Monitor de Válvulas.vp revisa

Monitor de Válvulas.vp revisa
MONITORES DE VÁLVULA
Sensores e Instrumentos
Monitores de
Válvulas
Os monitores de válvulas foram
desenvolvidos para automatizar válvulas
rotativas de diversos tipos. Podem ser
montados sobre qualquer válvula
rotativa ou atuador pneumático,
proporcionando uma indicação visual
local e sinalização elétrica remota da
posição da válvula (aberta ou fechada).
Indicação Visual Local
Através de palhetas móveis acionadas
automaticamente por meio do eixo principal
conectado a válvula ou ao atuador pneumático
permite a indicação do estado aberto ou
fechado da válvula monitorada.
Indicação Visual Local de Fluxo
A indicação local mostra o estado aberto ou
fechado da válvula, com palhetas amarelas com
escrito preto, mas opcionalmente podem ser
fornecidas em outras cores ou com desenhos
que indicam o sentido do fluxo.
Sem Indicação Visual Local
Opcionalmente, os monitores podem ser
fornecidos com a tampa sem indicação visual
local, somente com a sinalização elétrica
remota, atendendo aplicações onde não há
operadores ou em locais de difícil acesso.
Sinalização Elétrica Remota
Pode ser efetuada por contatos mecânicos,
sensores tipo reed switch, sensores indutivos
ou ainda por placas de redes com sensores
internos, acionados por meio de um eixo de
cames rotativos.
Invólucro
Conexão Elétrica
Utiliza régua de bornes aparafusáveis
(2,5 mm2) que permitem a instalação de fios
com ou sem terminais pré-isolados.
Entrada de Cabos
Todos os monitores possuem 2 ou 3 entradas
de ½” NPT ou ¾” NPT.
Válvulas Solenóides
Completando a automação da válvula, os
monitores podem ser fornecidos com válvulas
solenóides disponíveis em vários modelos para
as mais diversas aplicações.
Suporte para Válvula Manual
ou Atuador Pneumático
No momento da encomenda, podemos
especificar e fornecer um kit completo contendo
todos os parafusos de fixação do suporte /
atuador/ monitor, além do próprio suporte
desenvolvido em chapa de aço pintada ou inox.
Invólucro
Caixa Metálica
Caixa Plástica
Em alumínio revestido com pintura epoxi preta muito robusta para
ambientes agressivos, equipada com parafusos e eixo em aço
inoxidável. Disponível em três versões: alumínio uso geral;
alumínio segurança aumentada e alumínio à prova de explosão.
Totalmente reformada, agora utilizando novo material plástico
(Zytel) muito resistente a interperes, agentes químicos,
salinalidade e temperatura elevada. Disponível para uso geral e em
segurança aumentada.
Especificação Técnica dos Invólucros
Série
Watchman
Survivor
Sentinel
Uso Geral
Uso Geral
-
Segurança Aumentada
Segurança Aumentada
À Prova de Explosão
Br Ex em IIC T6 (Ex-039/02X)
Br Ex em IIC T6 (Ex-039/02X)
Br Ex d IIC T6 (Ex-038/98X)
Alumínio
Zytel
Alumínio
Pintura poliuretano
-
Pintura poliuretano
IP 66
IP 66
IP 66
Entrada de cabos - Cód. “0”
2 entradas ½“ NPT
2 entradas ½“ NPT
2 entradas ¾“ NPT
Entrada de cabos - Cód. “1”
2 entradas ¾“ NPT
2 entradas ¾“ NPT
-
Entrada de cabos - Cód. “3”
3 entradas ¾“ NPT
3 entradas ¾“ NPT
-
Entrada cabos opcional - Cód. “6”
3 entradas ½“ NPT
3 entradas ½“ NPT
2 ent. ¾“ + 1 ½“ NPT
Aplicação
Opcional Versão Ex
Certificado Ex - Cepel/Inmetro
Invólucro
Acabamento
Grau de proteção
Buna N
Vedação
Código “B”- Bronze (Opcional sob encomenda: Códido “M”- Monel, Código “S” - Aço inoxidável, Código “G” - Grafite)
Bucha do eixo
Aço inoxidável 303 / Tipo fenda aço inoxidável 303
Material do eixo / Parafuso tampa
Código “5” - Tipo Namur (Opcional sob encomenda: Código “1” - Ponta Reta)
Tipo de ponteira do eixo
Código “Y” - “Open / Closed” na cor amarela / preta
Indicação visual local
Opção de cores da indicação visual
Sob encomenda: Código “G” - verde / branco, Código “R” - vermelho / branco, Código “B” - azul / branco
Opções de indicação visual
Sob encomenda com indicação de fluxo 3 ou 4 vias - Códigos: “O”, “T”, “F”, “S”, “U” e indicação graduada de posição ”P”
Sem indicação visual local
Código “N” - Flat Cover com tampa lisa sem indicação (pronta entrega)
Sinalização elétrica remota
Mecânico, sensor, reed switch, placa de redes: AS-Interface, DeviceNet ou Profibus DP
Opção sinalização elétrica remota
Conexão da sinalização elétrica
Temperatura de operação / Peso
Potenciômetro de 1KW ou placa com saída 4-20mA ou ainda placa analógica DeviceNet
Barra Sindal 2,5 mm2 para sensores e com terminais aparafusáveis ou de pressão para cabos 1,5mm2 para as placas
0º C à 80º C / 1110 g
0º C à 80º C / 1900 g
Acessório fornecido separadamente (informar fabricante e modelo do atuador para orçamentos)
Suporte de fixação
Especificadas à parte: vários modelos de uso geral, Exe, Exd, Namur e bobina interna - vide tabela de válvulas
Rosca 5/16”
(4x)
9,5
102,0
Rosca 5/16”
(4x)
57,1
152,0
166,6
OPEN
133,8
152,4
OPEN
Rosca 1/2” NPT para
Modelo 3 conduítes
57,1
148
70,0
3/4”NPT
(2x)
9,5
Rosca 5/16”
(4x)
57,1
14,0
1/2”NPT
(2x)
9,5
28,7
28,7
14,0
14,0
57,1 mm
1/2NPT
(2x)
58,5
28,7
ROSCA 5/16” - 18 UNF
4 FUROS
O
P
E
N
102,0
O
P
E
N
102,0
O
P
E
N
58,7
57,1 mm
141,0
Válvula solenóide
FIXAÇÃO
0º C à 80º C / 630 g
Indicação Visual Local
Indicam a posição da válvula através de “palhetas” móveis
acionadas automaticamente por meio de um eixo principal
mecanicamente conectado ao eixo da válvula ou do atuador.
Utilizando um visor plástico altamente transparente e robusto para
aplicação em ambientes agressivos, suportando diversos agentes
químicos. A vedação do visor, resistente a jatos d’água,
congelamento e poeiras, utiliza um anel de borracha (Buna N)
comprimido pelo encaixe do visor.
