interior da Fonte
com jato de ar seco ou aspirador
de pó. Em caso de serviço
intensivo, limpar mensalmente
ou
5-2. Fusível F1
Desligue a Fonte antes de abrir
a porta traseira de acesso.
1
2
Tampa do porta-fusível
Fusível F1 (ver a capacidade nas
listas de componentes)
O fusível F1 protege o transformador
auxiliar contra sobrecargas. Se F1
queimar, não há mais Tensão de saída
e o motor do ventilador para. Substitua
F1.
2
1
Ferramentas usadas
3/8"
Girar
Remover e substituir o fusível
(por a face plana do fusível na tampa)
Girar
5-3. Desligamento por curto-circuito
Quando o bico de contato toca na Obra e fica graudado nela, a saída da Fonte passa para um nível de operação segura. Para recomeçar a
soldagem, solte o gatilho da pistola, desligue a Fonte e remova o bico de contato da Obra. Verifique o bico de contato e substitua-o se estiver
danificado. Ligue novamente a Fonte para continuar a soldagem.
OM-223-BR Página 21
5-4. Manutenção Corretiva
Desligue a alimentação elétrica antes de fazer qualquer
manutenção na Fonte.
Defeito
Solução
Fechar a chave geral (ver Seção 3-13).
Verificar o fusível F1 e substituir se necessário (ver Seção 5-2).
Não há Tensão de saída; a Fonte não
funciona.
Verificar e substituir o(s) fusível(is) de entrada, se necessário, ou rearmar o disjuntor de entrada
(ver Seção 3-13).
Verificar se as conexões de entrada são corretas (ver Seção 3-13).
Verificar se todos os "jumpers" estão posicionados corretamente (ver Seção 3-13).
Para trabalho com um Alimentador de Arame, por o seletor de comando do contator na
posição "REMOTE 14" e conectar o alimentador (ver Seções 3-9 e 3-10). Para trabalho sem
um Alimentador de arame, por a chave na posição "ON" (ver Seção 4-1).
Não há Tensão de saída; o LED da chave
LIGA/DESLIGA está aceso; o ventilador
funciona.
Verificar, reparar ou substituir o Alimentador de Arame (vero Manual do usuário do
Alimentador).
A Fonte sobreaqueceu. Deixar o ventilador esfriá-la (ver Seção 3-2).
Solicitar um Técnico Miller para verificar a placa eletrônica PC1.
A Fonte somente fornece o mínimo ou o
máximo da sua faixa de Tensão.
Solicitar um Técnico Miller para verificar a placa eletrônica PC1.
Usar o tipo e a bitola adequados para os cabos de soldagem (ver Seção 3-8).
Tensão e/ou Corrente de saída irregular ou
inadequada.
Limpar e apertar todas as conexões do circuito de soldagem.
Verificar que o Alimentador de Arame é instalado de acordo com o Manual do usuário.
Solicitar um Técnico Miller para verificar a placa eletrônica PC1 e/ou a ponte retificadora
principal.
Não há 115 Vca na tomada dupla ou no
soquete Remote 14.
Rearmar o disjuntor CB1 (ver Seção 3-7).
Não há 24 Vca no soquete Remote 14.
Rearmar o disjuntor CB2 (ver Seção 3-7).
O ventilador não funciona. Nota: o ventilador
somente funciona quando há necessidade de
esfriar a Fonte.
Verificar e remover qualquer objeto que possa impedir a rotação do ventilador.
OM-223-BR Página 22
Solicitar um Técnico Miller para verificar o motor do ventilador.
SEÇÃO 6 - ESQUEMA ELÉTRICO
Para a parte do esquema que corresponde ao primário, ver o circuito localizado dentro do gabinete da Fonte.
SENSOR DA
CORRENTE
DE TERRA
(OPCIONAL)
RELÊ REED
(2 VOLTAS)
ATENÇÃO
Não toque em partes energizadas eletricamente.
