Analisador Luminex

Analisador Luminex
Luminex 200
Plataforma Luminex 200 IS Ver 2.3
Manual de Operação
ÍNDICE
1.
Introdução ............................................................................................................ 5
1.1.
Informações e Contatos do Fabricante .......................................................................... 5
1.2.
Informações e Contados do Distribuidor ....................................................................... 5
1.3.
Número do Registro na ANVISA .................................................................................... 5
1.4.
Responsável Técnica ...................................................................................................... 5
2.
Conceitos .............................................................................................................. 6
2.1.
Tecnologia xMAP ........................................................................................................... 6
2.2.
Microesferas xMAP ........................................................................................................ 6
3.
Apresentação ........................................................................................................ 7
3.1.
O sistema Luminex 200 IS 2.3 ........................................................................................ 7
3.2.
Utilização Prevista ......................................................................................................... 7
3.3.
Teoria de utilização ........................................................................................................ 7
4.
Especificações de desempenho do Luminex 200 ..................................................... 9
4.1.
Velocidade ..................................................................................................................... 9
4.2.
Rigor e precisão ............................................................................................................. 9
4.3.
Sensibilidade.................................................................................................................. 9
4.4.
Capacidade .................................................................................................................... 9
5.
Noções gerais sobre o analisador Luminex 200 ..................................................... 11
5.1.
Ótica ............................................................................................................................ 11
5.2.
Fluídica ........................................................................................................................ 11
5.3.
Eletrônica..................................................................................................................... 11
6.
Noções gerais sobre o instrumento XYP Luminex .................................................. 12
7.
Noções gerais sobre o sistema Luminex SD ........................................................... 13
8.
Especificações do PC ............................................................................................ 14
9.
Conteúdo da caixa ............................................................................................... 15
9.1.
Software ...................................................................................................................... 20
9.2.
Produtos necessários, mas não fornecidos com o equipamento, e que deverão ser
adquiridos separadamente ....................................................................................................... 20
2
9.2.1.
Reagentes ............................................................................................................ 20
10.
Armazenamento e transporte .............................................................................. 21
11.
Instalação............................................................................................................ 22
11.1.
Conexão do analisador Luminex 200, Luminex XYP e Luminex SD ao PC .................... 22
11.2.
Instalação da sonda de amostra do Instrumento XYP Luminex................................... 25
11.3.
Instalação do software Luminex 200 IS 2.3 ................................................................. 27
11.4.
Como ligar o equipamento corretamente ................................................................... 29
11.5.
Comandos de Inicialização .......................................................................................... 30
11.6.
Calibração .................................................................................................................... 36
11.6.1.
Condições necessárias para Calibração............................................................... 36
11.6.2.
Esferas (beads) de calibração .............................................................................. 36
11.6.3.
Exemplo de certificado ........................................................................................ 38
11.6.4.
Como inserir os valores de Target de CAL 1 e CAL 2 no Software ....................... 39
11.7.
Como calibrar o equipamento ..................................................................................... 41
11.7.1.
11.8.
12.
Para criar um novo lote ....................................................................................... 43
Como desligar corretamente o Equipamento .............................................................. 45
Advertências e precauções................................................................................... 48
12.1.
Procedimento semanal ................................................................................................ 49
12.2.
Procedimento mensal .................................................................................................. 49
12.3.
Procedimento semestral .............................................................................................. 49
12.4.
Procedimento anual .................................................................................................... 50
13.
Lista de possíveis falhas e suas soluções ............................................................... 51
13.1.
Problemas de alimentação elétrica ............................................................................. 51
13.2.
Comunicações .............................................................................................................. 51
13.3.
Pressurização ............................................................................................................... 52
13.4.
Vazamentos de fluidos................................................................................................. 53
13.5.
Sonda de Amostra ....................................................................................................... 54
13.6.
Problemas de calibração e controle ............................................................................ 55
3
13.7.
Problemas de aquisição ............................................................................................... 59
13.8.
Irregularidades de detalhes das microesferas ............................................................. 60
13.9.
Estados de erro ............................................................................................................ 61
13.10. Mensagens de erro do sistema.................................................................................... 62
13.11. Mensagens de erro de amostra................................................................................... 64
13.12. Problemas no Luminex SD ........................................................................................... 68
13.12.1. Filtro .................................................................................................................... 68
13.12.2. Mau funcionamento ............................................................................................ 68
13.12.3. Drenagem do reservatório .................................................................................. 69
14.
Acessórios ........................................................................................................... 69
14.1.
Equipamentos de Manutenção.................................................................................... 69
14.2.
Manuais ....................................................................................................................... 69
14.3.
Equipamentos suplementares recomendados............................................................. 70
14.3.1.
Alimentação ininterrupta (UPS) .......................................................................... 70
14.3.2.
Protetor contra picos de corrente ....................................................................... 70
14.3.3.
Impressora ........................................................................................................... 70
14.3.4.
Etiquetas de código de barras ............................................................................. 70
14.3.5.
Vórtice ................................................................................................................. 70
14.3.6.
Sonicador de banho ............................................................................................. 70
15.
Garantia .............................................................................................................. 70
16.
Revisões .............................................................................................................. 72
4
1. Introdução
1.1. Informações e Contatos do Fabricante
Luminex Corporation
12212 Technology Blvd
Austin, TX 78727
Telefone: 512.219.8020
Telefone: 888.219.8020
Fax: 512.219.5195
E-mail: [email protected]
Website: http://www.luminexcorp.com
1.2. Informações e Contados do Distribuidor
Biometrix Diagnóstica Ltda.
Estrada da Graciosa, 1081
Bairro – Atuba – Curitiba – PR - CEP: 82840-360
Tel.: (41) 2108-5250
Fax: (41) 2108-5252
DDG: 0800-7260504
e-mail: [email protected]
www.biometrix.com.br
CNPJ: 06.145.976/0001-39
1.3. Número do Registro na ANVISA
80298490091
1.4. Responsável Técnica
Edna Cristina Kurokawa Guimarães Ferreira
CRQ/PR: 09302336
5
2. Conceitos
2.1. Tecnologia xMAP
A tecnologia xMAP é um sistema versátil que mede analisados solúveis. O
sistema Luminex 200 IS realiza medições simultâneas e discretas de
múltiplas reações baseadas nas microesferas a partir de uma única alíquota
de amostra.
Para mais informações conceituais, consulte Practical Flow Cytometry, 3ª
edição, por Howard M. Shapiro, M.D. (Nova Iorque: Wiley-Liss Inc., 1995).
2.2. Microesferas xMAP
As microesferas xMAP são partículas de poliestireno extremamente
uniformes que foram ligadas de forma cruzada durante a polimerização para
efeitos de estabilidade física e térmica. Quantidades variadas de
fluorocromos incorporados em cada microesfera xMAP concedem a cada
conjunto de microesferas xMAP um sinal fluorescente único.
Para garantir a estabilidade desse sinal, é essencial proteger as
microesferas da luz.
Siga as instruções da folha de informações do produto para obter
procedimentos de armazenamento para microesferas xMAP e kits de análise.
As microesferas de calibração xMAP são utilizadas para normalizar as
definições para o canal indicador, os dois canais classificadores e o canal
discriminador de par para o analisador Luminex 200.
As microesferas de controle xMAP são utilizadas para verificar a calibração
e a integridade ótica do sistema.
6
3. Apresentação
3.1. O sistema Luminex 200 IS 2.3
O sistema Luminex 200 IS 2.3 é um sistema de plataforma composto pelo
analisador Luminex 200, computador, monitor, teclado, mouse, Plataforma
do instrumento XY (Luminex XYP™), sistema de fornecimento de reagente de
limpeza Luminex (Luminex SD™), software, leitor de código de barras, frasco
de reagente de limpeza – sheath fluid e frasco para o descarte de
substâncias.
3.2. Utilização Prevista
O sistema Luminex 200 IS 2.3 foi projetado para a realização de diversos
testes laboratoriais baseados na tecnologia xMAP, medindo as reações
moleculares na superfície de microesferas xMAP. Esse sistema destina-se ao
uso geral em laboratório.
3.3. Teoria de utilização
A tecnologia do Luminex 200 IS baseia-se na fluorometria de célula de
fluxo com inovações desenvolvidas pela Luminex. A fluídica, a ótica, a
robótica, o controle da temperatura, o software e as microesferas xMAP
trabalham em conjunto para permitir a análise simultânea de até 100
analisados em uma única amostra de teste.
As análises que exigem controle da temperatura são fornecidas através
do bloco aquecedor do instrumento XYP Luminex. Existem dois percursos de
fluido no analisador Luminex 200.
O primeiro percurso envolve um mecanismo impulsionado por seringa
que controla a captação da amostra. Este mecanismo permite pequenos
volumes de captação de amostras a partir de pequenos volumes de reação.
O sistema impulsionado por seringa transporta um volume especificado
de amostra de um recipiente de amostras para a cubeta. A amostra é injetada
na cubeta a uma taxa constante para análise.
Após a análise, o percurso da amostra é depurado automaticamente com
tampão do frasco do reagente de limpeza através do segundo percurso de
fluido. Este processo retira resíduos de amostra do interior dos tubos,
válvulas e sonda.
O segundo percurso de fluido é impulsionado por pressão de ar positiva e
fornece reagente de limpeza à cubeta e ao percurso de amostra. O reagente
de limpeza é o meio de entrega da amostra para o componente ótico. A
amostra de análise é adquirida utilizando uma sonda de amostra a partir de
7
uma placa de microtitulação de 96 poços através do instrumento XYP
Luminex e injetada na base da cubeta. A amostra é, então, passada com o
reagente de limpeza a uma taxa reduzida, resultando em um núcleo de
amostra estreito, para garantir que cada microesfera seja iluminada
individualmente.
O índice de injeção de amostra é tal que as microesferas xMAP são
introduzidas no percurso ótico como uma série de eventos únicos. O sistema
Luminex SD permite a execução contínua de amostras sem encher
novamente os frascos do reagente de limpeza. Esse sistema retira
automaticamente o reagente de limpeza a partir de um frasco de reagente de
limpeza de grande volume não pressurizado para manter de forma constante
um reservatório de reagente de limpeza pressurizado. Um único recipiente de
20 litros fornece reagente durante 48 horas ou mais de utilização normal.
O conjunto ótico é composto por dois lasers. Um laser excita a mistura de
corante no interior das microesferas xMAP e o segundo laser excita a
fluorosfera na superfície das microesferas xMAP. Os detectores de fotodiodo
Zener medem as intensidades de emissão de excitação das misturas de
corante de classificação com codificação de cores no interior das
microesferas xMAP e um tubo fotomultiplicador detecta a intensidade de
emissão de excitação da molécula indicadora na superfície das microesferas
xMAP.
Os processadores de sinal digital de alta velocidade e os algoritmos de
computador avançados fornecem análise das microesferas xMAP à medida
que são processadas através do analisador Luminex 200. Os resultados das
análises são processados e fornecidos em formato de relatório.
8
4. Especificações de desempenho do Luminex 200
4.1. Velocidade











