HDA foi desenvolvido em colaboração
com uma das empresas irmãs da Mackie,
a Eastern Acoustic Works (EAW), que
é especializada em sistemas de PA em
grande escala e forneceu o conhecimento
sobre gerenciamento DSP de caixas que
possibilitou o design do sistema HDA.
Para esta avaliação, eu tive a
oportunidade de usar o sistema Mackie
HDA/HD1801 em um evento de som
ao vivo ao ar livre, onde meus habituais
equipamentos sofreriam para oferecer uma
cobertura suficiente sobre a grande área
da plateia.
No melhor estilo Line-Array
A HDA é uma caixa ativa de duas vias
que pode ser montada em pedestal ou
plataforma, pendurada ou empilhada
no chão conforme necessário, usando o
hardware apropriado. Cada caixa HDA
individual inclui dois amplificadores de
potência classificados em 500W RMS para
as frequências graves e 100W RMS para
as frequências altas. Materiais abaixo da
frequência de crossover em 2kHz são
lidados por um único driver de 30,5cm
montado na frente e os agudos são
apresentados por conta de dois drivers
de compressão da Beyma acoplados a
uma estrutura de guia de onda vertical.
A HDA é o único produto na linha da
Mackie que usa estes drivers específicos,
mas eu acho que eles também são
encontrados em alguns produtos da EAW.
O SPL máximo disponível de um único
HDA é especificado como 124dB (ruído
rosa, medido em 1m antes da limitação).
Entretanto, o máximo teórico, baseado na
potência de amplificação e eficiência de
driver disponíveis, fica 10dB acima disso,
então eu suponho que o limiter esteja
Mackie HDA & HD1801
R$ 9.800/R$ 6.890
prós
• Simples – você pode usá-las assim que tirar
da caixa.
• Ótimo som devido ao eficiente
processamento digital.
• Região média suave e agudos claros e
focados.
• Bastante portáteis e flexíveis.
contras
• Com este preço, nenhum contra significativo.
resumo
Um sistema ativo bem construído, portátil
e com ótimo som que deve servir bem em
praticamente qualquer evento em ambiente
aberto ou fechado de tamanho médio.
Os únicos controles na HAD são uma chave e um botão para apagar o LED de energia no painel frontal. A
energia é fornecida por meio de um conector Neutrik PowerCon e a entrada de áudio e saída estão presentes
em XLRs
configurado moderadamente.
A seção do amplificador é composta
por dois circuitos Class-D, que são
resfriados por convecção graças a um
grande dissipador de calor com frisos no
painel traseiro e alguns slots de fluxo de
ar em cada lado. Sob condições normais,
estes arranjos são mais do que adequados
(depois de uma tarde e noite inteiras de
uso ao ar livre em um clima agradável,
os dissipadores de calor só ficaram um
pouco mornos), mas existe uma ventoinha
de emergência no lado interno que opera
se condições térmicas anormais forem
detectadas.
O painel de controle é muito simples
e oferece conectores XLR de entrada e
saída, uma chave para apagar o pequeno
LED azul na frente, que é uma marca
registrada da Mackie, e uma chave Array
Mode. Ela otimiza o DSP interno de acordo
com quantos aparelhos estiverem no seu
arranjo e tem três configurações diferentes,
marcadas como ‘1-2’, ‘3-4’ e ‘Long
Throw’. As duas primeiras configurações
correspondem à quantidade de caixas HDA
em um sistema e a última configuração
aumenta a saída de frequências agudas
para compensar a perda de agudos em
longas distâncias. Não existe nenhum
controle de nível de entrada, então o nível
do sistema é totalmente controlado pela
mesa ou qualquer aparelho que estiver
enviando sinal à entrada da HDA.
Construção
A HDA é feita de madeira compensada
de bétula de 15mm e tem o habitual
acabamento preto da Mackie, que eu acho
atraente; eu já usei caixas mais antigas
desta empresa durante muitos anos e o
acabamento resistiu bem neste período
e é facilmente retocado com um pouco
de tinta acetinada preta, caso necessário.
A grade de aço com revestimento em
pó preto cobre a superfície frontal
inteira (o que é bom de um ponto de
vista de proteção do driver), parece
suficientemente forte para resistir a
manuseios descuidados e contribui para
uma atraente e discreta aparência geral.
Sendo caixas de arranjo, as HDAs têm
barras de travamento embutidas para
que possam ser acopladas juntas em um
arranjo com curvatura constante, e eu
estou contente em dizer que estas barras
travam as caixas firmemente juntas e são
muito fáceis de usar. Com exceção de
uma diferença no ângulo, este hardware
é praticamente idêntico ao usado na série
EAW JFL e, no site da Mackie, existe
um link para uma pequena animação
em vídeo ilustrando sua operação. Um
conector estabilizador está disponível
como acessório opcional para manobrar e
cada HDA também tem quatro pontos de
montagem individuais embutidos.
No lado interno, os dois drivers de
compressão da Beyma são montados um
em cima do outro. Sua saída acústica é
combinada e entregue por meio de um
guia de onda que dá a eles uma cobertura
vertical em 20o. Este guia de onda é
construído com duas finas placas de
madeira imprensadas, resultando em uma
estreita abertura vertical que fica oculta
atrás da grade frontal e protegida por
ela. O uso desta estrutura simplificada é
possibilitado pelo processamento HD, que
é um elemento essencial na performance
da HDA neste preço relativamente baixo –
eu falarei sobre isso mais adiante.
O único driver de 30,5cm é um produto
da Celestion fabricado de acordo com um
w w w . s o u n d o n s o u n d . c o m . b r / Agosto 2012
75
Download PDF