Desligue a alimentação elétrica ou o motor do
gerador antes de fazer manutenção na unidade.
RESISTÊNCIA
(OPCIONAL)
AJUSTE DA
TENSÃO
DE SAÍDA
PANEL
(PAINEL)
horário
Nunca trabalhe com o gabinete da unidade aberto.
Somente pessoas habilitadas devem instalar,
usar ou fazer manutenção nesta unidade.
CR4 É USADO C/ O
SENSOR DA CORRENTE
DE TERRA (OPCIONAL)
PC1
PLACA ELETRÔNICA DE CONTROLE
PERIGO DE
CHOQUE ELÉTRICO
LIGA/DESL.
REMOTO
REMOTE
(REMOTO)
PC2
PLACA ELETRÔNICA
AMPERÍMETRO
E VOLTÍMETRO
POSITIVO
INDUTÂNCIA
ALTA
POSITIVO
INDUTÂNCIA
BAIXA
NEGATIVO
Figura 6-1. Esquema elétrico
OM-223-BR Página 23
22
21
32 (Fig. 7-3 & 4)
23
31 (Fig. 7-2)
25
26
1
30
3
2
4
27
29
28
5
24
6
7
8
9
10
4
11
13
12
14
16
15
17 18
3
20
Somente são fornecidos os componentes
listados neste Manual.
19 (Fig.7–5)
23
SEÇÃO 7 - LISTAS DE COMPONENTES
Figura 7-1. Conjunto Geral (a Figura corresponde ao Modelo 452)
OM-223-BR Página 24
Quantidade
Item
Símbolo
C ódi go
Descrição
Modelo
302
452
652
2
2
1
1
Figura 7-1 Conjunto Geral (a Figura corresponde ao Modelo 452)
1
+
179 430
PAINEL, lateral
1
+
179 432
PAINEL, lateral
179 429
TAMPA, superior
2
2
1
2
179 431
TAMPA, superior
3
164 699
DUTO, ar
3
164 903
DUTO, ar
4
162 816
CANALETA
4
4
4
5
162 820
TRAVESSA, olhal levantamento
2
2
2
6
162 830
OLHAL DE LEVANTAMENTO
1
1
1
2
2
2
7
177 279
GUARNIÇÃO, olhal levantamento
1
1
1
8
604 536
PARAFUSO
2
2
2
166 362
INDUTÂNCIA
1
9
Z1
9
Z1
166 364
INDUTÂNCIA
9
Z1
180 066
INDUTÂNCIA
1
1
164 717
BARRAMENTO, indutância
1
10
HD1
168 8291
TRANSDUTOR, corrente 1.000 A
1
1
1
11
CR6
160 966
CONTATOR, 25 A 2P 24 Vcc
1
1
1
173 605
SUPORTE, contator
1
1
1
12
13
C21-23
163 906
CAPACITOR, 50 e 60 Hz
3
3
3
14
T2
159 042
TRANSFORMADOR, auxiliar 50 VA 24 V, 230/460/575 V (60 Hz)
1
1
1
14
T2
159 041
TRANSFORMADOR, auxiliar 50 VA 24 V, 200/230/460 V (60 Hz)
14
T2
159 043
TRANSFORMADOR, auxiliar 50 VA 24 V (50 Hz)
1
1
1
15
TE1
159 244
CAIXA PRIMÁRIA (consistindo de)
1
1
1
24
24
24
16
601 835
17
038 887
PORCA
PINO
1
24
24
24
010 913
ARRUELA, lisa
24
24
24
601 835
PORCA
24
24
24
8
038 618
"JUMPER", placa conexões primárias
8
8
18
159 034
PORTA-FUSÍVEL
1
1
1
19
Fig. 7-5
PAINEL, traseiro c/ componentes
1
1
1
1
1
20
F1
156 065
FUSÍVEL, cartucho 0,5 A 600 V retardado
1
21
W
*
160 760
CONTATOR, 40 A 3P 24 Vca
1
21
W
160 793
CONTATOR, 60 A 3P 24 Vca
1
21
W
160 794
CONTATOR, 75 A 3P 24 Vca
22
CR4
140 750
RELÊ, reed
1
1
1
23
134 464
ADESIVO, atenção perigos gerais
2
2
2
24
163 533
BASE
1
24
163 359
BASE
182 661
CONJUNTO CAPACITOR (consistindo de)
25
C1
R6
26
27
28
1
6
CAPACITOR, eletrolítico 16.000 uF 60 Vcc
6
6
RESISTÊNCIA, fio 10 W 500 Ohms
1
1
1
162 817
BARRAMENTO, capacitor
2
2
2
SUPORTE, capacitor
