Combi 4 / Combi 6

Combi 4 / Combi 6

Instruções de utilização

Sempre em veículos!

Combi 4 / Combi 6

1 2

5

6

4

13

10

9

8

12

14

3

7

11

7

1 Unidade de comando

2 Temporizador ZUCB (acessório)

3 Sensor de temperatura ambiente

4 Ligação para água fria

5 Ligação para água quente

6 Ligação para gás

7 Saídas de ar quente

8 Aspiração de ar recirculado

9 Saída dos gases de combustão

10 Entrada de ar de combustão

11 Unidade de comando electrónica

12 Depósito de água (10 litros)

13 Queimador

14 Permutador de calor

15 FrostControl (válvula de segurança/drenagem)

15

Conteudo

Símbolos utilizados ................................................................ 2

Descrição do funcionamento ............................................ 2

Instruções de segurança .................................................... 3

Instruções de utilização importantes .............................. 3

Símbolos utilizados

O símbolo indica potenciais perigos.

Indicação com informações e sugestões.

Instruções de utilização

Unidade de comando ......................................................... 4

Termóstato ambiente ......................................................... 4

FrostControl ......................................................................... 4

Fechar a válvula de drenagem ............................................... 4

Abertura automática da válvula de drenagem ....................... 4

Abertura manual da válvula de drenagem ............................. 4

Colocação em serviço ........................................................ 4

Modo de Verão .................................................................... 5

Modo de Inverno ................................................................. 5

Desligar ................................................................................. 5

LED vermelho “Falha” ........................................................ 5

Enchimento do termoacumulador .................................... 5

Esvaziamento do termoacumulador ................................ 5

Manutenção ......................................................................... 6

Fusíveis ................................................................................. 6

Eliminação ............................................................................ 6

Dados técnicos .................................................................... 6

Instruções de localização de defeitos ............................. 7

Acessórios ............................................................................ 9

Declaração de conformidade .......................................... 10

Declaração de garantia do fabricante Truma ............... 10

Descrição do funcionamento

O aquecedor a gás liquefeito Combi da Truma é um aquecedor a ar quente com termoacumulador de água quente integrado (10 litros de capacidade). O queimador trabalha auxiliado por um ventilador, dessa maneira é garantido um funcionamento perfeito mesmo durante a marcha do veículo.

Com este aquecedor é possível, no modo de Inverno, aquecer o ambiente e ao mesmo tempo aquecer água. No caso de apenas ser necessária água quente, esta pode ser obtida no

modo de Verão.

– No modo de Verão, o aquecimento da água abastecida é efectuado no menor estágio do queimador. O queimador é desligado assim que se atinge a temperatura desejada da

água.

– No modo de Inverno, o aparelho selecciona automaticamente a potência necessária de acordo com a diferença entre a temperatura ajustada na unidade de comando e a temperatura ambiente actual. Com o termoacumulador abastecido, a água será aquecida automaticamente em simultâneo. A temperatura da água depende do modo de operação seleccionado e do rendimento térmico.

A uma temperatura de aprox. 3 °C na válvula automática de segurança/drenagem FrostControl, esta abre-se e dá-se o esvaziamento do termoacumulador.

2

Instruções de segurança

Para a operação de unidades de regulação da pressão do gás, dispositivos ou unidades a gás, é obrigatório utilizar botijas de gás que estejam na posição vertical, das quais o gás seja

retirado da fase gasosa. É proibida a utilização de botijas de gás das quais é retirado gás em estado líquido (por ex. para empilhadoras), visto que conduzem à danificação dos sistemas de gás.

No caso de fugas do sistema de gás ou cheiro a gás:

– apagar todas as chamas desprotegidas abrir portas e janelas fechar todas as válvulas de corte rápido e botijas de gás não fumar não accionar interruptores eléctricos mandar um especialista controlar a instalação completa!

Reparações só devem ser efectuadas por profissionais especializados!

Levam à perda dos direitos de garantia e à exclusão da responsabilidade, sobretudo:

Alterações no aparelho (inclusive acessórios), alterações na tubagem de escape e na chaminé, utilização de peças que não sejam as peças originais Truma como peças de substituição e acessórios, incumprimento das instruções de montagem e de utilização.

Além disso, acarretam a perda da autorização de funcionamento do aparelho e consequentemente, em muitos países, da licença de circulação do veículo.

A pressão de serviço da alimentação de gás de 30 mbar deverá coincidir com a pressão de serviço do aparelho (veja a placa de tipo).