Indicação Visual Local de
Fluxo
Padrões de Cores na Indicação
Visual Local
Opcionalmente pode-se ainda indicar o fluxo do fluido controlado
pela válvula através de uma das opções:
As palhetas de indicação visual são fornecidas em amarelo com as
letras em preto, mas opcionalmente (sob encomenda) podem ser
fornecidas nos padrões:
O
T
F
S
L
120º
180º
O
P
E
N
G
O
P
E
N
O
P
E
N
R
O
P
E
N
O
P
E
N
B
O
P
E
N
O
P
E
N
Y
O
P
E
N
O
P
E
N
O
P
E
N
Sinalização Elétrica Remota
Os monitores possuem um conjunto de chaves internas que possibilitam indicar remotamente a abertura e fechamento da válvula e que
através de um exclusivo eixo de cames rotativos possibilitam o ajuste do ponto de comutação sem a necessidade de ferramentas. O eixo é
acoplado ao atuador pneumático ou diretamente na válvula e tem como função acionar o sinalizador local (palhetas) e os cames dos
sensores remotos. O ajuste dos cames é realizado pressionando-o para baixo (came superior) ou para cima (came inferior), liberando-os
da mola que os mantêm pressionados contra a roda entalhada fixa ao eixo. Uma vez liberados, podem ser girados em qualquer ângulo,
permitindo seu posicionamento preciso do ponto de comutação.
Sinalização com Contato Mecânico
Utiliza um came excêntrico que quando gira, aciona a
alavanca de fim de curso mecânico.
Sinalização com Reed Switch
Para acionamento do reed switch utiliza-se um came
magnético que possui um pequeno ímã, que quando passa
na frente do reed provoca o seu acionamento.
Sinalização com Sensor de Proximidade
O came para sensor indutivo possui um pino metálico que
aciona o sensor quando passa pela sua frente.
Sinalização com Placa
Os monitores com sinalizações em rede utilizam uma placa
eletrônica com sensores que detectam a passagem do came
magnético. A placa é montada dentro de uma caixa plástica
preenchida com resina e possui bornes para a conexão
elétrica.
Características Técnicas
dos Sensores para Sinalização Remota da Válvula
Sensor
Contato
Mecânico
Sensor
Magnético
(Reed Switch)
CM - MM - R
MS - MON - R/ Ex
Modelo
Aplicação
Sensor Proximidade Indutivo
PS2-M3-N
PS2-M3-E2
PS2-M3-E
Uso geral e em invólucro à prova de explosão e segurança aumentada
Vantagem
Baixo custo
Herméticamente selado
1 - SPDT
1 - SPDT
Com ressalto
Magnético
Pino metálico f3,2 x 6 mm
Contato
2 mm
Sn = 2 mm / Sa = 0,81.Sn
~ 75º
~ 35º
< 15º
< 5º
< 7º
< 5º
Repetibilidade
< 0,4 º
< 0,3 º
< 0,01 º
Tempo de resposta
50 ms
3 ms
2 ms
- 25ºC à + 80 ºC
- 25ºC à + 80 ºC
- 25ºC à + 70 ºC
IP 52
IP 67
IP 67
-
Resina
Resina
Plástico
Plástico PBT / VO
Plástico PBT / VO
Rabicho 3 fios - 10 cm
Rabicho 3 fios - 10 cm
Rabicho 2 fios - 10 cm
500 Vdc - 1,5 Acc
50 Va - 50 W
Corrente Namur
500 Vdc - 1,5 Acc
50 Va - 50 W
Desacionado I > 3 mA
200 mA - 24 Vcc
500 Vdc - 1,5 Acc
50 Va - 50 W
Acionado I < 1 mA
110 mA - 70 ºC
500 Vca - 1,5 Aca
50 Va - 50 W
-
-
500 Vca - 1,5 Aca
50 Va - 50 W
-
-
Tensão de alimentação
-
-
8 Vcc
10 a 30 Vcc
Ripple máximo
-
-
5%
10 %
Corrente de consumo
-
-
-
10 mA
Queda de tensão
-
-
-
2 Vcc
Proteção
-
-
Inversão de polaridade
Inversão de polaridade,
curto circuito e sobrecarga
Selagem
Invólucro
Conexão
Capacidade de
chaveamento
Solenóide
Contato 2
Contato 1
NF NA C
NF NA C
Solenóide
Switch 2
Switch 1
NF NA C
NF NA C
Solenóide
Diagrama de conexão
(+) (-)
8 7 6 5 4 3 2 1
(+) (-)
BR PR VM BR PR
MR AZ PR MR AZ
PR
8 7 6 5 4 3 2 1
(+) (-)
VM
Sensor 2
Rabicho 3 fios - 10 cm
Positivo
Solenóide
Sensor 1
NF
+
Grau de proteção
AZ
MR AZ
NF
+
Temperatura de operação
MR
8 7 6 5 4 3 2 1
(+) (-)
Histerese
Negativo
Sensor 2
Sensor 1
-
Ângulo acionado
NPN
+
Distância de acionamento
PNP
-
Came de acionamento
Namur
+
Tipo de contato
Resinado, baixo custo e vida útil longa
NA
AZ
PR MR AZ PR MR
NA
8 7 6 5 4 3 2 1
Válvulas Solenóides - Low Power
Visando completar a automação da válvula, os monitores podem ser fornecidos com válvulas solenóides. O conjunto é entregue
completamente montado, onde a válvula é fixada mecanicamente ao monitor, que integra também sua conexão elétrica. Disponíveis em
várias versões inclusive para atmosferas potencialmente explosivas (certificadas pelo Inmetro), tornando o sistema prático e versátil.
Uso Geral - Acoplamento Namur
Uso Geral - Low Power
São válvulas de corpo plástico ou
alumínio (para a utilização de 3 vias
fornencemos 2 tamponadas) com alta
vazão e baixo consumo disponíveis
em várias versões:
Dupla Solenóide
Para atuadores dupla ação, as
solenóides podem ser fornecidas
também com dupla solenóide, ambas
Low Power.
O acoplamento segundo o padrão Namur, dispensa as
conexões pneumáticas (tubos e engates plásticos)
entre a válvula e o atuador, pois possui orifícios que se
encaixam perfeitamente no atuador, reduzindo os
custos de instalação. Nota - o atuador deve possuir
entrada Namur para poder receber esta válvula.
Segurança Aumentada -Low Power
Válvula à Prova de Explosão - Low Power
Para utilização em atmosferas potencialmente explosivas,
disponibilizamos uma versão certificada pelo Inmetro/Cepel
como segurança aumentada. Disponível em duas versões:
O monitor de válvulas Exd pode ser fornecido com válvula Exd. O
fornecimento compreende acessórios (bucha redutora ¾”- ½” NPT
e nipple ½” NPT) também certificados para um perfeito acoplamento
a entrada de cabos ¾” do monitor.
Bobina Interna
Através de um suporte de
fixação especial a bobina
da válvula solenóide é
montada dentro da caixa do
monitor de válvulas,
protegendo-as contra
intempéries.
Com Rabicho
Equipada com um rabicho
de cabo tipo PP e bobina
encapsulada com fusível de
proteção, atendendo a
requisitos Exem, permitindo
seu uso em atmosferas
potencialmente explosivas.
Conjunto Solenóide
Ex
A válvula piloto foi certificada
pelo Inmetro/Cepel como
Segurança Aumentada para
aplicações em Zonas 1 e 2.
