Manual Técnico

Manual Técnico

Distribuidor automático de bebidas modelo

ZAFFIRO 300

Espresso/Instant

ATENÇÃO:

O presente manual de instrução é destinado exclusivamente a pessoal com especialização apropriada.

2

Português

ÍNDICE

1 - INTRODUÇÃO AO MANUAL ................... 4

1.2 Simbologias utilizadas ............................ 4

2 - INFORMAÇÃO GERAL ............................ 4

2.1 Premissa ............................................... 4

2.2 Uso do distribuidor ................................. 5

2.3 Riscos residuais ..................................... 5

2.4 Identificação do distribuidor ..................... 5

2.5 Dados Técnicos ..................................... 5

3 - TRANSPORTE E ARMAZENAMENTO ........ 6

Transporte ............................................. 6

Armazenamento ..................................... 6

4 - SEGURANÇA ......................................... 6

4.1 Normas gerais segurança ....................... 6

4.2 Requisito dos Operadores ....................... 6

4.3 Dispositivos de segurança instalados ......... 7

4.4 Eficiência do controlo de segurança .......... 7

5 - DESCRIÇÃO DOS COMANDOS E

FERRAMENTAS ...................................... 7

5.1 Comandos principais .............................. 7

Interruptor geral (ref. 36, fig. 6) ................ 7

Comandos do painel de teclado

(ref. 3, fig. 1) ........................................ 7

Fase de distribuição ............................... 7

Fase de planeamento .............................. 8

5.2 Comandos Internos ................................. 9

Comandos de serviço (ref. 17, fig. 1) ....... 9

6 - INSTALAÇÃO ....................................... 10

6.1 Lista de Acessórios ............................... 10

6.2 Posicionamento .................................... 11

6.3 Conexão de água ................................ 11

6.4 Conexão eléctrica ................................ 12

6.5 Etiquetas e Adesivos ............................. 12

7 - PROGRAMAÇÃO .................................13

7.1 Estrutura da programação ..................... 15

7.2 Entrar/sair da formalidade de planeamento ....................................... 20

7.3 Alterações e memorização dos parâmetros .......................................... 20

7.4 Descrição do menu .............................. 21

8 - USO DO DISTRIBUIDOR ........................ 34

8.1 Estado do distribuidor ........................... 34

Fora de serviço .................................... 34

Apagado e isolado electricamente .......... 34

Ligado ............................................... 34

Em stand-by ......................................... 34

8.2 Primeiro uso do distribuidor .................... 34

Reabastecendo os recipientes ................. 34

Regulamento do moinho ........................ 35

Pás do distribuidor ............................... 35

Distribuição de copos ........................... 36

Operações para exercício do distribuidor 37

8.3 Desembolso das bebidas ....................... 37

8.4 Mensagens e sinais de situações particulares ......................................... 37

9 - MANUTENÇÃO .................................... 40

9.1 Introdução .......................................... 40

9.2 Limpeza e manutenção .......................... 40

Grupo de café ..................................... 41

Misturador e distribuição ....................... 41

Misturador em espirais e distribuição....... 41

Recipientes dos produtos ....................... 42

Recipiente do açucar ............................ 42

Recipiente café em grãos e moedor de café .............................................. 43

Desembolso ........................................ 43

Braço dispensador ............................... 44

Braço que distribui copos ...................... 44

Depósito dos residuos ........................... 44

Vão interno ......................................... 44

9.3 Substituição -Ventoinha do Misturador...... 44

10- INSTRUÇÕES PARA O TRATAMENTO EM

FIM DE VIDA ÚTIL ................................ 45

11- VARIANTES DA VERSÃO ZAFFIRO 300

INSTANT ............................................. 45

11.1 Variações do equipamento .................... 45

11.2 Variações de operação ......................... 45

11.3 Variações da estrutura de programação ... 45

Português

PARTES PRINCIPAIS

Versão Instant

fig. 1

1

porta frontal

2

mostrador

3

comandos do painel do teclado

4

recuperação de moedas

5

desembolso moedas

6

fechadura

7

fusível

8

misturador em espiral

9

misturador

10

depósito de produtos

11

porta superior

12

recipiente 1

13

recipiente 2

14

recipiente 3

15

recipiente de açucar

16

recipiente de café em grão

(versão Espresso)

17

comandos de serviço

18

cartão CPU/placa electrónica

19

prato de apoio ao moedeiro

20

distribuidor de paletinas

21

tubo de distribuição do açucar

22

porta da distribuição das paletinas

23

braço das paletinas

24

botão de fixar a distribuição

25

distribuidor de açucar e paletinas

26

cartão de protecção

27

moinho (versão Espresso)

28

grupo de café (versão

Espresso)

29

distribuidor de açucar

30

braço de distribuição

31

recolha

32

microinterruptor de segurança

33

recipiente 4 (versão Instant)

34

misturador (versão Instant)

35

tomada elétrica

36

interruptor geral

37

fractura de ar

3

4

Português

1 - INTRODUÇÃO AO

MANUAL

1.1

Premissa

Importante

A publicação presente é parte integrante do distribuidor e, portanto, deve ser lida atentamente. Contém informação relativa à instalação, à manutenção e uso correcto do distribuidor ZAFFIRO 300 das versões Instant e Espresso.

Os tópicos referentes a uma só versão estarão sublinhados.

Ler esta publicação antes de completar qualquer operação.

Importante

A maior parte das ilustrações representam o ZAFFIRO 300

Espresso mas eles também são referentes ao modelo

ZAFFIRO 300 Instant e onde necessário ambas as versões serão ilustradas.

Manufacturer: SAECO Vending S.p.A.

Casona, 1066 - 40041 Gaggio Montano

Bologna, Italy

No lado de dentro da capa poderá encontrar a página com as ilustrações a que o texto frequentemente faz referência. Manterr estas informações abertas enquanto está lendo a publicação.

A publicação presente deve ser preservada com cuidado e deve acompanhar o distribuidor durante todo a sua vida operacional, inclusive as possíveis passagens de propriedade.

No caso de perda ou deterioração da publicação presente, terá que requerer cópia imediatamente a um Centro de

Ajuda Autorizado.

São reservadas todas as leis de reprodução da publicação presente ao Construtor.

1.2

Simbologias utilizadas

No interior desta publicação são usados tipos diferentes de símbolos, com o propósito, de sublinhar os níveis variados de perigo ou competências.

A cada símbolo corresponde uma mensagem.

A informação que não é sublinhada através de símbolos,

é dirigida a todos os consumidores do distribuidor.

Os símbolos usados são:

Reabastecer

É usado para sinalizar as operações de competência do pessoal, empregadas ao reabastecendo.

Manutenção Técnica

Eí usou por sinalizar as operações de competência do pessoal especializado empregadas à manutenção e allíassistenza técnico.

Perigo

É usado para sublinhar situações perigosas para os empregados e para o distribuidor.

Importante

É usado para sinalizar operações que, se executadas, salvaguardam a boa operação do distribuidor.

2 - INFORMAÇÃO GERAL

2.1

Premissa

• O distribuidor é destinado à distribuição automática de café e bebidas quentes, e é programável para o que concerne à dosagem de todo tipo de distribuição.

• Em caso de necessidade ou avaria recorrer ao distribuidor ou importador nacional, ou ao fabricante quando não existe importador.

• Os Centros De Ajuda Autorizarados estão disponíveis para qualquer explicação ou informação à operação do distribuidor e conceder aplicações de provisão de trocas ou ajuda técnica.

• O Construtor está reservado, perante a lei, a fazer possíveis melhorias para o distribuidor sem qualquer advertência prévia.

Português

2.2

Uso do distribuidor

Com o ZAFFIRO 300 são possíveis programar la distribuição automática de:

- café expresso preparado com café em grão(versão

Espresso);

- bebidas de produtos liofilizados solúveis (café, chocolate, leite, chá, etc.);

- acessórios para a bebida (copos, açúcar e paletinas);

- água morna para a preparação de bebidas.

Importante

No caso de uso impróprio perderá toda forma de garantia e o Construtor recusa toda responsabilidade por danos a coisas e/ou de pessoas.

É de considerar uso impróprio:

- qualquer uso diferente daquele da expectativa e/o com técnicas diferentes dos referidos nesta publicação;

- qualquer intervenção no distribuidor que está em contraste com as indicações escritas nesta publicação;

- qualquer uso dos de componente depois de alterações para os dispositivos de segurança;

- instalações exteriores.

Importante

Para qualquer explicação aos Centros De Ajuda Autorizada, fazer sempre referência desta etiqueta que traz os dados específicos do distribuidor.

2.5

Dados Técnicos

Dimensões

L

. ...............................................................

mm

P

. ..............................................................

mm

A

. ............................................................

mm

Espresso Instant

520

560

810

Peso

. .......................................................................

kg

Poder instalado

. .......................................

W

Tensão de alimentação

. .................

V

Frequência tensão eléctrica

. .....

Hz

Comprimento do cabo de alimentação

. ...

mm

Alimentação de água

. ......................

Pressão da rede de água

. ...........

bar

Conexão da rede de água

. .......

Nível de pressão sonora ponderada A

58

(*)

(*)

(*)

1600 usando conexão à rede

1,5 - 8 ligacão 3/4" Gas inferior a 70 dB

2.3

Riscos residuais

O vão da distribuição não tem protecções que previnam o contacto acidental das mãos com líquido quente.

2.4

Identificação do distribuidor

O distribuidor é identificado com nome do modelo e o número de série indicado na etiqueta correspondente (fig. 2).

Nessa etiqueta estão indicadas as informações seguintes:

• nome do Construtor

• marca CE

• modelo do distribuidor

• N° de série

• ano de fabrico

• algumas especificações de construção:

- tensão da energia eléctrica de alimentação (V)

- frequência da frequência eléctrica de alimentação (Hz)

- energia eléctrica absorvida (W)

- pressão admitida na rede de água (MPa)

Capacidade dos contentores

Café em grão

. ............................................

kg.

Café solúvel

. .................................................

kg.

Produtos solúveis

. ...................................

kg.

(para 2/3 da capacidade)

Açúcar ................................

.

Copos

. .................................................................

Paletinas

. ...........................................................

4

0,5 a 1,2

4 kg.4

280

280

(*) Ver etiqueta na parte de trás do distribuidor

A

fig. 2 fig. 3

P

L

5

Português

3 - TRANSPORTE E

ARMAZENAMENTO

Transporte

O Construtor protege o distribuidor com muitos plásticos e cartões angulares nos lados (para protecção das extremidades) e empacotam em papelão no qual estamparam as primeiras instruções. O pacote é suportado por madeira agarrado ao distribuidor por plásticos.

• Durante o transporte, o distribuidor tem que permanecer em posição vertical de acordo com a indicação timbrada na embalagem.

• Efectuar com cuidado a manobra de levantamento e posicionamento, usando meios satisfatório para a carga a carregar.

• Não erguer o distribuidor segurando as aberturas dos lados da embalagem.

• Não tremer o distribuidor.

Armazenamento

• O distribuidor deve permanecer empacotado no papelão com o suporte de madeira (ver fig. 4).

- EN 55014

- EN 61000-3-3

- EN 61000-4-3

- EN 61000-4-5

- EN 60335-2-75

- EN 6100-3-2

- EN 61000-4-2

- EN 61000-4-4

- EN 61000-4-11

- EN 60335-1

4.1

Normas gerais segurança

• Ler atentamente a publicação presente antes de usar o distribuidor.

• É absolutamente proibido desactivar as seguranças instaladas no distribuidor.

• As operações de limpeza e manutenção do distribuidor devem ter efectuadas com o interruptor geral (ref. 36, fig. 1) em posição “0”; ou depois de o ter desligado da tomada eléctrica (ref. 35, fig. 1).

• Não tentar abrir ou forçar placas e painéis de protecção.

No caso de necessidade, telefonar à nossa rede de vendas.

