ESAB | Robust Feed PRO | Instruction manual | ESAB Robust Feed PRO Manual do usuário

ESAB Robust Feed PRO Manual do usuário
Robust Feed PRO
Manual de instruções
0463 691 001 BR 20190710
Valid for: serial no. 904-xxx-xxxx
SUMÁRIO
1
SEGURANÇA ..............................................................................................
4
1.1
Significado dos símbolos ......................................................................
4
1.2
Aviso da Proposta 65 da Califórnia ......................................................
4
1.3
Precauções de segurança .....................................................................
4
1.4
Responsabilidade do usuário ...............................................................
9
INTRODUÇÃO .............................................................................................
12
2.1
Equipamento...........................................................................................
12
3
DADOS TÉCNICOS .....................................................................................
13
4
INSTALAÇÃO ..............................................................................................
15
4.1
Instruções de elevação ..........................................................................
15
OPERAÇÃO.................................................................................................
17
5.1
18
5.2
Valores de corrente máxima recomendados para o conjunto de
cabos de conexões ................................................................................
Dispositivos de conexões e controle ...................................................
5.3
Conexão do líquido de arrefecimento ..................................................
19
5.4
Substituição do kit de alívio de tensão de interconexão....................
20
5.5
Interruptor do kit de calor (somente versões offshore)......................
22
5.6
Procedimento inicial ..............................................................................
22
5.7
Iluminação dentro da unidade de alimentação do fio.........................
22
5.8
Freio da bobina.......................................................................................
22
5.9
Troca e carregamento do fio .................................................................
23
5.10
Troca dos cilindros de alimentação .....................................................
23
5.11
Trocando as guias do fio .......................................................................
24
5.11.1
Guia do fio de entrada ..........................................................................
24
5.11.2
Guia do fio do meio ..............................................................................
25
5.11.3
Guia do fio de saída .............................................................................
25
5.12
Pressão do cilindro ................................................................................
25
5.13
Compartimento de armazenamento de peças de desgaste ...............
27
5.14
Fixação do kit de rodas .........................................................................
28
5.14.1
Fixação das rodas à estrutura do kit de rodas .....................................
28
5.14.2
Unidade de alimentação do fio na posição vertical ..............................
29
5.14.3
Unidade de alimentação do fio na posição horizontal ..........................
29
Acoplamento do kit de rodas e do acessório de alívio de tensão do
maçarico..................................................................................................
30
PAINEL DE CONTROLE .............................................................................
32
6.1
Profissional .............................................................................................
32
6.1.1
Painel de controle externo....................................................................
32
6.1.2
Painel de controle interno.....................................................................
33
33
6.3
Configuração da unidade de velocidade de medida
(métrica/imperial) ...................................................................................
Explicações de funções.........................................................................
6.4
Indicador de temperatura excessiva ....................................................
35
2
5
5.15
6
6.2
0463 691 001
19
34
© ESAB AB 2019
SUMÁRIO
6.5
Valores medidos .....................................................................................
36
6.6
Configuração do fluxo de gás ...............................................................
36
6.7
Como girar o painel de controle ...........................................................
36
MANUTENÇÃO............................................................................................
37
7.1
Inspeção, limpeza e substituição .........................................................
37
7.2
Calibração e validação dos valores medidos ......................................
37
SOLUÇÃO DE PROBLEMAS .....................................................................
39
PEDIDOS DE PEÇAS SOBRESSALENTES ..............................................
DIAGRAMA..........................................................................................................
NÚMEROS DOS PEDIDOS .................................................................................
PEÇAS DE DESGASTE ......................................................................................
ACESSÓRIOS .....................................................................................................
41
42
44
45
47
7
8
9
Direitos reservados para alterar as especificações sem aviso.
0463 691 001
© ESAB AB 2019
1 SEGURANÇA
1
SEGURANÇA
1.1
Significado dos símbolos
Como usado neste manual: Significa Atenção! Fique Atento!
PERIGO!
Significa perigos imediatos que, se não forem evitados, resultarão em
ferimentos pessoais graves e imediatos ou perda da vida.
AVISO!
Significa perigos potenciais que poderiam resultar em ferimentos pessoais
ou perda da vida.
ATENÇÃO!
Significa perigos que poderiam resultar em ferimentos pessoais mais leves.
AVISO!
Antes do uso, leia e entenda o manual de instruções e
siga todas as etiquetas, práticas de segurança do
empregado e Folhas de Dados de Segurança (SDSs).
1.2
Aviso da Proposta 65 da Califórnia
AVISO!
Equipamentos para soldagem ou corte produzem fumaças ou gases que contêm
substâncias químicas conhecidas pelo Estado da Califórnia como causadoras de
defeitos de nascença e, em alguns casos, câncer. (Código de Saúde e Segurança
da Califórnia §25249.5 e seguinte)
AVISO!
Este produto pode expor você a substâncias químicas, incluindo chumbo, que são
conhecidas pelo Estado da Califórnia como causadoras de câncer, defeitos de
nascença e outros danos no aparelho reprodutor. Lave as mãos após o uso.
Para obter mais informações, acesse www.P65Warnings.ca.gov.
1.3
Precauções de segurança
AVISO!
Essas Precauções de Segurança são para a sua proteção. Elas resumem as
informações de precaução das referências listadas na seção de Informações de
Segurança Adicionais. Antes de executar qualquer procedimento de instalação ou
operação, certifique-se de ler e seguir as precauções de segurança listadas abaixo,
bem como outros manuais, folhas de dados de segurança de materiais, etiquetas,
etc. A não observância dessas Precauções de Segurança pode causar ferimentos ou
morte.
0463 691 001
-4-
© ESAB AB 2019
1 SEGURANÇA
PROTEJA OS OUTROS E A SI MESMO
Alguns processos de soldagem, corte e goivadura são muito ruidosos
e exigem proteção auricular. O arco, assim como o sol, emite raios
ultravioleta (UV) e outras radiações e pode causar danos à pele e aos
olhos. O metal quente pode causar queimaduras. O treinamento para
o uso correto dos processos e equipamentos é essencial para evitar
acidentes. Portanto:
1.
2.
3.
4.
5.
6.
7.
Use uma máscara de solda equipada com o filtro de tom de escurecimento adequado
para proteger seu rosto e olhos durante o processo de soldagem.
Sempre use óculos de segurança com proteções laterais na área de trabalho, mesmo
se também forem necessários capacetes de soldagem com máscaras e óculos.
Use uma máscara equipada com o filtro correto e placas de cobertura para proteger
seus olhos, face, pescoço e orelhas de faíscas e raios do arco ao operar ou observar
operações. Avise as pessoas próximas para não ficarem olhando o arco e para não
se exporem aos raios do arco elétrico ou metal quente.
Use proteções para as mãos à prova de chamas tipo luvas, camisas reforçadas de
mangas longas, calças sem bainhas, sapatos de cano alto e um chapéu ou capacete
de soldagem para proteção, para proteger contra raios do arco e faíscas quentes ou
metal quente. Um avental à prova de chamas também pode ser útil como proteção
contra o calor e faíscas.
Metal ou faíscas quentes podem alojar-se em mangas enroladas, bainhas de calças
ou bolsos. Mangas e golas devem ser mantidas abotoadas e bolsos abertos devem
ser eliminados da frente da roupa.
Proteja outras pessoas dos raios do arco e faíscas quentes usando uma repartição ou
cortinas não inflamáveis.
Use proteção adicional sobre os óculos de proteção ao cortar escória ou esmerilhar.
As lascas de escória podem estar quentes e ser arremessadas longe. As pessoas
próximas também devem usar proteção adicional sobre os óculos de segurança.
INCÊNDIOS E EXPLOSÕES
O calor das chamas e arcos pode dar início a incêndios. Escória
quente ou faíscas também podem causar incêndios e explosões.
Portanto:
1.
2.
3.
4.
5.
Se proteja e a outros de faíscas e pedaços de metal quente que podem ser lançados
Remova todos os materiais combustíveis da área de trabalho ou cubra os materiais
com uma proteção não inflamável. Entre os materiais combustíveis estão madeira,
tecido, serragem, combustíveis líquidos e gasosos, solventes, calças e papel de
revestimento, etc.
Faíscas ou metais quentes podem cair através de rachaduras ou fendas no solo ou
aberturas na parede e causar um fogo oculto e de combustão lenta no piso abaixo.
Certifique-se de que essas aberturas estejam protegidas contra faíscas e metais
quentes.
Não solde, corte ou execute qualquer outro trabalho quente até que a peça de
trabalho esteja totalmente limpa de forma que não haja substâncias na peça de
trabalho que possam produzir vapores inflamáveis ou tóxicos. Não trabalhe em
contêineres fechados, eles podem explodir.