Características
Técnicas das Válvulas - Low Power
Série
Foto 1
Foto 2
Foto 3
Foto 4
Tipo
PVL-1/8”
PVL-1/4”
PVL Namur
Modelo Uso Geral
Modelo Duplo Solenóide
Versão Ex - bobina interna
Versão Ex - rabicho
PVL-B1116TF
PVL-B1126TF
PVL-B1116TFI
PVL-B1116TFXE
PVL-C1116TF
PVL-C1126TF
PVL-C1116TFI
PVL-C1116TFXE
PVL7119-016TF
PVL7119-016TFXE
15BF127TFX
2
3
4
Tipo de proteção Ex
Segurança Aumentada
Segurança Aumentada
Segurança Aumentada
À Prova de Explosão
Tensão de bobina
24 Vcc + 10%
24 Vcc + 10%
24 Vcc + 10%
24 Vcc + 10%
Potência da bobina
1,2 W
1,2 W
1,2 W
2,0 W
Corrente arranque / Permanente
55 / 45 mA
55 / 45 mA
55 / 45 mA
95 / 85 mA
Grau de proteção
IP 65
IP 65
IP 65
IP 55
Conexão elétrica
Bobina fornecida com plug 3 bornes, fixo por parafuso, acoplável a mini-caixas de
bornes aparafusáveis (1 mm2) via prensa cabo para cabo PP 4 a 6 mm.
(Versões Ex via rabicho < 1m para uso em invólucros de segurança aumentada)
Entrada com rosca fêmea ½”
NPT e conexão por 2 fios
15cm
Proteção Ex da bobina
Bobina encapsulada com resina e equipada com fusível de 85 mA, e na versão com
rabicho possue proteção mecânica contra choque.
Bobina com carcaça à prova
de explosão
Conexão pneumática
1/8”
BSP
¼” BSP
Namur ¼” BSP
Número de vias
5 / 2 vias
5 / 2 vias
5 / 2 vias
3 vias NF1 (5 vias opcionais)
Cv
0,56
1,15
0,74
0,94
Vazão @ 7 bar
900 l/min
1850 l/min
1190 l/min
1490 l/min
Tipo de válvula
1/4”(opcional: 3/8”
Piloto em conjunto com a bobina da válvula
e ½”) NPT
Piloto integrado a válvula
Pressão de entrada
3 a 10 bar
3 a 10 bar
1,4 a 10 bar
2 a 10 bar
Material do corpo
Poliamida
Poliamida
Alumínio
Latão (inox opcional)
Componentes internos
Latão
Latão
Acetal / Poliamida
Aço / Inox
Vedações
Poliuretano
Poliuretano
Buna N
Buna N
Temperatura de operação
-15ºC a +60ºC
-15ºC a +60ºC
-18ºC a +50ºC
-15ºC a +55ºC
Acessório incluso
2 tampas latão 1/8”
2 tampas latão 1/4”
-
-
2 silenciadores 1/8”
2 silenciadores 1/4”
2 silenciadores 1/8”
1 silenciador 1/4”
30
0,0
8
11
,0
,6
32,1
15
,2
58,5
18
43
Opcionais
SC
RO
21,5
5,5
)
SC
RO
51
,0
/8”
(5x
13
3
17
65
8,9
,3
SC
RO
/8”
1/4
” (3
(3x
x)
,8
S
AB
4,1
51
P1
S
AB
P1
PT
31
)
25
AN
,3
24,5
Corpo da Válvula
-
1
70
Solenóide
Foto / Desenho
À Prova Explosão
Desenho 1
)
P1
SC
RO
/4”
(5x
Desenho 3
13
6
2 FIOS
S
AB
CONEXÃO ELÉTRICA
1/2” NPT
66
Desenho 2
,3
Desenho 4
1 Energizar para abrir a válvula
Características
Técnicas das Válvulas
Série
Foto 1
Foto 2
Válvula - SMC 1/4"
Válvula - Namur
Válvula - Aço inox
Versão EX - Rabicho
SY7120 - 5DD - 02
SY7120 - 5G - 01 - X4
SVPSX31/4
Foto/ Desenho
1
2
3
Tipo de proteção Ex
sob consulta
sob consulta
sob consulta
Tensão de bobina
24 Vcc + 10%
24 Vcc + 10%
24 Vcc + 10%
Potência da bobina
0,35 W
0,35 W
0,35 W ou 1,2 W
Corrente arranque/ Permanente
14,6 mA / 12,9 mA
14,6 mA/ 12,9 mA
14,6 mA/ 12,9 mA ou 55/45 mA
Grau de proteção
IP 65
IP 65
IP 65
Bobina fornecida com plug 3 bornes, fixo
por parafuso, acoplável a mini-caixas de
bornes aparafusáveis (1 mm2) via prensa
cabo para cabo PP 4 a 6 mm.
Conexão elétrica
conexão por 2 fios 30cm
Proteção Ex da bobina
-
-
-
Conexão pneumática
¼” BSP
Namur 1/8” BSP
¼” NPT
Número de vias
5/2 vias
3/2 vias
5/2 vias ou 3/2 vias
Cv
0,93
1,24
1,5
Vazão @ 7 bar
-
-
-
Tipo de válvula
conexão por 2 fios 30cm
Piloto em conjunto com a bobina da válvula
Pressão de entrada
1,5 a 7 bar
1,5 a 7 bar
1,0 a 100 bar
Material do corpo
Alumínio copeer free
Alumínio copeer free
Aço inox 316
Componentes internos
Aço inox 316
Aço inox 316
Aço inox 316
Vedações
Borracha especial
Borracha especial
Buna N
Temperatura de operação
-10 a 50°C
-10 a 50°C
-10 a 50°C
Acessório incluso
2 tampas 1/4"
-
-
Opcionais
2 silenciadores 1/4"
-
-
Desenho 1
Desenho 2
124
)
3(x
¼”
SP
AB
SC
RO
.9
.6
¸5
28.1
19.8
28.0
)
” 2(x
1/8
4
SP
AM
AB
SC
SC
RO
RO
Desenho 3
)
” 3(x
1/8
SP
AB
SC
RO
17
.2
¸4
7.2
Corpo da Válvula
Solenóide
Tipo
Foto 3
42
85
11.1
80.5
Conexão Elétrica
Os monitores possuem uma barra de
terminais aparafusáveis (para cabos de
até 2,5 mm2) instalada dentro do
invólucro protegido contra a penetração
de líquidos, permitindo a interconexão
dos sensores e solenóide do cabo do
sitema de controle.
Quando o monitor utiliza placas de rede
não existe mais a barra de terminais,
pois os fios são ligados diretamente a
placa eletrônica.
Conexão Elétrica - Entrada de Cabos
Os monitores foram projetados para receber diretamente eletrodutos, flexíveis ou prensa cabos, através de suas entradas roscadas.
São equipados com entradas fêmeas roscadas em ½” NPT ou ¾” NPT.
Uso Geral
Flexível Comum
Conduíte Flexível
Eletroduto
Prensa Cabo
Prensa-Cabo Exd
Prensa Cabo Exe
Uso em Atmosferas Explosivas
Eletroduto Exd
Flexível Exd
Conexão Elétrica em Rede
Para aplicações em redes industriais, o monitor de válvulas pode ainda vir equipado com uma
terceira entrada de cabos, onde a válvula solenóide deve ser acoplada ou utilizada para a
saída de seu cabo. As outras duas entradas de cabos podem ser utilizadas para o cabo da
rede entrar e sair do monitor, utilizando nosso exclusivo derivador interno.
Monitor Exd com cabo de rede entrando e saindo do invólucro e a
solenoíde diretamente acoplada a terceira entrada de cabo.
Monitor Ex e com cabo de rede entrando e saindo do invólucro e a
solenóide com bobina interna, montada na terceira entrada de cabo.
Monitor Ex e com cabo de rede entrando e saindo do invólucro e a
solenóide com bobina externa conectada a terceira entrada de
cabo.