• Não modificar autonomamente partes do distribuidor;

Neste caso o construtor declina qualquer responsabilidade

• Não atirar água ao distribuidor.

• Não verter líquido de qualquer tipo no distribuidor.

• Não emergir o distribuidor em água.

Perigo

Dado o peso da embalagem, é proibido sobrepor mais de dois distribuidores.

O distribuidor deve ser armazenado, na embalagem original, em locais limpos e secos

4.2

Requisito dos Operadores

Às medidas de segurança e a boa operação do distribuidor deve ter dois empregados com requisitos diferentes:

Manutenção técnica

Pessoa especializada às operações de instalação, regulação, manutenção e ajuda técnica do distribuidor.

É o único que deve ter o a chave do microinterruptor motriz de segurança (ref.A, fig.5) que permite de excluir o sistema de segurança.

fig. 4

4 - SEGURANÇA

Conforme a Directiva baixa tensão 2006/95/EC (que substitui a directiva 73/23/EEC e sucessivas alterações) e a Directiva de marcação CE, 93/68/CEE, a SAECO

Vending constituiu nos próprios estabelecimentos um fascículo técnico relativo ao distribuidor ZAFFIRO 300, recebendo durante a fase de projecto, as normativas indicadas em seguida:

6

Manutenção do reabastecimento

Pessoa responsável pelo abastecimento, limpeza externa do distribuidor, arrancar e desligar e recolha das moedas.

Se você nota maus funcionamentos do distribuidor tem que requerer a intervenção da manutenção técnico.

Utilizador

Consumidor do distribuidor. A este não é permitido executar as operações que são da competência do operador ou do técnico.

Se nota maus funcionamentos do distribuidor poderá recorrer ao operador.

Português

4.3

Dispositivos de segurança instalados

Todo os componentes que podem ser fontes de perigo, estão no interior fixo do distribuidor.

- Um microinterruptor (ref. 32, fig. 5) remove a alimentação eléctrica automaticamente no caso de abrir o painel fronteiriço.

É possível excluir o microinterruptor inserindo a chave

(ref. A, fig. 5)

Perigo

A exclusão do microinterruptor de segurança, só é permitido pela manutenção técnica.

5 - DESCRIÇÃO DOS

COMANDOS E

FERRAMENTAS

Importante

O distribuidor já é entregado com as chaves de distribuição programadas em valores padrão.

5.1

Comandos principais

Interruptor geral

(ref. 36, fig. 6)

à direita na parte de parte de trás do distribuidor baixo.

Em posição. “I” acende o distribuidor (qualificação do trabalho eléctrico).

Em posição. “O” extingue o distribuidor (desabilitação do trabalho eléctrico).

fig. 5

4.4

Eficiência do controlo de segurança

Com o distribuidor ligado, abrir a porta frontal e conferir que estão apagados (ref. 2, fig. 1) o mostrador e os espiões presentes no teclado do painel de comandos (ref. 3, fig.

1).

Quando estes componentes desligam significa que a máquina não está a trabalhar que o microinterruptor é eficiente.

fig. 6

Comandos do painel de teclado

(ref. 3, fig. 1)

É composto de 12 chaves em que funcionam alterações ao variar alguma fase (ordinário ou de planeamento) no qual o distribuidor se encontra.

Toda a pressão nas chaves é acompanhada por um beep.

Fase de distribuição

Nesta fase de operação normal as telas, se apertou, executam as seguintes operações:

E ENTER - “Descafeinado”

(fig. 7)

Substitui café em grão (Versão Espresso) ou solúvel

(Versão Instant),

Apertar a tecla antes de seleccionar a bebida.

Em caso de erro voltar a premir a tecla.

C CANCELAMENTO - “Copos”

Distribui ou conduz os copos de acordo com o planeamento remetido nas “VENDAS” da função

“COPOS” (ver 7 - Planeando, 7.4 Descrição do menus).

Para seleccionar deverá introduzir a tecla (“SEM COPO” ou “COM COPO”).

7

Português

A tecla assume assim duas funções diferentes:

Tecla premida Copo NÃO distribuido

Inserir o próprio copo no vão da distribuição

Tecla sem ser premida O copo é distribuído automaticamente

Tecla premida Distribuição do copo com pagamento

Apertar a tecla antes de seleccionar a bebida.

No caso de erro voltar a premir a tecla.

^ Tecla PARA CIMA - “Açúcar”

(fig. 7)

Aumenta a quantidade de açúcar na bebida seleccionada.

Apertar a tecla antes de seleccionar a bebida.

v Tecla ABAIXO - “Açúcar”

(fig. 7)

Diminui a quantidade de açúcar na bebida seleccionada.

Apertar a tecla antes de seleccionar a bebida.

A - B - C - D - E - F - G - H

(fig. 7)

Distribui as bebidas programadas.

No caso de erro voltar a premir a tecla.

A - B - C - D - E - F - G - H

(fig. 7)

Algumas teclas permitem distribuir as bebidas de teste para apontar no distribuidor:

Tecla A

para completar bebida

Tecla B

bebem sem copo, açúcar e paletina

Tecla C

só água

Tecla D

só pó

Tecla E

açúcar e paletina

Tecla F

-

Tecla G

-

Tecla H

-

Luzes de distribuição

(ref. SP, fig. 7)

Perto de algumas teclas (A - B - C - D - E - F - G - H -

“ENTER” - “CANCEL”) estão instaladas 2 luzes, que sinalizam:

- luz vermelho distribuição inválida;

- luz verde distribuição válida;

- luz verde intermitente pré-selecção activada.

Mostrador

(ref. 2, fig. 7)

É composto por 2 linhas de 20 caracteres e têm a tarefa para fornecer as mensagens relacionadas às operações

(levando a cabo ou a executar) e para as possíveis condições de fora de serviço

Fase de planeamento

Nesta fase de serviço as teclas, se apertou, eles executam os seguinte de operações descritos:

E Tecla ENTER - “Descafeinado”

(fig. 7)

Permite alterar os níveis inferiores do menu de planeamento, para a mudança dos valores e a confirmação dos parâmetros.

C Tecla CANCELAR - “Copos”

Permite aceder ao nível de planeamento superior que evita a memorização do parâmetro novo.

^ Chave PARA CIMA - “Açúcar”

(figo. 7)

Permite o deslizamento do menu e aumenta o valor visualizado para a mudança.

v TeclaABAIXO - “Açúcar”

(fig. 7)

Permite o deslizamento do menu e decrementa o valor que visualizou para a mudança.

2

SP

A

B

C

D

G

H

E

F

ENTER

CANCEL

UP

DOWN

fig. 7

8

Português

5.2

Comandos Internos

São os comandos de serviço instalados no cartão electrónico (dentro do contador fronteiriço) e eles têm a função seguinte:

SP1 Luz vermelha

(fig. 8)

Mostra e flameja, pois cartão electrónico está activo.

Comandos de serviço

(ref. 17, fig. 1)

TS1 chave Programação/Açúcar

(fig. 8)

Apertado singularmente permite o ingresso ou saída da formalidade de planeamento.

Apertado a TS5 simultaneamente, permite encher o tubo de distribuição de açúcar (ref. 21, fig. 1).

Importante

Apertar TS5 Primeiro, manter premida, e só depois TS1.

TS2 Tecla Gratuito/Reset

(fig. 8)

Varia a função de base para as condições de serviço do distribuidor.

Apertado, debaixo de condições de serviço normal, distribui uma bebida livre.

Apertado debaixo de condições de fora de serviço, permite visualizar no mostrador a mensagem que mostra o tipo de fora de serviço em que se encontra.

Apertado em um segundo tempo predispõe o distribuidor para o serviço normal (Reajuste do Fora de serviço).

Importante

Apertado, depois de toda iluminação do distribuidor, permite de superar a fase de aquecimento e chegar

MÁQUINA PRONTA aumentando a velocidade do distribuidor.

TS3 Circuito hidráulico

(fig. 8)

Uma pressão breve levará a água até completar ao lavagem do primeiro misturado. Executar o ciclo de lavar dos misturados e então o interior do circuito hidráulico, é necessário mante-la premida. A introdução, da chave interrompe o ciclo.

TS4 Tecla da distribuição dos copos / tubo rotativo

(fig. 8)

Apertado singularmente distribui um copo.

Apertado a TS5 simultaneamente, deixa girar o tubo.

Importante

Apertar TS5 primeiro, mante-la apertada, e só depois TS4.

Perigo

Comandar a rotação do tubo dos copos só depois de ter concedido as condições descritas no capítulo 8.2 Primeiro acendimento do distribuidor - Distribuindo copos.

TS5 Tecla de habilitação de funções

(fig. 8)

Usar com TS1 ou TS4, pois não tem nenhuma função singularmente.

Mante-la premida, e só depois apertar TS1 ou TS4.

fig. 8

9

Português

6 - INSTALAÇÃO

Importante

Remover os painéis em esponja que protegem, durante o transporte, os recipientes dos produtos (ref. A, fig. 9).

Respeitar as normas do país ao rejeitar as embalagens.

Perigo

A presença de campos magnéticos ou a proximidade de máquinas eléctricas que produzem dificuldades, poderia causar maus funcionamentos para o controle electrónico do distribuidor.

Importante

É proibido instalar no exterior e em ambientes em qual é usado jactos de água ou de vapor.

Importante

Com temperaturas próximas a 0°C existe o risco de congelamento das partes internas que contém água.

Não utilizar o distribuidor nestas condições.

- Instalar o distribuidor num ambiente protegido com temperaturas que oscilam entre 10°C e 40°C.

- Verificar se o enlouro da embalagem apresenta danos provocados pelo transporte e está devidamente fechada.

- Transportar a caixa ainda fechada para a proximidade do local da instalação (ver 3 – Transporte e

Armazenamento), cortar as fitas de retenção e erguer o papelão.

- Verificar o estado e o modelo do distribuidor contidos na embalagem.

- Conferir o conteúdo do kit de cliente e dos acessórios do envelope, presos ao distribuidor (ver 6.1 Lista de acessórios)

- Remover a embalagem original, que nós aconselhamos preservar para possíveis movimentos ou transportes seguintes.

- Livrar o distribuidor dos envolucros.

fig. 9

6.1

Lista de Acessórios

• Chave motriz (ref. A, fig. 5) para desimpedir o sistema de segurança

• Série de preços em adesivos e moedas aprovadas

• Série de instruções para os produtos a distribuir

• N. 1 recipiente para as moedas

• N. 1 chave motriz do grupo de café

• N. 1 Livro de Uso e Manutenção

• N. 1 cabo de alimentação

10

fig. 12

Português

6.2

Posicionamento

- Posicionar o distribuidor a uma certa distância das paredes ou dividindo, como na figura (fig.10).

fig. 10

6.3

Conexão de água

- Conectar o distribuidor para um encanamento de distribuição de água bebível com pressão inclusa entre

1,5 e 8 bars.

Usar um tubo de carga de características satisfatórias, conectando para o G3/4 situado no painel da máquina

(fig.12).

Importante

Aconselhamos alimentar o distribuidor com água tratada com um dispositivo de descalcificação, especialmente no caso de água com alto conteúdo de sais de cálcio e magnésio (água dura).

Importante

Garantir um ventilação correcta ao distribuidor, o painel de parte de trás do distribuidor, tem que ter uma distância das paredes, etc., pelo menos de 15 cms.

Não cubra o distribuidor com panos ou outro material.

- Posicionar o distribuidor num plano de dimensões satisfatórias, horizontal e que possa aguentar com o seu peso.

- O plano de apoio não pode superar os 2° de inclinação.

Eventualmente intervir regulando o tamanho de pés.

Perigo

No caso de instalações posteriores do distribuidor, precisa executar o esvaziando do ar do reservatório primeiro (ref.

37

, fig.1), agindo na faixa de borracha (ref. A, fig.11) pois fecha o tubo de descarga.

fig. 11

11

Português

6.4

Conexão eléctrica

Perigo

Operação de competência do técnico.

