Fujitsu AUXN009GLAH Guia de instalação

Fujitsu AUXN009GLAH Guia de instalação
INNENGERÄT (Kassettentyp)
Nur für autorisiertes Fachpersonal.
MANUEL D’INSTALLATION
UNITÉ INTÉRIEURE (type cassette)
AUXN009GLAH
AUXN012GLAH
AUXN014GLAH
Pour le personnel agréé uniquement.
MANUAL DE INSTALACIÓN
UNIDAD INTERIOR (Tipo casete)
Únicamente para personal de servicio autorizado.
MANUALE DI INSTALLAZIONE
UNITÀ INTERNA (tipo a cassetta)
Deutsch
INSTALLATIONSANLEITUNG
Français
For authorized service personnel only.
Español
INDOOR UNIT (Cassette Type)
Italiano
INSTALLATION MANUAL
English
TM
MANUAL DE INSTALAÇÃO
UNIDADE INTERIOR (Tipo Cassete)
Apenas para técnicos autorizados.
РУКОВОДСТВО ПО УСТАНОВКЕ
ВНУТРЕННИЙ МОДУЛЬ (кассетного типа)
Только для авторизованного обслуживающего персонала.
MONTAJ KILAVUZU
İÇ ÜNİTE (Kaset Tipi)
Português
Μόνο για εξουσιοδοτημένο τεχνικό προσωπικό.
Русский
ΕΣΩΤΕΡΙΚΗ ΜΟΝΑΔΑ (Τύπος Κασέτας)
Türkçe
ΕΓΧΕΙΡΙΔΙΟ ΕΓΚΑΤΑΣΤΑΣΗΣ
Ελληνικά
A uso esclusivo del personale tecnico autorizzato.
Yalnızca yetkili servis personeli için.
Refer to the rating label for the serial number,
manufactured year and month.
MADE IN P.R.C.
[Original instructions]
PART No. 9371022628
9371022628_IM_L10_AUXN009GLAH.indb 1
2018/6/6 14:34:54
MANUAL DE INSTALAÇÃO
N.º DE PEÇA 9371022628
Unidade interior do sistema VRF (Tipo cassete)
CUIDADO
Este símbolo indica procedimentos que, se forem realizados
incorrectamente, poderão resultar em lesões físicas no utilizador ou danos materiais.
Índice
Leia com atenção todas as informações de segurança antes de utilizar ou instalar o
aparelho de ar condicionado.
1.
PRECAUÇÕES DE SEGURANÇA ...........................................................................1
Não tente instalar pessoalmente o aparelho de ar condicionado ou parte do mesmo.
2.
ACERCA DESTE PRODUTO ...................................................................................1
2.1. Precauções na utilização do refrigerante R410A ...............................................1
2.2. Ferramentas especiais para o R410A ................................................................1
2.3. Acessórios ..........................................................................................................2
2.4. Peças opcionais .................................................................................................2
Esta unidade tem de ser instalada por técnicos qualificados com um certificado que os
habilite a trabalhar com fluidos refrigerantes. Consulte os regulamentos e a legislação
em vigor no local da instalação.
OPERAÇÕES DE INSTALAÇÃO .............................................................................2
3.1. Selecção de um local de instalação ...................................................................2
3.2. Dimensões de instalação ...................................................................................3
3.3. Instalação da unidade ........................................................................................3
Esta unidade faz parte de um conjunto que constitui um aparelho de ar condicionado.
Não pode ser instalada independentemente ou de uma forma não autorizada pelo
fabricante.
3.
4.
INSTALAÇÃO DA TUBAGEM...................................................................................4
4.1. Selecção do material de tubagem ......................................................................4
4.2. Requisitos da tubagem.......................................................................................4
4.3. Ligação por abocardamento (Ligação dos tubos) ..............................................4
4.4. Instalação do isolamento térmico .......................................................................5
5.
INSTALAÇÃO DOS TUBOS DE DRENAGEM .........................................................5
6.
INSTALAÇÃO ELÉCTRICA ......................................................................................6
6.1. Requisitos eléctricos ..........................................................................................6
6.2. Método de instalação eléctrica ...........................................................................6
6.3. Ligação eléctrica da unidade..............................................................................7
6.4. Ligação da cablagem .........................................................................................7
6.5. Ligação de peças opcionais ...............................................................................8
6.6. Entrada externa e saída externa (Peças opcionais) ..........................................8
7.
DEFINIÇÃO DE CAMPO ..........................................................................................10
7.1. Definição do endereço .......................................................................................10
7.2. Definição do código personalizado ....................................................................10
7.3. Definição de função............................................................................................11
8.
INSTALAÇÃO DA GRELHA DA CASSETE ..............................................................11
9.
TESTE DE FUNCIONAMENTO ...............................................................................11
9.1. Efectuar o teste utilizando a unidade exterior (Placa de circuito impresso) .......11
9.2. Efectuar o teste utilizando o controlo remoto .....................................................11
10. LISTA DE VERIFICAÇÃO .........................................................................................11
11. CÓDIGOS DE ERRO ...............................................................................................12
A instalação tem de ser efectuada em conformidade com os regulamentos em vigor no
local da instalação e as instruções de instalação emitidas pelo fabricante.
Utilize sempre uma fonte de alimentação separada, protegida por um disjuntor que opere em todos os cabos com uma distância entre contactos de 3 mm para esta unidade.
A unidade tem de estar correctamente ligada à terra e a linha de alimentação tem de
estar equipada com um disjuntor diferencial para protecção das pessoas.
As unidades não estão protegidas contra explosão, pelo que não devem ser instaladas
num ambiente explosivo.
Nunca toque em componentes eléctricos imediatamente depois de desligar a corrente.
Pode ocorrer um choque eléctrico. Depois de desligar a corrente eléctrica, aguarde
sempre 5 minutos antes de tocar em componentes eléctricos.
Esta unidade não possui qualquer peça que possa ser reparada pelo utilizador. Para
reparações, consulte sempre os técnicos de assistência autorizados.
Se tiver que deslocar a unidade, consulte os técnicos de assistência autorizados para
desligar e instalar a unidade.
2. ACERCA DESTE PRODUTO
2.1. Precauções na utilização do refrigerante R410A
ATENÇÃO
Não se deve introduzir nenhuma outra substância no ciclo de refrigeração para além do
refrigerante indicado.
A entrada de ar no ciclo de refrigeração fará com que a pressão no mesmo atinja níveis
anormalmente elevados, causando a ruptura da tubagem.
Se ocorrer uma fuga de refrigerante, esta não deve ultrapassar o limite de concentração.
Uma fuga de refrigerante acima do limite de concentração pode provocar acidentes,
tais como a privação de oxigénio.
Não toque no refrigerante derramado das ligações dos tubos de refrigerante ou de
qualquer outra área. Tocar directamente no refrigerante pode provocar ulceração.
Se ocorrer uma fuga de refrigerante durante o funcionamento, as instalações devem
ser imediatamente evacuadas e a área deve ser bem ventilada.
O contacto do refrigerante com uma chama produz um gás tóxico.
1. PRECAUÇÕES DE SEGURANÇA
• Leia cuidadosamente este manual antes de proceder à instalação.
• As indicações de aviso e cuidado incluídas neste manual contêm informações de segurança importantes. Estas devem ser respeitadas.
• Este manual, juntamente com o Manual de Funcionamento, deve ser entregue ao
cliente. O cliente deverá mantê-los num local acessível para utilização futura, como, por
exemplo, durante o reposicionamento ou a reparação da unidade.
ATENÇÃO
Este sinal indica procedimentos que, se não forem realizados
correctamente, poderão causar a morte ou ferimentos graves
no utilizador.
Solicite ao distribuidor ou a um profissional a instalação da unidade de acordo com as
instruções deste manual.
Uma instalação incorrecta pode provocar acidentes graves, tais como fuga de água,
choque eléctrico ou incêndio.
Se não forem observadas as instruções do Manual de Instalação para instalar a unidade, a garantia do fabricante perderá a validade.
2.2. Ferramentas especiais para o R410A
ATENÇÃO
Para instalar uma unidade que utiliza refrigerante R410A, utilize ferramentas e materiais de tubagem próprios, especialmente fabricados para a utilização com o R410A.
Dado que a pressão do refrigerante R410A é aproximadamente 1,6 vezes superior à
do R22, a não utilização de material de tubagem próprio ou uma instalação incorrecta
poderá provocar ruptura ou lesões corporais.
Além disso, existe o risco de acidentes graves, tais como fuga de água, choque eléctrico ou incêndio.
Nome da ferramenta
Tubo de manómetro
Mangueira de abastecimento
Para aumentar a resistência à pressão, o material da mangueira e o tamanho de base foram alterados.
Bomba de vácuo
Pode ser utilizada uma bomba de vácuo convencional se for
instalado um adaptador de bomba de vácuo.
• Pode ser utilizada uma bomba de vácuo convencional se
for instalado um adaptador de bomba de vácuo.
• O óleo da bomba não pode fazer refluxo para o sistema.
Utilize uma com capacidade de sucção a vácuo de -100,7
kPa (5 Ton, -755 mmHg).
Detector de fuga de gás
Detector de fuga de gás especial para refrigerante R410A
do tipo HFC.
A unidade não deve ser ligada enquanto não estiverem concluídas todas as operações.
Se ligar o aparelho à corrente antes de concluir todas as operações, poderão ocorrer
acidentes graves, tais como um choque eléctrico ou incêndio.
Se ocorrer alguma fuga de refrigerante durante as operações, ventile a área.
O contacto do refrigerante com uma chama produz um gás tóxico.
O trabalho de instalação deverá ser realizado unicamente por pessoal autorizado e de
acordo com as normas nacionais de ligações eléctricas.