Acessórios
Prensa-Cabo Uso Geral
½” NPT:
¾” NPT:
PC-12
PC-34
Suporte Solenóide PVL
Suporte para válvula solenóide série
PVL para montagem sob o monitor.
PVL 1/8”:
PVL ¼”:
MS-PVL-18
MS-PVL-14
Prensa-Cabo
Seg. Aumentada Exe
Tampão Solenóide PVL
½” NPT:
¾” NPT:
As válvulas são fornecidas com 2
tampões para uso como 3 vias, para
encomenda de sobressalentes:
PVL 1/8”:
TP-PVL-18
PVL ¼”:
TP-PVL-14
PCEXE-12
PCEXE-34
Prensa-Cabo
À Prova de Explosão
Exd
½” NPT:
¾” NPT:
PCEXD-12
PCEXD- 34
Silenciador Plástico PVL
Os fornecimentos NÃO incluem o silenciador,
encomendados pelo códigos:
PVL1/8”:
PVL¼”:
SLP-PVL-18
SLP-PVL-14
Bucha Redução Exd
Silenciador Metálico PVL
Rosca externa:
Rosca interna:
Modelo:
¾” NPT
½” NPT
BR-3412
Opcionalmente o silenciador pode ser
metálico,
apresentando
maior
robustez:
PVL 1/8”:
SLM-PVL-18
PVL ¼”:
SLM-PVL-14
Nipple Exd
Kit Bobina Interna PVL
Rosca externa:
Comprimento:
Modelo:
½” NPT
28 mm
NP-12
Tampão Exd
½” NPT:
TP-12
¾” NPT:
TP-34
Cabo Flat para Rede
Cabo flat para uso geral com os
exclusivos conectores Sense.
AS-Interface:
DeviceNet:
CB-ASI-FLAT
CB-DN-FLAT
O kit para montagem da bobina
internamente na caixa do monitor de
válvulas, pode ser adquirido para
montagem de conjuntos existentes,
na entrada roscada 1/2”NPT:
PVL 1/8”:
PVL ¼”:
MSI-PVL-18
MSI-PVL-14
Bobina para Válvula PVL
O conjunto de bobina e caixa de
conexão
pode
ser
fornecido
separadamente e acoplam-se as
válvulas PVL de ¼” e 1/8”.
Uso geral:
PVL-PIL
Segurança aumentada: PVL-PIL-Ex
Cabos para Rede
Para uso geral ou áreas classificadas
dependendo do prensa-cabo:
AS-Interface:
Profibus DP:
DeviceNet fino:
DeviceNet grosso:
CB-ASI-1202
CB-DP-1204
CB-DN-0704
CB-DN-1204
Conector Cabo Flat
Para montagem de uso geral, com
placas de rede ofertamos os
exclusivos conectores para cabo flat.
AS-Interface:
DeviceNet:
ASI-PL-VY/135
DN-PL-VY/135
Placa de Rede
Os monitores de válvulas são os elementos da automação que mais se adaptam a utilização de redes industriais, pois propciam uma
grande redução de custos aliada a facilidade de projeto, montagens (elétrica e mecânica), operação e manutenção.
Função das Placas de Rede
Através da rede pode-se enviar o estado de sinalização da válvula e receber o comando para
acionar suas saídas que podem utilizar a própria linha de alimentação da rede e energizar a
válvula solenóide que move o atuador. As placas de rede substituem os sensores de
sinalização remota. Transistores de efeito hall estão embutidos no circuito eletrônico da placa
de rede protegidos pelo encapsulamento da resina que preenche todo o invólucro. A placa de
rede que está disponível para protocolos AS-Interface, Devicenet e Profibus DP, propciam
além da sinalização remota, o acionamento da válvula, oferecendo ainda bornes para
conexão dos fios e leds de sinalização dos sensores da saída e de status da rede.
Topologia de Redes
A topologia de redes industriais divergem dependendo do protocolo utilizado, mas os monitores de válvulas podem ser aplicados em todas
as redes utilizando nossos derivadores de rede interno ou externo.
A topologia BRANCH também pode ser aplicada às mesmas redes,
mas as derivações devem atender os requisitos de comprimento
em função da taxa de comunicação específica para cada rede.
REDE
DEVICENET
OPEN
OPEN
Configuração da
Alimentação de Entrada/Saída
REDE
FONTE
EXTERNA
REDE
DEVICENET
DeviceNet
S3
S2
S1
S4
+
-20
19
E-4 S-4
12
10
11
+
--
E4
10
11
+
+
+
--
--
--
SAÍDAS
14
16
17
18
15
13
E-1 S-1
E-2 S-2
Sensores e Instrumentos
E-3 S-3
9
7
6
4
5
3
2
1
DN-MD-4EP-4ST-VT
8
+
+
--
OPEN
+
--
--
V+
E3
CNH
E2
GND
E1
CNL
ENTRADAS PNP
V-
7
EXT.
FEFE+
4
DN
FONTE
CNH
GND
CNL
V-
1
7
8
11
E4 10
E3
8
+
-
+
--
5
ASI-
ENTRADAS PNP
2
7
8
9
10
12
11
REDE
ASI
MÓDULO DE 4 ENTRADAS E 4 SAÍDAS A TRANSISTOR
REDE
E-1 E-3
E-2 E-4
I/O=Øh - ID= Øh
Sensores e Instrumentos
ASI-MD-4EP-VT
2
3
5
4
1
6
MÓDULO DE 4 ENTRADAS
OPEN
V+
OPEN
OPEN
-
-
+
+
OPEN
E1
E2
OPEN
1
2
5
4
ASI+
ENTRADAS PNP
Plug para
Endereçador
OPEN
OPEN
A topologia LINE pode ser aplicada na rede ASI, DeviceNet e
Profibus DP. O cabo principal da rede sai do controlador e passa
por todos os monitores de válvulas.
OPEN
Topologia Branch
OPEN
Topologia Line
Placas de Rede em Atmosferas Potencialmente
Explosivas
À Prova de Explosão
As placas de rede podem ser montadas no invólucro à prova de explosão e acionar a válvula Exd. O cabo de rede pode utilizar flexíveis,
eletrodutos ou ainda prensa cabos à prova de explosão, simplificando a instalação na planta.
Segurança Aumentada
Nos invólucros de segurança aumentada as placas de rede são especiais, utilizam tecnologia Exem e podem ser montadas no invólucro
plástico ou metálico dos monitores que utilizam esta proteção.
O conjunto interno possue uma tampa plástica de acrílico que permite a visualização dos leds da placa de rede e se for removida, dá acesso
a troca da placa eletrônica e da válvula solenóide, pois são desenergizadas SEM interromper o funcionamento do restante da rede.
Este sistema exclusivo foi certificado segundo as normas de segurança aumentada permitindo seu uso nas zonas 1 e 2. Compreende um
derivador que detecta a presença da tampa acrílica, que se removida desernegiza a interligação da rede que alimenta a placa,
independentemente da entrada e saída do cabo principal da rede. A instalação do cabo não requer eletrodutos metálicos e entra no
invólucro através de prensa cabos de segurança aumentada.
Derivador Interno
Este exclusivo sistema de derivação do cabo de rede totalmente integrado
ao monitor de válvulas, permite sua utilização através da topologia LINE.
Caso a placa eletrônica ou a válvula solenóide precisem ser substituídas,
o sistema admite esta intervenção sem a necessidade de interromper o
funcionamento da rede.