- Inserir o cabo na tomada (ref.34, fig.1) situado no painel de parte de trás.

O distribuidor predispôs para a operação eléctrica uma monofase de tensão cujo valor é sublinhado na etiqueta de identificação (ver 2.4 Identificação do distribuidor).

Perigo

O ponto de conexão à tomada eléctrica tem que estar situado num lugar acessível de modo a facilitar desligar o distribuidor, quando necessário.

Antes de ligar o distribuidor verificar:

• se a tensão de rede da tomada, na qual conectou o distribuidor está em conformidade com o indicado na placa de identificação.

• se o sistema eléctrico onde conectou o distribuidor está em conformidade com o vigente nas normas e, tem as características para aguentar a carga máxima indicada na placa de identificação.

No caso de dúvida, requerer um controle de pessoal qualificado.

Perigo

É proibido o uso de extenções ou adaptadores.

6.5

Etiquetas e Adesivos

Para utilizar as etiquetas das bebidas deverá:

- separar, seguindo a linha esboçada das bebidas que são para equipar.

- aplicar os adesivos dos preços nos locais correspondentes às bebidas.

- Inserir as designações no lado de dentro, dos locais especiais através das ranhuras presentes (ref. A, fig.

15).

fig. 15

Inserir as instruções para a utilização do distribuidor, na parte inferior da porta frontal (ref. 1, fig.1), de modo que as imagens publicitárias não fiquem sobrepostas.

Para fazer isto precisa:

- desligar o distribuidor;

- abrir a porta frontal;

- desparafusar os botões (ref. A, fig. 16) das armações

(ref. B, fig. 16) que suportam as imagens

- desenfiar as armações; fig. 16

- erguer o painel transparente (ref. C, fig. 16) e o inserir as instruções para a utilização.

- recompor, reinserindo o painel das armações.

- reactivar os botões.

- fechar a porta frontal:

- reacender o distribuidor.

12

Português

7 - PROGRAMAÇÃO

Este capítulo descreve como remeter e/ou modificar os parâmetros programados no distribuidor.

Importante

A sequência de visualização e programação, varia da escolha em remeter a um menu completo ou reduzido.

É então oportuno ler o capítulo com atenção, só intervindo depois de ter entendido a sucessão de todas as operações a completar.

Os comandos principais do menu de programação são:

•• SISTEMA DE GESTÃO

••

SISTEMAS DE PAGAMENTO

PREPARAÇÃO DE BEBIDAS

GESTÃO DE VENDAS

GESTÃO DE VENDAS

GESTÃO DE HORÁRIOS

ESTATISTICA

•• ERROR LOG

Permite de remeter aos parâmetros seguintes:

- protocolo de comunicação;

- valores das moedas e notas;

- qualificação para o multivenda (administração do crédito residual);

- sobre-pagamento de administração.

- a posição do ponto decimal na gestão do crédito;

- o código de país (prefixo telefónico internacional);

- o número dos zeros fixos na gestão do crédito.

Permite a preparação de oito bebidas.

Toda a bebida pode combinar um ou mais produtos

(solúvel e café em grão na versão Espresso, só solúvel na versão Instant).

A distribuição acontecerá de acordo com a sequência, a quantidade (solúvel, água e açúcar) e a velocidade correspondente.

Os números que compõem a sequência identificam os recipientes (fig.18).

Permite:

- programar o idioma utilizado pelo distribuidor;

- nomear um código ao distribuidor;

- visualizar o número de registro;

- inserir ou modificar a contra-senha de acesso para o planeamento;

- modificar as temperaturas de exercício do distribuidor;

- modificar tempo e a data actual;

- inserir linhas de texto que serão visualizadas no mostrador durante a distribuição das bebidas, quando o distribuidor está em stand-by e quando está fora de serviço;

- pré-selecção do descafeinado;

- distribuir a paletina com a bebida ou só quando se introduz açucar

- activar o bloqueio borras

- activar o bloqueio galão de descarga

- escolher o menu de programação completo ou reduzido.

Perigo

Um eventual erro na programação do solúvel, provocando uma lavagem insuficiente do misturador, é sinalizado por um beep.

Importante

Qualquer modificação à quantidade de açúcar pode ser executado (com as teclas “UP” e “DOWN”) antes de seleccionar a bebida a distribuir.

A mudança só será válida para aquele único desembolso.

Depois de terminar a programação de todas as bebidas é possível desembolsar uma bebida directamente do menu de teste.

Permite remeter o valor dos preços a associar às bebidas e, escolher se deseja desembolsar bebidas livres ou para pagamento.

13

Português

- os horários em que o distribuidor faz desembolsos grátis;

- os horários para ligar e desligar o distribuidor;

- os horários em que são aplicados descontos ou aumentos de preço e as suas diferenças;

- os horários para uma pré-moagem do café em grão

(modelo Espresso).

- a periodicidade das lavagens.

Este comando, visualiza os produtos a que o distribuidor

é capaz de vender, como:

- Total das moedas

- Total do notas

- Card in

- Cartd out

- Overpay

- Selecçaõ gratuita

- Disconto card

- Aumento card

- Total vendas

- VMC Slave

- Contador

- Estatística

Histórico dos erros da máquina

14

Português

7.1

Estrutura da programação

Estrutura base - Inicio 1

a

parte

GESTAO DO SISTEMA

LANGUAGE

ITALIANO

LANGUAGE

ENGLISH

LANGUAGE

FRANCAIS

BLOCOS

BLOCO BEBIDAS

BEBIDA A

**00000 LIM:00999**

BEBIDA C

**00000 LIM:00999**

BLOCO SOLUVEIS

BEBIDA H

**00000 LIM:00999**

BLOCO SOLUVEIS 1

**00000 LIM:00999**

BLOCO AGUA

**0000 LIM:00999**

RESET BLOCOS

BLOCO SOLUVEIS 3

**00000 LIM:00999**

Versão

Instant com menu completo

CONTADOR MEC.

BEBIDAS

TESTE STAND-BY

*D.A. 8P SAECO *

TESTE DISTRIBUICAO

EM DISTRIBUICAO

TESTE FORA SERVICO

FORA DE SERVICO

BEBIDA MULTIPLA

SIM: ABC

PALHETA AUTOMAT.

--- >Y <- N ++

DE OSITO RESIDUOS DE OSITO RESIDUOS

Estrutura base - Fim 1

a

parte - contínua

com menu completo

CONTADOR MEC.

SOLUVEL 3

CONTADOR MEC.

SOLUVEL 4

Versão

Standard

Versão

Instant com menu completo

15

Português

Estrutura base - Início 2

a

parte

DEPOSITO RESIDUOS

NAO

SERIAL NUMBER

967295

ALTERACAO SENHA

SERIAL PROTOCOL

EVA-DTS

MENUS COMPLETOS

SIM

NOVO CODIGO

SERIAL PROTOCOL

> EVA-DTS <

MENUS COMPLETOS

-- ->Y <- N ++

MOEDEIRO PARALEL

VALOR DE MOEDA

MOEDA 02: 0.01

VALOR DE MOEDA

MOEDA 04: 0.01

VALOR DE MOEDA

MOEDA 06: 0.01

LEITOR DE NOTAS

SAECO CARD

NIVEL INIBICAO

0

VALOR DE NOTAS

NOTAS 01: 0.01

VALOR DE NOTAS

NOTAS 02: 0.01

VALOR DE NOTAS

NOTAS 04: 0.01

CARREGAMENTO

-- ->Y<- N ++

MAX CARREG. CARD

20.00

VALOR MAX ACEITE

20.00

CARD PRICES Y/N

-- ->Y<- N ++

PROTOCOLLO

EXECUTIVE

PROTOCOLLO

EXECUTIVE

PROTOCOLLO

BDV

PROTOCOLLO

PRICE HOLDING/DISP.

PROTOCOLLO

EXECUTIVE MASTER

PROTOCOLLO

NO PROTOCOL

00149.03

MDB SETTINGS

MAX CARREG. CARD

20.00

VALOR MAX ACEITE

20.00

Estrutura base - Fim 2

a

parte - contínua

16

NOVO CODIGO

CODIGO:0123 com menu completo

Estrutura base - Início 3

a

parte

MAX CHANGE

12.50

TUBES EMPTY COND.

10

TUBES LOW LEVEL

4

MANUAL TUBES FILLING

MANUAL TUBES EMPTY

MOEDA 16 0.00

-- ->Y<- N ++

NOTAS 01 0.05

-- ->Y<- N ++

NOTAS -- -.--

-- ->Y<- N ++

BILLS ENABLING

SLAVE ADDRESS

0X40

SLAVE ADDRESS

0X40

CODIGO NACION

00039

MULTIVENDA

-- ->Y<- N ++

CODIGO NACION

> 0039 <

FACTOR DE ESCALA

> 1 <

BEBIDA A

BEBIDA B

BEBIDA C

BEBIDA D

BEBIDA E

BEBIDA F

BEBIDA G

BEBIDA H

GESTAO DO PRECOS VALOR DOS PRECOS

BEBIDA A

SOLUVEL 3: 005

BEBIDA A

MOLHE 3: 022

VALOR DOS PRECOS

PRECO 01:100

VALOR DOS PRECOS

PRECO 02:100

VALOR DOS PRECOS

PRECO 03:100

BEBIDA A

CONTROL DE BEBIDA

A visualização dos parâmetros varia com base na sucessão remetida

VALOR DOS PRECOS

PRECO 06:100

VALOR DOS PRE‚OS

PRECO 09:100

VALOR DOS PRECOS

PRECO 10:100

Estrutura base - Fim 3

a

parte - contínua

Português

17

Português

Estrutura base - Início 4

a

parte

PRECO BEBIDAS

PRECO BEBIDAS

PRECOS DIF. 1

PRECO BEBIDAS

PRECOS DIF. 2

PRECOS NORMAIS

BEBIDA 01: 01 00.00

Precos dif.1

Precos dif.2

Precos Card

PRECOS NORMAIS

BEBIDA --: 01 00.00

PRECOS NORMAIS

BEBIDA 18: 01 00.00

CARD PRICES Y/N

SIM

HABILIT. BEBIDAS

VENDA COPOS

SIM

PRECO DO COPO

50

HABILIT. BEBIDAS

SIM: ABCDEFGH com menu completo com menu completo

GESTAO HORARIA TUDO GRATIS

NUNCA

TUDO GRATIS

NUNCA

TUDO GRATIS

FACHA HORARIA

TUDO GRATIS ON1 stqqssd 00:00

TUDO GRATIS ON2 stqqssd 00:00

FACHA HORARIA

SIM

PRECOS DIF. 1

SIM

FACHA HORARIA

-->Y <N ++

HORARIA

ON1:stqqssd 00:00

HORARIA

OFF1:stqqssd 00:00

PRECOS DIF. 1

-->Y <N ++

HORARIA

OFF2:stqqssd 00:00

PRECOS DIF. 1

ON1:stqqssd 00:00

PRECOS DIF. 1

OFF1:stqqssd 00:00

PRECOS DIF. 2

SIM

PRECOS DIF. 2

-->Y <N ++

PRECOS DIF. 1

OFF2:stqqssd 00:00

PRECOS DIF. 2

ON1:stqqssd 00:00

PRECOS DIF. 2

00149.05

PRECOS DIF. 2

ON2:stqqssd 00:00

PRECOS DIF. 2

OFF2:stqqssd 00:00

Estrutura base - Fim 4

a

parte - contínua

18

Estrutura base - Início 5

a

parte

PRE MOAGEM

-->Y <N ++

PRE MOAGEM

OFF1:stqqssd 00:00

PRE MOAGEM

ON2:stqqssd 00:00

ESTATISTICA

TOTAL NOTAS

00

NOTAS 02

000

CARD OUT

0.00

AUMENTO CARTAO

0.00

PRECO 01

00

PRECO --

00

PRECO 10

00

COPOS

0000

VMC SLAVE

NUMERADOR NUMERADOR DE CAFE'

*TT:000023 PP:00015*

NUMERADOR BEBIDAS

*TT:000023 PP:00015*

NUMERADOR SOLUVEL

CONTADOR AGUA

*TT:000023 PP:00015*

NUMERADOR ACUCAR

*TT:000023 PP:00015*

DISC/AUM PRECO DESC

00000

CONTADER RESET

CONTADER RESET

-- Y ->N<- ++

ERROR LOG ERROR LOG /03

ERROR LOG RESET

Estrutura base - Fim

ERROR LOG 03/03

Exx Myy ddmmm hh:mm

ERROR LOG RESET

-- >Y< N ++

Português

19

Português

7.2

Entrar/sair da formalidade de planeamento

Para ter acesso ao programa necessita de:

- Abrir a porta frontal (ref. 1, fig. 1).