Velocidade: igual ou superior a 1,7 GHz, processador Intel® Pentium®
IV com 256 MB de RAM.
Ligação de comunicações USB para transferência rápida de dados e
cabo serial.
Transferência automática de modelos de análise e informações de
novos reagentes para o sistema através de uma um CD de
leitura/escrita de grande capacidade.
Instalação: < 4 horas.
Calibração do sistema: < 10 minutos.
Controles do sistema: < 10 minutos.
Introdução de identificações de amostra através de leitor de código de
barras.
Pós-análise automática.
Analise de uma placa de 96 poços/hora consoante o conjunto do
fabricante.
Até 100 conjuntos de microesferas XMAP por amostra.
Aquecimento do sistema: 30 minutos.
4.2. Rigor e precisão






Volume de captação de amostra: ± 5%.
Classificação das microesferas xMAP: > 80%.
Erro de classificação das microesferas xMAP: ≤ 2% .
Controle da temperatura: 0°C a + 2°C do alvo.
Transporte interno da amostra: < 0.9%.
Emissão de fluorescência de fundo solúvel a 575nm subtraída
automaticamente dos valores de intensidade de fluorescência.
4.3. Sensibilidade


Detecta 1000 fluorocromos ficoeritrina (PE) por microesfera xMAP.
Gama dinâmica de canal indicador: 3,5 décadas de detecção.
4.4. Capacidade
As especificações a seguir refletem os valores mínimos de capacidade:
9













Disco rígido de 10 Gb.
CD-ROM de leitura/escrita de 100 Mb.
Analisar múltiplas placas de 96 poços por lote.
Analisar múltiplos modelos de análise por lote.
Distinguir um mínimo de 1 a um máximo de 100 conjuntos únicos de
microesferas xMAP numa única amostra.
Detectar e distinguir emissões de fluorescência indicadoras de
superfície a 575 nm, na superfície de 1-100 conjuntos únicos de
microesferas xMAP numa única amostra.
Núcleo de amostra: Núcleo de 15 -20 µm com taxa de injeção de
amostra de 1 µL/seg.
Manter as amostras a uma temperatura de contraste de 35°C a 55°C.
Amostragem automática a partir de uma placa de 96 poços.
Iniciar amostragem a partir de qualquer posição de poço.
Os recipientes do reagente de limpeza e de resíduos possuem um
volume suficiente para executar até duas placas de 96 poços entre
preenchimentos.
Os seguintes tipos de placas de microtítulo são compatíveis com o
suporte da placa do instrumento XYP Luminex: fundo plano, cônico,
arredondado, fundo com filtro, meias placas, altura global máxima de
”0,75” (19 mm), qualquer cor.
As placas de microtítulo com 96 poços devem ser compatíveis com a
temperatura do bloco aquecedor do instrumento XYP Luminex de 35°C
a 55°C durante a realização de análises com aquecimento e utilizando
o bloco aquecedor.
10
5. Noções gerais sobre o analisador Luminex 200







Temperatura de funcionamento: 15°C a 30°C.
Umidade: 20% a 80%, sem condensação.
Altitude: Funcionamento até 2400 m acima do nível médio do mar.
Dimensões físicas 43 cm Largura x 50,5 cm Profundidade x 24,5cm
Altura.
Peso: máximo de 25 kg.
Intervalo de tensão de alimentação: 100 - 120 V~ ± 10%, 1,4 Amp e
200-240 V~ ± 10%, 0,8 Amp, 47-63 Hz.
Fusível de entrada de CA: 3 Amp, 250 V~, de atuação rápida.
5.1. Ótica





Laser indicador: 532 nm, potência nominal de 10-15 mW, máximo de
500 mW, díodo de frequência dupla; modo de funcionamento, onda
contínua (CW).
Laser classificador: 635 nm, 9,1 mW ± 6%, potência máxima de 25
mW, díodo; modo de funcionamento, onda contínua (CW).
Detector indicador: tubo fotomultiplicador, largura de banda de
detecção de 565 -585 nm.
Detector classificador: Fotodiodos Zener com compensação de
temperatura.
Detector do discriminador de par: Fotodiodos Zener com compensação
de temperatura.
5.2. Fluídica




Débito do reagente de limpeza de 90 µL ± 5 µL/segundo.
Cubeta: Canal de fluxo retangular de 200 mícrons.
Taxa de injeção de amostra: 1 µL/segundo ± 0,05 µL.
Volume de captação de amostra: 20-200 µL.
5.3. Eletrônica



Detecção de canal indicador: Resolução A/D de 14 bits.
Interface de comunicações: USB.
Instrumento XYP Luminex, interface de comunicações: RS 232.
11
6. Noções gerais sobre o instrumento XYP Luminex








Temperatura ambiente: 15°C a 30°C.
Umidade: 20% a 80%, sem condensação.
Altitude: funcionamento até 2400 m acima do nível médio do mar.
Dimensões físicas: 44 cm L x 60cm P x 8 cm A.
Peso: 15 kg.
Intervalo de funcionamento do aquecedor: 35°C a 55°C com tolerância
de 0°C a +2°C.
Intervalo de tensão de alimentação: 100-240 V~ ± 10%, 1,8 Amps,
47-63 Hz.
Fusível de entrada de CA: 3 A, 250 V~, de atuação rápida.
12
7. Noções gerais sobre o sistema Luminex SD







Temperatura ambiente: 15ºC a 30°C.
Umidade: 20% a 80%, sem condensação.
Altitude: projetado para funcionar a até 2400 m acima do nível médio
do mar.
Dimensões físicas: 20 cm L x 30 cm P x 24,75 cm A.
Peso: 9 kg.
Intervalo de tensão de alimentação: 100-240 V~ ± 10%, 0,4 Amps,
47-63 Hz.
Fusível de entrada de CA: 2 Amp, 250 V~, de atuação retardada.
13
8. Especificações do PC
Para sistemas que utilizam um PC, um Dell OptiPlex GX280 ou um Dell
Optiplex GX520 (ou um PC mais recente) é incluído com o sistema Luminex
200. Para sistemas que utilizam um computador portátil, um Dell D610
Notebook é incluído com o sistema.
O sistema operacional Microsoft® Windows® XP encontra-se
pré-instalado nos computadores. Os requisitos de alimentação são 115-30
V~, 6 Amps, 50-60 Hz.
14
9. Conteúdo da caixa
O sistema Luminex 200 inclui os seguintes hardwares:
Analisador Luminex 200
Computador (PC), monitor e acessórios.
Instrumento XYP Luminex
15
Sistema de fornecimento do reagente de limpeza da Luminex - Luminex SD™
Cabos de alimentação
Duas sondas de amostra longas
16
Reservatório
Blindagem plástica
Bloco aquecedor
17
Frasco do reagente de limpeza – sheath fluid
Frasco para o descarte de substâncias
Kit de mangueiras
18
Comunicações: 1 cabo de comunicação serial
Comunicações: 1 cabo de comunicação USB
Comunicações: 1 cabo CANBUS (cabo curto)
19
Leitor de código de barras
Kit de alinhamento da altura da sonda de amostra
9.1. Software
Luminex 200 IS Versão 2.3 [CD de software];
9.2. Produtos necessários, mas não fornecidos com o equipamento, e que
deverão ser adquiridos separadamente