Excepto numa EMERGÊNCIA, nunca desligue o disjuntor principal nem o disjuntor
secundário das unidades interiores durante o funcionamento. Se o fizer, provocará uma
falha do compressor assim como fuga de água. Primeiro, pare a unidade interior utilizando a unidade de controlo, o conversor ou o dispositivo de entrada externa e, depois,
desligue o disjuntor. Use sempre a unidade de controlo, o conversor ou o dispositivo de
entrada externa para efectuar operações. Quando o disjuntor está elaborado, posicione-o num local onde não seja possível os utilizadores ligarem ou desligarem durante
actividades diárias.
Alterações na ferramenta do R22
A pressão é extremamente elevada e não pode ser medida
com um manómetro convencional. Para evitar a mistura
errada de outros refrigerantes, o diâmetro de cada porta foi
alterado.
Recomenda-se a utilização de um tubo de manómetro com
um intervalo de indicação de pressão elevada de - 0,1 a 5,3
MPa e um intervalo de indicação de pressão baixa de - 0,1
a 3,8 MPa.
Pt-1
9371022628_IM_L10_AUXN009GLAH.indb 1
2018/6/6 14:35:04
2.3. Acessórios
Painel largo
UTG-AKXA-W
O painel largo oculta a folga existente
entre o orifício do tecto e a grelha da
cassete.
Espaçador para painel
UTG-BKXA-W
O espaçador para painel permite
efectuar a instalação num espaço de 56
mm ou maior quando a altura entre o
tecto é baixa.
Vedação da saída
de ar
UTR-YDZK
Instale a vedação na saída quando
efectuar operações de 3-vias.
Kit de isolamento para
humidade elevada
UTZ-KXRA
Instale quando as condições abaixo do
tecto forem de humidade acima de 80%
e de temperatura acima de 30°C.
Kit de entrada de ar
fresco
UTZ-VXRA
Para refrescar o ar.
Adaptador LAN sem
fios
UTY-TFSXZ*
Para controlo da LAN sem fios.
ATENÇÃO
Para efeitos de instalação, utilize as peças fornecidas pelo fabricante ou outras peças
recomendadas por este.
A utilização de peças não recomendadas pode provocar acidentes graves, tais como
queda da unidade, fuga de água, choque eléctrico ou incêndio.
São fornecidas as peças de instalação que se seguem. Utilize-os conforme necessário.
O Manual de Instalação deve ser guardado num local seguro e não devem ser deitados
fora acessórios até a instalação estar concluída.
Nome e forma
Qtd
Aplicação
Manual de funcionamento
1
(Este manual)
Manual de instalação
3. OPERAÇÕES DE INSTALAÇÃO
1
Manual de funcionamento
(CD-ROM)
A escolha de um local inicial de instalação correcto é importante, pois é difícil mover a
unidade depois de instalada.
1
Para fixar o tubo de ligação
(Grande e Pequeno).
Abraçadeira de cabos (Grande)
4
Abraçadeira de fivela
1
Acoplador de isolamento térmico (Pequeno)
1
Para união do cabo de transmissão e do cabo do controlo
remoto.
Para a união do tubo do lado
interior (Pequeno).
1
Gabarito (Parte superior da embalagem)
1
Anilha
8
Isolamento
1
Mangueira de drenagem
1
Para instalação da unidade
interior.
Para instalação da unidade
interior.
Para instalação do tubo de
drenagem
Para instalação do tubo de
drenagem.
VP25 (D.E. 32; D.I. 25)
Para instalação da mangueira
de drenagem.
Braçadeira de mangueira
1
Isolamento do tubo de
drenagem
1
Para instalação do tubo de
drenagem.
Modelo
Aplicação
UTY-XWZXZC
Para a função de saída.
(Terminal de saída / CNB01)
UTY-XWZXZB
Para a função de controlo de entrada.
(Terminal de aplicação de tensão /
CNA01)
UTY-XWZXZD
Para a função de controlo de entrada.
(Terminal de contacto seco / CNA02)
UTY-XWZXZ7
Para a função de desactivação forçada
do termóstato.
(Terminal de aplicação de tensão / CNA03)
UTY-XWZXZE
Para a função de desactivação forçada
do termóstato.
(Terminal de contacto seco / CNA04)
Kit do receptor de IV
UTY-LBHXD
Para o funcionamento do aparelho de ar
condicionado.
Kit do sensor humano
UTY-SHZXC
Para evitar o desperdício de electricidade, esta função controla a definição
de temperatura quando ninguém se
encontra na divisão.
Kit de ligação exterior
Seleccione locais de instalação capazes de suportarem sem problemas o peso da
unidade. Instale as unidades de forma segura para que não tombem nem caiam.
CUIDADO
A unidade não deverá ser instalada nas seguintes áreas:
• Uma área com elevado grau de salinidade, tal como junto ao mar.
Tal provocará a deterioração das peças metálicas, fazendo com que se avariem ou
com que a unidade verta água.
• Uma área cheia de óleo mineral ou com uma grande quantidade de óleo salpicado ou
vapor, tal como uma cozinha.
Tal provocará a deterioração das peças plásticas, fazendo com que se avariem ou
com que a unidade verta água.
• Uma área que gere substâncias que afectem prejudicialmente o equipamento, tais
como gás sulfúrico, gás de cloro, ácido ou álcali.
Tal provocará a corrosão dos tubos de cobre e das juntas de brasagem, o que, por
sua vez, pode causar fuga de refrigerante.
• Uma área propensa a fugas de gás combustível, que contenha fibras de carbono
suspensas, pó inflamável ou substâncias inflamáveis voláteis, tais como diluente ou
gasolina.
Se houver fuga de gás e este se depositar em torno da unidade, tal poderá provocar
incêndio.
• Uma área onde animais possam urinar na unidade ou passível de gerar amoníaco.
Não utilize a unidade para fins especiais, tais como armazenamento de comida, criação
de animais e plantas ou preservação de dispositivos de precisão ou obras de arte.
Poderá deteriorar a qualidade dos objectos a preservar.
Não instale em locais com risco de fuga de gás combustível.
Não instale a unidade próximo de uma fonte de calor, vapor ou gás inflamável.
Instale a unidade num local onde a drenagem não cause problemas.
Instale a unidade interior, o cabo de alimentação, o cabo de transmissão e o cabo do
controlo remoto a, pelo menos, 1 m de distância de receptores de televisão ou rádio.
Esta medida visa evitar interferências na recepção do sinal de TV ou ruído radioeléctrico.
(Mesmo instalados a mais de 1 m de distância, poderá ainda registar ruídos em determinadas condições de recepção do sinal.)
A unidade deve estar fora do alcance de crianças com menos de 10 anos.
Utilize o “Kit de isolamento para humidade elevada” (opção), quando as condições
abaixo do tecto forem de humidade acima de 80% e de temperatura acima de 30°C. Se
não o fizer, pode formar-se condensação no tecto.
Decida a posição de instalação com o cliente da forma que se
segue.
2.4. Peças opcionais
Descrição
Decida a posição de instalação junto com o cliente da forma que se segue.
ATENÇÃO
Para a união do tubo do lado
interior (Grande).
Acoplador de isolamento térmico (Grande)
3.1. Selecção de um local de instalação
(1) A unidade interior deve ser instalada num local suficientemente resistente para
suportar o peso da mesma.
(2) As portas de entrada e de saída não devem ficar obstruídas; o ar deve poder circular
por toda a divisão.
(3) Deixe o espaço necessário para permitir operações de intervenção no aparelho de
ar condicionado.
(4) Escolha um local a partir do qual o ar gerado pela unidade possa ser distribuído
uniformemente por toda a divisão.
(5) Instale a unidade num local que permita a fácil ligação à unidade exterior (ou à
unidade de derivação de refrigerante).
(6) Instale a unidade num local que permita a fácil instalação do tubo de ligação.
(7) Instale a unidade num local que permita a fácil instalação do tubo de drenagem.
(8) Instale a unidade num local onde o ruído e as vibrações não sejam amplificados.
(9) Tenha em consideração a necessidade de assistência, etc., e deixe espaço suficiente. Instale ainda a unidade num local que permita a remoção do filtro.
Pt-2
9371022628_IM_L10_AUXN009GLAH.indb 2
2018/6/6 14:35:04
• Posições da tubagem de refrigerante e da tubagem de drenagem. (unidade: mm)
Tubo de drenagem
Tecto resistente e durável
1.500 mm
ou mais
Tubo de drenagem
(Ligue a mangueira de
drenagem fornecida)
3.000 mm ou mais
Tubo de gás
Tubo de líquido
342
278
60
140
200
1.800 mm para H
1.000 mm ou mais
Obstrução
• Posições das condutas de distribuição e da entrada de ar fresco.
AUXN009/012/014
Modo padrão
3.000
Modo de tecto elevado
3.500
* As definições de função devem ser efectuadas com o controlo remoto, de acordo com a
altura de instalação no tecto.
Definição da direcção de descarga
• A direcção de descarga pode ser seleccionada da forma indicada a seguir.
100
83
Corte
352
10 × orifício de Ø 3,2
Diagrama detalhado da porta de ligação da
conduta de distribuição (4 lados)
Ø 70
Ø 144
280
Tubo de drenagem
Tubo de refrigerante (espaçamento entre parafusos)
(corte)
Porta de ligação da conduta de distribuição
164
3 direcção
100
83
164
Definição de função
Porta de ligação
da conduta de
distribuição
Porta de ligação da
conduta de distribuição
Posição da
entrada de
ar fresco
H (mm)
Porta de ligação da
conduta de distribuição
90
Piso
H: altura máxima do chão até ao tecto
4 direcção
80
10
A altura do tecto é a indicada na figura.