Sistemas de gás liquefeito devem corresponder às determina-

ções técnicas e administrativas do respectivo país em que se utilizam os mesmos (na Europa, por exemplo: EN 1949 para veículos). Directrizes e regulamentos nacionais (na Alemanha, por exemplo: a folha de trabalho DVGW G 607 para veículos) devem ser cumpridos.

Na Alemanha, a inspecção do sistema de gás deverá ser repetida de 2 em 2 anos por um técnico credenciado em gás liquefeito (DVFG, TÜV, DEKRA). Esta deverá ser confirmada no respectivo certificado de controlo (G 607).

O responsável para que o controlo seja efectuado é o proprietário do veículo.

Aparelhos de gás liquefeito não devem ser operados ao abastecer, em prédios de estacionamento, garagens ou ferry-boats.

Durante a colocação em serviço de um aparelho novo de fábrica (ou após um período mais longo de inactividade) poderá ser produzido um pouco de fumo e odores durante um breve período. É conveniente aquecer o aparelho no modo de Verão

(60 °C) várias vezes, tendo sempre o cuidado de providenciar uma boa ventilação do recinto.

Objectos sensíveis ao calor (p. ex. latas de spray) ou líquidos inflamáveis não devem ser guardados no recinto de

montagem do aquecedor, pois aqui, em determinadas circunstâncias, podem ocorrer temperaturas elevadas.

Para sistemas de gás só devem ser utilizados dispositivos reguladores de pressão de acordo com a EN 12864 (em veículos automóveis) com uma pressão de saída constante de

30 mbar. A cota de fluxo de passagem do dispositivo regulador de pressão deverá corresponder, no mínimo, ao consumo máximo de todos os aparelhos montados pelo fabricante da instalação.

Para veículos recomendamos as unidades de regulação da pressão do gás Truma MonoControl CS e para a unidade a gás de duas botijas recomendamos as unidades de regulação da pressão do gás Truma DuoComfort / DuoControl CS.

No caso de temperaturas que rondem os 0 °C e inferiores, a unidade de regulação da pressão do gás ou a válvula de comutação devem ser operadas com o aquecimento regulador

EisEx.

Só devem ser utilizadas mangueiras de conexão do regulador apropriadas para o país determinado, que cumpram os regulamentos do dito país. As mesmas devem ser controladas regularmente quanto à integridade. Para operação no Inverno só devem ser utilizadas mangueiras especiais apropriadas para o

Inverno.

Os reguladores de pressão e tubagens flexíveis têm de ser substituídos por reguladores de pressão e tubagens flexíveis novos no prazo máximo de 10 anos (no caso de aplicação industrial 8 anos) a contar da data de fabrico. A responsabilidade cabe ao operador.

Instruções de utilização importantes

Caso a chaminé seja posicionada nas proximidades ou imediatamente abaixo de uma janela de abrir, o aparelho deverá ser dotado com um dispositivo de desligamento automático que impeça a operação com a janela aberta.

O tubo de escape duplo deverá ser inspeccionado regularmente, especialmente após viagens mais longas, quanto ao seu estado perfeito e à sua boa ligação, tal como a fixação do aparelho e da chaminé.

Após uma crepitação (falha de ignição) mandar inspeccionar as condutas de gás de escape por um técnico!

A chaminé para as condutas de gás de escape e o tubo de admissão de ar de combustão deverão ser sempre mantidos sem sujidades (neve com lama, gelo, folhagem, etc.).

As saídas de ar quente e as aberturas para a aspiração do ar recirculado deverão estar livres, para que não ocorram sobreaquecimentos do aparelho. O limitador de temperatura integrado bloqueia a alimentação de gás quando o aparelho fica demasiado quente.

Para o aquecimento durante a condução, é obrigatório para auto-caravanas um dispositivo de corte de segurança, conforme a directiva 2004/78/CE.

A unidade de regulação da pressão do gás Truma

MonoControl CS cumpre este requisito.

Se nenhum dispositivo de bloqueio de segurança (por ex. conforme contido na unidade de regulação da pressão do gás Truma MonoControl CS) estiver instalado, a garrafa de gás deve permanecer fechada durante a viagem e devem ser colocadas placas de aviso respectivamente no armário de garrafas e nas proximidades da peça de comando.

Para o aquecimento durante a condução em caravanas, recomendamos também, por questões de segurança, o dispositivo de corte.