Tenha um equipamento de combate a incêndio disponível para uso imediato, como
uma mangueira de jardim, balde de água, balde de areia ou extintor de incêndio
portátil. Certifique-se de ter feito treinamento sobre como utilizá-lo.
0463 691 001
-5-
© ESAB AB 2019
1 SEGURANÇA
6.
7.
Não use equipamentos além de suas classificações. Por exemplo, um cabo de
soldagem sobrecarregado pode superaquecer e criar um risco de incêndio.
Após a conclusão das operações, inspecione a área de trabalho para garantir que
não existam faíscas ou metais quentes que poderiam causar um incêndio
posteriormente. Use sensores de incêndio quando necessário.
CHOQUE ELÉTRICO
O contato com peças elétricas e o terra pode causar ferimentos
graves ou morte. NÃO use corrente de soldagem de CA em áreas
úmidas, se a movimentação for limitada, ou se houver perigo de
queda. Portanto:
1.
Certifique-se de que a estrutura da fonte de energia (chassi) esteja conectada ao
sistema de aterramento da alimentação elétrica.
2. Conecte a peça de trabalho a um bom aterramento elétrico.
3. Conecte o cabo de trabalho à peça de trabalho. Uma conexão ruim ou ausente pode
expor você ou outras pessoas a um risco de choque fatal.
4. Use equipamentos que receberam manutenção adequada. Substitua cabos
desgastados ou danificados.
5. Mantenha tudo seco, incluindo as roupas, a área de trabalho, cabos,
maçarico/suporte do eletrodo e fonte de energia.
6. Certifique-se de que todas as peças de sua carcaça estejam isoladas da peça de
trabalho e do aterramento.
7. Não fique diretamente sobre metal ou sobre a terra ao trabalhar em ambientes
apertados ou uma área úmida; fique sobre placas secas ou uma plataforma com
isolamento e use sapatos com solados de borracha.
8. Coloque luvas secas e sem furos antes de ligar a energia.
9. Desligue a energia antes de remover suas luvas.
10. Consulte o Padrão Z49.1 ANSI/ASC para obter recomendações específicas de
aterramento. Não confunda o cabo de trabalho com o cabo de aterramento.
CAMPOS ELÉTRICOS E MAGNÉTICOS
Podem ser perigosos. A corrente elétrica que passa por qualquer
condutor gera Campos elétricos e magnéticos (EMF) localizados. A
corrente de soldagem e de corte cria EMFs ao redor de cabos e
máquinas de soldagem. Portanto:
1.
2.
3.
Os soldadores com marca-passos devem consultar seus médicos antes de soldarem.
O EMF pode interferir em alguns marca-passos.
A exposição a EMFs pode ter outros efeitos na saúde que são desconhecidos.
Os soldadores devem usar os procedimentos a seguir para minimizar a exposição a
EMFs:
a) Passe os cabos do eletrodo e de trabalho juntos. Prenda-os com fita sempre
que possível.
b) Nunca enrole o cabo do maçarico ou de trabalho em seu corpo.
c) Não coloque seu corpo entre o maçarico e os cabos de trabalho. Passe os
cabos pelo mesmo lado do seu corpo.
d) Conecte o cabo de trabalho à peça de trabalho o mais próximo possível da
área que está sendo soldada.
e) Mantenha a fonte de energia e os cabos o mais longe possível do seu corpo.
0463 691 001
-6-
© ESAB AB 2019
1 SEGURANÇA
FUMAÇAS E GASES
Fumaças e gases podem causar desconforto ou danos,
principalmente em espaços estreitos. A proteção contra os gases
pode causar asfixia. Portanto:
1.
2.
3.
4.
5.
6.
Mantenha a cabeça distante deles. Não respire fumaças e gases.
Sempre garanta ventilação adequada na área de trabalho por meios naturais ou
mecânicos. Não solde, corte ou use goivadura em materiais como aço galvanizado,
aço inoxidável, cobre, zinco, chumbo, berílio ou cádmio a menos que seja fornecida
ventilação mecânica positiva. Não respire fumaça desses materiais.
Não opere próximo de operações de desengorduramento e pulverização. O calor do
arco pode reagir com os vapores de hidrocarboneto clorado para formar fosgênio, um
gás altamente tóxico, e outros gases que causam irritação.
Se você tiver irritação momentânea nos olhos, nariz ou garganta durante a operação,
isso pode ser uma indicação de que a ventilação não está adequada. Pare de
trabalhar e tome as medidas necessárias para melhorar a ventilação na área de
trabalho. Não continue a operar se o desconforto físico continuar.
Consulte o Padrão Z49.1 ANSI/ASC para obter recomendações específicas de
ventilação.
AVISO: Esse produto, quando usado para soldagem ou corte, produz fumaças ou
gases que contêm substâncias químicas conhecidas pelo Estado da Califórnia como
causadoras de defeitos de nascença e, em alguns casos, câncer (Código de Saúde e
Segurança da Califórnia §25249.5 e seguinte)
MANUSEIO DE CILINDROS
Os cilindros, se manuseados de forma incorreta, podem se romper e
liberar o gás violentamente. A ruptura repentina da válvula do cilindro
ou do dispositivo de alívio pode causar ferimentos ou morte.
Portanto:
1.
2.
3.
4.
Deixe os cilindros longe de calor, faíscas e chamas. Nunca ative um arco em um
cilindro.
Use o gás adequado ao processo e use o regulador de redução de pressão correto
projetado para operar a partir do cilindro de gás comprimido. Não use adaptadores.
Mantenha as mangueiras e as conexões em boas condições. Siga as instruções de
operação do fabricante para montagem do regulador em um cilindro de gás
comprimido.
Sempre fixe os cilindros na posição vertical com corrente ou cinta em carrinhos
manuais adequados, subestruturas, bancadas, paredes, colunas ou prateleiras.
Nunca fixe os cilindros em mesas ou utensílios de trabalho quando eles fizerem parte
de um circuito elétrico.
Quando não estiverem em uso, mantenha as válvulas dos cilindros fechadas.
Coloque uma tampa de proteção da válvula se o regulador não estiver conectado.
Prenda e mova os cilindros usando carrinhos manuais adequados.
PEÇAS EM MOVIMENTO
Peças em movimento, como ventiladores, rotores e
correias podem causar danos. Portanto:
1.
2.
Mantenha todas as portas, painéis, proteções e tampas fechadas e firmes no local.
Desligue o motor ou sistemas de acionamento antes de instalar ou conectar uma
unidade.
0463 691 001
-7-
© ESAB AB 2019
1 SEGURANÇA
3.
4.
5.
6.
Apenas pessoas qualificadas devem remover as tampas para manutenção e solução
de problemas conforme necessário.
Para prevenir a partida acidental do equipamento durante o serviço, desconecte a
cabo negativo (-) da bateria.
Mantenha as mãos, cabelos, roupas frouxas e ferramentas longe das partes em
movimento.
Reinstale os painéis ou tampas e feche as portas quando o serviço estiver concluído
e antes de dar a partida no motor.
AVISO!
A QUEDA DE EQUIPAMENTOS PODE CAUSAR FERIMENTOS
•
•
•
•
Use apenas o olhal de içamento para levantar a unidade. NÃO use carrinho
de solda, cilindros de gás ou qualquer outro acessório
Use equipamentos com capacidade adequadas para levantar ou apoiar a
unidade.
Ao usar a empilhadeira, certifique-se de que as forquilhas sejam longas o
bastante para se estender até o lado oposto da unidade.
Mantenha os cabos e fios longe dos veículos em movimento ao trabalhar em
locais aéreos.
AVISO!
MANUTENÇÃO DO EQUIPAMENTO
Equipamentos com manutenção incorreta ou inadequada podem causar
ferimentos ou morte. Portanto:
1.
2.
3.
4.
5.
6.
0463 691 001
Sempre faça com que profissionais qualificados executem as tarefas de
instalação, resolução de problemas e manutenção. Não execute nenhum
trabalho elétrico a menos que você esteja qualificado para executá-lo.
Antes de executar qualquer trabalho de manutenção dentro de uma fonte de
energia, desconecte a fonte de energia da alimentação elétrica de entrada.
Mantenha os cabos, fio de aterramento, conexões, cabo de energia e
alimentação de energia em condições seguras de trabalho. Não opere
nenhum equipamento em más condições.
Não abuse de nenhum equipamento ou acessório. Mantenha o equipamento
longe de fontes de calor como fornalhas, condições úmidas como poças de
água, óleo ou graxa, atmosferas corrosivas e condições climáticas rigorosas.
Mantenha todos os dispositivos de segurança e tampas dos gabinetes na
posição correta e em boas condições.