256 mm ou mais (AUXN009/012/014)
180
3.2. Dimensões de instalação
4 × orifício de Ø 3,2
Posição da entrada de ar fresco
NOTA:
100 mm ou mais *1
*1: Assegure assistência
técnica suficiente
durante o processo de
instalação.
* Seleccione a direcção do fluxo de ar mais adequada em 3 ou 4 direcções, de acordo
com o formato da divisão e a posição de instalação.
* Ao alterar o número de saídas, recomenda-se a utilização do KIT DE VEDAÇÃO DA
SAÍDA DE AR opcional para fechar a saída.
* Para obter o padrão de fecho específico, consulte o manual do KIT DE VEDAÇÃO DA
SAÍDA DE AR fornecido. (Faça-o antes de instalar a grelha da cassete, já que será
instalada no corpo do aparelho.)
3.3. Instalação da unidade
ATENÇÃO
Instale o aparelho de ar condicionado num local capaz de suportar uma carga de,
pelo menos, 5 vezes o peso da unidade principal e que não amplifique o ruído ou a
vibração. Se o local de instalação não for suficientemente resistente, a unidade interior
pode cair e causar ferimentos.
Se o trabalho for realizado apenas com a estrutura do painel, existe o risco de a unidade ganhar folga. Tenha o máximo de cuidado.
3.3.1 Posicionar o orifício do tecto e os parafusos de suspensão
Faça o isolamento correcto ao ligar as condutas
de distribuição e a entrada de ar fresco.
Isolamento
* Quando estiver a aspirar o ar fresco, retire o isolamento afixado no reservatório de drenagem.
(2) Definir as posições do parafuso de suspensão e da abertura no tecto.
• Utilize um gabarito de instalação (superfície
superior da embalagem) para definir as posições
do parafuso de suspensão e da abertura no tecto
Posição da entrae faça os furos.
da de ar fresco
(3) Estrutura de suspensão.
• Escolha uma estrutura forte para o local de suspensão.
• Se necessário, reforce o parafuso de suspensão com material de suporte antissísmico
para evitar vibrações.
• Utilize parafusos de suspensão M8 a M10.
3.3.2 Preparação para suspensão
• Aperte firmemente os parafusos de
suspensão da forma ilustrada na figura
ou através de outro método.
• Instale os parafusos de suspensão
num local onde tenham capacidade de
suportar um peso de, pelo menos, 490
N por parafuso.
Parafuso de ancoragem
Betão
Bucha
Parafuso de suspensão
M10 (não fornecido)
(1) Posições da abertura no tecto, espaçamento entre parafusos de suspensão, tubagem e condutas.
• Abertura no tecto e espaçamento entre os parafusos de suspensão. (unidade: mm)
3.3.3 Instalação do corpo
950 (Grelha da cassete)
130
130
200
ATENÇÃO
140 a 145
Proceda ao aperto final apertando firmemente a porca dupla.
Tipo
AUXN
40
10
A
Tenha o cuidado de instalar o corpo horizontalmente e ajustar adequadamente a altura
por baixo do corpo e da superfície do tecto.
B
20 a 45
130
50
840 (Unidade interior)
796 (Espaçamento entre parafusos de suspensão)
130
768 (Espaçamento entre parafusos de suspensão)
840 (Unidade interior)
50 a 100
20 a 45
860 a 910 (Abertura no tecto)
950 (Grelha da cassete)
860 a 910 (Abertura no tecto)
20 a 45
20 a 45
Inserir
Dimensão (mm)
A
B
246
256
(1) Instale a anilha e a porca
(providenciadas no local)
no parafuso de suspensão.
(2) Engate o corpo do
aparelho no parafuso de
suspensão.
(3) Ajuste as dimensões entre
a superfície do tecto e o
corpo do aparelho.
Depois de instalar a
grelha da cassete, poderá
regular a altura do corpo
do aparelho. Para obter
mais informações, consulte o manual de instalação
da grelha da cassete.
Parafuso de suspensão
(não fornecido)
Anilha
(acessórios)
Anilha
(acessórios)
Porca A
(não fornecida)
30 mm ou mais
Após a instalação do corpo do aparelho, as porcas
devem ser apertadas.
Porca B (Porca dupla) (não fornecida)
10 a 15 mm
Pt-3
9371022628_IM_L10_AUXN009GLAH.indb 3
2018/6/6 14:35:04
3.3.4 Nivelamento
4.3.1 Abocardamento
• Utilizando um nível, ou
uma mangueira de vinilo
cheia com água, regule a
posição para que o corpo
do aparelho fique nivelado.
• Uma instalação inclinada
na qual o lado do tubo de
drenagem fique a uma
altura superior pode provocar um mau funcionamento do interruptor de bóia
e dar origem a uma fuga
de água.
Utilize um abocardador próprio para o R410A.
(1) Corte o tubo de ligação pelo
Verifique se [L] está
comprimento pretendido com
uniformemente aboo corta-tubos.
cardado e se não está
(2) Segure no tubo com a aberrachado ou arranhado.
tura voltada para baixo para
Matriz
que os resíduos de corte
não entrem no tubo e retire
eventuais rebarbas.
(3) Insira a porca de abocardamento [utilize sempre a
Tubo
porca de abocardamento
instalada nas unidades
Dimensão A
interior e exterior (ou na
Diâmetro exte[mm]
unidade de derivação de
Dimensão
rior do tubo
(Abocardador
0
refrigerante) respectiva[mm]
B -0,4
[mm (pol.)]
para o R410A,
mente] no tubo e efectue a
tipo engate)
operação de alargamento
6,35 (1/4)
9,1
com um abocardador. Utilize
o abocardador próprio para
9,52 (3/8)
13,2
o R410A. Se forem utilizadas
12,70 (1/2)
0 a 0,5
16,6
outras porcas de abocarda15,88
(5/8)
19,7
mento, pode ocorrer uma
19,05 (3/4)
24,0
fuga de refrigerante.
(4) Proteja os tubos com pinças
ou com fita para evitar a
entrada de pó, resíduos ou
água nos tubos.
Tubo de drenagem
Mangueiras de vinilo
4. INSTALAÇÃO DA TUBAGEM
CUIDADO
Tenha um cuidado redobrado para não permitir a entrada de substâncias externas
(óleo, água, etc.) na tubagem ao instalar modelos que utilizem refrigerante R410A.
Além disso, ao guardar a tubagem, é necessário selar cuidadosamente as aberturas
com pinças, fita, etc.
Ao soldar os tubos, deve ser ventilado azoto seco através dos mesmos.
4.1. Selecção do material de tubagem
CUIDADO
Não utilize tubos existentes de outros sistemas de refrigeração ou refrigerante.
Utilize tubos com laterais internas e externas limpas, sem qualquer contaminação que
possa causar problemas durante a utilização, tais como enxofre, óxidos, pó, resíduos
de corte, óleo ou água.
É necessário utilizar tubos de cobre sem costura.
Material: tubos sem costura de cobre desoxidado com fósforo
Recomenda-se que a quantidade de óleo residual seja inferior a 40 mg/10 m.
Não utilize tubos de cobre que tenham partes danificadas, deformadas ou descoloradas
(especialmente na superfície interior). Caso contrário, a válvula de expansão ou o tubo
capilar podem ficar bloqueados com contaminantes.
Uma selecção incorrecta de tubos afectará negativamente o desempenho. Tendo em
conta que um aparelho de ar condicionado que utiliza refrigerante R410A está sujeito a
uma pressão superior à de um refrigerante convencional (R22), é necessário seleccionar materiais adequados.
• As espessuras dos tubos de cobre utilizados com refrigerante R410A encontram-se
indicadas na tabela.
• Nunca utilize tubos de cobre de espessura inferior à indicada na tabela, mesmo que
estejam disponíveis no mercado.
Espessuras de
tubos de cobre
recozido (R410A)
Diâmetro exterior do tubo [mm (pol)]
Espessura [mm]
6,35 (1/4)
0,80
9,52 (3/8)
0,80
12,70 (1/2)
0,80
15,88 (5/8)
1,00
19,05 (3/4)
1,20
4.2. Requisitos da tubagem
CUIDADO
Consulte o manual de instalação da unidade exterior para uma descrição da diferença
permitida em relação ao comprimento e à altura dos tubos.
Utilize tubagem com isolamento térmico impermeável.
CUIDADO
Coloque o isolamento térmico à volta dos tubos de gás e de líquido. Se não o fizer,
podem ocorrer fugas de água.
Utilize isolamento térmico com uma resistência ao calor superior a 120 °C (apenas no
modelo de ciclo inverso).
Além disso, se for de esperar que o nível de humidade no local de instalação da
tubagem de refrigerante ultrapasse os 70%, instale o isolamento térmico à volta da
tubagem de refrigerante. Se o nível de humidade esperado se situar entre 70 e 80%,
utilize isolamento térmico com uma espessura de 15 mm ou superior e, se o nível de
humidade esperado exceder aos 80%, utilize isolamento térmico com uma espessura
de 20 mm ou superior. Se a espessura do isolamento térmico utilizado não corresponder ao especificado, pode formar-se condensação na superfície do isolamento. Além
disso, deve utilizar isolamento térmico com uma condutibilidade térmica de 0,045 W/
(m·K) ou inferior (a 20°C).
4.3. Ligação por abocardamento (Ligação dos tubos)
ATENÇÃO
Aperte as porcas de abocardamento com uma chave dinamométrica utilizando o método de aperto especificado. Caso contrário, as porcas de abocardamento poderão partir
após um período prolongado, provocando uma fuga de refrigerante e libertando gás
nocivo se o refrigerante entrar em contacto com uma chama.