- Inserir a chave do microinterruptor de segurança motriz

(ref. A, fig. 5).

- Abrir o prato de apoio ao moedeiro (ref. 19, fig. 1).

- Apertar a tecla de entrar/sair (ref. TS1, fig. 8).

Se a contra-senha não foi nomeada entra directamente no programa.

Se for atribuída uma contra-senha, no mostrador aparece “PASSWORD0000 no primeiro digito e, assim terá necessidade de:

- Introduzir a contra-senha de acesso usando as teclas

“UP” e “DOWN”.

Importante

Todos os dígitos inseridos deve ser confirmada com a tecla “ENTER”.

- A cada confirmação o cursor intermitente passa para o digíto seguinte.

Proceder da mesma forma até ao último digíto.

- Depois de ter confirmado o último digíto, aparece no mostrador “GESTÃO DE SISTEMA

- Percorrer o menu com as teclas “UP” e “DOWN”.

Para sair da programação deverá:

- Percorrer o menu com as teclas “UP” e “DOWN”. até a visualização de um dos comandos principais

(GESTÃO DO SISTEMA

MENTO

VENDAS

CONTADOR

- Apertar a chave de entrar/sair da programação (ref.

TS1, fig. 8).

Depois de três minutos da última operação, o distribuidor que sai da programação.

Importante

Em alguns casos os parâmetros são já modificáveis a este nível (ver “7.1 Estrutura da programação”).

Para modificar e memorizar as necessidades do parâmetro:

Importante

Os digítos inseridos e os parâmetros modificados confirmam-se sempre com a tecla “ENTER”.

- Apertar a tecla “ENTER” para ter acesso à mudança.

O parâmetro está pronto ser modificado quando o cursor aparece na primeira figura a modificar

- Aumentar ou reduzir o valor da figura pelo “UP” ou

“DOWN”.

Apertando a tecla “ENTER” a figura visualizada é memorizada e substitui a que precede, simultâneamente o cursor passa à figura seguinte.

- Executar o mesmo procedimento para remeter às figuras remanescentes.

- Depois de ter completado a mudança, para confirmar prima a tecla “ENTER”

- A variação é aprovada, quando o cursor desaparece.

Em alguns casos o parâmetro a memorizar, tem que ser seleccionado entre uma lista de parâmetros préorganizados (“SIM etc…). Nestes casos as tecla “UP” e “DOWN” têm a função de visualizar, no mostrador, as possíveis escolhas.

7.3

Alterações e memorização dos parâmetros

Para modificar os parâmetros necessita de:

- Aceder à programação (ver “7.2 Entrar/sair da programação”).

- Percorrer o menu com as teclas “UP” e “DOWN”.

- Parar na selecção em que deseja intervir.

- Premir a tecla “ENTER” para introduzir o item.

- Se necessário, percorrer o menu com as teclas “UP” e

“DOWN”.

- Parar na selecção na função na qual pretende visualizar ou modificar os parâmetros.

- Apertar a tecla “ENTER” para visualizar o parâmetro.

20

Exemplo da programação da

TEMPERATURA MIN.

Necessita de:

- Aceder ao planeamento(ver “7.2 Entrar/sair da formalidade de planeamento”).

- Percorrer os comandos do menú com as teclas “UP” e

“DOWN” visualizando “GESTÃO SISTEMA

- Apertar “ENTER” para confirmar a escolha e entrar nas funções

- Percorrer o menu com “UP” e “DOWN” e parar a visualização no aparecimento de “TEMPERATURA

- Apertar “ENTER” para confirmar a escolha e entrar na função.

Um cursor aparece debaixo da primeira figura do parâmetro.

- Utilizar as teclas “UP” ou “DOWN” para percorrer os números

- Apertar “ENTER” para confirmar o número.

A pressão em “ENTER” leva automaticamente ao nível de entrada na função (“TEMPERATURA MINIMA

- Apertar “CANCEL” para voltar à “GESTÃO DE SIS-

TEMA

GESTÃO DE SIS-

- Sair do menu de programação (ver “7.2 Entrar/sair da formalidade de programação).

Português

Exemplo para

“T

EMPERATURA MINIMA

7.4

Descrição do menu

Para os procedimentos a adoptar, nas operações de mudança e formulação dos parâmetros, ver o capítulo

“7.3 Mudança e memorização dos parâmetros”.

Permite seleccionar o número máximo de café, bebidas ou quantidade em pó solúvel. Alcançado o número de máximo, o distribuidor impede a distribuição das bebidas.

Quando acende a luz vermelha significa que o limite foi atingido (ref. SP, fig. 7).

** quantidade de produto (café, bebidas ou solúvel)

RESET STOP

LIM de quantidade (valores modificados). Premindo “ENTER” acede a cada selecção STOOP individualmente.

STOP CAFÉ

**00000 LIM:00999**

Permite ver o número máximo de café a distribuir antes do STOP.

BLOCO CAFÉ’ USADO

**00000 LIM:00999**

Consente de programar a quantidade máxima de borras antes do bloqueio de todas as bebidas que contém café.

Ao entrar na programação, a contra-senha é requerida, o que permite continuar a programação. A contra-senha, por defeito, é “00000 programação, a senha não é requerida. Remeter à

“Alteração da “PASSWORD

Anotar a contra-senha quando esta é mudada.

Permite atribuir o número máximo das bebidas únicas a desembolsar antes do STOP.

Premindo “ENTER” é tido acesso às bebidas únicas:

BEBIDA A..H

**00000 LIM:00999** esta função dá a possibilidade de remeter aos parâmetros seguintes:

Permite seleccionar o idioma utilizado pelo distribuidor automático.

CÓDIGO D.A.

(modificável)

00000

Permite nomear um código de identificação a todos os distribuidores.

Permite atribuir a quantidade máxima de pó dos solúveis a desembolsar antes do STOP.

Premindo “ENTER” é tido acesso aos solúveis individuais:

SOLÚVEL 1...4

**00000 LIM:00999**

Alcançada a quantidade a máxima, pára a distribuição de todas as bebidas que contêm o solúvel. O contador aumenta uma unidade, todas as vezes que é desembolsado uma dose do solúvel correspondente, contido na bebida que usa a maior quantidade disto. As doses inferiores são contadas em fracções. O contador visualiza os aumentos unitários e contam também as fracções.

STOP ÁGUA

**00000 LIM:00999**

Permite ATRIBUIR a quantidade de água A desembolsar antes do stop. Alcançada a quantidade de máximo, a distribuição de todas as bebidas pára.

21

Português

Permite reajustar todos os contadores parciais das quantidade de produto.

REAJUSTE STOP

- Y - >N <- ++

Permite atribuir a temperatura que o distribuidor mantém durante alguns minutos (aproximadamente 5) depois de distribuida uma bebida.

O valor é expresso em graus centígrados.

Permite atribuir a temperatura que o distribuidor mantém durante alguns minutos (aproximadamente 5) depois de desembolsada uma bebida.

O valor é expresso em graus centígrados.

CONTADOR

BEBIDAS

Permite, se instalou o contador mecânico, o cálculo das bebidas ou o solúvel ou do café.

CONTADOR

BEBIDAS

CONTADOR

SOLÚVEL

CONTADOR

CAFE’

Permite atribuir hora actual, minutos, dia, mês e marés de ano.

TEXTO STAND-BY

ZAFFIRO 300 SAECO

Permite atribuir o texto que flui no mostrador quando o distribuidor está a ser usado.

Depois de inserido o texto, o distribuidor sai automaticamente da função.

TEXTO DA DISPENSAÇÃO

EM DESEMBOLSO

Permite atribuir o texto que flui no mostrador quando o distribuidor está a desembolsar uma bebida.

Depois de inserido o texto, o distribuidor sai automaticamente da função.

TEXTO FORA DE SERVIÇO

FORA

Permite atribuir o texto que flui na exibição quando o distribuidor é detido por anomalia.

Depois de inserido o texto, o distribuidor sai automaticamente da função.

PRÉ-SELECÇÃO DECA

SIM

Permite inibir a selecção de descafeinado através da tecla

“ENTER”.

Permite atribuir os valores de desembolso do café descafeinado em todas as bebidas nas quais está previsto café (ver “PREPARAÇÃO BEBIDAS

BEBIDA MÚLTIPLA

02

Permite remeter, com o CARTÃO SAECO instalado, múltipla distribuição de bebidas.

Permite de seleccionar as bebidas inibidas para esta distribuição multipla e o número de desembolsos. A linha superior ficará fixada para todas as operações seguintes, enquanto na linha inferior o número de bebidas sucessivas será mostrado. É possível apontar um novo valor entre 1 e 8.

BEBIDA MÚLTIPLA

SIM, ABC H

Depois de ter confirmado o valor poderá visualizar que bebidas estão (“SIM

PALETINA AUTOMÁTICA

SIM paletina em todas as bebidas.

NÃO as bebidas nas quais é fornecido açúcar.

N.B. Seleccionando “

NÃO”, a paletina também

não é fornecido no caso de escolher a bebida sem açucar.

22

Português

Consente de habilitar o bloqueio do aparelho quando o galão de descarga está cheio.

NÚMERO DE SÉRIE

967295

É o número de registro do distribuidor, é fornecido pelo construtor, e é só para visualizar.

para evitar o acesso não autorizado à programação.

Confirmando, é tido acesso ao menu:

VA1 = total das vendas, total das selecções

Nota: os totais são calculados somando todas as selecções do preço relativo em todas as tabelas de preço

CA3 = total das moedas e notas

CA4 = total do resto distribuído

CA8 = overpay

CA14 = valor da nota, número de notas introduzidas

DA2 = número total de vendas com cartão, total vendido com cartão, número parcial de vendas com cartão

Nota: a serem deduzidos das estatísticas da tabela de preços com cartão

DA3 = total card in

DA4 = total card out

DA5 = total descontos com cartão confirmar o número novo.

A contra-senha, quando introduzida, é pedida sempre que quiser ter acesso à programação.

Perigo

Anotar a contra-senha nova, no caso de esquecimento, não será possível ter acesso à programação.

MENU COMPLETO

SIM

Permite visualizar, no mostrador, durante a fase de consulta menu, todas os comandos e as formulações relativas ao menu da programação (“SIM

Os comandos que não aparecem remetendo “MENU COM-

Permite seleccionar a utilização da porta serial disponível na placa CPU.

As selecções possíveis são:

1. PROTOCOLO SAECO: a porta serial é utilizada para comunicar com um PC através do protocolo Saeco.

2. EVA-DTS: a porta serial é utilizada para comunicar os dados de audit do VMC via RS232.

As informações a serem introduzidas são as seguintes:

ID1 = matrícula, nome do modelo, versão do sw

ID4 = posição decimal, country code

EA3 = data de leitura, hora de leitura por cada tabela de preços e por cada produto:

LA1 = número da tabela, número do produto, preço do produto na tabela, selecções do produto na tabela

Nota: tabela 0 = preços normais tabela 1 = diferenciados 1 tabela 2 = diferenciados 2 tabela 3 = cartão tabela 4 = grátis

CONTADOR

BEBIDAS

BEBIDA MÚLTIPLA

02

NÚMERO DE SÉRIE

967295

QUALIFICAÇÃO

BEBIDAS

GRATIS/RESET

SIM

(ver capítulo “7.1 Estrutura da programação”).