Use o equipamento somente para a finalidade planejada. Não modifique de
forma alguma.
-8-
© ESAB AB 2019
1 SEGURANÇA
ATENÇÃO!
INFORMAÇÕES ADICIONAIS DE SEGURANÇA
Para obter mais informações sobre práticas de segurança para equipamentos
de corte e soldagem a arco elétrico, peça ao seu fornecedor uma cópia de
“Precauções e práticas de segurança para arco, corte e goivadura”, Formulário
52-529.
As seguintes publicações são recomendadas a você:
1.
2.
3.
4.
5.
6.
7.
8.
9.
1
0.
1.4
ANSI/ASC Z49.1 - “Safety in Welding and Cutting”
AWS C5.5 - “Recommended Practices for Gas Tungsten Arc Welding”
AWS C5.6 - “Recommended Practices for Gas Metal Arc welding”
AWS SP - “Safe practices” - Reprint, Welding Handbook
ANSI/AWS F4.1 - “Recommended Safe Practices for Welding and Cutting of
Containers That Have Held Hazardous Substances”
OSHA 29 CFR 1910 - "Safety and health standards"
CSA W117.2 - "Code for safety in welding and cutting"
NFPA Standard 51B, “Fire Prevention During Welding, Cutting, and Other
Hot Work"
CGA Standard P-1, “Precautions for Safe Handling of Compressed Gases in
Cylinders”
ANSI Z87.1, "Occupational and Educational Personal Eye and Face
Protection Devices"
Responsabilidade do usuário
Usuários do equipamento ESAB têm a responsabilidade final por garantir que quem trabalhe
com o equipamento ou esteja próximo observe todas as medidas de segurança relevantes.
As medidas de segurança devem atender aos requisitos que se aplicam a este tipo de
equipamento. As recomendações a seguir devem ser observadas além das normas padrão
que se aplicam ao local de trabalho.
Todo o trabalho deve ser realizado por pessoal especializado, bem familiarizado com a
operação do equipamento. A operação incorreta do equipamento pode levar a situações
perigosas, que podem resultar em ferimentos ao operador e danos ao equipamento.
1.
2.
3.
Qualquer pessoa que use o equipamento deve estar familiarizada com o seguinte:
○ sua operação
○ local de paradas de emergência
○ sua função
○ precauções de segurança pertinentes
○ soldagem e corte ou outra operação aplicável do equipamento
O operador deve garantir que:
○ nenhuma pessoa não autorizada se posicione dentro da área de trabalho do
equipamento quando ele for iniciado
○ nenhuma pessoa esteja desprotegida quando o arco for ativado ou o trabalho
for iniciado com o equipamento
O local de trabalho deve:
○ ser adequado para a finalidade
○ estar livre de correntes de ar
0463 691 001
-9-
© ESAB AB 2019
1 SEGURANÇA
4.
5.
Equipamento de proteção pessoal:
○ Use sempre o equipamento de proteção pessoal recomendado, como óculos de
segurança, roupas à prova de chamas, luvas de segurança
○ Não use itens soltos, como lenços, braceletes, anéis etc., que podem ficar
presos ou ocasionar incêndio
Precauções gerais:
○ Verifique se o cabo de retorno está conectado com firmeza
○ O trabalho em equipamento de alta tensão só pode ser executado por um
eletricista qualificado
○ O equipamento extintor de incêndio deve estar nitidamente marcado e próximo,
ao alcance das mãos
○ A lubrificação e a manutenção não devem ser realizadas no equipamento
durante a operação
AVISO!
Os alimentadores de fio destinam-se ao uso somente em modo GMAW (MIG/MAG).
Se usado em qualquer outro modo de soldagem, como o SMAW (MMA), o cabo de
soldagem entre o alimentador do fio e a fonte de alimentação deve estar
desconectado, ou o alimentador do fio torna-se o ativo ou energizado.
AVISO!
As portas do lado direito e esquerdo da unidade de alimentação de fio devem estar
fechadas e bloqueadas ao soldar e/ou alimentar o fio. Nunca solde ou alimente o fio
sem ter fechado as duas portas!
AVISO!
Solda e corte a arco podem ser prejudiciais para você e as demais pessoas. Tome
medidas de precaução ao soldar e cortar.
CHOQUE ELÉTRICO - pode matar
•
•
•
Não toque em peças elétricas sob tensão nem em eletrodos com a pele
desprotegida, luvas úmidas ou roupas úmidas
Isole-se do trabalho e do piso.
Certifique-se quanto à segurança de sua posição de trabalho
CAMPOS MAGNÉTICOS E ELÉTRICOS - podem ser perigosos à saúde
•
•
•
0463 691 001
Os soldadores com marca-passos devem consultar seus médicos antes
de soldarem. O EMF pode interferir em alguns marca-passos.
A exposição a EMFs pode ter outros efeitos na saúde que são
desconhecidos.
Os soldadores devem usar os procedimentos a seguir para minimizar a
exposição a EMFs:
○ Passe os cabos do eletrodo e de trabalho juntos pelo mesmo lado do
seu corpo. Prenda-os com fita sempre que possível. Não coloque
seu corpo entre o maçarico e os cabos de trabalho. Nunca enrole o
cabo do maçarico ou de trabalho em seu corpo. Mantenha a fonte de
alimentação da solda e os cabos o mais longe possível do seu
corpo.
○ Conecte o cabo de trabalho à peça de trabalho o mais próximo
possível da área que está sendo soldada.
- 10 -
© ESAB AB 2019
1 SEGURANÇA
FUMAÇAS E GASES - podem ser perigosos à saúde
•
•
Mantenha a cabeça distante deles
Mantenha o ambiente ventilado, exaustão no arco, ou ambos, para manter
a fumaça e os gases fora da sua zona de respiração e da área geral.
Os RAIOS DE ARCOS podem danificar os olhos e queimar a pele.
•
•
Proteja os olhos e o corpo. Use a tela de solda e lente de filtro corretas, e
vista roupas de proteção
Proteja os espectadores com telas ou cortinas adequadas
RUÍDO - Ruído excessivo pode danificar a audição
Proteja os ouvidos. Use tampões para os ouvidos ou outra proteção auditiva.
PEÇAS MÓVEIS - Podem causar danos
•
•
•
Mantenha todas as portas, painéis e tampas fechadas e firmes no local.
Apenas pessoas qualificadas devem remover as tampas para manutenção
e solução de problemas conforme necessário. Reinstale os painéis ou
tampas e feche as portas quando o serviço estiver concluído e antes de
dar a partida no motor.
Desligue o motor antes de instalar ou conectar uma unidade.
Mantenha as mãos, cabelos, roupas frouxas e ferramentas longe das
partes em movimento.
PERIGO DE INCÊNDIO
•
•
Faíscas (respingos) podem causar incêndio. Certifique-se, portanto, de
que não haja materiais inflamáveis nas proximidades
Não use em recipientes fechados.
FUNCIONAMENTO INCORRETO - Ligue para obter auxílio de um especialista em caso
de funcionamento incorreto.
PROTEJA OS OUTROS E A SI MESMO!
ATENÇÃO!
Este produto destina-se exclusivamente a soldagem a arco.
ESAB tem uma variedade de acessórios de soldagem e equipamento de proteção
pessoal para compra. Para informações sobre pedidos, entre em contato com o
revendedor local ESAB ou visite-nos em nosso site.
0463 691 001
- 11 -
© ESAB AB 2019
2 INTRODUÇÃO
2
INTRODUÇÃO
A unidade de alimentação do fio Robust Feed PRO destina-se a soldagem MIG/MAG
juntamente com fontes de alimentação de soldagem:
•
•
•
•
Warrior™ 400i CC/CV
Warrior™ 500i CC/CV
Warrior™ 400i MV
Warrior™ 350i MV
A unidade de alimentação de fio vem em diferentes variantes (consulte o apêndice
"NÚMEROS DE PEDIDOS").
As unidades de alimentação do fio são seladas e contêm mecanismos de alimentação do fio
com tração em quatro rodas, bem como dispositivos eletrônicos de controle.
Elas podem ser usadas juntamente com o fio Marathon Pac™ da ESAB ou de bobinas
(diâmetros 200 mm padrão e 300 mm).
A unidade de alimentação do fio pode ser colocada em um carrinho, suspensa acima do
local de trabalho ou no chão (em pé ou deitada e com ou sem conjunto de rodas).
Acessórios ESAB para o produto podem ser encontrados no capítulo "ACESSÓRIOS"
deste manual.