Ao utilizar abocardadores convencionais (R22) para alargamento de
tubos para o R410A, a dimensão A
deverá ser aproximadamente 0,5
mm superior à indicada na tabela
(para alargamento com abocardadores próprios para o R410A)
para conseguir o abocardamento
especificado. Utilize um calibrador de espessura para medir a
dimensão A. Recomenda-se que
utilize um abocardador próprio para
o R410A.
Distância entre
Diâmetro exteos lados da porrior do tubo
ca de abocarda[mm (pol.)]
mento [mm]
6,35 (1/4)
Distância entre os lados
17
9,52 (3/8)
22
12,70 (1/2)
26
15,88 (5/8)
29
19,05 (3/4)
36
4.3.2 Dobragem dos tubos
• Se modelar os tubos com as mãos, tenha cuidado para não vincá-los.
• Não dobre os tubos num ângulo superior a 90°.
• Quando os tubos são repetidamente dobrados ou alongados, o material endurece, o
que torna difícil continuar a dobrá-los e a alongá-los.
• Os tubos não devem ser dobrados nem alongados mais de 3 vezes.
CUIDADO
Para evitar partir o tubo, evite dobras acentuadas.
Se o tubo for dobrado repetidamente no mesmo local, acabará por quebrar-se.
4.3.3 Ligação dos tubos
CUIDADO
O tubo deve ser instalado na porta da unidade interior e da unidade exterior correctamente. Se não ficar devidamente centrado, será difícil apertar a porca de abocardamento. Se forçar o aperto da porca de abocardamento, as roscas ficarão danificadas.
Só deve retirar a porca de abocardamento imediatamente antes de proceder à ligação
do tubo.
Não utilize óleo mineral na peça abocardada. Evite a entrada de óleo mineral no sistema, pois isso reduziria o tempo de vida útil das unidades.
Segure na chave dinamométrica pela pega e mantenha-a em ângulo recto com o tubo,
de forma a apertar a porca de abocardamento correctamente.
(1) Retire as tampas e os
bujões dos tubos.
(2) Centre o tubo contra a
porta na unidade interior
e, depois, rode a porca
de abocardamento à
mão.
Tubo de ligação (Gás)
Tubo de ligação
(Líquido)
(3) Quando a porca de abocardamento estiver devidamente apertada à mão, segure
na união do lado do corpo do aparelho
com outra chave e, de seguida, aperte
com a chave dinamométrica. (Consulte na
tabela que se segue os binários de aperto
da porca de abocardamento.)
Porca de abocardamento
[mm (pol.)]
Binário de aperto
[N·m (kgf·cm)]
6,35 (1/4) diâm.
16 a 18 (160 a 180)
9,52 (3/8) diâm.
32 a 42 (320 a 420)
12,70 (1/2) diâm.
49 a 61 (490 a 610)
15,88 (5/8) diâm.
63 a 75 (630 a 750)
19,05 (3/4) diâm.
90 a 110 (900 a 1.100)
Aperte com 2
chaves.
Chave de
retenção
Chave dinamométrica
Tubo da unidade
interior (lado do
corpo do aparelho)
Porca de abocardamento
Tubo de ligação
Pt-4
9371022628_IM_L10_AUXN009GLAH.indb 4
2018/6/6 14:35:04
Procedimento de trabalho
4.4. Instalação do isolamento térmico
CUIDADO
CUIDADO
Depois de verificar se existem fugas de gás (consulte o Manual de Instalação da unidade exterior), execute as operações desta secção.
Coloque o isolamento térmico à volta dos tubos largo (gás) e estreito (líquido). Se não o
fizer, podem ocorrer fugas de água.
Depois de verificar se existem
Abraçadeira de cabos
fugas de gás, coloque isola(Grande) (Acessórios)
mento à volta das 2 peças (gás
Acoplador de isoe líquido) da união da unidade
Sem folga
lamento térmico
interior, utilizando o acoplador
(acessórios)
de isolamento térmico.
Depois de instalar o acoplador Corpo do
de isolamento térmico, envolva aparelho
ambas as extremidades em fita
de vinilo, de forma a não haver
Acoplador de isoO isolamento tem
folgas.
lamento térmico
de ficar sobreposto
Prenda a mangueira de drenagem à porta de drenagem utilizando a abraçadeira de
mangueira. Não utilize cola na porta de drenagem. Se o fizer, poderá dar origem a
uma fuga de água.
(1) Instale a mangueira de drenagem fornecida na porta de drenagem do corpo do
aparelho. Insira a abraçadeira de mangueira na parte superior da mangueira dentro
da área apresentada na figura. Prenda firmemente a abraçadeira de mangueira.
(2) Utilize cola de vinilo para colar o tubo de drenagem (tubo VP25 em PVC) providenciado no local ou um joelho. (Aplique cola colorida uniformemente até à linha do
manómetro e vede.)
(3) Verifique a drenagem. (Consulte o diagrama em separado.)
(4) Instale o isolamento térmico.
(5) Utilize o isolamento térmico fornecido para isolar a porta de drenagem e as peças da
abraçadeira do corpo.
Abraçadeira de mangueira fornecida
(acessórios)
Instale com as extremidades voltadas para cima
Tubo de vinilo não
fornecido
Isolamento térmico da mangueira de drenagem fornecido
(acessórios)
CUIDADO
Tem de ficar totalmente encostado ao corpo do aparelho, sem folgas.
Mangueira de
drenagem fornecida
(acessórios)
5. INSTALAÇÃO DOS TUBOS DE DRENAGEM
Isolamento térmico
fornecido (acessórios)
ATENÇÃO
Não insira a tubagem de drenagem no colector de esgotos onde existe gás sulfuroso.
(Pode ocorrer erosão do permutador de calor.)
Isole as peças devidamente para evitar que pingue água das peças de ligação.
Verifique se a drenagem está a decorrer correctamente após a instalação, utilizando a
parte visível da porta de drenagem transparente e a saída final do tubo de drenagem
do corpo do aparelho.
CUIDADO
Não utilize cola na porta de drenagem do corpo do aparelho. (Utilize a mangueira de
drenagem fornecida e ligue o tubo de drenagem.)
(a) Vista superior
VP25
• Instale o tubo de drenagem com gradiente descendente (de 1/100 a 1/50) e de forma
que não ocorram subidas ou retenções no tubo. Uma drenagem irregular provocada
pelo fluxo de água acumulada no tubo pode dar origem a uma obstrução do dreno.
• Utilize um tubo rígido de policloreto de vinilo comum (VP25) [diâmetro exterior de 32 mm].
• Se o tubo for demasiado comprido, instale suportes.
• Não efectue o vazamento de ar. A drenagem
poderá ser ejectada para fora.
• Se for impossível obter um gradiente suficien- Tubo de
drenagem
te para o tubo, eleve o dreno.
Peças de suspensão
(b) Vista lateral
Área de aplicação da cola
35 mm
Abraçadeira de mangueira
Tamanho do tubo
VP25 (D.E. 32mm)
5 a 10 mm
Linha do manómetro
1,5 a 2 m
4 mm ou menos
20 mm
(c) Vista superior
(d) Vista da abertura da mangueira
Enrole o isolamento térmico fornecido
em volta da abraçadeira de mangueira
O alinhamento deve
ficar na parte superior
Mangueira de drenagem (acessórios)
VP25 (D.E. 32mm)
Gradiente descendente 1/100 a 1/50
PROIBIDO:
Verifique se não tem folga
A mangueira de drenagem não é utilizada
Elevação
Retenção
Vazamento de ar
Quando elevar o dreno:
• A altura entre o tubo inclinado e o tecto deve ser inferior a 850 mm. Uma elevação de
dimensão superior à indicada provocará fugas.
• Eleve verticalmente o tubo na posição de 300 mm ou menos da unidade.
Gradiente descen300 mm ou menos
dente 1/100 a 1/50
Instalação local
VP25 (D.E. 32 mm)
NOTA: verifique a drenagem
Deite cerca de 1 litro de água
a partir da posição indicada no
diagrama ou a partir da saída
de fluxo de ar para a bandeja
de condensação. Verifique se
existem situações anómalas,
tais como ruídos estranhos,
e se a bomba de drenagem
funciona normalmente.
850 mm ou menos
Gradiente horizontal ou ascendente
Mangueira de drenagem (acessórios)
850 mm ou menos
VP25 (D.E. 38 mm) ou mais Gradiente descendente 1/100 a 1/50
Pt-5
9371022628_IM_L10_AUXN009GLAH.indb 5
2018/6/6 14:35:04
6. INSTALAÇÃO ELÉCTRICA
ATENÇÃO
As operações eléctricas têm de ser realizadas de acordo com este manual por um
técnico certificado nos termos dos regulamentos nacionais ou regionais. Deve utilizarse um circuito dedicado para a unidade.
Um circuito de alimentação insuficiente ou trabalhos eléctricos realizados incorrectamente podem provocar acidentes graves, tais como choque eléctrico ou incêndio.
Antes de iniciar os trabalhos, deve ser verificado se todas as unidades não estão a
receber corrente eléctrica.
Para as ligações eléctricas, deve ser utilizado o tipo de cabos especificado, ligados com
firmeza, garantindo que não são exercidas forças externas dos cabos sobre as ligações
dos terminais.
Cabos incorrectamente ligados ou seguros podem provocar acidentes graves, tais
como sobreaquecimento dos terminais, choque eléctrico ou incêndio.
A tampa da caixa eléctrica deve ser devidamente instalada na unidade.
Se a tampa da caixa eléctrica estiver mal instalada, pode provocar acidentes graves,
tais como choque eléctrico ou incêndio por exposição a pó ou água.