3

Instruções de utilização

Antes da colocação em funcionamento, ler obrigatoriamente as Instruções de utilização e as “Instruções de

utilização importantes”! O proprietário do veículo é responsável pela utilização correcta do aparelho.

O autocolante amarelo que acompanha o aparelho com os avisos deverá ser aplicado pelo instalador ou pelo proprietário do veículo numa zona em que seja bem visível para todos os utilizadores (p. ex. na porta do guarda-roupa)! Autocolantes em falta poderão ser solicitados à Truma.

Antes da primeira utilização, enxaguar bem toda a tubagem de alimentação de água com água limpa. Quando o aquecedor não está a ser utilizado, esvaziar obrigatoriamente a água em caso de risco de formação de gelo! Não será

dada garantia para danos causados por congelamento!

Os materiais que provém do aparelho, que entram em contacto com a água, são compatíveis com a água potável (ver a declaração do fabricante www.truma.com – Manufacturer

Declaration).

Unidade de comando

(aquecimento e água quente)

FrostControl

(válvula de segurança/drenagem)

O FrostControl é uma válvula de segurança/drenagem sem corrente. Em caso de risco de formação de gelo esvazia automaticamente o termoacumulador através de um bocal de drenagem. Em caso de sobrepressão no sistema, realiza-se automática e faseadamente uma compensação da pressão através da válvula de segurança.

n m k

k = Interruptor giratório na posição “Operação” m = Botão de pressão na posição “fechado” n = Botão de pressão na posição “esvaziar” o = Bocal de drenagem (para fora, passando pelo

o a g, h b

9

5

4

7

3

Combi

5

2

1

3

1

60

°

40

°

60 °

c f d e

a = Botão giratório para temperatura ambiente (1 – 5) b = LED verde acende “Funcionamento”

“Função de arrefecimento” para a redução da

temperatura do aparelho está activa c = Modo de Verão

(Temperatura da água 40 °C ou 60 °C) d = Modo de Inverno

ou com instalação de água esvaziada) e = Modo de Inverno f = Interruptor giratório “Desligado” g = LED amarelo acende “Termoacumulador fase de

aquecimento” h = LED vermelho acende, LED vermelho pisca “Falha”

Fechar a válvula de drenagem

Controlar se o interruptor giratório está em “Operação” (posi-

ção k), isto é, paralelo à ligação da água e encaixado.

Fechar a válvula de drenagem accionando o botão de pressão.

O botão de pressão deverá encaixar na posição (m) “fechado”.

Só a temperaturas acima de aprox. 7 °C na válvula de drenagem é possível fechar a mesma manualmente através do botão de pressão (posição m) e proceder ao enchimento do termoacumulador.

Como acessório a Truma fornece um elemento de aquecimento (Nº de artigo 70070-01), que é encaixado no FrostControl e fixado num suporte. Este elemento de aquecimento aquece o FrostControl a aprox. 10 °C quando o Combi está ligado.

Deste modo é possível encher o termoacumulador após um tempo mais curto, independentemente da temperatura no espaço de montagem.

Os LEDs apenas são visíveis com o aparelho ligado.

Abertura automática da válvula de drenagem

Com temperaturas abaixo de aprox. 3 °C na válvula de drenagem, esta abre automaticamente, o botão de pressão salta para fora (posição n). A água do termoacumulador é evacuada através do bocal de drenagem (o).

Termóstato ambiente

Para a medição da temperatura ambiente encontra-se no veículo um sensor de temperatura ambiente externa (i). A posição do sensor é determinada pelo fabricante do veículo individualmente de acordo com o modelo do veículo. Maiores detalhes podem ser vistos nas instruções de operação do vosso veículo.

Abertura manual da válvula de drenagem

Rodar o interruptor giratório em 180° até encaixar, e o botão de pressão saltar para fora (posição n). A água do termoacumulador é evacuada através do bocal de drenagem (o).

O bocal de drenagem (o) do FrostControl deverá estar sempre limpo de sujidades (neve com lama, gelo, folhagem, etc.), de modo a garantir um escoamento seguro! Não será dada

garantia para danos causados por congelamento!

i

i = Sensor de temperatura ambiente

O ajuste do termóstato na unidade de comando (1 – 5) deverá ser determinado individualmente de acordo com a necessidade de aquecimento e o modelo do veículo. Para uma temperatura ambiente média de aprox. 23 °C recomenda-se um ajuste do termóstato de aprox. 4.

Colocação em serviço

A operação de aquecimento é basicamente possível tanto com água como sem água, sem limitações.