2
4
4
189 832
166 438
T1
1
1
140 002
166 439
29
27
1
1
163 535
182 660
T1
1
189 833
TRANSFORMADOR, principal 200/230/460 V (consistindo de)
BOBINA, prim./sec. 200/230/460 V (central e direita)
BOBINA, prim./sec. 200/230/460 V (esquerda)
TRANSFORMADOR, principal 230/460/575 V (consistindo de)
28
172 303
BOBINA, prim./sec. 230/460/575 V (central e direita)
29
172 302
BOBINA, prim./sec. 230/460/575 V (esquerda)
1
2
1
1
2
1
OM-223-BR Página 25
Quantidade
Item
Símbolo
C ódi go
Descrição
Modelo
302
452
652
Figura 7-1 Conjunto Geral (a Figura corresponde ao Modelo 452) (continuação)
27
T1
189 835
TRANSFORMADOR, principal 200/230/460 V (consistindo de)
1
28
166 442
BOBINA, prim./sec. 200/230/460 V (central e direita)
2
29
166 441
BOBINA, prim./sec. 200/230/460 V (esquerda)
1
27
T1
189 836
TRANSFORMADOR, principal 230/460/575 V (consistindo de)
1
28
172 309
BOBINA, prim./sec. 230/460/575 V (central e direita)
2
29
172 308
BOBINA, prim./sec. 230/460/575 V (esquerda)
1
27
T1
189 839
TRANSFORMADOR, principal 230/460/575 V (consistindo de)
1
28
172 315
BOBINA, prim./sec. 230/460/575 V (central e direita)
2
29
172 314
BOBINA, prim./sec. 230/460/575 V (esquerda)
1
27
T1
189 834
TRANSFORMADOR, principal 380/400/440 V (consistindo de)
1
28
172 421
BOBINA, prim./sec. 380/400/440 V (central e direita)
2
29
172 420
BOBINA, prim./sec. 380/400/440 V (esquerda)
1
27
T1
189 837
TRANSFORMADOR, principal 380/400/440 V (consistindo de)
1
28
172 427
BOBINA, prim./sec. 380/400/440 V (central e direita)
2
29
172 426
BOBINA, prim./sec. 380/400/440 V (esquerda)
1
27
T1
189 838
TRANSFORMADOR, principal 380/400/440 V (consistindo de)
1
28
172 433
BOBINA, prim./sec. 380/400/440 V (central e direita)
2
29
172 432
BOBINA, prim./sec. 380/400/440 V (esquerda)
1
TP1, 2
175 405
TERMOSTATO, NF incluso em T1
2
2
2
TP4, 5
168 891
TERMOSTATO, NF incluso em T1
2
2
2
PLG13
189 873
CONECTOR MACHO
1
1
1
RC13
189 874
CONECTOR FÊMEA
1
1
1
PLG6
168 847
CONECTOR FÊMEA
1
1
1
RC6
168 845
CONECTOR MACHO
1
1
1
30
161 294
SUPORTE, ponte retificadora
2
2
2
31
Fig. 7-2
PAINEL, frontal c/ componentes
1
1
1
SR1
175 070
PONTE RETIFICADORA, principal (Fig. 7-3)
1
32
SR1
192 672
PONTE RETIFICADORA, principal (Fig. 7-4)
32
SR1
192 671
PONTE RETIFICADORA, principal (Fig. 7-4)
PLG14
115 094
CONECTOR FÊMEA
PLG7
152 249
CONECTOR MACHO
1
1
1
RC7
168 846
CONECTOR FÊMEA
1
1
1
010 467
CONECTOR, prensa-cabo
1
1
1
114 808
RESISTÊ NCIA, fio 375 W 5 Ohms
1
1
1
32
R7
1
1
1
1
Incluso no Sensor de corrente de Terra opcional 195 048
Incluso na Resistência adicional opcional 043 286
+ Ao encomendar um componente no qual um adesivo estava originalmente fixado, deve-se encomendar o adesivo também.
