CENTRAL DETECÇÃO INCÊNDIO YAZIC

CENTRAL DETECÇÃO INCÊNDIO YAZIC
CENTRAL DETECÇÃO INCÊNDIO
YAZIC
Modelo FAP2 – 2 Zonas Programáveis
MANUAL DE INSTALAÇÃO
E
PROGRAMAÇÃO
Introdução
A FAP2 é uma Central de Detecção de Incêndio Convencional, equipada com 2 zonas de detecção, controlada
por um microprocessador de tecnologia RISC, que lhe confere uma grande versatilidade de programação e
funcionamento. Os circuitos de detecção foram especialmente concebidos para funcionarem, sem adaptações,
com a grande maioria dos detectores existentes no mercado.
Os circuitos de detecção são programáveis para:
- detectores automáticos (temporizados em modo dia)
- botões manuais (instantâneos)
- ou mistos (inteligentes)
O painel frontal, especialmente pensado para uma operação simples e intuitiva, possui os comandos e
indicadores requeridos pelas normas existentes. Assim, possui indicadores de:
alarme e avaria por zona, alarme e avaria gerais, comando individual de inibição de zonas,
funcionamento, alimentação de rede (230VAC), modo dia (temporizado)
bem como comandos de:
silenciar acústicos, reposição, comutação modo Dia/Noite.
Tem ainda um besouro para sinalização local de alarmes e avarias.
A tensão de funcionamento é 24VDC nominal, para o que dispõe de uma fonte de alimentação com
capacidade para 1,5A para carga da bateria e alimentação de equipamentos auxiliares. Dispõe de espaço para
instalação de duas baterias de 12V/7Ah.
Está equipada com dois relés programáveis com saídas em contactos secos (inversão completa). A
programação cobre virtualmente todas as necessidades: pré-alarme, alarme, avaria, acústicos, alarme por
qualquer zona e grupos de zonas, etc.
Também são programáveis os tempos principais de operação do sistema, bem como o código de acesso,
opcional, para operação do teclado.
Ligações
Alimentação 230VAC
Deve usar-se cabo com condutor de terra, para ligar a alimentação primária de 230VAC ao bloco de terminais
com fusível e a terra ao chassis do equipamento. Devem completar-se todas as ligações antes de introduzir o
fusível para aplicação da energia
Zonas
A cada circuito a dois fios, de funcionamento a 24VDC nominal, poderá ser ligado um ou mais detectores,
botões ou contactos, devendo ser terminado por uma resistência de 4700 Ohm 1/4W fornecida com a
central (amarelo, violeta, vermelho). Pode ser instalado um máximo de 32 detectores por zona.
Os detectores deverão ter uma resistência nominal em alarme de 1000 Ohm embora a central ofereça
bastante tolerância a este valor (aprox. de 100 a 2000 Ohm). São também tolerados detectores sem
resistência de alarme, desde que mantenham na linha uma tensão mínima nominal de 8 Volt. No entanto, para
que possam ser utilizados em zonas inteligentes (ver abaixo), a resistência em alarme não pode ser inferior a
400 Ohm. Em caso de dúvida consulte o seu distribuidor.
Nas zonas programadas como automáticas, o alarme será temporizado caso a central esteja em modo dia.
Esta programação destina-se a zonas que contenham sómente detectores automáticos.
Os botões de alarme, caso sejam instalados em circuitos sómente a eles destinados, deverão ser equipados
com resistências de alarme de 1000 Ohm / 1 Watt, ou de 470 Ohm / 2W (ou valores intermédios a 2W). Estas
zonas deverão então ser programadas como manuais para que o alarme seja sempre instantâneo.
Manual FAP2 – 03/05
Nas zonas mistas, programadas como inteligentes, os botões deverão ser equipados com resistências de
alarme de 220 Ohm / 3 Watt. Neste caso, se estiver activado o modo DIA, o alarme será temporizado caso
provenha de um detector automático e instantâneo se provier de um botão. Por outro lado, se estiver a
decorrer a temporização causada pelo alarme de um detector e um segundo detector entrar em alarme, a
temporização terminará e será dado o alarme total.