2.1
Equipamento
O Robust Feed PRO é acompanhado com:
•
Manual de instruções
0463 691 001
- 12 -
© ESAB AB 2019
3 DADOS TÉCNICOS
3
DADOS TÉCNICOS
Robust Feed PRO, válido a partir do número de série 904-xxx-xxxx
Tensão da fonte de alimentação
42 V CA, 50–60 Hz
Potência necessária
181 VA
Corrente de alimentação nominal I1
4,3 A
Dados de configuração:
Velocidade de alimentação do fio
0,8–25,0 m/min (32–984 pol./min) *)
Partida lenta
DESLIGADO ou LIGADO
2-/4-tempos
2-tempos ou 4-tempos
Seleção de fio
Sólido ou nucleado
Preenchimento de cratera
De 0 s (DESLIGADO) a 5 s
Conexão do maçarico
EURO, Tweeco #4, Tweeco #5
Diâmetro máximo da bobina do arame
300 mm (12 pol)
Dimensão do arame:
Fe
0,6–2,0 mm (0,023–5/64 pol.)
Ss
0,6-1,6 mm (0,023-1/16 pol.)
Al
1,0-1,6 mm (0,040-1/16 pol.)
Fio nucleado
0,9-2,4 mm (0,035-3/32 pol.)
Peso:
Robust Feed PRO
16,9 kg (37,1 lb.)
Robust Feed PRO, Água
17,2 kg (37,8 lb.)
Robust Feed PRO Offshore
17,3 kg (38,1 lb.)
Robust Feed PRO Offshore, Água
17,6 kg (38,7 lb.)
Robust Feed PRO, Tweco
16,9 kg (37,1 lb.)
Robust Feed PRO Offshore, Tweco
17,3 kg (38,1 lb.)
Carretel de peso máximo
18,5 kg (40,8 lbs)
Dimensões (C×L×A) Robust Feed PRO
675×265×418 mm (26,6×10,4×16,5 pol.)
Temperatura de operação
-20° a +55 °C (-4° a +131 °F)
Temperatura de transporte e
armazenamento
-40° a +80 °C (-40° a +176 °F)
Gás de proteção
Todos os tipos destinados a soldagem
MIG/MAG
Pressão de gás máxima
5 bar (0,5 Mpa)
Líquido de arrefecimento (para " Robust
Feed PRO, Água " e " Robust Feed PRO
Offshore, Água ")
Fluido do refrigerador combinado pronto da
ESAB
Pressão máxima do líquido de
arrefecimento
5 bar (0,5 Mpa)
Carga permitida em +40 °C:
Ciclo de trabalho de 50%
550 A
Ciclo de trabalho de 60%
500 A
0463 691 001
- 13 -
© ESAB AB 2019
3 DADOS TÉCNICOS
Robust Feed PRO, válido a partir do número de série 904-xxx-xxxx
Ciclo de trabalho de 100%
400 A
Carga permitida em +55 °C:
Ciclo de trabalho de 50%
550 A
Ciclo de trabalho de 60%
500 A
Ciclo de trabalho de 100%
400 A
Classe de proteção
IP44
*) A velocidade máxima é garantida em toda a faixa de velocidade para todos os fios. Para
fio sólido de 2,0 mm e fio nucleado de 2,4 mm, o alcance garantido de velocidade é de 0,8
a 8,0 m/min (32 a 315 pol/min). O Robust Feed PRO será capaz de atingir uma velocidade
de alimentação superior acima de 8,0 m/min (315 pol/min), mas com tolerâncias mais altas.
Ciclo de trabalho
O ciclo de trabalho se refere ao tempo como uma porcentagem de um período de dez
minutos em que você pode soldar ou cortar com determinada carga, sem sobrecarregar.
Classe de proteção
O código IP indica a classe de proteção, ou seja, o grau de proteção contra penetração por
objetos sólidos ou água.
O equipamento marcado como IP44 é destinado para uso em ambientes internos e externos
e pode suportar chuva de todas as direções.
0463 691 001
- 14 -
© ESAB AB 2019
4 INSTALAÇÃO
4
INSTALAÇÃO
A instalação deve ser realizada por um profissional.
AVISO!
Ao soldar em um ambiente com perigo elétrico maior, só podem ser usadas fontes de
alimentação destinadas a esse ambiente. Essas fontes de alimentação estão
marcadas com o símbolo
.
ATENÇÃO!
Este produto destina-se ao uso industrial. Em um ambiente doméstico este produto
pode causar interferência de rádio. É responsabilidade do usuário tomar as
precauções adequadas.
4.1
Instruções de elevação
ATENÇÃO!
Risco de esmagamento ao levantar o alimentador de fio. Proteja-se e avise os
transeuntes sobre o risco.
ATENÇÃO!
Para evitar ferimentos pessoais e danos ao equipamento, suspenda utilizando os
métodos e os pontos de fixação mostrados abaixo.
0463 691 001
- 15 -
© ESAB AB 2019
4 INSTALAÇÃO
ATENÇÃO!
Não coloque objetos pesados sobre o alimentador de fio ou presos ao levantá-lo. Os
pontos de elevação são classificados para um peso total máximo de 40 kg / 90 lb.
quando elevados nas duas alças de içamento superiores externas de acordo com o
gráfico acima!
O peso aprovado de 40 kg/90 lb consiste do alimentador de fios mais acessórios
(peso padrão do alimentador é de 17,6 kg/38,7 lb. para todos os pesos, consulte o
capítulo DADOS TÉCNICOS).
0463 691 001
- 16 -
© ESAB AB 2019
5 OPERAÇÃO
5
OPERAÇÃO
As normas gerais de segurança para lidar com o equipamento podem ser encontradas
no capítulo "SEGURANÇA" deste manual. Leia-o na íntegra antes de começar a usar o
equipamento!
AVISO!
Para evitar choque elétrico, não toque no fio do eletrodo ou em peças em contato
com ele, nem em cabos ou conexões não isoladas.
NOTA:
Ao mover o equipamento, use a alça destinada para transporte. Nunca puxe o
equipamento pelo maçarico de solda.
AVISO!
Certifique-se de que os painéis laterais estejam fechados durante a operação.
AVISO!
Para evitar que o molinete deslize
para fora do cubo do freio, trave o
molinete apertando a porca do cubo
do freio!
NOTA:
Substitua a porca do cubo do freio e
a luva do cubo do freio se estiverem
desgastadas e não travarem
corretamente.
ATENÇÃO!
Antes do enfiar o fio de solda, verifique se a ponta bizelada e rebarbas foram
removidos da extremidade do fio, para impedir que o fio obstrua o vapor do maçarico.
0463 691 001
- 17 -
© ESAB AB 2019
5 OPERAÇÃO
AVISO!
Peças giratórias podem causar ferimentos, tenha muito
cuidado.
AVISO!
Prenda o equipamento, especialmente se usado em uma superfície irregular ou
inclinada.
5.1
Valores de corrente máxima recomendados para o conjunto
de cabos de conexões
A uma temperatura ambiente de +25 °C e ciclo normal de 10 minutos:
Imáx
400 A (ciclo de trabalho de
60%)
350 A (ciclo de trabalho de
100%)
500 A (ciclo de trabalho de
60%)
400 A (ciclo de trabalho de
100%)
Área do
cabo
Comprimento
do cabo
Nota
70 mm2
2–35 m
19 polos, 19 polos com líquido
de arrefecimento
95 mm2
2–35 m
19 polos, 19 polos com líquido
de arrefecimento
A uma temperatura ambiente de +40 °C e ciclo normal de 10 minutos:
Imáx
350 A (ciclo de trabalho de
60%)
300 A (ciclo de trabalho de
100%)
430 A (ciclo de trabalho de
60%)
375 A (ciclo de trabalho de
100%)
Área do
cabo
Comprimento
do cabo
Nota
70 mm2
2–35 m
19 polos, 19 polos com líquido
de arrefecimento
95 mm2
2–35 m
19 polos, 19 polos com líquido
de arrefecimento
Ciclo de trabalho
O ciclo de trabalho se refere ao tempo como uma porcentagem de um período de dez
minutos em que você pode soldar ou cortar com determinada carga, sem sobrecarregar.
0463 691 001
- 18 -
© ESAB AB 2019
5 OPERAÇÃO
5.2
Dispositivos de conexões e controle
1. Painel de controle externo (consulte o
capítulo "PAINEL DE CONTROLE")
2. Conexão AZUL para o líquido de
resfriamento para o maçarico de
soldagem 1)
3. Conexão VERMELHA para o líquido de
resfriamento proveniente do maçarico
de soldagem 1)
4. Conexão para cabo de gatilho Tweco
(somente em combinação com maçarico
Tweco)
5. Conexão para unidade de controle
remoto (opcional)
6. Conexão para o maçarico de soldagem
(tipo Euro ou Tweco)
7. Painel de controle interno (consulte o
capítulo "PAINEL DE CONTROLE")
8. Interruptor do kit de calor (variantes
offshore)
9. Entrada de fio para uso com Marathon
Pac™(opcional)
10. Interconexão de alívio de tensão para
cabos da fonte de alimentação
11. Conexão para corrente de solda da fonte
de alimentação (OKC).