Para garantir o desempenho original do seu Equipamento, use somente peças de reposição sugeridas pelo Fabricante. Quando
encomendar peças ao seu Distribuidor local, informe sempre o Modelo e o número de série do Equipamento.
OM-223-BR Página 26
1
Quantidade
Item
Símbolo
C ódi go
Descrição
Modelo
302
452
652
CAIXA P/ ELETRÔNICA
1
1
1
1
Figura 7-2 Painel frontal c/ Componentes (Fig. 7-1 Item 33)
1
159 863
2
PC 1
208 769
PLACA ELETRÔNICA, controle (60 Hz)
2
PC 1
208 197
PLACA ELETRÔNICA, controle (60 Hz)
2
PC 1
208 772
PLACA ELETRÔNICA, controle (60 Hz)
2
PC 1
208 770
PLACA ELETRÔNICA, controle (50 Hz)
2
PC 1
208 771
PLACA ELETRÔNICA, controle (50 Hz)
2
PC 1
208 773
PLACA ELETRÔNICA, controle (50 Hz)
1
1
1
1
1
PLG1
158 720
CONECTOR FÊMEA (ver Fig. 7-3 & 7-4)
PLG3
169 240
CONECTOR FÊMEA
1
1
1
PLG4
148 439
CONECTOR FÊMEA
1
1
1
PLG5
152 249
CONECTOR FÊMEA
1
1
1
3
CR3
052 964
RELÊ, 24 Vcc DPDT
1
1
1
4
CR5
006 393
RELÊ, 24 Vca DPDT
1
1
1
5
C B 1, 2
093 995
DISJUNTOR, rearmamento manual
2
2
2
6
RC9
604 176
TOMADA, dupla, 15 A 125 Vca
1
1
1
163 855
CONECTOR/CAPACITOR, com fios e terminais (consistindo de)
1
1
1
7
RC8
143 976
CONECTOR FÊMEA
1
1
1
C3
163 863
CONJ. FIO/TERMINAL
1
1
1
C6
163 861
CONJ. FIO/TERMINAL
1
1
1
C 13
163 858
CONJ. FIO/TERMINAL
1
1
1
C 14
163 857
CONJ. FIO/TERMINAL
1
1
1
1
1
1
8
204 143
PAINEL, frontal
5
Somente são fornecidos os componentes
listados neste Manual.