Acústicos
Saída para sirene de 24V com monitorização de corte e curto-circuito. Está protegida por um fusível individual
e tem capacidade para comutar até 1A. Deve ser terminada com uma resistência de 4700 Ohm fornecida
com a central e igual às dos circuitos de zonas. Poderão instalar-se outros dispositivos nesta linha tendo o
cuidado de não exceder a sua capacidade.
A monitorização impõe uma tensão de cerca de 1,8V em repouso que não será suficiente para activar a
grande maioria dos dispositivos. No entanto, no caso de dispositivos muito sensíveis como é o caso de
besouros piezo, poderão soar embora com um nível muito baixo. Para evitar este efeito poderá ser colocado
um díodo do tipo 1N4002 em série com cada um dos dispositivos problemáticos.
Saídas de zona
Existem saídas por zona do tipo transistor em colector aberto, que estabelecem uma ligação ao negativo no
caso da zona respectiva entrar em alarme. Têm capacidade para comutar 0,1A que poderá servir para acender
um LED, activar um besouro ou um relé externo.
Relés Programáveis
Existem duas saídas de contactos inversores secos de relé: Relé 1 e Relé 2.
Estes relés podem ser programados para serem activados em diversas situações de alarme, avaria geral ou
por zona. Os contactos têm capacidade para comutar 230VAC / 3A máx.
Alimentação Auxiliar
Disponível nos terminais VAUX, está protegida por um fusível dedicado e é utilizada para alimentar
equipamentos auxiliares. O fusível é monitorizado, provocando uma situação de avaria se não existir tensão na
saída VAUX+. Não deve ser exigida uma corrente superior a 1A em regime constante para que a fonte de
alimentação fique com capacidade suficiente para carregar a bateria e para o consumo da própria central.
Admite-se no entanto um consumo temporário até 3A.
Baterias
É recomendável a incorporação de duas baterias de 12V / 7Ah, montadas em série, usando o cabo fornecido e
dotado de terminais FASTON. Respeite a polaridade!
Esta ligação está protegida por um fusível contra excesso de corrente ou inversão de polaridade.
O estado de carga e de saúde da bateria é monitorizado várias vezes por minuto. Para isso, o
microprocessador desliga a alimentação primária durante um curto espaço de tempo e mede a tensão da
bateria, produzindo uma situação de avaria se não estiver dentro dos parâmetros estabelecidos.
Comandos e Indicadores
Bloco de Zonas
Teclas de zonas
Estão colocadas por baixo dos indicadores de alarme e avaria correspondentes a cada zona. Em operação
normal, servem para ligar e desligar a zona correspondente. Se estiver programado um código de acesso aos
comandos, servem também para introduzir este código.
Em modo de programação são usadas para introduzir os parâmetros.
Manual FAP2 – 03/05
Indicadores de alarme de zona
Vermelhos, acendem quando a zona respectiva se encontra em pré-alarme ou alarme.
Indicadores de avaria
Amarelos, acendem quando a zona respectiva apresenta uma avaria, resultante quer de uma interrupção,
quer de um curto-circuito.
Quando intermitentes, sinalizam que a zona foi desligada (zona isolada) por actuação da tecla respectiva.
Bloco de Comando
Indicador FUNCIONAMENTO
Serve para indicar que a central se encontra em funcionamento normal, incluindo o microprocessador. Se
apagar, estando a central alimentada, pode significar, uma pouco provável, avaria do microprocessador.
Indicador REDE (AC)
Indica a presença de alimentação da rede eléctrica (230VAC). Quando falta esta alimentação, pode não ser
imediatamente produzida uma informação de avaria, dependendo do tempo de atraso programado para esta
função.