23

Português

Através desta função é possível programar os parâmetros seguintes:

Permite habilitar os parâmetros da caixa de moeda paralela, da caixa de fichas mecânica, do obliterador e a escolha dos valores a atribuírem a cada canal de moeda.

Descrição das opções: da caixa de moeda paralela, da caixa de fichas mecânica e do obliterador. Ao seleccionar “N”, uma caixa de moeda paralela eventualmente ligada ao distribuidor será sempre inibida.

moedas transmitidos ao distribuidor pela caixa de moeda paralela, da caixa de fichas mecânica e do obliterador. A tabela seguinte indica as atribuições canal/sistema de pagamento:

Canal Sistema de pagamento

1 Caixa de moedas paralela

2 Caixa de moedas paralela

3 Caixa de moedas paralela

4 Caixa de moedas paralela

5 Caixa de moedas paralela

6 Caixa de moedas paralela/caixa de fichas mecânica

7 Obliterador/caixa de fichas mecânica

A presença do módulo saeco card (detectada automaticamente pelo DA) ajunta as opções seguintes ao menu de programação SISTEMAS DE PAGAMENTO.

Descrição das opções: possibilidade de executar operações de recarga nos cartões saeco card. Ao seleccionar RECARGA = NO o distribuidor utilizará só cartão saeco card pré-pago.

de crédito além do qual as operações de recarga (quando habilitadas) não irão funcionar. Ao programar MÁX

CARREGAMENTO = 20.00 o crédito presente no distribuidor passará ao cartão se a soma deste e do crédito presente no cartão não ultrapassar 20.00.

de crédito além do qual um cartão não será aceite pelo sistema. Ao programar RECUSA CARTÃO = 25.00 o distribuidor recusará os cartões que apresentam um crédito superior a esta importância. Se for detectado um cartão deste tipo, o visor não indicará o crédito presente, e sim, uma indicação “ ------ “ e não efectuará nenhuma venda.

preços diferenciados em caso de utilização do cartão para o pagamento das consumações efectuadas.

Ao programar PREÇOS CARTÃO = YES na GESTÃO

VENDAS aparecerá uma nova opção de menu a consentir a programação do nível de preço a aplicar no produto

(bebida ou lanche) em caso de compra executada com cartão.

cartões de serviços gratuitos. Ao programar FREE CARD

= NO o distribuidor não aceitará os cartões de serviços gratuitos.

Permite habilitar os parâmetros do leitor de notas paralelo e a escolha dos valores a atribuir a cada canal das notas.

Descrição das opções: do leitor paralelo. Ao seleccionar “N”, um leitor paralelo eventualmente ligado ao distribuidor resultará sempre inibido.

o sinal de inibição do leitor de notas notas transmitidos ao distribuidor pelo leitor paralelo.

24

Português

Permite escolher o protocolo utilizado pelo distribuidor para comunicar com o sistema de pagamento instalado no distribuidor:

- Protocolo EXECUTIVE;

- Protocolo PRICE HOLDING/DISP;

- Protocolo BDV;

- Protocolo MDB;

- NO PROTOCOL (sem protocolo serial);

- Protocolo MDB SLAVE;

- Protocolo EXEC MASTER/SLAVE;

A configuração “ NO PROTOCOL” deverá ser utilizada quando no DA não for instalado um sistema de pagamento que funcione com um dos protocolos previstos pelas outras configurações “EXECUTIVE”, “PRICE HOLDING”, “BDV”,

“MDB”, “MDB SLAVE” o “EXEC MASTER/SLAVE”. Esta configuração torna-se necessária pois o DA controla continuamente se estiver presente a comunicação com o sistema de pagamento previsto. Se o DA detectar que a comunicação não está activa, sinalizará a anomalia no visor visualizando a mensagem “NO LINK”.

Esta sinalização não constitui uma condição de erro.

Permite entrar em funções peculiares do protocolo MDB.

possibilidade de executar operações de recarga nos cartões saeco card.

Ao seleccionar RECARGA = NO o distribuidor utilizará só cartão saeco card pré-pago.

de crédito além do qual as operações de recarga (quando habilitadas) não irão funcionar.

Ao programar MÁX CARREGAMENTO = 20.00 o crédito presente no distribuidor passará ao cartão se a soma deste e do crédito presente no cartão não ultrapassar 20.00.

de crédito além do qual um cartão não será aceite pelo sistema.

Ao programar RECUSA CARTÃO = 25.00 o distribuidor recusará os cartões que apresentam um crédito superior a esta importância. Se for detectado um cartão deste tipo, o visor não indicará o crédito presente, e sim, uma indicação “ ——“ e não efectuará nenhuma venda.

preços diferenciados em caso de utilização do cartão para o pagamento de consumações efectuadas.

Ao programar PREÇOS CARTÃO = YES na GESTÃO

VENDAS aparecerá uma nova opção de menu a consentir o ajuste do nível de preço a aplicar ao produto (bebida ou lanche) em caso de compra executada com cartões

MDB: aceitadas pela caixa com restituição de troco. Ao seleccionar “Y” será habilitada a aceitação daquela moeda particular. Pelo contrário, ao seleccionar “N” será impedido aceitar à caixa com restituição de troco aquela moeda particular. As moedas de valor inferior ao factor de escala do distribuidor serão sempre desabilitadas e portanto visualizarão uma “N”.

para caixa com restituição de troco MDB de nível 3.

Ao seleccionar Yes o troco das moedas será efectuado pela caixa com restituição de troco. O troco é limitado a

255 vezes o factor de escala da mesma (tipicamente 12,75

Euro para a área do euro - com factor de escala 5).

Ao seleccionar No o troco das moedas será executado utilizando o algoritmo do distribuidor. O troco máximo é

60000 unidades (tipicamente 600.00 Euro para a área do euro).

distribuído pela caixa com restituição de troco. Default = 10.00

em caso de restituição de troco MDB, pode ser seleccionada na tabela seguinte:

Legenda:

L

= tubo com a moeda de valor menor debaixo do nível mínimo

M

= tubo com a moeda de valor médio-baixo debaixo do nível mínimo

HL

= tubo com a moeda de valor médio-alto debaixo do nível mínimo

HH

= tubo com a moeda de valor maior debaixo do nível mínimo

6

7

8

3

4

5

N.

Descrição

0

1

2

L ou M ou HL ou HH

L ou M

HL ou HH

L ou HH

L

M

HL

L e HH

HL e HH

9 L e M

10 L e M e HL e HH

11 L e HL ou L e HH

12 L ou HL e HH

13 HH

14 L e M e HL

15 Nunca (troco sempre disponível)

Notas

Mesmo em presença de aviso de troco não disponível o troco continua a ser distribuído até haver moedas nos tubos. O nível baixo é programável (único para todos os tubos) em uma opção de menu dedicada.

25

Português mínimo de moedas nos tubos. Default = 4.

tubos da caixa com restituição de troco. Para sair do estado de carregamento dos tubos é suficiente pressionar Esc.

com restituição de troco pressionando as teclas de selecção das bebidas.

introduzido poderá ser restituído mesmo se não for efectuada alguma venda. Esta função tornar-se-á útil, por exemplo, para trocar uma nota em moedas. Ao seleccionar

“Y”, o crédito introduzido poderá ser restituído, como troco, só depois de efectuar uma venda. Default= YES.

aceitadas pelo leitor de notas MDB.

Ao seleccionar “Y” será habilitada a aceitação daquela nota particular. Pelo contrário, ao seleccionar “N”, será impedido aceitar ao leitor de notas aquela nota particular.

Default = Todas habilitadas.

será armazenada na posição de escrow (se o leitor de notas suportar isso), a função é suportada pelo leitor de notas. Desta maneira, em caso de falhada venda ou de não carregamento de um sistema de cartão, será possível obter a restituição da nota.

Ao seleccionar “N”, qualquer nota introduzida parará no stacker do leitor de notas, tornando assim impossível a sua restituição. Default = No.

funcionar como Master, permite programar o endereço do distribuidor slave eventualmente ligado. Se o distribuidor funcionar como Slave, permite programar o próprio endereço. Os endereços possíveis são 0x40, 0x48 e 0x50. Default = 0x40.

Determina o tempo máximo (exprimido em segundos) além do qual o distribuidor não restituirá o crédito resíduo visualizado no visor. É possível programar o tempo com passos de 10 segundos. Ao seleccionar “000” a função será desabilitada.

Permite seleccionar o código da nação, correspondente ao prefixo telefónico internacional (Por ex. ITÁLIA = 0039).

Permite seleccionar o número de zeros fixos no crédito.

Permite programar a posição do ponto decimal no crédito.

Permite programar ao utilizador o crédito máximo aceitado pelo distribuidor.

Ao ultrapassar este limite os sistemas de pagamento serão inibidos de modo que não seja aceitado um outro crédito.

Default = 20.00

Permite utilizar ao usuário um eventual crédito resíduo para a compra de mais bebidas. Ao seleccionar “N” (não), o distribuidor não restituirá o crédito resíduo.

26

Português

PREPARAÇÃO

BEBIDAS

Confirmando, a possibilidade é tida para remeter os parâmetros relacionados aos comandos:

BEBIDA A....H

Todas as função permitem remeter à composição e à velocidade de desembolso da bebida.

BEBIDA

SUCESSÃO: C300

BEBIDA

SOLÚVEL 3: 005

BEBIDA

ÁGUA 3: 022

BEBIDA

% SOLÚVEL 3: 100

BEBIDA

CAFE: 38

BEBIDA

AÇÚCAR: 0

BEBIDA

BEBIDA DE TESTE

Na linha superior do mostrador aparecerá a bebida seleccionada (Para-B-C-D-E-F-G-H), enquanto na segunda linha os parâmetros aparecem de tempo a tempo.

BEBIDA

SUCESSÃO: C300

Define a ordem pela qual são preparados e desembolsará os produtos que compõem a bebida (neste caso A).

Importante

Nesta função para a figura 0 não corresponde nenhum produto. Por isso, com a combinação dos digitos “C300

0C30”, sairá o café em grão (versão

Espresso) e só depois o produto 3.

Na versão Instant a sucessão dos produtos é visualizada

CC” não aparece (refere-se apenas ao café em grão).

Com base na sucessão serão requeridas, as formulações dos parâmetros, relacionadas aos produtos que compõem a bebida.

BEBIDA

SOLÚVEL 3: 005

Define a quantidade de produto solúvel de misturar com

água.

Exemplo:005 indica que 5 unidades de produto solúvel 3 serão usadas. A unidade de referência é pré-imposta pelo fabricante.

Importante

A quantidade de pó solúvel é ajustável de 0 a 250 com intervalos de 1. A distribuição do produto não acontece quando o parâmetro é remetido a “0000

BEBIDA N

ÁGUA 3: 022

Define a quantidade de água a misturar no solúvel em pó.

Exemplo: 3 indica que a água será misturada com o produto solúvel 3. 022 indica que 22 unidades de água serão desembolsados para o respectivo solúvel. A unidade de referência é pré-imposta pelo fabricante.

Importante

A quantidade de água é ajustável de 0 a 250 mls com intervalos de 1. A distribuição da água não acontece quando o parâmetro remetido é “0000

BEBIDA

% SOLÚVEL 3: 100

Define a velocidade com que são desembolsados o pó solúvel e a água na bebida UM.

Importante

Definindo o valor 10 a bomba trabalha no máximo, enquanto o produto solúvel está sendo desembolsado, em impulsos, na capacidade mínima.

Definindo 100 tanto o produto solúvel como a água serão dispensadas à capacidade máxima.

Definindo 190 a bomba trabalha na capacidade mínima, enquanto o produto solúvel está sendo desembolsado na capacidade máxima.

Importante

A velocidade de desembolso do pó solúvel e da água quente é ajustável de 10 a 190 com intervalos de 10.