9.2.1.Reagentes
Microesferas de calibração de classificação (CAL1).
Microesferas de calibração de indicação (CAL2).
Microesferas de controle de classificação (CON1).
Microesferas de controle de indicação (CON2).
Reagente de limpeza – Sheath Fluid.
20
10. Armazenamento e transporte
O equipamento deve ser armazenado em local seco, longe da incidência
direta de raios solares, em temperatura ambiente. Quando não utilizado por
um período de tempo muito longo, manter na embalagem original. Durante o
transporte, manter em temperatura ambiente e em sua embalagem de
fábrica.
Os intervalos permitidos de temperatura e umidade de transporte e
armazenamento são de 0°C a +50°C e de 20-80% sem condensação,
respectivamente.
21
11. Instalação
Observe na figura abaixo os principais componentes do Luminex 200, para
melhor compreensão das etapas seguintes:
Analisador
SD
Monitor
PC
XYP
Antes de conectar os componentes do sistema, verifique se as instalações
do laboratório obedecem todos os requisitos do sistema e de segurança. O
instrumento deve estar em local com mínima oscilação de temperatura.
Manter o equipamento em temperatura ambiente de 15°C a 35°C,
umidade de 20 a 80%, sem condensação.
A fonte de alimentação elétrica deve ser de AC 110V ou 220V±10%, 1.8A
(instrumento XYP) e 0.4 A (sistema SD) – 47 a 63Hz, com cabo de
aterramento.
Instale o monitor e o computador de acordo com as instruções fornecidas
pelo fabricante que acompanham o produto.
Conectar o analisador Luminex 200 e o XYP Luminex ao Computador.
11.1. Conexão do analisador Luminex 200, Luminex XYP e Luminex SD ao
PC
Para conectar e alimentar o sistema:
1. Instale o PC e o monitor de acordo com as instruções fornecidas pelo
fabricante do PC e coloque o monitor sobre o PC.
22
2. Desembale o analisador Luminex 200, o instrumento XYP Luminex e o
Luminex SD.
3. Coloque – os sobre uma superfície limpa e plana à esquerda do PC.
4. Retire o pino de transporte azul do XYP, conforme a figura. Deixe o guia
de alumínio preto no instrumento XYP Luminex.
5. Coloque o analisador Luminex 200 sobre o instrumento XYP Luminex.
6. Encaixe o analisador no guia de alumínio preto do instrumento XYP
Luminex.
7. Verifique se os interruptores de alimentação do analisador e do
instrumento XYP estão desligados.
8. Conecte o cabo de alimentação ao módulo de alimentação do
instrumento. Luminex XYP e o cabo serial do instrumento XYP Luminex
ao analisador Luminex 200. Não ligue o cabo de alimentação à tomada
elétrica.
9. Conecte o cabo de alimentação ao módulo de alimentação do
instrumento Luminex XYP e o cabo serial do Luminex SD ao analisador
Luminex 200. Não ligue o cabo de alimentação à tomada elétrica.
10.Conecte o cabo de alimentação ao módulo de alimentação do
analisador Luminex 200e, em seguida, conecte o cabo USB (PN à porta
23
1 do analisador). Não ligue o cabo de alimentação à tomada elétrica.
10. Conecte o cabo USB do analisador Luminex 200 e o cabo serial do
instrumento XYP Luminex ao PC.
1
9
2
3
8
1
1
1
4
5
i
n
c
o
1
3
2
1.
2.
3.
4.
Analisador Luminex 200
Instrumento XYP Luminex.
PC
Interruptor de alimentação do
analisador Luminex 200
5. Interruptor de alimentação do
Instrumento XYP Luminex monitor
6. Interruptor de alimentação do
analisador PC
7
7. Porta USB do PC Luminex 200
8. Porta Serial instrumento
Luminex.
9. Porta P2 Luminex SD
10. Porta do cabo do mouse
11. Porta do cabo teclado
12. Porta P1 do Luminex 200
13. Porta do cabo do
XYP
11.Conecte o cabo Y ao leitor de código de barras e ao teclado e, em
seguida, o cabo Y ao PC.
4
1
3
2
1. 1. Teclado
2. 2. Leitor de Código de Barras
3. Cabo Y
4. Mouse
24
1
0
12.Ligue os conectores dos tubos com código de cores ao analisador
Luminex 200. Azul = reagente de limpeza, verde = ar, laranja = frasco
de descarte
13.Conecte as mangueiras Luminex SD com conector azul no encaixe azul
do analisador Luminex 200 e à outra ponta no Luminex SD. Faça o
mesmo procedimento com as demais mangueiras: conecte a
mangueira verde no analisador Luminex 200 e a outra ponta no
encaixe verde Luminex SD; conecte a mangueira branca no encaixe do
Luminex SD e a outra ponta no galão do reagente de limpeza e, por
fim, conecte a mangueira laranja no encaixe laranja do analisador
Luminex 200 e a outra ponta frasco de resíduos.
14.Ligue os cabos de alimentação do instrumento XYP Luminex,
analisador Luminex 200, Luminex SD, PC e monitor a tomadas
aprovadas. Recomendamos a utilização de uma alimentação
ininterrupta para proteger o sistema contra variações de corrente.
11.2. Instalação da sonda de amostra do Instrumento XYP Luminex
Para instalar a sonda de amostra do instrumento XYP Luminex, siga estas
etapas:
1. Verifique se os interruptores de alimentação do analisador Luminex
200 e do instrumento XYP Luminex estão desligados. Desligue-os da
tomada elétrica.
2. Retire o compartimento de luz diretamente acima do braço de amostra
25
segurando-o e puxando-o com força para fora. Ele permanece preso
através de cabos. Coloque-o sobre o analisador.
3. Desparafuse a tampa do acessório Cheminert.
4. Insira a sonda de amostra no suporte da sonda de amostra. Insira o
acessório Cheminert no suporte da sonda de amostra, girando-o no
sentido horário. Cuidado para que as roscas fiquem corretamente
alinhadas. Aperte apenas à mão.
5. Empurre o compartimento de luz para a posição original.
6. Instale a blindagem de plástico transparente que cobre a área da
sonda de amostra.
26
7. Ligue o instrumento XYP Luminex e o analisador Luminex 200em uma
tomada aprovada.
11.3. Instalação do software Luminex 200 IS 2.3
Para instalar o software Luminex 200 IS 2.3:
1. Ligue a alimentação apenas do PC e do monitor (os interruptores estão
à frente). O sistema inicia o Windows.
2. Inicie uma sessão no Windows como Administrador local:
a) Na caixa de diálogo Welcome to Windows (Bem-vindo ao Windows),
pressione Ctrl+Alt+Del.
b) Na caixa de diálogo Log On to Windows (Iniciar sessão no Windows),
insira Administrator (Administrador) na caixa User Name (Nome de
usuário). Na caixa Password (Senha), insira a senha do Administrador.
Se não souber a senha, pergunte ao seu representante de TI ou entre
em contato com a Assistência Técnica da Luminex. Na caixa Log on to
(Iniciar sessão em), selecione o nome da sua máquina local na lista de
deslocamento.
c) Clique em OK para concluir o procedimento de início de sessão.
d) Verifique se todos os aplicativos estão fechados.
27
3. Insira o CD do software Luminex 200 IS 2.3 na unidade. É efetuada a
leitura automática do CD e, após alguns momentos, a tela de
apresentação do Luminex 200 IS 2.3 é exibida conforme abaixo:
4. Na caixa de diálogo Luminex 200 IS Setup—Welcome (Configuração do
Luminex 200 IS—Bem-vindo), clique em Next (Seguinte) para
prosseguir.
5. Na caixa de diálogo 200 IS Setup—License Agreement (Configuração do
200 IS—Contrato de Licença), leia o Contrato de Licença de Usuário
Final (EULA). Utilize a barra de deslocamento para visualizar todo o
texto. Clique em Yes (Sim) para continuar.
6. Na caixa de diálogo Luminex 200 IS Setup—InstallShield Complete
(Configuração do Luminex 200 IS—InstallShield concluído), retire todos
os disquetes das unidades e clique em Finish (Concluir). O sistema
reinicia o Windows e inicia automaticamente o software Luminex 200
IS. Na primeira vez que o Luminex 200 IS é executado a Licença de
Usuário Final é exibida. Para continuar, clique em Accept (Aceitar).
Desmarque a caixa de seleção Show Next Time (Mostrar da próxima
vez) para que esta caixa de diálogo não seja exibida na inicialização
seguinte. Se clicar em Decline (Recusar) o aplicativo fecha a operação.
28
11.4. Como ligar o equipamento corretamente
1. Ligue o SD (Sheath Delivery System)
Botão
ON-OFF
Parte frontal
Parte traseira
Botão liga-desliga
2. Ligue o Analisador (Luminex)
Botão ON-OFF
Parte Frontal
Botão liga-desliga (Parte traseira)
3. Ligue a Plataforma
Botão ON-OFF
Parte traseira
Botão liga-desliga
4. Ligue o computador e o Monitor
29
5. Abra o Programa LUMINEX.
- No desktop clique no ícone “Luminex 200 IS”;
- A tela de inicialização do programa LUMINEX aparecerá, aguarde até o
software carregar todos os arquivos;
- A seguir, o software inicializará e a seguinte tela aparecerá:
A guia Home (Início) faz parte da janela principal, ela contém uma lista de
Favorites (Favoritos) e cinco categorias que representam diferentes fases da
aquisição de dados, incluindo inicialização diária, calibração do instrumento,
configuração de lotes, relatórios e análises, e encerramento diário.
11.5. Comandos de Inicialização
Os procedimentos de inicialização são de extrema importância para o
funcionamento correto do equipamento. As lavagens podem ser executadas
durante o WARM UP (a definição encontra-se abaixo), mas a calibração e
leitura de placa somente depois do termino da contagem. Todos os
procedimentos necessitam de confirmação para executar e não são
permitidos dois comandos ao mesmo tempo.
 WARM UP: Responsável pela inicialização e aquecimento dos lasers.
 PRIME: Ajusta as pressões internas e o fluxo de Sheath Fluid para
preparar o sistema hidráulico. Não é preciso nenhum reagente no
reservatório.
 ALCOHOL FLUSH: Remove as bolhas e limpa o sistema hidráulico.
Colocar álcool ou etanol 70% no reservatório.
 WASH: Lavagem para retirar o álcool e as bolhas de ar que ainda
estejam no circuito hidráulico. Colocar Sheath Fluid no reservatório.
 RESERVATÓRIO: Localizado na parte interna da plataforma. Para
visualizar o recipiente clicar no botão EJECT no software e a plataforma
30
abrirá. Este deverá ser limpo com água destilada toda vez que for
substituído o reagente.
1º Passo: Clicar no comando WARMUP
A lista de comandos na guia Run Batch (Executar lote) indica que os lasers
do sistema estão em funcionamento. A caixa Device Activity (Atividade do
dispositivo) na barra de status indica que o sistema está em aquecimento. A
seção Laser Status (Status do laser) na barra de status está em amarelo