Modo Dia/Noite
Tecla Dia / Noite
Serve para comutar entre os modos Dia e Noite.
No Modo Noite, qualquer alarme, faz activar de imediato os meios acústicos e o alarme geral.
Se estiver seleccionado o Modo Dia e o alarme for proveniente de uma zona programada como automática, ou
de um detector automático existente numa zona programada como inteligente, então só será activado o alarme
geral e os meios acústicos após o tempo de pré-alarme programado.
Indicador Modo DIA
Serve para indicar que a central se encontra no Modo Dia.
Indicador ALARME
Quando intermitente, indica que está a decorrer a temporização de reconhecimento, que se inicia quando se
prime a tecla SILENCIAR durante o pré-alarme e desde que tenha sido programada. Esta temporização
permite-nos tempo, para avaliar o estado de um eventual incêndio e é reiniciada de cada vez que se prime
aquela tecla, desencadeando o alarme geral quando se esgota.
Quando aceso, indica que o alarme geral foi activado incluindo meios acústicos e relés assim programados. O
besouro local soa em contínuo.
Normalmente indicará que a transmissão de alarme aos bombeiros foi efectuada através de um relé de alarme
e de um transmissor de alarme (ATX/ARX ou similar) se ligado.
Indicador AVARIA
Acende quando a central se encontra em estado de avaria. O besouro soa em intermitência, salvo se também
existir um alarme.
Tecla SILENCIAR (Acústicos)
Serve para calar os meios acústicos bem como o besouro, mantendo a informação e o corrente
processamento de alarme ou avaria. A cada nova situação de alarme ou avaria corresponderá uma
reactivação dos acústicos. No caso de ser premida durante o pré-alarme, inicia a temporização de
reconhecimento, conforme explicado anteriormente.
Manual FAP2 – 03/05
Tecla REPOSIÇÃO
Repõe a central na situação normal e interrompe a alimentação aos circuitos de detectores durante alguns
segundos para efectuar a sua reposição, caso estejam em situação de alarme. Durante este tempo não aceita
qualquer outro comando.
De notar que qualquer situação que se mantenha, alarme ou avaria, irá desencadear um novo ciclo. De
considerar especialmente que os detectores podem conter fumo nas câmaras durante algum tempo e
provocarem portanto um novo alarme.
Descriminação de avarias
O Led de AVARIA pode acender por vários motivos:
Avaria de zona, Avaria de sirene (circuito acústico), Avaria de bateria, Avaria de saída de tensão
Auxiliar VAUX, Avaria de alimentação da rede eléctrica (230VAC).
Quanto à avaria de zona, ela é evidente porque também terá que acender o(s) Led respectivo da zona em
avaria.
Quanto às outras fontes de avaria, para se saber a causa exacta com a central fora da situação de alarme,
prime-se a tecla SILENCIAR e sem a soltar, também a tecla da Zona 1. Enquanto ambas estiverem
premidas, os indicadores amarelos de zona mostram a(s) causa de avaria como segue:
Zona 1
Zona 2
Dia
Avaria Geral
Avaria Bateria
Avaria VAUX
Avaria Acústicos
Avaria AC
Quando soltar as teclas assegure-se que, inadvertidamente, por dupla pressão na tecla, não desligou a zona 1
Esta operação tem como consequência o silenciamento dos meios acústicos, caso estivessem activos.
Programação
Início
Para colocar a central em modo de programação, abra a tampa e retire temporariamente o jumper existente no
canto inferior esquerdo da placa. O Led verde REDE fica intermitente para sinalizar que a central espera um
comando de programa.
A partir daqui pode começar a programação da central para o que deve utilizar as teclas das zonas 1, 2, Dia e
Silenciar para introdução de cada comando. Estas duas últimas representam os algarismos 3 e 4. O
besouro emite um bip curto e o Led vermelho ALARME fica intermitente.