2
6
7
8
9
10
3
9
10
32
4
11
10
23
22
21
24
20
13
14
25
26
31
19
18
27
30
29
28
Figura 7-2. Painel frontal com Componentes (a Figura corresponde ao Modelo 452)
OM-223-BR Página 27
Quantidade
Item
Símbolo
C ódi go
Descrição
Modelo
302
452
652
Figura 7-2 Painel frontal c/ Componentes (Fig. 7-1 Item 33) (continuação)
9
POS
181 245
TERMINAL, saída, vermelho
2
2
2
10
C 2, 4, 5
128 750
CAPACITOR, disco cerâmica .1 uF 500 Vcc
3
3
3
161 303
MOLA
3
3
3
11
13
181 246
TERMINAL, saída, preto
1
1
1
14
NEG
174 936
PLACA, inferior, controle
1
1
1
18
162 891
ADESIVO, atenção choque elétrico
1
1
1
172 587
TAMPA, terminais de saída
1
1
1
20
19
160 935
PRESILHA, elástica
3
3
3
21
601 835
PORCA
2
2
2
010 913
ARRUELA, lisa
1
1
1
22
038 887
PRISIONEIRO
1
1
1
S 3, 4
011 609
CHAVE INTERRUPTORA, SPDT 15 A 125 Vca
2
2
2
1
1
23
+
24
R1
035 897
POTENCIÔMETRO, 2 W 1 kOhm
1
25
PC 2
178 130
PLACA ELETRÔNICA, aparelhos de medição
1
25
PC 2
177 909
PLACA ELETRÔNICA, aparelhos de medição
25
PC 2
178 131
PLACA ELETRÔNICA, aparelhos de medição
PLG10
153 501
CONECTOR FÊMEA
1
1
1
PLG11
148 439
CONECTOR FÊMEA
1
1
1
4
26
192 174
27
28
29
S2
159 039
1
DISTANCIADOR
4
4
PLACA NOMINAL (encomendar pelo modelo e pelo número de série)
1
1
1
CHAVE INTERRUPTORA, SPDT 15 A 125 Vca
1
1
1
PLG2
185 626
CONECTOR, corpo série 56
1
1
1
P L2
159 522
LED, amarelo
1
1
1
159 036
TAMPA, LED transparente
1
1
1
30
31
32
1
SN1
097 924
KNOB, de seta
1
1
1
197 868
CIRCUITO "SNUBBER", conjunto
1
1
1
+ Ao encomendar um componente no qual um adesivo estava originalmente fixado, deve-se encomendar o adesivo também.
Para garantir o desempenho original do seu Equipamento, use somente peças de reposição sugeridas pelo Fabricante. Quando
encomendar peças ao seu Distribuidor local, informe sempre o Modelo e o número de série do Equipamento.
OM-223-BR Página 28
Item
1
Símbolo
P/N
SR 1
175 070
C7-12
Descrição
Quantidade
Figura 7-3 Ponte retificadora principal (Modelo 302) (Fig. 7-1 Item 34)
048 420
CAPACITOR, cerâmica disco .01 uF 1.000 Vcc
6
2
177 316
DISSIPADOR, ponte retificadora
3
3
177 317
DISSIPADOR, ponte retificadora
2
3
4
166 667
PRENDEDOR, tiristor
5
TP3
185 679
TERMOSTATO, NF
1
6
TP6
185 680
TERMOSTATO, NF
1
7
SCR1-6
161 668
TIRISTOR, 300 A 300 V, disco
6
PLG1
158 720
CONECTOR FÊMEA
1
188 692
GRAMPO, tiristor
3
8
3
4
5
1
2
6
7
2
3
1
8
Figura 7-3 Ponte retificadora principal SR1
(Modelo 302)
4
5
Somente são fornecidos os componentes
listados neste Manual.
6
Figura 7-4 Ponte retificadora principal SR1
(Modelos 452 & 652)
Item
Símbolo
1
C7-12
SR 1
P/N
Descrição
Quantidade
192 672
192 671
Figura 7-4 Ponte retificadora principal (Modelos 452 & 652) (Fig. 7-1 Item 34)
048 420
CAPACITOR, cerâmica disco .01 uF 1.000 Vcc
6
6
2
2
191 989
BARRAMENTO, ponte retificadora
2
3
188 691
GRAMPO, tiristor
3
3
4
188 839
DISSIPADOR, ponte retificadora
12
12
6
5
SCR1-6
161 668
TIRISTOR, 300 A 300 V disco
5
SCR1-6
148 091
TIRISTOR, 865 A 300 V disco
166 667
PRENDEDOR, mola, ponte retificadora
PLG1
158 720
CONECTOR FÊMEA
1
1
TP3
192 673
TERMOSTATO, ponte retificadora
1
1
TP6
192 674
TERMOSTATO, ponte retificadora
1
1
6
6
3
3
Para garantir o desempenho original do seu Equipamento, use somente peças de reposição sugeridas pelo Fabricante. Quando
encomendar peças ao seu Distribuidor local, informe sempre o Modelo e o número de série do Equipamento.