12. Conexão VERMELHA para o líquido de
arrefecimento para a fonte de alimentação
(unidade de resfriamento) 1)
13. Conexão AZUL para o líquido de
arrefecimento proveniente da fonte de
alimentação (unidade de resfriamento) 1)
14. Conexão do gás de proteção
15. Conexão para cabo de controle da fonte
de alimentação
NOTA:
1)
Conexões do líquido de arrefecimento disponíveis apenas em alguns modelos.
AVISO!
As portas do lado direito e esquerdo da unidade de alimentação de fio devem estar
fechadas e bloqueadas ao soldar e/ou alimentar o fio. Nunca solde ou alimente o fio
sem ter fechado as duas portas!
5.3
Conexão do líquido de arrefecimento
Ao conectar a um maçarico de solda resfriado a líquido, o interruptor da fonte de
alimentação principal dever estar na posição DESLIGADO, e o interruptor da unidade de
refrigeração deve estar na posição 0.
0463 691 001
- 19 -
© ESAB AB 2019
5 OPERAÇÃO
Um kit de líquido de arrefecimento pode ser pedido como acessório (consulte o apêndice
"Acessórios").
5.4
0463 691 001
Substituição do kit de alívio de tensão de interconexão
- 20 -
© ESAB AB 2019
5 OPERAÇÃO
O gráfico acima mostra a conversão do kit de alívio de tensão de interconexão (pedido
número 0446 050 880) onde a corrente de soldagem e os cabos de controle e, se aplicável,
as mangueiras de líquido de arrefecimento e de gás de proteção são direcionadas através
do dispositivo de alívio de tensão.
Há também a possibilidade de usar um kit de cabos de interconexão pré-montado, incluindo
alívio de tensão (consulte o apêndice "ACESSÓRIOS").
NOTA:
• O alívio de tensão de interconexão deve ser fixado para limpar os cabos.
• Coloque o cabo de corrente de soldagem nos orifício maior do (2) dois
orifícios na braçadeira de alívio de tensão!
• Certifique-se de que as braçadeiras ao redor da luva de isolamento (9)
estejam apertadas corretamente!
0463 691 001
- 21 -
© ESAB AB 2019
5 OPERAÇÃO
5.5
Interruptor do kit de calor (somente versões offshore)
Soldagem DESLIGADA
Soldagem LIGADA
Calor LIGADO e soldagem
DESLIGADA
A área da bobina é aquecida para que
o fio de solda seja mantido seco. O
aquecimento da área da bobina é de
grande vantagem em alta umidade ou
quando a temperatura muda durante
todo o dia.
5.6
Procedimento inicial
Quando a alimentação do fio inicia, a fonte de alimentação gera tensão de soldagem. Se
não houver fluxo de corrente de soldagem em três segundos, a fonte de alimentação desliga
a tensão de soldagem.
A alimentação do fio continua até que o interruptor do maçarico de solda seja desligado.
NOTA:
É importante que a fonte de alimentação usada junto com o alimentador esteja
definida para o modo GMA (MIG/MAG) quando o sistema estiver ligado! Isso serve
para garantir que seja feita a calibração entre o alimentador e a fonte de alimentação
antes que qualquer soldagem possa ser feita. Se a fonte de alimentação estiver
definida para outro método de soldagem ao ligar, as configurações de tensão no
painel do alimentador não poderão ser garantidas! Se isso acontecer, desligue a
fonte de alimentação, ajuste o interruptor de modo para GMA (MIG/MAG) e reinicie a
fonte de alimentação!
5.7
Iluminação dentro da unidade de alimentação do fio
A unidade de alimentação de fio está equipada com luzes dentro do gabinete. As luzes são
ligadas automaticamente quando o alimentador é ligado, quando qualquer um dos
parâmetros no painel de controle interno é alterado, quando o avanço gradual do fio é
realizado e também após a soldagem. As luzes são desligadas automaticamente após
alguns minutos.
5.8
Freio da bobina
A força de frenagem da bobina deve ser aumentada apenas o suficiente para evitar
sobrecarga na alimentação do fio. A força de frenagem real necessária depende da
velocidade de alimentação do fio e do tamanho e peso do carretel da bobina.
Não sobrecarregue o freio da bobina! Uma força de freio muito alta pode sobrecarregar o
motor e reduzir o resultado da soldagem.
A força do freio da bobina é ajustada usando o parafuso Allen sextavado de 6 mm no meio
da porca do cubo do freio.
0463 691 001
- 22 -
© ESAB AB 2019
5 OPERAÇÃO
5.9
1.
2.
3.
4.
5.
6.
Troca e carregamento do fio
Abra a porta esquerda do alimentador de fio.
Desaperte e remova a porca do cubo do freio e remova o carretel do fio antigo.
Insira um novo carretel de fio na unidade de alimentação e endireite o novo fio de
solda de 10 a 20 cm. Arquive as rebarbas e as bordas afiadas da extremidade do fio
antes de inseri-lo no mecanismo do alimentador.
Trave o carretel do fio no cubo do freio, apertando a porca do cubo do freio.
Passe o fio pelo mecanismo do alimentador (de acordo com a ilustração na parte
interna da unidade do alimentador).
Feche e bloqueie a porta esquerda do alimentador de fio.
NOTA:
Substitua a porca do cubo do freio e a luva do cubo do freio se estiverem
desgastadas e não travarem corretamente.
5.10
Troca dos cilindros de alimentação
Ao mudar para um tipo diferente de fio, os cilindros de alimentação devem ser trocados para
corresponder ao novo tipo de fio. Para obter informações sobre o rolo de alimentação
correto, dependendo do diâmetro e do tipo do fio, consulte o apêndice PEÇAS DE
DESGASTE. (Para obter uma dica sobre fácil acesso às peças de desgaste necessárias,
consulte a seção "Compartimento de armazenamento de peças de desgaste" neste manual.)
1.
2.
Abra a porta esquerda do alimentador de fio.
Destrave os cilindros de alimentação a serem trocados girando a trava rápida do
rolete (A) para cada rolete.
0463 691 001
- 23 -
© ESAB AB 2019
5 OPERAÇÃO
3.
Alivie a pressão dos cilindros de alimentação dobrando as unidades tensionadoras
(B) para baixo e liberando assim os braços oscilantes (C).
4.
Remova os cilindros de alimentação e instale os corretos (de acordo com o apêndice
PEÇAS DE DESGASTE).
Reaplique a pressão nos cilindros de alimentação empurrando os braços oscilantes
(C) para baixo e prenda-os usando as unidades tensionadoras (B).
Trave os roletes girando as travas rápidas dos roletes (A).
Feche e bloqueie a porta esquerda do alimentador de fio.
5.
6.
7.
5.11
Trocando as guias do fio
Ao mudar para um tipo diferente de fio, as guias do fio talvez precisem ser trocadas para
corresponder ao novo tipo de fio. Para obter informações sobre as guias de fio corretas,
dependendo do diâmetro e do tipo do fio, consulte o apêndice PEÇAS DE DESGASTE.
(Para obter uma dica sobre fácil acesso às peças de desgaste necessárias, consulte a
seção "Compartimento de armazenamento de peças de desgaste" neste manual.)
5.11.1
1.
2.
3.
4.
Guia do fio de entrada
Destrave o travamento rápido da
guia do fio de entrada (A)
dobrando-o para fora.
Remova a guia do fio de entrada
(B).
Instale a guia do fio de entrada
correta (de acordo com o apêndice
PEÇAS DE DESGASTE).
Trave a nova guia do fio de entrada
usando a trava rápida da guia de
fios (A).
0463 691 001
- 24 -
© ESAB AB 2019
5 OPERAÇÃO
5.11.2
1.
2.
Aplique um pouco de pressão na
presilha da guia do fio central e
puxe a guia do fio do meio (A).
Insira o tipo correto de guia de fios
(de acordo com o apêndice PEÇAS
DE DESGASTE). A presilha trava
automaticamente a guia do fio
quando estiver na posição correta.
5.11.3
1.
2.
3.
4.
5.
6.
7.
Guia do fio do meio
Guia do fio de saída
Remova o cilindro de alimentação
inferior direito (consulte a seção
"Troca dos cilindros de
alimentação").
Remova a guia do fio do meio
(consulte a seção "Guia do fio do
meio").
Destrave a trava rápida do guia do
fio de saída (A) dobrando-a para
fora.
Remova a guia do fio de saída (B).
Instale o guia do fio de saída correto
(de acordo com o apêndice PEÇAS
DE DESGASTE).