Instale buchas em todos os orifícios que efectuar nas paredes para a cablagem. Caso
contrário, poderá ocorrer um curto-circuito.
Utilize os cabos de ligação e os cabos de alimentação fornecidos ou os especificados
pelo fabricante. Ligações incorrectas, isolamento insuficiente ou excesso de corrente
permitida podem provocar choque eléctrico ou incêndio.
Não altere os cabos de alimentação, não utilize cabos de extensão nem utilize
quaisquer derivações nas cablagens. Ligações incorrectas, isolamento insuficiente ou
excesso de corrente permitida podem provocar choque eléctrico ou incêndio.
A. Requisitos do disjuntor
Modelo
MCA
AUXN009GLAH
0,24 A
AUXN012GLAH
0,24 A
AUXN014GLAH
0,24 A
O revestimento exterior do cabo de ligação deve ser sempre apertado com o aperta-cabo. (Se o isolante estiver gasto, poderá ocorrer uma descarga eléctrica.)
Instale um disjuntor de fuga à terra. Além disso, instale o disjuntor de fuga à terra de
forma a que toda a fonte de alimentação principal de corrente alterna seja cortada ao
mesmo tempo. Caso contrário, poderá ocorrer choque eléctrico ou incêndio.
Ligue sempre o cabo de terra.
Uma ligação à terra incorrecta pode provocar choques eléctricos.
Instale os cabos do controlo remoto de forma a não lhes tocar directamente com a mão.
As ligações eléctricas devem ser realizadas de acordo com as normas, para que o
aparelho de ar condicionado possa ser utilizado de forma eficaz e segura.
Ligue o cabo de ligação firmemente à placa de terminais. Uma instalação deficiente
pode provocar um incêndio.
Se o cabo de alimentação estiver danificado, tem de ser substituído pelo respectivo
fabricante, centro de assistência ou técnico qualificado para evitar um acidente.
20 A
Quando efectuar a ligação eléctrica cruzada, faça-o de forma a que o total da MCA das
unidades de derivação de refrigerante e das unidades interiores ligadas não exceda
os 15 A. Para saber qual a MCA da unidade de derivação de refrigerante, consulte o
respectivo manual de instalação.
Se a capacidade das unidades de derivação de refrigerante e das unidades interiores
ligadas exceder o limite superior, adicione disjuntores ou utilize um disjuntor com mais
capacidade.
B. Requisitos do disjuntor de fuga à terra
Número máximo de *1: Tipo de bomba de calor: unidades
interiores, Tipo de recuperador de
“unidades interiocalor: unidades interiores e unidares” ou “unidades
Capacidade do
des de derivação de refrigerante.
interiores + unidades
disjuntor
de derivação de refri- *2: Se não for fornecido um disjuntor com capacidade de 100 mA,
gerante” que podem
divida a quantidade de unidades
ser ligadas (*1)
interiores em pequenos grupos de
30 mA, 0,1 s ou menos
44 ou menos
9 unidades ou menos e disponibilize um disjuntor com a capacida100 mA, 0,1 s ou menos
45 a 148 (*2)
de de 30 mA para cada grupo.
6.1.1 Especificações dos cabos
Faça corresponder os números do bloco de terminais e as cores dos cabos de ligação
com os da unidade exterior (ou da unidade de derivação de refrigerante). Uma ligação
incorrecta dos fios pode queimar componentes eléctricos.
Ligue devidamente os cabos de ligação à placa de terminais. Além disso, prenda os
cabos com fixadores. Ligações incorrectas, tanto na cablagem como nas extremidades
da mesma, podem causar uma avaria, choque eléctrico ou incêndio.
• MCA: Ampacidade Mínima do Circuito
• MFA: Ampacidade Máxima do Fusível
MFA
Tamanho recomendado para o
cabo (mm²)
Cabo de alimentação
Cabo de transmissão
Cabo do controlo
remoto (tipo de
2 fios)
Tipo de cabo
Observações
2,5
Tipo 245 IEC57
ou equivalente
0,33
22 AWG NÍVEL 4 (NEMA)
2 núcleos não polarizaCabo compatível
dos, núcleo maciço de par
LONWORKS®
entrelaçado com diâmetro de
0,65 mm
Cabo revestido
com PVC *1
0,33 a 1,25
2 cabos + terra
2 núcleos não polarizados,
par entrelaçado
*1: Utilize um cabo blindado de acordo com as normas locais para cabos de controlo
remoto.
6.2. Método de instalação eléctrica
Unidade exterior ou unidade de derivação de refrigerante *1
Transmissão
CUIDADO
A unidade deve ser ligada à terra.
Não ligue o cabo de terra a um tubo de gás, a um tubo de água, a um pára-raios ou a
um cabo de terra telefónico.
Uma ligação à terra incorrecta pode provocar choque eléctrico.
Não ligue os cabos de alimentação aos terminais do controlo remoto ou de transmissão; caso contrário, danificará o equipamento.
Nunca junte o cabo de alimentação, o cabo de transmissão e o cabo do controlo
remoto. Separe estes cabos cerca de 50 mm ou mais. A junção destes cabos impedirá
o correcto funcionamento ou provocará avarias.
Ao manusear a placa de circuito impresso, a electricidade estática acumulada no corpo
pode provocar uma avaria da mesma. Observe as seguintes precauções:
• Estabeleça uma ligação à terra para as unidades interior e exterior e para os dispositivos periféricos.
• Corte a corrente (disjuntor).
• Toque na parte metálica das unidades interiores durante mais de 10 segundos para
descarregar a electricidade estática acumulada no corpo.
• Não toque nos terminais das peças e nos padrões da placa de circuito impresso
(PCB).
6.1. Requisitos eléctricos
• Seleccione o tipo e o tamanho do cabo de
Tensão nominal
230 V
alimentação de acordo com as respectivas normas locais e nacionais.
Gama de fun198 a 264 V (50 Hz)
• As especificações relativas ao cabo de
198 a 253 V (60 Hz)
cionamento
corrente local e às ramificações estão em
conformidade com o código local
• Comprimento máx. do fio: defina um comprimento que permita uma queda de tensão
inferior a 2%. Quando o comprimento do fio é longo, deve aumentar-se o respectivo
diâmetro.
Unidade interior
Transmissão
Fonte de alimentação *2
Controloremoto
Disjuntor
Fonte de alimentação
Unidade interior
*2
*2
Disjuntor
*3
Controlo remoto
(Principal)
Unidade interior
Disjuntor
*3
Controlo remoto
(Secundário)
*3
Controlo remoto
*1: Quando ligar a unidade ao sistema de recuperação de calor, consulte o manual de
instalação da unidade de derivação de refrigerante.
*2: Se o controlo remoto possuir um cabo de ligação à terra, ligue-o.
*3: O controlo remoto do tipo de 3 fios não é utilizado.
(Ligação eléctrica cruzada da fonte de alimentação)
Unidade interior
Unidade interior
Fonte de alimentação
Caixa de
junção
Disjuntor
Fonte de alimentação
Unidade interior
Fonte de alimentação
Caixa de junção
Fonte de alimentação
Deve ser instalado um disjuntor em cada sistema refrigerante. Não utilize um disjuntor
num sistema refrigerante diferente.
Consulte a tabela para conhecer as especificações do disjuntor para cada condição de
instalação. Efectue a ligação eléctrica cruzada dentro dos limites do mesmo sistema
refrigerante. Depois de efectuada a ligação eléctrica cruzada, efectue uma ligação para
as unidades interiores que cumpra as condições A e B indicadas em seguida.
Pt-6
9371022628_IM_L10_AUXN009GLAH.indb 6
2018/6/6 14:35:04
6.3.2 Cabo de transmissão e do controlo remoto
6.3. Ligação eléctrica da unidade
Cabo de transmissão
• Antes de ligar o cabo ao bloco de terminais.
Cabo do controlo remoto
30 mm
6.3.1 Cabo de alimentação
Cabo
blindado
(sem película)
20 mm
Cabo de ligação
à terra
30 mm
30 mm
45 mm
• Ligue os cabos de transmissão e do controlo remoto conforme ilustra a Fig. C.
Fig. C
A. Para cabos de núcleo maciço
(1) Para ligar o terminal eléctrico, siga o diagrama apresentado e faça a ligação depois
de o dobrar em gancho na extremidade do cabo.
(2) Utilize os cabos especificados, ligue-os com firmeza e aperte-os de forma a não
exercer tensão sobre os terminais.
(3) Utilize uma chave de fendas apropriada para apertar os parafusos dos terminais.
Não utilize uma chave de fendas demasiado pequena, pois pode danificar a cabeça
dos parafusos e impedir que estes fiquem devidamente apertados.
(4) Os parafusos dos terminais não devem ser demasiadamente apertados pois podem
quebrar-se.
(5) Consulte a tabela relativa aos binários de aperto dos parafusos dos terminais.
(6) Não prenda 2 cabos de alimentação com 1 único parafuso.
Descarne 25 mm
Em gancho
PROIBIDO
CORRECTO
Diâmetro diferente
Ligados num lado
ATENÇÃO
Aperte os parafusos dos terminais de acordo com os momentos de aperto especificados; caso contrário, pode ocorrer um sobreaquecimento com probabilidades de causar
danos graves no interior da unidade.
Binário de aperto
Parafuso com
anilha especial
Cabo
Parafuso com
anilha especial
Extremidade do cabo
(em gancho)
Extremidade do
cabo (em gancho)
Bloco de terminais
Cabo
Não devem ser utilizadas ramificações. Se o fizer, poderá provocar choque eléctrico ou
incêndio.