OM-223-BR Página 29
Item
Símbolo
C ódi go
Descrição
Quantidade
Figura 7-5 Painel traseiro c/ Componentes (Fig. 7-1 Item 19)
1
173 283
CÂMARA
1
2
180 165
HÉLICE, ventilador
1
3
162 807
PAINEL, traseiro
1
2
4
168 343
DOBRADIÇA, porta acesso a primário
162 818
PORTA, acesso a primário
1
6
168 384
ADESIVO, atenção choque elétrico
1
7
602 177
PARAFUSO
2
8
124 274
SUPORTE, motor ventilador
1
114 808
RESISTÊNCIA, fio 375 W 5 Ohms
1
5
+
9
R3
10
FM
116 190
MOTOR, 1/12 HP 230 V 1.550 rpm 50/60 Hz , 1,5 A
1
010 467
CONECTOR, prensa-cabo
1
+ Ao encomendar um componente no qual um adesivo estava originalmente fixado, deve-se encomendar o adesivo também.
Para garantir o desempenho original do seu Equipamento, use somente peças de reposição sugeridas pelo Fabricante. Quando
encomendar peças ao seu Distribuidor local, informe sempre o Modelo e o número de série do Equipamento.
3
5
Somente são fornecidos os componentes
listados neste Manual.
6
2
1
7
8
10
9
Figura 7-5. Painel traseiro com Componentes
OM-223-BR Página 30
4
GARANTIA LIMITADA
GARANTIA LIMITADA - Sujeita aos termos e condições a seguir,
Miller Electric Mfg. Co. Appleton, Wisconsin (EUA) garante ao
Revendedor ou Distribuidor original que um equipamento novo
Miller vendido é isento de defeitos de materiais e mão de obra na
época do seu despacho por parte da Miller. ESTA GARANTIA É
DADA NO LUGAR DE QUAISQUER OUTRAS GARANTIAS
EXPLÍCITAS OU IMPLÍCITAS, INCLUSIVE AS GARANTIAS DE
COMERCIALIZAÇÃO E ADEQUAÇÃO DO EQUIPAMENTO.
Dúvidas a respeito da
Garantia Miller?
Consulte o Distribuidor
local ou ITW Soldagem
O Distribuidor Miller oferece
ainda:
Assistência técnica
Sempre se obtém a resposta
rápida e confiável da qual se está
precisando. Peças de reposição
são disponibilizadas com
rapidez.
5.
90 (noventa) dias para peças de:
* Pistolas e tochas MIG e TIG
* Tochas de corte a plasma modelos APT, ZIPCUT e
PLAZCUT
* Controles remotos
* Kits de acessórios
* Peças de reposição (exceto Mão de Obra)
Dentro dos períodos de garantia listados a seguir, Miller ou seu
Serviço Autorizado (SAM) reparará ou substituirá peças ou
componentes que apresentem defeito de material ou mão de obra.
Miller deve ser notificada por escrito dentro de trinta (30) dias
contados da ocorrência do defeito ou falha, sendo que Miller
fornecerá então instruções quanto aos procedimentos a serem
seguidos quanto à solicitação de garantia.
A Garantia Miller não se aplica a:
1.
Miller atenderá as solicitações de garantia dos equipamentos
conforme a lista abaixo quando o defeito ocorrer dentro dos
períodos de garantia especificados. Todos os períodos de garantia
são contados a partir da data de despacho para o comprador
original: 12 meses após o despacho para o Revendedor ou
Distribuidor ou 18 meses após o despacho para um Distribuidor
Internacional.