Características Técnica
do Derivador
Modelo
D2
D5
Versão Ex
D2C
D5C
Número de vias
2
5
Conexão entrada / saída
Bornes aparafusáveis 2,5 mm2
Derivação
Rabicho 10 cm
2 fios 0,25mm2
Rabicho 10 cm
5 fios 0,25mm2
Comutação via tampa de acrílico
Na versão Ex
Na versão Ex
Proteção de curto
Versão Ex:
500 mA
Versão Ex:
500 mA
alimentação
200 mA sinal
Diagrama de Conexão
Interligação
MR AZ
D2
Saída
Entrada
Tampa plástica
MR
MR
AZ
AZ
Rede
Rede
Interligação
MR
Placa
eletrônica
AZ
D2C
Interligação da rede
para a placa
Entrada
Saída
MR
MR
AZ
AZ
Rede
Derivador Interno
Rede
Interligação
VM
BR
VD / AM AZ
PR
D5
Entrada
VM
VM
BR
BR
Rede
Entrada do
cabo de rede
Saída
VD / AM
VD / AM
AZ
AZ
PR
PR
Rede
Interligação
VM
D5C
Conectores para os
cabos de rede
Saída do
cabo de rede
Entrada
VD / AM AZ
PR
VM
VM
BR
BR
VD / AM
Rede
Detalhe do Derivador Interno
BR
AZ
AZ
PR
PR
Dimensões Mecânicas
Tampa código “C“
Derivador “D5”
Derivador “D2”
Derivador código “D2” ou “D5”
Saída
VD / AM
Rede
Derivador Externo
O derivador externo é um acessório que pode ser fornecido com a finalidade de distribuir o cabo de rede para cada monitor de válvula,
permitindo a sua substituição em caso de avaria, sem a necessidade de interromper o funcionamento do restante da rede.
Características Técnicas do
Derivador
Mod. Uso Geral
ASI-FDJ-4-VT
DP-FDJ-4-VT
DN-FDJ-4-VT
Modelo Ex
ASI-MD-4-VT-Ex
DP-MD-4-VT-Ex
DN-MD-4-VT-Ex
Número derivações
4
4
4
Número de vias
2
5
5
Rede aplicável
AS-Interface
Profibus DP
DeviceNet
Conexão
entrada/saída
Bornes tipo plug in aparafusáveis 2,5 mm²
Conexão de
derivação
Borne fixo aparafusável 2,5 mm²
Fonte externa
Para alimentação dos derivadores através de borne fixo aparafusável 2,5 mm²
Entrada / saída cabos
Entrada e saída de rede PG 16 / Saída de derivações PG 13,5
Derivador 4 pontos
ASI-FDJ-4-VT
DP-FDJ-4-VT
Derivador 4 pontos
DN-FDJ-4-VT
Sensores e Instrumentos
D1
D3
+
--
D4
+
--
CEPEL
~ 2
Derivacao
~ 3
Derivacao
~ 4
Derivacao
DEVICENET
DEVICENET
DEVICENET
V+
CAN-H
SHIELD
CAN-L
V-
V+
CAN-H
SHIELD
CAN-L
V-
Não abra
este módulo
com a rede ASI
Energizada.
Rede
ASI-
ASI+
Distribuidor ASI
ASI-MD-4-Ex
NTERFACE
REDE ASI
Derivador 4 Pontos Uso Geral
57,5
24
26
80
Derivador 4 Pontos Segurança Aumentada
16
0
DEVICENET
Limpar somente
com pano
úmido.
~
~
V+
CAN-H
SHIELD
CAN-L
V-
ATENÇÃO
~
D2
V+
CAN-H
SHIELD
CAN-L
V-
+
--
~
Diagrama de
Conexão
DEVICENET
INMETRO
CEPEL-Ex-117/2003X
BR - Ex em II T6 IP65
Un = 30,5V
Tamb: - 5ºC a + 55ºC
~ 1
Derivacao
+
--
V+
CAN-H
SHIELD
CAN-L
V-
37
Características
Técnicas das
Placas de Rede
15
,4
RN
BO
ES
44,5
61
3,0
,4
99
Rede
,9
,2
DeviceNet
AS-Interface
Profibus - DP
Modelo Uso Geral - Saída Transistor
DN-B - MON - 2EH - 2ST
ASI2 - MON - 2EH - 2ST
DP - MON - 2EH - 2ST
Modelo Uso Geral - Saída Relé
DN-B - MON - 2EH - 2SR
ASI2 - MON - 2EC - 2EH - 2SR
-
DN-B - MON - 2EH - 1ST - Ex
ASI2 - MON - 2EH - 1ST - Ex
DP - MON - 2EH - 1ST - Ex
Alimentação via rede
24 Vcc + 10%
30,5 Vcc -10%
24 Vcc + 10%
Consumo (exceto das saídas)
< 70 mA
< 25 mA
< 40 mA
Proteção
Inversão de polaridade
Sinalização
Led verde
Sensores internos da placa
Sensores de sinalização de válvula aberta e fechada
Acionamento do sensor
Via came acionador magnético
Ângulo acionado / Histerese / Repetibilidade
~ 35º / < 7º / < 0,3º
Sinalização
Led amarelo
Número de saídas
2 saídas independentes
Tensão de chaveamento
24 Vcc da rede
24 Vcc obtida via rede
24 Vcc da rede com cabo DP 4 fios
Corrente máxima de chaveamento
500 mA
100 mA
500 mA
Corrente versão Ex
200 mA
100 mA
200 mA
Saídas
Sensores
Alimentação
Modelo Ex Seg. Aumentada (Transistor)
Queda de tensão na saída
até 2 Vcc
Proteção de saída
Contra curto nas versões com saída a transistor
Proteção de falha de comunicação
Carga desernegizada
Sinalização de saída
Led vermelho
Via dip switch 0 a 63
Via software 0 a 31
Via chave rotativa 0 a 99
Taxa de transmissão
125, 250 e 500kbps (via dip)
Padrão ASI
Automática até 500kbps
Tipo de comunicação
Polled
Escravo
Escravo
Dado transmitido
Rx 1 byte / Tx 1 byte
Entrada 2 bits / Saída 2 bits
Rx 1 byte / Tx 1 byte
Outros
EDS file 1060014 .eds
IO = 3h - ID = 2h
GSD file
Sinalização de rede
led bicolor
1 led verde
1 led verde
Rede
Endereçamento na rede
Caixa em termoplástico
Proteção circuito
Impregnação com resina
Conexão
Borne pressão # 1,5 mm2
Fixação no monitor
Através de 2 parafusos M 3
Temperatura operação
- 20ºC a + 55ºC
Placa
Invólucro
Grau de Proteção
IP 20
Diagrama de Conexão
Endereço X10
REDE DN
SAÍDAS A
TRANSISTOR
I<100mA
8
7
SAÍDAS
2
1
1
HALL
1
HALL 1
REDE / ALIM.
TERMINAÇÃO DE REDE
B
S/ TERM.
GND
+
V+
--
A
+
V-
Faixa: 01 a 99
--
PARÂMETROS:
SAÍDAS A
TRANSISTOR
I<200mA
MR
Malha
AM/VM
VD
BR
SENSOR
REDE DP
20£U£28V
I£30mA
Tamb.=55°C
HALL 2
SAÍDAS
U£28V
I<200mA x 2
SOLENOIDE EXT.
2
1
REDE ASI
2
Sensores e Instrumentos
www.sense.com.br
[email protected]
C/ TERM.