27

Português

No caso da sucessão prever mais produtos solúveis, a sequência “SOLUVEL- ÁGUA -% SOLUVEL reaparecerá.

Importante

Se a programação dos parâmetros referentes ao solúvel

(água solúvel, solúvel e% solúvel) é tal que ser estende para além da distribuição da água, o distribuidor interrompe a dosagem do pó e articula um beep (mistura insuficiente).

Verificar os parâmetros e solicitar novamente um desembolso correcto (a distribuição do pó tem que terminar alguns momentos antes do da distribuição da água, de modo a permitir uma boa mistura).

BEBIDA A

CAFÉ: 38

(só ZAFFIRO 300 Espresso)

Define a quantidade de café a desembolsar.

Exemplo: 38 indica que serão desembolsadas 38 unidades de café em pó. A unidade de referência está pré-imposta pelo fabricante.

Importante

A distribuição da quantidade de café é ajustável de 0 a

500 com intervalos de 2. A distribuição do produto não acontece quando o parâmetro remetido é “0000

BEBIDA

AÇÚCAR: 0

Permite introduzir a quantidade standard de açúcar a desembolsar com a bebida. A escolha é entre 0,1,2,3,4 e

Não. N exemplo, a quantidade standard de açúcar a desembolsar é igual a “0 pode variar a quantidade. Seleccionando “NO desembolsada uma bebida a que não será possível açúcar.

A unidade de referência está pré-imposta pelo fabricante.

BEBIDA

BEBIDA DE TESTE

Permite executar alguns testes de desembolso na bebida a que remeteu. Premindo “ENTER” “N BEBIDA PRESS

KEY” é possível escolher o tipo de teste que quer que aconteça.

- Tecla A bebida completa

- Tecla B bebida sem copo, açúcar e paletina

- Tecla C água só

- Tecla D só pó

- Tecla E açúcar e paletina

- Tecla F -

- Tecla G -

- Tecla H -

28

Português

Com esta função poderá analisar os seguintes parâmetros:

Estão dez níveis disponíveis, sendo que todos eles são modificáveis

VALOR DE PREÇOS

PREÇO 01: 100

200).

Permite remeter o valor desejado entre os disponíveis. No caso de não desejar modificar os dados apertar

“CANCELAR”.

Estão disponíveis dez preços:

PREÇOS DAS BEBIDAS

1 - 100 :ABCDEFGHS

Confirmado o item, o preço é visualizado e remetido previamente: no exemplo “1”; o número (no exemplo: “100”) mostra o valor do preço. As letras mostram as bebidas associadas para aquele preço. Associar uma bebida a um dos preços, ir com as teclas “UP” e “DOWN” no preço desejado. Para sair da função apertar “CANCEL”.

Em caso de produto com pré-selecção o número de preços

Se habilitados, serão aplicados quando a compra for efectuada com cartão (sistemas Cashless).

QUALIFICAÇÃO

DAS BEBIDAS

QUALIFICAÇÃO DAS BEBIDAS

SIM: ABCDEFGH

Permite habilitar/desabilitar as bebidas desejadas.

Confirmar a função para visualizar as bebidas habilitadas

(letra maiúscula) ou desabilitada (letra minúscula).

Apertar “ENTER” para modificar a programação. O cursor aparecerá debaixo da primeira letra, premir “ENTER” para modificar o estado (de maiúscula para minúscula ou viceversa). Para fazer o cursor percorrer, apertar as teclas

“UP” e “DOWN” e, confirmar a programação com

“ENTER”.

VENDA DE COPOS

SIM

Permite associar a venda do copo (sem bebida) à tecla

“CANCEL” (fig. 7). Para venda associar o copo a “YES

NO” assume a função de préselecção, se premida antes de seleccionar a bebida, não fornece o copo. O utente deve então usar um copo pessoal.

PREÇO DO COPO

100

Este comando assume diferentes funções segundo o item

“venda de copos”.

positivo) representa o preço de venda do copo (sem bebida).

ou negativo) representa o aumento do preço, ou o desconto, alcançável no preço da bebida.

Importante

preço do copo tem que ser programado.

Valor positivo (Ex. 100): é somado automaticamente ao preço da bebida, se a tecla de pré-selecção “SEM COPO” não é apertado. Apertando a chave de pré-selecção, a bebida é desembolsado ao preço.

Valor negativo (Ex. -100): é descontado automaticamente do preço da bebida, se apertar a tecla de pré-selecção

“SEM COPO”.

COPO AUTOMÁTICO

->Y <- N ++

Este item é o resultado do “YES

DE COPOS

Permite capacitar (ou incapacitar) a provisão automática do copo com todas as bebidas. Seleccionando “NO bebidas serão sempre desembolsados sem copo, enquanto

é possível adquirir o copo vazio que seleccionando a tecla

“CANCEL”.

TECLA GRATIS/RESET

SIM tecla grátis. (fig. 8).

29

Português

LIVRE

Nesta função há a possibilidade de remeter aos parâmetros seguintes:

LIVRE

NUNCA

LIVRE

SEMPRE

A provisão grátis dos produtos pode ser “SEMPRE

CA NO INTERVALO DE TEMPO

SEMPRE pleta.

GESTÃO/

PREÇOS DIF. 2

ON1: lmmgvsd 00:00

Neste menu temos a possibilidade de programar 2 diferentes preços diferenciados (PREÇOS

DIFERENCIADOS 1; PREÇOS DIFERENCIADOS 2), que tornam-se funcionais somente em algumas faixas horárias.

PRÉ-MOAGEM

SIM

(só ZAFFIRO 300 Espresso)

Permite activar “YES do café, o que permite encurtar o tempo de desembolso.

PRÉ-MOAGEM

ON1: lmmgvsd 00:00

Permite remeter, durante a semana, dois intervalos de tempo da moagem. Para a programação dos dias e dos horários proceder como descrito em “INTERVALO DE

LIVRE

INTERVALOS DE TEMPO

Permite remeter, durante uma semana, dois intervalos de tempo nos quais desembolsa as bebidas grátis.

LIVRE ON1

Lmmgvsd 00:00

Para cada um deles é necessário inserir o horário de começo (“ON

Premindo “ENTER” o cursor aparece debaixo das letras que identificam os dias da semana, e apertando o “UP” e

“DOWN” varia de maiúscula para minúscula.

MAIÚSCULA= seleccionou dia;

Minúscula= não seleccionou dia.

Usar as teclas “UP” e “DOWN” para estabelecer a hora de começo. Assim que o último valor estiver seleccionado e confirmado com “ENTER”, desligando (“OFF1

ON2” – “OFF2 res são automaticamente pedidos.

No caso de não desejar modificações, premir “CANCEL”.

Depois da confirmação (“OFF2 do menù.

HORÁRIOS ON/OFF

SIM

Permite programar a máquina ligando on e off.

HORÁRIOS

ON1: lmmgvsd 00:00

Se é seleccionado “YES”, dois intervalos de tempo, de ligar e desligar, (“ON1 activos durante a semana. Para a programação dos dias e dos horários proceder como descrito em “INTERVALO

HORÁRIOS DAS LAVAGENS

SIM automática, em sequência, dos dois misturadores.

HORÁRIOS DAS LAVAGENS

ON1: lmmgvsd 00:00

Permite remeter, durante a semana, dois intervalos de tempo nos quais o distribuidor executa as lavagens automáticas.

Para a programação dos dias e dos horários proceder como descrito em “I N T E R V A L O D E T E M P O

30

PREÇOS DIF. 1

ON1: lmmgvsd 00:00

Português

TOTAL DE VENDAS

00

Visualiza o total do distribuidor.

É tida a possibilidade de ver todas as estatísticas de contabilidade de vendas do distribuidor. Em sequência:

TOTAL DE MOEDAS

00

Visualiza o número total das moedas inseridas

TOTAL DE NOTAS

00

Visualiza o número total do notas inseridas

NOTAS 01

000

Visualiza o número vezes em que as notas, identificadas através de 01 a 06, foram inseridas no leitor.

Permite visualizar a quantia transferida do cartão para o distribuidor automático.

Confirma o total por cada preço.

PREÇO 01

00

Visualiza o total de todos os preços identificados de 01 a

10.

COPOS

0000

Visualiza o total de desembolsos grátis dos copos.

Importante

O número aumenta quando:

- a “VENDA DE COPOS copo é pedido;

- a “VENDA DE COPOS

• o preço é superior a 0 e não é excluído a distribuição do copo;

• o preço é inferior a 0 e é excluído distribuição do copo.

Permite visualizar a quantia transferida do distribuidor para o cartão.

SOBREPAGAMENTO

00

Visualiza o valor total dos créditos residuais confiscados

SELECÇÕES GRÁTIS

0050

Visualiza o número total selecções grátis.

Total de vendas efectuadas em máquinas Slave MDB (USD)

Permite visualizar o total de descontos efectuados para as chaves Cashless

Permite conferir todas as quantidades de café, bebidas, solúvel, água, copos e açúcar.

Confirmando os contadores, é visualizado o contador seguinte.

TT PP contadores. O número que aparece perto de “PP um cálculo parcial, e é então anulável.

CONTADOR DE CAFÉ

*TT:000023 PP:00015*

Visualiza o número total (“TT

(“PP dos contadores.

Permite visualizar o total de aumentos efectuados para as chaves Cashless

31

Português

CONTADOR DE BEBIDAS

*TT:000023 PP:00015*

Visualiza o número total (“TT e o número parcial (“PP dos contadores.

Confirmando os valores, aparecerá o número correspondente a cada bebida.

CONTADOR DE BEBIDAS

*TT:000023 PP:00015* as bebidas (Para-B-C-D-E-F-G-H) e o número parcial

(“PP

REAJUSTE DOS CONTADORES

->Y <- N ++

Função que permite reajustar todos os contadores parciais e contadores da estatística financeira. Apertar “ENTER” para ter acesso a esta possibilidade.

REAJUSTE ESTATÍSTICA

->Y <- N ++ remontados, em conjunto com aqueles que indicam os totais da estatística financeira:

CONTADOR DO SOLÚVEL 1

*TT:000023 PP:00015* que desembolsou por todo reservatório (1-2-3-4) e o parcial (“PP

CONTADOR DE ÁGUA

*TT:000023 PP:00015*

Visualiza o número total (“TT número parcial (“PP contadores.

CONTADOR DE COPOS

*TT:000023 PP:00015*

Visualiza o número total (“TT parcial (“PP

CONTADORES DE AÇUCAR

*TT:000022 PP:00015*

Visualiza o número total (“TT número parcial (“PP contadores.

CONTADORES DESCAF.

00000

Visualiza o número parcial de bebidas que contêm cafés descafeinados desembolsado a partir da última anulação dos contadores.

Importante

Também em falta de energia eléctrica o distribuidor mantém em memória os parâmetros programados.

Função que permite reajustar todos os contadores parciais.

Confirmar para ter acesso a esta possibilidade.

32

Registo dos erros

O DA memoriza na eprom interna os eventos significativos acontecidos ao VMC (por exemplo os erros acontecidos, os avisos de warning, etc.)

A memorização acontece durante a detecção da condição de erro e consiste no registo das informações seguintes:

1. código do erro (ou do warning) acontecido

2. ponto de geração do aviso (por exemplo, qual motor espiral se o erro corresponder a um motor espiral, ou café, ou qual solúvel)

3. dia, mês, hora e minuto da detecção do erro (essas informações estão presentes só se no DA estiver presente o cronómetro).

Os registos são introduzidos numa lista que pode conter no máximo 50 elementos, depois de ultrapassado este limite as informações serão novamente introduzidas a partir da posição 1 (as informações mais “antigas” serão eliminadas).

Notas

O registo é efectuado para todos os erros e as anomalias, exceptuado a intervenção de um dos bloqueios (café, solúvel, bebida, água)

Durante a fase de visualização se o código de erro for

MDB_CHANGER_ERR (=80) a visualização será então de tipo 2. Em todos os demais casos utiliza-se a visualização de tipo 1.