Verificar se a chaminé está desimpedida. Remover sempre eventuais coberturas.

Abrir a botija do gás e a válvula de corte rápido na conduta de gás.

4

Modo de Verão

(apenas termoacumulador)

Colocar o interruptor giratório na unidade de comando na posição (c – Modo de Verão) 40 °C ou 60 °C. O LED verde (b) e o

LED amarelo (g) acendem-se.

Após alcançar a temperatura ajustada da água (40 °C ou 60 °C) o queimador é desligado e o LED amarelo (g) apaga-se.

Evacuar obrigatoriamente a água em caso de risco de formação de gelo!

No caso de não se utilizar o aparelho durante um período mais longo, fechar a válvula de corte rápido na conduta do gás e a botija do gás.

Modo de Inverno

– Aquecimento com temperatura de água controlada

Colocar o interruptor giratório na posição de serviço (e).

Girar o botão rotativo (a) para a posição de termóstato desejada (1 – 5). O LED verde (b) de operação acende e mostra ao mesmo tempo a posição da temperatura ambiente seleccionada. O LED amarelo (g) indica a fase de aquecimento da água.

O aparelho selecciona automaticamente a potência necessária de acordo com a diferença entre a temperatura ajustada na unidade de comando e a temperatura ambiente actual.

Após alcançar a temperatura ambiente ajustada na unidade de comando, o queimador retorna automaticamente para o menor estágio e aquece a água até 60 °C. O LED amarelo (g) apaga-se após a temperatura da água ser atingida.

– Aquecimento sem temperatura de água controlada

Colocar o interruptor giratório na posição de serviço (d).

Girar o botão rotativo (a) para a posição de termóstato desejada (1 – 5). O LED verde (b) de operação acende e mostra ao mesmo tempo a posição da temperatura ambiente seleccionada. O LED amarelo (g – fase de aquecimento da água) acende-se apenas a temperaturas da água abaixo dos 5 °C!

O aparelho selecciona automaticamente a potência necessária de acordo com a diferença entre a temperatura ajustada na unidade de comando e a temperatura ambiente actual.

Depois de atingir a temperatura ambiente ajustada na unidade de comando, o queimador desliga-se. O ventilador de ar quente continua a funcionar a baixas rotações enquanto a temperatura de saída (no aparelho) for superior a 40 °C.

Com o termoacumulador abastecido, a água será aquecida automaticamente em simultâneo. A temperatura da água será então dependente do rendimento térmico dado e do tempo de aquecimento para ser alcançada a temperatura ambiente.

– Aquecimento com instalação de água esvaziada

Colocar o interruptor giratório na posição de serviço (d).

Girar o botão rotativo (a) para a posição de termóstato desejada (1 – 5). O LED verde (b) de operação acende e mostra ao mesmo tempo a posição da temperatura ambiente seleccionada. O LED amarelo (g) acende-se apenas a temperaturas do aparelho abaixo dos 5 °C!

O aparelho selecciona automaticamente a potência necessária de acordo com a diferença entre a temperatura ajustada na unidade de comando e a temperatura ambiente actual.

Depois de atingir a temperatura ambiente ajustada na unidade de comando, o queimador desliga-se. O ventilador de ar quente continua a funcionar a baixas rotações enquanto a temperatura de saída (no aparelho) for superior a 40 °C.

Desligar

Desligar o aquecimento através do interruptor giratório (posi-

ção f). O LED verde (b) apaga-se.

Se o LED verde (b) piscar depois de se desligar o

aparelho, é porque está ainda activa a função de

arrefecimento para permitir baixar a temperatura do aparelho.

Este termina após alguns minutos e o LED verde (b) apaga-se.

LED vermelho “Falha”

No caso de falhas, o LED vermelho (h) acende-se.

Possíveis causas podem ser encontradas nas instruções para localização de falhas.

A reinicialização (reset por falha) ocorre quando se desliga e, quando já nenhum LED pisca na unidade de comando, se volta a ligar o aquecimento.

No caso de se abrir a janela, em que esteja montado um interruptor da janela, o aquecedor interrompe a operação e o LED vermelho (h) pisca. Depois de se fechar a janela o aquecedor retoma o funcionamento.

Enchimento do termoacumulador

Controlar se o interruptor giratório da válvula de drenagem

(FrostControl) está em “Operação”, isto é, paralelo à ligação da água e encaixado.

Fechar a válvula de drenagem accionando o botão de pressão até que este encaixe.