Após ter introduzido este comando, introduza os dados correspondentes ao comando (descritos abaixo) e
quando terminar prima a tecla REPOSIÇÃO. Se a central aceitou, responde com um duplo bip. Em caso
contrário com um só bip mais longo.
Quando terminar toda a programação, não esqueça de repor o jumper, após o que a central executa uma
reposição.
Este ciclo tem ligeiras variantes em alguns comandos, descritas abaixo, nas instruções do comando
específico.
Comandos
“11” - Zonas Automáticas
Premir as teclas ”1” e “1”.
Usando as teclas de zona, acender todos os indicadores das zonas que desejamos com comportamento de
alarme Automático. Normalmente zonas de detectores com pré-alarme no Modo Dia.
Terminar com “REPOSIÇÃO” (duplo bip).
Manual FAP2 – 03/05
“12” - Zonas Inteligentes
Premir as teclas ”1” e “2”.
Usando as teclas de zona, acender todos os indicadores das zonas que desejamos com comportamento
Inteligente. Assim, no Modo Dia, os alarmes provenientes de detectores automáticos terão pré-alarme
enquanto que os provenientes de botões de alarme manual serão imediatos.
Terminar com “REPOSIÇÃO” (duplo bip).
“21” – Função do Relé 1
Programa a função de activação do Relé 1.
Premir as teclas “2” e “1”.
Usando as teclas de zona, acender os indicadores de zona correspondentes, para obter a função pretendida,
de acordo com a tabela seguinte (em que ‘x’ representa apagado, 3 e 4 representam Dia e Avaria Geral):
Leds
Função
Leds
xxxx
Pré-Alarme
xx3x
Avaria AC
xxx4
Zona 1
Xx34
Zona 1+2
1xxx
Alarme
1x3x
Reservado
1xx4
Zona 2
1x34
Reservado
Acústico X23x
Reservado
x2x4
Reservado
x234
Reservado
Reservado
12x4
Reservado
1234
Reservado
x2xx
12xx
Avaria
Função
123x
Leds
Função
Leds
Função
Terminar com “REPOSIÇÃO” (duplo bip).
“22” – Função do Relé 2
Programa a função de activação do Relé 2.
Premir as teclas “2” e “2” e seguir o método e a tabela anteriores.
“23” – Opções
Programa várias opções.
Premir as teclas “2” e “Dia”.
Usando as teclas de zona, acender os indicadores de zona correspondentes, para activar a opção pretendida,
de acordo com a tabela seguinte:
Zona 1
Zona 2
Dia
Avaria Geral
Monitorizar Acústico
Reservado
Reservado
Reservado
Terminar com “REPOSIÇÃO” (duplo bip).
“31” - Tempo de Pré-Alarme
Programa o tempo de pré-alarme antes de desencadear um alarme geral.
Premir as teclas “Dia” e “1”.
Usando as teclas de zona, acender os indicadores de zona correspondentes, para obter o tempo pretendido
de acordo com a tabela seguinte (em que ‘x’ representa apagado e 3 e 4 representam Modo Dia e Avaria
Geral):
Manual FAP2 – 03/05
Leds
Tempo
Leds
Tempo
Leds
Tempo
Leds
Tempo
xxxx
0
xx3x
30 seg.
xxx4
3 min.
xx34
7 min.
1xxx
5 seg.
1x3x
40 seg.
1xx4
4 min.
1x34
8 min.
x2xx
10 seg.
x23x
1 min.
x2x4
5 min.
x234
9 min.
12xx
20 seg.
123x
2 min.
12x4
6 min.
1234
10 min.
Terminar com “REPOSIÇÃO” (duplo bip).
“32” - Tempo de Reconhecimento
Programa o tempo de reconhecimento antes de desencadear um alarme geral.
Premir as teclas “Dia” e “2” e seguir o método e a tabela anteriores.
“33” - Tempo de Atraso à Avaria em AC (REDE)
Programa o atraso à activação de um estado de avaria após ter faltado a alimentação da rede eléctrica
(230VAC).