durante a contagem decrescente de 1800 segundos. Após a conclusão, a
barra de Laser Status (Status do laser) passa a verde e visualiza Warmed Up
(Aquecido).
31
Verificando se o comando está sendo executado:
2º Passo: Comando PRIME (executar 2 vezes sem utilizar reagente no
reservatório)
Clique em Prime (Preparar) e, em seguida, clique em OK para confirmar a
preparação do sistema.
32
É preciso também preparar (Prime) o seu sistema como parte da rotina de
inicialização diária.
Durante a preparação, o sistema retira líquido do frasco de reagente de
limpeza.
Não é necessário utilizar solução em uma placa.
Verificando se o comando esta sendo executado:
33
3º Passo: Clicar no comando ALCOHOL FLUSH (executar 1 vez com álcool 70%
no reservatório da plataforma)
Efetue uma lavagem de álcool no sistema para retirar bolhas de ar dos
tubos de amostra e da cubeta utilizando isopropanol a 70% ou etanol a 70%.
A cubeta é o percurso principal do fluido dentro do componente ótico do
sistema, onde o sistema efetua a leitura da amostra.
Verificando se o comando esta sendo executado.
34
4º Passo: Clicar no comando WASH (executar 03 vezes com Sheath Fluid no
reservatório da plataforma).
Utilize o ciclo de lavagem sempre que necessário. Por exemplo, lave
quatro vezes com água destilada ou reagente de limpeza após a calibração.
Coloque pelo menos 200 μL num poço de microtítulo ou encha o reservatório
do instrumento XYP Luminex com o reagente de limpeza.
Clicar para iniciar o
comando Wash
Reagente:
Sheath
Fluid
Tempo:
+30
segundos
Repetições: 03 vezes
Clique em Wash (Lavagem). Surge uma caixa de diálogo de confirmação.
Verificando se o comando esta sendo executado.
35
11.6. Calibração
Se o equipamento for utilizado diariamente, o procedimento de calibração
deve ser semanal. Caso a utilização não seja diária, a calibração pode ser
feita em intervalos de 15 dias.
Esse procedimento é de extrema importância para o funcionamento do
equipamento. A calibração ajusta os valores de referência dos lasers de
acordo com os parâmetros pré-definidos pelo fabricante, usando como
referência as esferas (beads) de calibração (CAL1 E CAL2) e controles (CON1
E CON2). As esferas (beads) de calibração e controle devem ser armazenadas
em geladeira (verificar orientações nas respectivas embalagens).
11.6.1. Condições necessárias para Calibração
1. Após conclusão dos procedimentos de START UP.
2. Temperatura do Equipamento deve ser de 20 a 22°C. (Indicador na tela
RUN BATCH)
Obs. A TEMPERATURA E A PRESSÃO DO SHEATH FLUID são condições internas
do equipamento e somente através dos mostradores devem ser
consideradas.
11.6.2. Esferas (beads) de calibração
36
As esferas (beads) CAL1 e CAL2 são responsáveis pela calibração, e CON2
e CON2 pelo Controle da calibração. Cada uma possui um certificado com
valores de DD, CL1, CL2 e RP1, que são valores alvos de calibração. São
Comercializadas como KIT de Microesferas de Calibração. Os certificados
podem ser adquiridos através do site da Luminex, pelos links:
http://www.luminexcorp.com/support/calibration/calibration_microspheres.html
http://www.luminexcorp.com/support/calibration/control_microspheres.html
37
11.6.3.
Exemplo de certificado
38
11.6.4.
Como inserir os valores de Target de CAL 1 e CAL 2 no
Software
Clique em New CAL Targ. (Novo alvo de calibração) para introduzir ou
confirmar os números de lote de calibração. Surge a caixa de diálogo Update
CAL Targets (Atualizar alvos de calibração).
39
Insira o número de lote CAL1.
Insira a data de validade. Clique na caixa Expiration Date (Data de
validade). Um botão “Select Calendar” (Selecionar calendário) aparece ao
lado direito da caixa.
Insira os valores indicados nos Certificados de Qualidade (COQ) incluídos
com os calibradores nas caixas CAL1.
40
O mesmo procedimento é feito para CAL 2, CON1 e CON2.
11.7. Como calibrar o equipamento
Coloque uma placa de microtítulo com quatro a cinco pingos de cada:
CAL1 no poço A1, CAL2 no poço B1, CON1 no poço C1, CON2 no poço D1.
Utilize poços diferentes, se necessário. Para selecionar diferentes
localizações de poços no software, clique na seta de lista suspensa junto à
célula de entrada para o calibrador ou controle e, em seguida, clique na
localização do poço na imagem da placa de microtítulo.
1º Passo: dispensar as esferas (beads) de acordo com a sequência:
41
2º Passo: Colocar a placa na plataforma;
3º Passo: Executar o Template “Calibration & Verification”;
42
11.7.1. Para criar um novo lote
Leia as instruções fornecidas com o kit de análise em utilização. Siga as
instruções para qualquer preparação.
Na guia Home (Início), clique em New Batch (Novo lote). Surge a caixa de
diálogo Open Template (Abrir modelo).
Selecione o modelo que pretende aplicar ao novo lote e clique em Select
(Selecionar). O modelo é carregado e surge a caixa de diálogo Luminex Batch
Setup (Configuração de lote Luminex).
Digite o nome do lote (caso seja diferente do nome predefinido fornecido
pelo sistema), uma descrição (opcional) e o nome do autor.
Para adicionar amostras para processamento, além dos comandos de
modelo no lote que está criando, percorra até ao último item da seção de lista
de comandos (à esquerda dos botões Finish (Concluir), Cancel (Cancelar),
43
Load Patient List (Carregar lista de pacientes) e Help (Ajuda)).
Clique na caixa Sample ID (Identificação de amostra) na última fila para o
poço vazio da placa de microtítulo.
Insira a identificação de amostra para adicioná-la ao lote. Repita esse
passo para adicionar todas as amostras suplementares ao lote. O usuário
pode introduzir a amostra manualmente, através de uma lista de pacientes,
ou utilizando o leitor de código de barras do sistema.
Para adicionar um arquivo de paciente ao lote, clique em Load (Carregar)
Patient List (Lista de pacientes). Surge uma caixa de diálogo Open Patient List
File (Abrir arquivo de lista de pacientes).
Selecione um arquivo de paciente para anexar ao lote e clique em Open
(Abrir). O sistema anexa os pacientes ao lote. Se todas as identificações de
paciente no lote estão identificadas, o sistema anexa os itens da lista de
pacientes à primeira localização vazia após a última atividade de lista de
comando.
Selecione Save and Load (Salvar e carregar) ou Save Only (Salvar
apenas).
Clique em Finish (Concluir). Ao selecionar Save and Load (Salvar e
carregar), surge a guia Run Batch (Executar lote) exibindo o lote, que inclui as
amostras adicionadas. Ao selecionar Save Only (Salvar apenas), o sistema
fica inativo e aguarda a inicialização de um comando.
Se a opção foi Save and Load (Salvar e carregar), carregue a placa de
microtítulo utilizando o botão Eject/Retract (Ejetar/Recolher) e, em seguida,
clique em Start Plate (Iniciar placa) para iniciar a aquisição de lotes.
44
11.8. Como desligar corretamente o Equipamento
1º Passo: Clicar no comando WASH (executar 2 vezes com Sheath Fluid no
reservatório da plataforma)
Conforme mostrado nas páginas 9 e 10.
2º Passo: Clicar no comando SANITIZE (executar 1 vez com hipoclorito de
sódio a 0,5% no reservatório da plataforma)
45
3º Passo: Clicar no comando WASH (executar 2 vezes com água de injeção
ou água destilada no reservatório da plataforma)
Conforme mostrado nas páginas 9 e 10.
4º Passo: Clicar no comando SOAK (executar 2 vezes com água de injeção
ou água destilada no reservatório da plataforma)
46
5º Passo: Fechar o programa Luminex.
6º Passo: Desligar a Bomba SD. Conforme mostrado na página 2.
7º Passo: Desligar o analisador Luminex. Conforme mostrado na página 2.
8º Passo: Desligar a plataforma XY. Conforme mostrado na página 2.
47
12. Advertências e precauções
O sistema contém fluídica. Em caso de vazamentos de fluidos, desligue
totalmente a alimentação do sistema e desligue os cabos de alimentação.
O interruptor ligar/desligar não desliga a alimentação: o cabo de
alimentação deve ser retirado da tomada.
Não retire a tampa do analisador Luminex 200 em NENHUMA circunstância!
Quando realizar manutenção de rotina, desligue a alimentação do analisador
Luminex 200 e desconecte o cabo de alimentação.
Não olhe para o feixe do Leitor do Código de Barras ou incida-o nos olhos
de outras pessoas.
As portas de acesso devem estar fechadas durante o funcionamento do
analisador Luminex 200; o operador deve estar presente durante a utilização.
Não toque na placa aquecedora. A placa aquecedora do instrumento XYP
Luminex pode estar quente e provocar lesões se for tocada.
Quando analisar amostras biológicas potencialmente infecciosas no
analisador Luminex 200, siga as práticas laboratoriais de segurança padrão.
Estas precauções de segurança também devem ser tomadas ao realizar a
limpeza ou a manutenção do analisador.
Se a alimentação do sistema estiver ligada, mas este estiver inativo por
mais de 4 horas, clique na guia Maintenance (Manutenção). Clique em
Warmup (Aquecimento). Aguarde 30 minutos até o aquecimento do
analisador Luminex 200 e do sistema ótico.
Verifique a integridade da placa de microtítulo. Placas deformadas podem
originar ajustes de altura de sonda incorretos.
Ajustar a altura vertical da sonda de amostras sempre que a sonda for
retirada.
Substitua o reagente de limpeza e esvazie o recipiente de resíduos
conforme necessário. Tenha cuidado para não tocar no selo da tampa do
frasco de resíduos, ou deixar que fique molhado ou sujo. Isso poderia causar
pressão no frasco, gerando erros de pressão no sistema. Se o selo ficar
molhado, deixe-o secar ao ar. O ato de tocar no selo pode contaminá-lo. Se o
selo ficar sujo, a tampa do frasco de resíduos deverá ser substituída.
Se estiver utilizando a linha de resíduos, não a mova enquanto o sistema
estiver em funcionamento. Embora seja possível mover a linha ao longo de
uma superfície horizontal, nunca altere a elevação da linha de resíduos sem
primeiro entrar em contato com a Assistência Técnica. A linha pode ser
movida temporariamente para fins de limpeza e manutenção.
É necessário monitorar manualmente os níveis do recipiente de resíduos.