A temperaturas inferiores a aprox. 7 °C no FrostControl ligar primeiro o aquecedor para aquecer o espaço de montagem e o FrostControl. Após alguns minutos, quando a temperatura no FrostControl ultrapassar os 7 °C, torna-se possível fechar a válvula de drenagem.

Ligar a corrente para a bomba de água (interruptor geral ou da bomba).

Abrir as torneiras de água quente na cozinha e na casa de banho (colocar a torneira misturadora ou a alavanca da torneira em “quente”). Deixar as torneiras o tempo suficiente abertas, até que o termoacumulador se encha pressionando o ar para fora e a água corra sem interrupções.

A caldeira do termoacumulador enche-se mesmo no caso de se utilizar apenas a instalação da água fria sem utilizar o termoacumulador. Para evitar danos resultantes da formação de gelo deverá esvaziar-se o termoacumulador através da válvula de drenagem, mesmo que este não tenha sido utilizado.

Ao conectar a um sistema central de abastecimento de

água, utilizar um redutor de pressão que evite o surgimento de pressões superiores 2,8 bar no termoacumulador.

Esvaziamento do termoacumulador

Desligar a corrente para a bomba de água (interruptor geral ou da bomba).

Abrir as torneiras de água quente na cozinha e na casa de banho.

Rodar o interruptor giratório da válvula de drenagem

(FrostControl) em 180° até encaixar e o botão de pressão saltar para fora, abrindo-se a válvula de drenagem.

O termoacumulador é esvaziado agora através da válvula de drenagem, directamente para o exterior. Com a colocação de balde por baixo, controlar se a água é evacuada completamente (10 litros). Não será dada garantia para danos

causados por congelamento!

5

Manutenção

Para os trabalhos de manutenção e de reparação apenas devem ser utilizadas peças originais Truma.

Para efeitos de limpeza, descontaminação e conservação do esquentador recomendamos os cuidados de sistema da Truma. Outros produtos – especialmente produtos com

cloro – não são adequados.

O método químico para combater os microorganismos no aparelho pode ser ainda complementado com o aquecimento regular da água no termoacumulador a 70 °C.

Colocar o interruptor giratório na unidade de comando na posição (c – Modo de Verão) 60 °C. O LED verde (b) e o LED amarelo (g) acendem-se.

Assim que a água no termoacumulador atingir uma temperatura de 60 °C, o queimador desliga-se e o LED amarelo (g) apaga-se. O aparelho deverá ficar ligado no mínimo durante 30 minutos e não pode ser retirada nenhuma água quente. O calor remanescente no permutador de calor aquece a água até aos 70 °C.

Fusíveis

O fusível do aparelho encontra-se por baixo da tampa de ligação no sistema electrónico. Substituir o fusível do aparelho apenas por um fusível igual.

Fusível do aparelho: 10 A – de acção lenta – (T 10 A)

T 10 A

Dados técnicos

(determinados segundo EN 624 e condições de controlo da Truma)

Classe do aparelho

I

3 B/P

segundo a EN 437

Tipo de gás

Gás liquefeito (propano / butano)

Pressão de serviço

30 mbar (veja a placa de tipo)

Capacidade do depósito de água

10 Litros

Tempo de aquecimento de cerca de 15 °C até cerca de 60 °C

Termoacumulador cerca de 20 min. (medido conforme EN 15033)

Aquecedor + termoacumulador aprox. 80 min.

Pressão da bomba

máx. 2,8 bar

Pressão do sistema

máx. 4,5 bar

Potência térmica nominal (níveis de potência automáticos)

Combi 4: 2000 / 4000 W

Combi 6: 2000 / 4000 / 6000 W

Consumo de gás

Combi 4: 160 – 320 g/h

Combi 6: 160 – 480 g/h

Eficiência térmica de prontidão Combi 4 / Combi 6: 5,2 g/h

Débito de ar (sopragem livre sem tubo de ar quente)

Combi 4: com 3 saídas de ar quente máx. 249 m³/h

Combi 6: com 4 saídas de ar quente máx. 287 m³/h

Consumo de corrente a 12 V

Aquecedor + termoacumulador

Combi 4: Momentâneo máx. 5,6 A

(Consumo médio de corrente aprox. 1,1 A)

Combi 6: Momentâneo máx. 5,6 A

(Consumo médio de corrente aprox. 1,3 A)

Aquecimento do termoacumulador máximo 0,4 A

Corrente de repouso aprox. 0,001 A

Elemento de aquecimento – FrostControl (opcional): máx. 0,4 A

Peso (sem água)

Aquecimento com periferia: 14,5 kg

Reservam-se os direitos de alterações técnicas!