Parafuso M3 (Transmissão/X1, X2)
(Controlo remoto/Y1, Y2, Y3)
0,5 a 0,6 N·m
(5 a 6 kgf·cm)
CUIDADO
Para retirar a película do cabo revestido, utilize uma ferramenta própria que não danifique o cabo condutor.
Ao colocar um parafuso no bloco de terminais, não aperte o parafuso em demasia, para
não cortar o cabo. Por outro lado, um parafuso mal apertado pode não fazer contacto, o
que provocará uma falha na comunicação.
6.4. Ligação da cablagem
ATENÇÃO
Quando utilizar cabos de núcleo maciço, não utilize o terminal redondo. Se utilizar
cabos de núcleo maciço com o terminal redondo, a soldadura por pressão do terminal
redondo pode não funcionar correctamente e provocar o aquecimento anormal dos
cabos.
(1) Retire a tampa da caixa de controlo e a tampa da cablagem desapertando os
parafusos.
B. Para ligação de fio maleável
(1) Utilize terminais redondos com mangas isoladoras, conforme o ilustrado na figura,
para ligação ao bloco de terminais.
(2) Engate firmemente os terminais redondos nos cabos utilizando uma ferramenta
apropriada para que os cabos não fiquem soltos.
(3) Utilize os cabos especificados, ligue-os com firmeza e aperte-os de forma a não
exercer tensão sobre os terminais.
(4) Utilize uma chave de fendas apropriada para apertar os parafusos dos terminais.
Não utilize uma chave de fendas demasiado pequena, pois pode danificar a cabeça
dos parafusos e impedir que estes fiquem devidamente apertados.
(5) Os parafusos dos terminais não devem ser demasiadamente apertados pois podem
quebrar-se.
(6) Consulte a tabela relativa aos binários de aperto dos parafusos dos terminais.
(7) Não prenda 2 cabos de alimentação com 1 único parafuso.
Terminal redondo
Descarne 10 mm
Manga
Parafuso com
anilha especial
Parafuso com
anilha especial
Cabo
Terminal redondo
Porta das ligações
eléctricas (para o cabo
de alimentação)
Porta
das ligações eléctricas
(para o cabo de
transmissão e o cabo
do controlo remoto)
Tampa da cablagem
Tampa da caixa de controlo
(2) Passe cada cabo através dos orifícios ou ranhuras da caixa e ligue os fios.
(3) Depois de as ligações eléctricas estarem concluídas, prenda os cabos com os
aperta-cabos.
L
N
Terra
Terminal redondo
Bloco de terminais
Aperta-cabo
Cabo
ATENÇÃO
Utilize terminais redondos e aperte os parafusos dos terminais de acordo com os
momentos de aperto especificados; caso contrário, pode ocorrer um sobreaquecimento
com probabilidades de causar danos graves no interior da unidade.
Número do terminal
Binário de aperto
Parafuso M3.5 (Fonte de alimentação/L, N, Terra)
1,2 a 1,8 N·m (12 a 18 kgf·cm)
Cabo de alimentação
Pt-7
9371022628_IM_L10_AUXN009GLAH.indb 7
2018/6/6 14:35:04
X1, X2: Cabo de transmissão
6.5.2 Métodos de ligação
Modificação do fio para fio da
entrada/saída externa
IMPORTANTE:
Certifique-se de que isola a ligação dos fios.
(1) Retire o isolamento do fio preso ao
conector do kit de fios.
(2) Retire o isolamento do cabo fornecido. Utilize um conector isolado do
tipo encastrado para ligar o cabo
fornecido no local ao kit de fios.
(3) Ligue o fio com fio de ligação com
solda.
Cortar
Abraçadeira de fivela (acessórios)
Não
fornecido
Conector do kit de
fios (peças opcionais)
Solde e isole as peças ligadas.
Terminais de ligação e instalação eléctrica
Y1, Y2: Cabo do controlo remoto
(não utilizar o Y3.)
Na figura seguinte, estão ligados todos os conectores possíveis para descrição.
Na instalação real, não é possível ligar todos os conectores em simultâneo.
Ganchos para cabo
1
CNA01 CNA03
CNA02
2
3
CNB01
CNA04
CN65
Aperta-cabo
(4) Volte a colocar a Tampa
da caixa de controlo e
a Tampa da cablagem.
Aperte firmemente os
parafusos.
6.6. Entrada externa e saída externa (Peças opcionais)
6.6.1 Entrada externa
Cubra a porta das ligações
eléctricas e a porta de ligação
do controlo remoto com
betume ou isolamento térmico
para evitar que entrem insectos ou pó na unidade.
CUIDADO
Não junte o cabo do controlo remoto, nem o ligue em paralelo, com o fio de ligação
da unidade interior (para a unidade exterior) e o cabo de alimentação. Se o fizer, pode
provocar um funcionamento incorrecto.
● Terminal de aplicação de tensão ([CNA01], [CNA03])
CN65
PCB do controlador
SET 2
CNA02
CNA04
ACESA
DESACTIVADO
Comutador
DIP (SET 2)
SW1 SW3
SW2 SW4
Nome
CNA01
CNA03
CNA02
CNA04
Comutador DIP SET 2 (SW2)
Aplicação
Terminal de aplicação de
Para a entrada externa
tensão
Terminal de contacto seco
Alternar o tipo de sinal de
entrada
CNB01
Terminal de saída
Para a saída externa
CN65
Para um dos seguintes.
• Conversor MODBUS® (*1)
• Adaptador LAN sem fios (*1)
*1: Para obter mais informações, consulte o respectivo manual de instalação.
Quando é necessária uma fonte de alimentação para o dispositivo de entrada que pretende ligar, utilize o terminal de aplicação de tensão ([CNA01], [CNA03]).
Dispositivo
Dispositivo
de entrada 2 de entrada 1
CNB01
Dispositivo
de entrada 3
6.5.1 Posição do conector e do comutador DIP
CNA03
Selecção da entrada
Utilize um destes tipos de terminal de acordo com a aplicação. (Não é possível utilizar
ambos os tipos de terminal em simultâneo.)
6.5. Ligação de peças opcionais
CNA01
• É possível activar o modoFuncionamento/Parar da unidade interior, ou efectuar uma
Paragem de emergência ou Paragem forçada, utilizando o terminal CNA01 ou CNA02
da placa de circuito impresso (PCB) da unidade interior.
• É possível seleccionar o modo “Funcionamento/Parar”, o modo “Paragem de emergência” ou o modo “Paragem forçada” com a definição de função da unidade interior.
• É possível efectuar uma Desactivação forçada do termóstato na unidade interior
utilizando o terminal CNA03 ou CNA04 da placa de circuito impresso (PCB) da unidade
interior.
• Deve ser usado um cabo de par entrelaçado (22 AWG). O comprimento máximo do
cabo é de 150 m.
• Utilize uma entrada externa e um cabo de saída com uma dimensão externa adequada,
de acordo com o número de cabos a instalar.
• A ligação eléctrica deve estar separada da linha do cabo de alimentação.
Fonte de alimenta*1
ção CC de 12 a 24 V
P.C.B
Resistência
de carga
CNA01
*a
*b
Resistência
de carga
*a
Resistência
de carga
CNA03
*a
Unidade ligada
*1: Mude a fonte de alimentação de 12 para 24 V CC. Selecione uma fonte de alimentação
com um amplo excedente para a carga ligada.
Não empregue uma tensão superior a 24 V nos pinos 1-2 e 1-3.
*a: A corrente permitida é de 5 mA a 10 mA CC. (Recomendada: 5 mA CC)
Providencie uma resistência de carga que mude a corrente para 10 mA CC ou
menos.
Seleccione contactos com corrente muito baixa (utilizáveis a 12 V CC, 1 mA CC ou
menos).
*b: A polaridade é [+] para o pino 1 e [-] para os pinos 2 e 3. Efectue a ligação correctamente.
Pt-8
9371022628_IM_L10_AUXN009GLAH.indb 8
2018/6/6 14:35:04
Quando efectuar a ligação a terminais de aplicação de tensão de várias unidades interiores com uma unidade ligada, faça uma derivação fora da unidade interior utilizando uma
caixa de junção, ou outra, tal como apresentado no exemplo seguinte.
Dispositivo
de entrada 2
CNA01
P.C.B
Resistência
de carga
CNA01
P.C.B
Unidade ligada
CNA01
Unidade interior Unidade interior Unidade interior
Dispositivo
de entrada 1
P.C.B
Resistência
de carga
● Terminal de contacto seco ([CNA02], [CNA04])
Quando não é necessária uma fonte de alimentação para o dispositivo de entrada que
pretende ligar, utilize o terminal de contacto seco ([CNA02], [CNA04]).
P.C.B
Sinal de entrada
Terra
DESACTIVADO → ACTIVADO
Funcionamento
Ch2
DESACTIVADO → ACTIVADO
Paragem
* O último comando tem prioridade.
* As unidades interiores do mesmo grupo de controlo remoto funcionam do mesmo modo.
● Quando a definição de função é o modo “Paragem de emergência”.
[No caso de entrada “Pico”]
Conector
Sinal de entrada
Ch1 de CNA01 ou CNA02
ACTIVADO → DESACTIVADO Normal
[No caso de entrada “Impulso”]
Conector
Sinal de entrada
CNA01 ou CNA02
Unidade ligada
*c: Seleccione contactos com corrente muito baixa (utilizáveis a 12 V CC, 1 mA CC ou menos).
*d: A cablagem é diferente dos terminais de aplicação de tensão. Seja suficientemente
cuidadoso quando efectuar as ligações eléctricas.