Se o recipiente do reagente de limpeza secar alguma vez, efetue a
preparação do sistema pelo menos duas vezes até que o ar seja retirado do
mesmo.
Certifique-se de que o sistema não está em operação quando retirar a
48
sonda de amostra.
A sonda de amostra do instrumento XYP deve deslizar facilmente para
cima quando é retirada do braço de amostra. Se sentir resistência, não force a
subida da sonda. Entre em contato com a Assistência Técnica da Luminex.
Execute 3 retrolavagens, 3 drenagens, 2 evacuações de álcool e 3
lavagens com água destilada sempre que o equipamento ficar parado por
algum tempo, ou na primeira utilização.
12.1. Procedimento semanal
Abra todas as portas do analisador Luminex 200 e verifique visualmente
se existem vazamentos, corrosão e outros indícios de funcionamento
incorreto. Verifique todas as conexões de tubos visíveis.
Verifique se existe acúmulo de pó no filtro de entrada de ar no instrumento
XYP Luminex. Verifique se existem vazamentos no sistema SD e na respectiva
conexão. Se identificar um vazamento, desligue a alimentação do dispositivo
do sistema Luminex SD e entre em contato com a Assistência técnica.
O sistema realiza testes de autodiagnóstico. Execute o autodiagnóstico
semanalmente para verificar a integridade do sistema. Os lasers desligam-se
durante o Self-Diagnostics (Autodiagnóstico), e devem ser aquecidos
novamente por 30 minutos após a conclusão do Autodiagnóstico.
Retirar e Limpar a sonda de amostra com sonicador de banho ou seringa
de 10 mL. Recoloque a sonda e reajuste a altura vertical. Efetue uma Alcohol
Flush (Evacuação de álcool) do sistema com isopropanol a 70% ou etanol a
70%.
12.2. Procedimento mensal
Desconectar o sistema da energia e limpar as superfícies exteriores com
detergente suave e, em seguida, com uma solução de alvejante entre 10% a
20% e finalmente com água destilada.
Abrir as tampas do analisador e limpá-las com detergente, seguido de
solução alvejante 10% a 20% e finalmente água destilada.
Secar as superfícies de chapa metálicas para impedir a corrosão.
O sistema deve ser calibrado mensalmente como parte de um esquema
regular de manutenção.
12.3. Procedimento semestral
Substituir o Filtro de entrada de ar do analisador Luminex 200.
Substituir o Filtro de entrada de ar do instrumento XYP Luminex.
Substituir a Junta do êmbolo da Seringa.
Limpar o filtro de ventilação do analisador Luminex 200.
49
12.4. Procedimento anual
Trocar o Filtro do reagente de limpeza do analisador Luminex 200.
50
13. Lista de possíveis falhas e suas soluções
13.1. Problemas de alimentação elétrica
Os problemas na alimentação elétrica envolvem frequentemente um
fusível queimado, um componente eletrônico com defeito ou mesmo um cabo
desligado. Tenha muito cuidado quando substituir um fusível.
Sintoma
Problema
O analisador não liga O cabo de alimentação está
ou o XYP não liga.
desconectado.
Não existe tensão
proveniente da tomada
elétrica.
A fonte de alimentação está
com defeito.
Um fusível está queimado.
Os fusíveis
Um componente está em
continuam a queimar curto-circuito.
Possível Solução
Verifique se o cabo de
alimentação está ligado.
Verifique se a tomada
elétrica está
operacional.
Entre em contato com a
Assistência Técnica.
Trocar os fusíveis.
Entre em contato com a
Assistência Técnica.
13.2. Comunicações
Os problemas de comunicação descritos nesta seção envolvem as
ligações entre o sistema de dados (PC e software IS 2.3) e o analisador
Luminex 200 e o instrumento XYP. Esta seção não trata de questões de
comunicação com outros dispositivos periféricos.
O termo “Comunicações” diz respeito:
 À transferência de dados entre o PC e o analisador.
 Ao estado atual do analisador e do instrumento XYP.
 Às leituras dos instrumentos.
 Ao controle do instrumento, aquisição de amostras, envio de sessões e
funções de inicialização, suspensão e pausa.
Sintoma
O PC não consegue
iniciar as
comunicações
com o analisador
Problema
O cabo de comunicações
está desligado ou está
ligado à porta errada.
A alimentação do XYP ou
do analisador não está
ligada.
Possível Solução
Verifique as conexões
do cabo de
comunicações.
Desligue o PC e, em
seguida, ligue o
analisador, XYP e,
finalmente, o PC.
51
13.3. Pressurização
As leituras de pressão de ar e de reagente de limpeza normais variam
entre os 6-9 psi enquanto o compressor está em funcionamento. Se a pressão
do sistema estiver fora desse intervalo, a sua aquisição de amostras irá falhar
ou obter resultados insuficientes.
Sintoma
A pressurização
falha ou a pressão
é muito baixa.
Problema
As linhas dos frascos do
reagente de limpeza e de
resíduos não estão
totalmente ligadas.
Possível Solução
Verifique se as linhas entre os
frascos do reagente de
limpeza, resíduos e o
analisador estão totalmente
ligadas.
Inspecione as ligações para
verificar se não estão
rachadas.
As ligações dos frascos
do reagente de limpeza
ou de resíduos estão
rachadas.
Existe um vazamento no Verifique se existem
sistema.
vazamentos no sistema. Para
detectar vazamentos,
verifique a presença de
fluidos na superfície sobre a
qual o sistema está instalado.
O compressor não entra Execute um comando Prime
em funcionamento.
(Preparar). Se não conseguir
ouvir o acionamento do
compressor, entre em contato
com a Assistência Técnica.
O acessório Cheminert
Verifique se o acessório está
está solto.
ligado corretamente acima da
sonda de amostra, abaixo da
luz azul.
Vazamentos de fluidos
Consultar o manual de
no sistema.
instruções.
O frasco do reagente de Desligue as ligações dos
limpeza possui
frascos. Execute um comando
vazamento de ar.
Prime (Preparar). Se a pressão
subir, retire e volte a apertar a
tampa do frasco do reagente de
limpeza e, em seguida,
reconecte as linhas de fluidos ao
analisador. Se a pressurização
voltar a falhar, substitua o frasco
do reagente de limpeza.
52
Pressão muito
elevada.
O frasco do reagente de
limpeza está cheio.
Verifique se o frasco do
reagente de limpeza está
cheio acima da linha de
marcação.
Esvazie o reservatório SD e
volte a enchê-lo.
O sistema de
fornecimento do
reagente de limpeza está
cheio.
O regulador não está
Se estiver utilizando frascos,
ajustado corretamente.
abra a porta central do
analisador Luminex. Utilize
uma chave de fenda para
ajustar o regulador para que
fique no centro da região
verde na guia Run Batch
(Executar lote).
13.4. Vazamentos de fluidos
Os vazamentos de fluidos podem resultar em pressurização insuficiente e
na falha de aquisição de amostras.
Sintoma
Pressão muito baixa
Grande quantidade
de fluido derramada
à volta do
instrumento.
Fluido pingando da
sonda de amostra.
Problema
Possível Solução
A sonda de amostra está
Limpar a sonda de amostra.
obstruída.
Vazamentos na junta da Substitua a junta da
seringa.
seringa.
Aperte manualmente a
ligação da seringa (puxador
prateado) na válvula da
Vazamentos na válvula seringa. Execute um
da seringa.
comando Prime (Preparar).
Se o vazamento persistir,
entre em contato com a
Assistência Técnica.
As ligações ou linhas de
Entre em contato com a
fluidos estão
Assistência Técnica.
danificadas.
A sonda de amostra está
Limpar a sonda de amostra.
obstruída.
A válvula de três vias de Entre em contato com a
amostra está com defeito. Assistência Técnica.
53
Substitua a junta da
Vazamentos na junta da
seringa.
seringa.
Existe vazamento de
fluido na parte da
Vazamentos na válvula
frente do analisador.
da seringa.
Aperte manualmente a
ligação da seringa (puxador
prateado) na válvula da
seringa. Execute um Prime
(Preparar). Se o vazamento
persistir, entre em contato
com a Assistência Técnica.
13.5. Sonda de Amostra
Os problemas com a sonda de amostra podem provocar vazamentos de
fluido e problemas de pressurização, bem como inibir a aquisição de
amostras.
Sintoma
Vazamento na
sonda de amostra.
O braço de
amostra está
preso na posição
levantada
O braço de
amostra está
preso na posição
baixada.
Problema
Possível Solução
A sonda de amostra está Limpar a sonda de amostra.
obstruída.
O sistema não está
Verifique as definições de
pressurizado
pressão. Certifique-se de que
corretamente.
a sonda de amostra não está
obstruída e de que não
existem vazamentos na junta
da seringa ou na válvula da
seringa.
A altura da sonda de
NÃO desligue o instrumento
amostra é muito baixa ou XYP Luminex.
o percurso para o poço
1. Retire o compartimento de
está bloqueado.
luz azul do analisador.
2. Desparafuse o acessório
Cheminert. O monitor do
sistema passa de “Busy”
(Ocupado) para “Running”
(Em execução) e a aquisição
de amostras prossegue.
Clique em Cancel (Cancelar)
para efetuar ajustes antes de
prosseguir com o resto das
amostras.
3. Se o braço de amostra não
se levantar, guarde os dados
que foram recolhidos.
54
O braço de
amostra não
desce
suavemente.
O braço de
amostra não
desce
suavemente.
Desligue o analisador, mas
mantenha o instrumento XYP
ligado.
4. Sair do Software Luminex
IS.
5. Volte a ligar o analisador e
reinicie o software.
6. Execute um comando
Wash (Lavagem) com água
destilada para remover o ar
do sistema.
7. Verifique a altura da sonda.
A placa de 96 poços está Ajuste a placa de 96 poços.
fixada de forma incorreta
no instrumento XYP.
A placa de 96 poços está Substituir a placa se estiver
deformada. Inspecione a deformada.
placa de 96 poços.
O braço de amostra está Reajuste o alinhamento
desalinhado.
horizontal do braço de
amostra.
A sonda de amostra está Retire a sonda de amostra do
torcida.
analisador Luminex 200.
Role-a sobre uma superfície
plana. Se não rolar
suavemente, substitua-a por
uma sonda de amostra nova.
Regule a altura da sonda de
amostra.
13.6. Problemas de calibração e controle
Sintoma
A calibração é
lenta ou falha.
Problema
As microesferas de
calibração não estão
totalmente suspensas.
Possível Solução
Agite por vórtex os frascos
de calibração para voltar a
suspender as
microesferas.
Introdução de número de lote Verifique se foram
ou valores alvo incorretos na utilizados: o número de
caixa de diálogo Update CAL lote e valores alvo
Targets (Atualizar alvos de