Eliminação

O aparelho deverá ser eliminado em conformidade com as normas administrativas do respectivo país em que é utilizado.

As normas e leis nacionais deverão ser respeitadas (na Alemanha estas são, p. ex., o decreto relativo a veículos em fim de vida).

Nos outros países, devem ser observados os regulamentos equivalentes.

Dimensões

450 mm

510 mm

6

Instruções de localização de defeitos

Falha

Nenhum dos LEDs está iluminado, o apelho está ligado e alimentado com tensão de serviço.

Causa Eliminação

– O rearranque automático está bloqueado, p. ex. após uma falha de alimentação eléctrica.

– Reposição (reset por falha) através de desligamento, aguardar 5 segundos e voltar a ligar.

Após ligar (modo de Inverno e de Verão) não se acende nenhum LED.

Após a ligação o LED verde acende porém o aquecedor não funciona.

– Sem tensão de operação.

– Fusível do aparelho ou do veículo com defeito.

– A temperatura ajustada na unidade de comando

é inferior à temperatura ambiente.

Controlar a tensão da bateria 12 V, carregá-la se necessário.

Verificar todas as ligações por ficha.

Verificar fusíveis do aparelho ou do veículo e eventualmente substituir (ver fusíveis).

Ajustar a temperatura ambiente na unidade de comando para uma temperatura mais elevada.

Depois de ligar o aquecimento, o LED verde ilumina-se e

– o LED vermelho pisca a 5 Hz,

– o LED vermelho pisca a 1 Hz, o LED vermelho e amarelo piscam intermitentemente a 1 Hz.

Janela sobre a chaminé aberta (interruptor de janela).

Subtensão.

Tensão da bateria demasiado baixa < 10,0 V.

Subtensão iminente.

Tensão da bateria demasiado baixa < 10,4 V.

– Subtensão iminente durante o aquecimento da água.

Tensão da bateria demasiado baixa < 10,4 V.

– O sistema electrónico está avariado.

Fechar a janela.

Carregar, ou se já estiver desgastada, substituir a bateria.

Carregar a bateria!

Carregar a bateria!

Depois de ligar o aquecedor os LEDs verde e vermelho acendem-se.

O LED vermelho acende-se após aprox. 30 seg. depois do aquecedor ser ligado.

O aquecedor entra em falha após funcionar durante um

tempo mais longo.

O LED verde e vermelho piscam

(a 5 Hz) após o desligamento do aquecimento.

O LED verde pisca (a 5 Hz) após o desligamento do aquecimento.

– Dirija-se ao centro de assistência Truma.

Botija do gás ou válvula de corte rápido na conduta de gás fechada.

Entrada de ar de combustão ou saída de gases de combustão obstruída.

Modo de Verão com depósito de água vazio.

Saída de ar quente obstruída.

Aspiração do ar recirculado bloqueada.

Regulador de pressão do gás congelado.

Teor de butano na botija de gás demasiado elevado.

– O aparelho foi desligado durante uma falha. Função de arrefecimento activa para baixar a temperatura do aparelho.

– Função de arrefecimento activa para baixar a temperatura do aparelho.

– Abrir a conduta de gás e abrir válvulas.

– Controlar a sujidade nas aberturas (neve com lama, gelo, folhagem, etc.) e removê-la, se necessário.

Desligar o aparelho e deixar arrefecer. Encher o termoacumulador com água.

Controlar uma a uma as aberturas de saída.

Remover obstrução na aspiração do ar recirculado.

Utilizar sistema de controlo de aquecimento (EisEx).

Utilizar propano. (especialmente a temperaturas abaixo de 10 °C, o butano não é apropriado para aquecer.)

Função de arrefecimento desliga-se após alguns minutos. Só depois é possível uma reinicialização (reset por falha) desligando e voltando a ligar o aparelho.

Não se trata de uma falha. Função de arrefecimento

desliga-se após aprox. 5 minutos.

7

Instruções de localização de defeitos

Falha Causa Eliminação

Alimentação de água

Depois de se desligar o aquecedor a válvula de drenagem

(FrostControl) abre-se.

A válvula de drenagem

(FrostControl) não se deixa fechar.

Temperatura na válvula de drenagem abaixo de aprox. 3 °C.