Representação de tipo 1:

ERROR LOG ii/NN

Exx ddmmm hh:mm

Representação de tipo 2:

ERROR LOG ii/NN

Exx aabb ddmmm hh:mm

Legenda: ii

NN xx aa bb dd dd mmm hh mm

Português

33

Português

8 - USO DO DISTRIBUIDOR

Importante

Antes de utilizar o distribuidor, ler atentamente a presente publicacão, adquirindo consciência geral do distribuidor.

Depois de um periodo de inactividade do distribuidor è aconselhavel reler o capitulo “8.2 Primeira ligacão do distribuidor” antes da reactivacão.

8.1

Estado do distribuidor

Em relacão à alimentacão eléctrica o distribuidor pode apresentar os seguintes estados:

Fora de serviço

- Interruptor geral (ref. 36, fig. 1) na posicão “I“.

- As funções estão desabilitadas.

- O display (ref. 2, fig. 1) visualiza a mensagem “FORA

DE SERVIÇO situações particulares”).

Importante

Para repor o distribuidor em serviço è necessário a intervenção técnica.

8.2

Primeiro uso do distribuidor

Reabastecendo os recipientes

Importante

É essencial usar produtos idóneos e solúveis para máquinas automáticas de distribuição.

Usar produtos liofilisados nos respectivos recipientes (ver

“7 – Programação”).

O açucar é colocado obrigatoriamente no respectivo recipiente (ref. Recipiente A, fig. 18).

Verter o café obrigatoriamente no recipiente de café em grão (ref. Recipiente C, fig. 18), (versão Espresso).

Apagado e isolado electricamente

- Interruptor geral (ref. 36, fig.1) na posição “0“.

- Só está activa a memória dos dados programados.

Ligado

- Interruptor geral (ref. 36, fig. 1) na posição “I“.

- Estão activas todas as funçõês e o mostrador (ref. 2, fig. 1) está ligado.

Em stand-by

- Interruptor geral (ref. 36, fig. 1) na posição I“.

STAND-BY

- A memória dos dados programados está activa.

- O distribuidor não fornece bebidas.

fig. 18

Recipiente 1

Com misturador espiral (ref. 8, fig. 1)

- Produto liofilizado (Chá)

Recipiente 2

Com misturador em comum (ref. 9, fig. 1) para o recipiente 3

- Produziu solúvel

34

Português

Recipiente 3

Com misturador em comum (ref. 9, fig. 1) para o recipiente

2

- Produto solúvel

Importante

Querendo café solúvel descafeinado, o produto deve ser colocado neste recipiente obrigatoriamente, na versão

Espresso e na Instant.

Recipiente A “açucar”

Com convergência (ref. 29, fig. 1) do produto no distribuidor de açúcar e paletinas (ref. 25, fig. 1)

- Açúcar

Recipiente C (versão Espresso)

Com moinho (ref. 27, fig. 1)

- Café em grão

Recipiente 4 (versão Instant)

Com misturador (ref. 34, fig. 1)

- Solúvel (Café)

Para fornecer os recipientes necessita de:

- Abrir a porta fronteiriça (ref. 1, fig. 1);

- Erguer o contador superior (ref. 11, fig. 1);

Importante

A porta superior contra é dotada de uma fechadura que previne o seu levantamento quando a frontal contra está fechada.

- Desenfiar a cobertura do recipiente de encher.

- Inserir o produto sem superar os 2/3 da capacidade máxima.

- Fechar o recipiente novamente com a cobertura.

- Fechar o contador superior novamente.

- Fechar o contador fronteiriço novamente.

Importante

Encher, além do recipiente A “açucar”, também o tubo de desembolso (ref. 23, fig. 1), activando as chaves relativas

(ref. TS1 e TS5, fig. 8) (ver “5.2 Comandos internos”).

Regulamento do moinho

(Versão Espresso)

- Regular a moagem do café num dos valores seguintes, girando o aperto de manivela (ref. A, fig. 19):

Itália

. ...........................................

4-7

Espanha

. ................................

5-8

França - Suíça

. .............

5-8

Alemanha - Áustria

.

6-9

E.U.A. - Canadá

. ......

6-14

Se durante a distribuição, o café sai muito lentamente será necessário regular o moinho num valor mais alto, se sai muito depressa é necessário posicionar abaixo um índice.

Importante

Depois de ter modificado a moagem é necessário desembolsar, pelo menos dois cafés, para apreciar a variação.

fig. 19

Pás do distribuidor

Para recarregar o distribuidor das paletinas (ref. 20, fig.

20) necessitará de:

- Abrir o contador fronteiriço (ref. 1, fig. 1).

- Soltar o botão (ref. A, fig. 20).

- Girar o recipiente externamente (ref. B, fig. 20).

- Extrair o peso (ref. C, fig. 20).

- Encher o recipiente de paletinas (ref. D, fig. 20).

- Reinserir.

fig. 20

35

Português

Importante

Conferir a posição correcta das paletinas no interior do recipiente. Usar paletinas para a distribuição automática, sem imperfeições e conforme as dimensões satisfatórias da figura (fig. 21).

fig. 21

- Trazer o recipiente à posição inicial.

- Fechar o botão (ref. A, fig. 20).

Distribuição de copos

Para fornecer os copos no distribuidor:

- Abrir o contador fronteiriço (ref. 1, fig. 1).

- Abrir o contador do distribuidor (rf. 22, figo. 1 e 22).

Perigo

É proibido girar o tubo dos óculos (ref. A, fig. 22) com o contador fronteiriço do distribuidor fechado (ref. 22, fig.

1 e 22). Esta operação deve ser executada visualmente.

- Remover, as colunas externas formadas pelos copos posteriores (ref. B, fig. 22).

Perigo

Antes de girar os tubos dos copos é necessário remover as colunas externas formadas pelos óculos posteriores

A falta de respeito destas instruções simples podem provocar danos para os copos do distribuidor.

RESPEITAR as advertências, ESPECIALMENTE nos primeiros abastecimentos.

Especialmente respeitar as instruções nos enchimentos seguintes.

- Deixar girar os tubos dos copos (ref. A, fig. 22) apertando TS4 e TS5 (fig. 8), até a abertura estar em posição H (fig. 22).

- Inserir uma quantidade de copos que estará entre os níveis mínimo e máximo

- Deixar girar os tubos dos copos (ref. A, fig. 22) apertando TS4 e TS5 (fig. 8), até a abertura estar em posição Y (fig. 22).

- Inserir nos espaços remanescentes (ref. D, fig. 23) uma quantidade de copos entre os níveis mínimo e máximo indicados nas placas desses espaços.

Importante

Verificar se as faixas de borracha não impede a descida dos copos no braço de apoio aos copos (ref. 23, fig. 1).

usar copos para a distribuição automática, sem imperfeições e conforme as dimensões aplicadas no contador dos copos (ref. 22, fig. 1 e 22).

- Fechar novamente o contador dos copos do distribuidor, e o contador fronteiriço.

fig. 22

36

Português

Operações para exercício do distribuidor

- Verificar as funções eléctricas (interruptor geral em posição “I”).

Efectuar o enchimento do circuito de água do distribuidor que procedendo como se segue:

- Abrir o contador fronteiriço;

- inserir a chave (ref. A, fig. 5) para activar o microinterruptor de segurança.

Importante

Esta operação, necessária para a instalação do distribuidor, exclui a segurança de sistema de abertura do distribuidor.

Deve ser executado por pessoal especializado atento dos riscos a que é exposto.

- abrir o apoio do moedeiro (ref. 19, fig. 1);

- apertar e segurar o botão TS3 (fig. 8) até um lançamento regular de água sair do último tubo

- fechar o apoio do moedeiro (ref. 19, fig. 1);

- remover a chave de segurança (ref. A, fig. 5);

- fechar o contador fronteiriço;

- aguardar até aparecer “AGUARDAR distribuidor está aquecendo);

- prosseguir lendo na exibição (ref. 2, fig. 1) a mensagem de diálogo do distribuidor e executar as possíveis operações satisfatórias;

- aguardar até o mostrador mostrar a função “TEXTO

STAND-BY

Importante

Os produtos desembolsados devem serconsumidos depressa, e não podem ser preservados.

- Verificar a operação do distribuidor desembolsando algumas bebidas.

Importante

Todas as chaves são programadas em valores de padrão,

é necessário em todo caso conferir que a bebida adquirida corresponde às características desejadas. Caso contrário

é necessário proceder à reprogramação do desembolso

(ver “7 – Programação”).

8.3

Desembolso das bebidas

- Escolher a bebida entre as disponíveis.

- Se o distribuidor não está programado para desembolsar as bebidas livres inserir o crédito pedido

- A exibição mostra “SELECCIONAR A BEBIDA

- Apertar a tecla que corresponde à bebida pedida.

Importante

Para evitar queimar, aguardar pelo sinal de fim de desembolso (“REMOVER COPO de introduzir a mão no espaço de desembolso.

8.4

Mensagens e sinais de situações particulares

A operação do distribuidor automático é completamente parada, ou parcialmente, quando há falta de alguns produtos ou condições anómalas são verificadas. O mostrador no painel de comando fornece as indicações das causas que provocaram a eventual paragem.

Quando se verifica uma anomalia aparece uma mensagem

(ex.: “CHAMAR A ASSIS. – FORA DE SERVIÇO o código de erro.

Para visualizar na exibição o tipo de anomalia, necessita,:

- Abrir o contador fronteiriço;

- inserir a chave de exclusão de segurança (ref. A, fig.

5);

- abrir o prato de apoio ao moedeiro (ref. 19, fig. 1);

- apertar a tecla “RESET” (ref. TS2, fig. 8);

- na exibição aparece a mensagem a informar o tipo de

CHAMAR ASS. – SEM ÁGUA

Quando a anomalia é eliminada, necessita,:

- Apertar a tecla “RESET” (ref. TS2, fig. 8);

- fechar o prato de apoio ao moedeiro (ref. 19, fig. 1

- remover a chave de segurança e fechar o contador fronteiriço.

Perigo

Esta operação que exclui o sistema de segurança deve ser executada pela manutenção técnica, que está atenta dos riscos derivados pela presença de partes debaixo de tensão ou em movimento.

37

Português

O quadro mostra a correspondência entre os códigos e as mensagens fora de serviço e as causas relativas e remédios.

São sempre visualizadas as mensagens de anomalia em inglês.

Código de erros.

Mensagem Causa Remédio

01

03-04

05

06-07

08

11-12

14

16

19

20

25

31

SPOON DISP.

BLOCKED

Anomalia no circuito hidráulico Remover a causa que provocou a anomalia

O grupo de café parou Remover a causa que tem provocado o bloqueio

A turbina não está virando:

1 - a bomba não trabalha

2 - parou Electrovalvola

3 - obstrução do circuito hidráulico

4 - a turbina não trabalha

1 - verificar a conexão eléctrica

2 - verificar e eliminar a causa que causou o bloqueio

3 - eliminar a obstrução

4 - substituir a turbina

O braço parou Remover a causa que tem provocado o bloqueio

O distribuidor de copos está vazio Adicionar copos no distribuidor (ver cap. 4.14)

O distribuidor de paletinas está parado

Remover a causa que provocou o bloqueio

Anomalia no sensor de temperatura Verificar a eficiência do sensor

Erros no ajuste das datas na memória da unidade de controle.

Recorrer ao técnico de manutenção ou ao centro de assistência autorizado.

Galão cheio

Ausência do grupo de café

Tire o galão e esvazie-o

Inserir correctamente o grupo de café

Saeco card sem time keeper Desligar o distribuidor, montar o TIME

KEEPER e ligá-lo novamente.

Ponto decimal dos sistemas de pagamento não alinhado com as regulações do D.A.

Verifique que a selecção do ponto decimal no distribuidor coincida com aquela do sistema de pagamento instalado

O quadro mostra as mensagens que são visualizadas, alternadas com “TEXTO STAND-BY” na linha superior do mostrador e que não causam o bloqueio total do distribuidor.