Fonte de alimentação para o relé
CNA02
P.C.B
K5
CNA02
P.C.B
K3
Dispositivo de entrada 1
K6
CNA02
Dispositivo de entrada 2
Unidade interior
K4
Unidade interior
P.C.B
Unidade interior
Quando efectuar a ligação a terminais de contacto seco de várias unidades interiores
com uma unidade ligada, isole cada unidade interior com relé, etc., tal como apresentado
no exemplo seguinte.
K2
K1 - K6: Relé
(Dispositivo para corrente CC)
NOTA:
Se a ligação for efectuada directamente a várias unidades interiores, provocará uma avaria.
DESACTIVADO → ACTIVADO Paragem de emergência
Ch2
DESACTIVADO → ACTIVADO Normal
* Todas as unidades interiores do mesmo sistema refrigerante param quando a Paragem
de emergência é activada.
● Quando a definição de função é o modo “Paragem forçada”.
[No caso de entrada “Pico”]
Sinal de entrada
Ch1 de CNA01 ou CNA02
Comutador DIP [Conjunto 2
SW2]
DESACTIVADO (Definição de
fábrica)
ACESA
Tipo do sinal de
entrada
CNA01 ou CNA02
DESACTIVADO → ACTIVADO Normal
• Método de selecção de funções
É possível seleccionar o modo “Funcionamento/Parar”, o modo “Paragem de emergência”
ou o modo “Paragem forçada” com a definição de função da unidade interior.
● Função de desactivação forçada do termóstato
[Apenas entrada “Pico”]
Conector
Sinal de entrada
Ch3 de CNA03 ou CNA04
Comando
Desactivação do terDESACTIVADO → ACTIVADO
móstato
ACTIVADO → DESACTIVADO Normal
6.6.2 Saída externa
• Deve ser usado um cabo de par entrelaçado (22 AWG). O comprimento máximo do
cabo é de 25m.
• Utilize uma entrada externa e um cabo de saída com uma dimensão externa adequada,
de acordo com o número de cabos a instalar.
• Tensão de saída: Alta CC 12V±2V, Baixa 0 V.
• Corrente permitida: 50mA
Selecção de saída
● Quando o indicador, e outros, estiverem ligados directamente
P.C.B
Indicador
de funcionamento
Indicador
de erro
CNB
01
Indicador do estado
da ventoinha da unidade interior
P.C.B
A extensão do impulso deve
ser superior a 200 mseg.
Dispositivo
ligado 1
Pico
Dispositivo
ligado 2
Impulso
Dispositivo
ligado 3
Unidade ligada
Sinal de entrada
Ch2
* Quando a paragem forçada é disparada, a unidade interior pára de funcionar e não é
possível efectuar a operação Funcionamento/Parar com um controlo remoto.
* Quando a função de paragem forçada é utilizada com a formação de um grupo de controlo remoto, ligue o mesmo equipamento a cada unidade interior existente no grupo.
Impulso
[No caso de entrada “Pico”]
Conector
Comando
DESACTIVADO → ACTIVADO Paragem forçada
● Quando ligar a uma unidade equipada com uma fonte de alimentação
● Quando a função está definida para o modo “Funcionamento/Parar”.
Ch1 de CNA01 ou CNA02
Sinal de entrada
Ch1
Unidade ligada
Pico
É possível seleccionar o tipo do sinal de entrada.
É alternado pelo comutador DIP da placa de circuito
impresso (PCB) da unidade interior.
Comando
DESACTIVADO → ACTIVADO Paragem forçada
ACTIVADO → DESACTIVADO Normal
Desempenho do funcionamento
● Tipo do sinal de entrada
Comando
Ch1
Conector
CNA04
K1
Comando
DESACTIVADO → ACTIVADO Paragem de emergência
[No caso de entrada “Impulso”]
*d
*c
Ch 3
Comando
Ch1
Conector
CNA02
*c
Ch 2
Conector
CNA01 ou CNA02
Fonte de alimentação CC de 12 a 24 V
*c
Ch 1
[No caso de entrada “Impulso”]
CNB
01
Relé (não fornecido)
Comando
DESACTIVADO → ACTIVADO Funcionamento
ACTIVADO → DESACTIVADO Paragem
Pt-9
9371022628_IM_L10_AUXN009GLAH.indb 9
2018/6/6 14:35:04
Table A
Desempenho do funcionamento
Conector
CNB01
Tensão de saída
0V
Saída externa 1
Pinos 1-2
CC 12 V
Saída externa 2
Pinos 1-3
CC 12 V
0V
0V
Saída externa 3
Pinos 1-4
CC 12 V
Estado
Definição do comutador rotativo
REF AD SW
Circuito refrigerante
× 10
×1
0
0
0
1
0
1
2
0
2
3
0
3
4
0
4
5
0
5
6
0
6
7
0
7
8
0
8
9
0
9
10
1
0
11
1
1
12
1
2
⁞
⁞
⁞
99
9
9
Endereço
Paragem
Funcionamento
Normal
Erro
Paragem da ventoinha da
unidade interior
Funcionamento da ventoinha da
unidade interior
7. DEFINIÇÃO DE CAMPO
Existem 3 métodos para a definição de endereço através da DEFINIÇÃO DE CAMPO.
Efectue a definição através de qualquer um dos métodos.
Cada um dos métodos de definição é descrito nos pontos (1) a (3) seguintes.
(1) Definições IU AD, REF AD
SW:
Esta secção (7.1 Definição do endereço)
(2) Definições do controlo
remoto:
Consulte o manual do controlo remoto com ou sem
fios para obter informações detalhadas de definições.
(Definir IU AD, REF AD SW para 0)
(3) Definições automáticas do
endereço:
Consulte o manual da unidade exterior para obter
informações detalhadas de definições. (Definir IU AD,
REF AD SW para 0)
Unidade interior
0
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
⁞
63
Não defina o endereço da unidade interior (IU AD SW) para um valor entre 64 e 99.
Se o fizer, pode provocar uma falha.
7.2. Definição do código personalizado
• A selecção do código personalizado evita confundir unidades interiores. (figura seguinte)
(Podem ser definidos até 4 códigos.)
• Efectue a definição tanto para a unidade interior como para o controlo remoto.
7.1. Definição do endereço
Alteração do código
Confusão
A
Unidade interior
CUIDADO
Deve ser utilizada uma chave de fendas isolada para configurar os comutadores DIP.
• Abra a tampa consultando a figura seguinte. Feche e prenda a tampa depois de definir
o endereço.
Para o endereço Para o endereço do
da unidade interior circuito refrigerante
(1) Desaperte o parafuso.
IU AD
REF AD
RC AD
Definição do comutador rotativo
IU AD SW
× 10
×1
0
0
0
1
0
2
0
3
0
4
0
5
0
6
0
7
0
8
0
9
1
0
1
1
1
2
⁞
⁞
6
3
Endereço
Controlo
remoto
A
• Definição do código personalizado
para a unidade interior
Defina o comutador DIP SET3 SW1, 2, consultando
a figura e a tabela seguintes.
×1
×10
C
D
B
C
D
IU AD
×10
REF AD
×1
SET3
×10
B
×10
RC AD
×1
SET4
×1
Comutador DIP “SET3”
SET3
SET4
Código personalizado
Comutador DIP “SET3”
ACTIVADO
(2) Faça deslizar a tampa e abra-a.
APAGADA
7.1.1 Endereço da unidade interior
• Comutador rotativo (IU AD × 1)... Definição de fábrica “0”
• Comutador rotativo (IU AD × 10)... Definição de fábrica “0”
Quando ligar várias unidades interiores a 1 sistema refrigerante, defina o endereço em IU
AD SW conforme indica a Table A.
SW SW SW SW
1 2 3 4
Comutador
DIP SET3
A (Definição de
fábrica)
B
C
D
SW1
DESACTIVADO
ACESA
APAGADA
ACESA
SW2
DESACTIVADO
APAGADA
ACESA
ACESA
7.1.2 Endereço do circuito refrigerante
• Comutador rotativo (IU AD × 1)... Definição de fábrica “0”
• Comutador rotativo (IU AD × 10)... Definição de fábrica “0”
No caso de vários sistemas refrigerantes, defina REF AD SW conforme indica a Table A
para cada sistema refrigerante.
Defina para o mesmo endereço de circuito refrigerante da unidade exterior.
Definição
Intervalo de
definição
Endereço da unidade interior
0 a 63
Endereço do circuito refrigerante
0 a 99
Tipo de comutador
Exemplo de
definição 2
IU AD × 10
IU AD × 1
REF AD × 10
REF AD × 1
Exemplo de
definição
63
• Se estiver a trabalhar num ambiente que permita a utilização do controlo remoto sem
fios, os endereços podem também ser definidos utilizando o controlo remoto.
• Se definir os endereços utilizando o controlo remoto sem fios, defina o endereço da
unidade interior e o endereço do circuito refrigerante para “00”.
(Para obter informações sobre como efectuar definições utilizando o controlo remoto
sem fios.)
Pt-10
9371022628_IM_L10_AUXN009GLAH.indb 10
2018/6/6 14:35:04
7.3. Definição de função
• A DEFINIÇÃO DE FUNÇÃO pode ser efectuada com o controlo remoto com ou sem
fios. (O controlo remoto é um equipamento opcional.)
• Consulte o manual do controlo remoto com ou sem fios para obter informações detalhadas de definições.
• Consulte “7.1 Definição do endereço” para obter as definições dos endereços da unidade interior e do circuito refrigerante.
• Ligue a unidade interior antes de iniciar a definição.
Tipo de
modo automático
68
01
* Ligar as unidades interiores inicializa a válvula de expansão electrónica (EEV), por isso,
certifique-se de que realizou o teste de estanquicidade dos tubos e o esvaziamento
antes de ligar a corrente.