Temperatura na válvula de drenagem abaixo de aprox. 7 °C.

O interruptor giratório não está em “Operação“.

– Pressão excessiva da água.

Ligar o aquecimento. A temperaturas abaixo de aprox.

3 °C a válvula de drenagem abre-se automaticamente!

Sem aquecimento, a válvula de drenagem apenas pode ser fechada a temperaturas superiores a aprox. 7 °C!

Utilizar o elemento de aquecimento para o FrostControl.

Ligar o aquecimento. Sem aquecimento a válvula de drenagem apenas pode ser fechada a temperaturas superiores a aprox. 7 °C!

Rodar o interruptor giratório na válvula de drenagem para

“Operação“, e de seguida pressionar o botão de pressão até que este encaixe.

– Controlar a pressão da bomba (máx. 2,8 bar). Ao conectar a um sistema central de abastecimento de água, deverá ser colocado um redutor de pressão, que evita que possam ocorrer pressões superiores 2,8 bar no termoacumulador.

8

Acessórios

Temporizador ZUCB completo com cabo de ligação de 3 m

(N° de artigo 34043-01). Cabo de extensão de 6 m para o temporizador ZUCB (N° de artigo 34301-03).

1

2

3 MODIMIDOFRSASO

Elemento de aquecimento para o FrostControl com cabo de ligação 1,5 m e suporte (N° de artigo 70070-01).

De série, a Truma fornece uma moldura apropriada para todas as unidades de comando e temporizadores na cor cinzento-

ágata. Como acessórios estão ainda disponíveis outras molduras de cobertura nas cores preto, bege, platina ou dourada.

Apropriadas para as unidades de comando ou temporizadores, as partes laterais disponíveis em 8 diferentes cores dão um acabamento óptico agradável.

Favor entrar em contacto com o seu distribuidor especializado para tal.

Clipe alinhador, 1 unidade (N° de artigo 34000-65900).

Para a montagem de várias unidades de comando da Truma lado a lado.

Outros acessórios (sem imagem) para a unidade de comando:

– Cabo de 6 m para a unidade de comando

(N° de artigo 34020-21400)

– Acoplador (N° de artigo 34020-21500)

– Cabo de extensão de 3 m incl. acoplador

(N° de artigo 34301-02)

– Cabo de extensão de 6 m incl. acoplador

(N° de artigo 34301-01)Dimensões

9

Declaração de conformidade

1. Dados mestre do fabricante

Nome: Truma Gerätetechnik GmbH & Co. KG

Morada: Wernher-von-Braun-Str. 12, D-85640 Putzbrunn

2. Identificação do aparelho

Tipo / Versão:

Sistema combinado de aquecimento a GPL / Combi 4 (E),

Combi 6 (E)

3. Cumpre os requisitos das seguintes directivas CE

3.1 Directiva relativa aos aparelhos a gás 90/396/CEE

3.2 Directiva de Baixa Tensão 2006/95/CE

3.3 Directiva relativa aos sistemas de aquecimento 2001/56/CE,

2004/78/CE, 2006/119/CE

(com os aditamentos)

3.5 Compatibilidade Electromagnética 2004/108/CE

3.6 Directiva relativa aos veículos em fim de vida 2000/53/CE

3.7 Directiva relativa à água potável 98/83/CEE e ostenta o número de homologação de tipo e1 03 5020

Combi 4 (E): e1 00 0193, E1 122R–00 0193

Combi 6 (E): e1 00 0194, E1 122R–00 0194 e a marca CE, com o número de identificação de produto

CE-0085BS0085.

4. Base da atestação de conformidade

EN 624, EN 15033; EN 298, 2001/56/CE, 2004/78/CE,

2006/119/CE; 2004/104/CE, 2005/83/CE, 2006/28/CE;

2000/53/CE; 2006/95/CE; 2004/108/CE; EN 60335-1,

EN 60335-2-21; EN 60335-2-30; DIN 2001-2; DVGW W270,

KTW.

5. Organismo de controlo

DVGW, Departamento Federal dos Veículos a Motor

6. Dados referentes às funções do signatário

Assinatura: Dr. Andreas Schmoll

Gerência do Departamento Técnico Putzbrunn, 19.08.2009

10

Declaração de garantia do fabricante

Truma

1. Caso de garantia

O fabricante outorga a garantia por falhas do aparelho atribuiveis a falhas de material ou de acabamento. Além disso, estão as conseguintes reivindicações legais.