Componentes consumíveis tais como: bicos de
contato, bicos de corte a plasma, contatores,
escovas de motores elétricos, anéis de vedação,
coletores, relês ou componentes com desgaste normal de uso.
2.
Itens fornecidos por Miller, mas fabricados por terceiros,
tais como: motores e acessórios incorparados. Estes
itens são cobertos pela garantia do fabricante, quando
houver.
1.
3.
Equipamentos modificados por terceiros (isto é, não por
um Serviço Autorizado Miller), que tenham sido
instalados, operados ou usados de forma imprópria ou
en desacordo com os padrões industriais normais, que
não tenham tido manutenção adequada e conforme
necessidade ou ainda que tenham sido utilizados fora
das especificações da Miller.
4.
Equipamentos que tenham sofrido danos por eventos
externos tais como enchentes, incêndio, água, raios,
interferências eletromagnéticas ou quaisquer outros não
previstos no presente Termo de garantia.
5 (cinco) anos para peças e 3 (três) anos para Mão de
Obra em:
* Tochas modelos Spoolmate 185 e 250
* Mantas e bobinas de aquecimento por indução
* Pontes retificadoras originais
* Pontes retificadoras de entrada e de saída originais
de fontes inversoras
2.
3 (três) anos para peças e Mão de Obra em:
* Fontes de energia dos tipos Transformador e
Retificador
Suporte
* Fonte de energia para Corte a plasma
Dúvidas a respeito de Soldagem
podem ser esclarecidas rapidamente junto ao seu Distribuidor local ou à ITW Soldagem.
A experiência do Distribuidor e da
Miller está à sua disposição para
ajudá-lo.
* Alimentadores de arame e Controles semi-automáticos
e automáticos
* Fontes de energia inversoras (exceto tipo Maxstar)
* Geradores para soldagem com motor de combustão
NOTA: os motores de Geradores para soldagem
têm garantia específica do próprio
fabricante).
3.
1 (um) ano para peças e Mão de Obra em:
* Motor de tochas tipo Spoolmatic (exceto modelos
Spoolmate)
* Controladores de processo, inclusive AVC
* Posicionadores e os respectivos controles
OS PRODUTOS MILLER SÃO PREVISTOS PARA COMPRA
E UTILIZAÇÃO POR USUÁRIOS DO COMÉRCIO E DA
INDÚSTRIA E COM EXPERIÊNCIA NO USO E NA
MANUTENÇÃO DE EQUIPAMENTOS DE SOLDAR OU
CORTAR A PLASMA.
Em caso de solicitação de Garantia nas condições aqui
descritas e complementares para produtos fora da linha normal de fabricação, Miller poderá, a seu único critério, tomar
qualquer uma das providências abaixo:
1.
Reparar ou
2.
Substituir ou, em casos especiais e quando devidamente
autorizado por escrito pela Miller
3.
Negociar e assumir o custo da reparação ou substituição
por parte de um Serviço Autorizado Miller (SAM) ou
4.
Reembolsar o valor de aquisição (deduzida uma
depreciação razoável baseada no uso atual) com o retorno à Miller do item considerado, os riscos e os custos
de despacho sendo assumidos pelo usuário/comprador.
Em caso de opção pela reparação ou substituição por
parte da Miller, as condições serão F.O.B. Fábrica ou
Filial Miller ou Serviço Autorizado Miller conforme
determinado por Miller. Conseqüentemente, não haverá
compensação ou reembolso de quaisquer despesas de
transporte ou adicionais.