HALL 2
HALL 2
0
9
MR
AS-INTERFACE
AZ
MR
AZ
AZ
MR
SENSOR
MR
+
9
3
AZ
--
SOLENOIDE EXT.
2
1
SOLENOIDE EXT.
2
1
MONITOR ASI
2 ENTRADAS HALL
2 SAÍDAS A TRANSISTOR
I/O=3h - ID=Øh
ASI+
+
ASI-
--
AZ
DEVICENET
1
8
0
7
X1
Sensores e Instrumentos
www.sense.com.br
[email protected]
NTERFACE
MR
CNH
GND
CNL
V-
V+
VM
BR
AZ
PR
Malha
AZ
MR
AZ
REDE ASI
6
MR
1
5
MONITOR DEVICENET
2 ENTRADAS HALL
2 SAÍDAS A TRANSISTOR
SENSOR
SAÍDAS A
TRANSISTOR
I<500mA
HALL
HALL 1
3
+
2
PLUG PARA
ENDEREÇADOR
2
--
SAÍDAS
2
1
Sensores e Instrumentos
www.sense.com.br
[email protected]
3
BAUD RATE
S7-S8:
125-250-500 Kbps
+
REDE DN
4
1
HALL 1
6
HALL
9
ENDEREÇO
S1-S6:
00 A 63
2
12 3 4 5 6 7 8
ON
--
2
Profibus-DP
5
SAÍDAS
2
1
SELEÇÃO
AS-Interface
4
DeviceNet
REDE DP
MONITOR PROFIBUS-DP
2 ENTRADAS HALL
2 SAÍDAS A TRANSISTOR
PROFIBUS DP
Monitor para Válvulas Rotativas
com Transmissor de Posição Analógico 4 à 20 mA
Indicação de Ângulo
Para a automação de válvulas onde necessita-se a indicação local do ângulo de abertura da
válvula.
Transmissor de Posição e Sinalização Elétrica Remota
O eixo do monitor que é mecanicamente ligado à válvula, possui um sistema de engrenagens que
amplifica seu movimento e aciona um potenciômetro de 1kW (outros valores sob encomenda), que
pode ser utilizado para transmitir a posição da válvula. O monitor pode ser fornecido com uma
placa transmissora de corrente (similar a placa de rede) que converte o sinal do potenciômetro,
permitindo o ajuste do início e fim da escala, convertendo ângulo em 4 a 20 mA, além dos dois
sensores de posição, que permitem sinalizar a válvula aberta e fechada, ajustados também pelos
seus cames.
Placa de Rede DeviceNet Analógica
Para aplicação em Rede DeviceNet ofertamos ainda uma exclusiva placa que possue uma
entrada analógica para receber o sinal do potenciômetro e enviar pela rede a percentagem da
abertura da válvula.Informar ainda com dois sinais digitais a posição aberta ou fechada, pois a
placa possui dois sensores magnéticos (hall), que podem ser ajustados pelos cames externos,
sendo que um deles está acoplado a uma das engrenagens, mas permite o seu ajuste
livremente.
O módulo possui ainda uma saída analógica de 4 a 20 mA, comandada pela rede e presta-se a
atuar um conversor eletropneumático para a válvula.
Características Técnicas das
Placas Transmissoras
Versão
Somente com
potenciômetro
Potenciômetro com placa
transmissora de posição
Potenciômetro com placa
transmissora de posição DeviceNet
Código
… - POT 1K - ...
POT1K-MON-2SRD-1TA
DN-MON-1EA-2EH-1SA
Desenho
1
2
3
Alimentação
Externa, máximo 24 Vcc
19 a 24 Vcc
24 Vcc + 10% - 50 mA
Sensores de posição
-
2 reed switch com came magnético
2 sensores (hall) aberto e fechado
Capacidade dos sensores
-
24 Vcc - 1,5 A - 50 W
-
Entrada de potenciômetro
1kW - 360º
1kW - 360º
1kW - 360º
4 - 20 mA
Para rede DeviceNet conversão 12 bits
Entrada analógica
Ajuste de conversão
-
Zero / spam - trimpot multivoltas
Sem ajuste (permite ligar um transmissor 2 fios)
Saída analógica
-
-
4 - 20 mA (comandada pela rede)
Endereçamento
-
-
Via dip switch 0 a 63
Taxa de transmissão
-
-
125, 250 e 500 kbps (via dip)
Tipo de comunicação / transmissão
-
-
Polled / Tx 3 bytes e Rx 2 bytes
Conexão
Sindal 2,5 mm2
Borne 1,5 mm2
Borne 1,5 mm2
Com graduação de ângulo : “ P “
DIP
SELEÇÃO
1KW
ENTRADA
POTENCIÔMETRO
1KW/360°
NF
SAÍDA
REED-1
SPAN ZERO
REED 2
4-20mA
2
HALL
1
HALL 1
1~10K
POT.
SA-
CNH
GND
V+
SA+
HALL 2
I/V
?
SORV.
FONTE
ENTRADA
ANALÓGICA
RLOOP£600W
@20mA
REDE DN
20£U£28Vcc
I£90mA
SAÍDA
ANALÓGICA
RLOOP£800W
@20mA
REDE DN
Sensores e Instrumentos
www.sense.com.br
[email protected]
MONITOR DEVICENET
1 ENTRADA ANALÓGICA
2 ENTRADAS HALL
1 SAÍDAS ANALÓGICA
SENSOR
POT1K-MON-2SRD-1TA
BR
NF NA C
SAÍDA
REED-2
MONITOR ANALÓGICO
ENTRADA POTENCIÔMETRO
2 SAÍDAS REED
1 ENTRADA ANALOGICA 4-20mA
TENSÃO/POT
DIP OFF
VM
NA C
SA-
PR VM BR
Des. 2
Des. 1
1KW
ENTRADA
POTENCIÔMETRO
1KW/360°
SA+
SENSOR
Malha
2 1
AJUSTES
+18Vcc
3
CNL
4
+5Vcc
5
V-
6
CONFIGURAÇÃO
CORRENTE
OU TENSÃO/POT
CORRENTE
DIP ON
BAUD RATE
S7-S8:
125-250-500 Kbps
PR
8 7
ENDEREÇO
S1-S6:
00 A 63
EA+
11 10 9
EA-
TRANSMISSOR
ANALÓGICO
DE POSIÇÃO
Des. 3
01 02 03
PR VM BR
12 3 4 5 6 7 8
Sensores e Instrumentos
www.sense.com.br
[email protected]
ON
ON
REED 1
AZ
Código do visor
DN-MON-1EA-2EH-1SA
Sensor XNNN - 0210
Diagrama de Conexões
Dimensoes Mecânicas
PR
D
NA
CIO 0
C
A
VM
OR
NS
SE
OR
92
3
33
33
3
3
19
55
,5
40
NF
10
.12
XT
SE
5
T.1
X
0E
7
.5x
.12
XT
NA BR
5/1
6”
VD
.2x
.5
02
02
.24
XT
SE
”
5/8 F
UN
18
SE
9.5
01
5
.25
XT
SE
2
9
X
Características Técnicas:
Mecânica
Elétrica
Invólucro
aço inox 316
Contato
reed switct (hermeticamente selado)
Comprimento Total
92 mm
Tipo de contato
SPDT
Rosca
5/8 - 18UNF
Capacidade de contato
3A / 120Vca ou 2A /24 Vcc
Porca de fixação
sextavada 23,7 mm
Vida útil dos contatos
800.000 manobras
Conexão elétrica
1/2" NPT
Conexão elétrica
cabo 4 fios (0,5m2)
Peso
205g
Comprimento do cabo
90 mm
Encapsulamento
resina epoxi
Material do cabo
PVC
Temperatura de operação
- 20 a + 80 oc
Certificação
Inmetro / Cepel
Grau de proteção
IP67
Marcação
Br-Ex d IIC T6
Acionador
ímã magnético ecapsulado em aço inox
Certificação
Ex-037/98U
Distância de atuação
10 mm
O sensor magnético, é um reed switch hermeticamente selado aplicado como chave limite em válvulas lineares.