corretos.
calibração).
55
A calibração é
lenta ou falha.
Os calibradores do sistema Verifique se os
estão no poço errado na
calibradores se encontram
placa.
no poço correto.
Adicione, no mínimo, cinco
gotas de microesferas de
calibração ao poço.
Não foram adicionadas
Coloque o frasco na
microesferas de calibração
posição invertida em um
suficientes no poço.
ângulo de 90 graus com
relação à placa enquanto
coloca as gotas.
O lote de calibração
Utilize um novo frasco de
ultrapassou o prazo de
microesferas de calibração
validade.
A altura da sonda de
Ajuste a altura da sonda
amostra é incorreta.
de amostra.
A sonda de amostra está
Limpar a sonda de
obstruída.
amostra.
Limpe a sonda de amostra
Existe uma obstrução
e, em seguida, evacue o
parcial no sistema.
sistema.
Verifique a altura da sonda
de amostra. Execute três
comandos Prime
Existe ar no sistema.
(Preparar), dois comandos
Alcohol Flush (Evacuação
de álcool) e, em seguida,
três Wash (Lavagens) com
água.
Verifique se o selo na
tampa do frasco de
O frasco de resíduos não é
resíduos se encontra seco
está ventilado.
e se a tampa do frasco de
resíduos está ventilada.
A linha de resíduos foi
Certifique-se de que a
movida durante o
linha de resíduos não seja
funcionamento do sistema, movida durante o
o que provocou um débito funcionamento do
instável.
sistema.
Visualizar o relatório de
Possível problema com o
tendência de calibração.
laser.
Verifique se existem
mudanças significativas
de temperatura, pressão
56
Zero eventos
coletados durante
a calibração.
O analisador falha
os controles.
do reagente de limpeza ou
tensões. Se alguma destas
situações for evidente no
relatório, entre em contato
com a Assistência Técnica.
Existe um problema com os Verifique os níveis de
níveis de fluido.
fluido de limpeza e de
resíduos. Verifique se os
tubos de ambos os frascos
estão bem conectados ao
instrumento. Verifique se
a tampa do frasco de
resíduos dispõe de
ventilação.
Problemas relacionados
Verifique se o fluído se
com o laser.
movimenta através do
sistema realizando uma
lavagem, o que provoca a
liberação do fluido para o
frasco de resíduos. Se o
fluido não estiver indo
para o frasco de resíduos,
limpe a sonda de amostra
e, em seguida, evacue o
sistema. Se o problema
não for resolvido, entre em
contato com a Assistência
Técnica.
O frasco de resíduos não é Verifique se o selo na
está ventilado.
tampa do frasco de
resíduos se encontra seco
e se a tampa do frasco de
resíduos está ventilada.
O acessório Cheminert está Certifique-se de que o
solto.
acessório Cheminert
esteja apertado.
As microesferas de controle Efetue um vórtice nos
não estão totalmente
frascos de controle para
suspensas.
voltar a suspender as
microesferas.
É introduzido um número
Verifique se foram
de lote de controle ou
utilizados o número de
valores alvo incorretos na
lote e valores alvo
57
caixa Update CON Targets
(Atualizar alvos de
calibração).
Os controles do sistema
estão no poço errado na
placa.
O analisador falha
os controles.
Não foram adicionadas
microesferas de controle
suficientes no poço.
O lote de controle
ultrapassou o prazo de
validade.
As microesferas de controle
foram diluídas.
A altura da sonda de
amostra é incorreta.
A sonda de amostra está
obstruída.
Existe ar no sistema.
corretos.
Verifique se as
microesferas de controle
se encontram no poço
correto.
Adicione, no mínimo, cinco
gotas de microesferas de
controle ao poço. Para
obter um volume de gotas
correto, coloque o frasco
na posição invertida em
um ângulo de 90 graus
com relação à placa
enquanto coloca as gotas.
Utilize um novo frasco de
microesferas de controle.
Não dilua as microesferas
de controle.
Ajuste a altura da sonda
de amostra.
Limpar a sonda de
amostra.
Verifique a altura da sonda
de amostra. Execute três
comandos Prime
(Preparar), dois comandos
Alcohol Flush (Evacuação
de álcool) e, em seguida,
três Wash (Lavagens) com
água.
O frasco de resíduos não
Verifique se o frasco de
está ventilado de forma
resíduos está ventilado de
adequada.
forma adequada e se o
selo não está molhado ou
sujo.
A linha de resíduos foi
Certifique-se de que a
movida durante o
linha de resíduos não seja
funcionamento do sistema, movida durante o
o que provocou um débito funcionamento do
instável.
sistema.
58
Possível problema com os
lasers.
Verifique se existem falhas
consistentes no relatório
de tendência de controle
do sistema. Se alguma for
evidente no relatório,
entre em contato com a
Assistência Técnica.
13.7. Problemas de aquisição
Sintoma
A aquisição falha
ou é demorada.
A aquisição falha
ou é demorada.
Aquisição de
amostras lenta ou
não efetuada.
Problema
A pressão de ar está fora
do intervalo.
A altura da sonda de
amostra é incorreta.
A sonda de amostra está
obstruída.
O frasco do reagente de
limpeza possui uma junta
com vazamento.
As linhas do frasco de
reagente de limpeza ou
de resíduos não estão
totalmente ligadas.
As microesferas de
calibração ultrapassaram
o prazo de validade.
Foram selecionados os
poços incorretos para as
microesferas de calibração.
Os números de lote de
calibração ou valores alvo
selecionados na
configuração estão
incorretos.
A sonda de amostra está
obstruída.
A pressão de ar está fora
do intervalo.
A sonda de amostra não
está alinhada verticalmente.
Possível Solução
Consultar o manual de
instruções.
Ajuste a altura da sonda de
amostra.
Limpar a sonda de amostra.
Certifique-se de que a
tampa do frasco do
reagente de limpeza está
apertada. Retire e volte a
colocar a tampa do frasco.
Desligue e volte a ligar as
linhas; deve ouvir-se um
clique.
Substitua as microesferas
antigas por um lote novo.
Certifique-se de que os poços
corretos estejam selecionados na
guia Maintenance (Manutenção)
Introduza o número de lote
de calibração e valores alvo
corretos na caixa Update
CAL Targets (Atualizar alvos
de calibração).
Limpar a sonda de amostra.
Consultar o manual de
instruções.
Ajuste a altura da sonda de
amostra.
59
Aquisição de
amostras lenta ou
não efetuada.
Existe ar no sistema.
O volume de aquisição
possui uma definição
muito alta.
As microesferas xMAP
não estão totalmente
suspensas.
Estão sendo utilizadas
microesferas
branqueadas
opticamente.
O número de
microesferas existente na
amostra é insuficiente.
A amostra está muito
concentrada.
Verifique a altura da sonda
de amostra. Execute três
comandos Prime (Preparar),
dois comandos Alcohol Flush
(Evacuação de álcool) e, em
seguida, três Wash
(Lavagens) com água.
Defina o volume de
aquisição para pelo menos
25 μL abaixo do volume real
dos seus poços. Esta
definição permite ao
analisador adquirir amostras
de forma mais eficiente com
menores hipóteses de
aquisição de ar.
Cuidadosamente, efetue um
vórtice na placa ou volte a
suspender as microesferas
com uma pipeta multicanal
para assegurar que se
encontram microesferas na
solução.
Substitua as microesferas
por um lote novo.
Certifique-se de que existem
2000-5000 microesferas por
conjunto e por poço.
Dilua fluidos biológicos
concentrados, tais como
soro ou plasma, numa
relação de, no mínimo, 1:5.
13.8. Irregularidades de detalhes das microesferas
Sintoma
A classificação das
microesferas xMAP é
muito alta.
Problema
Utilização de
microesferas de
calibração branqueadas
oticamente.
Possível Solução
Substitua as microesferas de
calibração por um lote novo.
Para evitar o
branqueamento, proteja as
suas microesferas da luz.
60
As microesferas xMAP
atingem a zona
inferior direita da
região.
As microesferas
parecem dispersas.
As microesferas
aparecem como uma
linha diagonal
comprida.
Utilização de
microesferas de
calibração branqueadas
oticamente.
Substitua as microesferas de
calibração por um lote novo.
Para evitar o
branqueamento, proteja as
suas microesferas da luz.
Existe ar no sistema
Verifique a altura da sonda
de amostra. Execute três
comandos Prime
(Preparar), dois comandos
Alcohol Flush (Evacuação
de álcool) e, em seguida,
três Wash (Lavagens) com
água.
As microesferas xMAP
Adicione mais detergente
ficaram aglutinadas.
no tampão do reagente de
limpeza.
O solvente é
Estude a lista de solventes
incompatível.
incompatíveis no website
da Assistência Técnica da
Luminex - http://
luminexcorp.custhelp.com.
Se o solvente que está
utilizando estiver na lista,
mude de solvente.
Está sendo utilizado um Utilize apenas reagente de
reagente de limpeza
limpeza – sheath fluid no
incompatível.
analisador Luminex 200.
Outros reagentes podem
danificar o analisador e
anular a garantia.
13.9. Estados de erro
Os estados de erro seguintes são apresentados na Barra de status na guia
Run Batch (Executar lote) quando ocorre um erro durante a utilização do
sistema.
Mensagem de Erro
Disconnected
(Desligado)
Problema
Possível Solução
O software não efetuou a Na barra de ferramentas,
ligação inicial.
clique em Connect (Ligar);
aguarde até que o estado
mude.
61
Refill Sheath
(Preencher o frasco
de reagente de
limpeza)
Running (Em
execução): Sheath
Empty (Frasco de
reagente de limpeza
vazio)
Os cabos de comunicação Retire e volte a ligar as
não estão ligados.
conexões de cabos.
Feche o aplicativo de
software e volte a abri-lo.
em seguida, desligue o
sistema Luminex. Ligue a
alimentação do sistema e
verifique o estado.
Existe pouco reagente de Preencha o frasco de
limpeza no frasco.
reagente de limpeza e,
em seguida, clique em
Resume (Retomar).
Não existe reagente de
Substitua ou preencha o
limpeza.
frasco com o reagente de
limpeza. Execute dois
comandos Prime
(Preparar).
13.10. Mensagens de erro do sistema
Existem dois tipos de mensagens de erro: mensagens de erro do sistema e
mensagens de erro de amostra.
As mensagens de erro do sistema são apresentadas em três locais:
 no Message Log (Registro de mensagens) na guia Diagnostics
(Diagnóstico)
 no registro de mensagens localizado na pasta de registro de
mensagens do Windows
 na guia Errors (Erros) na janela Analysis (Análise)
Mensagem de Erro
Unknown Diagnostic Error
(Erro de diagnóstico
desconhecido)
Problema
Possível Solução
Desconhecido/variado Registre o número de