Trave a nova guia do fio de saída
usando a trava rápida da guia de
fios (A).
Reconecte o segundo par de
cilindros de alimentação e reaplique
a pressão do cilindro (consulte a
seção "Troca dos cilindros de
alimentação").
5.12
Pressão do cilindro
A pressão do cilindro deve ser ajustada separadamente em cada unidade do tensionador,
dependendo do material de fio e do diâmetro usados.
Comece verificando se o arame se movimenta uniformemente pela respectiva guia. Em
seguida, defina a pressão dos roletes de pressão da alimentação do arame. É importante
que a pressão não seja muito alta.
0463 691 001
- 25 -
© ESAB AB 2019
5 OPERAÇÃO
Figura A
Figura B
Para verificar se a pressão de alimentação está configurada corretamente, você pode
alimentar o arame contra um objeto isolado, por exemplo, um pedaço de madeira.
Quando você segurar o maçarico de solda a cerca de 5 mm do pedaço de madeira (figura
A), os roletes de alimentação deverão deslizar.
Se você segurar o maçarico de solda a cerca de 50 mm do pedaço de madeira, o arame
deverá ser alimentado e entortar (figura B).
A tabela abaixo serve como diretriz mostrando os ajustes aproximados de pressão do
cilindro para condições padrão com a força de frenagem correta da bobina. Em caso de
cabos de maçarico longos, sujos ou desgastados, a configuração de pressão pode precisar
ser aumentada. Sempre verifique o ajuste de pressão do cilindro em cada caixa específica,
alimentando o fio contra um objeto isolado conforme descrito acima. Uma tabela mostrando
os ajustes aproximados também pode ser encontrada na parte interna da porta esquerda do
alimentador de fios.
Diâmetro do fio (pol) 0,02 0,03 0,04 0,04 0,05 1/16 0,07 5/64 3/32
(mm) 3
0
0
5
2
1,6
0
2,0 2,4
0,6 0,8 1,0 1,2 1,4
1,8
Ajuste de pressão
Material do
fio
Fe, Ss Unidade do
tensionador 1
2,5
Unidade do
tensionador 2
3-3,5
Nucle Unidade do
ado
tensionador 1
2
Unidade do
tensionador 2
Al
0463 691 001
2,5-3
Unidade do
tensionador 1
1
Unidade do
tensionador 2
2-3
- 26 -
© ESAB AB 2019
5 OPERAÇÃO
1. Unidade do tensionador 1
5.13
2. Unidade do tensionador 2
Compartimento de armazenamento de peças de desgaste
Um compartimento de armazenamento de peças de desgaste pode ser encontrado na parte
interna da porta esquerda do alimentador de fio, para fácil acesso a um conjunto extra de
cilindros e guias de fio.
0463 691 001
- 27 -
© ESAB AB 2019
5 OPERAÇÃO
1. Guia do fio de entrada
2. Guia do fio do meio
4. Cilindros de alimentação (4 pcs)
5. Pontas de contato do maçarico de
soldagem (4 pcs)
3. Guia do fio de saída
5.14
Fixação do kit de rodas
5.14.1
Fixação das rodas à estrutura do kit de rodas
Antes de fixar a unidade de alimentação de fio ao kit de rodas, fixe as rodas na estrutura
utilizando parafusos M12, arruelas e porcas, com um torque de aperto de 40 ±4 Nm (354
±35,4 pol. lb). As rodas fixas na extremidade traseira devem ser posicionadas paralelas à
estrutura.
0463 691 001
- 28 -
© ESAB AB 2019
5 OPERAÇÃO
5.14.2
Unidade de alimentação do fio na posição vertical
5.14.3
Unidade de alimentação do fio na posição horizontal
NOTA:
Para prender o alimentador de fio na posição horizontal no kit de rodas, os dois
para-choques na porta do alimentador de fio devem ser removidos!
0463 691 001
- 29 -
© ESAB AB 2019
5 OPERAÇÃO
5.15
Acoplamento do kit de rodas e do acessório de alívio de
tensão do maçarico
Se o acessório de alívio de tensão do maçarico tiver de ser usado em conexão com o kit de
rodas que está sendo fixado na posição vertical, a montagem deve ser feita na seguinte
ordem:
0463 691 001
- 30 -
© ESAB AB 2019
5 OPERAÇÃO
1.
2.
3.
Prenda o alívio de tensão do maçarico na unidade de alimentação do fio, usando os
dois parafusos Torx 5.
Prenda o kit de rodas no alimentador de fio, usando as duas juntas rosqueadas perto
da extremidade traseira do alimentador de fio. Certifique-se de que as duas arruelas
de distância sejam inseridas entre o kit de rodas e o alimentador de fio!
Prenda o kit de rodas e o alívio de tensão do maçarico ao alimentador de fio, usando
as duas juntas de parafuso mais próximas da extremidade dianteira do alimentador
de fio.
0463 691 001
- 31 -
© ESAB AB 2019
6 PAINEL DE CONTROLE
6
PAINEL DE CONTROLE
6.1
Profissional
6.1.1
Painel de controle externo
1. Visor, exibe o valor configurado ou
medido
2. Botão para configuração da tensão (V)
3. Seletor para ajuste da velocidade de
alimentação do fio (m/min ou pol/min)
0463 691 001
4. Indicador de temperatura excessiva, aceso
quando a temperatura do alimentador de
fio está se aproximando de um nível crítico
ou já atingiu o nível crítico
5. Botão para avanço gradual do fio
6. Botão para purga de gás
- 32 -
© ESAB AB 2019
6 PAINEL DE CONTROLE
6.1.2
Painel de controle interno
1. Botão para ajuste contínuo do tempo de
preenchimento da cratera de 0
(DESLIGADO) a 5 segundos
2. Interruptor para seleção de 2 ou 4
tempos
3. Interruptor para seleção da partida lenta
6.2
4. Interruptor para seleção do fio sólido (SCT
ON) ou nucleado (SCT OFF)
5. Botão para ajustar a taxa de fluxo de gás
(opcional)
Configuração da unidade de velocidade de medida
(métrica/imperial)
A unidade de medição na unidade de alimentação do fio é definida na fábrica para o sistema
métrico (m/min) ou imperial (pol/min), dependendo do país/região. Também existe a
possibilidade de definir a unidade de medição por meio da chamada "função oculta". Para
alterar a unidade de medição do sistema métrico para o imperial ou vice-versa, faça o
seguinte:
1.
Acesse as funções ocultas mantendo os botões de avanço gradual do fio e de purga
de gás pressionados simultaneamente por 3 segundos.
O visor esquerdo mostrará uma letra "C" intermitente (que indica Unidade de
medição) e um valor ("0" ou "1"). Ao mesmo tempo, a unidade de velocidade
atualmente selecionada ("m/min" ou "pol/min") acenderá à direita do visor direito.
2.
Ajuste a unidade de medição preferida (métrica ou imperial) girando o botão de
controle de tensão.
Salve a configuração da unidade de velocidade selecionada, deixe as funções ocultas
e retorne para a exibição do painel padrão, mantendo o botão de depuração de gás
pressionado durante 3 segundos.
3.
0463 691 001
- 33 -
© ESAB AB 2019
6 PAINEL DE CONTROLE
Letra da
função
Função
C
Unidade de medição
0 = pol/min, 1 = m/min
6.3
Explicações de funções
Abra a porta para acessar as funções de 2 tempos/4 tempos, o fio sólido/nucleado, o início
do movimento lento, do preenchimento da cratera e também o botão para ajuste da taxa de
fluxo de gás (opcional).
Depuração de gás
A depuração de gás é usada ao medir o fluxo de gás ou na descarga de ar ou
umidade das mangueiras de gás antes do início da soldagem. A depuração de
gás ocorre quando o interruptor fica mantido pressionado, e ocorre sem
nenhuma tensão ou início de alimentação do arame.
Avanço de arame
O avanço de arame é usado quando há necessidade de alimentar arame sem
nenhuma tensão de soldagem aplicada. O arame é alimentado enquanto o
botão estiver pressionado.
Velocidade de alimentação do fio
Determina a velocidade de alimentação necessária do fio preenchido. A
velocidade de alimentação do fio selecionada é apresentada no visor e um texto
"m/min" ou "pol/min" ao lado do visor mostra a unidade usada.
2 tempos
Com os 2 tempos, o pré-fluxo de gás será iniciado quando o interruptor de
acionamento do maçarico de solda for pressionado. O processo de soldagem
então se inicia. Soltar o gatilho finaliza a soldagem inteiramente e inicia o pós
fluxo de gás.