Totalmente usinado em aço inoxidável, e encapsulado com resina, tornando o sensor totalmente vedado,
permitindo sua instalação em ambientes agressivos na presença de líquidos, pós, produtos químicos, etc.
Possui contato reversível NA + NF, capaz de chavear carga de 3A / 110Vac ou 2A / 24Vcc.
Montagem Com Prensa Cabo a Prova De Explosão :
Os sensores XNNN 0210 permitem a montagem
no campo com prensa cabo à prova de explosão,
dispensando assim o custozo sistema de
eletrodos com suas unidades seladoras.
Compare
Modelo sem eletroduto
UNIDADE
SELADORA
Modelo com prensa cabo Ex
PRENSA
CABO Ex
CAIXA DE
PASSAGEM
CAIXA DE
PASSAGEM
Sensor Duplo
Sensor
O M32 detecta um ímã magnético por aproximação, posicionado no sinalizador visual local, que tem como função indicar a posição aberta ou fechada
da válvula e acionar o sensor, que possui internamente dois robustos contatos mecânicos (SPDT) para CC ou CA que sinaliza remotamente as duas
posições da válvula, já o de rede possui uma placa de rede incorporada que transmite a posição aberta ou fechada detectada por seus sensores,
acionando ainda a solenóide externa a partir do comando recebida pela rede. O sensor possui alto grau de vedação, por ser impregnado de resina
epoxi e possuir anéis de vedação em borracha.
Sistema de Conexão
O revolucionário sistema de conexões, que permite o fornecimento do sensor acoplado ao atuador para posterior montagem elétrica, no usuário
final, pois utiliza bornes aparafusáveis. A caixa de conexões elétricas possui alto grau de vedação contra penetração de líquidos, e devido ao
terminal de bornes plug in permite incluive a troca do sensor sem desconexão das fiações.
M32 Convencional
Dispensa acessórios de conexão ( cabos, conectores, caixas de distribuição). O sensor possui uma entrada elétrica protegida por prensa cabo para
a conexão no cartão de entrada do PLC com um condutor de até 6 vias, sendo 3 do contato reversível de válvula aberta, mais 3 para a condição
fechada. Uma segunda entrada elétrica recebe o cabo de comando da solenóide, que vem do cartão de saída do PLC. A terceira saída também com
prensa cabo de alto poder de vedação deve ser utilizada para ligar o cabo da válvula solenóide local, pois o comando recebido do PLC é interligado
com o cabo da solenóide quando se conecta o sensor.
Sensor Encapsulado
Caixa de Conexões Integrada
Cabo Saída ( PLC )
(comando de acionamento da válvula
solenóide)
Cabo para Solenóide
Cabo Entrada (PLC)
(contatos sinalização
aberto e fechado)
Led Sinalização
Conectores Aparafusáveis
M32 Rede
O revolucionário sistema de conexões, que permite a troca do sensor SEM INTERROMPER o funcionamento do restante da rede. Dispensa
acessórios de conexão (cabos, conectores, caixas de distribuição). O sensor dispensa as caixas de distribuição de rede, pois possui internamente
um conector aparafusável duplo que recebe o cabo de rede que chega e sai do sensor, através de suas duas entradas protegidas por prensa cabos.
Como o conector é duplo, permite sua retirada sem interromper o restante da rede. A terceira saída de cabos foi prevista para o cabo de
acionamento da solenóide, que também utiliza um conector plug in.
Sensor Encapsulado
Conector
da Solenóide
Caixa de Conexões Integrada
Cabo Saída da Rede
Cabo para Solenóide
Led Sinalização
dos sensores e da rede
Cabo Entrada da Rede
Conector
Duplo da Rede
Sensor Duplo Características Técnicas:
M32 Rede
M32 Convencional
Modelos
PS3-M32-ASI2
Versão Ex
PS3-M32-DN-B
PS3-M32-DP
acrescentar - Ex no final do código para a versão com proteção de segurança aumentada ( certificada pelo Inmetro / Cepel )
Tipo de contato
2 SPDT
Acionamento
magnético
Distância sensorial
3 mm
3 mm
3 mm
Distância de acionamento
2 mm
Histerese / repetibilidade
5 % / < 0,01 mm
5 % / < 0,01 mm
5 % / < 0,01 mm
Ângulo de acionamento
~ 35°
Tensão de alimentação
30,5 Vcc via rede ASi
24 Vcc via rede DN
24 Vcc via rede DP (cabo DP 4 fios Sense
Histerese
< 7°
Corrente de consumo
< 40 mA
< 50 mA
-
Repetibilidade
< 0,3°
Alimentação solenóide
via rede AS-Interface
via rede DN
via rede DP com exlcusivo cabo Sense DP
Tempo de resposta
3 ms
Corrente máx. solenóide
100 mA (com proteção contra curto)
100 mA (com proteção contra curto )
100 mA (com proteção contra curto)
Temperatura de operação
- 25°C a + 80°C
saída desenergizada na
saída desenergizada na
saída desenergizada na
Grau de proteção
IP 67
falta de comunicação
falta de comunicação
falta de comunicação
Diagnósticos via rede
-
alimentação baixa e curto solenóide
alimentação baixa e curto solenóide
Prensa cabos
PG 13,5 e PG 9 ( saída solenóide )
Endereçamento
0 a 31 programável via software
0 a 63 programável via software
0 a 99 programável via software
Invólucro
plástco nylon / PBT
Velocidade da rede
padrão ASI
125, 250, 500 K Baud
até 1,5 MBps
Conexão
bornes aparafusáveis 1 mm 2
Tipo de comunicação
master / slave
polled
master / slave
Potência max. de chaveamento
220 W / 750 VA
Leds Sinalização
sensor aberto / fechado e rede
sensor aberto / fechado e rede
sensor aberto / fechado e rede
Tensão max. de chaveamento
110 Vcc / 250 Vca
Conexão da rede
borne aparafusável duplo 2 polos
borne aparafusável duplo 5 polos
borne aparafusável duplo 5 polos
Corrente max. de chaveamento
2 Acc / 3 Aca
Conexão solenóide
borne aparafusável 2 polos
borne aparafusável 2 polos
borne aparafusável 2 polos
Prensa cabos
rede PG 13,5 e solenóide PG 11
rede PG 13,5 e solenóide PG 11
rede PG 13,5 e solenóide PG 11