código de erro e a
mensagem. Entre em
contato com a
Assistência Técnica.
XYP Instrument Heater
Stability Range Exceeded
(Intervalo de estabilidade do
aquecedor do instrumento
XYP excedida)
A temperatura do
bloco aquecedor não
está atingindo o valor
alvo.
Verifique se a
temperatura do
aquecedor está
definida corretamente
no software.
62
Low Voltage Detected (Baixa Possível falha do laser. Desligue o analisador,
tensão detectada)
o XYP,o SD, e o PC e,
em seguida, volte a
ligá-los. Verifique se
sistema está
completamente
aquecido. Efetuar a
calibração e a
verificação do
sistema. Se a
mensagem de erro
voltar a surgir, entre
em contato com a
Assistência Técnica.
Runtime Sheath Pressure out A pressão do reagente Verifique se o frasco
of Limits (Too High) (Pressão de limpeza é muito
de reagente de
do reagente de limpeza fora elevada.
limpeza está no
dos limites determinados
mesmo nível do
(muito alta))
analisador.
Verifique se a leitura
da pressão do
reagente de limpeza é
igual à leitura original.
Caso contrário entre
em contato com a
Assistência Técnica
para obter instruções
sobre como ajustar o
regulador. Efetuar a
calibração e a
verificação do
sistema.
Runtime Sheath Pressure Out Existe um problema
Consultar o manual de
of Limits (Too Low) – Pressão de pressurização com instruções.
do reagente de limpeza fora o reagente de limpeza
dos limites (muito baixa)
Low Laser Power Detected
(Baixa energia do laser
detectada)
O sistema não está
aquecido
suficientemente.
Aqueça o sistema.
Esta ação leva cerca
de 30 minutos. Efetuar
a calibração e a
verificação do
sistema.
63
Possível falha do laser. Abra o relatório de
tendência de
calibração para CAL2
e registre as últimas
três tensões
indicadoras. Entre em
contato com a
Assistência Técnica
com estas
informações.
Command Encountered Time O comando atual
Verifique se o sistema
Out Error (O commando
falhou.
está aquecido e se
encontrou erro de tempo
existem problemas de
esgotado)
pressurização. Repita
o comando. Se o
comando continuar a
esgotar o tempo,
entre em contato com
a Assistência Técnica.
Instrument Not Calibrated
O instrumento está
Efetue a calibração do
(Instrumento não calibrado) fora da calibração.
instrumento.
13.11. Mensagens de erro de amostra
As mensagens de erro de amostra ocorrem quando existe um problema
com a aquisição de amostras. Estes erros podem ser apresentados na guia
Diagnostics (Diagnóstico) no Message Log (Registro de mensagens), em
Reports (Relatórios) ou na guia Errors (Erros) numa análise de lote.
Mensagem de Erro
Insufficient Bead Count
(Contagem insuficiente de
microesferas)
Problema
Não existem
microesferas
suficientes para
cumprir o pedido
mínimo.
Possível Solução
Certifique-se de que
existem 2000-2500
microesferas por
conjunto e por poço.
Verifique se são
selecionadas as
microesferas
adequadas. Ajuste a
altura da sonda de
amostra. Volte a
suspender as
microesferas nos poços.
Verifique se existem
obstruções.
64
Temperature Divergence
from Calibration
Temperature (Divergência
de temperatura relativa à
temperatura de calibração)
Failed Control in Batch
(Controle com falha em
lote)
O sistema está sendo
executado em uma
temperatura ambiente
que está fora do
intervalo com o qual
este foi calibrado
inicialmente.
Um ou mais dos
controles de análise
não se encontram
dentro do intervalo
previsto.
Failed Curve Fit (Adequação O cálculo para os
de curva com falha)
padrões de análise
para a interpretação
dos dados não pôde
ser efetuado.
Efetuar a calibração e a
verificação do sistema.
Se esta mensagem
ainda aparecer após a
calibração, entre em
contato com a
Assistência Técnica.
Verifique se selecionou
o modelo correto.
Verifique se foram
selecionados e
introduzidos
corretamente o número
de lote de análise e os
valores de concentração
corretos.
Verifique se o sistema
está a funcionando de
maneira correta
executando os controles
do sistema. Se os
controles do sistema
forem aprovados, entre
em contato com o
fabricante do kit.
Verifique se selecionou
o modelo correto.
Verifique se foram
selecionados e
introduzidos
corretamente o número
de lote de controlo e os
valores alvo corretos.
Verifique se o sistema
está a funcionando de
maneira correta
executando seus
controles. Se os
controles do sistema
forem aprovados, entre
em contato com o
fabricante do kit.
65
Sample High or Low
(Amostra alta ou baixa)
Sample Timed Out (A
amostra esgotou o tempo)
Os resultados não
permanecem dentro
dos padrões mais alto
e mais baixo.
Foram selecionados o
número de lote de
controle ou os valores
alvo incorretos.
As amostras estão
concentradas.
Não foi colocada
amostra suficiente no
poço.
A sonda de amostra
está obstruída.
A altura da sonda de
amostra é incorreta.
Existe uma obstrução
na linha de amostra.
Verifique se selecionou
o modelo correto.
Verifique se foram
selecionados e
introduzidos
corretamente o número
de lote de controle e os
valores alvo corretos.
Verifique se o sistema
está a funcionando de
maneira correta
executando seus
controles e calibradores.
Se a amostra estiver
indicada como High
(Alta), dilua a amostra
seguindo as sugestões
do fabricante do kit. Se a
amostra estiver
indicada como Low
(Baixa), provoque um
vórtice na amostra para
garantir a
homogeneidade.
Verifique se as amostras
estão corretamente
misturadas.
Verifique se colocou o
volume de amostra
correto no poço.
Limpe a sonda de
amostra.
Ajuste a altura da sonda
de amostra.
Limpe a sonda de
amostra e, em seguida,
evacue o sistema.
Verifique se a
temperatura de
calibração delta está
dentro delta 3,0°C. Se o
sistema não estiver
66
dentro destes limites,
volte a calibrar e, em
seguida, tente
novamente.
Sample Empty Detected
O sistema adquiriu
Verifique se misturou
(Amostra vazia detectada) completamente todo o corretamente as
volume da amostra.
amostras antes de
colocá-las nos poços.
Não existe qualquer
Verifique se carregou a
amostra no poço
amostra no poço correto
designado.
da placa.
Verifique se o volume de
amostra adicionado ao
poço está correto.
A sonda está
Limpe a sonda de
obstruída.
amostra.
Sample Empty Detected
A sonda de amostra
Alinhe a sonda de
(Amostra vazia detectada) não está alinhada
amostra.
corretamente.
Existe uma obstrução Limpe a sonda de
na linha de fluido.
amostra e, em seguida,
evacue o sistema.
Verifique se a
temperatura de
calibração delta está
dentro do delta ∆3,0 °C
graus. Volte a calibrar se
estiver fora destes
limites e tente
novamente.
Existe um problema
Verifique se o sistema
com o kit.
está a funcionando de
maneira correta
executando seus
controles. Se forem
aprovados, entre em
contato com o
fabricante do kit.
Cannot calculate inverse
Esta mensagem de erro engloba uma série de
function (Não é possível
erros matemáticos que indicam frequentemente
calcular a operação inversa) que o resultado da amostra foi negativo ou
inválido. De acordo com os parâmetros, esta
situação é definida pela fórmula utilizada para
analisar os resultados da amostra. Padrões,
67
controles de análise e desconhecidos podem ser
sinalizados com Falha de Fórmula Desconhecida.
Uma curva padrão é desenhada utilizando o MFI
e o valor de concentração previsto. Uma
mensagem de Falha de Fórmula Desconhecida
pode ocorrer quando o sistema não consegue
calcular uma concentração padrão a partir da
curva padrão.
Está sendo utilizado o Verifique se está
modelo errado.
utilizando o modelo
correto. Consulte a
ajuda on-line.
Estão sendo utilizadas Verifique se introduziu
informações de lotes
as informações de lotes
incorretas.
incorretas.
Cannot calculate inverse
Existe um problema
Execute os controles e a
function (Não é possível
com o kit.
calibração do sistema.
calcular a operação inversa)
Se forem aprovados,
entre em contato com o
fabricante do kit.
13.12. Problemas no Luminex SD
Se o frasco do reagente de limpeza vazio não for substituído e o sistema
continuar em funcionamento, o sistema SD Luminex irá liberar pressão para
impedir a entrada de ar no analisador Luminex 200. Isso poderá interromper
uma amostra e impedir a coleta de mais amostras.
13.12.1. Filtro
Se o filtro fixo à linha de entrada do frasco do reagente de limpeza ficar
obstruído devido à utilização prolongada, irá soar um alarme mesmo que o
frasco de reagente de limpeza de grande capacidade não esteja vazio. Se isso
ocorrer, substitua o filtro (referência CN-0037-01).
13.12.2. Mau funcionamento
Se o alarme tocar mesmo que o frasco do reagente de limpeza de grande
capacidade tenha fluido e o filtro do reagente de limpeza esteja em bom
estado, o sistema está comunicando um dano. Se isso acontecer, entre em
contato com a Assistência Técnica.
68
13.12.3. Drenagem do reservatório
Se precisar devolver o sistema Luminex SD à Biometrix, efetue a
drenagem do reservatório antes de embalar o sistema.
1. No software IS 2.3, clique em Prime (Preparar) ou Warmup
(Aquecimento) para pressurizar o sistema.
2. Deixe o tubo de ar verde ligado entre o analisador Luminex 200
e o sistema SD.
3. No painel frontal do SD, desligue o tubo azul da entrada
designada como Sheath Out (Saída de reagente de limpeza) e
desligue o tubo branco da entrada designada como Sheath In
(Entrada reagente de limpeza).
4. Insira o tubo branco na entrada designada como Sheath Out
(Saída de reagente de limpeza) e insira o tubo azul na entrada
designada como Sheath In (Entrada reagente de limpeza).
5. Desligue a unidade e, em seguida, ligue-a novamente.
6. Pressione o botão Prime (Preparar) no painel frontal do sistema
SD.
7. O fluido do reagente de limpeza será bombeado do reservatório
do Sheath Delivery System (Sistema de Fornecimento de
reagente de limpeza) para a Sheath Box (Caixa de reagentes de
limpeza) de 20L.
Para voltar a encher o Sheath Delivery System (Sistema de Fornecimento
de reagente de limpeza), volte a ligar os tubos de acordo com o código de
cores e pressione o botão Prime (Preparar) no SD.
Entre em contato com a Assistência Técnica para obter mais informações.
14. Acessórios
14.1. Equipamentos de Manutenção