O direito de garantia não abrange

– peças de desgaste e casos de desgaste natural,

– na sequência da utilização de peças nos aparelhos que não sejam peças originais Truma,

– no caso de reguladores de pressão, na sequência de danos provocados por substâncias estranhas (por ex . óleos, plastificante) no gás, devido à não observação das instruções de montagem e de utilização da Truma, devido ao manuseamento indevido, devido à embalagem inapropriada para transporte.

2. Conteúdo da garantia

A garantia é válida por falhas descritas no ponto 1 que se produzam no prazo de 24 meses a contar desde a assinatura do contrato de compra entre o vendedor e o utilizador. O fabricante eliminará tais falhas mediante prestação posterior, ou seja, de acordo com o seu critério, através de reparação ou substituição. Caso o fabricante presta a garantia, o prazo de garantia relativamente às peças reparadas ou substituídas nunca iniciar-se-á de novo, mas sim o prazo anterior manterse-á. Ficam excluídos reclamações adicionais e secundárias, especialmente reclamações de indemnizações para danos sofridos do comprador ou de terceiros, ficando a salvo as prescrições da lei por responsabilidade de produtos.

Os gastos do uso da oficina do serviço ao cliente de Truma para eliminar uma das falhas em garantia – especialmente gastos de transporte, caminho, trabalho e materiais – correm por conta do fabricante sempre que o serviço ao cliente se encontre dentro da Alemanha. Os trabalhos de assistência técnica noutros países não estão cobertos pela garantia.

Os gastos acessórios por causa de condições de montagem e desmontagem mais complicadas (por exemplo, desmontagem de móveis ou peças de carroçaria) não podem ser reconhecidos como incluídos na garantia.

3. Alegações em caso de garantia

A morada do fabricante é:

Truma Gerätetechnik GmbH & Co. KG

Wernher-von-Braun-Straße 12; 85640 Putzbrunn, Alemanha

Em caso de anomalias, entre em contacto com o Centro de

Assistência Truma ou com um dos nossos parceiros de assistência autorizados (consulte o folheto de assistência Truma ou viste www.truma.com). Descreva as suas reclamações de forma detalhada, e indique o número de série do dispositivo e a data de compra do mesmo.

Para que o fabricante possa determinar se a situação é abrangida pela garantia, o consumidor final tem, por sua própria conta e risco, de levar ou enviar o dispositivo ao fabricante / parceiro de assistência. Caso existam danos no permutador de calor também deverá ser enviado o regulador de pressão utilizado.

Nos aparelhos de climatização:

Para evitar danos de transporte, o dispositivo só pode ser enviado após consulta do Centro de Assistência Truma Alemanha ou do respectivo parceiro de assistência autorizado. Caso contrário, a responsabilidade de eventuais danos de transporte é da pessoa que enviou o dispositivo.

Em caso de envio para a fábrica, enviar como carga. Em caso de garantia, a fábrica responsabilizar-se-á pelos custos de transporte ou pelos custos de envio e reenvio. Se a falha não estiver coberta pela garantia, o fabricante avisará o cliente e mencionarlhe-á os gastos de reparação não cobertos pelo fabricante; neste caso, os gastos de envio também são por conta do cliente.

Em caso de avarias, na Alemanha dever-se-á contactar sempre o centro de assistência Truma; noutros países estão ao seu dispor os respectivos parceiros de assistência (veja a brochura de assistência ou consulte www.truma.com).

Para o processamento rápido, tenha à mão a informação sobre o tipo de aparelho e o número de fabrico (veja a placa de tipo).

Marcampo

Artigos de Campismo, Lda.

Av. Almirante Gago Coutinho, 56D

P-1700-031 Lisboa Tel. +351 (0)21 848 67 76

Fax +351 (0)21 847 06 99

J.C.L. Andrade, Lda.

Apartado 718, Lugar do Padrao,

E.N. 327 – S. Miguel do Souto

Sta. Maria da Feira Tel. +351 (0)256 80 10 34

P-4524-906 Souto V.F.R. Fax +351 (0)256 80 14 88

Truma Gerätetechnik GmbH & Co. KG

Wernher-von-Braun-Straße 12

85640 Putzbrunn

Deutschland

Service

Telefon +49 (0)89 4617-2142

Telefax +49 (0)89 4617-2159 [email protected]

www.truma.com

Was this manual useful for you? yes no
Thank you for your participation!

* Your assessment is very important for improving the work of artificial intelligence, which forms the content of this project

Download PDF

advertisement