Invólucro
termoplástico PBT
termoplástico PBT
termoplástico PBT
Grau de proteção
IP 67
IP 67
IP 67
Temperatura de operação
- 25°C a + 70°C
- 25°C a + 70°C
- 25°C a + 70°C
Watch dog
PS3-M32-RD
Sensor com contatos
PS3-M32-RD-Ex
PVL-7119
Sensor com contatos Ex (segurança aumentada)
Válvula solenóide Namur
Disponível na versão Ex
MS - M32 - 30x80 - MAG
MS-M31-30x80-MAG
Sinalização aberto/ fechado
PVL - C 1116 TF
Válvula solenóide 1/8" e 1/4"
Sinalizador simples
Dimensões
Conexão Elétrica
38
90
SOL +
GND
SOL
87
065
12
11
10
09
08
07
06
05
04
03
02
01
-
REDE ASI
ASI +
ASI -
DEVICENET
VCAN - L
SHIELD
CAN - H
V+
PROFIBUS
V+
B
SHIELD
A
V-
Monitor para
Rotativas
Transmissor
Analógico 4 à
Chave de Códigos
Placa de Rede
Material do Invólucro
ASI2 - com placa endereçadora AS - Interface
ASI2-MON-2EH-2ST - transistor
ASI2-MON-2EH-1ST-Ex - Segurança Aumentada
ASI2-MON-2EH-2SR - relé
DN-B - com placa endereçadora DeviceNet
DN-B-MON-2EH-2ST - transistor
DN-B-MON-2EH-1ST-Ex - Segurança Aumentada
DN-B-MON-2EH-2SR - relé
Modelos DP - com placa endereçadora Profibus DP
DP-MON-2EH-2ST
DP-MON-2EH-2ST-Ex
A - SENTINEL
Alumínio à prova de explosão
F - WATCHMANN
Alumínio uso geral e segurança aumentada
P - SURVIVOR
Plástico uso geral e segurança aumentada
Número de Chaves
1 - uma chave
Indicação Visual Local
2 - duas chaves
M - com indicação local
F - sem indicação local
Válvulas
com
de Posição
20 mA
Transmissor de Posição Analógica da Válvula
3 - três chaves somente
POT1K - com potenciômetro de 1KW
POT1K-MON-2SRD-1TA - com placa transmissora 4-20mA
DN-MON-IEA-2EH-1SA - placa Transmissora DeviceNet
para F e P
Ponteira do Eixo
5 - ponteira tipo Namur
1 - ponteira reta ( sob encomenda )
Entrada para Conexão Elétrica
0 - 2 furos ½” NPT (Sentinel 2 x ¾”)
1 - 2 furos ½” NPT (com exceção do Sentinel)
3 - 3 furos ½” NPT (Sentinel 2 x ¾”)
6 - 3 furos ½” NPT (Sentinel 2 x ¾” e 1 x ½”)
A M Y B - 5 H 2 0 - D5C - DN... - PVL...
Sinalização Elétrica Remota
1 - contato mecânico
2 - sensor reed switch
7 - sensor de proximidade indutivo NPN
8 - sensor de proximidade indutivo Namur
9 - sensor de proximidade indutivo PNP
H - placa com sensor interno (Hall)
N - namur tipo rachura
Bucha do Eixo
B - bronze (standard)
Opcional - S inox, M monel, G grafite
Derivador Interno
Sinalização da Posição da Válvula
Y - com indicação “Aberto / Fechado”
N - sem indicação local
P - com indicação de ângulo ( 0 a 100 % )
opcional - com indicação de fluxo e outras cores:
L, G, R, B, O, T, F, S
Tipo
D2 - rede ASI
D2C - rede ASI versão Ex
D5 - rede DeviceNet e Profibus DP
D5C -rede DeviceNet e Profibus DP versão Ex
PVL 1/8”
Modelo Uso Geral
PVL-B1116TF
Modelo Duplo Solenóide
PVL-B1126TF
Versão Ex - bobina interna PVL-B1116TFI
Versão Ex - rabicho
PVL-B116TFXE
Versão Ex - rabicho
*SMC outros modelos disponíveis sob consulta.
PVL ¼”
PVL-C1116TF
PVL-C1126TF
PVL-C1116TFI
PVL-C1116TFXE
SY7120-5DD-02
PVL Namur ¼”
PVL-7119-013STF
PVL-7119-013STFXE
SY7120-5G-01-X4
À Prova Explosão
15BF127TFX
SVPSX31/4
Códigos Mais Comuns
Uso Geral
Metálico
Plástico
Monitor de válvula com contato
mecânico (sem solenóide)
FMYB-5120
PMYB-5120
Monitor de válvula com reed switch
(sem solenóide)
FMYB-5220
PMYB-5220
Monitor de válvula com contato
mecânico e solenóide ¼”
FMYB-5120-PVL-C1116TF
PMYB-5120-PVL-C1116TF
Monitor de válvula com reed switch e
solenóide ¼”
FMYB-5220-PVL-C1116TF
PMYB-5220-PVL-C1116TF
Monitor de válvula com placa de rede
AS-Interface e solenóide ¼”, com
bobina interna e conexão para cabo
flat ASI
FMYB-5H20-ASI-MON-2EH-2ST-PVL-C1116TFI-VY
PMYB-5H20-ASI-MON-2EH-2ST-PVL-C1116TFI-VY
Monitor de válvula com placa de rede
DeviceNet e solenóide ¼”, com
bobina interna para ser usada com
derivador externo DN-MD-4VT
FMYB-5H20-DN-MON-2EH-2ST-PVL-C1116TFI
PMYB-5H20-DN-MON-2EH-2ST-PVL-C1116TFI
Modelos EX
À prova de explosão ( caixa metálica )
Monitor de válvula com contato
mecânico (sem solenóide)
AMYB-5120
FMYB-5120-Ex
PMYB-5120-Ex
Monitor de válvula com reed switch
(sem solenóide)
AMYB-5220
FMYB-5220-Ex
PMYB-5220-Ex
Monitor de válvula com contato
mecânico e solenóide ¼”
AMYB-5120-15BF127TFX
FMYB-5120-PVL-C1116TFX-Ex
PMYB-5120-PVL-C1116TFXEx
Monitor de válvula com reed switch e
solenóide ¼”
AMYB-5220-15BF127TFX
FMYB-5220-PVL-C1116TFX-Ex
PMYB-5220-PVL-C1116TFX-Ex
Monitor de válvula com placa de rede
AS-Interface Ex, solenóide ¼”,
derivador de rede interno
AMYB-5H26-ASI-MON-2EH-2ST-D2-15BF127TFX
FMYB-5H26-ASI-MON-2EH-2ST-D2C-PVL-C1116TFI-Ex
PMYB-5H26-ASI-MON-2EH-2ST-D2C-PVL-C1116TFI-Ex
Monitor de válvula com placa de rede
DeviceNet Ex, solenóide ¼”, com
bobina interna Ex, derivador de rede
interno
AMYB-5H26-DN-MON-2EH-2ST-D5-15BF127TFX
FMYB-5H26-DN-MON-2EH-2ST-D5C-PVL-C1116TFI-Ex
PMYB-5H26-DN-MON-2EH-2ST-D5C-PVL-C1116TFI-Ex
Segurança aumentada
F - caixa metálica / P - caixa plástica
Versões Ex: consulte previamente disponibilidade de certificação e observe todas recomendações dos anexos dos certificados.
Outros Produtos
Sensores e Instrumentos
www.sense.com.br
Rua Tuiuti, 1237 - Tatuapé - Cep 03081-000 - São Paulo - SP - Fone: (11) 6190-0444 - Fax: (11) 6190-0404 E-mail: [email protected]
Reservamo-nos o direito de modificar as informações aqui contidas sem prévio aviso
2000000013 Rev. 0 - 11/02
Was this manual useful for you? yes no
Thank you for your participation!

* Your assessment is very important for improving the work of artificial intelligence, which forms the content of this project

Download PDF

advertisement