As bebidas que não contêm café em grão podem continuar a ser distribuidas. No caso dos copos, estes poderão ser desembolsados carregando na tecla “SEM COPO”.

No caso de “USAR MOEDA CORRECTA” o distribuidor trabalha regularmente mas não fornece troco.

Sinais

COPOS NÃO

DISPONÍVEIS

Causa Remédio

O recipiente de café em grão está vazio

Colocar café em grão no recipiente (ver cap. “8.2

- Reabastecendo contentores”) e apertar a tecla de “RESET” duas vezes (ref. TS2, fig. 8)

O distribuidor de copos está vazio Colocar copos no distribuidor (ver cap. “8.2 – copos”) e apertar a tecla de “RESET” duas vezes

(ref. TS2, fig. 8)

Os tubos de acumulação das moedas estão abaixo do limite programado

Adicionar moedas no depósito

Nota:

os leds vermelhos perto das bebidas que contêm café em grão podem mostrar, conjuntamente com a falta do mesmo café que o café de grupo (ref. 28, fig. 1) não foi inserido ou está mal inserido. Verificar a presença ou a correcta inserção do grupo e se o microship de control está a funcionar correctamente.

38

Importante

Um das causas que determina o fora de serviço é o bloqueio da válvula (ref. A, fig. 23) que encerra a entrada da água.

A primeira operação a fazer é esvaziar a possivel água do tubo (ref. B, fig. 23), por baixo da máquina.

Para fazer isto proceder como mostra a figura e despejar a água para um recipiente.

Tendo esvaziado o tubo é necessário fechar e levar, novamente, o tubo de borracha à sua posição original.

fig. 23

Português

39

Português

9 - MANUTENÇÃO

9.1

Introdução

Perigo

Antes de executar qualquer operação de manutenção e/o limpar, desligar da alimentação eléctrica distribuindo e aguardar que esfrie.

Para adquirir a qualidade máxima nas bebidas desembolsadas e garantir a melhor operação do distribuidor é necessário seguir as disposições contidas neste livro.

- Os componentes não destacáveis e mesmo distribuidor devem ser limpos, quando não especificado caso contrário, só com água tépida, usando esponjas não abrasivas e panos húmidos (esta operação não deve ser executada sobre as partes eléctricas expostas).

- Não usar lançamentos de água directa.

- Todas as partes a limpar são facilmente acessíveis e não requerem a utilização de utensílios.

- Uma manutenção e uma limpeza regular, conserva e mantêm eficiente o distribuidor por um grande período e garante o respeito das normas higiénicas normais.

- Os contadores presentes no distribuidor contam o número de desembolsos executados e permitem programar as intervenções de manutenção ordinárias da manutenção técnica.

- Dentro do distribuidor, a manutenção técnica, tem há disposição uma tomada de bipolar de serviço de 230 volts (ref. A, fig. 24).

Para usar a tomada é necessário remeter as funções eléctricas que posicionam o interruptor geral em “I”.

Perigo

No caso de anomalias de operação, desligaro distribuidor imediatamente, interromper a alimentação eléctrica por meio do interruptor unipolar ou puxando a tomada e contactar o centro de ajuda mais próximo.

Perigo

A tomada deve ser usada exclusivamente pela manutenção técnica.

9.2

Limpeza e manutenção

• As operações de manutenção são de executar pelo menos uma vez por ano e entendem o controle integral do distribuidor e a conformidade com as normas.

Perigo

É absolutamente proibido executar operações de limpeza ou manutenção, com a chave de exclusão do microinterrupor de segurança inserido (ref. A, fig. 5).

Importante

Todos o orgãos do distribuidor devem ser lavados exclusivamente com água tépida sem a utilização de algum detergente ou solvente que pudessem modificar a forma ou a funcionalidade.

Importante

Não lave na máquina de lavar.

fig. 24

40

Português

Grupo de café

- Desenfiar o tubo de desembolso de café (ref. T, fig.

25).

- Girar a alavanca (ref. A, fig. 25) na posição 3.

- Extrair o grupo que mantém a alavanca em posição 3.

- Para lavar o grupo em água tépida, fazer um banho de chuveiro lavando com particular cuidado a limpeza superior (ref. F, fig. 26)

- Secar o grupo e reinserir mantendo a alavanca na posição 3.

Importante

Ao inserir o grupo ter cuidado para que as setas de referência coincidem. Caso contrário alinhar (fig. 26) usando a chave.

Misturador e distribuição

- Remover o funil (ref. A, fig. 27) para pós junto com a cobertura (ref. B, fig. 27) para funil.

separar da parte subjacente os tubos em silicone que também desenfiam (ref. C, fig. 27)

- Girar (ref. D, fig. 27).

- Extrair o corpo do misturador (ref. E, fig. 27).

- Limpar o misturador (ref. F, fig. 27) com uma esponja empapada em água tépida sem pressionar.

- Lavar abundantemente em água tépida todos os componentes e voltar a junta-los executando as operações em sentido inverso.

Cuidado particular no modo de inserção correcta dos tubos em silicone (ref. C, fig. 27) no misturador.

fig. 25 fig. 27

Misturador em espirais e distribuição

- Remover o funil para pós (ref. A, fig. 28) junto da cobertura (ref. B, fig. 28) para funil. Separar da parte subjacente que também desenfia (ref. C, fig. 28) do tubo em silicone.

- Apertar o cursor de montagem (ref. D, fig. 28).

- Extrair o corpo do misturador.

- Lavar abundantemente em água tépida todos os componentes e juntar-los executando as operações em sentido inverso.

Cuidado particular no modo de inserção correcta dos tubos em silicone (ref. C, fig. 28) no misturador.

fig. 26 fig. 28

41

Português

Recipientes dos produtos

- Erguer o contador superior (ref.11, fig. 1).

- Extrair os recipientes erguendo-os ligeiramente (fig.

29).

Os recipientes não precisam de uma manutenção detalhada. Não obstante é necessário limpando com mensalmente asseguramdo que quando reabastecer estão perfeitamente secos.

Os recipientes podem ser separados da fivela anterior em silicone (ref. B, fig. 29) apertando e puxando para si mesmo, a faixa de borracha (ref. C, fig. 29) e a fivela de parte de trás (ref. E, fig. 29) girando à esquerda, permitindo a extracção do pivô da parte de trás (ref. A, fig. 29) e da faixa de borracha (ref. D, fig. 29).

Limpar o tudo com um trapo seco ou com um jacto de ar comprimido e voltar a juntar, executando as operações inversamente.

Recipiente do açucar

Usar o mesmo procedimento, descrito no cap. “contentor de produto”- limpar o recipiente do açúcar. Excepto o contentor anterior (ref. 29, fig. 29) que terá que ser separado do recipiente, girando e só depois retirado do centro.

Importante

Limpar o tubo cuidadosamente (ref. 21, fig. 30) e o braço

(ref. B, fig. 30) do dispositivo de desembolso.

fig. 30 fig. 29

42

Recipiente café em grãos e moedor de café

(versão Espresso)

- Abrir o contador fronteiriço (ref. 1, fig. 1).

- Fechar o painel móvel (ref. A, fig. 31) puxando para o exterior.

- Desembolsar um pouco de café de modo a esvaziar o moinho dos grãos de café.

- Desenfiar o recipiente.

Desembolso

- Abrir o contador fronteiriço.

- Girar o botão de montagem (ref. 24, fig.33).

Português fig. 33

- Extrair o vão (ref. 5, fig.34).

fig. 31

- Remover a guarnição (rif. A, fig. 32)

1

2

3

4

5

6

7

fig. 32

- Remover utilizando um aspirador os grãos de café presentes na entrada do moedor de café.

Limpar o tudo com um trapo seco ou com um aspirador e voltar a juntar executando as operações inversamente e, assegurar que o recipiente está perfeitamente seco.

fig. 34

- Dividir os dois elementos que compõem o desembolso lavar.

- Limpar cuidadosamente

- Reajuntar executando as operações em sentido inverso.

43

Português

Braço que distribui copos

- Abrir o contador fronteiriço.

- Desaparafusar o botão (ref. A, fig.35) de fixar o braço

(ref. 23, fig.35).

- Ou extrair ou o botão o braço.

- Limpar cuidadosamente

- Reajuntar executando as operações em sentido inverso.

Importante

Verificar o deslizamento correcto do braço.

Depósito dos residuos

Para aceder ao depósito (ref. 31, fig. 1) deve:

- Abrir a porta frontal.

- Extrair o depósito.

- Limpar e voltar a inserir no local.

Vão interno

- Abrir a porta frontal.

- Retirar os elementos amoviveis (cofre, depósito das pingas, etc.)

- Limpar internamente o distribuidor com um pano enxuto ou um aspirador.

fig. 35

9.3

Substituição -Ventoinha do Misturador

- Desenfiar os elementos que compõem o misturador (ver

“9.2 Limpeza e manutenção - Misturador e distribuição”)

- Remover o ventoinha velha (ref. A, fig. 37), extraindoa com força.

- Inserir a nova (ref. B, fig. 37).

- Apertar em direcção axial até que o ventoinha chegue ao limite.

Importante

O construtor recusa toda responsabilidade por possível mau funcionamento causado por manutenção escassa ou errada.

Braço dispensador

- Abrir o contador fronteiriço.

- Desenganchar a fechadura elástica (ref. B, fig.36).

- Desenfiar do braço do desembolso os tubos (ref. A, fig. 36).

- Erguer (ref. C, fig.36) e lançar o braço de desembolso

(ref. 30, fig.36).

- Limpar o braço de desembolso.

- Reajuntar executando as operações em sentido inverso.

fig. 37 fig. 36

44

Português

10 - INSTRUÇÕES PARA O

TRATAMENTO EM FIM

DE VIDA ÚTIL

Este produto está conforme a directiva EU 2002/96/EC.

11 - VARIANTES DA

VERSÃO ZAFFIRO 300

INSTANT

O distribuidor “ZAFFIRO 300 instant” permite desembolsar bebidas que usam pós solúveis contidos completamente nos quatro reservatórios (ver cap.8.2).

O simbolo impresso no produto ou na sua embalagem indica que este produto não se pode tratar como lixo doméstico normal.

Este produto deve ser entregue num ponto de recolha de equipamentos eléctricos e electrónicos para reciclagem.

Ao assegurar-se que este produto é eliminado correctamente, estará a ajudar a evitar possiveis consequências negativas para o ambiente e saúde pública que resultariam se este produto não fosse manipulado de forma adquada. Para obter informações mais detalhadas sobre a reciclagem deste produto, por favor contacte o gabinete da câmara municipal da sua cidade ou a loja onde comprou o produto.

11.1 Variações do equipamento

INSTANT diferencia-se da INSTANT por:

- recipiente café (ref. 16, fig. 1);

- o moinho do grupo (ref. 27, fig. 1);

- grupo de café (ref. 28, fig. 1).

Em substituição do grupo de café, é instalado um recipiente

(ref. 33, fig. 1), com misturador relativo (ref. 34, fig. 1), para a produção de café solúvel.

Importante

O desmantelamento do distribuidor ou de partes do mesmo deve ser efectuado no pleno respeito do ambiente e conforme as legislações vigentes em matéria.

11.2 Variações de operação

O café solúvel (não descafeinado) deve ser colocado no recipiente 4 (Fig. 18).

Importante

O café solúvel descafeinado deve ser obrigatoriamente colocado no recipiente 3 (Fig. 18).

11.3 Variações da estrutura de programação

substituida com o número 4 na visualização da sucessão.

Esta variação é devido à substituição do recipiente C (Fig.

18) com o recipiente 4 (Fig. 18).

45

Português

46

Português

47

Was this manual useful for you? yes no
Thank you for your participation!

* Your assessment is very important for improving the work of artificial intelligence, which forms the content of this project

Download PDF

advertisement

Table of contents