4 tempos
Com 4 tempos, o pré-fluxo de gás é iniciado quando o interruptor de
acionamento do maçarico de solda é pressionado, e a alimentação do fio é
iniciada quando ele é liberado. O processo de soldagem continua até que o
interruptor seja pressionado novamente. A alimentação do fio para e a
soldagem é finalizada. Quando o interruptor é liberado, o pós-fluxo de gás é
iniciado.
0463 691 001
- 34 -
© ESAB AB 2019
6 PAINEL DE CONTROLE
Seleção de fio - fio nucleado
Quando o fio nucleado for selecionado, um tempo de queima constante é usado
automaticamente quando o gatilho é liberado para se adaptar à soldagem com
fio nucleado.
Seleção de fio - fio sólido
Quando o fio sólido for selecionado, o comportamento da SCT (Short Circuit
Termination, Terminação de curto-circuito) é selecionado quando o acionador é
liberado para se adaptar à soldagem com o fio sólido.
SCT é uma nova maneira de interromper a solda com alguns pequenos
curto-circuitos para reduzir a cratera e a oxidação da extremidade. Isso também
dá a vantagem de um bom desempenho inicial com fio sólido.
Partida lenta
A partida lenta alimenta o fio em 1,5 m/min (59 pol/min) até que ele faça contato
elétrico com a peça de trabalho.
Preenchimento de crateras
O preenchimento da cratera ajuda a evitar a cratera na extremidade, a
rachadura térmica e a formação de cratera na solda quando a soldagem for
finalizada. Ao ativar o preenchimento de cratera, selecione também o tempo de
preenchimento preferido da cratera usando o botão de ajuste (localizado no
painel de controle interno).
Quando o preenchimento da cratera for selecionado, a tensão de soldagem e a
velocidade de alimentação do fio serão reduzidas durante o tempo selecionado
(0-5 segundos), antes de entrar na SCT ou na queima.
A funcionalidade é um pouco diferente, dependendo da seleção de 2 ou 4
tempos. Quando a opção de 2 tempos for selecionada, o preenchimento da
cratera sempre continua pelo tempo selecionado.
Quando a opção de 4 tempos for selecionada, o preenchimento da cratera
continua pelo tempo selecionado, a menos que o gatilho seja liberado. Se o
gatilho for liberado antes que o tempo definido tenha expirado, o preenchimento
da cratera será interrompido quando o gatilho for liberado.
6.4
Indicador de temperatura excessiva
A proteção contra superaquecimento tem dois níveis:
0463 691 001
Aviso
Quando o indicador de temperatura excessiva está aceso, indica
que o alimentador de fio está chegando próximo a um nível crítico
de temperatura. A conclusão da solda em andamento é possível,
mas o início de uma nova solda é impedido se o aviso de
temperatura excessiva permanecer.
Erro
O indicador de temperatura excessiva está aceso e o texto "Err"
aparece no visor para indicar que o alimentador de fio atingiu um
nível crítico de temperatura. Isso interromperá a solda em
andamento. O erro é apagado automaticamente quando o
alimentador de fio esfriar e estiver pronto para ser usado
novamente.
- 35 -
© ESAB AB 2019
6 PAINEL DE CONTROLE
6.5
Valores medidos
Tensão medida
O valor medido na exibição da tensão do arco V é o valor médio aritmético.
Corrente medida
O valor medido na exibição da corrente de soldagem A é o valor médio
aritmético.
6.6
Configuração do fluxo de gás
O fluxo de gás é ajustado usando o botão no painel de controle interno. A taxa
de fluxo de gás presente é apresentada no medidor de fluxo de gás acima do
botão.
NOTA:
A leitura na escala do fluxômetro só estará correta se o
alimentador de fio estiver na posição vertical!
6.7
Como girar o painel de controle
Para uso do alimentador de fio na posição horizontal, existe a possibilidade de girar o painel
de controle externo em 90°.
1.
2.
3.
4.
Remova os dois parafusos que prendem o painel de controle e remova o painel.
Gire o painel de controle 90° no sentido anti-horário.
Prenda o painel de controle certificando-se de que as abas pequenas estejam na
posição correta.
Aperte os parafusos.
0463 691 001
- 36 -
© ESAB AB 2019
7 MANUTENÇÃO
7
MANUTENÇÃO
NOTA:
A manutenção periódica é importante para uma operação segura e confiável.
ATENÇÃO!
Todos os termos de compromisso de garantia do fornecedor deixarão de ser
aplicados se o cliente tentar algum trabalho de retificação de alguma falha no produto
durante o período de garantia.
7.1
Inspeção, limpeza e substituição
Mecanismo de alimentação do fio
Verifique periodicamente se a unidade de alimentação do arame não está obstruída com
sujeira.
•
•
•
•
•
A limpeza e substituição das peças gastas do mecanismo da unidade de alimentação
do arame deverão ocorrer em intervalos regulares para que a alimentação do arame
não tenha problemas. Observe que, se o pré-tensionamento estiver definido para muito
rígido, isso poderá resultar em desgaste anormal no rolete de pressão, no rolete de
alimentação e na guia do arame.
Limpe as camisas e outras peças mecânicas do mecanismo de alimentação do fio,
usando ar comprimido, em intervalos regulares ou se a alimentação do fio parecer
lenta.
Troca dos bocais
Verificação da roda de acionamento
Troca do pacote de roda dentada
Suporte da bobina
• Inspecione em intervalos regulares se a luva do cubo do freio e a porca do cubo do
freio não estão desgastadas e se elas travam adequadamente. Se necessário, faça a
substituição.
Maçarico de solda
•
As peças de desgaste do maçarico de solda devem ser limpas e substituídas em
intervalos regulares para que a alimentação do arame não tenha problemas. Jateie
com ar a guia de arame regularmente e limpe a ponta de contato.
7.2
Calibração e validação dos valores medidos
O Robust Feed PRO exibe os valores medidos, a tensão do arco e a corrente de soldagem,
conforme os valores médios aritméticos corrigidos (medir a formação de valor).
•
•
A velocidade de alimentação do fio é definida no painel de controle
Robust Feed PRO e a velocidade definida é apresentada no visor, em unidades de
m/min ou pol./min.
A fonte de energia de soldagem Warrior™ usada em conjunto com o
Robust Feed PRO (consulte o capítulo "INTRODUÇÃO" no manual de instruções)
mede e calcula o valor médio da tensão do arco e da corrente de soldagem. Os
valores medidos são transferidos da fonte de energia de soldagem Warrior™ para o
Robust Feed PRO por meio de um barramento digital.
Recomenda-se que a precisão dos valores definidos e medidos seja calibrada e validada
periodicamente, para verificar se os valores estão dentro do desvio aceito. A calibração e a
0463 691 001
- 37 -
© ESAB AB 2019
7 MANUTENÇÃO
validação devem ser realizadas por um técnico de serviço treinado, que tenha treinamento
suficiente em tecnologia de soldagem e medição. Os princípios de orientação para
calibração/validação e desvio aceito para cada parâmetro exibido podem ser encontrados no
manual de serviço.
0463 691 001
- 38 -
© ESAB AB 2019
8 SOLUÇÃO DE PROBLEMAS
8
SOLUÇÃO DE PROBLEMAS
Realize essas verificações e inspeções antes de enviar para um técnico de serviço
autorizado.
Sintoma de falhas
Descrição da falha e ações corretivas
A proteção contra
superaquecimento é
acionada com frequência,
mais precisamente o
indicador de temperatura
excessiva no painel frontal
fica aceso, mas não há
texto "Err" no visor.
Aviso de temperatura excessiva - O alimentador de fio está
se aproximando de um nível crítico de temperatura. A
conclusão da solda em andamento é possível, mas o início de
uma nova solda é impedido se o aviso de temperatura
excessiva permanecer. (Para obter mais informações sobre a
proteção contra superaquecimento, consulte o capítulo "PAINEL
DE CONTROLE".)
Ações corretivas:
•
•
•
•
•
•
A proteção contra
superaquecimento é
acionada com frequência,
mais precisamente o
indicador de temperatura
excessiva no painel frontal
fica aceso e o texto "Err"
é visível no visor.
Erro de excesso de temperatura - O alimentador de fio atingiu
um nível crítico de temperatura e a solda em andamento foi
interrompida. (Para obter mais informações sobre a proteção
contra superaquecimento, consulte o capítulo "PAINEL DE
CONTROLE".)
Ações corretivas:
•
•
•
•
•
•
•
•
0463 691 001
Verifique a camisa, limpe usando ar pressurizado e
substitua-a se estiver danificada ou desgastada.
Verifique a configuração da pressão do fio e ajuste se
necessário.
Verifique se há desgaste nos cilindros de acionamento e
substitua-os, se necessário.
Certifique-se de que o carretel de metal de preenchimento
possa girar sem muita resistência. Ajuste o cubo do freio,
se necessário.