* Dispositivos de movimentação automática
* Robôs
* Controles manuais e pedais de controle
* Fontes de energia e controles para aquecimento por
indução
* Circuladores de água
* Unidades de alta frequência (AF)
* Simuladores e “Grids” de teste
* Fontes inversoras portáteis com capacidade inferior
a 180 A (tipo Maxtar)
* Ponteadeiras para soldagem por resistência
* Bancos de carga e aferição
* Transformadores de controle
* Equipamentos Cyclomatic e Jetline
* Carrinhos e carretas Miller
* Tochas para corte a plasma (exceto os modelos APT,
ZIPCUT e PLAZCUT)
* Acessórios opcionais de campo
NOTA: acessórios opcionais de campo são
cobertos pela garantia Miller original do
equipamento ao qual os acessórios são
associados ou por um mínimo de 1 (um)
ano, valendo o maior prazo.
4.
6 (seis) meses para baterias
DE ACORDO COM OS LIMITES LEGAIS EVENTUALMENTE
EXISTENTES, AS SOLUÇÕES AQUI OFERECIDAS SÃO
ÚNICAS E EXCLUSIVAS. EM NENHUMA CIRCUNSTÂNCIA
OU EVENTO PODERÁ MILLER SER RESPONSABILIZADA
JURIDICAMENTE, DIRETA OU INDIRETAMENTE, POR
DANOS ESPECÍFICOS (inclusive perda de patrimônio),
INCIDENTAIS OU RESULTANTES (inclusive lucro cessante),
COM BASE EM CONTRATO, AGRAVO OU QUALQUER
EMBASAMENTO LEGAL.
QUALQUER GARANTIA EXPRESSA NÃO PREVISTA NOS
PRESENTES TERMOS E QUALQUER GARANTIA
IMPOSTA, AVAL E REPRESENTAÇÃO DE DESEMPENHO,
E QUALQUER OUTRA SOLUÇÃO POR QUEBRA DE
CONTRATO OU QUALQUER OUTRO EMBASAMENTO LEGAL QUE, EXCETO PARA ESTA CLÁUSULA, POSSA
SURGIR POR IMPLICAÇÃO DE AÇÃO JUDICIAL, PRÁTICA
DE COMÉRCIO OU TRANSCURSO DE NEGOCIAÇÃO, INCLUSIVE QUALQUER GARANTIA IMPOSTA DE PRÁTICA
MERCANTIL OU DESEMPENHO PARA UMA FINALIDADE
PARTICULAR, COM RESPEITO A QUALQUER E TODO
EQUIPAMENTO FORNECIDO POR MILLER, É EXCLUÍDA
E REJEITADA POR MILLER.
Registro do Equipamento
Preencha o quadro abaixo para Controle e uso da Garantia
Modelo:_____________________________Nº de série:___________________
Data da compra:___________________Nº da Nota Fiscal:__________________
Fornecedor:_____________________________________________________
Rua_____________________________________________Nº_____________
Cidade________________________________________________UF_______
Contato:_________________________________________________________
O uso de peças não originais e a falta de cuidados na operação ou na
Manutenção Preventiva causam o cancelamento da Garantia.
IMPORTANTE!
Sempre informe o modelo e o nº de série do Equipamento quando
consultar sobre Garantia, Peças de Reposição e Operação.
Consulte o Distribuidor ou o Serviço Autorizado
Miller (SAM) mais próximo para:
•
•
•
•
•
•
•
Dúvidas
Manutenção e Peças de Reposição
Acessórios Opcionais
Treinamentos
Manuais Técnicos
Esquemas Elétricos e Eletrônicos
Literatura e Informações Técnicas sobre Processos
de Soldagem e Corte a Plasma
Miller Electric Mfg. Co.
An Illinois Tool Works Company
1635 West Spencer Street
Appleton, WI 54914 USA
www.MillerWelds.com
no Brasil
ITW do Brasil Ltda - Soldagem
Av. Guarapiranga, 1 389
04901-010 São Paulo (SP)
Tel.: (0xx11) 5514-3366
Fax.: (0xx11) 5891-7679
www.itwsoldagem.com.br
Was this manual useful for you? yes no
Thank you for your participation!

* Your assessment is very important for improving the work of artificial intelligence, which forms the content of this project

Download PDF

advertising