Premir as teclas “Dia” e “Dia”.
Usando as teclas de zona, acender os indicadores de zona correspondentes de modo a obter o tempo
pretendido de acordo com a tabela seguinte (observar indicações de tabelas anteriores):
Leds
Tempo
Leds
Tempo
Leds
Tempo
Leds
Tempo
xxxx
0
xx3x
30 min.
xxx4
3 horas
xx34
7 horas
1xxx
5 min.
1x3x
40 min.
1xx4
4 horas
1x34
8 horas
x2xx
10 min.
x23x
1 hora
x2x4
5 horas
x234
9 horas
12xx
20 min.
123x
2 horas
12x4
6 horas
1234
10 horas
Terminar com “REPOSIÇÃO” (duplo bip).
“34” - Tempo de Acústico
Programa o tempo de duração do alarme acústico para compatibilizar com legislação ambiental.
Premir as teclas “Dia” e “Silenciar”.
Usando as teclas de zona, acender os indicadores de zona correspondentes, para obter o tempo pretendido
de acordo com a tabela seguinte (em que ‘x’ representa apagado):
Leds
Tempo
Leds
Tempo
Leds
Tempo
Leds
Tempo
xxxx
Infinito
xx3x
90 seg.
xxx4
9 min.
xx34
21 min.
1xxx
15 seg.
1x3x
2 min.
1xx4
12 min.
1x34
24 min.
x2xx
30 seg.
x23x
3 min.
x2x4
15 min.
x234
27 min.
12xx
60 seg.
123x
6 min.
12x4
18 min.
1234
30 min.
Terminar com “REPOSIÇÃO” (duplo bip).
“41” - Código de Acesso
Programa o código de acesso para operar com a central.
Manual FAP2 – 03/05
Para programar um código premir as teclas “Silenciar” e “1”.
Introduzir um código de 4 teclas usando somente as teclas de zona, por exemplo: “1”, “2”, “1”, “2”, seguido
da tecla “REPOSIÇÃO”, a central emite o duplo-bip.
Em operação normal, quando está programado um código de acesso, após a introdução deste dispõe de 1
minuto após ter premido qualquer tecla, para premir a tecla seguinte. Se este tempo chegar ao fim, terá que
introduzir novamente o código.
Para eliminar o código de acesso, introduza a sequência “Silenciar”, “1” e “REPOSIÇÃO”.
“44” - Reposição da Programação de Fábrica
Premir as teclas “Silenciar”, ”Silenciar”.
São repostos os parâmetros de fábrica, de acordo com a tabela seguinte:
11
Zonas Automáticas
Todas automáticas
12
Zonas Inteligentes
Todas não inteligentes
21
Função Relé 1
Alarme
22
Função Relé 2
Avaria
23-1
Opção Monitorizar Acústico
Activada
31
Tempo de Pré-Alarme
10 seg.
32
Tempo de Reconhecimento
2 min.
33
Tempo de Avaria AC
10 min.
34
Tempo de Acústicos
30 min.
41
Código
Sem código
A central emite um duplo-bip para sinalizar a aceitação.
Características Técnicas
Tensão de alimentação
Tensão de funcionamento nominal
Fonte de alimentação
Baterias recomendadas
Consumo em repouso
Corrente máxima por contacto de relé
Protecções DC por fusível em VAUX e Saída de Alarme
Dimensões exteriores (Larg. x Alt. X Profund.)
Peso
230 VAC / 50Hz
24 VDC
27,6 VDC / 1,5 A
2 x 12V/7Ah
50 mA
3A
3A
310x230x85mm
2,7 Kg
ASSISTÊNCIA TÉCNICA
Manual FAP2 – 03/05
Was this manual useful for you? yes no
Thank you for your participation!

* Your assessment is very important for improving the work of artificial intelligence, which forms the content of this project

Download PDF

advertisement