Se a falha persistir apesar de executar essas ações, tente
substituir o maçarico.
Se a falha persistir apesar da substituição do maçarico,
entre em contato com um técnico de serviço autorizado
ESAB.
Verifique a camisa, limpe usando ar pressurizado e
substitua-a se estiver danificada ou desgastada.
Verifique a configuração da pressão do fio e ajuste se
necessário.
Verifique se há desgaste nos cilindros de acionamento e
substitua-os, se necessário.
Certifique-se de que o carretel de metal de preenchimento
possa girar sem muita resistência. Ajuste o cubo do freio,
se necessário.
Reinicie a alimentação do fio.
Se a falha persistir, verifique a camisa, limpe usando ar
pressurizado e substitua-a se estiver danificada ou
desgastada.
Se a falha persistir apesar de executar essas ações, tente
substituir o maçarico.
Se a falha persistir apesar da substituição do maçarico,
entre em contato com um técnico de serviço autorizado
ESAB.
- 39 -
© ESAB AB 2019
8 SOLUÇÃO DE PROBLEMAS
Sintoma de falhas
Descrição da falha e ações corretivas
A alimentação do fio é
lenta/dura através do
mecanismo de
alimentação de fio.
Ações corretivas:
0463 691 001
•
Limpe as camisas e outras peças mecânicas do
mecanismo de alimentação do fio usando ar pressurizado.
- 40 -
© ESAB AB 2019
9 PEDIDOS DE PEÇAS SOBRESSALENTES
9
PEDIDOS DE PEÇAS SOBRESSALENTES
ATENÇÃO!
Reparo e trabalhos de eletricidade devem ser executados por um técnico de serviço
autorizado da ESAB. Use apenas peças sobressalentes e de desgaste originais da
ESAB.
O Robust Feed PRO foi desenvolvido e testado de acordo com as normas internacionais e
europeias IEC/EN 60974-5 e IEC/EN 60974-10 Classe A, norma canadense
CAN/CSA-E60974-5 e norma norte-americana ANSI/IEC 60974-5. É obrigação da unidade
de manutenção que executou o serviço ou reparo garantir que o produto ainda esteja em
conformidade com os padrões mencionados.
Peças sobressalentes e peças de desgaste podem ser solicitadas por meio de seu
revendedor ESAB mais próximo, consulte esab.com. Ao solicitar, indique tipo de produto,
número de série, emprego e número da peça sobressalente, de acordo com a lista de peças
sobressalentes. Isso facilita o envio e garante a entrega correta.
0463 691 001
- 41 -
© ESAB AB 2019
DIAGRAMA
DIAGRAMA
0463 691 001
- 42 -
© ESAB AB 2019
DIAGRAMA
0463 691 001
- 43 -
© ESAB AB 2019
NÚMEROS DOS PEDIDOS
NÚMEROS DOS PEDIDOS
Ordering number Denomination
Note
0445 800 880
Robust Feed PRO
With EURO connector
0445 800 881
Robust Feed PRO, Water
With EURO connector and including
torch cooling system
0445 800 882
Robust Feed PRO Offshore
With EURO connector, incl. gas flow
meter and heater
0445 800 883
Robust Feed PRO Offshore,
Water
With EURO connector and including
torch cooling system, incl. gas flow
meter and heater
0445 800 884
Robust Feed PRO, Tweco
With Tweco 4 connector
0445 800 885
Robust Feed PRO Offshore,
Tweco
With Tweco 4 connector, incl. gas
flow meter and heater
0463 659 001
Spare parts list
Robust Feed PRO
0463 660 001
Service manual
Robust Feed PRO
0463 691 001
- 44 -
© ESAB AB 2019
PEÇAS DE DESGASTE
PEÇAS DE DESGASTE
Fe, Ss and cored wire
Wire diameter (in.) .023 .030 .040 .045 .052 1/16 .070 5/64
(mm) 0.6 0.8 0.9/1.0 1.2 1.4 1.6 1.8 2.0
Feed roller
V-groove
X
X
0445 850 001
X
X
0445 850 002
X
0445 850 003
X
X
0445 850 004
X
0445 850 005
X
X
0445 850 006
X
Inlet wire guide
Middle wire guide
0445 822 001
(2 mm)
0446 080 882
0445 850 007
Outlet wire guide
0445 830 883 (Tweco)
0445 830 881 (Euro)
Cored wire – Different wire guides dependent on wire diameter!
Wire diameter (in.) .040
(mm) 0.9/1.0
.045
1.2
.052
1.4
1/16
1.6
.070
1.8
5/64
2.0
3/32
2.4
Feed roller
V-K-knurled
X
X
0445 850 030
X
0445 850 031
X
X
0445 850 032
X
0445 850 033
X
0445 850 034
X
0445 850 035
X
Inlet wire guide Middle wire guide
Wire diameter 0.040–1/16 in.
0.9–1.6 mm
0445 822 001
(2 mm)
0446 080 882
Wire diameter 0.070–3/32 in.
1.8–2.4 mm
0445 822 002
(3 mm)
0446 080 883
0463 691 001
- 45 -
0445 850 036
Outlet wire guide
0445 830 883 (Tweco)
0445 830 881 (Euro)
0445 830 884 (Tweco)
0445 830 882 (Euro)
© ESAB AB 2019
PEÇAS DE DESGASTE
Al wire
Wire diameter (in.) .023 .030 .040 .045 .052 1/16 .070
(mm) 0.6 0.8 0.9/1.0 1.2 1.4 1.6 1.8
Feed roller
U-groove
X
X
X
0445 850 050
X
X
0445 850 051
X
Inlet wire guide
Middle wire guide
0445 822 001
(2 mm)
0446 080 881
0463 691 001
- 46 -
0445 850 052
Outlet wire guide
0445 830 886 (Tweco)
0445 830 885 (Euro)
© ESAB AB 2019
ACESSÓRIOS
ACESSÓRIOS
0446 081 880
Wheel kit
0349 313 450
Trolley
(compatible with Robust Feed and Warrior™
Feed 304)
0349 313 100
RF retrofit kit
(for use with existing Warrior™ trolley with
ordering no. 0465 510 880)
0446 120 880
Euro connector including front plate
0446 120 882
Tweco 4 connector including front plate
0446 120 884
Tweco 5 connector including front plate
0446 123 880
Liquid cooling kit
F102 440 880
Quick connector Marathon Pac™
0463 691 001
- 47 -
© ESAB AB 2019
ACESSÓRIOS
0446 082 880
Torch strain relief
0446 050 880
Interconnection strain relief kit
(for update of cables without strain relief)
Interconnection cable with pre-assembled strain relief
0446 160 880
70 mm², gas cooled, 2.0 m
0446 160 881
70 mm², gas cooled, 5.0 m
0446 160 882
70 mm², gas cooled, 10.0 m
0446 160 883
70 mm², gas cooled, 15.0 m
0446 160 884
70 mm², gas cooled, 25.0 m
0446 160 885
70 mm², gas cooled, 35.0 m
0446 160 887
70 mm², gas cooled, 20.0 m
0446 160 890
70 mm², liquid cooled, 2.0 m
0446 160 891
70 mm², liquid cooled, 5.0 m
0446 160 892
70 mm², liquid cooled, 10.0 m
0446 160 893
70 mm², liquid cooled, 15.0 m
0446 160 894
70 mm², liquid cooled, 25.0 m
0446 160 895
70 mm², liquid cooled, 35.0 m
0446 160 980
95 mm², gas cooled, 2.0 m
0446 160 981
95 mm², gas cooled, 5.0 m
0446 160 982
95 mm², gas cooled, 10.0 m
0446 160 983
95 mm², gas cooled, 15.0 m
0446 160 984
95 mm², gas cooled, 25.0 m
0446 160 985
95 mm², gas cooled, 35.0 m
0446 160 990
95 mm², liquid cooled, 2.0 m
0446 160 991
95 mm², liquid cooled, 5.0 m
0446 160 992
95 mm², liquid cooled, 10.0 m
0446 160 993
95 mm², liquid cooled, 15.0 m
0446 160 994
95 mm², liquid cooled, 25.0 m
0446 160 995
95 mm², liquid cooled, 35.0 m
0463 691 001
- 48 -
© ESAB AB 2019
ACESSÓRIOS
0463 691 001
- 49 -
© ESAB AB 2019
For contact information visit esab.com
ESAB AB, Lindholmsallén 9, Box 8004, 402 77 Gothenburg, Sweden, Phone +46 (0) 31 50 90 00
http://manuals.esab.com
Was this manual useful for you? yes no
Thank you for your participation!

* Your assessment is very important for improving the work of artificial intelligence, which forms the content of this project

Download PDF

advertising