Filtro Traseiro de Entrada de Ar
Agulha Comprida de Amostra
Estojo de Filtro c/Quick Disconn
Filtro de Entrada de Ar (Plataforma XY) e Kit PM
14.2. Manuais


Manuais & Ajuda Online para Luminex 200 com o software V2.3 &
Desenvolvimento de Bancada.
Manual do Usuário Luminex 200 com o Software Luminex LDS 1.7
69
14.3. Equipamentos suplementares recomendados
14.3.1. Alimentação ininterrupta (UPS)
Recomenda-se a utilização de uma alimentação ininterrupta (UPS) para
proteger o seu sistema contra falhas de energia. Escolha uma alimentação
que possa fornecer 1050 Watts durante pelo menos 45 minutos.
14.3.2. Protetor contra picos de corrente
Se não utilizar uma UPS, utilize um protetor contra picos de corrente. Os
fatores a considerar são o ambiente elétrico, a resistência, a classificação de
tensão suprimida e o método de proteção. Ele deve possuir seis tomadas,
com 1500 Watts de capacidade nominal mínima.
14.3.3. Impressora
Impressora, HP LaserJet 2300 ou equipamento disponível equivalente.
14.3.4. Etiquetas de código de barras
Utilize o tipo de etiqueta de código de barras Código 128 quando efetuar a
leitura de etiquetas de código de barras para o sistema como identidades de
pacientes.
14.3.5. Vórtice
Intervalo de velocidade 0- 2300 RPM ou equivalente.
14.3.6. Sonicador de banho
Frequência de funcionamento de 55 kHz ou equivalente.
15. Garantia
A BIOMETRIX DIAGNÓSTICA LTDA, situada na Estrada da Graciosa, 1081 - Curitiba PR, fornece
garantia aos seus equipamentos dentro dos seguintes termos:
Garantia
Os instrumentos são garantidos pela BIOMETRIX contra defeitos de fabricação pelo período de
12 meses a partir da data da nota fiscal de compra, ou por 15 meses da data de embarque,
prevalecendo a que ocorrer primeiro, salvo especificações contrárias que devem constar na
proposta. Após o período de garantia são oferecidos contratos de manutenção, para assegurar
o perfeito funcionamento do equipamento. A BIOMETRIX dá garantia sobre seus equipamentos
fornecidos a partir do momento que eles forem operados, de acordo com suas funções e
especificações constantes no Manual de Operação que acompanha cada instrumento.
A garantia abrange os reparos ou serviços necessários decorrentes de falha do material,
montagem ou fabricação, desde que, a critério de sua Assistência Técnica credenciada, se
constate falha em condições normais de uso;
As peças identificadas como deficientes ou defeituosas (defeitos oriundos de fábrica) serão
substituídas gratuitamente pela BIOMETRIX;
70
As peças substituídas serão de propriedade da BIOMETRIX;
Os reparos de pintura só serão feitos se estes não forem causados por influências externas de
origem química ou orgânica;
A garantia será coberta a partir do momento que a BIOMETRIX seja notificada da falha antes da
data de expiração do período de garantia.
Exceções na garantia
Têm garantia restrita:
Equipamentos com defeitos oriundos de mau uso, imperícia, conservação ou armazenagem
inadequado ou ainda a inobservância dos manuais de operação e manutenção. A exceção se
aplica igualmente para lâmpadas e outras peças de vidro;
A BIOMETRIX não oferece garantia de instrumentos periféricos ou qualquer produto fornecido
por terceiros; tais produtos estarão sujeitos às condições de garantia, se houver dos seus
respectivos fabricantes;
A garantia somente é válida para o comprador original e não é transferível. A transferência de
propriedade do instrumento cancela a validade da garantia;
Garantia válida somente para o território nacional.
Extinção da garantia
Pelo decurso da validade;
Quando houver violação dos lacres, modificação de peças ou partes do instrumento, bem
como, modelo e número de série do equipamento alterado ou retirado, ou se o Cliente não
apresentar a nota fiscal de compra (ou “commercial invoice” no caso de importação direta), ou
se algum desses documentos apresentar rasuras ou modificações;
Danos causados ao instrumento por mudanças bruscas de temperatura, o que poderá
favorecer a condensação e o comprometimento do circuito eletrônico do instrumento.
Danos causados por condições excessivas de umidade ou poeira, que possam danificar as
peças internas do equipamento;
Danos causados por obstrução ou cobertura dos orifícios de ventilação que previnem
aumentos anormais de temperatura;
Danos causados por calor excessivo direto, como luz solar direta, radiadores de aquecimento
ou ambientes fechados, desprovidos de ar condicionado;
Danos causados por derramamento de líquidos de qualquer natureza dentro do instrumento;
Danos causados por alimentação elétrica, polarização ou aterramento deficientes, ou pela
ligação do instrumento em rede elétrica imprópria ou sujeita a flutuações excessivas;
Danos provocados por transporte, acidentes, abuso ou uso indevido, negligência ou uso em
desacordo com o Manual de Instruções ou Operações do instrumento;
Danos causados por agentes da natureza (raios, umidade, maresia, etc.) em consequência de
desastres naturais, tais como inundações, desabamentos, terremotos ou mesmo incêndios;
No caso de o instrumento apresentar sinais de violação, modificação, ajuste ou conserto por
pessoas não autorizadas pela BIOMETRIX Ltda. Não há peças reparáveis pelo usuário no
interior do instrumento.
Atendimento durante a garantia
Todo o atendimento será efetuado pelos nossos técnicos sediados em Curitiba conforme
71
solicitação do cliente.
Equipamento: _________________________________________
Número de Série: _______ Modelo: ___________ Ano de Fabricação: ________
A BIOMETRIX mantém uma equipe constantemente treinada para prestação de serviços na
área de Assistência Técnica e Suporte Técnico-Científico disponível para responder às
perguntas dos Clientes a respeito da operação dos instrumentos e suas aplicações.
Data: ___/___/___
INSERIDA MANUALMENTE
Assinatura do Técnico Responsável: __________________________________
16. Revisões
Revisão
Descrição da Alteração
Data
00
Elaboração.
Agosto/2008
Revisão completa no manual.
Outubro/2009
01
02
03
Alteração no layout, alteração de
responsável técnica, inclusão de
quadro de revisões.
Revisão completa, organização do
layout.
Maio/2011
Dezembro/2011
04
Revisão gramatical.
Outubro/2012
05
Alteração de responsável técnica,
alteração de padrões de rodapé e
cabeçalho.
Janeiro/2013
72
Was this manual useful for you? yes no
Thank you for your participation!

* Your assessment is very important for improving the work of artificial intelligence, which forms the content of this project

Download PDF

advertisement