* Além disso, verifique novamente se não foram cometidos quaisquer erros ao nível das
ligações eléctricas antes de ligar a corrente.
Detalhes das funções
Função
Intervalo do
indicador do
filtro
Acção do
indicador do
filtro
Fluxo de ar
do tecto
Direcção do
fluxo de ar
vertical
Sensor de
disparo de
temperatura
do ar frio
Sensor de
disparo de
temperatura
do ar quente
Reinício
automático
Prevenção
de ar frio
Controlo
externo
Número Número de defini- Predefide função
ção
nição
11
00
Normal
01
Mais longo
02
Mais curto
00
Activar
01
Desactivar
02
Apresentar
apenas no
controlo remoto central
00
Normal
01
Tecto elevado
00
Normal
01
Ajustar
00
Normal
01
Ajustar (1)
02
Ajustar (2)
00
Normal
01
Ajustar (1)
13
20
23
30
31
40
43
02
Ajustar (2)
03
Ajustar (3)
00
Activar
01
Desactivar
00
Super baixo
01
Efectue a
definição
no controlo
remoto
00
Iniciar/Parar
01
Paragem de
emergência
46
02
Destino do
relatório de
erros
47
Paragem
forçada
00
Todos
01
Apresentar
apenas no
controlo remoto central
00
Efectue a
definição
no controlo
remoto
01
Paragem
Definição da
ventoinha com
termóstato de
arrefecimento
DESACTIVADO
49
(Proibido)
60
00
(Proibido)
61
00
(Proibido)
62
00
Detalhes
Ajuste a notificação do intervalo
de limpeza do filtro. Se a notificação for antecipada, altere para a
definição 01. Se a notificação for
tardia, altere para a definição 02.
Active ou desactive o indicador
do filtro. A definição 02 destina-se a ser utilizada com um
controlo remoto central.
Modo automático simples
do ponto de
00
regulação
(convencional)
Alterne entre simples e duplo
(arrefecimento/aquecimento) para
o método de definição do modo
automático.
Para os sistema de bomba de
calor, é necessário definir a unidade interior principal (através do
controlo remoto com fios).
Modo automático duplo
do ponto de
regulação
00 0°C
01 0,5°C
02 1,0°C
Escolha a temperatura mínima
entre as definições de arrefecimento e aquecimento (banda
morta) para o modo automático
duplo do ponto de regulação
(definido no N.º 68).
03 1,5°C
Valor da banda morta
69
04 2,0°C
05 2,5°C
06 3,0°C
07 3,5°C
08 4,0°C
09 4,5°C
8. INSTALAÇÃO DA GRELHA DA CASSETE
• Proceda de acordo com o Manual de Instalação da GRELHA DA CASSETE.
• Não devem existir folgas entre a grelha da cassete e a unidade principal após a instalação da GRELHA DA CASSETE.
9. TESTE DE FUNCIONAMENTO
Regule o fluxo de ar de acordo com
as necessidades do local de instalação. Quando definido para 01,
o fluxo de ar é mais forte. (Apenas
em aparelhos tipo cassete.)
Ajuste a direcção do fluxo de ar
vertical. Todas as abas de direcção do
fluxo de ar são ajustadas em conjunto.
9.1. Efectuar o teste utilizando a unidade exterior (Placa
de circuito impresso)
Consulte o Manual de Instalação da unidade exterior se pretender utilizar a placa de
circuito impresso (PCB) da unidade exterior no teste de funcionamento.
9.2. Efectuar o teste utilizando o controlo remoto
Ajuste a temperatura do sensor de
disparo de ar frio. Para baixar a
temperatura do sensor de disparo,
utilize a definição 01. Para aumentar a temperatura do sensor de
disparo, utilize a definição 02.
• Consulte o Manual de Instalação do controlo remoto para efectuar o teste utilizando o
controlo remoto.
• Quando o teste de funcionamento estiver a ser executado no aparelho de ar condicionado, os indicadores de funcionamento (OPERATION) e do temporizador (TIMER) ficam
intermitentes lentamente e em simultâneo.
Ajuste a temperatura do sensor
de disparo de ar quente. Para baixar 6 ºC a temperatura do sensor
de disparo, utilize a definição 01.
Para baixar 4 ºC a temperatura
do sensor de disparo, utilize a
definição 02. Para aumentar a
temperatura do sensor de disparo,
utilize a definição 03.
Tenha especial atenção na verificação dos itens abaixo indicados quando instalar a(s)
unidade(s) interior(es). Uma vez concluída a instalação, certifique-se de que verifica
novamente os seguintes itens.
Active ou desactive o reinício
automático do sistema após uma
interrupção de corrente eléctrica.
Restrinja o fluxo de ar frio diminuindo o fluxo de ar quando inicia
o funcionamento no modo de
aquecimento. Para que corresponda à ventilação, defina para 01.
Permita que um controlo externo
inicie ou pare o sistema ou que execute uma paragem de emergência.
* Em caso de paragem de emergência a partir de um controlo
externo, todos os sistemas refrigerantes serão desactivados.
* Se for definida uma paragem
forçada, a unidade interior
pára de funcionar pela entrada
para os terminais da entrada
externa e não é possível
Iniciar/Parar a partir de um
controlo remoto.
Altere o destino para comunicação de erros. Os erros podem
ser comunicados em todas
as localizações ou apenas no
controlo remoto central.
10. LISTA DE VERIFICAÇÃO
Itens a verificar
Se incorrectamente realizado
A unidade interior foi correctamente
instalada?
Vibração, ruído, queda da unidade
interior
Foi verificada a existência de fugas de
gás (tubos de refrigerante)?
Não arrefece, não aquece
O trabalho de isolamento térmico foi
concluído?
Fuga de água
A drenagem de água das unidades
interiores faz-se sem dificuldades?
Fuga de água
A tensão eléctrica da fonte de alimentação corresponde à indicada na etiqueta
da unidade interior?
Não funciona, danos por sobreaquecimento ou incêndio
Os fios e os tubos estão todos completamente ligados?
Não funciona, danos por sobreaquecimento ou incêndio
A unidade interior está ligada à terra?
Curto-circuito
O cabo de ligação possui a espessura
indicada?
Não funciona, danos por sobreaquecimento ou incêndio
As entradas e saídas estão desobstruídas?
Não arrefece, não aquece
O aparelho de ar condicionado liga e
desliga através da unidade de controlo
remoto ou dispositivo externo?
Sem funcionamento
Caixa
de
verificação
Uma vez concluída a instalação, o utilizador recebeu instruções de utilização
e manuseamento adequadas?
Quando definida para 01, a ventoinha pára quando o termóstato
está DESACTIVADO no modo
de arrefecimento. É necessário
ligar o controlo remoto com fios
(tipo de 2 fios ou tipo de 3 fios) e
mudar o respectivo termístor.
Pt-11
9371022628_IM_L10_AUXN009GLAH.indb 11
2018/6/6 14:35:04
Visor do controlo remoto com fios
11. CÓDIGOS DE ERRO
Se utilizar um controlo remoto com fios, os códigos de erro serão apresentados no visor
do controlo remoto. Se utilizar um controlo remoto sem fios, os códigos de erros serão
assinalados pela luz do fotodetector através de padrões de intermitência. Consulte os
padrões de intermitência e os códigos de erro na tabela que se segue.
Luz de funcionamento
(verde)
Indicações de erro
Luz do
Luz do filtro
temporizador
(Vermelha)
(laranja)
Código de erro
no controlo
remoto com fios
UTY-RNR*Z* (tipo de 2 fios)
Ícone de erro
Toque em [Página Seguinte] [ou [previous
page] (Página Anterior)] para mudar para
informações de outra unidade interior.
Conteúdos do erro
(1)
(2)
Erro de comunicação do
controlo remoto
(1)
(4)
Erro de comunicação
da rede
(1)
(6)
Erro de comunicação da
unidade periférica
(2)
(6)
Erro de definição do
endereço da unidade
interior
(2)
(9)
Erro do número da
unidade de ligação no
sistema de controlo
remoto com fios
(3)
(1)
Fonte de alimentação
da unidade interior
anormal
(5)
(1)
Erro da placa de circuito
impresso principal da
unidade interior
(3)
(10)
Erro do circuito de comunicação da unidade
interior (controlo remoto
com fios)
(4)
(1)
Erro do termístor da
temperatura ambiente
da unidade interior
(4)
(2)
Erro do termístor
da temperatura do
permutador de calor da
unidade interior
(4)
(4)
Erro do sensor humano
(5)
(1)
Erro do motor 1 da
ventoinha da unidade
interior
(5)
(2)
Erro da bobina (válvula
de expansão) da unidade interior
(5)
(3)
Drenagem de água da
unidade interior anormal
(9)
(15)
Outro tipo de erro da
unidade exterior
(10)
(8)
Circulação de refrigerante fraca
(13)
(1)
Erro da unidade de derivação de refrigerante
Toque em [Estado].
Toque em [Informações de Erros].
Os números de dois dígitos correspondem ao código de erro da tabela anterior.
Para obter mais informações, consulte o manual de instalação do controlo remoto.
Modo de indicação
UTY-RLR* (tipo de 2 fios)
Ícone de erro
Código de erro
Para obter mais informações, consulte o manual de instalação do controlo remoto.
: 0,5 s ACESO / 0,5 s APAGADO
: 0,1 s ACESO / 0,1 s APAGADO
( ) : Número de intermitências
Pt-12
9371022628_IM_L10_AUXN009GLAH.indb 12
2018/6/6 14:35:05
Was this manual useful for you? yes no
Thank you for your participation!

* Your assessment is very important for improving the work of artificial intelligence, which forms the content of this project

Download PDF

advertisement